Blog do Magno 15 Milhões de Acessos 2

03/06


2008

Terroristas tramaram assassinato de Lula

Coluna de Cláudio Humberto

 Órgão de inteligência militar recebeu um informe sigiloso, vazado para esta coluna, sobre suposto plano terrorista para assassinar o presidente Lula. O informe, do final do ano passado, relatou que o plano começaria pela compra de um apartamento à venda no edifício Hill House, onde Lula é dono da cobertura, em São Bernardo (SP). Os terroristas queriam instalar explosivos no elevador e detoná-los com o presidente dentro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Moaci Antonio Rodrigues

Quem são estes caras? peciso contribuir para comprara este apartamento no mesmo prédio.

Juvenal Antena

Em tempo de eleição ser vítima é sinônimo de urna abarrotada de votos. Eles sabem disso e não medem conseqüências. Enquanto isso a 1ª dama, filhos, incluindo o fenômeno Luiz Fábio e noras, passeiam pela Itália no jatinho da FAB. Agüenta Brasil!

suricato

Os vermelhos inventam qualquer coisa para se manter na mídia , ainda mais quando encontra a mídia mensaleira.

Pedro Batista Filho

Notícias vindo de Claudio Humberto, o maior fofoqueiro e mentiroso jornalista da imprensa nacional, deve ser checada 10 vezes antes de acreditar-se nelas.

josé arnaldo amaral

A notícia é grave.Cobra resposta que não deve calar.Se confirmada, deve ser armada dos narcotraficantes e terroristas das FARC por terem sido expelidos do Foro de São Paulo... Ou dos assassinos de Celso Daniel...As excelências da PF e do MPF à prova...


O Jornal do Poder

03/06


2008

Conselho abre processo e Paulinho diz que não renuncia

 O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados abrirá hoje o processo contra o deputado Paulo Pereira (PDT-SP), o Paulinho da Força Sindical, por suposto envolvimento com a máfia que cobrava propina para desvio e direcionamento de recursos do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). O relator do caso será escolhido em reunião marcada para esta tarde. A amigos, Paulinho sustentava até ontem à noite que não renunciará, antes da abertura do processo, para fugir do risco de perder os direitos políticos.(O Globo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu no Zap

03/06


2008

Mais rigor no empréstimo consignado a aposentados

 Entram em vigor hoje as novas normas para o crédito consignado do INSS. A partir de agora, os aposentados e pensionistas só poderão ter um cartão para operar na modalidade e manter somente até seis contratos de empréstimo com as instituições conveniadas.

Além disso, não será mais permitido efetuar saques com o cartão. O limite de crédito no cartão será de até duas vezes o valor do benefício mensal — até ontem, era de três vezes. As medidas, instituídas pela Instrução Normativa 28, publicada dia 19 de maio, foram adotadas para evitar o endividamento dos beneficiários e garantir a segurança das operações.


A oferta de empréstimos com prazo de carência para início do pagamento — que permitia que o segurado contratasse o empréstimo e só começasse a pagar meses depois também foi eliminada. Entre outras medidas, não será possível usar o consignado em operações de leasing. E, quando o beneficiário quiser quitar antecipadamente suas operações de empréstimo ou com cartão de crédito, os bancos terão até 48 horas para a emissão de boleto informando o valor total do empréstimo, o desconto para o pagamento antecipado e o valor líquido a pagar.

As instituições financeiras ficam obrigadas a fornecer previamente informações sobre todos os custos: taxas de juros mensal e anual, soma total do valor a pagar pelo empréstimo ou uso do cartão e data de início e fim do desconto. (O DIA)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/06


2008

Rombo no BNDES: Paulinho tem relator rigoroso no STF

 O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Carlos Ayres Britto será o relator do inquérito de investigação do deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho da Força, acusado de participar de esquema de desvio de verbas do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Britto Ficará responsável pela autorização de pedidos de diligência no caso.

Antes, a ministra Ellen Gracie havia sido designada para a função, por ter negado liminar ao advogado Ricardo Tosto, também investigado pelo desvio. Porém, ela alegou que o caso de Paulinho é distinto do de Tosto, passando o caso adiante.

O presidente do Tribunal, ministro Gilmar Mendes, promoveu, então, um sorteio – que apontou o nome de Cezar Peluso. Este, por sua vez, estava na presidência interina do STF, o que levou o caso às mãos de Ayres Britto.

Se o Ministério Público confirmar que Paulinho se beneficiou do esquema de corrupção no BNDES, pode denunciá-lo ao STF e pedir a abertura de uma ação penal. Para que isso aconteça, a maioria dos ministros do Supremo precisa concordar com o pedido.(Do site da VEJA)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/06


2008

Hoje em Roma

Sponholz

Foto


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

03/06


2008

Lula: o discurso raivoso igual a zero de hoje em Roma

 Carlos Chagas - Tribuna da Imprensa

 Hoje, em Roma, no plenário da FAO, o presidente Lula criticará pela milésima vez os subsídios que os países ricos concedem a seus produtores agrícolas. Vai apelar para que abram mão do protecionismo dado a seus fazendeiros, fator que estrangula a produção nos países pobres e em desenvolvimento.

O apelo brasileiro terá, respeitosamente, o mesmo efeito dos protestos do canarinho diante do gato postado embaixo da gaiola. O trinado poderá ser agudo, até bonito, mas não mudará as intenções do bichano. Os dirigentes dos países ricos darão de ombros e continuarão dando suporte extra à sua agricultura, porque a alternativa seria, para eles, a substituição nos governos através das próximas eleições, ou até antes, pela rebelião nas ruas. Algo mais ou menos como se as nações desenvolvidas pedissem a Lula para interromper a distribuição do bolsa-família.

Presidentes e primeiros-ministros debaterão a segurança alimentar na sede da organização que as Nações Unidas criaram para combater a fome. Como a fome aumenta no planeta, e, junto com ela, a carência de alimentos exigidos por populações cada vez maiores, o resultado do discurso do nosso presidente será igual a zero. Coisa que não tira seus méritos e sua inclinação pela utopia.

Tem saída? Tem. Porque o Brasil dispõe dos três requisitos fundamentais para a produção de alimentos: terra, água e sol. Assim como os potentados cuidam primeiro de seus interesses, o mesmo deveria fazer o governo Lula: ampliar nossas fronteiras agrícolas, mesmo sem precisar desbastar a Amazônia, mas tendo presente a importância de alimentar, primeiro, a população brasileira.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

josé arnaldo amaral

Está na hora do Mula além de subsidiar financeiramente e tecnicamente as metas de produção dos agricultores familiares (recebe mais quem produz com qualidade), garantir-lhes a aquisição da produção orgânica na porteira do Sítio...



03/06


2008

Dona de loto acha bilhete no lixo e devolve à ganhadora

 O que você faria se encontrasse um bilhete de loteria premiado no valor de R$ 57,4 mil no lixo? A dona de uma lotérica na pequena Caibi, localizada a 570 km de Florianópolis, encontrou um bilhete de loteria premiado no valor de R$ 57,4 mil no lixo e saiu à procura da ganhadora e entregou-o à dona.

A aposta foi registrada em um sábado, dia 17 de maio, na lotérica da empresária Claudete Ferronato. O bilhete apostado era da Dupla Sena, uma das 10 loterias administradas pela Caixa Econômica Federal. Na segunda-feira, depois de conferir o bilhete, a apostadora achou que não tinha ganhado e pediu para a dona da lotérica repetir os números. Uma nova aposta foi feita e o bilhete antigo foi para o lixo antes mesmo do sorteio.
 
Quando os números foram sorteados, o prêmio foi dividido entre os dois bilhetes: o que estava com ela e o que havia ido para a lixeira.
O fato intrigou dona Claudete. Seria muita coincidência dois apostadores da mesma cidade acertarem o resultado – a probabilidade de acerto é de uma em mais de 15 milhões.
 
A dúvida aumentou ainda mais quando a apostadora, sem saber que havia ganhado toda bolada, apareceu para receber metade do prêmio. “Quem seria o dono da outra metade?”, indagou-se dona Claudete. Foi então que ela decidiu revirar o lixo na esperança de encontrar o bilhete.
 
Para surpresa de dona Claudete e sorte da ganhadora, o bilhete foi encontrado. “Na primeira vez que procurei, não encontrei. Mas fiquei tão encucada com a história que saí de casa por volta das 10 da noite para revirar o lixo na lotérica”, conta a empresária.,
 
No total, a moradora de Caibi vai receber R$ 115 mil, o maior prêmio que já saiu na lotérica. Metade do prêmio já foi pago. A outra deve ser paga no início desta semana, pois o bilhete encontrado no lixo estava rasgado ao meio e foi preciso enviá-lo para perícia em Brasília. A Caixa já comprovou a autenticidade do documento.(O DIA)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Gilberto Carvalho Moura

Por isso ainda vale à pena acreditar nas pessoas.


Jornao O Poder

02/06


2008

Guarda Nacional Ambiental entra em ação no 2º semestre

 O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, disse que o Ministério da Justiça confirmou a criação da Guarda Nacional Ambiental para conter o desmatamento no país, em especial na região da Amazônia. Segundo Minc, ''o ministro Tarso Genro me disponibilizou 500 homens especializados em ações ambientais que vão dar sustentação a ações conjuntas do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais) e da Polícia Federal'', disse. A guarda começará a atuar no segundo semestre deste ano.

Carlos Minc anunciou também outras medidas para conter o desmatamento. Além da criação da Guarda Nacional, e da apreensão de gado criado em área ilegal, a partir do dia 15 deste mês, as siderúrgicas, madeireiras, serrarias e qualquer empresa do agronegócio, terão de informar ao Ibama a origem do produto que vão revender.

O ministro acredita que, com isso, será possível se chegar às regiões onde existe exploração ilegal. Ele explica que todas as empresas serão notificadas pelo Ibama a passar a informação. - Se uma madeireira compra madeira ilegal ela é responsável por isso, se alguém compra soja em área embargada também. Hoje em dia os grandes compram dos pequenos na ilegalidade e lavam as mãos em águas poluídas - disse.

O ministro avalia que essas ações não terão efeito imediato, mas no futuro poderão contribuir na diminuição dos índices de desmatamento. (JB Online)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


02/06


2008

Promotor que matou estudante perde o cargo

 Por 9 votos contra 3, o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) decidiu nesta segunda-feira (2) que o promotor Thales Ferri Schoedl, acusado de matar um estudante e ferir outro no dia 30 de dezembro de 2004, em Bertioga (SP), deve perder o cargo.

A maioria dos conselheiros entendeu que o promotor não preencheu os requisitos necessários para ter direito ao cargo vitalício, em que uma demissão só pode ocorrer depois de sentença judicial em que não cabe mais recurso. Com isso, o Ministério Público de São Paulo deve exonerá-lo.

A decisão não tem validade automática, pois o promotor ainda poderá recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF). Enquanto isso, ele continuará apenas afastado do cargo. Se for exonerado, será julgado pelo Tribunal do Júri de Bertioga e não pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), pois perderá o foro privilegiado pelo cargo que ocupa.

O CNMP é o órgão responsável pelo controle externo do Ministério Público. Em setembro de 2007, o conselho já tinha afastado o promotor em caráter provisório. Na ocasião, suspendeu decisão do Órgão Especial do MP de São Paulo, que determinara a reintegração de Thales Ferri por entender que ele teria direito ao cargo vitalício.

Retomada no fim de maio, a discussão foi interrompida porque quatro conselheiros pediram vista para analisar melhor o caso. Nesta segunda, o julgamento foi concluído.

 O caso

Em 30 de dezembro de 2004, o promotor saiu de uma festa na Riviera de São Lourenço acompanhado da namorada, Mariana Ozores Bartoletti, quando passou por quatro jovens, entre eles as duas vítimas. Segundo o promotor alegou na época, um dos jovens teria mexido com sua namorada.

Uma discussão começou e o promotor teria sacado uma pistola Taurus, calibre 380, e disparado contra o grupo. Atingido, Diego Mendes Modanez morreu. Também baleado, Felipe Siqueira Cunha de Souza sobreviveu. A defesa do promotor alega que ele disparou em legítima defesa, por se sentir acuado pelos jovens que o provocavam. (Portal G1)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

joao daniel neto

Quer dizer que uma autoridade não pode mais andar com sua esposa mais,por que se um trombadinha drogado tirar um ondinha com ele ou passar a mão na bundinha,a autoridade vai dar um beijinho no menorzinho e seus coleguinhas?Que nada rapaz respeito é bom e conserva as formigas na boca...