O Jornal do Poder

06/10


2006

Longe do povo

O presidente Lula desceu em Petrolina, há pouco, mas evitou o contato direto com o povo que o esperava no aeroporto. Assim que saiu do avião entrou de imediato num carro que atravessou a pista de pouso para apanhá-lo. Sapato alto ou medo da voz rouca das ruas?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Antonio Pereira

Este blog prtecisa fazer jornalismo e não campanha. Onde já se viu Lula com medo do povo, que vota nele macissamente. Só coisa de um blog comprometido com a oposição.

paulo

"Lula ganhou aonde? No Brasil onde o desenvolvimento econômico é mais fraco e o Estado é mais forte. Onde os ''favores políticos'' são maiores. O Brasil ficou dividido, mas não entre ricos e pobres.

paulo

Precisamos perguntar ao Sarney e ao Collor e o que o candidato deles fala é verdade ou não, pois o homem se intitula o verdadeiro Profeta do Bem,....enquanto isso no País Real, greve do INSS, greve dos Bancarios.

Eduardo Peres Ramos da Silva

O titular do blog usa uma chamada crítica ao supor que Lula tem medo do povo. Não foi crítico com Mendoncinha quanto ao repentino decreto do ICMS na conta de luz. Claudio Humberto e Magno Martins lamentavelmente são do mesmo saco. Que pena, Magno.

paulo

Av. Celso Daniel Via espressa José Genuino,Alameda José Dirceu,Travessa Prof. Luizinho,e por aí vai. Aposto que em poucas horas todos os lotes já estariam vendidos (ou ...) por todos os simpatizantes do PT. O Marco Zero da cidade, como não poderia deixar de ser seria a famosa estrela.


Potencial Pesquisa & Informação

06/10


2006

Governador reduz ICMS sobre conta de luz

O governador Mendonça Filho assinou hoje à tarde decreto ampliando a uma faixa maior de consumidores de energia elétrica o benefício da isenção de ICMS, fazendo com que, quem, antes consumindo 50kw  pagava 25% do imposto, agora nada mais paga.

Além desse benefício, foi encaminhado à Assembléia Legislativa projeto reduzindo de 25% para 20% a alíquota de ICMS para os que consomem de 51 a 120kw/h.

Na entrevista logo após anunciar as medidas, o governador Mendonça Filho disse  não se preocupar com uma possível repercussão crítica das medidas junto a seus adversários, que poderiam classificá-las de eleitoreiras. "A oposição não elogia uma ação de governo. Minha obrigação como governo é realizar, e eu realizo, sem nenhuma preocupação com o que possa pensar ou dizer o candidato do PSB", disse Mendonça, numa alusão ao seu adversário do segundo turno, Eduardo Campos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

LandRover

Que vergonha é essa! Não existe justiça em Pernambuco, não? O Filhote de Camundongo está rifando o Estado para ganhar as eleições de qualquedr jeito e a justiça, pacificamente, aceita? Isso é imoral e vergonhoso! Isso é inaceitável!

cristiano lins de amorim

OLHA AÍ, ACABAMOS DE VER MAIS UM CRIME ELEITORAL CADÊ A JUSTIÇA ????????????

Paulo M.

O tom das notas e críticas dste blog do Magno, descaradamente eleitoreiro e despudoradamente parcial em favor do PÊFÊLÊ o descaracteriza como espaço aberto e imparcial de debates. Sugiro que deixemos de participar dessa palhaçada e que fiquem so os puxa-sacos com ele...

Mariazinha do Sertão

O INTERESSANTE É Q SÓ PARTICIPAM DO BLOG ELEITORES DE DUDUPRECATÓRIOS , MAIS É PQ ESTÃO TODOS DESOCULPADOS, ATRÁS DE UMA VITÓRIA DISTANTE, PRÁ PODEREM MAMAR UM POUQUINHO NÉ? KKKKKKKKKK !!! É ALCKIMIN LÁ E MENDONÇA KÁ !!!!

osgone

É isso ai Eduardo, você já começou a Governar Pernambuco, mandou baixar a conta de energia e os subordinados(Mendonça/Jarbas), cumpriram a sua determinação. O povão agradeçe.


Banco de Alimentos

06/10


2006

Guia de Mendonça ganha reforço

O guia na tevê do candidato do PFL a governador de Pernambuco, Mendonça Filho, ganhou dois reforços neste segundo turno: o compositor Lula Queiroga e o jornalista Roberto Menezes, ex-TV Globo Nordeste. Na campanha municipal do ano passado, Menezes produziu o guia do prefeito reeleito de Caruaru, Tony Gel(PFL).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Paulo M.

O tom das notas e críticas dste blog do Magno, descaradamente eleitoreiro e despudoradamente parcial em favor do PÊFÊLÊ o descaracteriza como espaço aberto e imparcial de debates. Sugiro que deixemos de participar dessa palhaçada e que fiquem so os puxa-sacos com ele...

pedro

Antes de Reduzir a conta de luz ele deveria dizer onde gastou o dinheiro das escolas no projeto alvorada. O slogan de Mendonça/Jarbas era a cada 2 dias uma escola será inaugurada e a cada 7 dias uma escola seria feita. Mentirinha tem perna Curta

irania Olivia Benicio

O governador é bastante moço, muito haverá de ter aprendido com esta campanha. É teu, o meu voto governador, mas, tens um cavalo de Tróia fincado na tua administração. Muitos tentaram te ajudar mas a "proteção" foi excessiva.

Deweler

A eleição parece um filme cada um que traga atores e cantores formadores de opinião para poder fazer o povo acreditar...

osgone

Mendonçinha, Nem o boni e a tv globo, faz você ganhar essa eleição para Eduardo Campos.



06/10


2006

Nova presidência da Câmara e do Senado já em pauta

 Assim que assumirem os mandatos, em 1° de fevereiro, os novos deputados e senadores retornarão aos tempos de campanha. Mas, desta vez, a maioria como eleitor. A Constituição determina que no dia da posse, os novos parlamentares definam quem comandará a Câmara e o Senado. A urgência faz com que as negociações excluam os novatos.

Ao contrário do presidente da República, que assume o cargo no dia 1° de janeiro, no Congresso a transição ocorre um mês depois. Por isso, as articulações para definir quem comandará as duas Casas nos próximos dois anos já começaram e envolvem principalmente os deputados e senadores que foram reeleitos.

De fora desse grupo podem ter alguma influência os campeões de votos --caso do ex-ministro Ciro Gomes (PSB-CE), o mais votado do país proporcionalmente-- e políticos que voltam à cena --como Ibsen Pinheiro (PMDB-RS), ex-presidente da Câmara.

Candidatos
Na Câmara, alguns nomes já estão colocados para disputar o comando da Casa. O atual presidente, deputado Aldo Rebelo (PC do B-SP), que pode se reeleger porque se inicia uma nova legislatura, é um deles. Fiel ao presidente Lula, Aldo pode ser uma opção do petista se reeleito. O comunista seria uma barreira para qualquer pedido de impeachment. A decisão sobre se terá prosseguimento um pedido de cassação do presidente da República é exclusiva do presidente da Câmara.

Também estão em campanha, por enquanto discreta, os deputados Eunício Oliveira (PMDB-CE) e o presidente nacional do PMDB, deputado Michel Temer (SP). Eunício teria chances no caso de o presidente Luiz Inácio Lula da Silva vencer as eleições, já Temer é mais afinado com os tucanos.

Por ter feito a maior bancada, o PMDB teria direito a indicar o presidente da Câmara não fosse a eleição de Severino Cavalcanti (PP-PE) em 2005 ter quebrado a tradição. Portanto, nada impede que outros partidos lancem seus candidatos em 2007.

O nome do ex-ministro Ciro Gomes (PSB) também é especulado. Ciro, no entanto, não é visto com bons olhos por muitos de seus colegas que foram reeleitos. O estilo "sem papas na língua" do ex-ministro preocupa quem tem anos de Casa e o que se comenta nos corredores é que se insistirem no Ciro, um novo Severino pode aparecer.

Ciro também só teria chances no caso da eleição de Lula. "Não vou disputar. Quero ser índio", tem afirmado o novo deputado em resposta aos que pensam que ele irá reivindicar posição de cacique na Câmara.

Senado
No Senado, as apostas recaem sobre o atual presidente, Renan Calheiros (PMDB-AL), além do senador José Sarney (PMDB-AP). Por enquanto, porém, como no Senado não houve quebra da tradição, a vaga cabe ao PFL, que elegeu a maior bancada.

O partido, porém, ainda pode perder o posto se outras legendas crescerem. Ao contrário da Câmara, no Senado, o que vale para definir a maior bancada é o dia da posse e não o resultado que saiu das urnas. Ou seja, até primeiro de fevereiro o PMDB, por exemplo, pode cooptar nomes para sua bancada e passar à frente do PFL.

Se conseguir crescer, o PMDB pode ser surpreendido se insistir em lançar na disputa Sarney ou Renan, nomes que não agradam aos independentes do Senado. O senador Pedro Simon (PMDB-RS) já avisou que se os dois tentarem assumir a Presidência do Senado vai iniciar um movimento contrário e tentar eleger outro nome para a vaga. Informações do CorreioWeb.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernando Vieira

Está escrito: LULA PRESIDENTE, Eunício na Câmara e MARCO MACIEL no Senado. Quer uma apostinha??? Detalhe: O Maciel vai ser o "amaciador" da oposição para o Lula. ele adora "ser" Governo!!!!

José Rodrigues da Silva

E o novo senador Jarbas já têm o slogan;"Jarbas senador, muito mais cocô". Avanti Dudu!!!



06/10


2006

Carreata de Lula acompanhada pelo povo a pé

A carreata que o presidente Lula faz neste momento em Juazeiro passa por trecho da BR-407, acompanhado do governador eleito da Bahia, Jaques Wagner (PT) e esposa, Fátima Mendonça, e da primeira-dama Marisa Letícia. A carreata segue em ritmo lento, pois durante o percurso o presidente e candidato à reeleição é parado constantemente para dar autógrafos. As pessoas acompanham a comitiva a pé e muitas motos com bandeiras seguem os carros. Segundo o governador eleito da Bahia, o principal objetivo da carreata é agradecer a votação que ele e o presidente Lula tiveram no Estado. Informações da Agência Nordeste.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernando Vieira

aí está Magno... essa é a VERDADEIRA voz ROUCA!!!

Raimundo Eleno dos Santos

Do jeito que está o CARLISMO VAR ARREGANHAR AS BANDAS FAZENDO HARAQUIRI EM PLENO PELOURINHO. ELE, ACM, O BABALAÔ E SEUS CUPICHAS. VAI SER PRECISO CHAMAR O SAMU E O RABECÃO.



06/10


2006

Lula insiste na transposição do Rio São Francisco

 Ao falar de temas relacionados ao Nordeste, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva insistiu, em entrevista na manhã desta sexta-feira a emissoras de rádio da Região, na defesa do projeto de transposição de águas do rio São Francisco - uma proposta que divide governos dos Estados nordestinos.

Lula, que teve no Nordeste sua maior votação na eleição, lamentou que o projeto tenha se transformado uma briga política, mas disse acreditar que, no futuro, a população aceitará a retirada de 1% da água do rio para atender a milhões de pessoas.

O presidente citou outros projetos de infra-estrutura, como a ferrovia Transnordestina, e prometeu fazer mais investimentos na malha rodoviária. "O governo passado recebeu dinheiro para fazer rodovia e não fez. Ficamos muito tempo sem fazer manutenção das estradas, não sei por que se passou tanto tempo sem manutenção", disse.

"O que nós olhamos nestes quatro anos, há muito tempo um governante do Brasil não olhava", afirmou Lula, prometendo acabar com as palafitas: "Elas são uma vergonha nacional. Não quero mais ver palafitas, queremos acabar com elas e dar um pouco de cidadania pra as pessoas".

Lula, que na quarta-feira comemorou a derrota eleitoral do senador Antonio Carlos Magalhães (PFL) na Bahia, nesta sexta evitou responder uma pergunta sobre o apoio que recebe do senador José Sarney (PMDB-AP), também considerado um dos chefes da oligarquia nordestina.

O presidente se limitou a elogiar a filha de Sarney, Roseana, candidata ao governo do Maranhão: "Em política, a gente trabalha com quem é leal a você, e Roseana Sarney me apoiou. Os votos no Maranhão não foram pouca coisa. Roseana é uma mulher que pode fazer mais coisas com a solidariedade do governo federal. Sem problema nenhum, vou pedir voto para a Roseana. Ela teve a coragem de pedir para mim, mesmo contra o partido ela. Ela foi leal comigo e como defensora das políticas do governo federal lá."

Confiante

O presidente também manifestou confiança na sua reeleição e disse que aposta em um crescimento da economia do País de 5% a 6% nos próximos anos, considerando que "as bases da economia estão consolidadas." Segundo Lula, a economia está sólida, a inflação controlada, e a política de juros, definitivamente caindo.

"Acho improvável Alckmin ganhar as eleições", disse, falando ao vivo aos repórteres das emissoras, no Palácio da Alvorada, em Brasília. "Não tem nenhum brasileiro mais angustiado do que eu com o crescimento".

"Os juros vão cair gradativamente, até chegar num patamar", afirmou, prevendo também que a agricultura vai ter "um salto de qualidade" e que, com a indústria crescendo, será possível ter um desenvolvimento forte. "Quando os americanos anunciam que os juros aumentam, é problema deles", disse.

Na avaliação do presidente, o "alicerce para a economia brasileira desenvolver está pronto", mas ele fez a ressalva de que não existe "mágica" na economia. "Nós resolvemos não fazer mágica, mas colocar a economia para funcionar com respeitabilidade", acrescentou. Informações da Agência Estado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

José Rodrigues da Silva

Insiste nada, o Luiz só insiste em beber cachaça. Ele faz parte daquela mundialmente conhecida confraria dos "NÃO SABIA". Avanti Dudu, fora Luiz!

Outro dia Lulla declarou: Na verdade, não sei quando sou presidente e quando sou candidato. Simples: "Quando o Lulla sabe de tudo ele é candidato, quando não sabe de nada, é Presidente.

Jussara Regina

É o projeto Cacimba Chorando.....

Jussara Regina

Mas como é Lula quem está defendendo, podem esperar: às 16h, Eduardo Campos já virá com um anúncio Bomba: vai levar água para o interior de Pernambuco, enchendo todas as cacimbas criadas por Miguel Arraes.

Jussara Regina

Mais um assunto polêmico.



06/10


2006

Jarbas e Lula: uma relação futebolística

O senador eleito Jarbas Vasconcelos pode  começar a se preparar para exercer o seu mandato no Senado tendo, com o presidente Lula, no aspecto político, uma relação de dois irmãos disputando uma partida de futebol, como adversários, jogando cada um num dos dois times em disputa. Foi o que disse, sem meias palavras o presidente, durante entrevista hoje a uma cadeia de emissoras de rádio do Nordeste. Leia o que disse o presidente Lula, depois de enfatizar que a relação entre ambos será a mesma de sempre, ou seja, civilizada, diferente da disputa eleitoral:

''Não confundo a relação pessoal com uma disputa eleitoral. Na disputa eleitoral a gente faz como dois irmãos jogando em times diferentes. Um joga na defesa e não vai deixar o outro marcar um gol só porque é irmãozinho. Vai brigar, vai dar trombada. Mas, quando chegam em casa são dois irmãos. Quando têm de fazer as coisas fora do futebol se entendem''.

Lula entende que Jarbas Vasconcelos vai exercer seu papel de senador, não acreditando o presidente  que vá ser um líder de oposição só pela oposição,  se tornar um oposicionista ''empedernido''.

Lula considera Jarbas Vasconcelos ''um homem civilizado para fazer política'', tem muito bom senso, segundo ainda o presidente. ''Acho que não vou ter nenhum problema na relação com ele no Senado. Poderemos ter divergências, o que é natural, mas nada que possa implicar num Jarbas Vasconcelos virar um oposicionista empedernido, que é contra tudo. Não acredito, porque não faz parte do seu perfil'', concluíu o presidente.  


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Paulo M.

O tom das notas e críticas dste blog do Magno, descaradamente eleitoreiro e despudoradamente parcial em favor do PÊFÊLÊ o descaracteriza como espaço aberto e imparcial de debates. Sugiro que deixemos de participar dessa palhaçada e que fiquem so os puxa-sacos com ele...

Deweler

Vcs são novos, para vcs ele e novidade mais ele ja e carta marcada eu sei eu vivi na pele sou funcionario desde de 86 ! eu sei oque dr.Eduardo fez oque ele é capaz ? Acordem para a vida ele vende a propía familia pelo poder! Se querem acreditar em um Ideal sem tem alguma coisa na cabeça diga não.

Deweler

que se prove o contrario? E fato pesquisa va no site do STJ veja como o processo foi arquivado Eduardo é um SAFADO! Dr.Arraes foi o maior Mito da politíca pernambucana para não dizer da historia da união lutou por um ideal de democracia mais não me vanha com Eduardo não!

Francisco Filho

NA REALIDADE LULA SABE MUITO BEM QUE SE FOR REELEITO VAI PRECISAR DO APOIO DE LIDERANÇAS DE CREDIBILIDADE E JARBAS SE INSERE NESSE CONTEXTO, DO CONTRÁRIO VAI TORNAR-SE UM PRESIDENTE ZUMBI, REFÉM DE FORÇAS ATRASADAS (PT, PL,PP E O PODRE DO PMDB). NINGUEM FICA EMBAIXO DE ARVORE QUE NÃO DÁ SOMBRA

irania Olivia Benicio

Primeiro "Deweler" deveria aprender a escrever, depois quem sabe...



06/10


2006

PE: redução de ICMS na conta de Luz

O governador Mendonça Filho vai anunciar, na tarde desta sexta - feira, redução do ICMS na conta de luz, segundo informação da assessora do governo do estado, Adriana Cavalcante. O anúncio será às 14h no Palácio das Princesas. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Mariana

Magno o tamanho da nota não importa o importante foi o tamanho do furo.

osgone

É ISTO AI EDUARDO, VOCÊ JÁ COMEÇOU A GOVERNAR O ESTADO DE PERNAMBUCO. DETERMINOU A REDUÇÃO DA ENERGIA ELETRICA E OS SUBORDINADOS (MENDONÇA/JARBAS) CUMPRIRAM A SUA DETERMINAÇÃO. PARABENS. O POVÃO AGRADEÇE.

Paulo M.

O tom das notas e críticas dste blog do Magno, descaradamente eleitoreiro e despudoradamente parcial em favor do PÊFÊLÊ o descaracteriza como espaço aberto e imparcial de debates. Sugiro que deixemos de participar dessa palhaçada e que fiquem so os puxa-sacos com ele...

José Rodrigues da Silva

Anuncie um secretário do turismo que disso entenda, melhore a gestão da Segurança Pública, indique seu vice candidato (?) a representante de Pernambuco na Manchúria, ou então espere um pouco que Dr.Eduardo vai-lhe ensinar como se faz! Avanti Dudu!!!

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Que bom que Mendoncinha já antecipou um ato que seria tomado pelo futuro governador Eduardo Campos. Ao menos economizou a caneta do neto de Arraes (um homem decente que será vingado pelas vilanias que seus maus adversários plantaram em Pernambuco).



06/10


2006

Marcelo Teixeira acredita em Alckmin no 2º turno

Este blog reproduz artigo do jornalista Fernando Castilho, publicado no Blog da Eleição do Jornal do Commercio, em que o publicitário Marcelo Teixeira, da agência Makplan, fez algumas previsões para a eleição que vale a pena o leitor tomar conhecimento. A seguir o artigo:

''Marcelo Teixeira, da agência Makplan, que aqui no Blog previu o segundo turno para eleição presidencial, agora acredita em Geraldo Alckmin (PSDB), afirmando que ele criou as condições para partir na frente na campanha porque muita gente que não teve coragem de apóia-lo no primeiro turno terá que fazê-lo.

O marqueteiro acredita que essa declaração de voto em favor do tucano será mais forte nos 10 estados aonde vai haver segundo turno porque, agora, o ex-governador de São Paulo virou uma possibilidade real e ajuda a quem está do seu lado.

Na opinião de Teixeira, a explicação política para o que aconteceu no pleito do último domingo - quando o Norte e o Nordeste votaram no Lula, e o Sul, o Sudeste e o Centro-Oeste votaram no candidato do PSDB - é simples: ele foi vítima da omissão, da infidelidade e da covardia da líderanças políticas regionais que não se atreveram a assumir que o candidato de seus partidos era Geraldo Alckmin e não Lula da Silva.

Em alguns estados, a cobrança dessa falta de personalidade foi cruel. Nos outros, eles terão que aparecer agora explicando-se ao eleitor porque não colocaram o nome de Geraldo na sua campanha no primeiro turno. Apenas em dois estados do Norte e do Nordeste (Pará e Sergipe), os governadores apoiaram ostensivamente o tucano, Lula teve os menores percentuais de votação.

Pagaram por isso, é verdade: Almir Gabriel (PSDB) vai para o segundo turno com Ana Júlia (PT), mas lá, Alckmin teve 41,59% contra 51,78% de Lula. Em Sergipe, onde João Alves (PFL) perdeu, no primeiro turno, para Marcelo Deda (PT), Alckmin teve 44,36% contra 47,33% de Lula.

Marcelo Teixeira usa o exemplo de Pernambuco, onde a coligação PFL/PSDB/PMDB simplesmente não exibiu o nome de Alckmin em nenhum momento de sua campanha. No estado, Lula teve 77,93% dos votos contra 22,86%. Não ajudou a Mendonça Filho se eleger no primeiro turno mas isso custou caro à coligação. Especialmente ao ex-governador Jarbas Vasconcelos que assumiu a responsabilidade por não exibir no horário político que votaria no PSDB. Sua votação para o Senado foi de 56,14% quando todas as pesquisas lhe davam mais de 70%.

Os demais candidatos (que foram incluídos nas duas chapas de Oposição apenas para completa-las) tiveram 43,10% e receberam 1,5 milhão votos. Isso, segundo Teixeira faz com que, no segundo turno, as condições de competitividade de Alckmin sejam muito melhores que as de Lula.

Em primeiro lugar, no Nordeste (Maranhão, Rio Grande do Norte, Pernambuco e Paraíba) os candidatos terão interesse em ''colar'' no Alckmin para se aproveitar da tendência que existe a favor dele. No Norte, o mesmo se dará no Pará com a vantagem de Gabriel é o candidato de Alckmin desde o primeiro turno.

O marqueteiro explica que, embora o primeiro turno tenha revelado esse separatismo eleitoral por falta de coragem, omissão e infidelidade, o jogo terá que ser nacional, porque agora o PSDB virou uma possibilidade real de poder.

É por isso que todos os eleitos em primeiro turno - e mais os que vão disputar a eleição - vão ''colar'' no ex-governador de São Paulo. Uns tentando se beneficiar na onda para se eleger. Os demais, para dizer que escolheram um lado - coisa que Norte e Nordeste, todos eles (menos João Alves Filho e Almir Gabirel), não fizeram. E nesse cenário o Alckmin parte na frente, diz marqueiteiro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Como funcionário público gostaria de dizer que nunca passei três meses sem receber no período de doutor Arraes. Tenho todos os contra-cheques guardados pra provar o que digo. Essa parolagem da direita é uma coisa nojenta.

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Dona Mariazinha vai com as outras, o problema não é Lula ser ladrão, porque nesse quesito Alckmin Daslu é mais esperto (rouba bem e esconde bem). O que incomoda é que Lula está reduzindo a injustiça social no país, e aí a senhora não vai mais poder contratar domésticas analfabetas por meio salário

Eduardo quando Secrétario da Fazenda de Pernambuco conseguiu fato inédito: Quebrou o estado de Pernambuco. Apesar do dinheiro dos "precatórios" o Estado não conseguia honrar nem o salários dos funcionários.

Jussara Regina

Baixa o ICMS mesmo Mendonça. Para acabar com o discurso demagogo de Eduardo.

Jussara Regina

Tive uma idéia pessoal. Por que Vcs que ficam o dia inteiro no Blog do Magno, não levantam quanto custava a conta de luz no Governo Arraes, quando era o Governo quem determinava o valor da conta. Não é uma boa idéia? Acho que Eduardo pode ajudar. Ele era justamente o Secretario Poderoso da Fazenda.



06/10


2006

Jungmann vai ao TSE contra Lula

A liberação de R$ 1,5 bilhão pelo governo federal para nove ministérios pode trazer problemas à candidatura do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O deputado Raul Jungmann (PPS-PE) promete entrar esta tarde no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com representação contra o presidente e com uma ação na Justiça Federal contra a liberação do dinheiro.

 

Segundo a repórter do blog em Brasília, Ana Silveira, Jungmann argumenta que Lula "cometeu crime eleitoral e desvio de finalidade por abuso de autoridade" ao liberar tanto dinheiro às vésperas do segundo turno. “Os critérios de urgência e relevância da MP não existem. O Lula está abusando de sua autoridade presidencial”, criticou o deputado.

 

Jungmann achou estranho, principalmente, a liberação do dinheiro ocorrer um mês depois do governo cortar o Orçamento em R$ 1,6 bilhão. Para o deputado, Lula agiu com fins eleitoreiros. “Ele libera justo agora dinheiro para áreas onde não foi bem no primeiro turno. Isso é muito estranho", criticou.

 

O deputado vai pedir ao TSE a suspensão imediata dos efeitos da MP, além de punições previstas na lei eleitoral para o presidente Lula. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

julio de adelaide b. de hollanda

Pergunta a esse papaio de pirata, se ele também vai entrar no tre de pe, contra mendonça filho, que tá acabando de anunciar redução do icms, na conta de luz, isso eh que eh gosta de aparecer

Severino Isidoro Fernandes Guedes

No quesito corrupção Lula e Alckmin se equivalem. Só Eremildo, o idiota, acreditaria na ética de Alckmin. O diferencial entre ambos é que Lula ao menos tem um viés social. Até que apareça alguém realmente ético e não pseudoético fico com Lula mesmo!

helenosilva

prezado antonio pereira,voce esta enganado.esse roberto freire nao é traidor,porque nunca lutou contra nada,ou melhor,aproveitou-se da ocasiao,dizendo de esquerda.ele é um grande impostor,isso sim,e a turma cansou e nao se elege mais.

helenosilva

convenhamos:o raulzito é um artista.mais uma jogada de marketing,que nao vai dar em nada,e ele sabe disso,como foi a palhaçada das armas.pura bobagem e com isso vai enrolando o povao e se elegendo

Lulla não criou empregos no país. Com excessão de ''arapongas". Afinal a Industria de "dossie" do PT está caminhando muito bem.