Jaboatão vai conquistar você

26/08


2011

Sob gritos de ladrão, Cacciola deixa a cadeia

Paula Giolito/Folhapress
De óculos escuros, o ex-banqueiro Salvatore Alberto Cacciola deixa o presídio de Bangu

Cerca de 48 horas após ter obtido o benefício da liberdade condicional, o ex-banqueiro Salvatore Cacciola, 65, deixou ontem o complexo penitenciário de Bangu (zona oeste do Rio) às 17h30. Vestindo calça comprida, camisa branca e óculos escuros, Cacciola deixou o local sem falar com a imprensa, entrou em um carro que o esperava e foi para um condomínio na Barra (zona oeste). Hostilizado por cerca de 30 pessoas que aguardavam a sua libertação, Cacciola ouviu gritos de "ladrão" e "onde está o meu dinheiro?". O ex-banqueiro, condenado a 13 anos de prisão, teve a liberdade condicional concedida na terça-feira por decisão da juíza Natascha Maculan Adum Dazzi, da Vara de Execuções Penais.(Informações da Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

A lei só e cumprida no lombo dos pobres. É por isso que rebeliões não faltam nos presídios e juízes são mortos.Se a lei é aplicada com isonomia, o criminoso pode até ficar na sua, e cumpre a pena sem reclamar muito, do tipo: nós sabemos porque estamos aqui, mas esse o que fez?


Caruaru - Jan 2022

26/08


2011

Temer diz que não há crise; apenas acidente natural

Presidente licenciado do PMDB e vice-presidente da República, Michel Temer diz ao blog  Poder Online que “não houve crise”.

Segundo Temer, no episódio de destituição do relator do projeto de Código do Processo Civil, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o que houve foi apenas “um desses acidentes naturais que o PMDB atravessa.

Ah, bom!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Cabo - Pavimentação e Drenagem

26/08


2011

Brasil desce do muro e dá apoio ao povo da Líbia

 O ministro de Relações Exteriores, Antonio Patriota, finalmente saiu de cima do muro ao dizer nesta quinta-feira que o governo brasileiro é solidário aos líbios que querem por fim ao regme de 42 anos de Muamar Kadafi. "Presto solidariedade às aspirações do povo líbio por progressos institucionais, econômicos e sociais, por buscar formas mais modernas de governança. Nas últimas décadas o país foi submetido a um governo autocrático", disse Patriota.

Apesar de reconhecer que o órgão político dos insurgentes, o Conselho Nacional de Transição (CNT), seja um “interlocutor válido no atual momento”, o chanceler brasileiro reiterou que vai esperar uma decisão de ONU antes de legitimar um futuro governo rebelde. (Site de Veja)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

josé deodato de aquino

Oxalá que não consultem o ex-Presidente Lula, o homem é carne e osso com o ditador da Líbia, façam sem consultar, o Brasil é muito maior.


Petrolina Dezembro 2021

26/08


2011

Trio de pacificadores

 Em meio a tanta pancadaria verbal e até quase real – no caso dos senadores Humberto Costa e Mário Couto – Dilma Rousseff, Michel Temer e Ideli Salvatti foram condecorados pelo Exército hoje com a Medalha do Pacificador, em razão das comemorações do Dia do Soldado. A honraria não tem nada a ver com o fim da faxina anunciado por Dilma, com o cabresto colocado por Temer no PMDB ou com a ginástica de Ideli no PP. A medalha é conferida a militares e civis, brasileiros e estrangeiros que tenham contribuído para elevar o prestígio do Exército ou promovido relações de amizade entre a instituição e outras nações. Mário Negromonte não ganhou medalha.  (Lauro Jardim - Veja)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


26/08


2011

Independência do PR é chantagem, diz Garotinho

 O deputado Anthony Garotinho (PR-RJ) disse nesta quinta-feira, 25, que o PR tem de tomar uma decisão para definir se faz parte do governo ou da oposição, caso contrário parece fazer “chantagem”, informa O Estado de S.Paulo. O partido saiu da base aliada, anunciando “independência”, após a crise política provocada pela demissão do então ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento. Na avaliação de integrantes do PR, o deputado Anthony Garotinho anda falando demais. O partido decidiu que a partir de agora apenas o presidente da legenda, senador Alfredo Nascimento (PR-AM), falará em nome da sigla sobre a relação com o governo.

“Não existe isso (neutralidade). Existe governo e oposição. Não existe neutralidade”, disse Garotinho, antes de se encontrar no Palácio do Planalto com o ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência). “O partido tem que tomar uma posição. Esse negócio de independência isso é chantagem. O partido tem que tomar uma decisão, ou é governo ou é oposição.” O encontro com Gilberto Carvalho foi pedido pelo próprio Garotinho.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Arcoverde janeiro 2022

26/08


2011

Pai coruja

 Paulo Maluf desistiu de confessar crimes em Nova York. Ele assumiria a falsificação de registros contábeis, praticado nos Estados Unidos, em troca de tirar seu nome na lista dos mais procurados do mundo pela Interpol. Ele também havia se comprometido a dizer que “não tem interesse” no Macdoel Trust, um fundo de R$ 22 bilhões localizado em Nova Jersey, cujo controle é, segundo o Ministério Público Federal brasileiro, de do filho de Maluf, Flávio. Paulo Maluf desistiu da confissão no momento final da negociação — a assinatura dos papéis por ele, seus advogados e a promotoria dos EUA. Flávio ficaria à mercê das acusações penais impostas pelo MPF.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Serra Talhada 2021

26/08


2011

A diferença entre Sarney e Lula

 Do deputado Sarney Filho (PV-MA) sobre as notícias de que seu pai, o senador José Sarney (PMDB-AP), usou helicóptero da Polícia Militar do Maranhão para visitar ilha particular:

"É que tudo envolvendo meu pai pega. Já se fosse com o Lula..."                                                            


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

SESC - Férias de Janeiro

26/08


2011

Faxina: ''''ossos do ofício'''' ou dever presidencial?

 A palavra “faxina” está proibida no Palácio do Planalto. É que a chefe não gosta. Nesta quarta-feira, pela segunda vez, a presidente Dilma Rousseff reclamou junto aos jornalistas do uso da expressão para classificar a limpeza ética que ela mesma iniciou no governo e agora refreia, diante do risco de desagradar aliados e acentuar a crise entre os seus. Afinal, a tal “faxina” causou um problemão político ao Planalto, quando o PR, devidamente varrido do ministério dos Transportes, saiu gritando: “nosso partido não é lixo!” E, a seguir, deixou a base de apoio ao governo.

Dilma não gostou de ver estampada na imprensa a desistência do método um tanto radical de limpeza que tanto agradou a opinião pública e até a aproximou da oposição. Tentou traduzir-se aos jornalistas, argumentando que o combate à corrupção não é o foco central de seu governo, e chamou a tarefa de "ossos do ofício". Se a faxina é custosa e até sofrida a ponto de ser classificada de “ossos do ofício”, é sinal de que está faltando distanciamento profissional e isenção no trato da coisa pública. Talvez fosse mais adequado tratá-la como “dever de ofício”. O erário e o eleitor agradecem.(Blog de Christina Lemos)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Bandeirantes novembro 2021

26/08


2011

Operação abafa: Dorneles manda o PP calar

 O ministro Mário Negromonte (Cidades), o líder do PP na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PB), e referências partidárias, como os deputados Eduardo da Fonte (PE) e Luiz Fernando (MG), levaram um puxão de orelhas do presidente do partido, senador Francisco Dornelles (RJ). Informado de que o Planalto "minimizaria" a desastrada entrevista de Negromonte, Dornelles aconselhou a todos: "Crise política é resolvida com o tempo, o silêncio e poucas reuniões". Aparentemente seu apelo foi atendido. Ontem à noite, o líder Aguinaldo Ribeiro afirmou: "Salomão nos ensina, há tempo de falar e tempo de calar. Agora é tempo de calar".(Ilimar Franco - O Globo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Pousada da Paixão

25/08


2011

Ideli: É preciso paciência e "litros de saliva" com o PR

 A ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, deixou clara, nesta quinta-feira, sua decepção com o gesto do líder do PR, deputado Lincoln Portela (MG), que assinou requerimento para criação da CPI da Corrupção proposta pela oposição. Na semana passada, após o PR deixar formalmente a base aliada, mas sem entregar cargos, Ideli fez um apelo para que o partido retornasse à base. O PR assumiu uma postura de “apoio crítico” ao governo Dilma Rousseff.

"O líder do PR ter assinado a CPI realmente vai na contramão de todos os gestos que estávamos praticando. Agora, é um pouco mais de paciência, litros de saliva", disse Ideli.

Ao assinar a CPI, Lincoln Portela disse que continua na base do governo e elogiou as medidas tomadas pela presidente Dilma. Mas se queixou da forma como os nomes do PR foram tratados no processo de limpeza do Ministério dos Transportes. Ele disse que o PR e seus indicados foram "execrados".   (Agência Globo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

roberto lima

Além de jaboticaba , outra "coisa" genuinamente brasileira é esse tal PR. O cidadão de bem deve tampar as narinas quando se estiver falando dele (PR)

roberto lima

É preciso tb muita água sanitária e creolina para desinfetar os lugares por onde essa gang do PR passa.


Coluna do Blog
Publicidade

Publicidade

Publicidade

TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Opinião

Publicidade
Apoiadores
Parceiros