FMO janeiro 2020

23/04


2012

Palmares pode perder unidade do IFPE

Estudantes de Palmares, na Mata Sul do Estado estão revoltados com a prefeitura do município, por conta da não doação de um terreno para a instalação de uma unidade do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco (IFPE) naquela cidade. No último sábado eles realizaram uma manifestação, convocada através das redes sociais, em especial no Facebook, onde os estudantes mantém o grupo “Fala Palmares”, comunidade destinada à troca de informações e divulgação de eventos e reuniões estudantis.

Agora os estudantes aguardam o prazo final dado pela reitoria do IFPE à Prefeitura de Palmares para que sejam resolvidas as pendências e os trâmites legais, a fim de que seja viabilizada a instalação de uma unidade do instituto federal na cidade. O prazo dado à prefeitura é 30 de abril.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

EDVALDO LIMA FILHO

ISTO NÃO É PRIVILEGIO DE PALMARES SOMENTE, EM JABOATÃO DOS GUARARAPES ESPERA-SE ATÉ HOJE ESTE TERRENO E O PREFEITO DO CABO DE SANTO AGOSTINHO ATÉ AGORA NÃO DEFINIU, VAMOS PERDER TAMBÉM. O PREFEITO DE PALMARES É FILHO DA TERRA? O DAQUI NÃO É.


IPTU Cabo

23/04


2012

Oposição entrará com ação contra PT na quinta-feira

Rivânia Queiroz

O PPS, o DEM e o PMDB já estão preparando uma ação contra o PT por campanha extemporânea e uso da máquina pública, na primária que vai escolher entre o prefeito João da Costa ou Maurício Rands, o candidato às eleições de outubro. De acordo com o ex-deputado Raul Jungmann (PPS), o PSDB também pode integrar a ação.

O bloco vai dar entrada na petição na quinta-feira e espera que a Justiça se posicione contra o que consideram irregularidade. “O DEM já está preparando a petição. Hoje a tarde Daniel Coelho (prefeiturável do PSDB) nos informa se vai subscrever o documento”, adiantou Jungmann.

Ele, que também está na disputa pela Prefeitura do Recife, informou que o grupo de oposição está colhendo as provas do suposto crime eleitoral, praticado pelo Partido dos Trabalhadores. Neste final de semana, o candidato Maurício Rands e seu grupo político participaram de uma caminhada em Brasília Teimosa. Já o prefeito João da Costa reuniu militantes no Colégio Ver Cruz, no Derby, mas o evento, que deveria limitar-se ao auditório, extrapolou as dependências da instituição de ensino, indo para a rua. De acordo com o calendário da Justiça Eleitoral, ainda não é permito ato público de candidatos, nessas eleições 2012.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Governo de PE - Decimo Terceiro

23/04


2012

Brejo da Madre de Deus: PP poderá indicar o vice

Cresce cada vez mais a popularidade de Clarice Corrêa (PP) para o pleito deste ano no município do Brejo da Madre de Deus. Ela não descarta a possibilidade de compor a chapa com o atual prefeito Edson Souza (PTB) e já se colocou à disposição do grupo. "Não tenho vaidade política. Estou aqui para somar e ajudar o grupo e fico feliz em ver que o meu nome está sendo lembrado para ajudar o prefeito", destacou. Clarice é casada com o deputado federal Roberto Teixeira e filha do ex-deputado federal Pedro Corrêa, ambos do PP.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

acolher

23/04


2012

Seca: governadores querem antecipar seguro-safra

Governadores do Nordeste devem pedir à presidente Dilma Rousseff, em Aracaju (SE), em reunião que deve começar daqui a pouco, a antecipação do seguro-safra para agricultores vítimas da seca e nova linha de crédito para pecuaristas.

Também serão reivindicadas medidas de emergência --como mais carros-pipa-- e a aceleração da transposição do rio São Francisco e do programa Água para Todos.

A seca que castiga a zona rural do Nordeste avança sobre áreas urbanas, provocando colapso no fornecimento de água em povoados e cidades como Caetés, ex-distrito de Garanhuns localizado no agreste pernambucano.

Terra natal do ex-presidente Lula, Caetés (cerca de 30 mil habitantes) é abastecida hoje só por carros-pipa do Exército, do Estado e da prefeitura, segundo reportagem da Folha de São Paulo.

A água sai das torneiras uma vez por mês e, ainda assim, não dura mais que poucas horas. Tambores de plástico azul tomam as calçadas em frente às casas. Carrinhos de mão e carroças puxadas por jegues são usados para transportar galões e baldes.

Nas casas, os moradores mantêm estoques de água "boa", utilizada para consumo humano e produção de alimentos, e de "uso", para louças e higiene pessoal.

Na periferia, a água escura e salobra de uma cacimba (reservatório) é recolhida e vendida a R$ 5 o galão de 250 litros. "Para beber não serve, mas as pessoas querem assim mesmo", diz o agricultor José Cícero Vicente da Silva, 42.

Sem chuva para plantar milho e feijão, Silva vende o produto para ajudar a sustentar a família. "É o jeito. Da terra não tem mais o que tirar."

Para o ex-secretário da Agricultura de Caetés Bolbinécio Antunes Ferreira, 37, a situação é de "calamidade". "Toda a cidade usa latinha até para tomar banho."

Em Lagoa de São José, distrito da cidade vizinha de Bom Conselho (PE), a população recolhe água em bicas. Há filas em frente às torneiras. "É uma situação precária", disse o montador de móveis Adenilson de Siqueira.

Na zona rural, além da dependência dos carros-pipa e da impossibilidade de plantar, os criadores têm dificuldades para conseguir pasto.

"Perdi nove cabeças de gado nos últimos dias", diz André Luiz Soares da Costa, 34. Dono de fazenda em Paranatama (PE), diz ter água e alimento suficientes para manter seu rebanho por 90 dias.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

JANDILSON DE ALBUQUERQUE CORDEIRO

Eles so sabem fazer isso, comprar o miseravel, com essas porcarias, em vez de reoslver de vez, mas não é interesse politico, para continuar com eles no cabresto.



23/04


2012

Dilma quer melhorar competitividade da agricultura

 

 

 

 

 

 

 

 

A presidenta Dilma Rousseff disse, há pouco, em Sergipe, que é estratégico para o Brasil aumentar a produção de fertilizantes para reduzir a dependência externa, baratear custos e melhorar a competitividade da agricultura brasileira.

A declaração foi feita em Rosário do Catete, na cerimônia de assinatura de contrato entre a Petrobras e a Vale para arrendamento de reservas de potássio em Sergipe.

“Fertilizante é algo crucial para nossa segurança alimentar, para a capacidade de abastecer nossa população, [para] assegurar que nossa agricultura continue competitiva e [para] baratear o custo da nossa produção. Um país que tem tecnologia para transformar carnalita em potássio não pode depender, como dependemos, de 90% da oferta de potássio de países do exterior”, disse a presidenta.

O presidente da Vale, Murilo Ferreira, informou que Rosário do Catete será a maior planta de extração de potássio no Brasil e terá papel importante para a redução da dependência do Brasil na importação de fertilizantes.

“O Brasil, atualmente, importa 70% dos fertilizantes que utiliza e atinge 90% na importação de potássio. A oferta de fertilizantes vem aumentando, mas a demanda também cresce, pois o Brasil é hoje o quarto maior mercado consumidor de adubos no mundo”.

O contrato entre a mineradora Vale e a Petrobras, que detém os direitos de exploração da jazida, para uso da mina da carnalita faz parte do plano de expansão da Vale na área de fertilizantes. O acerto entre as empresas permite a exploração, por 30 anos, das reservas de carnalita, minério do qual se extrai o cloreto de potássio.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Cúpula Hemisférica

23/04


2012

Dilma se reúne daqui a pouco com governadores do NE

A presidente Dilma Rousseff se reunirá às 15h, com governadores do Nordeste atingidos pela seca e deverá anunciar medidas de ajuda do governo federal. O encontro será em Aracaju (SE), estado que tem 18 municípios em situação de emergência devido à estiagem. Segundo a Secretaria Nacional de Defesa Civil, os estados de Sergipe, Piauí, Bahia e Rio Grande do Norte têm, juntos, ao menos 250 municípios em situação de emergência devido à seca e à estiagem.

Para o encontro com a presidente os governadores deverão levar as suas demandas e apresentar à Defesa Civil um plano de trabalho, para que a União possa disponibilizar verbas. O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, reuniu-se duas vezes com Dilma na última sexta-feira, para discutir detalhes da reunião.

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos, será um dos presentes. Segundo ele, o quadro na região é muito grave. “O sertão fechou o seu ciclo tradicional de chuvas com apenas 30% da média anual e a meteorologia nos diz que o Agreste não terá um bom inverno", disse.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

23/04


2012

Dilma assina contrato com a Vale em Sergipe

Além de participar da reunião dos governadores do Nordeste para discutir um plano de combate à seca, a presidente Dilma assinou contrato de renovação do arrendamento entre Petrobras e a Vale do Rio Doce, que possibilitará o início da execução do Projeto Carnalita, de exploração de potássio. A cerimônia foi pela manhã, no canteiro da Vale, em Rosário do Catete, a 40 km do centro de Aracaju.

Na comitiva da presidente os ministros de Minas e Energia, Edson Lobão; e da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho. No helicóptero presidencial, Dilma seguiu com o governador Marcelo Déda (PT) para a cidade de Carmópolis, onde ocorreu a cerimônia.

Neste momento, Dilma almoça no Palácio-Museu Olímpio Campos, em Aracaju, com os governadores.  Em seguida, ocorrerá a reunião para tratar de seca.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Limoeiro

23/04


2012

Dilma almoça com governadores

A presidente Dilma almoça neste momento com os nove governadores do Nordeste e os ministros Lobão(Minas e Energia) e Fernando Bezerra Coelho (Integração). Depois, a pauta será o agravamento da seca na região.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner de Arcoverde

23/04


2012

Semana decisiva para o PSD de Kassab

 

 

 

 

 

 

 

 

Esta semana será fundamental para a participação do PSD, partido de Gilberto Kassab, nas eleições deste ano. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) poderá decidir se dá à nova sigla mais dinheiro do fundo partidário ou se adia indefinidamente essa decisão. A palavra do TSE também servirá para saber se o PSD terá mais tempo de TV durante a campanha eleitoral.

O motivo de a semana ser decisiva é a despedida do ministro Marcelo Ribeiro do tribunal. Ele é o relator da ação de Kassab, mas já está em seu segundo período como titular da corte e não pode ser reconduzido ao cargo.

Se a decisão não sair até a próxima quinta-feira, quando Ribeiro participará pela última vez de um julgamento do TSE, será adiada até que um novo ministro ocupe a vaga e termine o relatório. Substituições de magistrados, no entanto, tendem a demorar demais no Brasil.

Criado em 2011, o PSD só tem acesso a parcela mínima do fundo partidário e da propaganda na TV, paga com dinheiro público. Ou seja: a sigla está no rateio dos 5% do fundo, divididos igualmente entre os 29 partidos do país. E só tem direito a um programa de TV semestral de cinco minutos em rede nacional.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/04


2012

Dilma quer baratear produção de alimentos

A presidente Dilma Rousseff afirmou que o Brasil precisa reduzir a dependência que a indústria nacional tem em relação aos fertilizantes produzidos no exterior. Segundo ela, com isso o custo da produção brasileira de alimentos poderia ser barateado. "Um país que tem potássio, que tem tecnologia para transformar carnalita em potássio, não pode depender da forma como dependemos em 90% para o uso do potássio de países do exterior. Com o projeto podemos, cada vez mais, ser mais produtivos e mais competitivos e barateando o custo da nossa produção. Barateando para quem? Para a mesa do povo", afirmou Dilma.

A presidente participou de cerimônia de contrato de arrendamento de reservas de potássio entre a Petrobras e a Vale. A petroleira arrendou à mineradora, por prazo de 30 anos, o direito de explorar potássio em uma região que também possui petróleo. Esse projeto – chamado Carnalita – é um dos principais tocados pela Vale destinado à produção de fertilizantes. Carnalita é um mineral a partir do qual é produzido o potássio, usado em fertilizantes.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores