FMO janeiro 2020

30/03


2020

Meu editorial no Frente a Frente – 30/03/2020

Se você perdeu o Frente a Frente de hoje, programa que ancoro pela Rede Nordeste de Rádio, tendo como cabeça de rede a Rádio Hits 103,1 FM, em Jaboatão dos Guararapes, escute agora o meu editorial.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu e Lima

30/03


2020

Senado aprova R$ 600 mensais a trabalhadores

O Senado aprovou, há pouco, em sessão virtual, por 79 votos a zero, o projeto que prevê o repasse de R$ 600 mensais, durante três meses, a trabalhadores informais. A aprovação foi motivada pela pandemia do novo coronavírus.

A proposta, aprovada pela Câmara na semana passada, segue para a sanção do presidente Jair Bolsonaro. Segundo o projeto, fica limitado o pagamento do auxílio a duas pessoas da mesma família.

Pelo texto, a trabalhadora informal que for mãe e chefe de família terá direito a duas cotas do auxílio emergencial, ou seja, receberá R$ 1,2 mil por mês, durante três meses.

A proposta estabelece uma série de requisitos para que o autônomo tenha direito ao auxílio, apelidado por alguns parlamentares de “coronavoucher”.

Segundo o projeto, o trabalhador precisa ter mais de 18 anos, cumprir critérios de renda familiar e não pode receber benefícios previdenciários, seguro desemprego nem participar de programas de transferência de renda do governo federal, com exceção do Bolsa Família.

Inicialmente, o governo federal anunciou que o auxílio emergencial mensal seria de R$ 200. Na Câmara, o relator da proposta, Marcelo Aro (PP-MG), sugeriu um aumento do valor para R$ 500. E, após acordo entre deputados e representantes do governo, ficou acertado o montante de R$ 600 mensais.

De acordo com a Instituição Fiscal Independente (IFI), ligada ao Senado, o auxílio emergencial, nos três meses de pagamento, custará aos cofres públicos cerca de R$ 59,8 bilhões.

O relator da proposta no Senado, Alessandro Vieira (Cidadania-SE), propôs algumas mudanças na redação da proposta que não forçam o reenvio do texto para a Câmara dos Deputados.

Uma das mudanças prevê que o benefício será recebido pelo trabalhador em três prestações mensais, para garantir que a ajuda seja concedida ainda que haja atraso no cadastro dos beneficiários.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


30/03


2020

“Não existe a ideia de demitir Mandetta”, diz ministro

O ministro da Casa Civil, Walter Souza Braga Netto, afirmou, hoje, que "não existe essa ideia" de demissão do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

Braga Netto deu a declaração durante entrevista coletiva no Palácio do Planalto, ao lado de Mandetta e de outros ministros.

O ministro da Casa Civil respondeu a uma questão dirigida a Mandetta, na qual o jornalista perguntou ao ministro da Saúde se ele "teve ou está tendo atritos" com o presidente Jair Bolsonaro. Braga Neto tomou a palavra e disse:

"Deixar claro para vocês: não existe essa ideia de demissão do ministro Mandetta. Isso aí está fora de cogitação no momento, está certo? Não existe", declarou.

Logo em seguida, Mandetta assumiu a palavra e disse que "tensões são normais" neste momento "pelo tamanho desta crise" provocada pela pandemia do novo coronavírus.

O ministro da Saúde afirmou já ter dito "duas ou três vezes" que "enquanto estiver" no cargo, continuará trabalhando com "ciência, técnica e planejamento".

Mandetta disse ainda que seria "muito pequeno" da parte dele achar "isto" um "grande problema".

"Quando a gente fala 'foco, foco', não vamos perder o foco. O foco é um vírus corona novo, que derrubou o sistema mundial. Ele é mais dramático do que as guerras mundiais, mais dramático que qualquer coisa anterior", acrescentou.

O presidente Jair Bolsonaro vem defendendo o relaxamento das medidas de isolamento social adotada nos estados e a retomada da atividade econômica, com a reabertura do comércio e volta dos estudantes às escolas. Mandetta orienta pela manutenção da quarentena.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

30/03


2020

PCR abre leitos de UTI para pacientes com coronavírus

O prefeito Geraldo Julio anunciou, hoje, a abertura imediata de 19 novos leitos de UTI para pacientes com Covid-19, no Hospital da Mulher do Recife. Somando-se aos 12 que já estavam em funcionamento, o Hospital chega a 31 leitos de Terapia Intensiva preparados para atender, a qualquer momento, os casos graves de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) causadas pela Covid-19. Quando tudo estiver pronto, serão 54 leitos de UTIs disponíveis na unidade da Prefeitura do Recife. Além disso, 120 leitos de enfermaria estão sendo erguidos na parte externa do hospital, na área do estacionamento.

“Dando continuidade ao Plano de Contingência, que tem um grande objetivo de salvar vidas, anunciamos mais uma conquista que é a abertura de 19 novos leitos de UTI no Hospital da Mulher. Com isso, chegamos a 31 leitos no HMR disponíveis para receber os pacientes que necessitam de leito de UTI. Outro número importante é que o Hospital já conseguiu contratar 374 profissionais da saúde, desses 98 médicos. A contratação será capaz de colocar esses leitos de UTI em pleno funcionamento já a partir de hoje”, disse o prefeito Geraldo Julio.

No total, o HMR reservará 208 leitos para os infectados por coronavírus, sendo 54 de UTI e 154 de enfermaria. Dos 154 leitos de enfermaria que serão disponibilizados para pacientes com Covid-19, 34 já estão disponíveis no interior do hospital, no térreo, onde fica o ambulatório, e também no segundo andar, onde ficavam internadas as gestantes de alto risco, que foram realocadas. A ampliação da capacidade de acolhimento da rede municipal de saúde para o aumento do número de casos de Covid-19 faz parte do Plano Municipal de Contingência Covid-19. Para isso, o HMR já contratou 374 profissionais, sendo 98 médicos.

Os setores onde ficarão os pacientes com a Covid-19 estarão isolados em relação às alas que atenderão as gestantes de alto risco, que continuarão podendo ter seus partos de alto risco na maternidade do hospital. Já os partos de risco habitual estão sendo encaminhados para as outras três maternidades administradas pela Prefeitura do Recife - Arnaldo Marques (Ibura), Bandeira Filho (Afogados) e Barros Lima (Casa Amarela).

As atividades do Ambulatório, do Centro de Imagem e da Enfermaria de Alto Risco do Hospital da Mulher foram suspensas por causa da readequação dos leitos. O Centro de Imagem passa a realizar tomografia e raio X para os pacientes do Covid internados no hospital. Permanecem sem alterações a UTI Neonatal, as Unidades de Cuidado Intensivo (UCIs) Neonatal e Canguru, além da enfermaria do 1º andar.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


30/03


2020

Todo o repúdio à ditadura chinesa

Por Jorge Apolônio Martins*

A imprensa mundial, inclusive os líderes mundiais, têm se acovardado em responsabilizar a ditadura chinesa pela tragédia global provocada por aquele regime com o novo coronavírus. O deputado Eduardo Bolsonaro chamou o tal vírus de “vírus chinês” e foi rechaçado com veemência e arrogância pelo embaixador chinês no Brasil, que exigiu inclusive desculpas. Eduardo ficou sozinho nessa, ninguém surgiu em seu apoio. Afora suas besteiras costumeiras, desta vez ele tinha e tem razão.

Com seus hábitos alimentares bizarros, “sinistros” e sua estapafúrdia falta de segurança alimentar, a China tem gerado e disseminado mundialmente vírus letais ao longo de anos e ninguém tem coragem de responsabilizá-la por isso. O que tememos? Estamos esperando passivamente o quê? O próximo vírus? O COVID 20?

O regime comunista/socialista tem sido uma tragédia para as populações onde quer que se tenha instalado. A história só comprova isso. Não tem sido diferente com a China desde a época do ditador psicopata Mao Tse-Tung, que matou dezenas de milhões de chineses com suas decisões autoritárias e trágicas.

Enquanto as viroses eram um problema só da China, ninguém tinha nada a ver com isso. Acontece que o regime comunista, sem competência para resolver esse tipo de  problema, usa a competência repressiva para reprimir sua divulgação quando ele ocorre, o que só contribui para o descontrole. Quando o problema sai do controle lá e se dissemina pelo mundo, a população mundial passa a sofrer as consequências das decisões estúpidas daquela ditadura.

Em repúdio à ditadura chinesa, o mundo deveria boicotar todo e qualquer produto “made in china”. Deveria boicotar também seus investimentos e intercâmbios. No bate e rebate, sairia mais barato para o mundo. A China precisa ser totalmente isolada para evitar que dê mais prejuízo ao planeta. O prejuízo atual já é “trilhonário”, e em dólares. Sem falar nas milhares de vidas ceifadas. A China faz mal ao Globo. Uma prova disso é a tragédia que a Covid-19 tem provocado na população mundial, inclusive na sua vida e de sua família, leitor, que nunca imaginou nem remotamente que seria um dia vítima do absurdo que é o regime chinês. Ninguém merece as consequências do comunismo.

E por que boicotar a China? Além do já exposto, há um motivo ainda muito mais grave, por incrível que pareça. Devemos também boicotar porque a China já é a segunda economia mundial, tem comprado tudo quanto é empresa estratégica pelo mundo todo, inclusive no Brasil, e já está praticamente pronta para assumir a liderança econômica mundial assim que os EUA quebrarem, o que não vai demorar muito, depois de tragédias desse tipo. Os Estados Unidos emitiram trilhões de dólares sem lastro para resolver problemas do capitalismo, o que só aumenta a dívida norte-americana, dívida inclusive com a própria China. O capitalismo está falindo, infelizmente. Se a china chegar lá, dias piores virão. Tomara que não seja tarde para reagirmos.

*Policial Federal


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

gilson

O que dizer de uma Polícia e uma força armadas que idolatram um ser abjeto igual ao Bozo, realmente estamos perdidos.

Alberto Costa Santos

Texto sem concatenação, deveria ser reprovado pelo crivo do blog.

Alberto Costa Santos

Cara tá vendo muito Netflix nesta Quarentena.


O Jornal do Poder

30/03


2020

Bolsonaro diz que Moro é egoísta e não ajuda governo

Estadão

O presidente Jair Bolsonaro está irritado com a postura do ministro da Justiça, Sérgio Moro, na crise do coronavírus. No final de semana, o presidente reclamou a interlocutores que Moro é “egoísta” e não está atuando para defender as suas posições no enfrentamento às medidas restritivas dos Estados e municípios como controle da covid-19. Bolsonaro reclama de estar desassistido juridicamente.

A irritação do presidente já é sintetizada em uma montagem que circula em grupos de WhatsApp bolsonaristas e mostra o ministro da Justiça em três versões. Na primeira foto, Moro está com uma máscara na boca. Na segunda, a proteção cobre os olhos. Na terceira, duas máscaras tapam os ouvidos.

No final de semana, em conversa com interlocutores, Bolsonaro reclamou da postura do ex-juiz da Operação Lava Jato, dizendo que o ministro “só pensa nele” e “não está fazendo nada” para ajudar o governo na batalha que o presidente trava com os governadores.

Nas redes sociais, Moro tem se isentado de abraçar o discurso de Bolsonaro, que defende que as pessoas fora do grupo de risco voltem ao trabalho. Hoje, o ministro da Justiça, que já sofre pressão nos bastidores, deu seu recado no Twitter: “Prudência no momento é fundamental”.

A frase foi publicada junto com um artigo do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), publicado no jornal O Globo, em que faz um apelo aos magistrados dizendo que “é hora de ouvir a Ciência”. Moro fez questão de destacar um trecho do texto de Fux: “Está na ordem do dia a virtude passiva dos juízes e a humildade de reconhecer, em muitos casos, a ausência de expertise em relação à covid -19”.

O governo federal tem perdido batalha consideradas caras a Bolsonaro contra governadores e prefeitos. Apesar de Bolsonaro defender um isolamento vertical, somente para idosos e pessoas com doenças, os Estados e municípios seguem adotando a quarentena como medida para controlar o avanço da covid-19. Para Bolsonaro, a parte jurídica está sem rumo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner de Arcoverde

30/03


2020

No Frente a Frente, deputada da polêmica do borracheiro

Em entrevista ao Frente a Frente, que vai ao ar daqui a pouco, exatamente às 18 horas, pela Rede Nordeste de Rádio, tendo como cabeça de rede a Hits 103,1 FM no Grande Recife, a deputada Bia Kicis (PSL-DF), bombardeada pela mídia nacional por ter postado um vídeo supostamente fake sobre a polêmica envolvendo a morte de um borracheiro no hospital Maria Lucinda pela gripe influenza e não por coronavírus, como consta no atestado de óbito, diz que o caso pernambucano abre um alerta de suspeição no País inteiro.

“Em nenhum momento postei fake, como disse o site UOL, mas notícias baseadas em tudo que minha equipe apurou e que o hospital do Recife ainda não foi capaz de explicar”, afirmou adiantando temer que o ocorrido em Pernambuco venha se reproduzir no País deixando a população ainda mais confusa. Na mesma entrevista, ela cobra uma posição oficial do hospital, questiona o atestado de óbito e diz que suas informações foram sustentadas em documentos do hospital e depoimentos de familiares do borracheiro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Alberto Costa Santos

Bia kicis, mulher cavernosa!


Prefeitura de Limoeiro

30/03


2020

Detran amplia atuação para vacinar idosos

Depois de atuar no sistema “drive thru”, para vacinação de idosos contra a gripe (Influenza/H1N1), na cidade do Recife e em municípios da Região Metropolitana, equipes do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PE), por meio da operação prevenção “Segundos que Salvam vidas”, passam também a integrar ações em domicílios.

A nova modalidade de vacinação ocorre inicialmente no município de São Lourenço da Mata, amanhã, na quarta e quinta-feira, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde. Para isso, o Detran vai disponibilizar agentes de trânsito e viaturas para contribuir com a vacinação de idosos que moram em locais de difícil acesso.

Enquanto amplia a atuação em São Lourenço da Mata, o órgão expande e reforça as atividades em outras localidades. Amanhã, por exemplo, a operação chega à cidade de Escada, na Zona da Mata, por meio do sistema “drive thru”. A vacinação vai ocorrer, das 14 ás 17h, em frente ao Banco do Brasil. Já no Recife, a ação prossegue, agora, em novo local, na Av. Recife, em parceria com a Prefeitura da Cidade do Recife.

Segundo o diretor presidente do Detran-PE, Roberto Fontelles, para todos os pontos de “drive thru” o departamento de trânsito disponibiliza o Detran Itinerante, que é um caminhão com gerador próprio, frigobar (para conservação das vacinas) e banheiro. Também oferece viaturas de apoio e um PK (carro com painel luminoso) avisando do ponto de vacinação. Fontelles reforça que, além de evitar aglomerações, o sistema oferece contribuição na prevenção do coronavírus, e ainda fiscaliza e organiza o tráfego de veículos nos pontos de vacinação.

A atuação do órgão visa apoiar as determinações do Governo de Pernambuco, que priorizam evitar a contaminação da população com medidas de prevenção e isolamento social.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Shopping Aragão

30/03


2020

Danilo propõe suspensão de cobrança de dívidas na pandemia

O deputado federal Danilo Cabral (PSB) apresentou projeto de lei estabelece a suspensão da cobrança de dívidas financeiras, assim como a incidência de juros, multas e demais taxas, por parte de instituições financeiras de qualquer natureza, sobre pessoa física, durante a vigência de estado de calamidade pública. A medida se estende aos cartões de crédito. A proposta vai tramitar no âmbito das discussões de medidas que possam minimizar os efeitos da pandemia provocada pelo novo coronavírus no Congresso Nacional.

“O Brasil vive uma expectativa de deterioração das condições econômicas e são os cidadãos comuns, em especial aqueles com menor capacidade financeira, as principais vítimas da crise. Então, essa é mais uma ação voltada para proteger as pessoas nesse período difícil”, explica Danilo Cabral. Ele acrescenta que, nesse ambiente, as dívidas, juros, multas e taxas cobradas por instituições financeiras sufocam o orçamento familiar. “Por isso, propomos que elas sejam suspensas temporariamente, até que as famílias possam se reorganizar”, diz.

Essa é a segunda proposição apresentada por Danilo Cabral com foco na recuperação financeira das famílias. Na semana passada, ele apresentou um projeto que interrompe a negativação de pessoas físicas no período que vigorar o estado de calamidade pública. "Em crises dessa magnitude, em que todos sofrem suas consequências econômicas, os bancos devem ser chamados a darem sua parcela de contribuição”, justifica.

Pela proposta se suspensão das dívidas, seria criado um dispositivo na Lei nº 4.595, da Reforma Bancária e do Sistema Financeiro Nacional. O novo artigo estabelece que, durante a vigência de calamidade pública, decretada pelo Congresso Nacional, será suspensa a cobrança de dívidas financeiras, assim como a incidência de juros, multas e demais taxas, por parte de bancos e instituições financeiras de qualquer natureza, sobre pessoa física. E determina que as suspensões referidas no art. 52-A se estendem aos cartões de crédito. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha