FMO janeiro 2020

27/03


2020

Na quarentena, bastidores das boas músicas

Como o leitor está em casa na quarentena, vale conhecer a história das grandes músicas dos talentos nordestinos. Petrúcio Amorim, um dos melhores compositores e intérpretes do nosso autêntico forró, tem matado o tempo em casa revelando os bastidores das suas fontes de inspiração. Confira Eu não sou dono do mundo!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu e Lima

27/03


2020

Para quem tem fé, só com orações

Por Mauro Ferreira Lima*

Após o desdém inicial com relação ao coronavírus, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, mudou o tom.

Como tem moeda forte, anunciou um "socorro" de 2 trilhões de dólares (sic). US$ 150 bilhões a mais do que o PIB do Brasil de 2019, para que a economia local não desagregue geral. Esperto e com fino faro, assim agiu tendo em vista as eleições próximas. Será imbatível, tudo indica.

Por aqui, o Bolsonaro bate-boca constantemente com os governadores, com foco no governador Doria. Reporta-se diretamente a uma eleição que já passou e dá um salto para a que virá em 2022. Destempero explícito!

Fala do passado e do futuro. Já do presente, apenas muita verborragia e desconexões de pensamentos e de atitudes construtivas. Zero iniciativa convincente para buscar um mínimo  equilíbrio entre o combate ao vírus e a manutenção do funcionamento institucional, econômico, social e político do país.

Isto teria que vir apoiado em recursos governamentais (federais, sim!) garimpados no meio desta drástica  emergência para socorrer as atividades econômicas. Aí se inclui o universo de empresas de todos os portes. Em paralelo, teria que se "acudir" o exército,  destituídos de segurança financeira mínima, que sobrevivem na atroz informalidade cotidiana nacional.

Tarefa hercúlea que exigirá a superação  urgente de idiossincrasias políticas sob pena de, realmente, virarmos a curto prazo em um Chile conflagrado. 12 vezes mais do que vimos há pouco tempo por lá.

O Brasil, de 211 milhões de habitantes, corre sério risco de esfacelar-se profundamente se esse cenário de digladiação e carnificina política  continuar. Para quem tem fé religiosa, urgem orações e correntes fervorosas para sairmos disso.

*Professor da Universidade de Pernambuco e mestre em Desenvolvimento Socioeconômico e Meio Ambiente


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Na Itália há 1 mês, resolveram que a economia não podia parar. Hoje estão com a economia parada...E empilhando mortos. Tá bom assim, Bozolóides.?

Alberto Costa Santos

Bozo questionado por indicar seu filho a embaixador dos EUA. Indicar meu filho pra embaixada não foi nepotismo talquei? O repórter insiste: O dicionário aurélio define nepotismo como favoritismo para com parentes. O Bozo responde; e quem é esse aurélio ai? pelo nome deve ser petista

Alberto Costa Santos

Bozotralha abordado pela policia: Não Atirem! Sou retardado! Policia: Prove! Sou contra a quarentena só pra ser contra a esquerda!

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

Mauro, você como Mestre em Desenvolvimento Socioeconômico e Meio Ambiente deveria mostrar os números do mundo e do Brasil sobre as mortes. Se você não os tem, vou posta-lo. População mundial: 7.773.200.000 Morrem/Dia. 159.800 Nascem/Dia. 380.717 Crescimento Populacional DIA/ 220.880 Mortes por doenças transmissíveis/Dia 35.270 Mortes por cãncer/Dia 22.320 Mortes por fumo/Dia. 13.570 Mortes por álcool/Dia 6.797 Mortes por HIV /Dia 4.568 Mortes por Acidente Transito/Dia. “3.668 Mortes por suicídio/Dia. 2.914 Mortes por Malária/Dia 2.665 Mortes por CORONAVÍRUS/Dia, considerando todas as mortes em 2 meses: 283 21,3% dos Italianos tem mais de 65 anos 8,06% dos brasileiros tem mais de 65 anos. No Brasil morrem todos os dias 4.083 NASCEM todos os dias 8.054 Fonte: INDEXMUNDI/ WOLDMETERS Ter as informações é importantíssimo para entendermos a realidade! Nosso presidente está corretíssimo! Estamos em uma histeria coletiva e pagaremos um preço altíssimo por isso ... A Economia é VIDA! Quebradeira geral é MORTE! Estejamos cientes de que a população fora de risco PODE E DEVE TRABALHAR para ter como apoiar os que não podem cuidar de si mesmos. O País precisa acordar para a realidade, caso contrario o choro pós vírus será muitíssimo maior!!!

Fernandes

O VERDADEIRO MEDO DA DIREITAVÍRUS NESTA QUARENTENA. É de que o trabalhador perceba quem realmente move a economia.



27/03


2020

Petrolina faz carreata antes do Recife

Na onda bolsonarista, da tese da verticalização para o isolamento do coronavírus, Petrolina, a Califórnia brasileira, produtora de frutas irrigadas tipo exportação, a mais de 700 km da capital, saiu na frente e já faz amanhã a primeira carreata do Nordeste em favor da retomada da atividade econômica.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

O VERDADEIRO MEDO DA DIREITAVÍRUS NESTA QUARENTENA. É de que o trabalhador perceba quem realmente move a economia.

Fernandes

Segundo a Bíblia quem ficava tentando Jesus a descumprir a Quarenta era o diabo. Fica a dica irmãos evangélicos.

Fernandes

O mundo olha com perplexidade para o Brasil. Estamos que superar três vírus: O coronavírus, o Bozovírus e o gadovírus!

Fernandes

Na Itália há 1 mês, resolveram que a economia não podia parar. Hoje estão com a economia parada...E empilhando mortos. Tá bom assim, Bozolóides.?

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

Magno, segundo Cardinot agora, já morreu em Pernambuco mais pessoas pelo H1N1 Que pelo Coronavírus. Essa esquerda caviar não mede esforços para assumir o poder e continuar roubando. Mesmo que seja acabando com a economia e causando um desemprego em massa, principalmente para a população mais carente. Felizmente temos o Bolsonaro que acabou com a corrupção, pelo menos no Governo Federal, e está enfrentando essa canalha como um verdadeiro guerreiro.


Prefeitura de Serra Talhada

27/03


2020

O duro recado ameaçador dos caminhoneiros


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Na Itália há 1 mês, resolveram que a economia não podia parar. Hoje estão com a economia parada...E empilhando mortos. Tá bom assim, Bozolóides.?

Alberto Costa Santos

Bozotralhas abestalhados, falando besteira. O pior é que todos são assim. Parem então babacas!

walber brito

esses idiotas, eleitores do outro idiota, receberam quantos para fazerem em vídeo, bando de otários

Fernandes

O mundo olha com perplexidade para o Brasil. Estamos que superar três vírus: O coronavírus, o Bozovírus e o gadovírus!

Fernandes

Na Itália há 1 mês, resolveram que a economia não podia parar. Hoje estão com a economia parada...E empilhando mortos. Tá bom assim, Bozolóides.?



27/03


2020

Governador de Santa Catarina retoma atividade industrial


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

27/03


2020

Governo anuncia linha de crédito emergencial

O governo federal anunciou, hoje, uma linha de crédito emergencial para pequenas e médias empresas e que vai financiar salários pelo período de dois meses.

Anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, o programa vai disponibilizar no máximo R$ 20 bilhões por mês, ou seja, R$ 40 bilhões em dois meses.

De acordo com Campos Neto, porém, o dinheiro vai financiar, no máximo, dois salários mínimos por trabalhador.

Isso significa que quem já tem salário de até dois salários mínimos continuará a ter o mesmo rendimento. Entretanto, para os funcionários que ganham acima de dois salários, o financiamento ficará limitado a dois salários mínimos.

No caso de um funcionário que ganhe, por exemplo, R$ 5 mil por mês, vai ficar a critério da empresa complementar o valor acima de dois salários mínimos.

O programa deve atender 1,4 milhão de empresas e 12,2 milhões de pessoas. Os juros desses empréstimos serão de 3,75% ao ano, com carência de seis meses para início do pagamento, e prazo de 36 meses.

Empresas que usarem essa linha de crédito não poderão demitir por dois meses. A empresa vai fechar o contrato com o banco, mas o dinheiro vai cair na conta dos funcionários.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

O VERDADEIRO MEDO DA DIREITAVÍRUS NESTA QUARENTENA. É de que o trabalhador perceba quem realmente move a economia.

Fernandes

Segundo a Bíblia quem ficava tentando Jesus a descumprir a Quarenta era o diabo. Fica a dica irmãos evangélicos.

Fernandes

O mundo olha com perplexidade para o Brasil. Estamos que superar três vírus: O coronavírus, o Bozovírus e o gadovírus!


Banner de Arcoverde

27/03


2020

Em primeira mão, a campanha do Governo na mídia


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Limoeiro

27/03


2020

Máscaras de graça, como camisinha no carnaval

Se o Governo tem compromisso com a população e quer de fato reduzir o contágio comunitário do Covid-19, o vírus da morte, deveria então distribuir gratuitamente máscaras, luvas e gel da mesma forma como faz no carnaval para prevenção de doenças sexualmente transmissíveis.

Fica a sugestão do blog!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Segundo a Bíblia quem ficava tentando Jesus a descumprir a Quarenta era o diabo. Fica a dica irmãos evangélicos.

Fernandes

O mundo olha com perplexidade para o Brasil. Estamos que superar três vírus: O coronavírus, o Bozovírus e o gadovírus!

Fernandes

Na Itália há 1 mês, resolveram que a economia não podia parar. Hoje estão com a economia parada...E empilhando mortos. Tá bom assim, Bozolóides.?

Alberto Costa Santos

Quem faz questão pelos chineses comunistas é o Bozo. Que mancada! Além do mais incentivando a pirataria.

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

Só não pode compra de China e da Índia. Basta ver como elas são feitas. Você pega, além do coronavírus, todo tipo de doença.


Shopping Aragão

27/03


2020

Abuso de autoridade no Parque da Jaqueira

Por José Adalbertovsky Ribeiro*

A administração do Parque da Jaqueira fechou a entrada lateral da Rua Deputado Pedro Pires Ferreira. Só funciona agora a entrada principal na Rua do Futuro. A alegação é “questão de segurança”. Errado. A entrada lateral funciona há mil anos, sem problemas. O motivo real é abuso de autoridade e arbitrariedade. A alegação é falsa. Ao contrário, restringir a entrada/saída é fator de insegurança no caso de possível emergência. A mobilidade das pessoas fica prejudicada. A quem reclama, os encarregados respondem, com descaso: “Fale com o prefeito”.

Dizem que a medida é para evitar a entrada do vírus pelo portal lateral. O vírus só pode entrar pelo portão principal da Rua do Futuro.

Também foi proibido o estacionamento na área interna do Parque. Ao existe nenhuma justificativa plausível, pois as centenas de usuários continuam praticando caminhadas, que funcionam como exercícios aeróbicos salutares. Nos dois casos centenas de usuários são prejudicados e constrangidos.

O Wi-Fi Conecta Recife está desconectado desde o começo do mês. A provedora Emprel ou empresa terceirizada não presta nenhum esclarecimento à população.

A manutenção/conservação do Parque da Jaqueira tem sido móvito de críticas constantes dos usuários. No caso da vegetação, os empregados usam máquinas elétricas, movidas a gasolina, de firma terceirizada. Além da poluição sonora, as máquinas raspam a grama e o terreno fica careca. Nenhum pé de grama é plantado na maior parte das áreas carecas. A podação é desastrosa e mutila as árvores. Os funcionários cumprem ordens da Emlurb.

O Parque da Jaqueira funciona como péssima vitrine da administração do prefeito Geraudo Julho.

*Jornalista


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

No Brasil o coronavírus sofreu uma mutação e vira direitavírus provoca perda do poder de discernimento e a fala vira estrume.

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

Adalberto, o famoso e prodigioso Adalbertovsky, você sabe que quem comanda a Cidade é a petralhada. Como impedir medidas absurdas e abusivas dessa raça? Já postei aqui que a grande briga não é o bem contra o mal pois o bem sempre ganhará. O problema e a ignorância contra o conhecimento. Pensar dói. Principalmente para a petralhada.



27/03


2020

Prefeito melhora qualidade da cesta aos estudantes

Depois do bombardeio que sofreu pela distribuição de uma cesta bem merreca, o prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB), resolveu dá uma guaribada no benefício aos estudantes que dependem da merenda escolar. 

Desde ontem, a cesta básica, na foto, chegam aos pais dos estudantes com três itens de material de limpeza, quatro tipos de biscoitos, um pacote de broa,  uma dúzia de ovos, uma garrafa de refrigerante, um saco de refresco, além de arroz, leite em pó, biscoito Maria e outros itens não visíveis.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/03


2020

Brasília também começa a ceder

Após o início da fiscalização, o Governo do Distrito Federal (GDF) fez novo estudo e ampliou os setores que, por serem de natureza essencial, podem funcionar mesmo com a restrição provocada pelo coronavírus na capital. Oficinas mecânicas, fábricas de bolos, concessionárias de veículos e estandes de venda de imóveis estão entre as atividades que são permitidas.

Os comerciantes que, fora da lista de serviços essenciais, insistirem em abrir as portas serão penalizados pelo DF Legal. Além da multa de R$ 3,5 mil a R$ 12 mil, o proprietário será encaminhado a uma delegacia, deverá responder por crime contra a saúde pública e terá sua licença cassada.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Na Itália há 1 mês, resolveram que a economia não podia parar. Hoje estão com a economia parada...E empilhando mortos. Tá bom assim, Bozolóides.?

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

Mato Grosso, Roraima e Santa Catarina já abriram as pernas. Quero ver esse nosso governador e prefeito medíocre e hipócrita quando vai desmanchar suas idiotices e medidas políticas que não derrubou nem derrubará o Bolsonaro. Só criou desemprego e dificuldades financeira para o próprio Estado e municípios cumprirem suas obrigações financeira. Quero ver os que defendiam a quarentena sem pensar nos que lhe serviam como porteiros, zeladores, pessoal da coleta de lixo, médicos, enfermeiros, polícia, bombeiro, frentistas, pessoal dos supermercados e farmácias, frentista, entre outros. Funcionários Públicos tem de ser preservado em detrimento dos outros. Uma vergonha. A jogada de mestre do Bolsonaro botou toda essa imprensa canalha e esses políticos hipócritas no chinelo. É isso aí petralhada, é isso aí imprensa nojenta, vão continuar chorando e gritando somente entre vocês. É o Brasil acima de tudo e Deus acima de todos.



27/03


2020

Carreata no Recife pede volta da atividade econômica

Diante do prejuízo causado na economia por causa da paralisação geral na quarentena forçada do coronavírus, setores da produção em Pernambuco resolveram promover uma grande carreata, na próxima segunda-feira, em favor da reabertura da atividade econômica.

A concentração será às 10 horas no Marco Zero. O ato é um dos principais destaques do jornal O Poder, que às sextas chega mais cedo aos assinantes pelo celular, pontualmente às 11 horas. Se você não é assinante ainda, entre no site e se cadastre agora – www.jornalopoder.com.br


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Na Itália há 1 mês, resolveram que a economia não podia parar. Hoje estão com a economia parada...E empilhando mortos. Tá bom assim, Bozolóides.?

Fernandes

No Brasil o coronavírus sofreu uma mutação e vira direitavírus provoca perda do poder de discernimento e a fala vira estrume.

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

Estarei presente lutando contra essa corja de incompetentes e desonestos.



27/03


2020

Coluna da sexta-feira

Falta um estadista ao País

Na primeira conferência reunindo os 27 governadores sem a presença do presidente Bolsonaro, na última quarta-feira, para tratar de coronavírus, dá para concluir que houve, na prática, uma desordem federativa. Pela primeira vez, chefes de Estado se confrontaram, na lei e no direito, com o presidente da República. Saíram do encontro ignorando qualquer recomendação do Planalto.

Foram para o confronto. Além de serem unânimes na reprovação ao tom do discurso do presidente na noite anterior em rede nacional de rádio e TV, afirmaram que suas medidas, mesmo desagradando frontalmente o Planalto, estavam mantidas. Em português claro, isso é desobediência civil. Nunca um presidente foi tão desmoralizado. Bolsonaro insultou os governadores na TV, mas nenhum se curvou a ele.

O Brasil é uma Federação de Estados e o ente mandatário é a União, estando os Estados subordinados e obedientes ao que vier de cima. É verdade que o mundo está em pânico e não convém flexibilizar ou afrouxar medidas para conter o avanço do coronavírus no País, como deseja o presidente. Mas o País não tem, na verdade, um líder, um mandatário, um estadista para um momento tão dramático.

Governador nenhum tem instrumentos para se rebelar contra a União. Os Estados estão quebrados, de pires nas mãos, reféns da União, mas, politicamente, nesse episódio, os governadores se fortalecem, falam grosso diante do que seria o rei soberano, porque tomaram medidas em sintonia com a sociedade, em nome da vida, para evitar que a pandemia resultasse no ceifamento de muitas almas.

O País passa pelo momento mais difícil e complicado dos últimos anos. Em meio às turbulências na saúde e na economia, cresce o questionamento sobre a falta de um governante de visão mais ampla de Estado. Estadista é aquele versado nos princípios ou na arte de governar, ativamente envolvido em conduzir os negócios de um governo e em moldar a sua política.

São nos momentos de turbulências que aparecem as qualidades do estadista. Sob seus ombros e sua responsabilidade, decisões são tomadas. Um líder detentor de autoconfiança consegue determinar os caminhos de uma Nação. São nas crises que se agigantam os líderes que dão novo rumo ao sistema político e aos rumos de seus países. É certamente por isso que Jair Bolsonaro não é a mais genuína definição do que vem a ser um estadista.

Conflito aberto – Com uma postura de minimizar a Covid-19 e criticar medidas tomadas por estados e municípios para evitar a disseminação da doença, o presidente Jair Bolsonaro entrou em conflito com quase todos os chefes de Executivos dos entes federativos. Os ânimos se acirraram de vez durante a videoconferência de Bolsonaro com os governadores do Sudeste. Isso porque Doria e Witzel, possíveis candidatos às eleições de 2022, vêm trocando farpas com o presidente desde o passado. A reunião foi marcada por um bate-boca entre Bolsonaro e Doria. Ao contrário do que insinuava o presidente, os governadores disseram que a prioridade era seguir as determinações da Organização Mundial de Saúde, a OMS, para salvar vidas.

O diplomático – Primeiro governador a decretar medidas de restrição no combate ao coronavírus, como suspensão de aulas e fechamento do comércio, Ibaneis Rocha (MDB), do Distrito Federal, foi diplomático ao comentar o pronunciamento de Bolsonaro. Para ele, o chefe do Executivo federal tem razão em parte ao defender que o país não pode parar: “Não é hora de politizar ou polemizar. Bolsonaro tem parte da razão. Afinal, muitos municípios pequenos, sem qualquer caso de coronavírus, estão fechando”.

Recado da OMS – O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, foi questionado ontem sobre as declarações recentes do presidente Jair Bolsonaro de que a doença seria similar a um resfriado. Ele comentou que em várias nações há muita necessidade agora de atendimentos de urgência, por causa da doença. “Em muitos países, o coronavírus é uma doença muito séria”, frisou. “A responsabilidade é de todos, especialmente a liderança política. O governo inteiro deve estar envolvido.”

Mais uma polêmica – O presidente Jair Bolsonaro deu, ontem, mais uma declaração polêmica.  Ao chegar no fim da tarde à residência oficial do Palácio da Alvorada, disse que o brasileiro precisa ser "estudado" porque é capaz de pular "no esgoto" sem que nada aconteça com ele. Bolsonaro deu a declaração ao ser indagado se o Brasil não chegará à situação dos Estados Unidos, que, após um mês, acumula quase 66 mil infectados e mais de mil mortos em razão da pandemia do coronavírus. Segundo o presidente, muitos brasileiros já foram infectados e adquiriram anticorpos, o que, afirmou, "ajuda a não proliferar isso daí".

CURTAS

AUXÍLIO MENSAL – O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, disse, ontem, que o valor do auxílio mensal a ser pago aos trabalhadores autônomos, informais e sem renda fixa durante a crise gerada pela pandemia do novo coronavírus pode ser elevado para R$ 500. O valor consta de um projeto de lei que deve ser votado pela Câmara nesta quinta. Em entrevista, Maia também defendeu que a prioridade neste momento não é "o impacto fiscal", ou seja, a queda de arrecadação do governo devido à crise gerada pela epidemia. Para o presidente da Câmara, o mais importante é dar condições para que os brasileiros consigam passar pele crise.

VEM AÍ O PACOTE – A equipe econômica finaliza os detalhes de um pacote para ajudar na manutenção de empregos no País durante a crise do coronavírus. O valor será de pelo menos R$ 36 bilhões ao longo dos próximos três meses. Segundo informaram fontes da equipe econômica, o pacote cria faixas para que o governo subsidie progressivamente o pagamento dos salários, de forma a manter a renda dos empregados e permitir que as empresas não quebrem, em especial micro e pequenos estabelecimentos. O plano é subsidiar até 80% dos empregos formais no país.

ABAIXO AO DECRETO – Do empresário pernambucano Marcelo Luz ao defender, ontem, a volta ao trabalho mantendo os grupos de riscos preservados: “A ordem é preservar somente nossos idosos e doentes, e vamos à guerra! Somos um povo guerreiro! Já sobrevivemos a situações bem piores e delas tiramos muitas lições. Não existe guerra sem baixas! Neste momento, somos todos soldados. Ser soldado, estar em uma guerra e não querer lutar é coisa de covarde. Eu não me incluo entre os covardes. Vamos, portanto, voltar a trabalhar, brigar para derrubar este decreto do governador do Estado e voltar ao trabalho!

Perguntar não ofende: Quando teremos um novo duelo entre o presidente e os governadores?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Bozolóide defenda o governo Bolsonaro sem as palavras, Lula, Dilma, esquerda, globo, comunismo e PT. Justifique a sua resposta.

Fernandes

Faça como Bolsonaro nos debates. Fique em casa!

marcos

Fique em casa e mande seus Boletos para Lula Pagar. Kkkkkkkkk

Fernandes

Nunca tinha conseguido entender como Jim Jones conseguiu convencer tanta gente a praticar suicídio coletivo. Até agora.

Fernandes

Atenção! Quem me mandar morar em Cuba ou Venezuela, vou retribuir mandando morar em Nova York ou Milão!



27/03


2020

Estudo: registros de Covid-19 no Brasil são subestimados

Por O Globo

Um levantamento indica que os países que conseguem testar parcela maior da população para Covid-19 estão, em média, registrando incidência maior da doença. Entre os já afetados pela transmissão comunitária da epidemia, o Brasil é um dos que menos fazem testes, o que pode levar autoridades a subestimar a presença do vírus.

O trabalho que compilou dados nacionais mescla relatórios oficiais com fontes de informação alternativa, e é um termômetro ainda impreciso da situação global, mas é a primeira iniciativa do tipo feita no mundo. Os dados foram agregados pelo projeto Our World in Data, baseado na Universidade de Oxford e financiado pela Fundação Bill e Melinda Gates, além de outros.

Como países só são obrigados a relatar casos positivos, ainda não há dados oficiais para estimar as diferenças, por isso o grupo britânico buscou uma maneira alternativa. Entre 59 países que relataram o número de testes sendo realizado por habitante, o Brasil ficou na 53ª posição: apenas 13,7 pessoas por milhão de habitantes haviam sido testadas até o meio de março — cerca de 3 mil testes, número que o governo relatou à imprensa na época.

A lista não pode ser considerada um ranking, porque não existem dados em muitos países que abrigam o novo coronavírus, mas o número brasileiro é baixo. O Reino Unido, por exemplo, testou 960 pessoas por milhão de habitantes até aquela data. A Coreia do Sul testou 6.148.

— O fato de a gente estar, no momento, fazendo exame só para casos moderados a graves mascara a realidade da infecção aqui no país — afirma a infectologista Raquel Stucchi, professora da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp.

Em sua opinião, é possível tentar melhorar a capacidade de testagem do país, que é o que está forçando autoridades de saúde a adotarem critérios mais restritivos para economizar o número de testes. Mas fatores como escassez global de insumos para os diagnósticos, como reagentes de laboratório, podem atrapalhar.

O Ministério da Saúde anunciou que pretende ampliar de 32 mil para 22,9 milhões o número de kits de testagem no Brasil nas próximas semanas. Muitos dos quais (cerca de 8 milhões) serão exames sorológicos, sem muita utilidade clínica, mas úteis para estimar a incidência do vírus.

Confira a íntegra aqui: Registros de coronavírus no Brasil são subestimadossugere ...


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/03


2020

STF vai realizar julgamentos por videoconferência

O Globo - Carolina Brígido

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu ontem que, enquanto durar a pandemia do novo coronavírus, não serão realizadas sessões presenciais. Os julgamentos serão feitos por videoconferência, por meio de um aplicativo no qual todos os ministros conseguem falar entre si. O recurso será usado para os julgamentos do plenário, que conta com a participação dos onze ministros, e das duas turmas, cada uma formada por cinco magistrados — o presidente, Dias Toffoli, não integra as turmas.

A decisão foi tomada em uma sessão administrativa, já realizada virtualmente. Houve um teste e todos os ministros conseguiram utilizar a tecnologia. A área técnica do tribunal está estudando uma forma de transmitir as videoconferências pela TV Justiça.

Toffoli apresentou a proposta de sessões mistas. Elas seriam realizadas no plenário físico e, se algum ministro se sentisse desconfortável de sair de casa, poderia usar o aplicativo para participar. Apenas dois ministros concordaram com a proposta: Gilmar Mendes e Edson Fachin. Os demais integrantes do Supremo ponderaram que a recomendação das autoridades sanitárias era de evitar reuniões. Por isso, a maioria aprovou as sessões em ambiente totalmente virtual, sem a necessidade de reunião física.

Na sessão desta quinta-feira, a maioria demonstrou preocupação com a situação do país, com casos de Covid-19 se alastrando rapidamente. A proposta de reuniões totalmente virtuais, apresentada por Alexandre de Moraes, recebeu o apoio de Carmen Lúcia, Rosa Weber, Luiz Fux, Ricardo Lewandowski, Luís Roberto Barroso. Marco Aurélio foi contrário às videoconferências, optando por sessões físicas. O ministro Celso de Mello está de licença médica e não participou das discussões.

Os ministros desmarcaram a sessão física do plenário que estava agendada para1º de abril. Toffoli ainda vai agendar uma nova data para os julgamentos. Caberá às presidentes das duas turmas, Carmen Lúcia e Rosa Weber, marcar as sessões nos colegiados menores.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores