03/03


2021

Consórcio para vacinas tem adesão de 649 prefeituras

O consórcio de municípios para compra de vacinas contra a covid-19 já teve manifestação de interesse de 649 prefeituras, segundo a lista divulgada hoje pela Federação Nacional de Prefeitos (FNP). A iniciativa foi lançada na segunda-feira (1º) em uma reunião com cerca de 300 prefeitos.

As administrações municipais podem assinar o termo de intenção do consórcio até sexta-feira (5). A previsão é que a associação seja efetivamente instalada até o dia 22 de março. Deve ser ainda elaborado um modelo de projeto de lei para ser enviado às câmaras municipais para que as cidades participem das compras.

A ideia é que as prefeituras possam comprar as vacinas caso o Plano Nacional de Imunização (PNI), coordenado pelo Ministério da Saúde, não seja capaz de suprir toda a demanda. “O consórcio não é para comprar imediatamente, mas para termos segurança jurídica no caso de o PNI não dar conta de suprir toda a população. Nesse caso, os prefeitos já teriam alternativa para isso”, explicou o presidente da FNP, Jonas Donizette, durante a reunião de lançamento da iniciativa.

Estão sendo avaliadas formas de financiar a aquisição dos imunizantes. Há três possibilidades principais: recursos do governo federal; financiamento por organismos internacionais e doações de investidores privados brasileiros. A lista de prefeituras que demonstraram intenção de aderir ao consórcio está disponível na página da FNP.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Cabo 2021

03/03


2021

A versão da ex-prefeita de Pesqueira

Nota oficial

Acerca da decisão proferida pela Segunda Câmara do Tribunal de Contas de Pernambuco, que recomendou a rejeição das contas da ex-prefeita de Pesqueira Maria José Castro Tenório, informo que recebemos com surpresa o referido acórdão. Porém, seguimos confiantes na justiça e estamos providenciando a documentação necessária para comprovar que nossa gestão atuou com zelo e austeridade fiscal e vamos proceder com o competente recurso ordinário ao plenário da Corte de Contas com a finalidade de reformar o acórdão.

Vale salientar, que se trata de uma decisão imposta sobre situações sanáveis e sem evidência de ato doloso, além disso, não ocorreu o trânsito em julgado, sendo assim, não é capaz de produzir efeitos neste momento e nem de ocasionar inelegibilidade. Sendo assim, continuaremos firmes em nossos propósitos para alcançar a justiça e a verdade.

Pesqueira/PE, 03 de março de 2021

Bel. Geraldo Cristovam dos Santos Junior - Advogado da ex-prefeita de Pesqueira


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/03


2021

Bolsonaro após recorde de mortes: “criaram pânico”

Do G1

Um dia depois de o país registrar novo recorde de mortes diárias causadas pela Covid-19, o presidente Jair Bolsonaro falou a apoiadores sobre a pandemia. "Criaram pânico, né? O problema está aí, lamentamos. Mas você não pode entrar em pânico. Que nem a política, de novo, do fique em casa. O pessoal vai morrer de fome, de depressão?"

Bolsonaro fez o comentário em conversa com apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, em Brasília. O vídeo com o diálogo foi divulgado em redes sociais. O presidente voltou a criticar a imprensa. De acordo com ele, "para a mídia o vírus sou eu."

De acordo com levantamento do consórcio de veículos de imprensa, o Brasil registrou 1.726 mortes pela Covid-19 na terça, recorde desde o início da pandemia. Com isso, o país chegou ao total de 257.562 óbitos desde o começo da pandemia.

A média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias até terça chegou a 1.274, aumento de 23% em comparação à média de 14 dias atrás, indicando tendência de alta nos óbitos pela doença.

Nos últimos dias, estados anunciaram novas medidas de restrição para tentar conter o avanço da doença e o risco de colapso no sistema de saúde. Em boa parte deles, a ocupação de leitos de UTI por pacientes graves de Covid-19 está próxima de 100%.

Mais tarde, após um almoço com o embaixador do Kuwait no Brasil, Bolsonaro falou com a imprensa e voltou a comentar a pandemia no país. "A economia tem que pegar. Alguns falam que eu não estou preocupado com mortes. Estou preocupado com mortes, mas emprego também é vida. Uma pessoa desempregada entra em depressão, tem problemas, se alimenta mal, é mais propensa a pegar outras doenças", disse o presidente.

Bolsonaro foi questionado sobre se é possível a União financiar mais leitos de UTI para a Covid-19 nos estados. Governos estaduais alegam que a União fechou leitos mantidos com verba federal nos estados e têm buscado o Supremo Tribunal Federal (STF) para pedir a reativação. Para Bolsonaro, não falta dinheiro para atender os estados.

"Olha, o recurso não falta para a gente atender as questões nessa área de saúde. Agora, tem que haver uma previsão por parte dos governadores, e o contato tem que ser através do secretários de Saúde junto ao ministério. Nós aqui nunca nos furtamos a liberar recursos para isso", afirmou o presidente.

Outra pergunta que os jornalistas fizeram para o presidente foi sobre a possibilidade de um toque de recolher nacional ou uma política nacional para conter o avanço da pandemia, como foi reivindicado por secretários de saúde.

Na resposta, Bolsonaro usou um argumento que vem repetindo há meses: o de que o STF entendeu que apenas estados e municípios podem tomar medidas contra o avanço do vírus. O STF já esclareceu que sua decisão foi de declarar estados e municípios competentes para tomar as decisões, mas que a responsabilidade também cabe à União.

"Agora? Um ano depois? Lembraram de mim um ano depois? Estão sendo pressionados pela população, que não aguenta mais ficar em casa, tem que trabalhar por necessidade [...] Infelizmente, o poder é deles, eu queria que fosse meu", disse Bolsonaro, em referência aos estados.

O presidente afirmou ainda que tem um plano para colocar em prática contra a pandemia, mas que depende de o STF lhe conferir os poderes para tomar decisões nessa área.

"Então, se eu tiver poder para decidir, eu tenho o meu programa, o meu projeto pronto para botar em prática no Brasil. Agora, preciso de ter autoridade. Se o Supremo Tribunal Federal achar que pode dar o devido comando dessa causa a um poder central, que eu entendo que seja legítimo meu, eu estou pronto para botar meu plano", disse.

Questionado sobre qual seria o plano, não revelou. "Não, não, não", respondeu o presidente.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

genocida. FDP


Ipojuca 2021

03/03


2021

Miguel acena em apoiar oposição na OAB

Pré-candidato da oposição à presidência da OAB-PE, o advogado Almir Reis, embora consciente de que a eleição só acontece em novembro, se inspirou no método infalível de Tancredo Neves, que dizia que quem é coxo parte cedo. Amplia o leque de apoio até no segmento de advogados licenciados atuando no campo da política.

É o caso da liderança emergente, já nas cotas de apostas para o Governo do Estado em 2022, o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (MDB), por quem foi recebido. A Almir, Miguel demonstrou grande simpatia pelo seu projeto e ideias para mudar os rumos da OAB no Estado. "Falamos também de Previdência social, política, gestão e o forte crescimento de Petrolina no cenário nacional", disse Almir.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Pedro Pires Ferreira Neto

Petrolina cada vez mais se consolida. Enquanto Recife é o cenário do declínio, Petrolina dá sinais de pujança!!!



03/03


2021

Um protesto inusitado contra abandono de estrada

Um leitor enviou, há pouco, ao blog, um protesto inusitado e indignado sobre o estado em que se encontra a PE-270, no trecho que corta o município de Tupanatinga. No vídeo, o motociclista que quase sofre um acidente, tira as roupas para chamar a atenção do Governo Estadual.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Petrolina 2021

03/03


2021

Daniel Coelho culpa dólar por aumento na inflação

O vice-líder do Cidadania na Câmara dos Deputados, Daniel Coelho (PE), demonstrou, hoje, preocupação com o ritmo acelerado da inflação no país. E culpou a política cambial brasileira por fomentar a alta nos preços.

De acordo com o boletim Focus, do Banco Central, a expectativa para a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2021 subiu de 3,82% para 3,87%. A realidade é que as famílias brasileiras têm sentido no bolso os efeitos dessa inflação. Gás de cozinha, gasolina, carne e arroz estão entre os vilões no quesito subida de preços. A arroz, por exemplo, subiu mais de 70% no ano passado.

Com a moeda americana mais valorizada que o real, o produtor de commodities tem maior lucratividade ao vender seus produtos para o mercado externo. O valor do dólar nas alturas também impacta na compra de insumos importados por muitas empresas brasileiras.

Para o vice-líder do Cidadania, não adianta adotar soluções artificiais para solucionar o caso. “Com dólar a 5,7 reais, é impossível segurar a inflação e consequentemente o empobrecimento da população brasileira. Essa política de câmbio ajuda o agronegócio e destrói a renda da população urbana. Tentar segurar preços artificialmente fez a Venezuela ser a Venezuela”, afirmou Daniel Coelho.

Para o parlamentar uma das soluções para conter a inflação seria diminuir o custo do Estado sobre os empresários. “Qual a solução? Reformas que diminuam o custo do Estado. Estabilidade política sem ataques ou conflitos com instituições e poderes estabelecidos. Menos intervenção estatal. Vacinação em massa. Já basta Maduro e Fernandez tentando reinventar a roda na Venezuela e Argentina”, acrescentou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Esse menino bom, votou a favor da reforma trabalhista, prejudicando os trabalhadores brasileiros.

Fernandes

Esse menino bom, votou a favor da reforma da Previdência, prejudicando aposentados e pensionistas.


Serra Talhada 2021

03/03


2021

Anderson inclui Jaboatão em consórcio para vacinas

O prefeito do Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira, protocolou, hoje, interesse em participar do consórcio público para compra de vacinas contra a Covid-19. O manifesto foi enviado à Frente Nacional de Prefeitos (FNP). Além dos imunizantes, o município também tem a intenção de adquirir medicamentos e outros insumos para combater a pandemia.

“Nossa programação de vacinação está seguindo o cronograma nacional, mas estamos vendo um agravamento da doença em todo território nacional e, para conter a Covid-19, entendemos que temos que ampliar o processo de imunização da população. Por isso, resolvi cadastrar Jaboat?o na relação dos municípios que farão parte desse consórcio. Quanto mais vacinas forem adquiridas, mais cedo podemos garantir a segurança da população”, disse Anderson Ferreira.

Até o momento, Jaboat?o já aplicou cerca de 20 mil doses desde que chegaram as primeiras remessas ao município, no último dia 19 de janeiro. A fase atual contempla o público-alvo com idade entre 75 e 79 anos. O processo de vacinação é feito no sistema drive-thru, por meio de cadastramento prévio, que pode ser realizado via aplicativo De Olho na Consulta ou pelo site www.deolhonaconsulta.jaboatao.pe.gov.br.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

Mais um querendo usar dinheiro público para aparecer. Infelizmente não temos como mudar esses crápulas da administração pública. Nosso processo eleitoral favorece essa corja.


Anuncie Aqui - Blog do Magno

03/03


2021

Ainda o enterro da navegação

Da coluna de João Alberto

Sobre a paralisação do projeto de navegação do Rio Capibaribe, em artigo na página de opinião do Diário de Pernambuco, o ex-deputado Bruno Araújo, presidente nacional do PSDB, revela que a continuidade da obra não se deu por falta de apoio federal, quando foi ministro das Cidades, mas por razões em apuração pelos órgãos de controle. 

Na época, o Governo Federal tinha R$ 130 milhões de saldo para as obras que não foram repassados por determinação do TCU, que cobrou esclarecimentos ao Governo do Estado sobre a comprovação de gastos com a dragagem do rio. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

kkkk. São os projetos para desviar recursos. Uma tristeza ver esses que foram eleitos vivendo da enganação. Quero ver até onde a população irá ser enganada por esses canalhas.


Jornao O Poder

03/03


2021

Queremos ser ouvidos

Nota oficial

A Abrasel é uma associação nacional com 35 anos de atividade representando o setor de bares e restaurantes. Nesse tempo todo, nunca deixamos de ser ouvidos ou consultados em decisões estratégicas para o nosso setor. Somos apartidários, mas a favor da política responsável e estrutural, feita em cima de dados, fatos e argumentos. Queremos ser ouvidos. Estamos presentes em todos os estados do território nacional e sabemos as boas práticas e erros dos outros estados. Queremos ser ouvidos.

Os três últimos decretos estão sentenciando nosso setor a um destino muito complicado. Os decretos citam o setor mais do que qualquer outro e não entendemos o motivo disso. Temos uma capilaridade gigante: restaurantes, lanchonete, bares, buffets, grandes e pequenos. Representamos todos eles. Estamos pedindo: queremos ser ouvidos. Enviamos pleitos semanalmente e precisamos de respostas! Redução da alíquota do ICMS, redução de impostos municipais (pleito enviado para a capital), redução na Celpe e Compesa.

Queremos que o governo do Estado abra o caminho do diálogo e que nos ajude a sobreviver.

Atenciosamente,

Conselho Administrativo Abrasel


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

Pois é . Sempre estiveram junto com o poder e, agora com os estados, principalmente os do norte e nordeste querendo derrubar o Bolsonaro sem se importar com a sobrevivência dos pequenos e médios comerciantes, querem quebrar o País. São esses comunistas caviar que não estão nem aí para a população. principalmente para os mais humildes. Querem matar o povo de fome sem se importar com o Coronavírus que é um mero instrumento para justificar as falcatruas e querer voltar ao poder a gangue que estava no poder com o Lula ladrão.


Blog do Magno 15 Milhões de Acessos 2

03/03


2021

Bonito: Mulheres recebem títulos de propriedade

A Prefeitura de Bonito entregará, ao longo do mês de março, 479 títulos de propriedade às famílias da localidade de Mutirão, devidamente registrados pelo Cartório de Imóveis do Município. A entrega é parte do processo de regularização fundiária desenvolvido pela Prefeitura, em parceria com o Espaço Feminista, que irá contemplar outros seis núcleos informais da cidade na segunda fase já em curso, visando garantir o direito à moradia, sendo emitidos os títulos, preferencialmente em nome das mulheres. A entrega simbólica de alguns títulos será no próximo dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, no loteamento Mutirão, em Bonito, às 10h. Toda a programação será realizada dentro dos protocolos de segurança.

De acordo com a consultora do Espaço Feminista, a advogada especialista em regularização fundiária Tereza Borba, a ação, em parceria com o município de Bonito, oportunizou tanto a capacitação dos técnicos e servidores municipais acerca do tema de regularização fundiária, como também garantiu a participação ativa das monitoras locais do Espaço Feminista em cada etapa do trabalho.

Na programação do evento, está prevista a presença do procurador do município, Benício Cavalcanti; do prefeito de Bonito, Gustavo Adolfo Neves; do presidente da Câmara, Paulo Sérgio, entre outras autoridades locais. Os participantes terão a oportunidade de entregar para algumas mulheres os documentos de propriedade.

Segundo a diretora do Espaço Feminista, Patrícia Chaves, o evento foi escolhido para acontecer no Dia Internacional da Mulher, por sugestão de Gigliolla Araújo da Silva, porque a data simboliza a homenagem às mulheres que lutaram e morreram para garantir a igualdade de direitos entre homens e mulheres. Assim, nada mais justo que realizar esse importante ato de garantia de direito de homens e mulheres à terra nesse dia tão simbólico.  

“Durante a cerimônia serão entregues, simbolicamente, alguns títulos. Os demais ficarão à disposição do (a)s proprietário(a)s na sede do município, conforme orientação da prefeitura”, explica, acrescentando que essa é apenas a primeira etapa cumprida.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha