FMO janeiro 2020

02/12


2021

Sugestão a Marinha e ao Exército

Caro Magno,

Li na tua Coluna (com "c" maiúsculo) que a Escola de Aprendizes de Marinheiro vai fechar. Há pouco tempo, o Exército anunciou a construção de uma Escola de Sargentos em área de preservação ambiental, protegida por lei. Por que não unir as pontas? Aproveitar o espaço, que é bem amplo da Escola de Marinheiros, para formar esses sargentos.

Caso os prédios da Escola não sejam suficientes, ainda existem várias edificações na mesma área pertencentes à Marinha, sem falar nas edificações que ficam no Recife Antigo. Prédios da Marinha, do Estado ou de particulares. Estes, abandonados.

Em outras palavras, um País que precisa ajustar despesas, faria muito bem em trocar o projeto caro e ambientalmente inapropriado e ajudar a solucionar o problema da deterioração do Recife Antigo.

Aldo Paes Barreto – jornalista


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Jaboatão - Família Acolhedora

02/12


2021

Tadeu vai parar o Recife

O lançamento do livro do deputado federal Tadeu Alencar, que aparece entre os nomes ventilados do PSB para disputar o Governo do Estado, deve atrair os medalhões da política e do mundo empresarial. Está marcado para a partir das 17 horas na livraria da Jaqueira. Além do governador Paulo Câmara, do prefeito João Campos e presidentes do Legislativo e Judiciário, até a viúva Renata Campos deve dar uma passadinha por lá para abraçar o pai do seu genro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ALEPE - Ações Sociais

02/12


2021

Indicado de Geraldo dá dor de cabeça para João

EXCLUSIVO

Uma das exigências de Geraldo Júlio (PSB), ao deixar a Prefeitura, foi receber a Secretaria de Educação do Recife de "porteira fechada". Para tanto, indicou e teve aceito o nome do secretário Frederico Amâncio, da "copa e cozinha" do ex-prefeito. Acontece que a educação é o principal eixo da gestão de João Campos (PSB) e certas atitudes do secretário Frederico Amâncio, indicado por Geraldo, têm causado "dor de cabeça" no atual prefeito, segundo fontes no nono andar da Prefeitura do Recife.

Por exemplo, iludido por Frederico Amâncio, o prefeito João Campos discursou em julho, no lançamento do Programa Educa Recife, prometendo os tablets para agosto de 2021. Segundo recente ofício de Frederico Amâncio, contudo, os tablets ainda nem saíram da China. A empresa fornecedora está toda enrolada e os auditores do TCE afirmam que a empresa foi favorecida na licitação. Até documento inválido a Secretaria tentou apresentar para liberar a licitação. Tudo isso, segundo fontes, sob reserva, no nono andar da própria Prefeitura. A TV Globo local já fez matéria com as mães reclamando do atraso dos tablets.

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) expediu, ontem, medida cautelar para suspender a "aquisição de Tablets para atender as necessidades da Rede Municipal de Educação no enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional, decorrente da COVID-1". O valor para contratação no edital inicial era R$ 93 milhões. A licitação era para comprar mais de 67 mil tablets. A decisão cautelar é da conselheira Teresa Duere. Os auditores do TCE, em relatórios, apontaram várias supostas irregularidades na elaboração e condução da licitação demandada pela Secretaria de Educação do Recife. Também foi apontado pelos auditores do TCE um suposto favorecimento de uma das empresas.

Segundo a decisão do TCE, a licitação favoreceu uma das empresas, pois, apesar de prevista no edital, não foi exigida da empresa declarada vencedora a certificação do tablet na ANATEL (agência federal de telecomunicações). Todo tablet ou celular, para ser comprado pelo Poder Público, precisa do registro prévio na ANATEL, segundo os auditores do TCE. Antes de suspender a licitação, o TCE tentou estabelecer um diálogo com a gestão municipal. O TCE expediu três "alertas de responsabilização" com recomendações.

Segundo a decisão do TCE, os três alertas não foram atendidos e o órgão de controle teve que expedir a cautelar para suspender a licitação. Segundo os auditores do TCE, a gestão municipal novamente favoreceu a empresa vencedora, que teria descumprido os prazos pactuados. O segundo Alerta do TCE foi enviado em 7 de outubro. Para tentar regularizar a empresa, segundo o texto da decisão do TCE, o secretário de Educação do Recife apresentou um certificado inválido ao TCE. O TCE não aceitou o documento. Segundo o TCE, mesmo após todos estes fatos e Alertas, a empresa descumpriu outra vez os prazos estabelecidos com a Secretaria de Educação do Recife.

A decisão oficial do TCE informa que todos os prazos anunciados pela gestão municipal foram descumpridos, pelas supostas falhas na licitação e pela recusa da Sceretaria de Educação do Recife em desclassificar a empresa vencedora, apesar da não apresentação do certificado da ANATEL e os repetidos descumprimentos de prazos do edital.

"Mas foi exatamente isso que aconteceu. O licitante deveria ser desclassificado de pronto, por oferecer produto que não atende aos requisitos do edital. A jurisprudência do TCE-PE é clara em assentar que não é possível adjudicar o objeto da licitação à licitante que não atenda ao edital. A despeito deste cenário, a SEDUC optou por dar continuidade à contratação de empresa que ofertava produto que, ao tempo do edital, não poderia ser sequer comercializado no país", explicou a relatora Teresa Duere, na decisão.

Duere fez uma advertência sobre o prejuízo dos estudantes com a falta dos tablets. "Os tablets só não foram se encontram na posse dos alunos da rede municipal em razão da decisão da administração pública de assentir com todo esse cenário, de admissão de produto irregular no processo licitatório, aguardando que uma empresa/licitante, que não observou o edital, que deveria ser inabilitada, que não cumpriu cronogramas apresentados, buscasse a regularidade de seu produto, mesmo após sucessivas mudanças / alterações que lhe foram permitida”, disse.

No nono andar da Prefeitura, onde fica o gabinete do prefeito, segundo uma fonte, já foi ouvida a advertência "tira esse cara daí, antes que sua gestão seja manchada".


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Cabo - Pavimentação e Drenagem

02/12


2021

Noronha recebe antenas para melhoria de internet

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, informou que, ontem, o arquipélago de Fernando de Noronha recebeu 14 antenas para melhoria da internet na ilha. A demanda vinha sendo solicitada por moradores e turistas há anos, devido ao acesso ruim à rede. Confira!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


02/12


2021

Josildo Sá no Sextou de amanhã

Um dos maiores intérpretes do samba de latada, ritmo executado com sanfona, triângulo, zabumba, cavaquinho, violão, pandeiro e clarineta, o cantor e compositor Josildo Sá confirmou sua presença no próximo Sextou, quadro criado no Frente a Frente, sempre às sextas-feiras, para difundir e valorizar os artistas e a música brasileira.

“A latada começa com a zabumba, o triângulo e a sanfona. Em seguida vem o suingue do pandeiro saudando o terreiro e seus orixás, que são o toque da percussão”, diz Josildo, pernambucano de Floresta, mas criado em Tacaratu. Entre os seus sambas de latada, Açoite dos ventos, um dos mais conhecidos, tem pegada de forró e blues, com a participação especial de Jefferson Gonçalves, gaitista renomado e um dos maiores blueseiros do País.

Transmitido pela Rede Nordeste de Rádio, hoje com 44 emissoras em Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Bahia, o Frente a Frente vai ar com o Sextou na próxima sexta-feira das 18 às 19 horas, tendo como cabeça de rede a Nova FM 98.7, no Recife. Se você deseja ouvir pela internet, clique no botão Rádio acima ou baixe o aplicativo da Rede Nordeste de Rádio na play store.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Petrolina outubro 2021

02/12


2021

CMR abre licitação milionária para kits personalizados

Do G1/PE

A Câmara Municipal do Recife abriu uma licitação com um custo estimado em R$ 279.447,75 para contratar uma empresa especializada para fornecer kits executivos personalizados. Entre os itens, estão caneta, agenda, bloco de anotações, calendário de mesa, mochila executiva em couro legítimo, pasta também em couro legítimo, além de risque e rabisque.

Somente as canetas especificadas no edital de pregão eletrônico custam R$ 184,69, cada, segundo o site da fabricante. As mochilas são encontradas, na internet, por valores entre R$ 400 e R$ 1 mil.

Para comprar as 100 canetas solicitadas, será necessário um investimento de R$ 18.469, enquanto as cem bolsas, se considerar o menor preço, vão custar pelo menos R$ 40 mil.

O edital de pregão eletrônico nº 016/2021, ao qual o g1 teve acesso, informa que a abertura de proposta será realizada às 7h do dia 9 de dezembro. Caso não tenha expediente na data, o pregão ocorrerá no primeiro dia útil subsequente e que será do tipo "menor preço global".

A Câmara Municipal do Recife tem 39 vereadores. O orçamento para manter os parlamentares ficou em R$ 160 milhões, em 2021. Em janeiro de 2019, eles aprovaram o reajuste de 29,7% nos próprios salários. Com isso, os parlamentares, que ganhavam R$ 14.635, passam a receber, este ano, R$ 18.980 por mês.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Sindicontas

02/12


2021

PP do Recife quer deputado Joel da Harpa fora do partido

No que depender da vereadora Andreza Romero, vice-presidente do Partido Progressistas, o deputado estadual Joel da Harpa será convidado a desembarcar da sigla. Antecipando os movimentos para a disputa eleitoral de 2022, a parlamentar afirma que a prioridade do partido é a montagem da chapa de deputado estadual. O PP quer ampliar a presença na Assembleia Legislativa e a vereadora vê Joel como um empecilho para o plano de ocupar 15 vagas na nova legislatura.

"Estou decidida a convidar o deputado Joel da Harpa a se retirar do partido. Apesar de ser expressivo em votos, ele fica acima do patamar da maioria dos candidatos e puxa os votos para fazer a vaga dele, não contribuindo com a chapa, pelo contrário", disparou. "Nós temos um objetivo claro para 2022: fortalecer nossa legenda e garantir a eleição de um maior número de deputados. Hoje, o deputado vai no caminho contrário e enfraquece a chapa", concluiu.

A vereadora vai defender a saída do deputado Joel da Harpa junto à executiva estadual do partido. Em 2018, ele foi eleito com 46.524 votos, o segundo mais votado do PP e o 19º colocado nas eleições.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Ipojuca - Novembro

02/12


2021

Feitosa leva denúncia em escola ao Governo

O deputado estadual Alberto Feitosa (PSC) enviou ofício ao governador Paulo Câmara, ao secretário estadual de educação, Marcelo Andrade Bezerra Barros, e ao presidente da comissão de educação e cultura, deputado Romário Dias, pedindo esclarecimento sobre a denúncia recebida por movimentos sociais, pais e alunos sobre doutrinação ideológica e política na Escola Estadual de Referência Pastor José Florêncio Rodrigues, localizada no Cabo de Santo Agostinho.

Segundo informações, pais, alunos e moradores teriam ficado indignados com a conduta de determinados professores que teriam aplaudido o ato de um grupo de alunos. Um vídeo mostra alunos durante uma apresentação rasgando a foto do presidente Jair Bolsonaro e levantando cartazes com frases de ódio e ofensas ao presidente. Confira no vídeo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Joao

Os bozolóides realmente não tem o que fazer, sempre as mesmas idiotices e baboseiras sobre ideologia, doutrinação.....quanta chatice isso, realmente é uma gente sem assunto. E ainda encontra blog e blogueiros para colocar isso nas redes sociais.


Caruaru - Feira da Sulanca

02/12


2021

Moro diz que a prisão de Lula foi justa e não vingança

EXCLUSIVO

Em entrevista gravada, há pouco, com exclusividade, para a Rede Nordeste de Rádio, a ser exibida no programa Frente a Frente, transmitido para mais de 40 emissoras no Nordeste, o ex-ministro Sérgio Moro, responsável pela operação Lava Jato e a detenção de Lula, agora na condição de pré-candidato ao Planalto pelo Podemos, afirmou que, embora respeite a anulação do processo pelo ministro Edson Fachin, do STF, reitera que a prisão do ex-presidente petista foi justa e necessária.

“Tenho o maior orgulho do meu trabalho como juiz na operação Lava Jato. A prisão de Lula não foi uma decisão isolada e unilateral de minha parte. Foi autorizada pelo Supremo Tribunal Federal em março de 2018 e quem ordenou foi o Tribunal de Apelação de Porto Alegre. Coube a mim apenas cumprir a decisão”, disse, adiantando que nas investigações foi descoberto um modelo de corrupção do Governo petista, no qual Lula foi seu principal líder, instaurado na Petrobras, estatal rentável e que quase quebrou.

Moro fez a ressalva também de que nunca foi movido por nenhum sentimento de animosidade pessoal contra a figura de Lula. “Não agi por vingança, agi dentro do princípio de cumprimento da lei”, destacou. Com duração de 25 minutos, a entrevista vai ar logo mais às 18 horas pela Rede Nordeste de Rádio, tendo como cabeça de rede a Nova FM 98,7, no Recife. Moro estará no Recife no próximo domingo para uma noite de autógrafos do seu livro “Contra o sistema de corrupção”, a partir das 18 horas no teatro do shopping Riomar.

Na entrevista, fala, também, da sua passagem pelo Governo Bolsonaro, dos planos para o Nordeste e, quando perguntado sobre o vice na sua chapa, se este poderia sair do Nordeste por ser a região de maior densidade eleitoral de Lula, afirma que o assunto ainda não está sendo discutido. “O que está em discussão, neste momento, é o modelo de um novo Brasil que iremos oferecer ao povo brasileiro em cima do combate à corrupção”, disse.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Joao

É o mesmo modelo do governo atual do qual este fez parte. Qual foi e qual é programa de combate a corrupção desse governo, sr Moro? Nenhum. Não nos engana, você e o acéfalo são farinha do mesmo saco!


Arcoverde novembro 2021

02/12


2021

Ipojuca gasta quase R$ 40 mil em viagens internacionais

Após passar oito dias em Dubai, onde se encontrou com o presidente Jair Bolsonaro, a prefeita do Ipojuca, Célia Sales (PTB), tem nova viagem marcada, com diárias financiadas pelos cofres municipais. Desta vez, o destino da gestora é Buenos Aires, na Argentina, onde ficará por seis dias, a partir do próximo dia 3, às custas de diárias no valor de R$ 16.757,70. Somente em novembro, a Prefeitura do Ipojuca desembolsou quase R$ 40 mil em viagens internacionais para a chefe do poder municipal.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Serra Talhada 2021

02/12


2021

Quem Moro pensa que é?

Por Antonio Magalhães*

Afinal quem é Sérgio Moro? O juiz federal que presidiu a maior operação anticorrupção do País, a Lava Jato? Ou o aprendiz de político exercitando um discurso de banalidades para chegar à Presidência da República? Na verdade, ninguém sabe quem é um ou quem é o outro. Os dois Moros se perderam na trama da história e da vida.

A partir do ano zero de sua visibilidade nacional, deixando para trás um passado confuso na magistratura do Paraná, o então juiz deu partida com um grupo de procuradores federais a mais importante operação de combate a roubalheira no Brasil comandada pelo PT, envolvendo o chefão Lula, os tesoureiros do partido, militantes, José Dirceu, diretores de estatais e empreiteiros. Revelando, com o apoio da imprensa, a corrupção sistêmica nacional, Daí Moro se tornou um herói nacional.

De boneco gigante de passeata, saudado pelos manifestantes, a aura heróica do juiz começou a se desfazer a partir da sua ida para o Ministério da Justiça do governo Bolsonaro, supostamente como uma compensação para a prisão de Lula e sua saída da campanha de 2018, como acusam seus adversários. Mas o “jogo” político foi demais para ele, acostumado na mentalidade de juiz onde tudo que sentencia tem que ser cumprido.

Perdeu-se no caminho de ida. Sem fôlego, atacou quem lhe deu a mão e que poderia ter lhe ajudado. A soberba foi grande. Sabedoria demais engole o dono, diz a máxima popular. E começou a despencar sua popularidade e seu capital jurídico acumulado na magistratura.

Em fevereiro de 2021 não teve Carnaval. Mas o STF, há muito de olho em Sérgio Moro – que condenou em 1ª Instância o patrono da maioria deles -, fez a festa com o juiz. Os supremos da Corte declararam a parcialidade de Moro no julgamento de Lula em 1ª Instância, invalidando a condenação inicial e retirando ele da lista dos fichas sujas da política nacional com possibilidade de concorrer ao pleito de 2022.

Imediatamente surgiu Sérgio Moro como uma grande vítima do STF, um tribunal a esta altura profundamente desgastado em todo o país por suas decisões contraditórias no âmbito judicial. Se os ministros queriam beneficiar Lula – isto em hipótese – terminaram por levantar também a bola do juiz da Lava Jato.

Aqui entram elementos clássicos da política brasileira, o “coitadismo” e o “vitimismo”. Lula foi eleito em 2003 para dar oportunidade ao “coitadinho” do operário chegar ao poder e mudar o país para melhor, tornar todos mais generosos e melhorar a vida econômica da Nação, com a ajuda hipócrita de FHC que traiu seu candidato José Serra para se sair bem na foto. Pelos fatos acontecidos, Lula só melhorou financeiramente a vida dele.

Neste cenário beneficiou-se a “vítima” Sérgio Moro, o “dom quixote” do combate à corrupção, que prendeu poderosos ladrões do dinheiro público, inclusive um ex-presidente, coisa jamais imaginada pela população acostumada com a impunidade dos crimes da elite.

Mas isso agora também faz parte do passado. O país agora pensa menos em corrupção governamental estancada na atual administração federal. A linha de campanha de Moro até agora foi baseada nas teses bolsonaristas de 2018, pregando reformas econômicas, liberalismo e segurança pública. Medidas etéreas e óbvias que dependem substancialmente de um Congresso amigo, o que Moro não tem: é odiado por parlamentares da direita e da esquerda. Levando como brinde a má querência do STF.

Neste arranque de candidatura – que ele diz que vai levar até a eleição – Moro só é bem visto pela mídia tradicional e parte das digitais, que detestam Lula, odeiam Bolsonaro e se até agora elogiavam o ex-presidente era apenas para contrapor ao atual. Com o ex-juiz e seus acordos, os donos da mídia podem voltar a sonhar com ganhos do dinheiro público.

Pesquisas qualitativas, anuncia a CNN Brasil, apontam que é possível atrair o eleitor lulista que é anti-Bolsonaro e o bolsonarista que é anti-Lula. Isso ajuda a entender também por que a campanha não pretende que Bolsonaro seja o alvo preferencial, e sim Lula. Pode ser ou não?

Mas a caminhada do ex-juiz não está atapetada de flores. Tem mais espinhos. E ele sabe disso, mas sua arrogância e soberba de se achar o retrato da nova política brasileira não o vai impedir de se articular, de prometer o que não pode cumprir, coisas do gênero no universo político.

Mas deve sempre lembrar da frase de Tancredo Neves, presidente eleito que morreu antes de assumir o cargo: “ser presidente da República é destino”. O destino, pós-ditadura militar, levou à Presidência Sarney, Collor, Itamar, FHC, Lula, Dilma, Temer e Bolsonaro. Três deles, como vices, sequer foram votados. É isso.

*Jornalista


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Joao

Moro pensa que é Bolsonaro( o acéfalo) e este pensa que é aquele , ou seja, são a mesma coisa. Farinha do mesmo saco. Assim como jornalistas cloroquina, também são farinha do mesmo saco!


SESC - Férias de Janeiro

02/12


2021

João Alfredo e Altinho oficializam interesse em aderir REURB

O prefeito do município de João Alfredo, Zé Martins, e o prefeito do município de Altinho, Orlando José, enviaram ofício ao Consórcio Público Intermunicipal do Agreste Pernambucano e Fronteiras (CONIAPE) com o objetivo em aderir ao programa de Regularização Fundiária Urbana – REURB.

O programa é mais uma ação do Núcleo Intermunicipal de Saneamento Básico, Engenharia e Meio Ambiente – NIESMA e consiste na implementação  de medidas jurídicas, urbanísticas, ambientais e sociais que visam à regularização de assentamentos irregulares e à titulação de seus ocupantes, de modo a garantir o direito social à moradia, o pleno desenvolvimento das funções sociais da propriedade urbana e o direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, de forma bem clara significa tornar legal a posse do imóvel ocupado.

Os municípios consorciados que tiverem interesse em aderir ao programa, deverão encaminhar ofício ao consórcio.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Bandeirantes novembro 2021

02/12


2021

TCU aprova resolução que impede FBC de assumir vaga na Corte

O Tribunal de Contas da União aprovou, ontem,  uma resolução que veta a nomeação à corte de indicados que respondam a ação penal por crime doloso contra a administração pública ou ação de improbidade administrativa. A resolução impede que o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), assuma o cargo de ministro da Corte. As informações são do jornal O Globo.

Réu em ação de improbidade administrativa no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, Bezerra é candidato à vaga do ministro Raimundo Carreiro, que em breve deve deixar a corte para assumir o cargo de embaixador do Brasil em Portugal. Disputam com Bezerra os senadores Antônio Anastasia (PSD-MG) e Kátia Abreu (PP-TO).

A resolução aprovada hoje prevê que o Tribunal vetará a posse de indicados que não se enquadrarem nos requisitos constitucionais da "idoneidade moral e da reputação ilibada".

O relator da resolução, ministro Walton Alencar Rodrigues, afirmou em seu voto que a medida suprirá uma “longeva lacuna de regulamentação acerca dos procedimentos e critérios adequados para a verificação da idoneidade moral e da reputação ilibada de eventual indicado ao cargo vitalício de membro desta Corte”.

“Registro a urgência na apreciação do tema, na medida em que poderá haver vacância de cargo ainda durante o recesso desta Casa, sendo deveras oportuno o estabelecimento prévio das disposições ora propostas”, destacou.

A resolução ainda prevê que não tomarão posse na corte indicados que tiveram contas reprovadas ao ocupar cargos e funções públicas ou que foram condenados por corrupção eleitoral ou gastos ilícitos de recursos de campanha.

As regras aprovadas hoje também devem mexer no tabuleiro da disputa por uma segunda vaga, que surgirá com a aposentadoria da presidente do TCU, Ana Arraes, que deve deixar a corte em meados de 2022, quando completará 75 anos. Para esta vaga concorrem diversos parlamentares, incluindo Jhonatan de Jesus (Republicanos-RR) e Soraya Santos (PL-RJ), que têm pedido apoio na Câmara para serem indicados.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Pousada da Paixão

02/12


2021

Lira defende pente-fino em precatórios

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), defendeu, ontem, em entrevista ao programa “Em Foco”, na GloboNews, a aprovação de uma comissão permanente para fazer uma espécie de “pente-fino” nos precatórios. Lira disse que o orçamento “é uma crise permanente” e que, se o Senado enviar essa proposta junto à PEC dos Precatórios, será “bem-vinda” na Câmara e ele vai trabalhar por sua aprovação.

“Na votação da PEC dos Precatórios, no Senado, o que eu soube é que vai vir para a Câmara uma criação de comissão permanente de avaliação, de estudo e análise: de onde vêm os precatórios? Como nascem? Não é normal. A gente precisa entender esse problema”, disse.

A ideia dos parlamentares é que, a partir da revisão, os próximos orçamentos tenham mais espaço para custear programas de interesse do governo em atividade.

“Precatórios só existem no Brasil, porque em todo lugar você tem um débito, você paga o débito. Aqui você escalona o débito e depois ele vai lhe consumindo. Não cumprimos o nosso dever que foi aprovar todas as reformas. Quando se aprovou o teto de gastos, precisava da previdência, tributária, trabalhista e administrativa. Fizemos duas e pedaços de outras”, afirmou.

Lira defende que o texto seja aprovado e que valha daqui para frente, já que muitos precatórios ainda transitarão em julgado.

“O que soube é que irão para Câmara proposta de programa permanente (Auxílio Brasil) e a comissão permanente dos precatórios. As duas propostas, se vierem, serão bem-vindas e, consequentemente, a Câmara as aprovará”, concluiu.

blog da Andréia Sadi apurou que o ministro Paulo Guedes, da Economia, apoia a revisão dos precatórios e têm dito isso a parlamentares.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


02/12


2021

Coluna da quinta-feira

Com vara curta

O discurso oportunista e sem sustentação ideológica da prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, pré-candidata tucana ao Palácio das Princesas, sugerindo que se alia a Anderson Ferreira em qualquer cenário, até mesmo com o aliado pedindo voto para a reeleição de Bolsonaro, está sendo bombardeado. Vem da própria Caruaru o primeiro torpedo, disparado pela deputada Laura Gomes, da bancada do PSB na Assembleia Legislativa.

“Concentrada em seu palanque, Raquel assinou um artigo onde ressalta que, nas eleições de 2022, o pernambucano não deve tratar da disputa presidencial. Na ótica da candidata, para se debater Pernambuco não se deve falar de Brasília. Ao que parece, a lista de assuntos proibidos para Raquel é extensa. A começar das suas duas fracassadas movimentações políticas, logo após se colocar novamente em campanha”, alfinetou.

E acrescentou: “Primeiramente, a candidata declarou apoio ao governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, nas prévias de seu partido. O partido de Raquel deu uma boa amostra de sua capacidade de organização e gestão, com um sistema de votação supermoderno, que prometeu entregar o resultado da eleição interna em horas e levou uma semana para chegar a uma definição. Contados os votos, João Doria venceu e Raquel e seu candidato saíram derrotados”.

Para Laura, ainda no quesito apoios, o aliado de Raquel, Anderson Ferreira, deu as boas-vindas a Bolsonaro em seu partido, deixando claro de que lado está e qual a sua posição política. “Entre as várias promessas de campanha não cumpridas da prefeita, a que desponta no topo da lista de assuntos proibidos é a da criação de 8 mil vagas de creche em Caruaru. A quatro meses de se desvincular do cargo (pelo menos oficialmente) para concorrer ao cargo de governadora, Raquel está longe de entregar metade do prometido. A lista de Raquel só tende a crescer. Ela é que está cada vez menor”, cutucou, diga-se de passagem, com vara curta.

Bolsonarismo disfarçado – Ao ser informada que Anderson se aliou formalmente a Bolsonaro, sendo repelido de imediato pelo ex-governador João Lyra Neto, pai de Raquel, a tucana saiu com essa pérola: “Estamos firmes nos nossos propósitos. Nossos partidos terão candidatos a presidente. Eu vou com Doria, seguindo o meu partido. Anderson vai com Bolsonaro, seguindo o seu partido. Apesar de estranho, isso não interfere no nosso projeto estadual. Quem quer nacionalizar o debate, não quer debater Pernambuco”. Em tempo: Raquel acaba criar a nova política, a do bolsonarismo disfarçado.

O primeiro – Um dia após Bolsonaro ingressar no Partido Liberal, o deputado pernambucano Joel da Harpa admitiu, ontem, que pode deixar o PP (Partido Progressista) e se aliar ao projeto de reeleição do presidente da República na mesma legenda. “Recebi convite e estou avaliando o cenário com chances de me filiar”, disse. Quem não está gostando dessa história é o presidente estadual do PP, Eduardo da Fonte, que contava com Harpa na chapa proporcional da sua legenda.

Pacote – O Congresso se prepara para acelerar, nas próximas semanas, um pacote de propostas que atendem ao lobby de grupos políticos. É uma espécie de “Black Friday” parlamentar, antes da virada do ano. Medidas defendidas pelo Centrão, como a liberação de jogos de azar e a derrubada do veto do presidente Jair Bolsonaro ao Fundo Eleitoral de R$ 5,7 bilhões, estão previstas para a pauta de dezembro. A pressa dos deputados e senadores tem motivo: eles querem votar tudo agora porque 2022 é ano eleitoral e, além do desgaste que iniciativas como essas podem representar, boa parte dos políticos costuma se ausentar de Brasília para fazer campanha em seus Estados.

Fundão – O Fundo Eleitoral é um dos itens que desperta mais interesse dos parlamentares. Após o financiamento de empresas ser vetado, em 2015, o dinheiro público se tornou a principal fonte para candidatos e partidos bancarem gastos de campanha. Por se tratar de uma medida relacionada ao Orçamento de 2022, os congressistas querem tomar uma decisão antes do fim deste ano. Presidentes de vários partidos disseram não haver um acordo sobre a quantia a ser destinada às eleições de 2022, mas afirmaram que vão se reunir, nas próximas semanas, para definir o valor.

O brigão – Além de trombar com o irmão Júlio, a quem elegeu deputado estadual por dois mandatos, o ex-prefeito de Arcoverde, Zeca Cavalcanti, que havia deixado o PTB e ingressado no PSDB em solidariedade ao velho aliado Armando Monteiro, já rompeu com este também e está ingressando no União Brasil, resultado da fusão do PSL com o DEM, para disputar um mandato na Assembleia Legislativa. Para governador, Zeca vai de Miguel Coelho. Pelo que fui informado, o irmão está apoiando Kaio Maniçoba para deputado estadual.

CURTAS

BARRADO – Um turista de Goiânia (GO) foi barrado, ontem, ao tentar entrar em Fernando de Noronha. O desembarque dele ocorreu justamente no dia em que entrou em vigor na ilha o novo protocolo de vacina contra a Covid-19 e o visitante não conseguiu cumprir essa regra, de acordo com o site G-1, de Globo. Pelas novas normas, as pessoas que desembarcam na ilha devem ter o esquema vacinal completo, com a segunda dose da vacina contra Covid-19 aplicada há mais 14 dias.

DENÚNCIA – O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) remeteu à Justiça, ontem, a denúncia contra o terceiro sargento do Batalhão de Choque Reinaldo Belmiro Lins. Ele é acusado de efetuar o tiro de bala de borracha que tirou a visão do arrumador de contêineres Jonas Correia de França, de 29 anos, durante um protesto pacífico contra Jair Bolsonaro (PL).

Perguntar não ofende: Raquel Lyra é candidata a ganhar o Nobel com a sua nova política?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
Publicidade

Publicidade

Publicidade

TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Opinião

Publicidade
Apoiadores
Parceiros