16/06


2021

Pernambuco é líder nacional de desemprego

Por Miguel Coelho*

Pernambuco, infelizmente, segue amargando as piores colocações nos mais variados rankings do Brasil. No do Banco Mundial, somos o pior estado quando o assunto é se fazer negócios. Para o Centro de Liderança Pública, estamos entre os mais burocráticos e os menos competitivos. Entre os 9 estados do Nordeste, somos o que menos investe em Educação, Saúde e Infraestrutura – este último, por sinal, basta percorrer as estradas do estado para comprovar. Estes indicadores são muito graves, mas não são nenhuma surpresa.

A falta de incentivos do estado agrava a nossa baixa competitividade, e isso tem sido o fator chave para a perda do protagonismo que Pernambuco já teve um dia. Não dá para colocar a culpa só na pandemia; nela, os problemas do estado foram acentuados, mas eles já vinham de muito antes.

Pernambuco é líder nacional de desemprego, um troféu que ninguém se orgulha em receber, e para que a gente deixe essa posição e volte à liderança que realmente interessa, a gente precisa discutir Pernambuco, a gente precisa somar lideranças, ouvir as pessoas, trabalhar em conjunto pelo futuro do nosso estado. É possível fazer isso, e juntos, nós temos toda a capacidade de mudar o nosso presente para construir um Pernambuco melhor para todos.

*Prefeito de Petrolina


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Pousada da Paixão

16/06


2021

Aras vai ao STF contra restrições a usinas nucleares

O procurador-geral da República, Augusto Aras, entrou com ações no Supremo Tribunal Federal (STF) contra dispositivos de leis de 17 Estados e do Distrito Federal que limitam ou impedem a implantação de usinas nucleares e da entrada, armazenamento e processamento de material radioativo.

Para o PGR, as normas violam a Constituição, que confere à União competência privativa para editar leis que disponham sobre atividades nucleares de qualquer natureza, incluindo a localização de usinas.

As Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADIs) foram propostas contra normas dos Estados do Acre, Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima e Distrito Federal.

As ações protocoladas nesta terça-feira são semelhantes a apresentada em 28 de maio questionando uma norma do Amazonas.

Para Aras, "inexiste espaço para que estados-membros, Distrito Federal e municípios editem normas paralelas sobre o exercício de atividades nucleares de qualquer natureza, transporte ou utilização de materiais radioativos, assim como a respeito da localização de usinas nucleares".


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Petrolina abril 2021

16/06


2021

Senadores alegam intimidação de Flávio Bolsonaro contra Witzel

Do G1

A CPI da Covid foi palco de bate-boca entre o ex-governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, e o senador Flávio Bolsonaro (Patriotas-RJ), hoje. Os dois eram aliados durante a eleição de 2018 – Flávio participou da campanha do então candidato ao governo fluminense. Ao longo do mandato, porém, houve um rompimento entre os políticos.

Flávio Bolsonaro não é membro da CPI, mas compareceu à sessão durante a oitiva de Witzel. Após uma discussão entre os dois, os senadores Renan Calheiros (MDB-AL) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP) afirmaram que havia um “claro ato intimidatório” de Flávio contra o ex-governador.

Durante audiência nesta quarta, Witzel acusou o governo federal e o Ministério Público de perseguirem governadores. Ele sofreu um processo de impeachment após ser acusado de desvios na Saúde durante a pandemia.

'Tenha medo, não'

Após a declaração, o filho do presidente disse que é “muito grave esse fato trazido pelo depoente”. “O que ele está dizendo é que há um conluio de ministro do Superior Tribunal de Justiça para persegui-lo”, disse o senador, que também pediu para que se apure o que foi relatado.

Na sequência, o advogado de Witzel solicitou que fossem retiradas as “pessoas que são proibidas”, especialmente deputados federais, da comissão – que é exclusiva de senadores. “Tenha medo não, doutor. Não tenha medo não”, ironizou Flávio.

Vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues reforçou que a comissão poderia acontecer de maneira reservada – quando não há a presença de assessores nem transmissão ao público.

Flávio novamente interveio: “Vamos dar transparência à CPI, senador. Tem que esconder nada de ninguém não”. “Eu não faço aqui menor questão de que o senador Flávio Bolsonaro esteja ou não presente”, respondeu o ex-governador.

“Se for reservado, vou estar presente também. Sou senador da República”, afirmou Flávio.

Randolfe Rodrigues interrompeu: “Está tendo uma clara intimidação”. Witzel, então, relembrou a relação que mantinha com a família Bolsonaro.

“Eu quero só dizer que eu não tenho nenhum problema em estar na presença aqui do senador Flávio Bolsonaro, eu o conheço desde garoto. Um garoto que conheço, a sua família, a sua mãe, a Rogéria Bolsonaro, conheço sua família, conheço seu pai de longa data. A minha questão aqui não é pessoal, a minha questão é institucional em defesa da democracia”, disse Witzel.

Flávio ironizou: “Que lindo discurso”.

“Se o senhor fosse um pouquinho mais educado e menos mimado o senhor teria respeito para o que eu estou falando”, afirmou o ex-governador. “O senhor me respeite”, disse.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Rafael C.Soares Quintas

Esse bandido do Witzel foi afastado do governo do RJ por corrupção e agora quer aparecer na CPI, como o Santo kk?kkk

Mesquita

Ex-Governador Wilson Witzel fazendo ligações da família Bolsonaro com a morte de Marielle na CPI Gravíssimo!



16/06


2021

Governador lamenta morte do prefeito de Lajedo

Nota de pesar

Recebi com muita tristeza a notícia da morte do prefeito Adelmo Duarte, que cumpria seu terceiro mandato à frente da cidade de Lajedo. Ex-vereador e ex-deputado estadual por duas legislaturas, Adelmo tinha raízes fincadas no movimento social do campo, de onde jamais descuidou ao longo de toda a sua trajetória política. Quero manifestar minha solidariedade e pesar a todos os seus familiares e amigos, e também ao povo de Lajedo.

Paulo Câmara – governador de Pernambuco pelo PSB


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


16/06


2021

Geraldo quer gastar R$ 2,7 mi para monitorar o ar

EXCLUSIVO

Após a tentativa de comprar R$ 15 milhões em móveis de luxo (como cadeiras e mesas com especificações) para a estatal SUAPE, licitação que só foi cancelada com o escândalo da revelação pelo Blog até com ação popular por parte de cidadão, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, titularizada pelo ex-prefeito Geraldo Júlio (PSB), prepara outra licitação que tem sido considerada por fontes especializadas, no mínimo, estranha.

A Secretaria de Geraldo agora quer gastar até R$ 2.709.750,24 (dois milhões, setecentos e nove mil, setecentos e cinquenta reais e vinte e quatro centavos) apenas para a "realização do monitoramento da qualidade do ar no Porto de Suape".

No termo de referência, a justificativa dava é para SUAPE "compatibilizar suas atividades com a preservação do meio ambiente". Além do objeto, fontes em SUAPE tem estranhado o alto montante da licitação, quase 3 milhões de reais, um valor dito pelas fontes como desproporcional para o objeto a ser contratado. A desproporcionalidade do valor também foi o destaque na tentativa de compra de 15 milhões de reais em móveis por Geraldo Júlio este ano, licitação cancelada após a revelação do Blog.

Esta nova licitação de Geraldo para "monitorar o ar" está marcada para ter as propostas apresentadas em 1° de julho. O certame está sendo conduzido pela pregoeira do Porto de SUAPE. O valor do contrato poderá ser reduzido com a disputa entre as empresas interessadas no pregão.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Ipojuca 2021

16/06


2021

Adelmo morreu de infarto

O prefeito de Lajedo, Adelmo Duarte (PSD), que morreu, há pouco, conforme este blog antecipou, foi vítima de um infarto fulminante aos 70 anos. Segundo o ex-prefeito Rossine Blésmany, Adelmo estava despachando no seu escritório em Lajedo quando começou a sentir uma forte dor no peito. Chegou a ser levado para o hospital, mas deu entrada morto.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Caruaru Campanha São João

16/06


2021

Morre prefeito de Lajedo

Soube, há pouco, da morte do prefeito de Lajedo, Adelmo Duarte (PSD), aos 70 anos. Quem assume a Prefeitura é o seu vice, Erivaldo Chagas, do DEM.

Adelmo também já foi deputado estadual. Mais notícias, em instantes.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

CABO

16/06


2021

Hotel Internacional será flat de luxo

Da coluna de João Alberto 

Fechado depois de 40 anos, o hotel Internacional Palace, localizado numa das áreas mais valorizadas da Avenida Boa Viagem, no Recife, vai ser transformado num flat de luxo, pela Moura Dubeux. As áreas comuns e os 248 apartamentos dos 15 andares passarão por uma reforma completa, com projeto do arquiteto Marco Antonio Borsoi, mantendo o projeto original do seu pai, Acácio Gil Borsoi. 

As duas piscinas serão ampliadas e existe a possibilidade da instalação de um restaurante aberto para não hóspedes.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Bandeirantes Junho 2021

16/06


2021

Jailson e Felipe vão responder também na Justiça Estadual

Decisão divulgada pela Justiça Federal na Operação Apneia informa que a investigação será desmembrada. O núcleo empresarial da investigação irá responder pelos supostos crimes tributários e contra a saúde pública na Justiça Federal de São Paulo, inclusive a microempresária veterinária que vendeu os 500 respiradores testados em porcos que seriam utilizados pela população recifense. 

Os ex-servidores investigados agora poderão responder pelos supostos crimes na Justiça Estadual, inclusive pela acusação de possível peculato e crime contra a Lei de Licitações. Neste grupo, estão o ex-secretário de Saúde na gestão de Geraldo Júlio (PSB), o médico Jailson Correia, o ex-diretor da Secretaria, Felipe Bittencourt, conhecido como homem-forte nas compras da covid-19 no Recife, e a ex-assessoria Mariah Bravo, sobrinha de Sileno Guedes. 

Todas as provas e fatos investigados pelo Ministério Público Federal (MPF) e Polícia Federal (PF) serão aproveitados pela Justiça Estadual, segundo o juiz federal que assinou a decisão. 

"Destaco que não há que se falar em nulidade de qualquer ato praticado, na fase de investigação, no âmbito deste juízo federal, em qualquer dos procedimentos judiciais relacionados aos fatos objeto da denúncia, tendo em vista que, até a conclusão das investigações, existiam robustos indícios de utilização de verbas federais na suposta prática delitiva, como devidamente fundamentado nas respectivas decisões, mantidas pelo Egrégio TRF no ponto", explicou o juiz federal. 

Com a denúncia já realizada pelo MPF, caberá ao Ministério Público do Estado de Pernambuco (MPPE) e à Justiça Estadual ratificar ou não a denúncia, para dar continuidade ao processo criminal. 

A justificativa do juiz federal para dividir as investigações usou do relatório do TCE-PE apresentado pelo conselheiro Carlos Neves este ano, na auditoria da Operação Apneia julgada no TCE-PE. 

"A Auditoria do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco concluiu que a Conta Bancária 105836-3 não se encontra no rol daquelas destinadas ao recebimento dos recursos repassados pelo Fundo Nacional de Saúde, na modalidade Fundo a Fundo, ou

para qualquer outra aplicação específica de verbas federais (convênios, acordo, ajustes e outros instrumentos congêneres)", explicou o juiz federal, na decisão. 

O conselheiro Carlos Neves, antes de ingressar no TCE-PE, foi advogado do PSB e do próprio ex-prefeito Geraldo Júlio.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Serra Talhada 2021

16/06


2021

CPI da Covid ouve ex-governador do Rio

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid volta a se reunir, hoje, a fim de ouvir o depoimento do ex-governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel (PSC), eleito em 2018 e cassado em abril deste ano.

Na mesma reunião, os senadores devem analisar a retirada de sigilo de documentos recebidos e também podem votar novas convocações e quebras de sigilos.

Ontem, o ministro Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu a Witzel o direito de não comparecer à comissão, mas o ex-governador afirmou que participará da reunião desta quarta-feira.

Witzel também obteve, junto ao ministro do STF, a possibilidade de ficar em silêncio; de falar sem assumir o compromisso de dizer a verdade; e de ser acompanhado na comissão por um advogado.

O ex-governador é réu em processo que apura corrupção e lavagem de dinheiro. O caso tramita no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Witzel foi denunciado pelo Ministério Público Federal na operação Tris in Idem, desdobramento da Lava Jato no Rio, que apontou corrupção na saúde do estado.

A suspeita é de que o ex-juiz tenha recebido, por intermédio do escritório de advocacia da mulher, Helena Witzel, pelo menos R$ 554,2 mil em propina.

O ex-governador nega que tenha cometido irregularidades e diz ser alvo de perseguição política. Ele diz ter sido cassado porque combateu a corrupção no estado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
Publicidade

TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores