Jaboatão

30/04


2021

Em Escada, portal da transparência segue fora do ar

A prefeita de Escada, Mary Gouveia (PL), assumiu a administração em 1º de janeiro deste ano. Contudo, a cidade segue com o portal da transparência fora do ar, sob a justificativa de que está "em manutenção". Já houve tempo hábil para ajustar as informações.

Moradores de Escada também entraram em contato com o Blog para reclamar da falta de transparência com os gastos públicos. Um deles, em reserva, afirmou que a prefeita "empregou a família toda". "Há mais de 30 parentes (na Prefeitura)", disparou.  


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

PREF DE OLINDA DESAFIOS DA PANDEMIA 21

30/04


2021

Editorial analisa caso dos respiradores na CPI da Covid

No Frente a Frente de hoje, programa que ancoro pela Rede Nordeste de Rádio, o meu editorial foi sobre o caso dos respiradores de porcos que será investigado pela CPI da Covid-19. Vale a pena conferir!

O Frente a Frente tem como cabeça de rede a Rádio Hits 103,1 FM, em Jaboatão dos Guararapes.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Ipojuca 2021

30/04


2021

Coqueiro cai e atinge veículos em Boa Viagem

Um coqueiro caiu e atingiu dois carros estacionados nas imediações do Segundo Jardim, em Boa Viagem, Zona Sul do Recife, na noite de hoje. Há pouco, algumas imagens do incidente foram enviadas ao Blog, causando sérios danos aos veículos. Ninguém ficou ferido.

A situação rapidamente atraiu a atenção de transeuntes e clientes de um bar próximo ao local. Guardas municipais e uma equipe de limpeza da Emlurb estão presentes na área.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Petrolina abril 2021

30/04


2021

Lira critica gasto mínimo com educação no Orçamento 2021

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), critico, hoje, cortes feitos no Orçamento e também a obrigatoriedade de haver gastos mínimos em educação e saúde. Ele citou como exemplos reduções de recursos para o Censo 2021 e o programa Minha Casa Minha Vida.

Lira falou em transmissão ao vivo da Associação Brasileira de Criadores de Zebu. O presidente da associação, Rivaldo Machado Borges Jr., classificou Lira como “um dos maiores criadores de nelore [raça de boi] do Brasil”.

Lira afirmou que, na próxima terça-feira, deve ser votado um projeto pelo Congresso Nacional para “readequação de alguns cortes inadequados”. “Cortar programa Minha Casa Minha Vida, cortar dinheiro para pesquisa de vacina, cortar dinheiro para Censo, cortar dinheiro para agricultura, cortar dinheiro para alguns serviços essenciais…”, citou Arthur Lira.

O Congresso reduziu os recursos destinados ao Censo de 2021, que deveria ser realizado pelo IBGE, de R$ 2 bilhões para R$ 71 milhões. O governo confirmou em 23 de abril que a pesquisa não seria realizada neste ano, por falta de recursos.

O governo do Maranhão, comandado por Flávio Dino (PCdoB), foi ao STF (Supremo Tribunal Federal) e o ministro Marco Aurélio Mello determinou que o levantamento seja realizado. O Censo já está atrasado: deveria ter sido realizado em 2020.

A pesquisa é importante para o Estado brasileiro porque suas informações, com dados sobre a população brasileira, são usadas para formular políticas públicas. O presidente da Câmara também criticou a existência do piso de gastos para Saúde e Educação, o chamado mínimo constitucional.

A Carta Magna determina, no artigo 212, que a União aplique ao menos 18% da arrecadação com impostos em educação e 15% da receita corrente líquida em saúde. Também há mínimos para Estados e municípios.

Lira citou o fato de as escolas estarem fechadas por causa da pandemia. “Um prefeito, governador, governo federal ter que gastar o mínimo constitucional, inventar despesas para cumprir esse mínimo é um absurdo”, declarou o presidente da Câmara.

O Orçamento de 2021 foi aprovado e sancionado com o ano já em andamento. Também motivou uma disputa entre o Congresso e a equipe do ministro Paulo Guedes, que julgava a peça aprovada como inexequível. A sanção só veio depois de acerto entre Legislativo e Executivo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


30/04


2021

Faustão assina com a Band após 34 anos

O apresentador Fausto Silva, 70 anos, assinará, na próxima semana, um contrato com a Band com vigência a partir de janeiro de 2022. Em nota, o Grupo Bandeirantes afirma que o retorno do apresentador é “um sonho antigo”.

A nota ainda diz que, “uma vez tudo confirmado na semana que vem, seu retorno à emissora será motivo de enorme alegria entre todos e reforça a estratégia da Band”.

Faustão ficará na Rede Globo até o fim deste ano, depois de 33 anos trabalhando na emissora. A decisão de não renovar o contrato com o grupo foi do apresentador, segundo informação divulgada pela empresa em janeiro.

Segundo a revista Veja, Fausto Silva foi convidado pela Globo para comandar um novo programa veiculado toda 5ª feira, mas ele negou. Caso aceitasse, o salário dele diminuiria. A proposta vai ao encontro com a nova política de redução de gastos da empresa.

Fausto Silva estreou na Band em 1986 com o programa “Perdidos na Noite”, que já havia sido exibido pela Gazeta e Record, e depois comandou o “Safenados e Safadinhos”. Na emissora, o apresentador ganhou projeção nacional e em 1988 deixou a empresa para assumir o “Domingão do Faustão”.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ALEPE

30/04


2021

Justiça de SP diverge do TCE em respiradores de porcos

EXCLUSIVO

Além da CPI da Covid-19 no Senado, que requisitou a investigação, e da Polícia Federal (PF), que publicou hoje uma dura nota oficial, mais um órgão relevante está divergindo do TCE, na tentativa de transformar a compra dos respiradores de porcos em regular, a chamada Operação Apneia.

A pedido da Prefeitura de Hortolância, a Justiça de São Paulo julgou procedente um pedido contra a empresa dos parentes da empresária Juvanete Barreto Freire, para anular a compra dos respiradores testados em porcos. Em Hortolândia, um laudo técnico comprovou que os respiradores eram imprestáveis, impróprios para seres humanos.

A Justiça de São Paulo, através da 2ª Vara Judicial de Hortolândia, já determinou o bloqueio de bens da mesma empresa que fabricou os respiradores de porcos comprados pela Prefeitura do Recife.

"Destaque-se a gravidade dos fatos narrados na inicial: os aparelhos adquiridos da ré não desempenham satisfatoriamente a função a que se prestam para o tratamento de pacientes com COVID-19. Ora, em tempos de crise sanitária, o valor investido pelo autor em equipamentos médicos é ainda mais necessário ao enfrentamento da pandemia, e não pode ser perdido", sentenciou o juiz de Direito Fábio Alves da Motta, de São Paulo.

As informações da Justiça de São Paulo já estão no inquérito da Polícia Federal (PF) encerrado ontem e divulgado em nota oficial hoje. Segundo fonte policial, ficou clara a diferença de postura da Justiça de São Paulo e da Prefeitura de Hortolândia, comparadas com o TCE de Pernambuco e a Prefeitura do Recife.

Segundo a fonte, a Prefeitura do Recife facilitou o desfazimento "amigável" do contrato e ainda devolveu os respiradores, que seriam a principal prova dos crimes cometidos. O TCE de Pernambuco ainda disse que era tudo regular, em voto do conselheiro Carlos Neves.

Já a Prefeitura de Hortolândia, ao contrário, denunciou a empresa antes de qualquer outro órgão investigador e ainda conseguiu o bloqueio dos bens da empresa. A Justiça de São Paulo, além de considerar a conduta da empresa irregular, ainda determinou o bloqueio de bens, qualificando os fatos como gravíssimos. O juiz de São Paulo ainda determinou que o processo tivesse "Tramitação prioritária".


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Bandeirantes 2021

30/04


2021

Tribunal forma maioria para aprovar impeachment de Witzel

O Tribunal Especial Misto, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, formou maioria, hoje, para aprovar o impeachment do governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC). Até o momento, já são 7 votos favoráveis para retirá-lo do cargo. Caso ninguém mude de posição até o fim do julgamento, ele será afastado definitivamente.

Com a aprovação, o vice-governador Claudio Castro (PSC) ficará no comando do Estado do Rio de Janeiro de forma definitiva. O deputado estadual Waldeck Carneiro (PT), relator do processo de impeachment, foi o 1º a votar e afirmou que o governador deveria ser afastado do cargo.

O deputado estadual afirmou que o processo deixa claro que houve irregularidades na área da Saúde durante a pandemia de covid-19. Em um longo voto, Carneiro fez um panorama sobre as ações do governo durante a pandemia. Carneiro afirmou ainda que houve falhas no enfrentamento à covid-19 em diversas ocasiões.

Ele citou ainda a requalificação da organização social Unir Saúde para prestar serviços pelo governador. Em delação premiada, Edmar afirmou que a requalificação foi assinada por interesses de grupos políticos e econômicos com influência no governo.

Mas o ponto mais importante no voto do relator foi a contratação da organização social Iabas (Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde). De acordo com Carneiro, Witzel praticou improbidade administrativa neste contrato. A Iabas deveria ter entregue 8 unidades de saúde para pacientes de covid-19, mas apenas duas foram inauguradas.

Para ele, o governador se omitiu de forma intencional sobre a contratação do instituto para permitir o desvio de verbas. Ainda segundo o deputado, o processo prova que a omissão foi calculada para que Witzel pudesse afirmar não ter conhecimento dos fatos, ainda que essa fosse sua responsabilidade como governador do Rio de Janeiro.

“Não resta outra conclusão possível que não seja a nítida configuração de flagrante, irresponsável e criminosa omissão do réu que depõe gravemente sobre a probidade de sua atuação como governador do Estado do Rio de Janeiro“, afirmou Carneiro.

Na avaliação dele, Witzel tem direta responsabilidade sobre as mortes de covid-19 no Rio de Janeiro. Carneiro considerou o governador culpado de irregularidades relacionadas às organizações sociais Unir Saúde e Iabas.

Outros 6 integrantes do tribunal seguiram o entendimento do relator: desembargador José Carlos Maldonado, deputado Carlos Macedo (Republicanos), desembargador Fernando Foch, deputado Chico Machado (PSD), desembargadora Teresa Castro Neves e deputado Alexandre Freitas (Novo).

Freitas, no entanto, divergiu da condenação no caso da Iabas. Para o deputado, Witzel tem culpa apenas no caso da Unir Saúde. Mais cedo, todos os deputados e desembargadores do TEM também seguiram o voto de Carneiro e negaram a anulação do processo de impeachment.

Os advogados de Witzel afirmavam que não tiveram acesso a 28 novos documentos anexados da delação premiada do ex-secretário estadual de Saúde, Edmar Santos, que foram base da ação. Também diziam que não havia provas periciais suficientes e que não tiveram direito a ampla defesa.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Serra Talhada 2021

30/04


2021

PF: respiradores de porcos usados em seres humanos

EXCLUSIVO

Os aliados do ex-prefeito Geraldo Júlio (PSB) sempre fizeram a defesa veemente da empresa que vendeu os respiradores de porcos para a Prefeitura do Recife em 2020. A gestão de Geraldo atestou várias vezes que a empresa vendia os respiradores em todo o país, mas a utilização só aconteceria após a certificação na ANVISA.

Através de fonte na Polícia Federal (PF), o Blog teve acesso a documento que comprova que isto era mentira. A empresa vendeu 20 respiradores em Hortolândia, interior de São Paulo, sem fazer nenhuma ressalva, permitindo que fossem usados em seres humanos antes da aprovação da ANVISA.

Os médicos do hospital de Hortolândia quase que imediatamente perceberam que os respiradores não estavam funcionando, gerando risco de morte para os pacientes, que foram imediatamente retirados dos respiradores de porcos.

Em Hortolândia, segundo o inquérito, foi feita uma perícia que constatou que os respiradores eram defeituosos, impróprios para seres humanos.

Ainda restam na Polícia Federal muitas suspeitas sobre os eventuais motivos porque a gestão de Geraldo Júlio defendia esta empresa com tanta veemência, publicando até mesmo notas oficiais em defesa da empresa. A gestão anterior, segundo a fonte, chegou a mobilizar advogados para ajudar a empresa a se defender. Segundo a fonte, estes novos fatos devem ficar para um novo procedimento.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Anuncie Aqui - Blog do Magno

30/04


2021

Ricardo Teobaldo entrega ônibus escolares em Ipojuca

A sexta-feira foi de entregas no município de Ipojuca, Litoral Sul do estado. Ao lado da prefeita Célia Sales, o deputado federal Ricardo Teobaldo entregou 9 novos ônibus escolares ao município. Os veículos são provenientes de emenda parlamentar do deputado e fazem parte do programa Caminhos da Escola.

Na ocasião da entrega, na Vila do Estaleiro, Teobaldo anunciou recursos para a construção de uma escola no valor de R$ 4,6 milhões na comunidade, cuja ordem de serviço será dada em breve. Também participaram da entrega a vice-prefeita Patrícia de Leno, vereadores e secretários municipais.

Para Ricardo Teobaldo os novos ônibus vão garantir um grande reforço para o município. "São 9 ônibus que chegam para somar a frota de veículos do município. Em Brasília temos trabalhado bastante na atração de recursos. Na Assembleia o deputado Romero Filho também tem contribuído muito. É um esforço conjunto para o crescimento de Ipojuca", destacou.

Para a prefeita Célia Sales os novos veículos chegam num excelente momento para a rede municipal de ensino. "Esse é um grande reforço para Ipojuca. Garantir um transporte de qualidade para nossos alunos também faz parte do nosso objetivo de promover uma educação de qualidade no município", pontuou Célia.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Essa Célia e igual a Dilma Jumenta.



30/04


2021

Articulata: TRF5 suspende oitiva de sobrinha de acusado

EXCLUSIVO

Em sentença proferida em 22 de março deste ano, o desembargador federal Francisco Roberto Machado, do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), suspendeu o depoimento da universitária Isabela Thièbaut Pontes. A decisão foi dada um dia antes do interrogatório marcado para ocorrer na Polícia Federal dentro da operação Articulata.

Ela é sobrinha do chefe do Gabinete de Projetos Estratégicos do Governo de Pernambuco, Renato Xavier Thièbaut, um dos investigados pela PF na ação que apura um esquema milionário de corrupção ao direcionar licitações na compra emergencial de materiais médicos para o combate à pandemia do novo coronavírus.

Fruto de desdobramento da operação Casa de Papel, datada de 16 de junho de 2020, a operação Articulata foi deflagrada no último dia 10 de dezembro. Além de Renato Thièbaut – homem de confiança das gestões do PSB no Estado nos últimos anos –, o Ministério Público Federal acusa os empresários Sebastião Figueiroa de Siqueira, apontado como chefe da organização criminosa, Luciano Cyreno Ferraz e Renata da Silva Santos Beltrão.

Para a Polícia Federal, o depoimento de Isabela Thièbaut é essencial para o andamento das investigações. No entando, o desembargador federal Francisco Machado usou como justificativa um laudo psiquiátrico apresentado por Isabela para suspender sua oitiva.

“No caso, do atento exame dos autos, se identifica, a partir da leitura do conteúdo do atestado médico firmado por profissional especializada (psiquiatra) que a ora peticionante passa por situação assaz delicada, apresentando, nos termos do atestado médico subscrito: ‘quadro emocional bastante sensível, não suportando situações de stress mínimos. Humor vacilante, crises de pânico, fobia social, ansiedade e angústia facilmente desencadeadas’, constando do mencionado laudo médico que ela ‘não apresenta condições emocionais para submeter-se a processo interrogativo’”, disse o magistrado.

Ainda segundo a sentença (confira na íntegra), a profissional especializada responsável por emitir o atestado acompanha a jovem “há cerca de seis anos”. Publicações na rede social da depoente, contudo, apontam em direção contrária à fobia social ressaltada no laudo.

PEDIDOS DE PRISÃO – No último dia 19 de fevereiro, o procurador regional da República Joaquim José de Barros Dias apresentou recurso à Primeira Turma do TRF5 pedindo a prisão preventiva de Sebastião Figueiroa e de Waldemir Silva de Oliveira, acusados no âmbito da operação Casa de Papel.

O Blog segue à disposição para que os citados se pronunciem, caso queiram.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha