Jaboatão

12/10


2006

Alckmin está no Recife e deu entrevista à Rádio Melodia

O candidato do PSDB ao Planalto, Geraldo Alckmin, chegou de última hora no Recife e está, neste momento, tomando um café com o seu vice, senador José Jorge(PFL-PE), e o senador Sérgio Guerra, coordenador da sua campanha, no hotel Atlante Plaza. Daqui a pouco, postarei a entrevista que ele deu ao repórter Adriano Roberto, da Rádio Melodia.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Mariana

MAGNO ONDE ESTIVER A NOTÍCIA VAI COM ELE.


Olinda

12/10


2006

Eduardo alerta para que militância evite o já ganhou

O candidato do PSB a governador de Pernambuco, Eduardo Campos, fez, há pouco, um alerta à militância socialista, para que evite o clima do já ganhou na campanha, em razão da pesquisa do Ibope/Rede Globo, em que ele aparece 20 pontos na frente do governador e candidato à reeleição, Mendonça Filho (PFL).

"No primeiro turno, eu já estive 22 pontos atrás de Mendonça. E dizia que eleição só se decide nas urnas. Vamos evitar o já ganhou, o sapato alto", disse Eduardo, há pouco, em entrevista, ao final da reunião da executiva nacional do PSB, no Praia Hotel, no Pina, em Recife.

O encontro do PSB atraiu 10 deputados federais, entre eles a deputada reeleita por São Paulo, Luiz Erundina. A estrela do encontro, entretanto, foi o ex-ministro da Integração, Ciro Gomes, o deputado federal mais votado do Ceará, com cerca de 600 mil votos.

Quem também deu uma passadinha no encontro foi o senador Romero Jucá, ex-líder do Governo Lula no Senado. A reunião prossegue e foi motivada para fazer um balanço do resultado das eleições no primeiro turno e traçar a estratégia para o segundo turno onde o partido tem candidatos na disputa para os governos estaduais, como é o caso de Pernambuco.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Mariana

esse dudu é uma fraude ele não me engana com seus belos olhos

boca a boca, Tribuna 40, comícios relâmpagos, adesivar os carros e colocar bandeiras, nas roupas, sempre Lula é Eduardo e Eduardo é Lula, para não somente mudar a história desse estado e continuar mudando a do país, mais, votar pelo novo modelo que temos a apresentar por um estado mais justo e socia

Vamos evitar o já ganhou mesmo, até porque não tem nada ganho, pesquisa, indica uma fotografia momentânea do pleito, sabemos que estamos fazendo todo o esforço para ganharmos estas eleições e bem, todavia vamos continuar na luta diária por mais votos, todo dia até 29/10/2006, fazendo porta a porta,

Eduardo Peres Ramos da Silva

Essa turminha do candidato Sombra continua usando do expediente do chefão papa-miss. Sem argumentos políticos, até porque, são vazios, vomitam ódio e mentiras, enquanto Eduardo e Lula estão com campanhas propositivas e afinadas com o povo. É LULA E EDUARDO!!!

Armando

EH PAZ, AMOR E VITORIA... EDUARDO CAMPOS 69 X 31 mundicinha. A LAPADA SEGUE EM FRENTE...


Ipojuca 2021

12/10


2006

Lula desapropria Usina Catende

O presidente Lula assina, amanhã, ao meio dia, ato desapropriando a Usina Catende. O candidato do PSB a governador de Pernambuco, Eduardo Campos, confirmou, há pouco, ao blog, que estará presente à solenidade, no Palácio do Planalto. A desapropriação representa o fim da longa intervenção judicial na usina, que gera cerca de cinco mil empregos no Estado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

CABO

12/10


2006

Hoje não tem Debate Político na Rádio Melodia

 Em razão do feriado nacional, não apresentarei, hoje, o meu programa Debate Político, na Rádio Melodia 106.9 FM, Recife, que vai ao ar de segunda à sexta-feira, das 18 às 19 horas. Volto amanhã.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Mariana

Mais um furo .



12/10


2006

Questão fiscal é ferida no Governo Lula, diz Alckmin

 O candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin, reagiu nesta quinta-feira às declarações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e disse que a questão fiscal é a "ferida" do governo do PT. Segundo o tucano, é fundamental um ajuste nos gastos do governo para fazer o País crescer.

"É óbvio que a questão fiscal é pôr o dedo na ferida. O Brasil tem um problema fiscal, que está no centro da questão do crescimento (econômico)", disse o tucano. "Se ficarmos rodeando e não enfrentarmos o problema, vamos crescer só 2% enquanto os outros (países) vão crescer 7%."

Lula disse, em entrevista ao jornal O Globo publicada hoje, que o País pode crescer sem que, para isso, sejam necessários cortes de despesas, como propõe seu adversário. Na entrevista ao jornal, Lula previu um ciclo de crescimento econômico de pelo menos 5%ao ano nos próximos cinco anos.

Alckmin, que assistiu hoje à missa na Basílica de Aparecida, fez questão de ressaltar que sua opinião é bem diferente da do presidente-candidato. "Em relação à questão fiscal, eu penso diferente do presidente Lula e é bom que seja assim."

O candidato acusou o governo Lula de gastar mal porque, entre outras coisas, superfatura obras e compras. "O governo gasta muito e mal. 34 ministérios, uma quantidade infinita de cargos em comissão, custeio elevado e superfaturamento de obras e compras", disse. E concluiu: "O País não vai crescer como tem que crescer se continuar com uma carga tributária de 38% do PIB."

Alckmin voltou a explorar os casos de corrupção envolvendo petistas e integrantes do governo Lula. "Nós temos diferenças, Diferença ética, por exemplo. Eu não sou tolerante com a corrupção", ironizou. As informações são da Agência Estado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

milton tenorio pinto junior

.......suspeito de liberar verbas para o TRT Paulista e Super faturamento no Serpro!Rombo na Sudam! Os desvios na Sudene(FINOR),muitos dos ricos de PE. se beneficiaram.!E o Apagão? É preciso Recordar!!!!!!!

milton tenorio pinto junior

Roberto,e quem lembra da farra do Proer! Propina nas Privatizações:Telébras e Vale do Rio Doce! E os Grampos telefônicos no BNDES:Mendonça de Barros(Ministro das Comunicaçôes do PSDB-FHC).Os ralos do DNER!O caso Marka/Fonte Cindam! Eduardo Jorge(Ex-Secretário da Presidência)........................

roberto lima

O termo a"ajuste fiscal" é um eufemismo para dizer que vai pagar a conta do governo é o povo. Daí ele cair nas pesquisas. O povo pode não ser instruído mas não é bobo. Como no governo de fhc, as prioridades são:fmi, contas publicas, banqueiros, etc etc so lá no fim da lista vem o povo.


Petrolina abril 2021

12/10


2006

Debate entre Lula e Alckmin no SBT será na quinta-feira

 O SBT vai fazer no próximo dia 19 um debate entre os candidatos à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Geraldo Alckmin (PSDB). Segundo a emissora de Sílvio Santos, o debate será transmitido entre 21h e 22h30.

De acordo com o SBT, representantes das campanhas de Lula e de Alckmin estiveram reunidos ontem com a direção de jornalismo da emissora para discutir sobre a estrutura e os detalhes do evento. O debate do SBT será apresentado pela jornalista Ana Paula Padrão.

Alckmin e Lula se enfrentaram pela primeira na campanha eleitoral no último domingo em um debate promovido pela TV Bandeirantes. A TV Gazeta também tem programado um debate entre os presidenciáveis para o próximo dia 17.

Além do SBT e da TV Gazeta, as emissoras Record e Globo também já tem agendados seus debates entre os candidatos que disputam o segundo turno das eleições. A Globo deve fazer o programa dois dias antes das eleições, que ocorrem no dia 29.

Lula e Alckmin também serão entrevistados pela Folha de S. Paulo nos dia 18 e 19, respectivamente, e pela rádio CBN. A emissora deve entrevistar Alckmin no dia 20 e ainda deverá marcar a data da entrevista com Lula. As informações são da Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Eduardo Peres Ramos da Silva

Deveriam ser apenas 2 debates, um no início e um no final da campanha, transmitido em rede nacional de Rádio e Televisão. Debates em todos os canais banaliza e desgasta evento tã importante. Que haja legislação para as próximas eleições majoritárias.

Mariana

Eu tenho abuso desse bajulador chamado Ciro Gomes


Bandeirantes 2021

12/10


2006

TRE marca diplomação de eleitos para 19 de dezembro

 O presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco, desembargador Eloy d''Almeida Lins, marcou para o dia 19 de dezembro de 2006, a diplomação dos eleitos nos 1º e 2º turnos das eleições gerais de 2006. A solenidade, que ocorrerá na tarde do dia 19, no Teatro Guararapes, no Centro de Convenções de Pernambuco, será presidida pelo próprio desembargador e contará com a presença de todos os membros daquela corte.
 
Vão receber o diploma de eleito 49 deputados estaduais, 25 deputados federais, um senador e  seus dois suplentes, o governador e vice eleitos. A diplomação é a última etapa do processo eleitoral, antes da posse. Para que sejam diplomados, os eleitos têm que ter prestado contas junto ao TRE até trinta dias após a eleição. No caso dos eleitos no primeiro turno, esse prazo termina no próximo dia 31.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Serra Talhada 2021

12/10


2006

Suplicy constrange Alckmin em Aparecida-SP

 O candidato da coligação PSDB-PFL à Presidência da República, Geraldo Alckmin, passou por constrangimentos nesta quinta-feira em Aparecida, interior de São Paulo, após uma missa na basílica. O tucano foi cobrado publicamente pelo senador Eduardo Suplicy (PT) a ter mais respeito nos debates com o presidente-candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

 

A crítica ocorreu durante a entrevista em que os dois dividiram a mesma mesa para atender os repórteres. “Espero que no próximo debate ambos possam estar como dois irmãos diante de sua mãe, procurando ver bem que é importante que sejam assertivos, dizendo as coisas que pensam, mas procurando sempre tratar o outro com respeito, o respeito que o povo tem  para com a aquele que  vai escolher como o seu presidente”, disse o petista.

 

Para aumentar o desconforto, Suplicy corrigiu Alckmin sobre declarações dadas no debate da TV Bandeirantes domingo passado sobre o programa social Bolsa Família. “Eu queria pedir ao governador Alckmin para ler com muita atenção a lei 2.836. Diferentemente do que ele disse no debate, existe sim contrapartida” afirmou o senador. No domingo o tucano acusou o governo Lula  de enfraquecer as contrapartidas exigidas de quem recebe a ajuda para capitalizar eleitoralmente. Alckmin, que tem dito que vai manter o estilo mais agressivo nesta reta final de campanha, evitou polemizar com o senador. “Hoje é dia de Nossa Senhora e Nossa Senhora é amor”, desconversou.

 

Suplicy negou que tivesse passado um pito no tucano. “Foi uma palavra de respeito”. E fez um apelo aos dois candidatos. “O meu pedido é que tenha um debate esclarecedor em que cada um possa trazer para o povo a melhor luz”. Em seguida, cutucou novamente o tucano.

“Fui testemunha de como o presidente Lula e o governador Alckmin tiveram tantas conversas construtivas e em defesa do interesse público. Torço para que isso aconteça no próximo debate, algo que ambos não fizeram, em especial o ex-governador.”

 

Alckmin assistiu à missa em homenagem a Nossa Senhora Aparecida ao lado da sua mulher, dona Lu, o governador Cláudio Lembo e o prefeito Gilberto Kassab. Na entrada e na saída, foi aplaudido pelos fiéis que lotaram a basílica e recebeu cartas de apoio. Informações do CorreioWeb.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Anuncie Aqui - Blog do Magno

12/10


2006

Freire diz que governador adesista sujou biografia

 O presidente do PPS, Roberto Freire, divulgou nota, há pouco, repudiando o apoio declarado ontem pelo governador reeleito do Mato Grosso, Blairo Maggi, à candidatura à reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O PPS apóia a candidatura à Presidência de Geraldo Alckmin (PSDB).

Na nota, Freire diz que Maggi jogou sua biografia "fora" ao trocar de lado por "espúrias razões eleitorais".

Freire também criticou o fato do apoio de Maggi ter ocorrido logo depois de Lula ter se comprometido a implantar uma série de medidas no setor agrícola que beneficiam diretamente o Estado do Mato Grosso. A principal medida é a liberação de R$ 3 bilhões para a renegociação de dívidas agrícolas, das quais o Mato Grosso deve receber cerca de R$ 1 bilhão.

Ontem, Maggi disse que iria enviar duas cartas ao PPS: uma sugerindo uma licença temporária, e outra pedindo seu afastamento --caso o partido não aceitasse a primeira.

Hoje, Freire afirmou que o governador não deve se dar ao trabalho de enviar as cartas. "O PPS dispensa a carta pedindo licenciamento, oferecida por Blairo, e pede que ele não gaste dinheiro com o envio dela pelo Correio. Mande apenas aquela em que solicita sua desfiliação da nossa legenda."

Veja abaixo a íntegra da nota do presidente do PPS:

"O PPS lamenta que o governador reeleito Blairo Maggi, que teve uma relação decente até esta eleição com o partido e que conta com uma boa avaliação em Mato Grosso, tenha jogado fora sua biografia ao trocar de lado por espúrias razões eleitorais --por meio de mecanismos típicos do partido ao qual aderiu, o PT.

Blairo, que na pré-campanha se declarara publicamente eleitor de Geraldo Alckmin e se mantivera neutro no primeiro turno, abandonou suas convicções após receber proposta de repasse de dinheiro do governo, atitude que repudiamos.

O PPS dispensa a carta pedindo licenciamento, oferecida por Blairo, e pede que ele não gaste dinheiro com o envio dela pelo Correio. Mande apenas aquela em que solicita sua desfiliação da nossa legenda." As informações são da Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

senado e nossa articulação de esquerda não foi inteligente, para fechar com um único candidato, que se assim fizéssemos, certamente tiraríamos Jarbas da política pernambucana nesses 2 próximos anos. Faça uma pesquisa sobre o Blairo, e constate se o apoio que ele está dando ao Lula, não é coerente.

pelas brigas incansáveis para atingir um socialismo real e contemplador da maioria, hoje assistimos Á sua decadência comprovada, ao ponto de temer uma eleição, sendo suplente de senador, porque sabia que o fazedor de estradas (Jarbas) provalvelmente estaria eleito, por não ter segundo turno para

Caro Ex Deputado, após 2006, Roiberto Freire, quem efetivamente jogou não só a biografia, mas a vida real política toda na lama, foi o senhor. Nós pernambucanos um dia, tivemos orgulho das suas ações políticas, por esse estado e país, nas lutas estruturadoras, pelo resgate democrático de nossa gent

Ivan Câmara de Andrade

Esse político falido e em fim de carreira deveria se tocar e pedir a expulsão do Ivo Cassol (PPS) Rondônia.

milton tenorio pinto junior

Roberto Freire já pulou tanto de lado! Não tem moral para falar de ninguem.Sempre foi um oportunista.Não é a toa que é suplente de Senador do Jarbas,pois não consegue se eleger a mais nada!!


Blog do Magno 15 Milhões de Acessos 2

12/10


2006

Problemas técnicos

Estivemos fora do ar por problemas técnicos nos últimos 30 minutos com o nosso provedor. Desculpe os transtornos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha