Jaboatão dos Guararapes

16/09


2021

À espera de um milagre

Por Claudemir Gomes

A travessia pandêmica efetivou a presença do cinema em nossas casas. Nunca o slogan difundido pelo visionário, Luiz Severiano Ribeiro, esteve tão atual: "Cinema é a maior diversão". O cardápio de filmes novos, e séries, atende a todos os gostos. Rever "velhos" títulos que provocaram encantamentos faz parte desta rotina que nos arremete a horas de poltrona.

A ao rever – "À espera de um milagre" – cuja atuação brilhante do "gigante", Michael Clarke Duncan, o levou a indicação do Oscar, foi inevitável não transportar o título para o atual cenário do futebol pernambucano.

Os grandes clubes recifenses – Sport, Náutico e Santa Cruz – que em outras épocas desempenharam, de forma elogiável, papeis reservados aos protagonistas em cenários nacional e regional do futebol brasileiro, hoje são vistos como meros coadjuvantes e figurantes.

Como disse Tom Hanks, em – "O resgate do soldado Ryan" – outro título cuja mensagem nos leva a uma boa reflexão: "Faça por onde merecer".

Com todo o respeito a mais pura das criaturas, o torcedor, cuja paixão o deixa cego, o futebol pernambucano, por tudo o que tem plantado na última década, fez por onde merecer este triste flagelo.

O presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Evandro Carvalho, que chegou a entidade na década de 80, do século passado, junto com Fred Oliveira, tem grandes serviços prestados ao futebol pernambucano na condição de vice-presidente jurídico da FPF. Quando assumiu o cargo de presidente, por conta da morte de Carlos Alberto Oliveira, teve sua incompetência como gestor traduzida através do encolhimento do futebol estadual. Hoje, prega a criação da Série E nacional, projeto que foi elaborado e enviado para a CBF por José Joaquim Pinto de Azevedo, quando esteve na Federação junto com Carlos Alberto Oliveira.

Os clubes esqueceram a condição maior de formador.

Como bem ressaltou o ex-jogador Grafitte, na edição desta quinta-feira, do Jornal do Commercio, pessoas, "sem conhecerem do futebol", foram guindadas ao cargo de presidente, e a resultante é o acumulo de equívocos que levaram as agremiações centenárias a um estado de pré falência.

Bons advogados e péssimos gestores! Eis um mantra bom para o desencadeamento das crises de Sport, Santa Cruz e FPF.

E o Governo do Estado? A pergunta que não quer calar por aqueles que ficaram órfãos dos programas "Todos com a Nota" e "Futebol Solidário".

Os programas foram desvirtuados pelo viés político. Ao longo dos anos foi transformado num grande guarda-chuva que abrigou gato-sapato. Por fim, a conta não fechava, o Governo acabou o programa e os clubes foram "prejudicados". Ninguém foi criativo o suficiente para apresentar uma proposta nova, que viesse ajudar as agremiações de forma efetiva. Afinal, o Governo já carrega um grande fardo que é a manutenção de uma Arena sem uso.

Á espera de um milagre é uma história comovente, emocionante, mas com um final triste porque o milagre não chega a acontecer.

Oxalá no futebol o final seja menos melancólico. O que nos parece pouco provável.

Sigamos ouvindo a narrativa dos "Rolandos Leros". Afinal, como estão acostumados os apaixonados torcedores: "Me engana que eu gosto!".


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Cabo Agosto 2021

16/09


2021

Miguel inaugura escola de formação permanente

"A Escola do Saber vai inaugurar esperança na vida dos educadores". Com essa fala, o prefeito Miguel Coelho definiu um pouco do que representa o novo centro de formação dos trabalhadores da educação. O equipamento destinado à formação continuada de professores, secretários e outros profissionais foi inaugurado, hoje, em um evento acompanhado pelas equipes da Secretaria de Educação.

Localizada no bairro da Vila Mocó, a Escola do Saber foi idealizada para propiciar novos conhecimentos aos educadores em um espaço confortável e amplo. A estrutura entregue pelo prefeito Miguel Coelho conta com dois auditórios, salas de formação, administração, para reunião e estação de estudo. Todos esses ambientes são climatizados e informatizados.

O centro de capacitação vai oferecer desde cursos de aperfeiçoamento a formações continuadas; seminários, palestras, conferências e rodas de conversa o ano inteiro. A Escola do Saber era uma das prioridades do programa de governo do prefeito Miguel Coelho para qualificar os educadores. Recentemente, o gestor também anunciou o pagamento de um auxílio no valor de até R$ 8 mil para os profissionais da educação adquirirem computadores, tablets e celulares.

No ato de inauguração da Escola do Saber, Miguel Coelho assegurou que a educação é compromisso máximo da gestão e que novas ações serão promovidas para recuperar o tempo perdido por conta da pandemia. "Estamos dando as condições para os professores e demais educadores trabalharem com qualidade e motivação. Vamos inaugurar creches, escolas e novos equipamentos. Educação é uma prioridade nossa todos os dias e agora é mais do que necessário dobrar os esforços para permitir a todas as crianças de Petrolina um futuro brilhante", assinalou o prefeito.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Petrolina Julho 2

16/09


2021

Avaliação do governo fica estável após 7 de Setembro

Pesquisa PoderData, realizada nesta semana, mostra que a avaliação da população sobre a imagem do governo federal não mudou depois dos atos pró-Bolsonaro realizados no feriado de 7 de Setembro.

Segundo o levantamento, 62% desaprovam a administração bolsonarista, e 29%, aprovam. Os números eram de 63% e 27%, respectivamente, no estudo realizado 15 dias antes. Como a margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos, não houve variações significativas.

Milhares de pessoas saíram às ruas no Dia da Independência para manifestar apoio ao presidente da República. Em São Paulo e Brasília, locais com as maiores concentrações de manifestantes, Bolsonaro discursou e atacou o ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal).

Com a temperatura alta e a repercussão negativa das declarações, o chefe do Executivo divulgou uma nota 2 dias depois em que afirma nunca ter tido “nenhuma intenção de agredir quaisquer dos Poderes”.

Mesmo depois do recuo e do momento difícil, com alta inflação e resistência na taxa de desemprego, o governo mantém cerca de 1/3 de apoio entre os eleitores. Clique aqui e confira a matéria do portal Poder 360 na íntegra.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

CABO

16/09


2021

CPI ouve diretor de empresa de planos de saúde

A CPI da Covid ouve, hoje, o depoimento de Pedro Benedito Batista Júnior, diretor-executivo da operadora de plano de saúde Prevent Senior.

A empresa, segundo relatos obtidos pela comissão, teria indicado a seus usuários o uso de remédios comprovadamente ineficazes para o tratamento da Covid.

Pedro Benedito Batista Júnior obteve, ontem, no Supremo Tribunal Federal (STF), o direito de não responder a perguntas dos senadores que possam gerar uma autoincriminação do depoente.

Na decisão, o ministro Ricardo Lewandowski também garantiu ao diretor da Prevent Senior o direito de ser auxiliado por advogado e de não sofrer constrangimentos, em especial ameaças de prisão ou de processo, caso queira ficar em silêncio para não se autoincriminar.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


16/09


2021

Senado aprova isenção de gestores por não cumprirem gastos em educação

O Plenário do Senado aprovou, ontem, em primeiro turno de votação, substitutivo à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 13/2021, de autoria do senador Marcos Rogério (DEM-RO). O texto isenta de responsabilidade gestores públicos pela não aplicação de percentuais mínimos de gastos em educação em 2020 e 2021 devido à pandemia. A matéria recebeu 57 votos favoráveis e 17 contrários.

A proposta, que ainda será analisada em segundo turno, teve como relatora a senadora Soraya Thronicke (PSL-MS). O texto aprovado prevê que a compensação financeira dos recursos não investidos em educação em 2020 e 2021 deverá ser feita até 2023.

“Não nos parece razoável punir os gestores com a impossibilidade de celebração de convênios e de operações de crédito junto a bancos, com a perda de assistência da União ou de estados, com processo por crime de responsabilidade, com a perda de cargo e a inelegibilidade pela total impossibilidade de aplicar recursos em escolas que não puderam ser abertas”, argumentou a senadora ao ler seu relatório.

A relatora afirmou que a alteração promovida pelo texto tem caráter transitório, pois, segundo ela, pretende assegurar um tratamento de excepcionalidade à questão e não admite o descumprimento do piso constitucional vinculado à educação.

“O mérito da propositura, contudo, não se restringe à falta de recursos para o investimento em ações de manutenção e desenvolvimento do ensino, mas também à diminuição dos gastos com toda a cadeia de despesas relacionadas à educação. A pandemia e o temor pelas consequências da covid-19 fizeram com que quase a totalidade da rede pública de ensino paralisasse suas atividades, o que dispensou a realização de muitas despesas, como a do programa de transporte escolar. E, além do transporte escolar, houve a diminuição de gastos com a alimentação escolar, cujo custeio cabe 90%, aproximadamente, aos entes subnacionais, e demais despesas de custeio, que vão desde água e luz até papel e tonner de impressoras. Nesse prisma, o gestor, para alcançar o piso de investimento, teria que praticamente “inventar” despesas, o que poderia levar ao desperdício dos recursos públicos”, declarou Soraya.

Após entendimento com as lideranças partidárias, a relatora rejeitou emenda apresentada pelo líder do governo, senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), que buscava conferir maior flexibilidade aos orçamentos públicos, por meio do estabelecimento um mínimo conjunto para as áreas de saúde e educação.  A emenda previa que, em vez dos limites individuais de 25% da receita para a educação e de 15% para a saúde, estados, Distrito Federal e municípios ficam autorizados a cumprir um limite conjunto de 40% para as duas áreas. Os senadores rejeitaram destaque apresentado pelo senador Carlos Portinho (PL-RJ) que previa a aplicação de recursos não aplicados na educação em ações de tecnologia.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Caruaru volta as aulas 2021

16/09


2021

Como agem os infiltrados na Democracia

Por Antonio Magalhães*

Os infiltrados na Democracia estão sendo expostos cada vez mais diante dos acontecimentos políticos nacionais. Aqueles que antes eram democratas da boca para fora estão saindo de suas tocas expondo argumentos frágeis para justificar suas novas atitudes. Falavam em liberdade de expressão e cerceiam agora quem quer exercê-la.

Os infiltrados na Democracia vinham dissimulando suas posições políticas para se dar bem em situações variadas que lhes garantiam bem estar econômico e trânsito por um mundo de irrealidades. E isso está deixando de existir porque as redes sociais, por mais contraditórias que sejam, permitiram a vocalização e a fiscalização de segmentos anteriormente emudecidos pela mídia tradicional, hoje com a credibilidade abalada.

Os infiltrados na Democracia não admitem que o cidadão comum tenha desenvolvido um pensamento crítico capaz de diferenciar entre o que é real e Fake News, entre o que é opinião e fato jornalístico. Para esses infiltrados expostos ao sol significa a perda de espaço de poder. Ou até mesmo a perda total.

Os infiltrados na Democracia agem, como se vê no momento, para restringir ou monitorar as redes sociais. Eles pensam que a indignação cidadã pode ser sufocada. É um engano, ela pode ficar congelada, mas, cedo ou tarde, a indignação explode. E já aconteceu uma vez em 2018.

Os infiltrados na Democracia são capazes de admirar atitudes violentas de black blocs em manifestações da esquerda e condenar passeatas pacíficas de quem vive realmente a Democracia. São capazes de mentir sabendo que estão mentindo para uma população que percebe a mentira e os mentirosos estão informados de que houve esta percepção. Mas continuam. Este é o propósito deles ou a essência, como na fábula do Sapo e o Escorpião.

Os infiltrados na Democracia atuam intencionalmente para desestabilizar o Governo, focando nas suas características, fragilidades, ou criando fatos mentirosos, pisando e repisando para dar ares de verdade que não existem.

Os infiltrados na Democracia, lastreados por uma legalidade duvidosa, quebram sigilos bancários, invadem e-mails, celulares e até banco de dados de empresas privadas e estatais, como registra um estudioso do tema. São verdadeiras “redes de arrasto” para pescar qualquer crime possível ou imaginário. Na verdade, esses infiltrados querem mesmo é expor a vida privada de cada pretenso inimigo.

Os infiltrados na Democracia se dizem homens (ou mulheres) de bem, mas por baixo do pano vendem suas consciências a países estrangeiros para defender os interesses que são apenas dos compradores. Isso nos altos escalões da vida pública nacional e em parte da imprensa do País. 

Os infiltrados na Democracia estão sendo vistos. Todos sabem o que eles fizeram nos verões passados e o que estão fazendo agora. Não há surpresa no comportamento dessas figuras nefastas do País. As suas intenções estão sob a luz do dia.

Os infiltrados na Democracia, em desespero, vão tentar todos os golpes altos e baixos para não serem tragados pelos fatos verdadeiros. Portanto, pensar em pacificação no momento é uma quimera. Os infiltrados vão continuar a agir contra o que a maioria quer. É isso.

*Jornalista


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Joao

Os infiltrados, combatem um governo : negacionista, genocida, inimigo da democracia, parceiro de corruptos, amigo de fascistas, disseminador de mentiras, defensor de ditadores, condecorador de milícianos.....bem como jornalistas cloroquinas que defendem tudo isso.

Rafael C.Soares Quintas

Parabéns Antônio, sempre um comentário inteligente e coerente


Pousada da Paixão

16/09


2021

A versão do deputado

Nota oficial 

Na data 13 de setembro de 2021, o BLOG DO MAGNO MARTINS fez publicar em seu blog, noticia intitulada “Cara de pau”, em que incute inverdades com o objetivo de recair máculas sobre a atuação do deputado estadual Marcantonio Dourado Filho, afirmado que este não solicitou a recuperação da PE-170.

Cabe esclarecer, entretanto, que no dia 10 de junho de 2021, através da Indicação no 06451/2021, o deputado Marcantonio Dourado Filho solicitou ao Governador do Estado de Pernambuco, Sr. Paulo Henrique Saraiva Câmara e ao Ilmo. Sr. Diretor-Presidente do DER, Sr. Maurício Canuto Mendes, o recapeamento asfáltico da PE-170, no trecho que liga os municípios de Lajedo/Canhotinho.

Importante também destacar que o Ex-Deputado, Marcantonio Dourado, por 08 (oito) mandatos, e não 07 (sete), como mencionado pelo Blog, também solicitou por meio da Indicação no 6573/2013, em 1o de agosto de 2013, a recuperação da PE-170

Informa ainda que o Sr. Antonio João Dourado é Secretário Municipal no Cabo de Santo Agostinho-PE e não faz parte do corpo do DER desde o ano 2014, valendo destacar que, como é de conhecimento de todos, o referido gestor sempre atuou com o destaque de sua capacidade técnica, sendo reconhecido e aplaudido em todas as missões públicas que assumiu.

Por fim, cumpre destacar que o deputado Marcantonio Dourado, junto com sua família, continuará na luta pelo melhor para os cidadãos pernambucanos, sempre com bravura, dignidade e verdade.

Marcantonio Dourado Filho – deputado estadual


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Serra Talhada 2021

16/09


2021

Coluna da quinta-feira

Miguel é quase unanimidade

Com praticamente nove meses da segunda gestão, o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (DEM), se de fato for mesmo candidato a governador nas eleições do ano que vem, terá uma grande vitrine para apresentar ao Estado: um novo recorde de aprovação. Segundo pesquisa do Instituto Opinião, postada ontem neste blog, o agora democrata, ex-MDB, tem a marca de 90% de aprovação popular.

Em alguns cenários, essa popularidade assusta. Na consulta por área, Miguel atinge 100% de aprovação na zona urbana em cinco bairros: Alto do Cocar, Atrás da Banca, Pedra Linda, Pedro Raimundo e São José. Na zona rural, o democrata alcança 100% de aprovação nos distritos de Tapera e Vila 12. Nunca na história de qualquer cidade brasileira há conhecimento de igual fenômeno.

Os maiores percentuais de aprovação dele estão entre os eleitores dos 35 aos 44 anos (96%), entre os que têm grau de instrução superior (92,2%) e entre os que possuem renda familiar de dois a cinco salários mínimos (95,2%). Por sexo, 91,7% dos que aprovam são mulheres e 89,6% são homens. Quando é avaliado o desempenho da gestão, Miguel tem 85,6% de avaliação positiva, somando os índices ótimo (40,2%) e bom (45,4%). Entre os que consideram regular, o percentual é de 10,2%, já os que julgam ruim (1,4%) e péssimo (1%) chegam a apenas 2,4%.

O percentual dos que não sabem ou não responderam é de 1,8%. Para os entrevistados que aprovam, 21,9% consideram o prefeito um bom administrador, 19% avaliam que a cidade está progredindo, 10,2% julgam que ele trabalha melhor que os prefeitos anteriores, 7,7% o enxergam como trabalhador.

Já 7,3% consideram que Miguel ajuda a população e outros 7,3% que o gestor é uma boa pessoa. Quanto à percepção sobre o município, 75% dizem que a cidade está progredindo, enquanto 15,2% dizem estar parada e 4% apontaram que está regredindo. Entre os que não sabem, estão 5,8%. Sobre os itens que a população aponta entre os problemas mais urgentes, estão saúde pública (25,2%), desemprego (18,4%), saneamento básico (11,2%) e segurança pública (9,4%). Com relação à pandemia da Covid-19, 49,6% disseram que o prefeito está fazendo um bom trabalho, enquanto 29,8% avaliaram que é excelente e 16% como regular. O trabalho de combate ao novo coronavírus é ruim para apenas 1,4% e péssimo para 0,8%, já 2,4% não responderam.

O Instituto Opinião levantou o cenário eleitoral para 22. Entre os candidatos a governador, Miguel Coelho lidera no município com enorme vantagem, com 75%. Bem atrás, empatados tecnicamente, estão a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), com 1,4%; o prefeito de Jaboatão, Anderson Ferreira (PL), com 0,8%; e o ex-prefeito do Recife Geraldo Júlio (PSB) – também com 0,8%. O ministro Gilson Machado Neto estava entre os nomes listados, mas não pontuou. Brancos e nulos atingem 9% e indecisos chegam a 13%.

Ameaça de apagão – O Brasil registrou em julho a menor produção de energia por hidrelétricas para o mês desde 2002, segundo dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). O resultado é reflexo da pior crise energética brasileira dos últimos 91 anos. No mês, as hidrelétricas produziram 34.489 megawatts-médios (MWmed), menor nível desde fevereiro de 2002, quando o Brasil registrou 33.775 MWmed. Fevereiro foi o último mês de racionamento de energia iniciado em 2001. Para evitar um apagão no Brasil, sem sobrecarregar as hidrelétricas que vivenciam uma escassez de água por falta de chuvas, o Governo Federal tem utilizado como alternativa a energia produzida pelas termelétricas.

Em sintonia – No Sertão, não é apenas o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (DEM), que está em sintonia com a população. Araripina, a capital do Araripe, também tem um gestor bem avaliado. Ex-deputado estadual, prefeito reeleito em 2020, Raimundo Pimentel (PSL) chega a quase 80% de aprovação. Um dos donos do hotel em que estou hospedado em Araripina disse, ontem, ao blog, que votou em Tião do Gesso, adversário de Pimentel, mas que tirava o chapéu para ele. “Faz uma excelente administração”, afirmou.

Ficha limpa – O Senado aprovou o projeto que impede que seja declarado inelegível quem tiver contas rejeitadas, em casos que a punição seja apenas multa. A aprovação foi por 49 votos a 24, sob protesto de alguns senadores, que consideraram um ataque à Lei da Ficha Limpa. Os senadores rejeitaram ainda um trecho destacado para votação separada de autoria do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE). A ideia era deixar mais explícito que só quem tivesse as contas julgadas irregulares “sem imputação de débito, e sancionados exclusivamente com o pagamento de multa” fosse beneficiado.

Quase 70% – O Brasil chegou a 67,5% da população vacinada com ao menos uma dose de um imunizante contra a covid-19. O número representa 144.093.540 pessoas vacinadas com 1ª dose ou dose única até 21h30 de terça-feira passada. O número de habitantes totalmente vacinados passou de 75 milhões. São 75.801.367, o equivalente a 35,5% da população. Ao todo, 215.336.297 doses foram administradas no País. Dessas, 128.764 correspondem à 3ª dose, que já começou a ser aplicada em alguns municípios. Os dados são da plataforma coronavirusbra1, que compila registros das secretarias estaduais de Saúde. As vacinas aplicadas no Brasil com 2 doses são a CoronaVac, o imunizante da AstraZeneca e o da Pfizer. Também está em uso a vacina da Janssen, que requer só uma dose.

Desmonte do Estado – Os deputados do PSB na Câmara decidiram fechar questão para votar contra o projeto da Reforma Administrativa. O texto tramita na Casa como PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 32/2020, e trata de regras para os servidores e a administração pública. Está em discussão em uma comissão especial. A bancada do PSB na Câmara tem 31 deputados. A decisão obriga todos eles a seguir a posição. O partido considera como pontos mais críticos da proposta a possibilidade de o Estado firmar contratos de cooperação com entidades privadas para a execução de serviços públicos, “inclusive com a utilização compartilhada de estruturas físicas e o emprego de recursos humanos privados”, diz o líder socialista na Casa, o pernambucano Danilo Cabral. Num vídeo no Twitter, Danilo disse que o projeto “aprofunda o desmonte do Estado brasileiro”.

CURTAS

A CULPA – Com o preço médio da gasolina em alta nas últimas seis semanas, o presidente da Petrobras, Joaquim Silva e Luna, afastou a responsabilidade da empresa pelo valor de mais de R$ 6 que vem sendo cobrado dos consumidores. Na esteira do que tem dito o presidente Jair Bolsonaro, o comandante da estatal culpou o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), arrecadado pelos estados, pelo combustível mais caro. “A Petrobras não tem controle de preço sobre a bomba”, disse.

RIR OU CHORAR – Do humorista André Marinho ao responder os ataques de bolsonaristas a um vídeo que fez imitando o presidente depois do encontro com Temer: "Alguns bobos da rede estão me chamando de bobo da corte, só porque imitei o seu mito no jantar com Temer. Agradeço a audiência e aproveito para deixar um recado. Com a política do jeito que está, só podemos rir ou chorar. Eu optei por rir. Venham comigo antes que acabem os lenços”.

Perguntar não ofende: Quando o Senado vai votar a reforma eleitoral que a Câmara aprovou ressuscitando as coligações?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

SESC Agosto 2021

15/09


2021

Deputado comemora prêmio Innovare

A 1º Secretaria da Assembleia Legislativa de Pernambuco – Alepe vai receber premiação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em Brasília, pela participação no Projeto CICA Cidadania – iniciativa que ajuda a transformar a vida de jovens em cumprimento de medida socioeducativa com oportunidade de transformação social. O projeto foi desenvolvido pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), em parceria com diversas instituições.

O reconhecimento se dá por meio da cooperação do trabalho social realizado pelo Departamento Médico da Alepe, que passou a oferecer consultas para jovens em cumprimento de pena. Esse trabalho foi idealizado na gestão do secretário e deputado Clodoaldo Magalhães. “Procuramos o TJPE para oferecer nossa cooperação neste importante projeto. Iniciamos o serviço bem antes da pandemia e hoje ele voltou a funcionar de forma online, em alguns casos, presenciais”, explicou o secretário Clodoaldo.

A iniciativa da Alepe vem atendendo jovens que são consultados pela equipe médica e odontológica da Casa, em especialidades como nutrição, oftalmologia, odontologia, psicologia, cardio, entre outras. “Tem sido um trabalho gratificante poder ajudar adolescentes em situação de risco e perceber que eles podem e devem ter inserção na sociedade”, considerou Clodoaldo Magalhães.

O Projeto CICA Cidadania foi possível a partir do trabalho idealizado, em 2018, pela 3º Vara Regional da Infância e Juventude junto com a Coordenadoria da Infância e Juventude (CIJ) e as varas de conhecimento da Infância e Juventude, juntamente com as parcerias do Ministério Público, Defensoria Pública, CREAS, secretarias municipal e estadual e outras instituições públicas e privadas.

“O prêmio Innovare chega para coroar esse trabalho e importante parceria que tem transformado vidas”.  A premiação da CNJ é voltada a programas e ações sociais integradas para o fortalecimento do sistema de garantia e defesa dos direitos da criança e do adolescente na execução das medidas socioeducativas. “É um grande orgulho poder fazer parte dessa brilhante ação. Estamos muito felizes em participar da premiação e vê que ela é fruto de todo um esforço voltado ao bem da nossa comunidade”, reconheceu o secretário e deputado Clodoaldo Magalhães.

O projeto ganhou primeiro lugar no 1º Prêmio Prioridade Absoluta, do Instituto Innovare, pela prestação de serviço à comunidade, com expedição de documentos, suporte às famílias, programas de qualificação profissional e atendimento médico. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Bandeirantes Agosto 2021

15/09


2021

Secretário nacional de Mobilidade conhece projeto no Paraná

O secretário nacional de Mobilidade e Desenvolvimento Regional e Urbano, Tiago Pontes, está em Foz do Iguaçu para uma série de compromissos pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR). Hoje, ele esteve em visita técnica às instalações da Associação Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e da Receita Federal na Ponte da Amizade, no Paraná.

Estiveram presentes Igor Calvet, presidente da ABDI, Tiago Faierstein, gerente de novos negócios da Associação e Raianny Freitas, coordenadora de Gestão de Monitoramento e Informação pelo Ministério. Além de comitiva de Singapura, composta pelo embaixador Desmond Ng e Noelle Tam, primeira Secretária.

A visita teve como objetivo conhecer o Programa de Cidades Inteligentes da ABDI, que instalou, em parceria com a Itaipu Binacional, luminárias com câmeras de vigilância para reconhecimento facial, placas veiculares e rede de monitoramento. O sistema conta com operação sem fio que transita imagens em alta definição para reconhecimento facial em tempo real e aumentou em 20% as apreensões na fronteira, com banco de dados capaz de armazenar o reconhecimento facial de 100 mil pessoas ao dia e 40 mil placas veiculares.

O projeto, que está alinhado ao trabalho de Tiago Pontes de avançar cidades, busca o desenvolvimento tecnológico, econômico e sustentável para Foz do Iguaçu e região, contribuindo com a qualidade de vida e segurança do cidadão ao implementar novas tecnologias, gerando negócios e melhorando o acesso e a disponibilidade dos serviços públicos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
Publicidade

Publicidade

Publicidade

TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Opinião

Publicidade
Apoiadores
Parceiros