23/02


2021

Três regiões de Pernambuco terão toque de recolher

O Governo de Pernambuco determinou – após análise do Gabinete de Enfrentamento à Covid-19 – que a partir da próxima sexta-feira (26.02), até o dia 10 de março, todas as atividades econômicas e sociais estarão proibidas, entre 20h e 5h, nos 63 municípios das II, IV e IX Gerências Regionais de Saúde (Geres), com sedes em Limoeiro, Caruaru e Ouricuri, respectivamente. Nos próximos dois finais de semana, as atividades estarão proibidas entre 17h e 5h, quando apenas serviços essenciais poderão continuar funcionando.

O anúncio foi feito pelo governador Paulo Câmara, em pronunciamento hoje. Os números crescentes da pandemia e a lotação acima de 90% dos leitos nessas três Geres justificaram a medida restritiva. “A nova aceleração da doença tem superlotado os sistemas de saúde, e vem repetindo o mesmo caminho de 2020, começando pelos Estados do Norte e, agora, chegando com força ao Nordeste”, afirmou Paulo Câmara.

Além disso, também foi anunciada a prorrogação da proibição de eventos por mais 15 dias, valendo para todo o Estado. Da mesma forma, o retorno às aulas nas escolas públicas municipais permanece suspenso até o dia 12 de março.

O governador reforçou que o Estado segue monitorando diariamente os números da Covid-19. “Caso o índice de ocupação de leitos de UTI permaneça subindo, teremos que tomar medidas ainda mais duras nos próximos dias”, advertiu. Segundo Paulo Câmara, durante os 11 meses de luta contra o novo coronavírus, Pernambuco montou a segunda maior rede de UTIs do País, com leitos no Recife e em mais 15 cidades, do litoral ao Sertão.

II GERES

Municípios (20): Bom Jardim, Buenos Aires, Carpina, Casinhas, Cumaru, Feira Nova, João Alfredo, Lagoa de Itaenga, Lagoa do Carro, Limoeiro, Machados, Nazaré da Mata, Orobó, Passira, Paudalho, Salgadinho, Surubim, Tracunhaém, Vertente do Lério, Vicência.

IV GERES

Municípios (32): Agrestina, Alagoinha, Altinho, Barra de Guabiraba, Belo Jardim, Bezerros, Bonito, Brejo da Madre de Deus, Cachoeirinha, Camocim de São Felix, Caruaru, Cupira, Frei Miguelinho, Gravatá, Ibirajuba, Jataúba, Jurema, Panelas, Pesqueira, Poção, Riacho das Almas, Sairé, Sanharó, Santa Cruz do Capibaribe, Santa Maria do Cambucá, São Bento do Uma, São Caetano, São Joaquim do Monte, Tacaimbó, Taquaritinga do Norte, Toritama, Vertentes.

IX GERES

Municípios (11): Araripina, Bodocó, Exu, Granito, Ipubi, Moreilândia, Ouricuri, Parnamirim, Santa Cruz, Santa Filomena, Trindade.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Cabo 2021

23/02


2021

Itapetim ganha emenda de Jarbas

Na última semana para discussão do orçamento 2021, prefeitos de todo o País promovem uma verdadeira invasão ao Congresso para assegurar emendas junto à bancada federal. Prefeito quase eterno de Itapetim, o socialista Adelmo Moura foi flagrado, há pouco, no gabinete do senador Jarbas Vasconcelos (MDB), recebendo uma boa nova do chefe de gabinete Aristeu Plácido: R$ 350 mil para compra de uma retroescavadeira.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/02


2021

STF arquiva investigação sobre Humberto na Lava Jato

O Antagonista

Com o voto de Kassio Marques, a Segunda Turma do STF arquivou, hoje, investigação na Lava Jato sobre o senador senador Humberto Costa (PT-PE).

O inquérito apurava suposto recebimento de R$ 1 milhão, para sua campanha eleitoral, em troca de atuação em obras do Complexo Petroquímico de Suape em favor da Odebrecht.

Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski votaram, no ano passado, em favor do arquivamento. Edson Fachin e Cármen Lúcia votaram pela continuidade das investigações na Justiça Eleitoral de Pernambuco.

Na sessão de hoje, Kassio Marques acompanhou Gilmar Mendes.

“Após transcorridos mais de cinco anos de investigação, inexistindo nos autos indícios que possam corroborar os depoimentos pelo delator, não vejo como continuar com o trâmite desse inquérito, quer nessa Corte, quer no Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco”, disse Kassio.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Sérgio Ricardo Claudino Patriota. Caso das rachadinhas. STJ anula quebra de sigilo bancário e fiscal de Flávio Bolsonaro. Além de ser Miliciano é cagado. Caiu nas graças da quadrilha do STJ.

Wellington Antunes

NOTA À IMPRENSA A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, na tarde desta terça-feira (23), pelo arquivamento de um inquérito sobre criminosa acusação envolvendo o meu nome, arranjada por integrantes da Lava Jato, ainda em 2014, a partir da delação de um condenado pela Justiça. Não posso dizer que recebi a notícia do julgamento com alegria. Por mais de seis anos, vi meu nome estampado em páginas de jornais, em noticiários de televisão, em programas de rádio, em sites e blogs, como se fosse o culpado, e não a vítima, nesse conluio arbitrário, ilegal e delituoso em que essa operação sempre se configurou, como hoje está absolutamente comprovado.    Sou o último e único remanescente da chamada \"Lista de Janot\", caso para o qual jamais tinha havido um desfecho. Por seis vezes, o condenado mudou o seu depoimento em relação a mim. Mas a Lava Jato preferiu ignorar as inconsistências, contradições e mentiras das suas declarações, mesmo sem quaisquer provas a me imputar. Quatro anos e meio atrás, a Polícia Federal pediu o arquivamento do caso. Mas, de novo, os integrantes do Ministério Público rejeitaram a solicitação e requereram ainda mais tempo para investigar. Desde o primeiro momento, abri mão de todos os meus sigilos e me coloquei em estreita colaboração com as autoridades para tudo de que precisassem. Reviraram a minha vida, a dos meus filhos, a de meus familiares e meus funcionários. Nada encontraram. Porque nada havia.  Ainda assim, mantiveram o inquérito aberto, sem que eu jamais fosse sequer denunciado porque o MPF sabia que nada tinha com que pudesse ousar, mesmo agindo movido por fins eminentemente políticos, oferecer denúncia ao Judiciário.    De forma rasteira, esse inquérito foi usado com a finalidade de me trazer prejuízos de todas as maneiras, desde tentar intimidar a minha ação parlamentar até me provocar danos eleitorais. Ciente da lisura da minha conduta, jamais baixei a cabeça e sempre agi destemidamente no exercício do mandato popular que me foi conferido. Em 2018, o povo de Pernambuco, que é testemunha histórica da correção com que sempre conduzi a minha vida, me reelegeu como o senador mais votado naquele pleito. Hoje, seis anos depois do anúncio pirotécnico, midiático e criminoso daquela lista, mais um entre os tantos atos dessa natureza perpetrados pela Lava Jato, com uma perseguição investigatória praticamente inacabável por membros do Ministério Público sem que quaisquer elementos dispusessem contra mim, a Segunda Turma do STF decidiu, por fim, pelo arquivamento do inquérito, dado o imenso e infindável constrangimento ilegal a que estava submetido por essa persecução judicial interminável. Rui Barbosa dizia que a justiça tardia nada mais é do que injustiça institucionalizada. Em razão disso, como inicialmente citei, não posso dizer que recebi a notícia com alegria. Meu sentimento é de alívio por ver, ainda que tardiamente, a justiça ser praticada, após tantos anos de severas injustiças.               Humberto Costa Senador da República

Wellington Antunes

Teve o votro decisivo do ministro indicado por Bolsonaro Kassio Nunes Marques que acompanhaou o voto do Gilmar Mendes, mas os bozoloidfes só enxergam os votos do Gilmar e do Lewandowsk. Uma piada esses bolsomínios.

Sérgio Ricardo Claudino Patriota

Além de ser vampiro é cagado. Caiu nas graças da quadrilha do STF. NUnca vai poder dizer que é inocente, sendo absolvido por Gilmar e Lewa. País de bandidos!!!


Banner Jaboatao 2021

23/02


2021

Prefeitos acompanham emendas dos seus municípios ao OGU

Por Hylda Cavalcanti

Brasília virou a capital dos prefeitos hoje. Eles vieram à cidade acompanhar reuniões das bancadas dos seus estados no Congresso, para definição de prioridades nas verbas orçamentárias deste ano, no âmbito da Comissão Mista de Orçamento – que avalia o Orçamento da União 2021.

Os prefeitos aproveitaram para circular nos gabinetes dos deputados e senadores de cujas bases eleitorais pertencem e participar do programa lançado pelo Governo Federal intitulado Guia do Novo Prefeito + Brasil – Os 100 Primeiros Dias de Gestão Municipal.

A maior parte dos prefeitos que está em Brasília é proveniente das regiões Centro-Oeste e Sul, mas também destacam-se, dentre os do Nordeste, governantes de Pernambuco e da Paraíba.

De Pernambuco, circularam pelos gabinetes os de Toritama, Edilson Torres (MDB); Lagoa Grande, Vilmar Capellaro (MDB); Barra de Guabiraba, Diogo Carlos de Lima Silva (MDB) e de Venturosa, Euder Tenório Cavalcanti (PL). Da Paraíba, chamou a atenção o prefeito de Capina Brande, Bruno Cunha Lima (PSD), muito cumprimentado pelos políticos do seu estado.

A chegada dos prefeitos chamou a atenção logo no início da manhã, durante a fila de visitantes para entrada no Anexo IV da Câmara, onde ficam os gabinetes dos parlamentares. Vários deles tiveram reuniões isoladas para conversar sobre emendas específicas para suas cidades.

O movimento nos corredores do Congresso deixou assustados alguns servidores, em função da pandemia, e a falta de distanciamento deles - o que foge às regras sanitárias exigidas para a volta dos trabalhos presenciais do Legislativo.

Programa do Governo

Produzido junto com o Sebrae, o projeto lançado pelo Governo para os prefeitos consiste num aplicativo que apresenta orientações e ferramentas para que eles realizem da melhor forma os seus primeiros 100 dias de gestão.

O guia é divido em quatro eixos temáticos: Governança, Finanças, Social e Território. Nos conteúdos estão questões como montagem da equipe de governo, preparação dos novos secretários, fontes de financiamento, prestação de contas e redes de contatos.

A plataforma também delineia um cronograma ideal a ser cumprido, com dicas e as explicações das medidas administrativas indicadas para os gestores neste período.

Além das aulas em vídeo e em textos, os prefeitos são convidados a se cadastrarem na rede de Prefeitos+Brasil, onde poderão ter contato mais próximo com as equipes do governo.

Segundo informações da Secom do Governo Federal, o objetivo é deixar mais próximas as prefeituras do Executivo, de forma a dar maior transparência nos projetos tidos como prioritários por parte deles e o andamento de obras federais, por parte dos ministérios.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/02


2021

Aplicabilidade da lei de regularização fundiária pelos municípios

Por Tereza Borba*

Diante da vigência da nova Lei de Regularização Fundiária, nº 13.465/17 (que já não é tão nova), não são poucos os esforços das Gestões Municipais no sentido de implementá-la e, sobretudo, de garantir a entrega dos títulos de propriedade às famílias.

A primeira necessidade é entender como iniciar o trabalho, tendo em vista a previsão na citada lei de conceber a regularização fundiária enquanto procedimento administrativo. Dessa forma, estabelece a competência do Município para instaurar a REURB (Regularização Fundiária Urbana) e desencadear as fases legais previstas, até a etapa registral realizada pela serventia de registro de imóveis da circunscrição do imóvel a ser regularizado.

Importante ressaltar que para instauração e processamento administrativo da REURB, independe de base normativa ou regulamentação da mencionada Lei no âmbito do Município, conforme estabelece o parágrafo único do art. 28: "Não impedirá a Reurb, na forma estabelecida nesta Lei, a inexistência de lei municipal específica que trate de medidas ou posturas de interesse local aplicáveis a projetos de regularização fundiária urbana."

Uma vez instaurada a REURB, o Município terá que realizar levantamento jurídico fundiário para constatar a titularidade do domínio dos imóveis que serão regularizados. Tal providência é necessária tanto para determinar o instrumento de regularização a ser adotado, isto é, o direito real a ser conferido aos beneficiários, quanto para proceder à notificação do proprietário.

Havendo ausência de manifestação do titular do domínio de imóvel público ou particular, no prazo de 30 dias estabelecido pela notificação, será interpretado como concordância com a REURB.

Se houver impugnação, deverá ser iniciado procedimento extrajudicial de composição de conflito, situação regulada pela própria lei 13.465/17, sendo prevista a criação de câmaras de prevenção e resolução administrativa de conflitos, na esfera municipal ou mediante estabelecimento de parceria com o Tribunal de Justiça. Importante previsão, com vistas a evitar a judicialização do caso.

O Projeto de Regularização Fundiária poderá ser elaborado simultaneamente à realização dos levantamentos técnicos, socioeconômico, urbanístico e outros, objetivando a formulação da planta da situação existente, do memorial descritivo e da lista dos ocupantes que irão figurar como adquirentes dos imóveis, perante o Cartório de Registro de Imóveis. A lei 13.465/17 prevê o conteúdo mínimo e detalhamento a ser considerado no Projeto e na Certidão de Regularização Fundiária (CRF), e estabelece ainda que os Municípios poderão dispensar exigências relativas ao percentual e às dimensões de áreas destinadas ao uso público ou ao tamanho dos lotes, além de outros parâmetros urbanísticos.

Após a aprovação do Projeto de Regularização Fundiária pela própria municipalidade, ocorre a conclusão da REURB, caracterizada pela emissão da CRF, que consiste no título hábil para efetivar o registro e abertura das matrículas autônomas, perante o Registro Imobiliário. Uma especificidade trazida pela nova lei é a desnecessidade de individualização dos títulos de propriedade, uma vez que integra a CRF a lista dos ocupantes, com a respectiva qualificação e a indicação do direito real a ser conferido aos beneficiários. À medida que é aberta a matrícula, o cartório emitirá certidão de propriedade para cada imóvel, com as especificações do imóvel regularizado e do adquirente.

A regularização não está restrita a imóvel com destinação de moradia. Assim, poderão ser regularizados imóveis para fins sociais e comerciais. Cabendo ao Município reconhecer o interesse público.  

Outro aspecto a considerar é a ampliação do alcance da regularização, contemplando vilas e povoados inseridos fora do perímetro urbano. Isso porque foram considerados todos os núcleos informais com usos e características urbanas, ainda que situados em zonas rurais.

A 13.465/17 também regulamentou o DIREITO REAL DE LAJE, previsto pelo Código Civil Brasileiro, e reconheceu a tipologia do CONDOMÍNIO URBANO SIMPLES (art. 61), situação comum nas ocupações espontâneas consolidadas e nos loteamentos irregulares e/ou clandestinos, onde as famílias vão acomodando seus entes familiares em edificações num mesmo lote.

Em síntese, para o desencadeamento da REURB os Municípios precisam constituir uma equipe multidisciplinar, tendo em vista o próprio conceito contido na lei, a saber, a regularização consiste num conjunto de medidas sociais, jurídicas, urbanísticas e ambientais, sendo necessária essa integração temática para promover o direito fundamental à moradia.

*Advogada, especialista e consultora em Regularização Fundiária.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Petrolina 2021

23/02


2021

Câmara de Arcoverde dá posse a novo prefeito

Está convocada para logo mais, às 20 horas, a sessão da Câmara Municipal de Arcoverde na qual será empossado, como prefeito interino, o presidente da Casa, Weverton Siqueira, o Siqueirinha, do PSB. Ele substitui o prefeito afastado Wellington Maciel (MDB), em decisão unânime do Tribunal Regional Eleitoral. Enquanto Siqueirinha estiver prefeito, a Casa Legislativa será comandada pela vice-presidente Luiza Margarida, também do PSB.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Serra Talhada 2021

23/02


2021

Live com Quinteto Violado comemora o centenário de Zé Dantas

No próximo, será comemorado o centenário do lendário compositor José de Sousa Dantas Filho, criador de inúmeros sucessos de Luiz Gonzaga e mais conhecido como Zé Dantas, ou simplesmente Zedantas. Essa última grafia foi adotada por sua terra natal, Carnaíba, no Sertão de Pernambuco, que realiza festas e publicações como forma de homenagem ao artista.

Neste ano, diante da pandemia, a cidade apostará em uma programação de lives no YouTube. A ação começa a partir das 21h, com o show Quinteto Violado Canta Zé Dantas, transmitido ao vivo do Teatro José Fernandes de Andrade. A exibição será realizada nos canais da banda e da Prefeitura de Carnaíba.

Mais cedo, logo nas primeiras horas da manhã, a centenária Banda Filarmônica Santo Antônio percorrerá as ruas da cidade rendendo homenagens ao compositor. O calendário de lives seguirá até maio, até que se tenha uma nova posição dos protocolos de segurança em razão da pandemia. Estão previstas lives quinzenais com artistas da terra cantando e interpretando as canções de Zé Dantas.

Confira a programação:

  • 27 de fevereiro (sábado), às 21h – Quinteto Violado
  • 13/03 – Genailson do Acordeon
  • 27/03 – Marcos e Pavão
  • 10/04 – Bandas de Pífanos
  • 24/04 – Júnior Mendes
  • 08/05 – Adriano Lima
  • 22/05 – Tiago Souza

SERVIÇO

Live Quinteto Violado Canta Zé Dantas

Quando: neste sábado (27), a partir das 21h

Onde: Canais do YouTube do Quinteto Violado e Prefeitura de Carnaíba PE


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Blog do Magno 15 Milhões de Acessos 2

23/02


2021

Geraldo tentou comprar galpão de ex-deputado

EXCLUSIVO

A tentativa da Prefeitura do Recife comprar sem licitação um galpão no Cabo do Santo Agostinho por R$ 12 milhões foi denunciada pela deputada estadual Priscila Krause, entre o Natal e o Ano Novo de 2020. Os galpões pertencem a um ex-deputado federal, informação que só veio a público agora e revelada em primeira mão com o Blog, através de uma fonte policial sob reserva.

Aproveitando o recesso dos órgãos de controle no fim de 2020, a gestão de Geraldo Júlio (PSB) no Recife publicou a dispensa de licitação em 29 de dezembro de 2020. Mais rápido que um jato, o empenho já ficou pronto no dia seguinte, 30 de dezembro de 2020.

O pagamento só não ocorreu porque a conselheira Teresa Duere, do Tribunal de Contas do Estado (TCE), já nos primeiros dias de 2021, deu uma cautelar no início de 2021, determinando ao atual secretário de Educação do Recife que não depositasse na conta corrente da empresa vendedora o valor no imóvel no Cabo. O pedido para suspender o pagamento veio do Ministério Público de Contas (MPCO), após a denúncia de Priscila Krause.

A empresa vendedora, segundo a publicação no Diário Oficial, era a Nova Terra Incorporadora e Construtora.

Agora em fevereiro, surgem novos fatos em procedimento investigatório criminal sigiloso, segundo uma fonte policial sob reserva, que informa que a tentativa de pagar R$ 12 milhões sem licitação beneficiaria um ex-deputado federal. A empresa Nova Terra, dona do galpão, tem como únicos proprietários o ex-deputado federal Fernando José Torres e seu filho.

Fernando José Torres, dono da empresa que estava vendendo sem licitação o imóvel, segundo o site oficial da Câmara de Deputados, já foi prefeito na cidade de Teotônio Vilela, em Alagoas. Nas eleições de 1992, foi eleito vice-prefeito, mas teve seu mandato cassado pela Lei da Inelegibilidade. Nas eleições de 1994, Fernando Torres foi eleito deputado federal em Alagoas. Ele ainda foi genro de um senador por Alagoas e cunhado de um ex-governador de Alagoas.

Fernando José Torres é membro de uma tradicional família de políticos de Alagoas. Seus nove irmãos já ocuparam cargos de prefeito, deputado estadual e deputado federal. Os parentes de Fernando José Torres já passaram por vários partidos políticos como MDB, PSDB e também o PSB, mas atualmente, segundo os sites de política de Alagoas, nenhum dos irmãos de Fernando José Torres tem mandato eletivo. Não se sabe também quantos membros da família seriam atualmente filiados ao PSB. O último mandato de Fernando José Torres como deputado federal em 1999 foi pelo PSDB.

Uma fonte policial, sob reserva, explica que o ex-prefeito Geraldo Júlio não tem direito a foro privilegiado pelos atos eventualmente praticados na Prefeitura do Recife. A questão já foi definida pelo STF em 2018, na questão de ordem na Ação Penal 937. "O foro por prerrogativa de função aplica-se apenas aos crimes cometidos durante o exercício do cargo e relacionados às funções desempenhadas", decidiu o STF.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Sérgio Ricardo Claudino Patriota. Caso das rachadinhas. STJ anula quebra de sigilo bancário e fiscal de Flávio Bolsonaro. Além de ser Miliciano é cagado. Caiu nas graças da quadrilha do STJ.

Sérgio Ricardo Claudino Patriota

Geraaaaaaaaaaldo Ladrão fino. Vigarista de uma figa, tu vai ser pego!!!


Jornao O Poder

23/02


2021

Lira: Reforma administrativa pode ser votada em 2 meses

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), avaliou que é possível a aprovação pelo Congresso Nacional da reforma administrativa em até dois meses e da reforma tributária em até oito meses. A afirmação foi feita em uma live promovida pelo jornal Valor Econômico, hoje. Lira afirmou ainda que, se o Senado aprovar a PEC Emergencial/Pacto Federativo ainda esta semana, o texto seguirá um rito célere na Câmara, com previsão de votação em até 15 dias. As duas propostas têm como objetivo impedir futuras crises nas contas públicas nos governos e devem ser fundidas em um único texto.

Ele ressaltou, contudo, que, se os senadores demorarem para aprovar as PECs, elas terão que seguir a tramitação normal na Câmara, com a CCJ aprovando a admissibilidade e a comissão especial o mérito do texto no prazo regimental. Lira afirmou que as comissões na Câmara deverão voltar a funcionar a partir do dia 4 de março.

“Temos que destravar a economia, precisamos votar bem, com amplo debate e alicerçado em teses de desenvolvimento. É o nosso compromisso, vamos trabalhar com muita firmeza, e fazendo com que esta Casa tenha muita responsabilidade. O dever do Congresso reformista é entregar o que for possível, temos que fazer por partes e trazer melhoras para a sociedade”, defendeu Lira.

Em relação à reforma administrativa (PEC 32/20), ele afirmou que o ponto mais importante do texto é que ele não mexe em direitos adquiridos e só vai valer para os futuros servidores. O presidente disse que tudo que tiver previsão legal estará garantido pelo direito adquirido e não será atacado na reforma.

Já a reforma tributária será analisada após a apresentação do relatório do deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB). Ele deve apresentar uma versão do texto até o final desta semana. Para Arthur Lira, hoje já há um consenso de que o sistema tributário no País precisa ser alterado. Lira defende que o foco nas mudanças sejam a simplificação e a unificação de impostos no País. Ele reforçou novamente que avalia que entre seis a oito meses a reforma seja aprovada pelas duas Casas do Congresso Nacional.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/02


2021

Gilson diz ao blog que prioriza Pernambuco

Almocei, há pouco, em Brasília, com o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, que saiu do restaurante informando que usaria a máscara do blog ao longo de todos os seus despachos no expediente da tarde. Ao longo do encontro, Machado informou que tem atendido a demanda de prefeitos dos mais variados partidos.

A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, por exemplo, segundo ele, foi garantida a liberação de recursos para a requalificação do bairro Morro do Bom Jesus, voltado para exploração do artesanato de barro. "Ninguém sai do meu gabinete de mãos abanando", disse ele.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha