Blog do Magno 15 Milhões de Acessos

20/01


2021

Biden assume com propostas impactantes

O Governo de Joe Biden e Kamala Harris nos Estados Unidos começa hoje ao meio-dia de Washington (14h de Brasília), com perspectiva de mudanças profundas. As informações são do Blog do Riella.

A cerimônia de posse do presidente e da vice-presidente será realizada sob medidas de segurança, sem presença de público.

Será a primeira transferência de poder desde 1869 em que o presidente anterior (Donald Trump) não estará presente para passar o cargo.

Joe Biden deverá reverter políticas de Trump já nos primeiros dias. Ele vai priorizar o combate à Covid-19. Pretende também injetar US$ 700 bilhões na economia e resgatar o multilateralismo na política externa.

Repercute a proposta de aumento do salário mínimo federal para US$ 15 por hora (cerca de R$ 80). Biden promete também investir US$ 2 trilhões em energia renovável.

Há a promessa de gastar US$ 400 bilhões em compras governamentais direcionadas a produtos da indústria americana.

Biden garante levar os EUA a ingressar novamente no Acordo de Paris, que prevê a redução dos gases de efeito estufa em até 28% até 2025.

Permanece como incerta a postura diante da China, levando-se em conta o desafio da disseminação do 5G no mundo (inclusive no Brasil). E destaca-se a intenção de alterar profundamente a política migratória imposta por Trump.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

20/01


2021

Quanta saudade de Edvaldo Morais!

Deus criou o homem à sua semelhança, aprendi na escola e lendo a Bíblia. Mas quando deu o sopro da vida a Edvaldo Morais concebeu uma escultura de rádio, o veículo que nunca morre, o mais atual. Fazer rádio, para ele, que se estivesse ainda entre nós faria hoje 72 anos, a tribuna do rádio não era apenas um ofício, o ganha pão. Era um eterno vício para quem verdadeiramente nasceu radialista. 

E dos bons! Dos que transformavam a magia do rádio num imã com a sociedade. Edvaldo, verdadeiramente, não tinha voz aveludada, daquelas de cantores impressionistas, que conquistam os ouvintes pela beleza. Morreu, entretanto, com a voz eternizada, que ecoava em defesa de um povo sem voz e indefeso. 

Lapidou refrões -  "Dá duro neles, Edvaldo Morais". Quando encerrava o programa, mandava um beijo decifrado para sua amada Eliane, com quem teve três filhos: "Vou agora para o lado dos que têm fome e sede de justiça, mas com uma certeza, a certeza de que estarei ao lado de uma mulher". Berrou quando necessário. "Não tenho medo dos poderosos, só dos poderes de Deus", dizia. 

Construi com Edvaldo uma relação profissional e de amizade. Brigamos em alguns momentos. Ele era brigão. Eu continuo brigão. Nada, porém, que se constituísse numa pedra intransponível à nossa frente. Nunca tivemos uma pedra irremovivel, como as pedras drumonianas. Nossa dobradinha fisgou milhões de ouvintes na Clube, na Olinda, na Folha, enfim, em todas as emissoras em que ele trabalhou.

Edvaldo deixou uma grande lacuna, um vazio terrível entre cinco da manhã às 9 horas, horário da sua tribuna popular. Usava a voz com a premissa básica de que Jornalismo de verdade deve defender aqueles que não possuem voz, não calá-los ainda mais. Seu jornalismo era cidadão, revolucionário, devoção, sacerdócio. Sua ética acompanhou o jornalismo como o zumbido acompanha o besouro.

Era a prática diária da inteligência, o exercício quotidiano do caráter. Não se dobrava, vigilante, altivo. Seu jornalismo era um fio que ligava as pessoas ao mundo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu no Zap

20/01


2021

Coluna da quarta-feira

Uma quase unanimidade

Em meio a um deserto de positividade no Governo Paulo Câmara, pelo menos na política algo vem dado mais do que certo, quase uma unanimidade na base de sustentação na Assembleia Legislativa: a bem-sucedida articulação entre os poderes conduzida pelo secretário da Casa Civil, José Neto. Desde que tomou posse no cargo, sumiram os ruídos, as insatisfações entre os deputados dos mais diversos partidos.

“Ele é habilidoso, paciente e atencioso”, diz o parlamentar que até então vinha tendo dificuldades na relação com o Governo. Sobrinho do ex-governador Joaquim Francisco, José Neto é uma espécie de curinga do governador Paulo Câmara, com quem tem uma relação de amizade que vem dos bancos escolares. Ele está tão bem na foto que já tem até quem lembre do seu nome para uma disputa proporcional e até majoritária, em 22.

Com Neto na Casa Civil, os embaraços da política ganham rapidez e soluções a curto e médio prazos, porque ele é da escola macielista: fino no trato, atencioso e retorna todas as ligações. É ainda daquele tipo que vai até a velório de parentes de aliados. Outra grande virtude é ser madrugador. Chega cedo ao gabinete e só fecha a porta para o final do expediente depois de atender a todas as demandas, já tarde da noite.

Formado em Direito pela Universidade Federal de Pernambuco, funcionário público de carreira e auditor do Tribunal de Contas do Estado (TCE), José Neto cuida, igualmente, das demandas interioranas, atendendo prefeitos e vereadores governistas. Antes de assumir a Articulação Política, foi secretário-executivo de Pessoal e de Relações Institucionais da Secretaria de Administração no governo Eduardo Campos, de 2007 a março de 2010.

Em janeiro de 2011, foi nomeado secretário-executivo de coordenação institucional da Secretaria da Fazenda, cargo em que permaneceu até abril de 2014, quando nomeado novamente secretário de Administração. No ano seguinte, assumiu a chefia da assessoria especial do governador Paulo Câmara. Em 2017, esteve à frente da chefia de Gabinete do governador. No início de 2019 foi nomeado pela terceira vez secretário de Administração.

No mesmo ano, em agosto, recebeu a missão do governador para descascar os abacaxis da política, que até então pareciam intermináveis, e deu certo. Além de atender com capricho os deputados, Neto, vez por outra, principalmente antes da pandemia, surpreendia a base do Governo indo tomar um cafezinho com vários deputados na Assembleia, do presidente da Casa até o mais visível representante do chamado baixo clero da Casa. Por isso, virou quase uma unanimidade, tendo o aval até dos que vez por outra choramingam pelos corredores palacianos.

Revoada Bivarista – O deputado Arthur Lira (PP-AL) deu um passo relevante na consolidação de sua candidatura a presidente da Câmara. Anunciou, ontem, que elevou de 32 para 36 o número de apoios dentro da bancada do PSL, partido dirigido pelo deputado Luciano Bivar, trombado com Bolsonaro. Com isso, deve ter essa legenda formalmente no bloco que sustenta sua campanha. Os deputados Charlles Evangelista, Delegado Pablo, Nicoletti e Luiz Lima comunicaram o atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), da adesão ao bloco de Lira. A eleição está marcada para o próximo dia 1.

Direitos – O PSL passa por uma situação curiosa desde 2019, quando rompeu com o presidente Jair Bolsonaro. Dos 52 deputados que elegeu em 2018, a legenda decidiu suspender 17. Esses congressistas não podem exercer várias atividades dentro da Câmara, inclusive não têm poder para opinar quando a agremiação faz ou desfaz um bloco partidário. Para entrar num bloco, metade dos deputados de uma legenda deve estar a favor. No caso do PSL, quando se considera o número de vagas conquistadas nas urnas (que é o que vale), são necessários 27 deputados. Dos 36 deputados do PSL que hoje apoiam Arthur Lira para ser o próximo presidente da Câmara, há 19 que têm plenos direitos dentro do partido.

Rejeitadas – Isso sepulta a chance de a legenda se aliar ao adversário de Lira na disputa, o deputado Baleia Rossi (MDB-SP), apoiado pelo atual presidente da Câmara. O presidente do PSL, Luciano Bivar, está com a candidatura de Baleia Rossi. Sem o PSL formalmente no bloco pró-Baleia, diminuiu a força do grupo porque fica reduzida a proporcionalidade para obter cargos que essa chapa deseja na Mesa Diretora da Câmara. Presidente da Câmara e aliado de Baleia Rossi, Rodrigo Maia (DEM-J) jogou pesado: as novas assinaturas de deputados do PSL colhidas por Arthur Lira (PP-AL), candidato a presidente da Câmara, para levar o partido ao seu bloco devem ser rejeitadas pela Casa.

Sem excelência – Pressionado por críticas ao enfrentamento da pandemia da covid-19 e alvo de novos pedidos de impeachment, o presidente Jair Bolsonaro afirmou, ontem, que não pode dizer que é um “excelente presidente”. Ele disse, contudo, estar “cumprindo uma missão” e fez referência a gestões anteriores. “Não vou dizer que eu sou um excelente presidente. Mas tem muita gente querendo voltar o que eram os anteriores. Já reparou? É impressionante. Estão com uma saudade de uma..., disse para apoiadores, sem concluir a frase.

CURTAS

PANELAÇOS – A fala do presidente se deu em meio a pressões sobre o Governo federal devido à atuação no combate à pandemia da covid-19. A sobrecarga do sistema de saúde em Manaus (AM) e a falta de oxigênio em hospitais afetou a imagem do governo e do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que já adota tom defensivo em seus discursos. Na sexta-feira, o governo de Bolsonaro foi alvo de panelaços em todo o País.

REAÇÃO DE YVES – O prefeito de Paulista, Yves Ribeiro, ficou uma arara com o ex-prefeito Júnior Matuto, que o acusou de mentiroso diante da polêmica de que havia usado o dinheiro do Fundef para pagamento de pessoal, o que é proibido por lei. "Essa é a situação do ex-prefeito, que depositou recursos dos precatórios do Fundef em conta de uso geral. Ao invés de depositá-los em conta específica, resolveu realizar transferência para contas de caráter geral, com o objetivo descarado de burlar a lei", desabafou.

Perguntar não ofende: A quem interessa, neste momento em que o País começa a melhorar o ambiente com a vacinação, o impeachment de Bolsonaro?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Com Biden no poder, EUA farão série de ações para enfraquecer Bolsonaro. Com o governo Biden, serão fortalecidas as condições políticas para a queda de Jair Bolsonaro.

Fernandes

Governo admite que ataques à China travam chegada de insumos para vacina. Integrantes do alto escalão do governo Jair Bolsonaro admitem que a relação conturbada do país com a China tem travado a importação de insumos para a produção das vacinas contra a Covid-19 no Brasil. O assunto foi um dos temas da reunião do presidente com ministros no Palácio do Planalto.

Fernandes

A Índia se nega a vender insumos para fabricação de vacinas para o Brasil, porque o Bolsonaro, para puxar o saco do Trump, foi contra a Índia em um pedido de suspensão temporária das patentes sobre suprimentos para o combate à Covid-19 – incluindo os imunizantes.

Fernandes

“NA SEGUNDA GUERRA MUNDIAL ADOLF HITLER MATOU MILHÕES DE JUDEUS NAS CÂMARAS DE GÁS. O BRASIL, EM MANAUS O PRESIDENTE E O GOVERNADOR MATARAM POR FALTA DE OXIGÊNIO.”

Fernandes

Achei muito emocionante o discurso da Jennifer Lopez em espanhol na posse de Biden. Pra que quem não entende espanhol, ela falou. Bolsonaro, o próximo a cair é você!



19/01


2021

Solidariedade decide apoiar candidatura de Baleia Rossi

O partido Solidariedade anunciou que mudou de lado na eleição para a presidência da Câmara e, agora, passará a apoiar o candidato Baleia Rossi (MDB-SP).

Antes, a bancada de 14 deputados vinha apoiando a candidatura do principal concorrente de Baleia, o deputado Arthur Lira (PP-AL). O Solidariedade havia anunciado apoio a Lira ainda em dezembro, no lançamento da campanha do político. A mudança foi definida em reunião da executiva nacional da legenda.

A eleição que definirá o novo presidente da Casa será no dia 1º de fevereiro e terá votação presencial, apesar do aumento no número de casos de Covid-19. O formato foi definido nesta segunda pela Mesa Diretora da Câmara.

Nos bastidores, apesar do apoio declarado a Baleia Rossi, integrantes da bancada afirmam ter maioria de votos a favor de Lira. Esses parlamentares afirmam que a mudança de apoio formal representa a posição dos demais membros da executiva do partido, e não necessariamente dos deputados.

Em nota divulgada pelo partido, o presidente da sigla, Paulinho da Força (SD-SP), citou a defesa da democracia e autonomia das decisões do Congresso para justificar a adesão à candidatura de Baleia.

Segundo a nota, a crise sanitária só será superada “com soluções bem negociadas pelos poderes Executivo e Legislativo, sem subordinação de qualquer espécie”.

“Por essas razões, incluindo o necessário enfrentamento pelo poder Legislativo na tão dramática pandemia, na crise econômica e no gravíssimo desemprego de milhões de trabalhadores brasileiros, que o Solidariedade decide apoiar a candidatura do deputado Baleia Rossi à presidência da Câmara Federal para o biênio 2021/2022”, diz um trecho da nota.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


19/01


2021

Cinco municípios ainda precisam retirar doses da vacina

Até a noite de hoje, 179 municípios pernambucanos e o arquipélago de Fernando de Noronha tinham retirado as doses de CoronaVac distribuídas pelo governo do estado, na primeira fase da vacinação contra a Covid-19. Cinco cidades, Camutanga, Condado, Ferreiros, Macaparana e São Vicente Ferrer, ainda não buscaram os imunizantes, segundo o estado. As informações são do G1/PE.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), as 270 mil doses da vacina enviadas pelo governo federal foram distribuídas às 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres) de Pernambuco. A partir daí, cabe a equipes de saúde de cada cidade retirar as doses.

O governo informou, ainda, que as cinco cidades alegaram problemas logísticos e "vão fazer retirada na quarta-feira (20)". Esses municípios ficam na 12ª Geres, localizada no interior de Pernambuco, na Zona da Mata Norte do estado.

Sendo assim, 97% das cidades já retiraram suas vacinas para começar a imunizar a população. Segundo o governo a expectativa é de vacinar, pelo menos, 3 milhões de pessoas nas quatro primeiras etapas da fase 1, a depender do envio de doses pelo governo federal.

Na primeira etapa, estão incluídos profissionais de saúde que atendem pessoas com Covid-19, indígenas aldeados, idosos em instituições de longa permanência e deficientes institucionalizados.

O estado informou que não foi possível fazer o balanço do número de vacinados, nas primeiras horas da campanha. Segundo o governo, os municípios enviam os dados ao governo federal, que não tinha disponibilizado as informações.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

19/01


2021

Araripina inicia campanha de vacinação contra a Covid

A campanha de vacinação contra a Covid-19 teve início, hoje, em Araripina. A primeira vacinada foi a Irmã Regina Maria de Sá, de 80 anos, que durante 32 anos foi diretora do Hospital e Maternidade Santa Maria e contribuiu incansavelmente para a saúde pública da cidade. No mesmo ato, Maria Alessandra Fernandes, 54 anos, técnica de enfermagem com 22 anos de atuação na saúde, foi a segunda imunizada. Ambas representam os grupos iniciais que serão vacinados a partir de amanhã.

Nesta primeira fase da etapa 1, profissionais que estão na linha de frente no combate à pandemia serão vacinados. A orientação do Ministério da Saúde é que o intervalo entre a primeira e a segunda dose seja de 30 dias. Os idosos a partir de 75 que também fazem parte do grupo prioritário da primeira fase e os grupos prioritários das fases 2,3 e 4 serão vacinados conforme novos lotes de vacinas forem enviados para a Secretaria Municipal de Saúde.

O prefeito do município, Raimundo Pimentel, comemorou o início da campanha de vacinação exercendo sua função de médico ao aplicar a primeira dose em Irmã Regina. “Neste dia histórico, Araripina inicia sua campanha de vacinação contra a Covid-19. A esperança se renova em nossos corações e agora faremos tudo o que estiver ao nosso alcance para vacinar os araripinenses. Vamos cumprir o cronograma estabelecido pelo Ministério da Saúde e continuar em alerta com as medidas de prevenção. Fazendo isto, em breve poderemos comemorar o fim da pandemia. Deus abençoe Araripina e seu povo!”, disse o gestor.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


19/01


2021

Petrolina vacina técnica de enfermagem em ato simbólico

Atuante durante toda a pandemia na linha de frente no combate ao coronavírus, a técnica em enfermagem Edneide Souza foi a primeira petrolinense a receber a vacina da Covid-19. A escolha da profissional foi uma homenagem a todos os trabalhadores de saúde para marcar o início da imunização na capital do Sertão do São Francisco, na tarde de hoje. 

Edneide Souza, 42 anos, dedica-se à enfermagem há mais de duas décadas. Atualmente, a técnica trabalha no hospital de campanha municipal, cuidando de pacientes com covid-19. Além de Edneide, foram vacinadas no ato simbólico a enfermeira da atenção básica Andrea Formiga e a técnica de enfermagem Joana Cariri, ambas também atuam na linha de frente contra o coronavírus e são da rede municipal.

Junto com as profissionais de enfermagem serão vacinados, nessas primeiras semanas, mais de 2.500 trabalhadores da saúde envolvidos diretamente no enfrentamento ao vírus. Também serão imunizados idosos atendidos em abrigos e outros serviços de longa permanência. Com isso, Petrolina aplicará as 8.506 doses que foram enviadas pelo Governo Federal no primeiro lote.

O prefeito Miguel Coelho agradeceu a dedicação dos profissionais de saúde, ressaltou a necessidade da população acreditar na vacina e manter os protocolos de prevenção à covid-19. "Não tem como chegar nesse dia e não lembrar dos que perderam as vidas nessa pandemia. Então, apesar da grande esperança que chega com a vacina, continuamos enfrentando um momento muito doloroso. Por isso, expresso minha gratidão a todos os profissionais que estão nessa luta e clamo à população para acreditar na vacina e continuar se protegendo. Vamos juntos superar essa pandemia e ter dias melhores em Petrolina e em todo o Brasil", falou o prefeito sertanejo.

Petrolina perdeu 166 vidas para a covid-19. Ainda assim, a cidade sertaneja é a que tem a menor mortalidade por coronavírus entre todos os municípios com mais de 200 mil habitantes no Nordeste. A meta da equipe de saúde de Petrolina agora é concluir a aplicação das 8.506 doses em duas semanas.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Jornao O Poder

19/01


2021

Editorial traz orientações sobre a vacinação no Brasil

No Frente a Frente de hoje, programa que ancoro pela Rede Nordeste de Rádio, o meu editorial foi sobre a descrença que há com relação a vacina de combate o novo coronavírus e já está sendo aplicada no Brasil. O opinativo também trouxe informações e orientações com relação a imunização. Vale a pena conferir!

O Frente a Frente tem como cabeça de rede a Rádio Hits 103,1 FM, em Jaboatão dos Guararapes.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


19/01


2021

Yves diz que Matuto é um mentiroso contumaz

O prefeito de Paulista, Yves Ribeiro (MDB), desmentiu com veemência a informação divulgada pelo ex-gestor do município, Júnior Matuto (PSB), neste blog, dando conta de que o Tribunal de Contas da União (TCU) garantiu a legalidade do pagamento de honorários advocatícios com recursos do extinto Fundef (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino e Valorização do Magistério).

De acordo com o atual prefeito, ao fiscalizar a aplicação de recursos dos precatórios do fundo, o TCU constatou que eles foram utilizados para a realização de despesas não enquadradas como de manutenção e desenvolvimento do ensino. "Essa é a situação do ex-prefeito, que depositou recursos dos precatórios do Fundef em conta de uso geral. Ao invés de depositá-los em conta específica, resolveu realizar transferência para contas de caráter geral, com o objetivo descarado de burlar a lei", esclareceu Yves.

Ainda segundo o emedebista, tal situação, inclusive, não possibilitou o TCU estabelecer uma conexão lógica entre os recursos dos precatórios e as despesas que deveriam ser de acordo com o que preconiza a lei.

Em relação às críticas do ex-gestor socialista, que classificou as denúncias como infundadas, o chefe do Executivo municipal afirmou que ele sempre nega com cara de pau as irregularidades administrativas praticadas em sua administração. "Foi assim quando ele foi afastado da prefeitura por duas vezes em razão de graves denúncias de desvio de recursos dos cofres públicos. Seremos implacáveis no combate à corrupção. Em respeito ao dinheiro do povo, vamos dar publicidade a todas as ilegalidades cometidas pelo ex-prefeito no exercício do seu mandato, doa em que doer", arrematou Yves.

Em audiência na tarde de ontem com o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Dirceu Rodolfo, ele fez menção ao desvio de recursos do Fundef na gestão anterior. O magistrado aproveitou a ocasião para manifestar sua profunda admiração pela trajetória de homem público sério e probo, trilhada por Yves ao longo de quase 40 anos de vida pública. Fez, ainda, alusão as 29 contas dele aprovadas por aquele egrégio tribunal.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha