Blog do Magno 15 Milhões de Acessos 2

24/03


2013

Precedente inglês gera preocupação da mídia no Brasil

Do Portal Brasil247

 A história é conhecida. Mais ou menos na mesma época, no início do ano passado, dois escândalos paralelos eclodiram.

Na Inglaterra, foi descoberta a conexão entre um esquema de grampos ilegais, que envolvia policiais e jornalistas do News of the World, de Rupert Murdoch. Jornalistas e policiais foram presos e o jornal foi extinto, não sem antes pedir desculpas ao público, em sua última edição. Mais recentemente, a Inglaterra, um país de tradição libertária, aprovou uma nova regulamentação para a mídia, que cria um órgão externo para fiscalizar a atividade de jornais, revistas e demais meios de comunicação.

No Brasil, a Operação Monte Claro, da Polícia Federal, expôs as vísceras da organização do bicheiro Carlos Cachoeira, que, antes desse episódio, era chamado de ''empresário de jogos'' pela revista Veja. Especializado em todo tipo de interceptações, muitas vezes ilegais e clandestinas, o grupo de Cachoeira possuía um braço forte nos meios de comunicação, cuja peça mais forte era Policarpo Júnior da revista Veja. O desfecho aqui, no entanto, foi bem diferente. Graças a um acordo entre veículos conservadores de comunicação e o PMDB, Policarpo não foi convocado pela CPI do caso Cachoeira. Embora o relatório tenha citado o nome de vários jornalistas, nenhum foi indiciado, uma vez que o texto de Odair Cunha (PT-MG) não foi nem sequer apreciado pela comissão.

Mas Veja, no entanto, parece ter informações que a amedrontam. Na edição desta semana, a revista aborda o caso do News of the World e diz que ele será empregado no Brasil com fins torpes. ''A medida interrompe 300 anos de liberdade de imprensa e vai ser aproveitada pelos liberticidas no Brasil'', diz o texto, numa reportagem interna. Mais do que isso, com tremenda desfaçatez, o diretor de redação, Eurípedes Alcântara, também aborda o caso no editorial ''Crime e Castigo'', com imagem do News of the World, como se Veja não tivesse nada a ver com a discussão. Diz Eurípedes que a regulação prejudica a liberdade e que a função da imprensa séria é ''de ser os olhos e ouvidos da nação na busca da verdade e na vigilância constante sobre os poderosos''.

O fato incontestável, no entanto, é que, em vários momentos, Veja foi olhos e ouvidos de Cachoeira em defesa dos interesses privados do próprio bicheiro, na sua relação de extorsão sobre os poderosos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

24/03


2013

Aécio não anda de jegue nem come carne de bode

DO BLOG DE RENATO RIELLA

 Aécio Neves disse a um importante político mineiro, seu confidente, que não tem o menor saco para sair por aí, de buraco em buraco, comendo carne de bode, numa campanha eleitoral difícil de ganhar.

Todo mundo sabe disso, mesmo sem ouvir nenhuma palavra da boca deste neto de Tancredo Neves. Mas o PSDB vai acabar lançando Aécio Neves como candidato na disputa com a presidente Dilma Rousseff.

É claro que as chances são mínimas, mas eleição é destino. Aécio é testemunha do drama de Tancredo, que foi eleito em 1985 e ficou mortalmente afetado na véspera da posse, morrendo sem virar presidente (Sarney, o vice, ganhou cinco anos de mandato). Foi puro destino. Portanto, tudo pode acontecer.

O mais provável, porém, é que Aécio seja mesmo obrigado a concorrer para que sobreviva algum nível de oposição no Brasil.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu no Zap

24/03


2013

Comuna do soçaite: Protógenes contrata socialite

 O PCdoB já pregou o comunismo maoísta e albanês. Seu deputado Protógenes Queiroz (SP) adotou outra estratégia: detonar o capitalismo por dentro. Em 2012, casou-se com Roberta Luchsinger, herdeira do Crédit Suisse. Agora, contratou Marie Mansur, filha de Ricardo Mansur, o empresário que enterrou o Mappin e a Mesbla. Quem paga Marie é a Câmara? “Não estou autorizada a dar essa informação”, diz ela. Esse Protógenes vai de Mao a melhor.  (Igor Paulin - Época)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/03


2013

10% ou nada: é o limite mínimo para Eduardo sair candidato


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

o povo da de olho

TEM GENTE QUE NÃO GOSTA DE APOSENTADO,MILITAR,POLICIAL E PROFESSOR.



24/03


2013

Lula vira nome de hospital do câncer em Barretos

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu o Sistema Único de Saúde (SUS) neste sábado, durante inauguração da unidade infantil do Hospital do Câncer de Barretos, no interior de São Paulo. A unidade foi batizada com o nome do ex-presidente. O hospital é privado, mas atende somente pacientes do SUS. A direção diz que a homenagem é motivada pela ajuda que Lula deu ao centro médico no período em que foi presidente. Em seu discurso, ao elogiar o hospital, Lula disse que o local era uma prova da eficiência do sistema público de saúde brasileiro. - Isso prova que o SUS não é a porcaria que muitos querem que seja. Poucos países do mundo tem um sistema de saúde como nós temos no Brasil – disse Lula. (Do jornal O Globo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Arlindo Pereira da Silva

EX-PRESIDENTE INAUGURANDO OBRA? O QUE É ISSO?

jose carlos da silva

É obrigação do homem público fazer jus ao apoio e o salário que recebeu pelos feitos, porém o homenageador vai arrepender-se amargamente num futuro bem próximo. Aguardem!

enoque viana de oliveira filho

Não entendo, o ministro Alexandre Padilha diz que a saúde no Brasil é ruim, já por outro lado Dr. Lula diz que é uma das melhoes do mundo, dá prá acreditar ? Só sendo uma piada.


Banco de Alimentos

24/03


2013

Vinde a mim os eleitores: força da bancada evangélica


Deputados durante momento de oração

''O Senhor disse que aqueles que querem viver piedosamente serão perseguidos. Estamos vivendo um ensaio daquilo que ainda virá com mais intensidade contra os cristãos''.

VEJA

Com o colarinho desabotoado, terno e gravata escuros e camisa branca, o pastor Henrique Afonso (PV-AC) faz um alerta às pessoas que acompanham sua pregação na manhã da última quarta-feira. O local: o plenário número dois das comissões da Câmara dos Deputados. O público: oito deputados federais e trinta servidores do Congresso.O culto ocorre semanalmente. Os parlamentares-pastores fazem um rodízio. A cada semana, uma dupla divide a direção do serviço e a pregação do dia.

Na última quarta-feira, o sermão de Henrique Afonso estava relacionado à tensão gerada pela eleição de Marco Feliciano (PSC-SP), pastor da Assembleia de Deus, para a presidência da Comissão de Direitos Humanos. O deputado enfrenta resistência por afirmar que a união de pessoas do mesmo sexo é condenável e dizer que os africanos são vítimas de uma maldição dos tempos bíblicos.

O caso apontou os holofotes para a atuação da bancada evangélica no parlamento. Em parte pelos próprios defeitos, em parte pela incompreensão dos adversários políticos, esses parlamentares têm ganhado espaço cada vez maior no debate político nacional. E os sinais são de que eles vieram para ficar.

Clique aí e leia na íntegra A força da bancada evangélica no Congresso


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

S. C. B. M.

INDECENTES.

José Cezário dos Santos

Serão perseguidos o povo temente a Deus que vivem em santidade, esperando a sua volta, não os enganadores que usam o poder para se enriquecer ilicitamente. o verdadeiro crente está em sua igreja servindo ao senhor. os crentes políticos querem adiantar o apocalípse.



24/03


2013

Parece que compensa: a fortuna de Cachoeira

 A PF enviou ao Congresso, durante a CPI do Cachoeira, um relatório completo do patrimônio do bando do bicheiro.

Uma fortuna formada por 36 fazendas e chácaras, 58 apartamentos, treze casas, dezoito prédios e salas comerciais, 74 terrenos, 51 veículos de passeio, 32 motos, quatro caminhões, 21 empresas e 3 415 cabeças de gado.

No relatório, o valor estimado desses bens era de 167 milhões de reais.

Recentemente, a Justiça Federal decretou a perda dos bens de cinco integrantes do bando (incluindo Cachoeira) — uma bolada estimada em 100 milhões de reais. Há, portanto, muita gordura para queimar.(Lauro Jardim - VEJA)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Normando Lucio de Carvalho

TUDO ISTO É NORMAL, MAQUIAVEL JA PREVIA NAQUELA ÉPOCA!!.

Jânio Nunes

alguém ainda pergunta se parece que compensa? piada né, claro que sim, claro que compensa.

Carlos Neves

Pois é, e cadê o Joaquizão Barbosa ? Cadê o procurador geral da união, o clone do Jô Soares? Caladinhos e quietinhos.

enoque viana de oliveira filho

No meio de tanta corrupção calam-se as Leis no Brasil.


Jornao O Poder

24/03


2013

Jurisprudência especial

Paulo Moreira Leite - ISTOÉ

Uma cena incomum em um presídio maranhense. Preso pela morte do jornalista Décio Sá e acusado de comandar esquema de agiotagem envolvendo prefeituras do Maranhão, o empresário Gláucio Alencar deixou o presídio militar, chamado “Manelão”, onde cumpre prisão preventiva, e se dirigiu ao gabinete do corregedor-geral do Tribunal de Justiça maranhense, Cleones Carvalho Cunha. Depois da longa conversa a portas fechadas, voltou para a cela. O irmão do desembargador, Cleomar Carvalho Cunha (PSB), é prefeito deTuntum e já foi preso pela Polícia Federal em 2007. O corregedor diz que chamou oréu para ouvi-lo num processo administrativo sigiloso sem relação com o caso do agiota. Então tá.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/03


2013

Mensalão do DEM pode ser julgado ainda este ano

 A denúncia do Ministério Público Federal contra o ex-governador do Distrito Federal José Roberto Arruda deve ser julgada ainda neste ano pelo Superior Tribunal de Justiça, segundo o ministro Arnaldo Esteves Lima, relator da ação. O caso, conhecido como mensalão do Dem, envolve a participação de outras 36 acusados de integrar um esquema de corrupção e recebimento de propina. Arnaldo Lima disse que organizará no gabinete um “pequeno mutirão” para acelerar a análise da defesa dos acusados e elaborar o relatório.

A denúncia atingiu 37 pessoas por envolvimento com o esquema que ficou conhecido como mensalão do DEM no Distrito Federal. O principal denunciado é o ex-governador José Roberto Arruda, que chegou a ser preso quando o esquema foi desvendado e renunciou de seu mandato para não ser cassado. Entre os denunciados, está também o ex-vice-governador do DF Paulo Octávio.

O mensalão do DEM foi descoberto na Operação Caixa de Pandora, da Polícia Federal. O ex-secretário do Governo do Distrito Federal Durval Barbosa fez um acordo de delação premiada com o Ministério Público e, a partir daí, começou a gravar vídeos em que flagrava políticos de Brasília e integrantes do governo recebendo propinas. Entre eles, estava o próprio Arruda.

VEJA QUEM SÃO OS DENUNCIADOS DO MENSALÃO DO DEM

1) José Roberto Arruda – governador do Distrito Federal entre 2006 e 2010. Acusado de formação de quadrilha, corrupção ativa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

2) Paulo Octávio – vice-governador. Acusado de formação de quadrilha, corrupção ativa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

3) Durval Barbosa – secretário de Relações Institucionais. Acusado de formação de quadrilha, corrupção ativa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

4) José Geraldo Maciel – chefe da Casa Civil do DF. Acusado de formação de quadrilha, corrupção ativa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

5) Domingos Lamoglia – conselheiro do Tribunal de Contas do Distrito Federal, afastado desde 2009. Acusado de formação de quadrilha, corrupção ativa e lavagem de dinheiro.

6) Fábio Simão – chefe de gabinete de Arruda. Acusado de formação de quadrilha, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

7) Ricardo Penna – secretário de Planejamento e Gestão. Acusado de formação de quadrilha, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

8) José Valente – secretário de Educação. Acusado de formação de quadrilha, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

9) Roberto Giffoni – corregedor-geral do Distrito Federal. Acusado de formação de quadrilha, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

10) Omézio Pontes – assessor de Arruda. Acusado de formação de quadrilha, corrupção ativa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

11) Rodrigo Diniz Arantes – assessor de Arruda. Acusado de formação de quadrilha.

12) Adailton Barreto Rodrigues – funcionário da secretaria de Educação. Acusado de formação de quadrilha, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

13) Gibrail Gebrim – funcionário da secretaria de Educação. Acusado de formação de quadrilha, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

14) Masaya Kondo – funcionário da secretaria de Educação. Acusado de formação de quadrilha, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

15) Luiz Cláudio Freire de Souza França – diretor do posto de serviço Na Hora, do GDF. Acusado de formação de quadrilha, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

16) Luiz Paulo Costa Sampaio – presidente da Agência de Tecnologia da Informação. Acusado de formação de quadrilha, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

17) Marcelo Toledo – policial aposentado, seria um dos operadores do esquema. Acusado de formação de quadrilha, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

18) Marcelo Carvalho – executivo das empresas Paulo Octávio. Acusado de formação de quadrilha.

19) Nerci Bussanra – diretora da empresa Unirepro. Acusada de corrupção ativa e lavagem de dinheiro.

20) José Celso Gontijo – dono da empreiteira JC Gontijo. Acusado de corrupção ativa e lavagem de dinheiro.

21) Alexandre Tavares de Assis – diretor presidente da Info Educacional. Acusado de corrupção ativa e lavagem de dinheiro.

22) Antônio Ricardo Sechis – dono da Adler, empresa de informática. Acusado de corrupção ativa e lavagem de dinheiro.

23) Alessandro Queiroz – dono da CapBrasil Informática. Acusado de corrupção ativa e lavagem de dinheiro.

24) Francisco Tony de Souza – dono da Vertax, empresa de informática. Acusado de corrupção ativa e lavagem de dinheiro.

25) Gilberto Lucena – dono da Linknet, empresa de informática. Acusado de corrupção ativa e lavagem de dinheiro.

26) Maria Cristina Boner Leo – dona do Grupo TBA, da área de informática. Acusada de corrupção ativa e lavagem de dinheiro.

27) Eurides Britto – deputada distrital. Acusada de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

28) Leonardo Prudente – deputado distrital. Acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

29) Júnior Brunelli – deputado distrital. Acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

30) Roney Nemer – deputado distrital ainda em exercício. Acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

31) Benedito Domingos – deputado distrital ainda em exercício. Acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

32) Aylton Gomes – deputado distrital ainda em exercício. Acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

33) Odilon Aires – deputado distrital. Acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

34) Rogério Ulysses – deputado distrital. Acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

35) Pedro do Ovo – deputado distrital. Acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

36) Berinaldo da Ponte – deputado distrital. Acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

37) Benício Tavares – deputado distrital. Acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Alberto de Souza Macedo

Assim como o mensalão que não deu em nada, pois até agora ninguém foi preso, vai acontecer com este julgamento. Infelizmente no Brasil a justiça só funciona para os pobres.

Wellington Antunes

Por onde andam as viúvas dos prostíbulos que não aparecem nesse post para comentar? A hipocrisia é uma desgraça.