Blog do Magno 15 Milhões de Acessos

08/05


2008

BNDES: diretor liberava verbas e ia às comemorações

 Governadores, prefeitos e secretários de governos estaduais freqüentaram, nos últimos dois anos, o gabinete do diretor de Inclusão Social e de Crédito do BNDES, o petista Élvio Lima Gaspar, em busca de financiamento. Élvio, cuja carreira pública foi alçada pelo PT fluminense, é o responsável pelo contrato do banco com a prefeitura de Praia Grande (SP), que foi suspenso e está sob investigação da Polícia Federal.

Desde que assumiu a diretoria, em abril de 2006, Élvio vive intensa agenda política. Além de atender em seu gabinete, participa de solenidades de assinatura de contratos de financiamento, como ocorreu em Praia Grande. Em dezembro do ano passado, por exemplo, participou de ato no Paraná em que foram assinados 53 contratos, no valor de R$ 349,8 milhões, para atender 41 municípios.

Mesmo passando pelas mãos de mais de 30 funcionários, os financiamentos não são aprovados sem o aval do diretor. Ele não é funcionário de carreira, mesmo assim é visto nessas cerimônias falando em nome do BNDES. Essa não é uma prática recorrente na instituição, que, por ser um banco de fomento, costuma centralizar na figura do presidente a função de porta-voz. O Globo


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

08/05


2008

Dilma: Agripino levantou a bola e engoliu o sapo

 José Agripino Maia (DEM-RN) passou a maior saia justa depois de provocar a ministra Dilma Roussef (Casa Civil). Durante o depoimento dela mais cedo, Agripino lembrou que a ministra já admitiu ter mentido durante a ditadura militar de 1964. Era a deixa que ela precisava para vencer as suspeitas de seu envolvimento com um dossiê e sair do Senado como heroína.

(Do blog do Noblat)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Orlando Leite Santos

Meu avô já dizia; Quem fala o que quer escuta o que não quer. Esse filhote da ditadura pensa que todos são mendiocres feito ele? Bem feito, se para ele uma totura é igual á um interrogatório legal, ele está no lugar errado.

joao daniel neto

José Serra vai dar a resposta a Dilma nas urnas UMA LAPADA NA RACHADA...

Wendell dos Santos Silva

Rousseff deu uma peiada no abestalhado do Agripino.

Garanhuense

Esses DEMonios, são um bando de inbecis.


Abreu no Zap

08/05


2008

"Isto aqui não é um jogo"

 De editorial da Folha de S.Paulo

ISTO AQUI não é um jogo, disse o senador Arthur Virgílio (PSDB-AM), já no fim do depoimento da ministra Dilma Rousseff na Comissão de Infra-Estrutura do Senado. Não vinha portanto ao caso, continuou o líder oposicionista, saber quem ganhara e quem perdera, no esperado confronto entre a titular da Casa Civil e a ''banda de música'' de tucanos e demistas.

As considerações de Arthur Virgílio não deixam de ser reveladoras, mais uma vez, do efeito político que acabam tendo as convocações de figuras-chave do Executivo ao palco parlamentar. A oposição tende a acumular mais derrotas do que vitórias, seja porque não tem como colocar em debate a quantidade de informações de que dispõem os membros do governo, seja porque o despreparo estratégico e a mediocridade vigente na vida legislativa não oferecem maiores entraves à atuação dos convocados.

Na tarde de ontem, tudo começou com uma péssima idéia do senador José Agripino (DEM-RN): julgou pertinente trazer à baila uma entrevista em que a ministra contou ter mentido muito às forças da repressão.

''Eu fui barbaramente torturada, senador'', respondeu Dilma Rousseff. ''Qualquer pessoa que ousar falar a verdade para os torturadores, entrega os seus iguais. Eu me orgulho muito de ter mentido na ditadura, senador.'' A força emocional e política de uma resposta desse tipo só poderia marcar negativamente as acirradas disposições de ânimo com que a oposição iniciava seus questionamentos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

joao daniel neto

Dilma vai ter a resposta nas urnas José Serra vai dar UMA LAPADA NA RACHADA...

Ricardo Guerra

A resposta que a Dilma deu a este babão de general foi simplesmente brilhante. Cadê os comentaristas da direitona ?

josé arnaldo amaral

Filhotaço da ditadura militar, Agripino Maia, e sua burra ironia, consagrou a candidatura presidencial da mãe do PAC. Certamente o Mulá sorveu umas carvalheiras louvando o mauricinho potiguar...



07/05


2008

Desempenho de Dilma no Senado deixou Planalto eufórico

 O clima no Palácio do Planalto foi de comemoração pelo longo depoimento, nesta quarta-feira, 7, da ministra da Casa Civil, Dilma Roussef, na Comissão de Infra-Estrutura do Senado. Por meio de assessores, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que "era isso o esperado".  Lula assistiu a trechos do depoimento num monitor de tevê instalado no seu gabinete, no terceiro andar. Ao longo da tarde, entre uma audiência e outra, o presidente e ministros mais diretos, como os da Comunicação Social, Franklin Martins, e de Relações Institucionais, José Múcio, viram juntos partes do debate, fazendo avaliações positivas.

Segundo fontes do Palácio, Dilma Rousseff venceu a batalha, na opinião dos três, logo no início do depoimento, quando afirmou, em resposta ao senador José Agripino (DEM-RN), "em tom ao mesmo tempo emocionado e objetivo", na visão das fontes, ser preciso mentir sob tortura para livrar companheiros da morte no auge da repressão da ditadura militar.

Na visão do Planalto, o caso do suposto dossiê que teria sido produzido na Casa Civil para atemorizar a oposição na CPI dos Cartões Corporativos, motivo que levou a oposição a obter a convocação da ministra, ficou em segundo plano, suplantado pelos dados do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

O ministro de Relações Institucionais considerou "positivo" o depoimento. "Ela se saiu bem, conforme o previsto", disse José Múcio a assessores. Nas conversas com os jornalistas, os assessores do Planalto procuravam demonstrar sobriedade e distanciamento ao analisar o depoimento, mas em alguns gabinetes era visível o clima de euforia com o desempenho da ministra da Casa Civil.(Portal Estadão)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

joao daniel neto

Resposta José Serra vai dar a Dilma nas urnas...UMA LAPADA NA RACHADA

Garanhuense

Dilma Roussef. Torturada e quase morta durante a ditadura militar em luta pela democracia. 4 décadas passadas vem os DEMonios que mamaram nas tetas dos militares e tentam de forma sarcástica brincar com a ministra. Ouviram o q não quiseram ouvir. Valeu Dilma!

Paulo Kigrer

Brasil noveleiro, este o nosso...



07/05


2008

Aécio descarta candidatura própria do PSDB em MG

 O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), descartou nesta quarta-feira a possibilidade de o PSDB lançar candidatura própria em Belo Horizonte nas eleições de outubro.

''Isso não está sendo cogitado agora. Eu acho que a chapa é essa que está colocada e vamos trabalhar para fortalecê-la'', disse. Aécio costura com o prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel (PT), uma parceria na cidade em torno da candidatura de Márcio Lacerda (PSB), mas a Executiva Nacional do PT não quer a aliança.

''Alguns preferem valorizar mais ou dar mais importância ao embate político ou à vaidade pessoal ou à vitória dessa ou daquela sigla. Eu acho que nós amadurecemos suficientemente na política mineira para propor algo dessa dimensão. Essa aliança é consistente por uma única e exclusiva razão: é o que a população de Belo Horizonte quer. Ela não quer ruptura de algo que vem dando certo ao longo desses últimos seis anos'', afirmou. Da Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

07/05


2008

Caso Dorothy prejudica imagem do Brasil, diz ministro

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Celso de Mello, disse que a absolvição do fazendeiro Vitalmiro Bastos de Moura, o Bida, acusado de ser o mandante da morte da missionária Dorothy Stang, em fevereiro de 2005, no Pará, pode prejudicar a imagem do país.

Bida tinha sido condenado a 30 anos de prisão em seu primeiro julgamento. Como a pena foi superior a 20 anos, o réu teve direito a um novo julgamento. Na noite de ontem, ele foi absolvido.

- Isso (absolvição) pode transmitir não apenas ao país, mas à própria comunidade internacional, uma sensação de que os direitos básicos da pessoa não teriam sido respeitados, notadamente os da vítima - disse Celso de Mello.(JB Online)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


07/05


2008

Pedido de Loreto adia votação do caso dos delegados

 Um pedido de vistas do conselheiro Marcos Loreto adiou para a próxima quarta-feira a decisão do Tribunal de Contas sobre o concurso para delegado de polícia, ora em fase de execução por parte do Governo do Estado.

Mês passado, o TCE aprovou Medida Cautelar recomendando à Secretaria Estadual de Administração que se abstivesse de nomear os concursados enquanto a Corte não se pronunciasse oficialmente sobre a legalidade do Edital, contra o qual foram feitos diversos questionamentos na Ouvidoria do órgão.

O procurador geral do Estado, Tadeu Alencar, questionou a decisão do TCE e o caso foi levado ontem a julgamento pela conselheira Teresa Duere.

Segundo ela, o único interesse do TCE neste caso é com a legalidade do Edital e a segurança jurídica dos concursados. ''Tive e tenho, como cidadã, as mesmas preocupações do Governo do Estado com a segurança pública. Mas, na condição de relatora deste caso, a nossa preocupação é que os delegados concursados tenham um ingresso seguro na carreira. Nossa atuação é preventiva e também de legalidade'', afirmou Teresa Duere.

Conforme adiantou na semana passada, a inclinação dela é pela manutenção da Medida Cautelar até que a Secretaria de Administração convoque para fazer a segunda etapa do concurso (aulas na Academia de Polícia Civil) todos os candidatos aprovados na primeira fase e não apenas os 165 primeiros colocados, o que corresponde, exatamente, ao número de vagas.

Segundo ela, o Edital é claro a esse respeito: a nota será atribuída com base na média aritmética das duas fases, de onde se deduz que todos os candidatos que foram aprovados na primeira têm o direito de fazer a segunda. Chamar apenas os 165 primeiros colocados, na opinião da conselheira, equivale a fazer uma pré-nomeação, pois significa que cada candidato está concorrendo com ele mesmo.

O procurador Tadeu Alencar fez a defesa oral do Governo do Estado, mas antes que o caso fosse a julgamento o conselheiro Marcos Loreto pediu vistas ao processo. Loreto explicou que a sua atitude não tem finalidade ''procrastinatória'' e visa tão-somente a uma análise mais aprofundada das peças do processo para ter condições de proferir o voto.

O presidente Severino Otávio, ao conceder as vistas, disse que é dever do Tribunal de Contas zelar pelo interesse público e, também, pela legalidade admnistrativa.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Jornao O Poder

07/05


2008

Gilmar representa o MPCO na reunião de Surubim

 O procurador Gilmar Severino de Lima representou o TCE, ontem, em Surubim, na reunião conjunta com o Ministério Público, para o acerto de detalhes da "Operação Eleições". Foi a terceira reunião conjunta das duas instituições para combinarem a ação preventiva que será desenvolvida no Estado com vistas ao combate à utilização de recursos públicos com finalidade eleitoral.

Na primeira, em Caruaru, o Ministério Público de Contas foi representado pelo procurador Ricardo Alexandre. Na segunda, anteontem, de manhã, na sede das Inspetorias Metropolitanas, no bairro das Graças, o órgão se fez representar pelos procuradores Dirceu Rodolfo de Melo Júnior e Maria Nilda da Silva. E, ontem, em Surubim, por Gilmar Severino de Lima. Na quarta reunião conjunta, em Salgueiro, no próximo dia 20, o MPCO será representado pelo procurador Paulo Roberto e na quinta, dia 21, em Arcoverde, pelo procurador Gustavo Massa. A idéia do procurador geral é que todos os procuradores tenham acesso a essas reuniões.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


07/05


2008

Promotor suspeita de crime eleitoral em Petrolina

O Ministério Público e a Polícia Militar flagraram na noite de ontem (6), dois ônibus levando moradores da zona rural de Petrolina, no Sertão de Pernambuco, até o centro do município para regularizar o título de eleitor.

O primeiro transporte coletivo foi abordado no centro da cidade, depois que o promotor eleitoral Gustavo Tourinho recebeu denúncia anônima de que cabos eleitorais estariam arregimentando eleitores para tirar o título ou transferir o domicílio eleitoral.

“Esse pessoal foi arregimentado por determinado cabo eleitoral, prestando interesse a algum candidato daqui de Petrolina”, disse o promotor. (Do portal pe360graus)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha