Blog do Magno 15 Milhões de Acessos 2

11/05


2008

Oposição paraibana quer levantar prejuízos de Cássio

Deputados de oposição na Paraíba querem a realização de uma auditoria independente para levantar prejuízos causados por pelo menos 20 grandes escândalos no governo paraibano de Cássio Cunha Lima (foto), do PSDB, de janeiro de 2003 até agora.

 

Levantamento feito pelos parlamentares estaduais do PMDB, PT e PSB aponta denúncia de uma irregularidade grave a cada três meses. Preocupados, os deputados avaliam que o estado pode se tornar inviável do ponto de vista administrativo e financeiro.

 

Constam do levantamento realizado pelos parlamentares as denúncias de desvio de recursos no Funesbom, superfaturamento e irregularidades em processos de licitação para compra de pão, combustíveis, leite e sementes. Os deputados relacionam ainda denúncias envolvendo ainda o Prodetur 2, a compra de medicamentos excepcionais e a gestão da saúde e de hospitais.

 

E ainda: o excesso de gastos com publicidade por intermédio da empresa MIX, venda da folha de pessoal, compra de verduras e frutas, aluguel de jatinho (táxi aéreo), pagamento de gratificações ao tenente Allysson (contracheque) e a distribuição de cheques em Campina Grande.  (Correio da Paraíba)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Pedro Batista Filho

Com a palavra, os defensores de tucanos.

adolfo henrique nunes monteiro

só não sei como este cidadão ainda consegue permanecer no poder. quem dá guarida a uma figura como essas? meu deus, por isso que cada vez mais eu me decepciono c este pais.


O Jornal do Poder

11/05


2008

Vazador de dossiê usou e-mail do Palácio do Planalto

José Aparecido Nunes Pires (foto), funcionário apontado como autor do vazamento para a oposição dos relatórios com gastos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, teria usado seu e-mail do Planalto para enviar as informações, segundo reportagem do "Jornal Nacional".

 

As mensagens eletrônicas teriam sido enviadas ao assessor do senador Álvaro Dias (PSDB-PR), André Fernandes, no dia 20 de fevereiro, de acordo com a Folha de São Paulo. Aparecido é militante histórico do PT. Foi levado para a Casa Civil por José Dirceu, o antecessor de Dilma.

 

Tanto a PF como a sindicância interna têm provas de que foi anexada em uma dessas mensagens, datada de 20 de fevereiro, a planilha em Excel de 28 páginas com gastos editados e comentados de FHC, Ruth Cardoso e ex-ministros. (Folha Online)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Cátia Santos

Sr. Pedro, VERGONHA É VER DESCARADAMENTE a DESONRA DO NOSSO PAÍS, E o senhor APROVANDO DESCARADAMENTE AS NOJEIRAS POR NÓS APRESENTADAS... Fico PERPLEXA na defesa de CORRUPTOS, pois pra mim é o MESMO QUE CORROMPIDOS, e aqui mostra não o SR. mas, MUITOS QUE SE ACOMODARAM NOS ROUBOS EXPLICITOS...

Pedro Batista Filho

Sra. Cátia, vergonha também é defender tentativa de homicídio e dizer q a "alta criminalidade é bom" p/ servir p/ desmacarar "certos" governantes". Há, e se vou o seu caso," FELIZ DIAS DAS MÃES"

Pedro Batista Filho

Se ele trabalhava no planalto, de onde mais poderia ter sido enviado o E-mail?O q se tem de descobrir é o "por quanto" ele passou p/ o gabinerte de Alváro Dias e "porque" este passou p/ Veja.

Cátia Santos

Mais uma vez COMPROVADO as MENTIRAS DESTES PETISTAS. E ainda existem quem DEFENDAS ESSAS NOJEIRAS, pois, isso só nos faz ver que QUEREM CONTINUAR COM AS MENTIRAS POR ELES (PT) APRESENTADAS. VERGONHA!!! VERGONHA!!!! VERGONHA!!! FORA CAMBADA DE MENTIROSOS...


Abreu no Zap

11/05


2008

Lobista dava fone de Paulinho no esquema do BNDES

Apontado como artífice do desvio de verbas do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e preso há 17 dias pela Polícia Federal na Operação Santa Tereza, o lobista João Pedro de Moura abria portas de repartições públicas e gabinetes de autoridades estaduais, municipais e federais dando como referência sua estreita ligação e amizade com o deputado Paulo Pereira da Silva (foto), o Paulinho da Força (PDT-SP).

 

A seus interlocutores entregava sempre o cartão de apresentação, no qual se identifica como assessor de gabinete do deputado. Seu endereço de trabalho, que consta do cartão, é o gabinete 217 do Anexo 4 da Câmara. É o gabinete de Paulinho. Telefone para contato e número de fax que ele dava em suas andanças pelo poder são os da sala do parlamentar.

 

No rastro de Moura, a PF passou a suspeitar de Paulinho. Pegou conversas do lobista com outros integrantes da organização falando em divisão de dinheiro. "Tem a parte do Paulinho", disse Moura, mais de uma vez. Para a Polícia Federal, Paulinho é Paulo Pereira da Silva. (O Estado de S. Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

joao daniel neto

Algema esse ladrão de galinhas...



11/05


2008

Oposição vê uso político nas ações do Governo

Márcio Vinícius - Agência Nordeste

 

Os recordes de popularidade do presidente Luiz Lula nas pesquisas de avaliação do governo e de intenção de votos impressionam. Em média são duas mil pessoas entrevistadas em 136 municípios de 24 Estados que se tornam o universo total de eleitores brasileiros. Mas se os números da pesquisa forem analisados com uma lupa perceber-se que as regiões do país onde é maior a aprovação ao governo Lula receberam mais recursos per capta da União em convênios com Estados e municípios.

 Na última segunda-feira, o presidente Lula confirmou publicamente, em Teresina (PI), que tem procurado desenvolver uma política de assistência especial para o Nordeste. Lula disse que está cansado de ver nordestino ser tratado apenas como pedreiro. Para o presidente, os nordestinos devem aproveitar os investimentos do governo em educação para que possam ser engenheiros ou médicos e disputar "as melhores" vagas do país.

 

"É por isso que estamos fazendo investimentos em escolas técnicas, no ensino fundamental, parcerias com prefeitos para construção de creches e investindo em universidades. Estou cansado de ver o nordestino ser tratado apenas como pedreiro. Eu quero o nordestino como engenheiro, como médico, disputando as melhores vagas deste país", discursou Lula.

 

As medidas governamentais, no entanto, encontram resistência na oposição e são apontadas de eleitoreiras. "Não é possível que não se perceba o que está acontecendo neste ano com as viagens do presidente com a desculpa de que está lançando obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). São pelo menos três fatores que explicam essa performance de Lula nas pesquisas. Primeiro são os programas sociais utilizados da forma mais assistencialista possível, indiscriminado. Ele (Lula) distribui dinheiro. Isso em campanha eleitoral é crime", avalia o líder do PSDB, José Aníbal (SP).

 

O líder tucano sustenta que a boa popularidade do presidente Lula tem sido impulsionada especialmente pelas viagens. A seqüência de viagens do presidente Lula país afora para inaugurar obras também tem incomodado parlamentares de partidos da base governista.

 

Declaradamente oposicionista ao governo Lula, o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) afirma que Lula utiliza o PAC como instrumento de campanha política. Jarbas acredita que a Justiça Eleitoral precisa se posicionar e, se necessário, enquadrar o presidente e seus ministros, que transformam o programa em um "palanque eleitoral".

 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Alex Sidney Freire de Siqueira

Descobriram a polvora!!! Sarney usou o cruzado, FHC usou o plano real e Lula usa o PAC e o bolsa família. Errado, nada, certíssimo. Se os planos fossem ruim a oposição não reclamava. Que reclamem dos projetos e não do seu uso, pois cada político deve arcar com o ônus e o bônus de suas escolhas.

guilherme alves

A oposição é inocente, e incompetente. Todos os oposicionistas, principalmente os que passaram por cargos executivos, sempre usaram os cargos para fins políticos. O nosso senador quando governador assim procedia. Nós pernambucanos presenciaávamos isso, e entendíamos como normal.



11/05


2008

''''Brasil rumo ao palco mundial'''', diz jornal inglês

 A edição deste sábado do jornal britânico The Guardian dedica uma página inteira ao "país do futuro", o Brasil, explicando por quê muitos acreditam que finalmente "o gigante adormecido da América do Sul" está acordando.O diário diz que muitos empresários e políticos brasileiros estão convencidos de que o Brasil está caminhando para um lugar de destaque no cenário internacional graças aos avanços na situação econômica do país.

"Graças em grande parte ao ''boom'' mundial das commodities, esta região de plantação de soja (o Mato Grosso) se transformou na vanguarda da marcha do Brasil rumo ao palco mundial", começa dizendo a matéria, assinada pelo repórter Tom Phillips.

Ele lembra que apesar de o Brasil ter sido conhecido como o país do futuro há muito tempo, uma série de crises econômicas e políticas, além de 21 anos de ditadura militar, evitaram com que o país chegasse lá.

Momento favorável

"Agora as coisas parecem estar mudando. A moeda brasileira atingiu a maior alta dos últimos nove anos em relação ao dólar, a inflação está sob controle e milhões de brasileiros estão sendo empurrados em direção a uma nova classe média", afirma Phillips.

Ele também lembra que na semana passada, a agência Standard & Poor''s revisou para cima o rating concedido ao Brasil, melhorando a classificação geral para grau de investimento.

"De laranjas e minério de ferro a biocombustíveis, as exportações do Brasil estão estourando, criando uma nova geração de magnatas. O clube de milionários do Brasil aumentou de 130 mil em 2006 para 190 mil no ano passado - uma das taxas mais rápidas do mundo, de acordo com um estudo do Boston Consulting Group", afirma a matéria.

O texto do The Guardian também lembra das recentes descobertas de grandes reservas de petróleo pela Petrobras, que deram o apelido de "xeique Lula" ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva "e indicam a possibilidade de o Brasil se tornar um grande produtor de petróleo em breve".

O repórter encerra a matéria ressaltando que analistas acreditam que uma queda nos preços dos commodities pode acabar com o ritmo acelerado de crescimento do Brasil e outros questionam se os sistemas de infra-estrutura e educação são fortes o suficiente para manter o bom momento econômico.

"Tudo isso não significa que você tem crescimento econômico garantido. O Brasil ainda tem problemas estruturais sérios. Existem algumas armadilhas sérias que comprometem este crescimento: educação, ter uma mão-de-obra qualificada, saúde", ressaltou a economista da Fundação Getúlio Vargas, Lia Valls, citada na matéria.  (Da BBC Brasil)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Pedro Batista Filho

Todas as conquistas dos últimos anos, deve-se a (a DEMOCRACIA DOS MILITARES QUANDO GOVERNO, AO CONTROLE DA INFLAÇÃO DE SARNEY, AO CONFISCO DE COLLOR, E A PARIDADE DOLAR/REAL DE FHC), Lula, ñ fez nada, só tem sorte, e aproveita o q os outros fizeram(COITADA DA OPOSIÇÃO).

S. C. B. M.

O REP.TEM RAZÃO:OS MILIONÁRIOS FICARAM MAIS, PRINCIPALMENTE OS BANQUEIROS,AS RESERVAVA É UM SONHO.ENQUANTO ISTO PG.A GASOL MAIS CARA DO MUNDO,ERROU DIZER Q O lula É XEIQUE ;É CONHECIDO ARIBABA E OS 300 PICARETAS.AO CRESCIMENTO O PHILLIPS ESTA CERTO;Q SE ESPERA DE UM PAIS SE O Q IMPERA É A CORRUPÇO

guilherme alves

Só que não enxerga isso é a mídia brasileira, e os setores que a século não desjam o progresso do país. Em vez de nos preocuparmos com desenvolvimento, criação de empregos para população, agilizar as refomas o que os politicos fazem é fofocar e a mídia estampar as mesmas..


Banco de Alimentos

11/05


2008

O ''''direito'''' de avançar sobre propriedade privada

 Nada mais certo do que o ministro da Justiça mandar e a Polícia Federal prender os responsáveis pelo tiroteio sobre índios, na reserva Raposa-Serra do Sol, em Roraima. Jagunços e fazendeiros, até seus filhos, acabaram algemados e trazidos presos para Brasília.

Agora tem o reverso da medalha. Teriam os índios o direito de invadir uma fazenda cujo território reivindicam, mas com a decisão pendente de pronunciamento do Supremo Tribunal Federal? Por serem índios estarão acima e além da lei? Não mais pela Constituição e pelo Código Civil, mas pela prática, ainda são tidos como incapazes, mas autorizados a atropelar as mais simples regras de convívio social? A menos que se tenham filiado ao MST, imune a essas bobagens democráticas, dispunham da prerrogativa de avançar sobre propriedade privada, aliás, produtiva? Como todo mundo, cabia-lhes aguardar a palavra do Judiciário.

Mas se são incapazes de absorver os postulados da sociedade que precisa protegê-los, então o dever do ministro da Justiça será mandar investigar quem os estimulou. Que grupos, associações, religiões ou ONGs encontram-se por trás de suas reações infantis? Foram induzidos à invasão, como tem sido introduzido faz muito na prática da contestação, que não entendem o que seja.

Se há fazendeiros envolvidos em ações criminosas, pau neles. Mas se existem interesses escusos por trás da baderna encenada por índios, a recíproca precisa ser verdadeira.

Carlos Chagas - Tribuna da Imprensa


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


11/05


2008

Governador e senador acusados: formação de quadrilha

 O governador de Goiás, Alcides Rodrigues (PP), e o senador Marconi Perillo (PSDB-GO) foram denunciados pelo Ministério Público por formação de quadrilha, fraude processual, peculato, caixa 2 e outros crimes eleitorais, todos supostamente cometidos durante a campanha de 2006 e no início de 2007.

No documento, o procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, diz que Alcides e Marconi Perillo ''foram mentores e principais beneficiários de um esquema de captação ilícita de recursos, utilização de notas fiscais frias, pagamento de despesas de campanha por meio de laranjas e outras fraudes eleitorais''.

Além desses crimes, o procurador adianta que identificou indícios de outras ilegalidades praticadas pelo senador Marconi Perillo que não guardam relação com as eleições de 2006. A denúncia entregue ao STF não descreve esses indícios, mas Antonio Fernando adianta que todos serão investigados e, por isso, podem resultar em novas denúncias contra o senador.(Tribuna da Imprensa)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

S. C. B. M.

O JUCÁ TAMBÉM É DO PMDB E FAZ PARTE FAZ PARTE DA TROPA ÉTICA DO GOV.QUE ÉTICA? A ÉTICA QUE O luiz inácio TANTO FALA. TENS ALGUMA DUVIDA DO QUE ME REFERI ?.NÃO ADIANTA,OS ESCANDALOSA ESTÃO UNS APOIS OUTROS;É COMO UMA CAIXA DE PAPEL EM BANHEIRO SANITÁRIO.É MUITA DECÊNCIA NESTE GOV.;TENHAM MODERAÇÃO.

Pedro Batista Filho

Alguém avise ao cidadão abaixo que teme postar seu nome, que o Senador Marconi Perillo é do "PSDB", partido que ele tanto defende.

S. C. B. M.

QUEM ESTA DE FORA DIZ NUNCA Q O PERILO COM AQUELE PORTE Q SE APRESENTOU COMO PRESID. DA MESA No DEPOIMENTO DA DILMA É O Q FALA O M. PÚBLICO ? MAIS DA PARA DESCONFIAR,99% DOS ALIADOS DESTE GOV. TEM O PASSADO DENTRO DA LAMA. AINDA TEM QUEM DEFENDA ESTE GOV. Q SE DIZ ÉTICO. DIZ O luiz inácio.

guilherme alves

O ninho tucano mostra como são as transações, a ainda falta estourar a bomba Alston. Isso se a mídia deixar. Pois já está jogando para baixo do tapete. O cidadão Perillo, pretensamente honesto, levou o jornalista Kajuru, inclusive fechando a sua rádio K do Brasil, à loucura, Ná prática é um aético.


Jornao O Poder

11/05


2008

Secretário esclarece acusações sobre cargos na AL

 O secretário SebastiãoOlveira negou a acusação do seu colega parlamentar Moisés Filho, a respeito da barganha de cargos no gabinete da Assebléia Legislativa explicando que quando deixou o mandato manteve no gabinete apenas algumas pessoas que o ajudaram na campanha para deputado. "Perguntei se seria possível ele ficar com seis pessoas, nada mais do que isso. Elas trabalham no gabinete e também nas bases eleitorais. Não tenho direito a nenhuma verba do gabinete ou qualquer outro recurso. Das 18 pessoas do meu gabinete seis ficaram na Assembléia Legislativa. Se eu for para deputado federal fica difícil para mim ser secretário. Como justificar às bases e retirar do gabinete um filho de prefeito ou de vereador? Quero que eles trabalhem e colaborem com Moisés", afirmou.(Diario de Pernambuco - Cláudia Eloi)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

ZONA 71, SEÇÃO 10

Esse deputado e Secretario só tem promessa e festa para enganar os bestas, deixa de cumprir 90% das suas promessas e compromissos.



11/05


2008

Veja o que é o ''''rá-rá'''' entre deputados e suplentes

Assumir uma vaga no lugar do deputado titular nem sempre significa que o suplente terá plenos poderes para administrar seu próprio gabinete. Os acordos entre eles vão muito além de composição política. Em alguns casos, a divisão de espaço envolve acertos financeiras nos quais os recursos destinados à manutenção dos gabinetes são literalmente "rachados". A acusação partiu do deputado Moisés Filho (PSB), que ocupa a vaga deixada pelo secretário estadual de Transportes, o deputado licenciado Sebastião Oliveira (PR). O secretário, no entanto, nega qualquer acerto monetário.

Além de Moisés, que é policial militar reformado, os deputados Alberto Feitosa (PR), oficial da PM reformado, Nadegi Queiroz (PMN) e Isabel Cristina (PT) atuam como suplentes dos secretários estaduais Ângelo Ferreira (Agricultura e Reforma Agrária), Sílvio Costa Filho (Turismo) e João da Costa (que comanda a pasta do Planejamento Participativo do Recife ), respectivamente. Tanto os titulares quanto os suplentes negam qualquer tipo de acordo financeiro. Moisés, no entanto, assegura que tudo no seu gabinete é dividido meio a meio com Oliveira.

"Prática comum" - Segundo o parlamentar o "rá-rá" entre eles passa pela verba de pessoal, verba de gabinete, ticket alimentação, auxílio para combustível e divisão no quantitativo que cada deputado tem direito para empregar funcionários
.(Diario de Pernambuco - Cláudia Eloi)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

Se fosse ao contrário, podes crer, EU NÃO ACREDITARIA. Só um Moisés é que poderiar se insurgir contra certos faraós de meia tigela.

ZONA 71, SEÇÃO 10

Eu já sabia que isto aconteceria, isso é pouco... o deputadozinho fraco.