Lavareda

01/12


2020

Coluna da terça-feira

Primeiro cenário de 22

Como no Brasil a próxima eleição começa quando acaba a última, já é possível delinear um cenário para 2022 em Pernambuco? Ao manter a Prefeitura do Recife em sua estrutura de poder, evidentemente que o PSB saiu fortalecido. Seu candidato natural a governador é o prefeito Geraldo Júlio, que tem pela frente problemas que fogem da alçada política derivando para a judicial. São seis operações da Polícia Federal em seu lombo, que andam, com graves consequências.

Geraldo tem a seu desfavor também sua fraca e inoperante gestão, passando dos 60% de reprovação, sem tempo hábil para se recuperar. Vai depender do desempenho de João Campos no seu primeiro ano, que não será nada fácil diante da situação de dificuldades financeiras da Prefeitura. Some-se a isso o fato de não contar com apoio do Governo Federal e a má vontade do presidente Bolsonaro.

Do lado da oposição, três nomes saíram fortalecidos das urnas: Miguel Coelho (MDB), prefeito de Petrolina; Raquel Lyra (PSDB), prefeita de Caruaru; e, por fim, Anderson Ferreira, prefeito de Jaboatão dos Guararapes. Ainda incipiente, sem fazer nenhum tipo de movimentação, nem assumir a possibilidade, o ministro José Mucio Monteiro, que antecipou em um ano e nove meses sua aposentadoria do Tribunal de Contas da União, é uma alternativa corrente apenas hoje nos bastidores.

Bom gestor, revelação política no Estado, Miguel Coelho tem dois grandes desafios a enfrentar: a questão política-geográfica (um nome do Interior e de município distante, no Vale do São Francisco, já divisa com a Bahia) e a sorte do pai, o senador Fernando Bezerra Coelho, que deve ir à reeleição, mas não se sabe por onde. Anderson também é fato novo em gestão pública, mas seu grupo ainda é pequeno e precisa de mais amplitude, acima do universo evangélico.

Já Raquel Lyra, geograficamente, está bem mais próxima do eleitorado urbano da Região Metropolitana e sairia forte numa região com cerca de 1,5 milhões de eleitores, o entorno de Caruaru. Pesa o fato de ser mulher, filha de ex-governador, bem avaliada como gestora. Por fim, Marília Arraes merece um capítulo à parte. Saiu derrotada eleitoralmente, mas conquistou um capital político: 348,126 mil votos na capital.

Armando Monteiro e Mendonça Filho, o primeiro sem partido e o segundo do DEM, são nomes presentes na memória do eleitor, com densidade eleitoral, mas talvez estejam fora de 2022 por virem de seguidas derrotas eleitorais no Recife e no Estado. Certamente, entretanto, serão atores importantes na discussão de um projeto alternativo da oposição.

Mas tem pela frente a necessidade, se quiser de fato a entrar no jogo, de mudar de legenda. O PT foi o seu grande inimigo e está, literalmente, varrido do mapa do poder no País. Para onde ela iria, eis a grande questão. Teria que optar por uma legenda de centro-esquerda e começar a trabalhar, em tese, a unidade das oposições.

Abstenção – A abstenção geral nas eleições de segundo turno foi de 29,5%, a maior da história do País. Entre as capitais, a que teve maior abstenção foi Goiânia (GO), onde 36,75% dos eleitores não foram às seções de votação no domingo. Venceu o candidato Maguito Vilela (MDB), que está internado desde outubro devido à covid-19. “Tradicionalmente [a abstenção] é maior no 2º que no 1º turno. O ideal é que a abstenção tivesse sido menor, mas a verdade é que quando tudo começou se imaginava uma abstenção colossal”, declarou o presidente do TSE, Luís Roberto Barroso.

Golpe – O jornal britânico Financial Times repercutiu os resultados das eleições municipais no Brasil e disse que a escolha dos prefeitos foram um “golpe” para o presidente Jair Bolsonaro. A publicação ainda afirma que o PT também foi derrotado. Escreveu que o “establishment voltou”. “Partidos tradicionais do centro e centro-direita ganharam os grandes prêmios nas eleições municipais do Brasil”, diz o trecho inicial da reportagem, que destacou a vitória de Bruno Covas (PSDB) sobre Guilherme Boulos (Psol), em São Paulo.

Sinal verde do STF – O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), voltou a dizer que não será candidato a um novo mandato à frente da Casa porque a Constituição não permite. Não falou, porém, se não será candidato mesmo que o STF (Supremo Tribunal Federal) o libere para concorrer. “Não trabalho por hipótese”, declarou. Segundo informações de bastidores em Brasília, o Supremo já tem votos suficientes para permitir que ele e o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), candidatem-se novamente. As eleições nas Casas estão marcadas para fevereiro.

Mapa partidário – Dos 33 partidos registrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e aptos a participar da disputa, 29 conseguiram eleger ao menos um prefeito. As quatro legendas que saíram das urnas sem sequer uma vitória para o Executivo municipal foram UP, PCO, PCB e PSTU. Já outros quatro partidos conquistaram apenas uma única prefeitura cada: Novo, PTC, DC e PMB. A análise considera o resultado de todos os municípios do Brasil onde o nome do próximo prefeito já está definido – em Macapá (AP), as eleições foram adiadas por causa da falta de energia.

CURTAS

SEM LOCKDOWN – O prefeito eleito no Rio, Eduardo Paes (DEM), disse, ontem, que, a princípio, descarta o lockdown no Rio. Segundo ele, as medidas a serem adotadas serão terapêuticas em um primeiro momento. Em sua avaliação, o isolamento total seria "extremo e desnecessário". Paes disse ainda que tem conversado com o futuro secretário de Saúde, Daniel Soranz, justamente pela preocupação com a Saúde, agravada nesse momento pela pandemia.

MENOS VOTADOS – Os prefeitos Marcelo Crivella (Republicanos), Hildon Chaves (PSDB) e Emanuel Pinheiro (MDB) receberam menos votos no 2º turno de 2020 do que haviam obtido em 2016. Eles disputaram a reeleição no Rio, em Porto Velho e em Cuiabá, respectivamente. Já o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT), conseguiu mais votos do que há quatro anos.

Perguntar não ofende: Quem sai mais perdendo na eleição municipal: Bolsonaro ou Lula?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

MARCOS MORAIS

Você esqueceu de dizer em sua análise Magno que velhos caciques da política como Mendonça Filho que não passou sequer para o segundo turno bem como Armando Monteiro e outras lideranças que apoiaram Marília e que ao que parece não trouxeram votos para a candidata e que saíram bastante enfraquecidos desse pleito. Na verdade os grandes vencedores dessa eleição foram João Campos e o PSB, uma vez que a população recifense agora em 2020, assim como a de Pernambuco em 2018, não enxergou em todos essas lideranças citadas por você nenhuma alternativa confiável para tomar o poder do PSB nem capital e nem no Estado. Portanto, reafirmo que o grande vencedor dessa eleição em Pernambuco foi o PSB que você Magno, dizia que o povo não queria mais. LEDO ENGANO.

Fernandes

PT é maior partido da América Latina! Temos mais de 40 milhões de votos! Não à esquerda nesse país sem o (PT).

Fernandes

Petrobras vai elevar preço da gasolina em 6% e reajustar diesel em 5%. Cadê aqueles caminhoneiros?

Fernandes

Estude para ser comunista porque para fascista basta ser ignorante e ter orgulha da própria estupidez.

marcos

O PT está muito bem, teve Estado que não fez nenhum prefeito. Logo o PT está bem Fudido. Kkkkkk


ALEPE

30/11


2020

João vai limpar área infectada por Geraldo

O blog apurou, há pouco, que o primeiro dia de atividade do prefeito eleito do Recife, João Campos (PSB), já foi concentrado nas negociações em torno da montagem do seu secretariado, que será o mais amplo possível no que diz respeito ao atendimento dos mais diversos segmentos partidários que o ajudaram a derrotar Marília Arraes na eleição de segundo turno no dia de ontem.

O que se ouve já é muita gente reclamando da perda de espaços, a começar pelo grupo do prefeito Geraldo Júlio (leia-se a sua cozinha). O que João deve fazer de imediato é limpar a área de Saúde, espectro de corrupção da atual gestão, objeto de seis operações da Polícia Federal.

E distribuir cargos com partidos do centrão que integraram a sua ampla coligação. João quer dar uma cara própria ao seu Governo para não ficar refém ou a reboque de Geraldo Júlio. Nunca um prefeito eleito dispensou o primeiro dia útil pós eleição para cuidar da montagem do secretariado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

Pera! Depois de querer ser censor, juiz, desembargador, ministro do TSE, PF, MP, agora quer mandar na administração do João Campos? Acho que endoidou de vez.


O Jornal do Poder

30/11


2020

PSB encolhe, mas lidera ranking de prefeitos eleitos

Um levantamento feito pelo G1/PE mostra que o mapa dos partidos que governam as cidades de Pernambuco sofreu mudanças após o fim das eleições 2020. O PSB, do governador Paulo Câmara e do prefeito do Recife Geraldo Julio, continua com o maior número de prefeituras, assim como nas eleições passadas, mas elegeu 15 prefeitos a menos em comparação com 2016, saindo de 68 para 53.

O MDB teve um crescimento após o resultado das urnas e se tornou o segundo partido com maior número de prefeitos eleitos no estado. No país, o partido lidera o ranking de prefeitos eleitos, seguido pelo PP e PSD.

O Republicanos, o Avante e o PP foram os partidos que mais cresceram percentualmente em Pernambuco, desde as eleições em 2016.

O resultado aponta um crescimento de partidos considerados do “Centrão” ou com inclinação à direita. Também houve quedas de partidos tradicionais como PSDB, PTB, PDT e PT.

O levantamento não considera os candidatos a prefeito sub judice, que aguardam julgamento da Justiça Eleitoral. Seis cidades de Pernambuco estão nessa situação: Tuparetama, Palmares, Capoeiras, Palmeirina, Itamaracá e Pesqueira. Clique aqui e confira a matéria completa.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu no Zap

30/11


2020

Editorial analisa resultado das eleições no segundo turno

No Frente a Frente de hoje, programa que ancoro pela Rede Nordeste de Rádio, o meu editorial foi sobre resultado das eleições no segundo turno em todo Brasil e, especificamente no Recife. Vale a pena conferir!

O Frente a Frente tem como cabeça de rede a Rádio Hits 103,1 FM, em Jaboatão dos Guararapes.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


30/11


2020

Defensoria Pública inaugura novo núcleo em Bezerros

A Defensoria Pública de Pernambuco inaugurou a nova unidade de atendimento do Núcleo de Bezerros, no Agreste do Estado. Recebido através de uma parceria entre a Defensoria e a Prefeitura local, o Núcleo na Terra dos Papangus disponibilizará para a população um amplo espaço de atendimento na região central da cidade, com quatro ambientes nos quais estão distribuídos a triagem, sala de atendimento e sala de conciliação, elevador especial para cadeirantes, com também uma copa.

Para o defensor público-geral José Fabrício, propiciar para a população vulnerável uma estrutura de atendimento bem localizada e moderna e a custo zero é a missão da Defensoria Pública. “Quando a gente fala de acesso à justiça, sabendo que nosso país tem uma desigualdade tamanha, uma das maiores do mundo, imagine você que é pobre, tendo um direito seu relegado a segundo plano e não ter a quem recorrer. A Defensoria Pública entra aí, pra fazer essa ponte, para que o cidadão vulnerável possa fazer valer os seus direitos através de uma estrutura oficial do Estado acessível e bem equipada”, disse.

De acordo com a chefe do Núcleo de Bezerros, Cláudia Xenofonte, a nova sede vai facilitar o acesso à população local devido a sua localização. “Esse novo núcleo, localizado na região central, vai facilitar o acesso para toda população. Além da localização, uma estrutura nova, moderna, tem o aspecto acolhedor para a população e ao mesmo tempo facilitador para o Defensor desempenhar o trabalho da melhor formas possível e Bezerros merece uma Defensoria com essa qualidade”, afirmou.

A cerimônia de inauguração foi conduzida pelo defensor público-geral Fabrício Lima e contou com a presença do subdefensor Geral Henrique Seixas, do subdefensor Cível e Criminal da Região Metropolitana José Wilker, o defensor público João Duque e a chefe do Núcleo de Bezerros, Cláudia Xenofonte. Ainda participaram da inauguração José Cícero Lima (representante da Prefeitura), o vereador Eliel Vieira (presidente da Câmara), Marconi Andrade (secretário do Governo do Estado), Cleonildo Lopes, em nome da Faculdade Vale do Pajeú, bem como o magistrado Paulo Alves de Lima (Ministério Público).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

30/11


2020

PSB abre processo contra blogueiro

Estou, neste momento, no Terceiro Juizado Especial Criminal do Recife, no bairro de Afogados, na primeira audiência em processo no qual o PSB quer me condenar por postagem na qual questionei o fundo partidário estadual da legenda. Na audiência, o partido foi representado pelo presidente estadual da legenda, Sileno Guedes. Além de dirigente partidário, Sileno, um dos homens fortes do staff do Governo do Estado, ocupa uma secretaria na gestão Paulo Câmara.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


30/11


2020

PT deve cobrar de Lula fatura pelo desempenho eleitoral

Dirigentes petistas ouvidos pelo Blog do Camarotti avisam que será necessária uma “imensa avaliação política” da legenda, depois da derrota expressiva das eleições municipais de 2020. E cobram essa fatura do ex-presidente Lula e da presidente da sigla, a deputada Gleisi Hoffmann.

Na manhã dessa segunda-feira (30), o clima era de ressaca no PT. Pela primeira vez desde a redemocratização em 1985, quando elegeu Maria Luiza Fontenelles em Fortaleza, o partido não fez nenhum prefeito de capital. Os petistas lembram que nem no pós-Dilma, em 2016, o desempenho foi tão ruim.

“Essa derrota será cobrada de Lula e Gleisi. Essa estratégia eleitoral se mostrou retumbantemente errada. Lançar candidatos nas grandes cidades a despeito de alianças, defender “direitos políticos de Lula”, tudo isso se mostrou um enorme equívoco”, ressaltou um integrante do PT.

“O partido terá que fazer uma imensa avaliação de tudo. Há uma queda livre de votos que insiste em não ser percebida por alguns caciques”, completou.

A percepção interna é que o PT deveria ter feito mais alianças com a esquerda e a centro-esquerda, pensando nas eleições de 2022. Dirigentes do partido acreditam que foi um erro não ter fechado aliança no primeiro turno com o PDT de Ciro Gomes, em Fortaleza, e não ter apoiado no primeiro turno o PSOL de Guilherme Boulos, em São Paulo.

“Por que o PT insistiu em ficar isolado? Em Belém, onde fez aliança, o PT avançou com a eleição de Edimilson Rodrigues (PSOL) e quase levou em Porto Alegre, com a candidatura de Manuela Dávila (PC do B). Resultado: Boulos virou a referência para o campo da esquerda em 2022”, reforça outro dirigente petista, reconhecendo a dificuldade de renovação na legenda.

Outro erro atribuído ao ex-presidente Lula foi a insistência em lançar a candidatura da deputada Marília Arraes, no Recife, contra João Campos, do PSB, filho do ex-governador Eduardo Campos.

“O PT não levou o Recife e ainda perdeu o apoio do PSB para 2022”, lamentou um petista.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

Realmente a direção do PT errou feio. Para ter representantes competentes que mostrem a realidade do partido, deveria terem saídos candidatos o Fernandinho Beira Mar, o Marcola, entre outros presidiários.

MARCOS MORAIS

Essa história de dizer que Marília iria ganhar as eleições é apenas retórica, a prática tem mostrado o contrário, em 2018 a imprensa colocava a disputa por votos entre ela e João Campos e João ganhou de lavada, agora novamente as pesquisas e a imprensa colocava Marília novamente como favorita no segundo turno, outra grande derrota. Então essa história de dizer que Marília tinha eleição ganha está apenas no imaginário de alguns. O PT tem que ter humildade, perceber que o momento e difícil, que a esquerda precisa de união, porém, essa união tem que ser em torno de um projeto para o Brasil e não para o PT.

Dalva

Esse tipo de comentário é a cara de Humberto Costa e Camilo Santana, dois traidores dentro do PT. Sobre o apoio, ninguém perde o que nunca teve, só lembrar que em 2018 o PSB/PE abandonou o Haddad no segundo turno. São apenas oportunistas. O erro do PT foi ter feito acordo com os golpistas de PE em 2018, quando Marilia seria eleita governadora. Apoiou golpista ingrato em 2018 e levou o troco em 2020. LAMENTÁVEL! O outro erro do PT, foi não ter apoiado Lídice da Mata a prefeitura de SSA em 2020, uma das raras pessoas que presta o PSB. No mais, o PSB/PE precisa ser exterminado e a direita pernambucana já se mostrou incompetente para tal tarefa. MARILIA É O FUTURO.

Osmar Costa Lima

Até parece que não houve truculência, nem boca de urna, nem compra de votos, em pleno dia da eleição, à luz do dia e nas barbas dos juízes eleitorais. https://www.diariodocentrodomundo.com.br/boulos-marilia-e-manuela-saem-da-eleicao-de-2020-maiores-do-que-entraram/



30/11


2020

Petrolândia: Mulheres ocupam 50% do novo secretariado

Ainda ontem, o prefeito eleito de Petrolândia, Sertão de Pernambuco, Fabiano Marques (PTB), anunciou o novo secretariado que tomará posse no dia 1º de janeiro. Do total de 12 secretários que comporão o novo governo de Petrolândia, 50% será ocupado por mulheres (Saúde, Desenvolvimento Social, Cultura, Finanças, Administração e Assuntos Jurídicos).

O anunciou foi feito após reunião no Projeto Apolônio Sales com o vice-prefeito eleito Rogério Novaes (PSD) e seu grupo político.

Os novos secretários anunciados são os seguintes:

  1. Secretário de Governo – Igor Nogueira
  2. Secretária de Assuntos Jurídicos – Mayara Inês
  3. Secretária de Administração e Planejamento – Janilde Carvalho
  4. Secretária de Finanças e Receita Municipal – Eliana Carvalho Marques
  5. Secretário de Educação – Evaldo Nascimento
  6. Secretária de Saúde – Ana Patrícia
  7. Secretário de Agricultura e Meio Ambiente – Eder Campos
  8. Secretária de Desenvolvimento Social, Cidadania e Juventude – Meirielly Cruz
  9. Secretária de Cultura, Esporte e Lazer – Maria Helena
  10. Secretário de Infraestrutura – Bernardo Afonso
  11. Secretário de Segurança Cidadã – Cléber Diniz
  12. Secretário de Serviços Urbanos – Janailson Avianez

Fabiano Marques foi eleito com 38,01% dos votos (7.060), vencendo os candidatos Jane Souza (PSB), atual prefeita, que obteve 4.931 votos (26,55%), Dr. João (PT) com 4.556 votos (24,53%) e Fabiano Oliveira (Pros) que terminou em quarto lugar com 1.997 votos (10,75%). Venceu com uma vantagem de 2.129 votos para o segundo lugar, a atual prefeita.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


30/11


2020

Geração e Transmissão da Chesf em alta

A geração e a transmissão de energia elétrica da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) têm sido fundamentais para a segurança do abastecimento elétrico do País, devido à situação de escassez hídrica no Sul e Sudeste, regiões que estão importando energia. “O Nordeste está exportando cerca de 5 mil megawatt (MW) de energia elétrica, principalmente com geração hidráulica da Chesf e com a geração de parques eólicos privados, mas que contam com a transmissão feita pela Companhia”, explicou o diretor de Operação da Chesf, João Henrique Franklin.

Atualmente, segundo João Franklin, 40% da energia gerada no Nordeste é das hidrelétricas da Chesf, outros 40% são gerados pelos parques eólicos e interligados ao Sistema Interligado Nacional (SIN) pelas linhas de transmissão de alta tensão da Empresa e os 20% complementares são de termelétricas e energia solar. “O Nordeste já passou por escassez hídrica e precisou de energia em períodos anteriores”, disse.

João Henrique Franklin voltou a ressaltar a importância do Reservatório de Sobradinho, que encontra-se com 51% de seu volume útil e liberando cerca de 1.700 metros cúbicos por segundo (m³/), o que representa uma situação de segurança hídrica para o Nordeste, tendo em vista que iniciou neste mês o período úmido na Bacia Hidrográfica do São Francisco e a previsão é de chuvas. Ele reafirmou a segurança da Barragem de Sobradinho, rechaçou boatos que circularam na região, e afirmou que todos os treinamentos realizados pela Chesf em suas instalações são feitos com regularidade, previstos em legislação e fiscalizados por órgãos reguladores. “Estamos numa situação de inteira tranquilidade em Sobradinho”, declarou.

O diretor participou, hoje (30), de entrevista no Programa Nossa Voz, da Rádio Grande Rio FM.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha