Lavareda

02/05


2008

Documentos na CPI revelam até compra de papel higiênico

 Nas 1.700 caixas que o governo enviou à CPI dos Cartões Corporativos com os gastos da Presidência da República e de ministério com o ''dinheiro de plástico'' há muitas curiosidades. O blog teve acesso a parte dos documentos que revelam um pouco da rotina da administração pública federal, dos hábitos do presidente Lula e da primeira-dama Marisa Letícia, que não têm despesas nem mesmo com coisas pessoais, como escova de dente e fio dental, revistas, jornais e isqueiros, por exemplo, e de ministros. Tudo é bancado pelo Estado e os pagamentos feitos com cartão corporativo, informa a repórter do blog em Brasília, Vanessa Laurino.

A seguir algumas curiosidades: 

-  Papel higiênico: A solicitação de 27 de abril de
2004 é para a compra de 40 pacotes de papel higiênico interfolhado folha dupla, medindo 11 cmx21,4cm, celulose, matéria prima virgem, cor branca, macio,
resistente, hidrossolúvel, folhas intercaladas, uma dobra para atender ao presidente Lula.
  
  - Dois travesseiros especiais foram comprados em 13 de setembro de
2004 por R$ 71,80 para atender a Lula no Aerolula. E castanha do Pará, em 10/09/2004, para Lula também.   

- A residência oficial do chefe do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), Jorge Félix, foi quase toda reformada com cartão corporativo. Uma das notas, da Só Reparos, de 31 de julho de 2004, há a compra de vários ítens, entre eles assento Deca Monte Carlo por R$ 343,91. É o mais caro do mercado. 
   
- Para uma viagem do presidente Lula a Paris, dia 12 de julho de
2005, foram compradas 30 latas com 18 sachês de café expresso para atender
ao presidente.
   
- Para Luis Gushiken, ex-ministro todo poderoso no primeiro mandato de Lula no setor de Comunicação, foi confeccionada toalha para a mesa de trabalho
dele por R$ 780,00. A nota é de 16 de fevereiro de 2004.
 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

S. C. B. M.

GASTANDO O DINHEIRO DO CONTRIBUINTE DESTA FORMA AINDA TEM QUEM DEFENDA ESTE GOV. ISTO NÃO É GOV., É UM ROEDOR DOS NOSSOS IMPOSTOS.

joao daniel neto

Preservativos para dona Marta,Crac para Gilberto Gil,Cachaça de Salinas para Lula....

Inteligente a Leda Rivas, embora apareça com pouca frequência neste espaço.

Antonio Lyra Filho

O blog partindo para o ridiculo.

Lêda Rivas

A gente pode reclamar de tudo, mas não dos gastos com o papel higiênico. Como o governo tem senso de autocrítica, sabe que o produto se faz cada vez mais necessário.


ALEPE

02/05


2008

TSE mantém multa contra Arthur Virgílio e seu filho

 O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) indeferiu liminar requerida e negou uma cautelar ajuizada pelo líder do PSDB no Senado, senador Arthur Virgílio (foto) e do seu filho, o deputado estadual Arthur Bisneto, e o diretório regional dos tucanos no Amazonas.

O TSE manteve a multa dada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM) ao partido e ao deputado, além da proibição de veiculação de propaganda política no primeiro semestre de 2008.

Segundo o TSE, pai, filho e partido foram alvo de representação do Ministério Público Eleitoral (MPE) sob acusação de propaganda eleitoral antecipada em programas de rádio destinados exclusivamente ao partido. (Do Congresso em Foco)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

S. C. B. M.

E AOS OUTROS QUE IRÁ FAZER O (T R E ) ? E AO P A C ? PROGRAMA DE APRESENTAÇÃO DA CANDIDATA MÃE DILMA DOSSIÊ. AINDA NÃO CAIU A FICHA Q ESTE PROGRAMA FOI PROGRAMADO PARA COINCIDIR COM AS ELEIÇÕES MUNICIPAIS Q É UM TRAMPOLIM /P GOVERNADOR E DEPOIS /P PRESD. O CANDIDATO DO PARTIDO DO luiz inácio


O Jornal do Poder

02/05


2008

Senado vai mudar regras da Comissão de Ética

 O presidente do Senado, Garibaldi Alves, reúne-se, na terça-feira (6), com a Comissão Diretora da Casa para examinar, entre outros itens, parecer do senador César Borges (foto), do PR da Bahia, a projeto que muda as regras de funcionamento do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Casa em razão das dificuldades enfrentadas pelo colegiado em recentes julgamentos.

Pronto para ser examinado no mês passado, o parecer do senador César Borges teve um pedido de vista coletivo, por sugestão do próprio relator, que argumentou ser importante que cada integrante da Comissão Diretora estudasse atentamente o texto. Uma das preocupações de César Borges, em seu parecer, é que o processo contra um parlamentar tenha realmente base jurídica e não venha mais a ser instaurado com base em simples notícias de jornais. (Agência senado)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu no Zap

02/05


2008

Presidente do BC quer governar Goiás em 2010

 Henrique Meirelles (foto), presidente do Banco Central (BC), falou a Luiz Inácio Lula da Silva de seu interesse em disputar o governo de Goiás nas eleições de 2010, informa o blog do Josias de Souza.

Com uma bem-sucedida administração do BC --assumiu em 2003, com inflação anual em 12,53% e juros em 25%; a inflação prevista para 2008 é de 4,5% e a taxa de juros é de 11,75%--, Meirelles pretende tentar o governo de seu estado natal. Lula teria aprovado, segundo o próprio Meirelles.

Na disputa, Meirelles teria como maiores adversários os ex-governadores Marconi Perillo (PSDB-GO) e Íris Rezende (PMDB-GO), ambos interessados na disputa de 2010. Por conta própria, o presidente do BC já se encontra com o atual governador goiano, Alcides Rodrigues (PP), que poderia apoiá-lo como seu sucessor. Rodrigues foi sucessor de Perillo, mas hoje os dois não se entendem.  (Da Folha Online)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


02/05


2008

CPI considera gastos de ex-presidente não sigilosos

 O governo costurou com o relator da CPI dos Cartões Corporativos uma alternativa para evitar maiores estragos à Casa Civil uma vez que a Polícia Federal já sinalizou que o documento com dados do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso era mesmo um dossiê.

O relator da CPI, deputado Luiz Sérgio (PT-RJ), decidiu incluir no seu relatório que será apresentado no final do mês a sugestão de projeto de lei que define como não sigilosos gastos de ex-presidentes da República depois de 12 anos afastados do cargo, informa da repórter do blog em Brasília, Vanessa Laurino.

Isso significa que os dados de FHC, Itamar Franco, Fernando Collor de Mello e José Sarney não serão considerados mais sigilosos. Se forem vazados, portanto, não há crime. A tese se encaixa perfeitamente no discurso que o governo vem impondo para justificar o dossiê. Luiz Sérgio, claro, nega que seja uma operação casada. Segundo ele, é tudo uma coincidência. Ah, bom!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

02/05


2008

PDT discute denúncias contra Paulinho

 A Executiva Nacional do PDT vai convocar uma reunião extraordinária, na próxima semana, para discutir as denúncias que envolvem o nome do deputado Paulo Pereira da Silva (foto), o Paulinho da Força Sindical (PDT-SP).

O presidente nacional da legenda, deputado Vieira da Cunha (RS), disse à Folha Online que Paulinho será chamado a prestar esclarecimentos e também poderá ser aprovada o pedido de informações ao Ministério da Justiça e à Polícia Federal sobre a Operação Santa Tereza.

"É evidente que há uma situação incômoda de ter um integrante do partido, como o deputado Paulo Pereira, que é uma liderança de destaque, com o nome envolvido em denúncias algo muito desagradável e incômodo", disse Vieira da Cunha. (Da Folha Online)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

S. C. B. M.

O PULINHO ESTÁ METIDO EM UMA CAMISA DE 11 PAUS. O MOMENTO É QUEM MEDE A HONESTIDADE DO HOMEM.



02/05


2008

Por uma Justiça menos ronceira

 Depois de quinze anos de discussões, a tão debatida "reforma do Judiciário" pode, finalmente, começar. A nova aposta se concentra em dois mecanismos que o Supremo Tribunal Federal, esta semana, combinou em um só julgamento. Um deles é inédito: aplicou-se o princípio da Repercussão Geral, que vem a ser o requisito básico para um recurso ser apreciado pelo STF. As matérias que não atenderem o requisito da relevância social, econômica, política ou jurídica não serão mais recebidas pela Casa.

A outra ferramenta é o efeito vinculante. Onde couber, as decisões que os ministros entenderem cabais deverão ser obedecidas, inflexivelmente, por todos juízes e pela administração pública direta e indireta — seja federal, estadual ou municipal.

O uso combinado dos dois instrumentos, na estimativa do presidente do STF, ministro Gilmar Mendes, fará com que os mais de 100 mil recursos que a Corte julga anualmente caia para cerca de 1 mil casos. Ou seja, o STF assume a vocação de julgar princípios e não causas. Em vez de votar processo por processo, os ministros decidirão temas que passarão a nortear todo o sistema judicial do país e o poder executivo. "Vamos tapar as brechas que permitem o recurso como artifício de adiamento", aposta Gilmar Mendes.

No caso piloto, uma questão que envolve a administração pública, a decisão do STF deve-se refletir em 580 processos semelhantes, que tramitam na própria Corte, e em mais de 2.400 casos que estão no Tribunal Superior do Trabalho. Um múltiplo desconhecido desse número envolverá os processos espalhados por todo país.(Do site Consultor Jurídico)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


02/05


2008

Governo bate duro e irônico na TV Globo

 (Do site da revista Veja)

É arrasador o parecer final da Secretaria de Direito Econômico (SDE) no processo administrativo que apurou indícios de práticas anticoncorrenciais da Globo na compra dos Brasileirões entre 1997 e 2005. A um só tempo, a SDE conclui que a Globo e o Clube dos Treze incorreram em infração à ordem econômica (pelo qual podem se punidos com multas milionárias) e recomenda ao Cade alterações profundas na comercialização dos direitos de transmissão dos Brasileirões daqui para frente. O parecer acaba de ser enviado ao Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), a quem cabe definir o valor das multas.


Entre as punições previstas estão multas pesadas, em caso de condenação da Globo e do Clube dos Treze . Para a Globo, elas variam entre 1% e 30% do faturamento da emissora em 1996, o ano anterior a instauração do processo. Só para que o leitor imagine a ordem de grandeza do que está se falando, essa multa máxima gira em torno dos 500 milhões de reais, se for feita atualização monetária o valor sobe ainda mais. Para o Clube dos Treze, o menor valor de multa seria de 6 000 reais. Mas poderá chegar até 6 milhões de reais.


Segundo a SDE, a Globo prejudicou a concorrência ao "exercer influência direta sobre o formato de venda dos direitos de transmissão do campeonato, abusando do seu poder de mercado". Sobrou também para o Clube dos Treze: a entidade cometeu "infração à ordem econômica" ao vender os direitos de forma agrupada e com cláusulas de preferência na renovação dos contratos - o direito de preferência é um instrumento que da à Globo o direito de cobrir, num prazo de 30 dias, uma eventual proposta mais graúda feita por uma emissora concorrente pelos direitos de transmissão.


O parecer é duro com a emisora dos Marinho. Afirma, por exemplo, que "a Globo e o Clube dos Treze são pactuantes de cláusulas anticoncorrenciais". E acusa a Globo de usar "sua posição dominante para direcionar os contratos aos seus interesses, em detrimento da concorrência". O texto também é irônico com os argumentos usados pela emissora durante o processo: "é bastante curioso que a Globo ofereça valores elevados e crescentes para a aquisição dos direitos de transmissão ao mesmo tempo em que vem aos autos afirmar que o futebol não é um produto tão lucrativo".


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


02/05


2008

Governador que acabar com uso de copos descartáveis

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), reuniu, hoje, os funcionários do Palácio do Campo das Princesas para um café da manhã em comemoração ao Dia do Trabalho. E fez questão de agradecer pelo empenho de todos em construir um novo Pernambuco e pela dedicação ao ritmo de trabalho  que tem caracterizado a sua administração.

“Nossas palavras são de muita confiança no futuro do Estado, que tem exigido de cada um de nós um ritmo de trabalho interessante, mas prazeroso, porque é um trabalho que tem resultado. Além disso, um trabalho que está construindo o alicerce de um novo ciclo de desenvolvimento para Pernambuco e que tem efeitos sobre o Nordeste brasileiro”, disse Eduardo Campos.

Os funcionários receberam de presente uma caneca de cerâmica com as iniciais do Palácio do Governo como forma de diminuir o uso copos plásticos nos gabinetes e escritórios e contribuir para a preservação da natureza. Dona Vitória, responsável pela limpeza do prédio há mais de 30 anos, foi escolhida pelo governador para representar todos os colegas:

“Estamos hoje distribuindo essa caneca exatamente para dar o nosso sinal de consciência. Todos aqui sabem que um copinho desses que a gente joga fora, leva 100 anos para poder ser degradado, quando é possível degradá-lo”, explicou o governador, lembrando que não existe uma única unidade de reciclagem desse material em todo o Nordeste.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

joao daniel neto

Grangeiro idiota lava tua boca com creolina para falar de mim,esse teu governador pilantra quer economizar pra sobrar dimdim pros xexos dele e pra aquela velha conta na Suiça...

Gilberto Carvalho Moura

não me animei a passear pela cidade. Foi do aeroporto ao hotel, do hotel a Justiça Federal, de volta ao hotel e ao aeroporto.

Gilberto Carvalho Moura

tragédia que vejo ser encenada todos os dias. E olhe que moro em Curitiba, cidade tida como modelo, cidade de primeiro mundo como dizem os curitibocas(curitibanos bobocas) mais orgulhosos. Mês passado estive em Recife, a trabalho, é a capital do meu estado natal, conheço bem o Recife e confesso que

REVERENDO

MEUS IRMÃOS: O GESTO DO GOVERNADOR É DIGNO DE APLAUSOS. É, REALMENTE DESTA FORMA, QUE PODEMOS INICIAR UMA BOA CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE O NOSSO MEIO AMBIENTE.

Gilberto Carvalho Moura

alimentação de qualidade, limpa e nutritiva, não ficaria doente à toa, não precisava ter tantos hospitais imundos, esse trabalhador teria noções de civilidade, cultuaria valores morais elevados, não seria um delinquente a entupir cárceres imundos e cada dia mais superlotados e numerosos. É essa