FMO janeiro 2020

09/04


2020

O Jornalista da verdade

Por Maurício Carneiro Leão* 

Caro Magno, tudo bem? Como o tempo passa rápido! Parece que foi ontem que você comunicou aos seus amigos e leitores a criação do seu Blog. Já lhe disse pessoalmente e repito agora: para mim, você é o jornalista mais bem informado do Brasil. 

Você é, na verdade, um Jornalista com J maiúsculo, daqueles que vão à busca incessante e à caça das notícias e as divulgam sem filtros, usando as suas fontes de confiança e as informações dos amigos leais. 

A sua network é consistente e sempre atualizada. Tive o prazer de viajar com você e um grupo de deputados e técnicos de Pernambuco na visita ao Complexo Nuclear de Angra dos Reis e durante a agradável viagem muitas histórias da sua dura vida de jornalista foram contadas por você. 

Relatos de situações complexas e tensas pelas quais você passou. Quem é um Jornalista da verdade, como você, muitas vezes é incompreendido pelas pessoas que são as protagonistas das matérias. Receber elogios todos gostam, mas ser criticado e principalmente quando essa criitica é embasada na verdade, desagrada a muitos. 

Mas você vai continuar a seguir o seu exitoso caminho, fazendo muitos amigos e deixando nessa estrada alguns poucos descontentes. 

Parabéns! Muitos anos de sucesso e cada vez mais e mais leitores  bem informados com o seu blog. 
Um grande abraço.

* Engenheiro da área de energia


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu e Lima

09/04


2020

O melhor e mais bem informado blog do País

Caro Magno,

O seu blog, pioneiro no Nordeste, mais acessado na Região, nosso farol que ilumina nossas mentes de sabedoria, há muito tempo me informa com notícias políticas diárias. É o melhor e mais atualizado blog político do País. Não passo um dia sequer sem acessar e consultar seus furos jornalísticos. Quando a internet nos deixa orfã de acesso ao seu blog é como colocasse uma fenda em nossos olhos, abrindo um horizonte sem referências. Continue assim: firme, forte, trazendo as boas e as más sempre em primeira mão. Não sei viver sem o seu blog. Virou um vício, mas um vício saudável e formador de opinião. 

Obrigado, Magno Martins!

Tarcisinho Calado


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

09/04


2020

Do litoral ao Sertão, só dá Magno

Por Rinaldo Albuquerque*

A inquietude de Magno Martins faz dele um visionário. Nunca está satisfeito e sempre foi assim. Onde reinavam colunas de jornal impresso, ele virou blog. Onde imperam blogs, ele traz jornal online pelo Whatsapp. Conheço Magno há muitos anos que já nem lembro quantos e sempre foi assim.

Tenho o privilégio de ser leitor e também de contribuir com o blog ao longo destes quatorze anos. É por ele que fico sabendo das novidades e onde descubro os meandros das engenharias que movem o terreno instável da política.

O blog é a sua cara. E há muito carinho envolvido nele, tanto por quem ler, mas principalmente por quem escreve. Vejo os leitores se perfilarem entre as diversas classes sociais, as diversas profissões e lugares. Seja aqui na capital ou lá no mais longínquo sertão, sempre haverá alguém aguardando à meia noite para conferir a coluna do dia.

Finalizo essa pequena homenagem fazendo votos de muito sucesso e agradecendo pela caminhada, especialmente pelas participações no Frente a Frente, onde o Kuki de Dois Unidos e o Arquiteto Capilar Rinaldo Albuquerque sempre estão presentes.

* Líder comunitário em Dois Unidos, apaixonado por política e cabeleireiro dos poderosos e dos humildes de coração também.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

09/04


2020

Alcolumbre se voluntaria em estudo contra Covid-19

Por O Globo

Após pouco mais de duas semanas afastado do trabalho para se recuperar da infecção pelo novo coronavírus, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) será voluntário em um estudo sobre o tratamento da doença. O amapaense, que foi diagnosticado no dia 18 de março, voltou ao trabalho no início desta semana reforçando que não se trata de uma simples gripe e relatou ter vivido dias difíceis durante o isolamento.

Por ter se recuperado da doença e não ter sido entubado ou internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), Alcolumbre se enquadrou nos requisitos para doar plasma sanguíneo para ser usado no estudo que foi autorizado no fim da semana passada em um consórcio entre os hospitais Sírio-Libanês, Albert Einstein e o Hospital das Clínicas de São Paulo. Ele continuará a ser observado pelos médicos durante o estudo, especialmente para detectar possíveis sequelas nos pulmões, o que alguns pacientes recuperados apresentam.

O plasma, que é um componente do sangue que transporta os anticorpos que o corpo precisa para lutar contra infecções, será aplicado em pacientes com quadros graves da doença na expectativa de que eles se recuperem mais rapidamente. Nos Estados Unidos e na China, o tratamento experimental já começou e demonstrou eficiência no país asiático.

Confira a íntegra aqui: Curado do coronavírusAlcolumbre se voluntaria em estudo ...


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


09/04


2020

Estados adotam plataformas online para estudantes

Por G1

A suspensão de aulas para conter o avanço do novo coronavírus levou escolas e professores a se adaptarem e encontrarem formas de manter a aprendizagem dos alunos em tempos de pandemia.

Aulas pela TV e internet, já comuns na redes privadas de ensino, estão sendo implementadas também nas redes estaduais – um avanço que deverá permanecer e complementar a aprendizagem após o fim do isolamento social.

Um levantamento do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) aponta que até esta quarta-feira (8) ao menos 10 estados adotam exclusivamente plataformas online com conteúdo educativo para transmitir aulas neste período. Outros 3 transmitem aulas pela TV aberta. No Pará e no DF, há um misto das duas tecnologias.

Em meio ao avanço da pandemia, o governo federal determinou que as instituições de ensino estão isentas de cumprirem o mínimo de dias letivos, mas manteve a carga horária necessária para completar o ano de estudo. Uma das formas de atender esta previsão é adotar a educação a distância, seja pela TV, pela internet, ou ainda adaptando trabalhos escolares escritos para aqueles que não têm acesso à tecnologia.

"Não há dúvidas de que haverá perdas na aprendizagem, se comparado ao período normal, sem pandemia. Mas cabe o compromisso a cada secretaria de educação de pensar nesse retorno dos estudantes para resgatar o que foi perdido", afirma Cecilia Motta, presidente do Consed e secretária de educação do Mato Grosso do Sul.

"Nada substitui professor com o aluno na sala de aula. Com todo esforço, estamos falando em um momento de exceção e vamos fazer o melhor possível. A tecnologia veio para ficar, não vai parar depois [da pandemia], mas vai ser como um complemento, em reforço no contra turno escolar", afirma Rossieli Soares, ex-ministro da Educação e atual secretário da Educação de SP – o estado decretou férias escolares até o dia 20 de abril, mas já fecha parcerias para ter conteúdo na TV aberta e em plataformas online para ter alternativas caso o isolamento seja estendido.

Confira a íntegra aqui: Estados adotam plataformas online e aulas na TV aberta para ...


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

09/04


2020

Mandetta: "Saúde dialoga com tráfico e milícia"

O Globo

O Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, informou que o governo federal trabalha num plano piloto em uma comunidade para frear o avanço do doença em favelas do país. Ele disse que é preciso ter diálogo com tráfico e milícia em nome da saúde pública.

— Hoje, começamos o primeiro plano de manejo, e eu não vou dizer em qual comunidade, porque ali você tem que entender a cultura, a dinâmica. Entender que são áreas onde, muitas vezes, o Estado está ausente, onde quem manda é o tráfico, a milícia... Como que a gente constrói esta ponte em nome da vida? A saúde dialoga, sim, com o tráfico, com a milícia, porque eles também são seres humanos e também precisam colaborar, ajudar, participar. Então, neste momento, quando a gente faz este tipo de colocação, a gente deixa claro que todo mundo vai ajudar, fazer sua parte.

O prefeito Marcelo Crivella decretou na noite desta quarta-feira estado de calamidade na cidade, como noticiou o blog de Ancelmo Gois, observando que o município está impedido pela pandemia de cumprir “obrigações financeiras, orçamentárias e fiscais”. Estão confirmados seis casos de coronavírus, dois deles na Rocinha, onde os riscos parecem estar sendo ignorados pelos moradores esta semana. As ruas voltaram a ficar repletas de pessoas e lojas estão abertas. Os outros óbitos por coronavírus foram registrados em Vigário Geral (dois), Maré e Manguinhos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner de Arcoverde

09/04


2020

Aliança não consegue validar assinaturas a tempo

Por Revista Forum

A agremiação que Jair Bolsonaro tenta transformar em partido vai ter que esperar pelo menos mais um pleito eleitoral para se regularizar. Após romper com o PSL, o presidente vem tentando oficializar a Aliança Pelo Brasil, mas não conseguiu validar assinaturas a tempo para criar o partido e disputar as eleições municipais deste ano.

O prazo legal para que os partidos se registrem junto à Justiça Eleitoral terminou no último sábado (4) e, até esta data, a Aliança Pelo Brasil, apesar de todo a campanha, não conseguiu validar o número suficiente de assinaturas nos cartórios eleitorais.

De acordo Admar Gonzaga, secretário-geral da agremiação de Bolsonaro, foram coletadas mais de 1 milhão de assinaturas, mas apenas uma pequena parte delas chegou a ser validada. Para o registro do partido, é necessária a validação de 492 mil assinaturas distribuídas em nove estados – o que não ocorreu.

“Quem ficou sempre dizendo que nós estávamos em uma corrida contra o tempo foi a imprensa, não fomos nós. Nós nunca tivemos nessa corrida. Nunca tapeamos ninguém durante todo nosso procedimento até agora dizendo que estávamos nos preparando para disputar eleição municipal”, minimizou Gonzaga.

A esperança da Aliança Pelo Brasil, agora, é que a Justiça Eleitoral decida adiar o pleito municipal deste ano, marcado para outubro, devido à pandemia do novo coronavírus.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Limoeiro

09/04


2020

Motoristas e cobradores têm demissão revertida

Do JC Online

Depois de sete horas de desgastante negociação por videoconferência entre patrões e empregados, as demissões dos três mil motoristas, cobradores e fiscais de ônibus da Região Metropolitana do Recife serão revertidas. Todas. Os trabalhadores, entretanto, terão perdas salariais de 40% dos salários e redução da jornada de trabalho em 70%. A solução para reverter a demissão em massa da categoria – anunciada repentinamente pelo setor empresarial na semana passada – foi encontrada, como previsto, na Medida Provisória 936, que criou o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda, prevendo redução de jornadas e salários do quadro de pessoal pelas empresas com a cobertura, pelo seguro-desemprego, de 25% a 75% do rendimento dos trabalhadores.

No caso dos cobradores de ônibus, a redução de salário foi bem menor do que dos motoristas: 3% apenas, garantindo o salário mínimo. Pelo que ficou acordado, todas as demissões estão canceladas e nos próximos dias serão definidas a volta ao trabalho e a readequação dos horários. Inclusive daqueles profissionais que já assinaram as rescisões. As negociações aconteceram entre o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Pernambuco (Urbana-PE), o Sindicato dos Rodoviários e representantes do governo de Pernambuco, sendo mediada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT).

Durante a negociação, entretanto, foi acordado que a categoria terá estabilidade no emprego por três meses após o fim da pandemia do coronavírus e da validade da MP, que vigora até o mês de junho. Caso a situação não se resolva, com a vida e o transporte público voltando à normalidade, haverá uma redução salarial menor e escalonada para os rodoviários. O escalonamento será diferente para motoristas e cobradores e valerá de julho a setembro.

A partir de julho, quando acaba a MP e permanecendo a pandemia, a redução salarial se dará da seguinte forma para os motoristas: de no máximo 40% em julho, de até 30% em agosto e de até 20% em setembro. Já os cobradores terão descontos de até 30% em julho, 20% em agosto e 10% em setembro. Os salários da categoria atualmente são de R$ 2.343,93 para motoristas de ônibus, R$ 1.078,19 para cobradores e de R$ 1.515,72 para os fiscais.

“Não foi nem de longe a negociação que nós queríamos e não é uma proposta boa para o trabalhador. Mas é o que foi possível conseguir para reverter as demissões nesse momento de tanta dificuldade. Foi o que conseguimos conquistar para que a gente permaneça com nosso exército inteiro e unido para as próximas batalhas que virão”, afirmou a advogada do Sindicato dos Rodoviários, Raquel Souza. Aldo Lima, atual presidente do sindicato, demonstrou mais otimismo. “A MP do governo federal não é o ideal porque reduz o salário do trabalhador, mas vemos como uma vitória porque conseguimos garantir todos os empregos de quase três mil profissionais no momento em que o País vive. Assinamos um acordo para manter o exército unido e o emprego de todos os trabalhadores. Vamos seguir buscando dias melhores para a categoria&rdqu o;, diss e

A Urbana-PE não se posicionou sobre o acordo por enquanto. Pela manhã, havia divulgado uma nota afirmando ter realizado nove reuniões com os rodoviários, mas que não tinha sido possível chegar a um entendimento e que seguia com as negociações.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Shopping Aragão

09/04


2020

PE terá cartão-alimentação para alunos da rede pública

Por G1 - PE

O governo de Pernambuco anunciou a distribuição de um cartão-alimentação para cerca de 240 mil estudantes da rede pública estadual, durante o período de suspensão de aulas por causa da pandemia do novo coronavírus. O benefício, no valor de R$ 50, contempla alunos em situação de vulnerabilidade e que dependem da merenda fornecida pelas escolas, em todas as regiões do estado.

Esse valor tem previsão de ser repassado aos estudantes a partir do dia 20 de abril. No entanto, a partir da segunda-feira (13), é possível acessar o site Educação PE e fazer uma consulta para saber se têm direito ao benefício.

A iniciativa recebeu um investimento de R$ 12 milhões e tem como base os dados das famílias inscritas no Cadastro Único (CadÚnico), do governo federal. O valor de R$ 50 só pode ser utilizado em compras de produtos alimentícios, segundo o governo estadual.

"Chegamos a esse valor a partir de um trabalho feito pela equipe de Alimentação Escolar e Nutrição da Secretaria de Educação e Esportes. É um valor equivalente a alimentos que vão permitir a refeição para os estudantes durante um mês", afirmou o secretário Fred Amâncio, em coletiva de imprensa nesta quarta (8).

Agendamento para Agências do Trabalho

A Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco decidiu retomar, a partir da terça-feira (14), os atendimentos presenciais em 30 Agências do Trabalho em 11 regiões de desenvolvimento do estado. O objetivo é atender aos trabalhadores que têm dificuldade de acesso à internet, e a prioridade é para pessoas que precisam acessar o Seguro Desemprego.

Segundo a pasta, o funcionamento ao público deve respeitar as medidas emergenciais temporárias no combate ao novo coronavírus, dispostas nos decretos do governo do estado e como as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS). Com o intuito de não formar filas e evitar aglomerações, os atendimentos devem ser agendados pelo canal PE Cidadão.

Outros serviços realizados pelo Núcleo de Atendimento continuam sendo oferecidos aos trabalhadores, como acesso à Carteira Digital do Trabalho e intermediação de mão de obra. Para preservar a saúde dos trabalhadores, os cuidados preventivos começam na entrada das agências, com disponibilização de álcool 70% para o público que chegar ao local e também para os servidores, que vão usar máscaras.

Eles também serão orientados a fazer a higienização das mãos com água e sabão a cada três atendimentos. Nos guichês, os atendimentos passam a ser feitos de forma alternada, mantendo assim, uma distância de pelo menos dois metros entre os servidores.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


09/04


2020

Instituto Chico Mendes: presidente está com Covid-19

Por Esttadão Conteúdo

O presidente do Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio), coronel Homero de Giorge Cerqueira, está com coronavírus. O Estado apurou que Cerqueira, que é ex-comandante da Polícia Militar Ambiental de São Paulo, soube de seu diagnóstico na semana passada.

Questionado sobre a situação de saúde de Cerqueira, o ICMBio e o Ministério do Meio Ambiente (MMA), que controla a autarquia, não comentaram o assunto até o horário de publicação desta reportagem.

Cerqueira assumiu o ICMBio em abril do ano passado, após ser chamado para comandar a autarquia pelo ministro do MMA, Ricardo Salles. Sua nomeação faz parte de um processo de militarização de postos de comando encampado por Salles.

Em um ano de gestão, Cerqueira nomeou diversos militares para ocuparem cargos de chefia de unidades de conservação ambiental, as quais são administradas pelo ICMBio.

Homero Cerqueira também esteve preocupado com as roupas de seus servidores. Em dezembro do ano passado, assinou uma portaria para proibir o uso de diversas peças de roupa por parte de servidores que atuam na sede do órgão, em Brasília. As regras, que valem para quem opte por não utilizar uniformes do instituto, vedam, em meio de portaria publicada em Diário Oficial, "o uso de calças jeans rasgadas, shorts, bermudas, roupas com transparências, miniblusas, microssaias, roupas decotadas, trajes de ginástica, calças de moletom e chinelos". Além dos servidores de carreira, as regras valem para prestadores de serviço, estagiários, consultores e bolsistas.

No ano passado, Cerqueira proibiu a realização de um manifesto por parte dos servidores nas comemorações dos 12 anos do órgão. Cerca de 100 servidores haviam ocupado o pátio da instituição para marcar a data. À frente do ICMBio, a principal função de Cerqueira hoje é dar andamento ao plano de concessão de unidades de conservação à iniciativa privada.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


09/04


2020

Bolsonaro a Datena: “Não é hora de derrubar presidente”

Por Revista Forum

O presidente Jair Bolsonaro falou pela primeira vez, ontem, sobre os panelaços que vêm sendo promovidos há mais de 20 dias, diariamente, contra ele.

Em entrevista ao apresentador José Luiz Datena, do Brasil Urgente, da Band, demonstrou que vem sentindo a pressão das manifestações contra o seu governo. Ele ainda deu uma senha, de maneira indireta, para que seus apoiadores promovam panelaços contra a rede Globo que, de acordo com ele, vem estimulando as mobilizações pela sua retirada do poder.

“Sempre vai ter gente que não gosta de mim. Se, porventura, alguém promover um panelaço contra uma emissora de televisão que tá todo dia me criticando, vai fazer um barulho enorme… Se eles continuarem estimulando isso.. Não é hora de derrubar presidente”, disparou.

“Cada família que cuide de seus idosos”

Na mesma conversa com Datena, que aconteceu simultaneamente à coletiva do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, Bolsonaro voltou a defender a reabertura do comércio, enquanto o ministro seguiu defendendo as medidas de isolamento social para a contenção da pandemia do coronavírus.

De acordo com o presidente, ele já tem um decreto pronto para determinar a reabertura das “atividades essenciais”. “Atividade essencial é toda aquela para um homem poder levar para a casa um prato de comida”, afirmou, adicionando que estuda ainda se vai baixar ou não o decreto.

Segundo Bolsonaro, não pode haver toque de recolher. Ele defendeu ainda que correr no calçadão não tem nada demais e que quem tem menos de 60 anos não tem com o que se preocupar.

“Tenho falado com o Osmar Terra, que entende muito de H1N1 e ele diz que com ou sem isolamento o número de óbitos será grande. Com relação aos mais velhos, que cada família cuide dos seus idosos, não pode transferir isso para o Estado”, disparou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


09/04


2020

Mais 12 mortes por Covid 19 em Pernambuco

Por G1 - PE

Pernambuco confirmou laboratorialmente, até o final da manhã de ontem, mais 12 casos de pacientes que morreram com coronavírus. Com isso, subiu para 46 o número de óbitos causados pela Covid-19, doença transmitida pelo novo vírus. Além disso, houve 49 novos casos confirmados, totalizando 401 ocorrências no estado.

Os números foram divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde (SES). De acordo com o governo estadual, entre as 12 novas mortes, cinco são de homens e sete de mulheres. Os pacientes tinham idades entre 38 e 92 anos. Diabetes, hipertensão, obesidade e asma foram algumas das comorbidades listadas.

Dos 401 casos confirmados da Covid-19 em Pernambuco, 189 pacientes estão em isolamento domiciliar e outros 134 estão internados, sendo 24 em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e 110 em leitos de enfermaria. Outros 32 pacientes estão recuperados.

As confirmações do novo coronavírus no estado estão distribuídas em 27 municípios, dois a mais do que registrado no boletim da terça-feira (7), e em Fernando de Noronha.

Arcoverde e Passira, ambas no Agreste de Pernambuco, foram as cidades que apresentaram os primeiros pacientes com a Covid-19 nesta quarta-feira (8). Também há registros de pacientes que passaram por Pernambuco, mas vieram de outros estados e outros países.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


09/04


2020

Brasil: 820 mortes e mais de 16 mil casos de Covid-19

Por G1

As secretarias estaduais de Saúde divulgaram, até as 21h45 de ontem, 16.195 casos confirmados do novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil, com 822 mortes pela Covid-19.

O último balanço do Ministério da Saúde, divulgado na tarde desta quarta-feira (8), aponta 15.927 casos confirmados e 800 mortes.

Pernambuco registra 401 casos e 46 mortes, Amazonas chegou aos 804 casos e 30 mortes, Bahia tem 515 casos e 18 mortes, e Ceará tem 1.374 casos e 53 mortes.

Na região Sudeste, São Paulo conta 6.708 infectados e 428 mortes, o Rio de Janeiro tem quase 2 mil casos e mais de 100 mortos e Espírito Santo tem 273 casos e 6 mortes. No Sul, Santa Catarina e Paraná registram 17 mortes e o Rio Grande do Sul já tem 10.

Goiás registra sete mortes nesta quarta-feira. O Rio Grande do Norte confirmou a morte mais jovem do Brasil, de um bebê recém-nascido de cinco dias, em Natal. O Amapá passou de 51 para 107 casos em 24 horas, o Mato Grosso do Sul chegou a 85 infectados.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


08/04


2020

Mourão e Ramos se irritam com ataques de bolsonaristas

Por Estadão Conteúdo

Os generais influentes do Palácio do Planalto se irritaram com especulações de que pretendem formar uma Junta Militar para limitar o presidente Jair Bolsonaro ao papel de "Rainha da Inglaterra" - no dicionário da política, uma figura sem poder de fato. As insinuações foram feitas, no final da semana passada, pela ala ideológica do governo, liderada pelo vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), o filho 02 do presidente, nas redes sociais.

A reação militar só veio na tarde desta quara-feira. Em mensagens no Twitter, o vice-presidente Hamilton Mourão e o ministro Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria de Governo, elevaram o tom. "Aos aventureiros de muitos costados que nesta hora de dificuldades pretendem inviabilizar o @govbr lembro que sou o Vice do Presidente @jairbolsonaro e que os paraquedistas andam sempre no mesmo passo", publicou Mourão. "O #Brasilvencerá o #COVID-19 como venceu todas as guerras de sua História", ressaltou o general. Na verdade, o Império Brasileiro não conseguiu vencer a Guerra da Cisplatina, em 1828, e teve que aceitar uma negociação internacional que garantiu a independência do Uruguai. A derrota ou empate, historiadores divergem, arruinou a popularidade de D. Pedro I e a economia brasileira.

Horas depois do Twitter de Mourão, foi a vez do general Ramos sair para o contra-ataque. "Só lembrando também que existem mais paraquedistas ao lado do nosso Pres Bolsonaro", escreveu no Twitter. Ele citou os ministros Augusto Heleno Ribeiro (Gabinete de Segurança Institucional) e Fernando Azevedo e Silva (Defesa) e o presidente dos Correios, Floriano Peixoto. "Paraquedistas são como águias, aves da mesma plumagem que voam juntas e enfrentam qualquer desafio! Vamos vencer o Covid-19." No Palácio, o que mais se ouviu foi o desbotado mantra de que "a tropa está unida" e "trabalhando pelo governo". "O presidente é Jair Bolsonaro e estamos aqui com ele e por causa do governo dele", disse à reportagem um interlocutor militar.

Os ataques aos generais pela ala ideológica, recorrentes desde o início do governo, foram reiniciados no dia 2 de abril. O primeiro alvo foi Mourão, que naquele dia se reuniu com governadores da Amazônia. Ele foi designado por Bolsonaro para presidir o Conselho da Amazônia. No dia seguinte, sexta-feira passada, ele foi bombardeado pela militância após o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), elogiá-lo e dizer que, se Bolsonaro entregar o governo para ele, o Brasil chegará em 2022 em melhores condições. Foi o suficiente para Carlos Bolsonaro perguntar no Twitter o que levava o vice-presidente a se reunir "com o maior opositor socialista do governo". Mourão ficou calado.

Na segunda-feira, um dos apoiadores de Bolsonaro chegou a dizer ao presidente, na portaria do Palácio da Alvorada, para ele não se tornar "Rainha da Inglaterra". Bolsonaro, não respondeu porque não ouviu ou porque preferiu fazer ouvido de mercador. Ele tinha outra batalha pela frente naquele dia. Precisava decidir se demitia o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, que provoca ciúmes nele e nos filhos desde que começou a aparecer em coletivas para falar sobre o coronavírus.

Bolsonaro decidiu não demitir Mandetta, aceitando, assim, os conselhos justamente dos militares, especialmente do general Braga Netto, ministro-chefe da Casa Civil. A decisão realimentou a fúria do grupo de Carlos e da militância bolsonarista conta a "Junta Militar". A ala extremista não poupou nem mesmo o "interventor", como Braga Netto passou a ser tratado nas redes sociais. Por conta da polêmica com o ministro da Saúde, os generais do governo atuaram como bombeiros para tentar desfazer os imbróglios criados pela troca de farpas entre o presidente e Mandetta, e mantê-lo no governo. Neste momento, os generais avaliam que não é hora de aumentar as turbulências no Palácio e no País.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


08/04


2020

Moraes: estados têm autonomia para impor isolamento

Por G1

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu nesta quarta-feira (8) que o governo federal não pode derrubar decisões de estados e municípios sobre isolamento social, quarentena, atividades de ensino, restrições ao comércio e à circulação de pessoas.

Pela decisão do ministro, estados e municípios podem estabelecer essas medidas como forma de combate ao avanço do novo coronavírus. O Palácio do Planalto informou que não vai comentar o assunto.

Alexandre de Moraes tomou a decisão ao analisar uma ação da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

A entidade pediu ao STF que obrigasse o presidente Jair Bolsonaro a respeitar as decisões dos governadores; não interferir no trabalho técnico do Ministério da Saúde; e seguir o protocolo da Organização Mundial de Saúde (OMS).

"Não compete ao Poder Executivo federal afastar, unilateralmente, as decisões dos governos estaduais, distrital e municipais que, no exercício de suas competências constitucionais, adotaram ou venham a adotar, no âmbito de seus respectivos territórios, importantes medidas restritivas como a imposição de distanciamento/isolamento social, quarentena, suspensão de atividades de ensino, restrições de comércio, atividades culturais e à circulação de pessoas, entre outros mecanismos reconhecidamente eficazes para a redução do número de infectados e de óbitos, como demonstram a recomendação da OMS (Organização Mundial de Saúde) e vários estudos técnicos científicos", escreveu o ministro na decisão.

Em outro trecho, Alexandre de Moraes disse ser "fato notório" que há uma "grave divergência de posicionamentos entre autoridades de níveis federativos diversos e, inclusive, entre autoridades federais componentes do mesmo nível de governo, acarretando insegurança, intranquilidade e justificado receio em toda a sociedade".

O ministro não mencionou um caso específico, mas, nas últimas semanas, Bolsonaro e o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, manifestaram opiniões diferentes sobre o isolamento.

Enquanto o ministro defende o isolamento, como recomenda a OMS, Bolsonaro defende o fim do "confinamento em massa" e a reabertura do comércio.

Nesta semana, Mandetta chegou a dizer que o Ministério da Saúde dá os "parâmetros" das medidas de prevenção a serem adotadas, mas que a população precisa seguir as orientações dos governadores.

União na crise

Ainda na decisão, Alexandre de Moraes disse que é preciso haver união e cooperação entre os poderes em um momento de "acentuada crise".

O ministro do STF também ressaltou que é preciso evitar os "personalismos", considerados por ele "prejudiciais à condição das políticas públicas".

"Em momentos de acentuada crise, o fortalecimento da união e a ampliação de cooperação entre os três poderes, no âmbito de todos os entes federativos, são instrumentos essenciais e imprescindíveis a serem utilizados pelas diversas lideranças em defesa do interesse público, sempre com o absoluto respeito aos mecanismos constitucionais de equilíbrio institucional e manutenção da harmonia e independência entre os poderes, que devem ser cada vez mais valorizados, evitando-se o exacerbamento de quaisquer personalismos prejudiciais à condução das políticas públicas essenciais ao combate da pandemia de Covid-19", escreveu.

O que diz o governo

No último sábado, a Advocacia-Geral da União (AGU) enviou um documento ao Supremo Tribunal Federal no qual afirmou que todas as medidas adotadas pelo governo federal visam garantir as orientações do Ministério da Saúde e da OMS.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


08/04


2020

Após pronunciamento, JN diz que maioria apoia isolamento

Por Revista Forum

No ar logo após mais um pronunciamento em cadeia nacional do presidente Jair Bolsonaro em defesa do fim do isolamento, o Jornal Nacional desta quarta-feira (8) destacou que a maioria dos brasileiros apoia as medidas de restrição de circulação para conter a pandemia de coronavírus.

O telejornal da TV Globo mostrou uma pesquisa do Instituto Datafolha em que 76% dos entrevistados responderam que o mais importante neste momento é preservar a saúde das pessoas e manter o isolamento em casa, mesmo que isso prejudique a economia. Para 18%, a economia deve ser prioridade, com a retomada das atividades.

No segundo e terceiro blocos, o JN também destacou a importância do isolamento para combater a pandemia. Uma reportagem mostrou os resultados positivos das medidas em países da Europa e a entrada do Japão em quarentena. Na sequencia, amplo espaço para o ministro da Sáude, Henrique Mandetta, que defendeu a manutenção do isolamento em grandes centros urbanos, e uma iniciativa do governo de São Paulo, que rastreia celulares para conter aglomerações.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


08/04


2020

Magno Martins é um bailarino das palavras

Por Silvio Costa*

Magno, Maugno ou até Maligno. Era assim, de forma brincalhona, que os políticos se referiam ao jornalista Magno Martins quando cheguei em Brasília em 2007 para o meu primeiro mandato de deputado federal consagrado nas urnas pelo povo pernambucano. Eu já conhecia a pena ferina e furona de Magno, bela surpresa entre os meus alunos do velho e saudoso colégio Alpha, na Conde da Boa Vista, onde hoje se instalou o Shopping Boa Vista.

Magno não era, no entanto, um bom e aplicado aluno de Química, cadeira minha no Alpha. Suas notas, um desastre. Era tímido, cara de matuto e voz arrastada, cantada. Matuto poeta como ele, vindo das barrancas do Pajeú, fala com cântico. Certa vez, preocupado com as notas baixas do Magno que se preparava ao Vestibular procurei Carlos, dono do colégio, e a ele perguntei se o desempenho do meu aluno sertanejo também era de fracasso em outras matérias.

Magro, quase esquelético, Carlos era vaidoso com seus alunos, os quais conhecia um por um e de nome. Me chamou até a secretaria, puxou a pasta arquivada de Magno e exibiu um montão de nota dez em português e redação. Que alívio!

Hoje, ao grudar meus olhos nos textos de Magno tanto tempo depois, na tela do seu blog no meu celular, percebo que o jornalista brotou no Alpha, com seu texto ali já encantador aos olhos de Carlos.

Não posso esquecer esse episódio tão presente em minha memória para  concluir que quase todo jornalista odeia Química, Física e Matemática, mas, usando as palavras tem, como meu ex-aluno, a notável capacidade de nos emocionar.

Magno Martins é igual ao Flamengo: amado ou odiado. Diferente da água , não é insípido, incolor e inodoro. Entretanto, quando o assunto é jornalismo, todos são unânimes em dizer  que Magno é um bailarino das palavras, um maestro das letras .

*Ex-deputado federal


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


08/04


2020

Cidades registram novo panelaço contra Bolsonaro

Por G1

Cidades brasileiras registraram panelaços contra o presidente Jair Bolsonaro na noite desta quarta-feira (8) durante o quinto pronunciamento do presidente em rede nacional de TV e rádio sobre a pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

, Rio, Belo Horizonte e Recife, por exemplo, o presidente foi alvo de gritos "fora, Bolsonaro!" enquanto pessoas batiam panelas.

As primeiras manifestações contrárias ao presidente ocorreram em 17 de março.

Confira as imagens aqui: Cidades brasileiras registram panelaço contra Bolsonaro


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores