FMO janeiro 2020

20/02


2020

Aos leitores

Tenho algo muito grave a comunicar a vocês: eu e o nosso blog temos sido vítimas de perseguição crescente e violenta dos atuais “donos do poder” em Pernambuco.

Todos sabem do meu mais completo destemor de enfrentar os que se consideram “donatários” da “capitania” de Pernambuco. Não sou ingênuo e sei que isso tem risco e custo.

Mas se existe mesmo o chamado “Estado Democrático de Direito”, a Imprensa tem que ser LIVRE, conforme está claramente definido na Constituição e todo o arcabouço legal brasileiro.

Na verdade, a liberdade de Imprensa é um bem da sociedade, mais até do que um direito dos jornalistas e das empresas de comunicação social. Para tanto, necessitamos estar em permanente mobilização, vigilantes e fortes contra o que representa qualquer tipo de ameaça.

A Imprensa LIVRE tem um lugar CENTRAL em nosso sociedade, cumprindo um DEVER fundamental de informar a população e denunciar ações que possam causar prejuízos ao público.

Vale ressaltar que a Imprensa representa a defesa e a expressão de opinião dos que não têm voz e são atingidos pelo abuso de poder dos que se consideram “proprietários” da coisa pública.

A Assembleia Constituinte de 1988 assegurou garantias à liberdade de informação jornalística, dedicando capítulo apartado dos direitos fundamentais individuais e coletivos, protegendo a LIBERDADE de Imprensa com a proibição de restrição legal, de censura e de autorização de licença.

Mas a verdade é que os atuais “mandatários” de Pernambuco estão me perseguindo de forma autoritária e violenta. Sofri censura que resultou inclusive na minha demissão.

Em seguida, anunciantes do blog se retiraram dos seus apoios, em clara tentativa de me calar e inviabilizar a nossa existência. Isso demonstra o autoritarismo ilegal e antidemocrático dos que se pensam donos de Pernambuco.

Não irão me calar! Continuarei revelando, divulgando e discutindo a pauta de interesse da sociedade e os chamados crimes contra os cofres públicos. Meu jornalismo é cidadão, defesa do interesse público, sobretudo num Estado onde a população cada vez se empobrece mais, como se vê nas ruas do Recife e do interior.

O que se torna ainda mais grave é que começam a usar pessoas que antes se consideravam minhas amigas para me atacarem moralmente. É o caso, por exemplo, do jornalista Raimundo Carrero (foto).

Esse senhor antes demonstrava apreço por mim e minha coragem, inclusive me elogiando. Temos a mesma origem sertaneja e trabalhamos no mesmo jornal, o Diário de Pernambuco.

Eis que agora ele é usado para me atacar de forma gratuita, como ontem registrou em meu próprio Facebook: “Você gosta mesmo é de comer toco...inescrupuloso...vergonha  da classe”.

Ora, quem conhece esse jornalista sabe da ligação dele com a família Campos e de Paulo Câmara. Ele, sim, é que é uma vergonha, pois agora está trabalhando como “pistoleiro de aluguel”.

Eu vou tomar todas as providências legais para que a Justiça o puna e irei denunciar para todo o Brasil caso os poderosos que os manobram como serviçal use da sua força no sistema judicial de Pernambuco para proteger esse triste “pistoleiro de aluguel”.

Ele vai ter que revelar perante a Justiça quais as relações que tem com essa camarilha de Pernambuco que está agora no que se espera seja o momento final do escândalo Lava Jato em nosso Estado.

O pistoleiro de aluguel está do lado dos que realizaram a compra ilegal de aviões “privados” com dinheiro roubado dos cofres públicos. Isso, sim, é uma vergonha para quem luta pela LIBERDADE e pela punição de criminosos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raphael Souto

Parabéns pela sua coragem, não se deixe intimidar por essa turma do PSB. PERNAMBUCO merece pessoas melhores.


IPTU Cabo

20/02


2020

Os destaques do podcast de Ivan Maurício

Cid Gomes – O senador e ex-governador do Ceará, Cid Gomes, apresenta evolução clínica após ser baleado no Ceará. O senador Cid Gomes deveria saber que é um parlamentar e não um motorista de retroescavadeira querendo invadir um quartel.

Marília rifada – Lula defende candidatura de Marília Arraes, mas diz que decisão será dos Diretórios Municipal e Estadual do PT. Traduzindo: Marília Arraes será rifada novamente.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Quem é pior. O Bolsonaro que humilha e agride as mulheres ou as mulheres que votaram nele?



20/02


2020

Coluna da quinta-feira

O atentado a Cid em Sobral

Exatamente um ano após o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), vencer a batalha contra o crime organizado, o que motivou cenas brutais de violência em Fortaleza e no Interior, o senador Cid Gomes (PDT), que antecipou Camilo no cargo e o elegeu governador, se envolveu, ontem, numa guerra campal contra policiais militares em greve, com desfecho dramático, levando dois tiros.

O senador pilotava uma retroescavadeira e tentava furar um bloqueio feito por policiais militares no Batalhão da Polícia Militar em Sobral (CE). Cid Gomes, que está licenciado do mandato de senador, organizava um protesto contra um grupo de policiais que tentava impedir o trabalho da Polícia Militar. Ao longo do dia de ontem, policiais esvaziaram pneus de carros da polícia para impedir que agentes de segurança atuassem nas ruas.

Inicialmente, foi divulgado que o senador havia sido atingido por bala de borracha, mas, na verdade, foram dois tiros, um no tórax e outro na clavícula. Em frente ao bloqueio dos policiais, utilizando uma retroescavadeira, ele pediu que os policiais deixassem o local: “Vocês têm cinco minutos pra pegarem os seus parentes, as suas esposas e seus filhos e sair daqui em paz. Cinco minutos. Nem um a mais”, afirmou Cid, utilizando um megafone. Ainda em Sobral, policiais ordenaram que comerciantes fechassem as portas do Centro da cidade.

As informações de que Cid não corre risco de vida, confirmadas pelo ex-ministro Ciro Gomes, irmão dele, trouxeram tranquilidade aos familiares, mas o atentado chocou o País. Em nota, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, disse que acompanhou o caso “com preocupação” e solicitou informações para garantir a segurança. Em sua conta oficial no Twitter, Ciro Gomes, por sua vez, escreveu que o irmão não corre risco de vida e pediu que as autoridades responsáveis “apresentem prontamente os marginais que tentaram este homicídio bárbaro às penas da lei”.

Ilegalidade da greve – Uma decisão da Justiça determinou a ilegalidade de atos grevistas da polícia cearense. Uma decisão do Supremo Tribunal Federal de 2017 determinou que é inconstitucional o direito de greve de servidores públicos de órgãos de segurança e proibiu qualquer forma de paralisação nas carreiras policiais. Comerciantes do entorno do Mercado Central de Sobral que não quiseram se identificar informaram que homens encapuzados em quatro veículos da polícia ordenaram que as portas fossem fechadas, o que foi acatado por parte dos empresários. Ainda conforme as testemunhas, alguns deles fecharam as portas temendo se tratar de um arrastão.

Moro reage – Minutos depois de o senador Cid Gomes (PSB-CE) ser baleado, o ministro da Justiça, Sergio Moro, abandonou cerimônia de posse da primeira mulher a dirigir o Tribunal Superior do Trabalho (TST), a ministra Cristina Peduzzi. O evento era realizado no tribunal. O ministro se levantou e deixou o prédio para acompanhar desdobramentos da investigação do crime. A cerimônia teve a presença do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, que trocou farpas com Moro.

Mais segurança – Após a notícia de que o senador licenciado Cid Gomes (PDT) foi baleado em Sobral, o Ministério da Justiça e Segurança Pública, comandado por Sérgio Moro, informou que a segurança do parlamentar será reforçada por forças federais. “Já foram enviadas equipes da Polícia Rodoviária Federal e Polícia Federal para Sobral para garantir a segurança do senador Cid Gomes”, comunicou a Pasta, em nota. O Governo do Ceará anunciou processo contra mais de 200 policiais dissidentes e solicitou o reforço da Força Nacional. Também cortou o repasse de verba para associações policiais que, de acordo com o governo, apoiam os atos grevistas.

Vandalismo – Policiais do Ceará que reivindicam aumento salarial e são contrários à proposta do governo de reestruturação da carreira da categoria promoveram, ao longo da semana, atos que a Secretaria da Segurança considerou “vandalismo” e “motim”. Na terça, três policiais foram presos por cercarem veículo da polícia e secarem os pneus. Conforme o Governo do Estado, o ato é uma tentativa ilegal de impedir a atuação de policiais. Ontem, pelo menos quatro batalhões da Polícia Militar foram invadidos por homens mascarados. Eles retiraram veículos policiais das bases militares e rasgaram os pneus com objetos cortantes.

CURTAS

REFORMA TRIBUTÁRIA – Os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), criaram, ontem, a comissão mista que vai elaborar um texto de consenso para a reforma tributária. Alcolumbre e Maia assinaram um ato conjunto criando oficialmente o grupo. Esse ato será publicado na edição de hoje do Diário Oficial da União (DOU). A comissão mista será formada por 25 deputados e 25 senadores. Os 50 integrantes já foram indicados pelos partidos. A proposta terá o objetivo de simplificar a cobrança de tributos com a unificação de vários impostos.

O NEGA-TUDO – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse, ontem, que há “muita má-fé” e “leviandade” na acusação do Ministério Público Federal (MPF), que o denunciou por suposto recebimento de propina em troca da edição de uma medida provisória que favoreceu montadoras automobilísticas em 2009. Ele negou ter sido favorecido pela edição da MP, aprovada, posteriormente, por deputados e senadores no Congresso. O ex-presidente prestou depoimento ao juiz Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara da Justiça Federal, em Brasília.

DÍVIDA IMPAGÁVEL – A primeira assembleia da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), na última terça-feira, discutiu a dívida da União com a Assistência Social dos municípios, que chega à casa dos R$ 51 milhões. A vice-presidente da Amupe e prefeita de Surubim, Ana Célia, juntamente com a vice-presidente do Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social (Coegemas), Penélope Andrade, apresentaram um quadro atualizado da situação, deixando muitos gestores apreensivos.

Perguntar não ofende: Ao jogar uma retroscavadeira contra policiais em greve, ontem, em Sobral, o senador Cid Gomes não cometeu uma tentativa coletiva de homicídio?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Índios dizem que não querem se tornar humanos como Bolsonaro. Bolsonaro chocou até quem já estava acostumado com sua falta de sensibilidade e senso de humanidade ao dizer a seguinte frase: Cada vez mais, o índio é um ser humano igual a nós.

Fernandes

Pobre de direita só poderá entrar na classe média pela porta de serviço, diz Guedes. Paulo Guedes disse a seus apoiadores que ganham um salário mínimo que poderão um dia entrar na classe média mas só pela porta de serviço, servir um cafezinho e depois voltar para a vida quase miserável num ônibus de linha superlotado.

Fernandes

Bolsonaro se irrita com Guedes por falar mais, merda que ele. O casamento entre o presidente Jair Bolsonaro e Paulo Guedes sofreu um grande abalo nos últimos dias. Bolsonaro estar irritado com o posto Ipiranga. Ele está falando mais merda que eu. Desse jeito acaba virando presidente, disse Bolsonaro a um amigo..

Fernandes

Blog 247: Efeito Bolsonaro: Luciano Hang faz demissão em massa em loja no RS. Quatro meses após a inauguração da unidade da rede varejista Havan em Santa Cruz do Sul (RS), cerca de 30% dos funcionários já foram demitidos. Em janeiro, o dono da rede varejista e apoiador de Jair Bolsonaro. Hang. Tá arretado com o Bozo.

Fernandes

Bebianno prevê demissão de Paulo Guedes por Bolsonaro Ele não aceitará entrar para o paredão bolsonarista e ser queimado. Acho que ele saíra antes disso. Tá começando a pegar fogo o cabaré. KKKK


acolher

20/02


2020

Irah, forrozeira, também é atração carnavalesca

Minha amiga Irah Caldeira, a mineirinha mais pernambucana de toda a nação que saiu lá das montanhas das Minas Gerais de Tancredo Neves, também canta frevo, axé e samba, sendo uma das grandes atrações dos polos carnavalescos do Estado.

Sua agenda vai do Galo da Madrugada aos Papangus de Bezerros. No sábado, além do desfile do Galo, estará soltando a voz em Paudalho, no famoso Baile Vermelho e Preto. 

No domingo 23, sua orquestra estará em Vitória de Santo Antão, no polo Duque. Na segunda, 24, em Bezerros, famosa pelos seus Papangus, se apresenta a noite no chamado Palco Cultura.

Já na terça gorda 25, Irah Caldeira vai se desdobrar em mil. De manhã, anima o bloco Maria e Lampiões, no final da tarde já estará em Paudalho e a noite, com o sanfoneiro Luizinho de Serra, se apresenta no polo do Ipsep. 

Na quarta de cinzas, Irah ainda terá energia e voz para o Bacalhau, no Recife. Se a maratona da minha amiga é tão grande assim no Carnaval, imagine no São João deste ano!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


20/02


2020

Agenda econômica indefinida: mercado cobra governo

Por Estadão Conteúdo

Depois de mostrar confiança na trajetória de ajuste das contas públicas, os investidores voltaram a bater na porta da equipe econômica para pedir esclarecimentos sobre os rumos da política fiscal, trazendo dúvidas que já estavam fora do radar. A busca por informações cresceu nas últimas semanas diante dos sobressaltos na articulação do governo com o Congresso.

Os solavancos entre o presidente Jair Bolsonaro e os parlamentares já neste início dos trabalhos do Congresso tornaram incerto o cenário das reformas nos próximos meses. Temas que pareciam estar na direção correta, na avaliação do mercado, como o controle do teto de gastos e a gestão orçamentária, voltaram a receber atenção. Há temor de retrocesso no ajuste fiscal.

Investidores estrangeiros já avisaram o ministro da Economia, Paulo Guedes, que têm interesse em colocar dinheiro no Brasil, mas cobram avanços sólidos nos marcos legais. Um ponto de incógnita é a reforma tributária. Ninguém quer trazer recursos para o Brasil "no escuro", sem saber ao certo como ficarão as regras sobre impostos.

Relatos obtidos pela reportagem sobre as conversas entre investidores e integrantes da equipe econômica mostram que há a percepção de que o governo tem patinado na articulação política, o que vem causando vácuos em negociações que podem custar caro mais para frente.

Além do atraso nas reformas, o sinal mais recente de alerta, segundo uma fonte do time de Guedes, foi a apresentação, na terça-feira, do parecer à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que prorroga a vigência do Fundeb, o fundo que banca o desenvolvimento da educação básica. O texto prevê a ampliação de gastos em R$ 79,7 bilhões nos próximos anos. Tudo fora do teto de gastos. Só em 2021 chegaria a R$ 8,3 bilhões.

A articulação política do governo passou ao largo da negociação no Congresso para a PEC do Fundeb, o que deixou a equipe econômica irritada, tendo de dar explicações sobre o impacto da medida. A pergunta mais frequente é como o governo vai conter as pressões por mudanças na agenda do Congresso - onde estão três PECs fiscais - se não consegue nem sequer participar das negociações de um tema pontual, como o Fundeb.

Um integrante da equipe admitiu que a desconfiança voltou e que o mercado está "superatento", o que inclui também detalhes sobre as mudanças na meta fiscal deste ano, o acordo do Orçamento impositivo e a capitalização na Emgepron (estatal da Marinha).

Presidente do Insper, o economista Marcos Lisboa avalia que, para piorar o cenário, começaram a sair medidas para "bypassar" o teto de gastos. "Como as despesas obrigatórias estão consumindo todos os recursos e as reformas foram modestas até agora, só teve a Previdência relevante, o governo está tendo problemas", diz.

Segundo ele, é nesse quadro que aparecem "ideias criativas". "Está todo mundo querendo furar o barco", ressalta o economista.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

O bozoverno tá mais perdido do que cego em tiroteio!


Cúpula Hemisférica

20/02


2020

Instituição da PF é contra divisão de ministério de Moro

O Globo - Por Bela Megale

Poucos dias depois do presidente Jair Bolsonaro sinalizar que poderia esvaziar Sergio Moro com o retorno do Ministério da Segurança Pública, a Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) fez uma enquete com seus associados sobre o tema.

O movimento, como informou a coluna, foi lido nos bastidores como uma iniciativa da família Bolsonaro para enfraquecer o ministro da Justiça, já que a Fenapef é a entidade de classe da PF mais alinhada a Eduardo Bolsonaro.

O resultado, porém, deve alegrar Moro: 67,50% dos participantes responderam que a recriação da pasta não seria boa para a PF e 32,5% responderam que seria positiva. A entidade vai enviar, por meio de um ofício, o resultado ao próprio ministro.

O presidente da Fenapef, Luís Antônio Boudens, afirmou que a iniciativa da enquete foi dele e que Eduardo nunca teve relação com a pesquisa.

A federação reúne segmentos da PF como agentes, escrivães e papiloscopistas. Eduardo Bolsonaro é escrivão licenciado, já foi homenageado pela instituição e é defensor de suas bandeiras, como a unificação da carreira.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

20/02


2020

Petroleiros decidem hoje se suspendem greve temporariamente

O Globo

Os petroleiros podem decidir nesta quinta-feira suspender a greve, temporariamente, até o próximo dia 6 de março, quando está prevista uma reunião de conciliação entre os sindicatos da categoria e a fábrica de fertilizantes do Paraná da Petrobras, conforme determinação do Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

Em nota divulgada na noite de ontem a Federação Única dos Petroleiros (FUP) e os 14 sindicatos afiliados informaram que, após discutir o assunto  ao longo de todo o dia, foi decidido pelo indicativo de suspensão provisória da greve, que será submetido às assembleias de sindicatos filiados a serem realizadas nesta quinta-feira, até as 15h.

Na terça-feira, os petroleiros decidiram manter a greve,  que completa 20 dias, e recorrer da decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST), que declarou  ilegal a greve da categoria, determinando o retorno imediato ao trabalho.

Mais tarde, o Tribunal Regional do Trabalho do Paraná (TRT-PR) suspendeu temporariamente a demissão dos cerca de mil empregados da fábrica de fertilizantes da Petrobras no Paraná, a Fafen-PR, até 6 de março, também por causa da reunião de conciliação entre os sindicatos e a unidade. São 396 empregados que trabalhavam na fábrica, além de outros cerca de 600 terceirizados.

Confira a íntegra aqui: Petroleiros decidem nesta quinta se suspendem a greve ...


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Limoeiro

20/02


2020

PEC e MPs ficam para depois do Carnaval

Do Terra - Por Reuters

Em discussão na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, a chamada PEC dos Fundos só será analisada depois do Carnaval, assim como duas medidas provisórias polêmicas que tramitam em comissões mistas do Congresso Nacional.

O parecer à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do senador Otto Alencar (PSD-BA) prevê, entre outros pontos, a exclusão de recursos dos fundos a serem extintos do teto de gastos. Mas segundo Alencar, que apresentou uma complementação de voto nesta quarta, o texto determina que essa exceção fica limitada ao exercício financeiro.

Foi concedido um pedido de vista e a PEC deve ser votada na comissão no dia 4 de março.

Ao mesmo tempo, também ficam para depois do Carnaval as polêmicas medidas provisórias do 13º para o Bolsa Família e a do Programa Verde e Amarelo.

No caso da que trata do Bolsa Família, o relator da proposta, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), modificou o texto para garantir o pagamento anual do benefício e estendeu a 13ª parcela ao Benefício e Prestação Continuada (BPC). Também acatou emenda do deputado Marcelo Ramos (PL-AM), para prever a tributação de rendimentos de fundos de investimento fechados.

A proposta já teve seu parecer lido em comissão mista e estava pautada para esta quarta, mas a comissão teve de ser encerrada por falta de quórum enquanto ainda eram votados requerimentos.

Já MP do Programa Verde e Amarelo, que cria um programa de contratação de jovens, avançou na comissão mista em que tramita com a leitura de seu parecer nesta quarta. O texto original da MP previa a cobrança previdenciária dos beneficiários do seguro-desemprego.

O relator da proposta, deputado Christino Aureo (PP-RJ), propôs um sistema facultativo, em que o trabalhador poderá escolher se pagará a contribuição. Após a leitura do relatório foi concedida vista coletiva.

Outra comissão mista em funcionamento nesta quarta aprovou parecer da MP 899, que trata da renegociação de dívidas tributárias. A proposta, de interesse do governo, segue para o plenário da Câmara dos Deputados


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner de Arcoverde

20/02


2020

APAC alerta para chuva de modarada a forte em Pernambuco

Do G1 - PE

A Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) emitiu, ontem, um alerta para a possibilidade de chuvas com intensidade de moderada a forte, no Grande Recife, Zona da Mata e Agreste de Pernambuco. No dia 12 de fevereiro, um alerta semelhante foi divulgado.

O aviso foi emitido às 17h e, de acordo com a Apac, é válido por 24 horas, até a quinta-feira (20). Ainda segundo a agência, a população deve seguir as orientações da Defesa Civil de cada município.

Na capital pernambucana, há um plantão permanente, que pode ser acionado pelo telefone 0800.081.3400. A ligação é gratuita.

Em caso de necessidade, moradores de locais de risco devem procurar abrigos em locais seguros, de acordo com a Defesa Civil do Recife.

Operação Inverno antecipada

A prefeitura do Recife antecipou, no dia 12 de fevereiro, a Operação Inverno de 2020. Com R$ 99 milhões de orçamento, a prioridade é proteger áreas de encosta e fazer obras em 10 pontos de alagamento na capital pernambucana, além de buscar evitar alagamentos em túneis da cidade.

Especialistas apontam que há uma série de ações que o poder público deveria tomar para, ao menos, reduzir o impacto de alagamentos, enchentes, deslizamentos de terra e desmoronamentos.

São eventos recorrentes e catastróficos, que custam vidas e trazem transtornos de vários tipos, do trânsito travado à interrupção de serviços públicos essenciais, passando por prejuízos milionários à economia.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


20/02


2020

Major Olimpio pede envio de senadores ao Ceará

Por Estadão Conteúdo

O líder do PSL no Senado, Major Olimpio (SP), pediu ao presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), que envie uma comissão para o Ceará, onde o senador Cid Gomes (PDT-CE) foi baleado após enfrentar policiais militares em greve.

"Conflitos com policiais, manifestações de rua, acionamento de forças federais, tudo para acabar em tragédia. Momento de negociação com muita calma e experiência. Já me coloquei à disposição para fazer parte dessa comissão", diz nota de Olimpio.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores