FMO janeiro 2020

29/03


2013

Comissão da Verdade quer Marin fora da CBF

 O presidente da Comissão Estadual da Verdade do Rio de Janeiro, Wadih Damous, cobra a renúncia do presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marin (Foto), informa Felipe Patury, na revista ÉPOCA. Segundo o colunista, Damous endossa a versão de que Marin foi um dos responsáveis pela prisão do jornalista Vladimir Herzog, que acabou morto sob tortura nos aparelhos de repressão em São Paulo. A acusação é repelida com veemência pelo cartola.

“Marin foi um fiel servidor dos militares na ditadura e, pelo que se diz, também delator. Com essas credenciais, não pode continuar no cargo de presidente da CBF”, afirmou Damous.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Diego da Silva Araújo

Envolvido ou não com a ditadura, isso não é impedimento para que ele faça parte desta organização. O argumento do roubo da medalha colaria melhor do que essa argumentação besta.

MARCOS BARBOSA

Se fosse para proibir a ocupar cargos públicos quem serviu aos militares no período da ditadura, em Pernambuco se incluiria Marco Maciel, Gustavo, Krause, Roberto Magalhães, família Mendonça, família Coelho ...

andre regidwitz

Pensava que esse individuo estava tranquilo no cemitério da Consolação. . Mas está aí fazendo das suas.


IPTU Cabo

29/03


2013

Campanhas dos candidatos: nós bancaremos

DO BLOG DE HERÓDOTO BARBEIRO

 O Supremo Tribunal Federal convocou audiências públicas para discutir o financiamento público de campanhas. Em outras palavras, se ele for aprovado é o pagador de imposto que vai bancar as campanhas. Aliás, hoje ele já paga. Os partidos recebem um fundo para se manter que vem dos impostos. Tudo o que se vê na televisão e no rádio, em épocas eleitorais ou fora delas, é pago a essas empresas através da troca com imposto devido. O que pode acontecer é que o cidadão que já banca uma parte dos custos dos partidos, vai pagar a conta toda.

Hoje os políticos buscam o financiamento de grupos econômicos e com isso ficam o rabo preso com seus interesses e dão às costas solenemente aos seus eleitores.Com dinheiro na mão qualquer um tem condições de pegar um mandato parlamentar. Muitos continuam suas atividades profissionais e tratam o mandato apenas como um bico. Enfim é preciso uma decisão.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


29/03


2013

Elle rodou a baiana contra o TCU

 Parte dos integrantes da Comissão de Serviços e Infraestrutura não aguenta mais um hábito de Fernando Collor, presidente do colegiado: madrugar. Com as sessões marcadas para 7h30, Collor tem o costume de ligar para os integrantes da comissão a partir das 6h para apressá-los e não atrasar o início do trabalho. A informação é de Lauro Jardim, na sua coluna da VEJA. Com mais detalhes:

''''A propósito, Fernando Collor não é lá muito afeito a instrumentos de fiscalização. Isso ficou claro em uma reunião entre dirigentes do Tribunal de Contas da União e Renan Calheiros, na semana passada, no Senado.

Sabendo que Collor vinha tentando falar com a cúpula do TCU, sem sucesso, um dos integrantes do Tribunal pediu a Renan que convidasse o senador à sala onde ocorria o encontro. Para quê?

Collor chegou à reunião e, após cumprimentar os presentes, passou um pito, carregado de deselegância, bem ao seu estilo, na atuação dos técnicos do TCU. O motivo da ira: o grande número de obras paralisadas em consequência de intervenções do órgão, ressalte-se, responsável por fiscalizar as contas públicas e, claro, evitar falcatruas.

Entre as barbaridades, Collor esbravejou:

- Os técnicos devem estar recebendo por produção. Quem eles pensam que são para mandar interromper obras importantes para o país?

Se arrependimento matasse, os representantes do TCU teriam empacotado ali mesmo.''''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

acolher

29/03


2013

Afastado: presença dele abala credibilidade do MP

 A subprocuradora da República, Cláudia Chagas, relatora no Conselho Nacional do Ministério Público do processo administrativo disciplinarnúmero 326/2013-60, que investiga o suposto envolvimento de Demóstenes Torres com o grupo criminoso de Carlinhos Cachoeira, decidiu  prorrogar por mais 60 dias o afastamento cautelar do ex-senador. O prazo inicial terminaria no próximo domingo.

Ela considerou que a presença dele no MP de Goiás, exercendo as atribuições de procurador da justiça, é inconveniente ao serviço e pode vir a colocar em dúvida a credibilidade deste órgão junto àpopulação do Estado. A decisão terá que ser referendada pelo plenário do CNMP no próximo dia 23 de abril.  (Ricardo Boechat - ISTOÉ)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


29/03


2013

Copa do Mundo só dá notícia ruim

DO BLOG DE RENATO RIELLA

 Cem por cento do noticiário sobre a Copa do Mundo de 2014 é negativo. Até a Seleção, com o empate ridículo de 1×1 com a Rússia, só produz desgaste. E cresce o uso da frase “imagine como vai ser na Copa”. Apesar disso, tenho certeza que daremos um show. O mundo vai ficar encantado com a abertura do evento no estilo Joãosinho Trinta. Nossas torcidas vão emocionar até os esquimós. Os estádios farão o papel desejado, abrigando gente bonita, alegre, com pouco roupa e sem violência. E a TV Globo é a TV Globo, ora!

Vai ser uma felicidade, com pontos facultativos, carnaval, todas as cidades decoradas, muita música, estrangeiros sisudos soltando a franga e tomando caipirinha como se fosse refresco, etc.

Mas o noticiário atual é trágico. Imaginem a repercussão desse escândalo do estádio chamado Engenhão, no Rio de Janeiro. Estive no Pan como convidado da CEF e vi a inauguração dessa instalação fantástica, mas agora fico sabendo que a cobertura podia ter caído na minha cabeça se houvesse um vento acima de 60km/h. Vergonha!

Teremos 12 novos estádios em uso nos jogos da Copa do Mundo. As torcidas estão preocupadas, depois desse fiasco do Engenhão. Na verdade, não temos hábito de conviver com estádios cobertos e dá um frio na barriga saber que poderemos passar duas horas debaixo de cada uma dessas estruturas de engenharia.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Cúpula Hemisférica

29/03


2013

Perder é o de menos

ROGÉRIO GENTILE *

 O PSDB corre muitos riscos em 2014. Perder a eleição presidencial é o de menos, dado o largo favoritismo de Dilma. O perigo maior é o de definhar, tornar-se um partido anoréxico, de baixa relevância. Algo como um novo DEM.

Três fatores empurram o partido criado em 1988 por Montoro, Covas e tantos outros por essa trilha. O primeiro é a falta de discurso. Desde que Serra escondeu o governo FHC na campanha de 2002, temendo perder para Lula (e perdeu mesmo assim), nunca mais o PSDB soube muito bem o que dizer para o eleitorado. Espalha críticas, mas pouco propõe.

A tal ponto que o próprio FHC, em evento dos tucanos na última
segunda-feira, reconheceu que o PSDB precisa tomar um ''banho de povo'' se quiser ter chance em 2014. Banho de povo 25 anos depois? Em que gaveta foi parar aquele manifesto de fundação no qual o PSDB prometeu ficar ''longe das benesses oficiais, mas perto do pulsar das ruas''?

O segundo problema do partido é a incrível falta de sintonia dos seus
principais nomes, que vivem às turras como garotinhos que disputam
para ver quem olhará primeiro o Palácio do Planalto pelo binóculo.
Serra briga com Aécio, que desconfia de Alckmin, que reclama de FHC.

Enquanto Dilma já foi lançada à reeleição pelo PT, o mineiro tem
dificuldade até para ser escolhido como novo presidente da legenda.
Imagine o que ele ainda vai ter de passar para conseguir colocar seu
nome na urna eletrônica de 2014.

Para completar, há uma grande diferença em relação às disputas
passadas. Pela primeira vez existe alguém tentando ocupar o espaço do PSDB no jogo político, ainda que isso não seja uma tarefa simples. Trata-se de Eduardo Campos (PSB), que, além de despertar simpatia na elite econômica, tem avançado nas conversas com partidos que tradicionalmente se alinham com os tucanos. Se sua candidatura prosperar, o PSDB corre o risco de ficar longe do segundo turno e minguar no Congresso.  (* Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

28/03


2013

Serra quer politizar o Enem, diz o MEC

:

DO PORTAL BR247

Visto como candidato a governador de São Paulo em 2014, pelo PSDB, partido que ajudou a fundar, ou pelo PPS, para onde pode ir, o tucano José Serra não perdeu a chance de cutucar o potencial adversário Aloizio Mercadante, ministro da Educação. Em artigo no jornal O Estado de S. Paulo, Serra tomou como tema as redações do Enem que continham erros de ortografia e conteúdos parcialmente fora do tema proposto para cravar que o Ministério da Educação deveria pedir desculpas aos estudantes.

''Pedimos desculpas sim aos estudantes, mas desculpas porque antes eles não tinham esse exame para ter acesso a milhões de vagas no ensino superior'', rebateu, em entrevista ao 247, o presidente do Inep – Instituto Nacional de Ensino e Pesquisa Anísio Teixeira --, Luiz Cláudio Costa, referindo-se veladamente aos períodos de governo de Fernando Henrique Cardoso.

Ex-reitor da Universidade de Viçosa, Costa devolveu a Serra a provocação. ''Serra, por quem temos apreço, não deve ter lido o edital do Enem nem ter informações sobre como as provas e as redações, em particular, são corrigidas'', disse. ''Erros ortográficos não determinam uma nota zero, necessariamente, e fuga parcial do conteúdo proposto também não, se na maior parte da redação o tema tiver sido defendido corretamente'', lembrou. O ministro Aluizio Mercadante preferiu não se manifestar em relação à crítica do ex-governador paulista.

Um artigo com o título As Desculpas do MEC, assinado pelo professor Costa, foi encaminhado ao Estadão. A intenção é responder a Serra em espaço semalhante ao em que saiu a crítica.

''Serra politizou uma questão técnica'', afirmou o presidente do Inep, responsável pelo Enem, ao 247. Ele fez suas contas. ''De 4,1 milhões de redações, apenas seis foram apresentadas como tendo problemas. Mas mesmo estas foram corrigidas e obtiveram notas de acordo com os critério do edital do Enem, uma peça de acesso universal. Me debrucei sobre essa questão, temos análises detalhadas: os examinadores das redações não erraram''.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Limoeiro

28/03


2013

Fala de Dilma amarra as mãos do Banco Central

DO BLOG DE RICARDO SETTI

 Ao assegurar ontem em Durban, na África do Sul, que seu governo não tomará “quaisquer medidas” de combate à inflação que possam “desacelerar o crescimento da economia brasileira” — como, aliás, o crescimento já não estivesse desacelerado –, a presidente Dilma Rousseff, na prática, amarrou as mãos do Banco Central.

Já são conhecidas as intervenções de Dilma em todas as áreas do governo e a utilização das estatais, por seu governo, como forma de jogar a inflação para debaixo do tapete, mesmo em prejuízo das metas e da eficiência das empresas.

Agora, nas declarações feitas a jornalistas durante reunião dos Brics — os maiores países em desenvolvimento e sigla retirada das letras iniciais de Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul (South Africa, em inglês) –, Dilma esteve a milímetros de dizer, às claras, que não vai permitir que o Banco Central aumente as taxas de juros para conter a inflação, mesmo que, tecnicamente, os especialistas do BC considerem necessária a medida.

Clique aí e leia na íntegra  Declarações de Dilma amarram as mãos do Banco Central


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner de Arcoverde

28/03


2013

Por que tanta má vontade?

:

DO PORTAL BR247

Projeção de crescimento aponta para PIB de 3,1% este ano, o maior do último triênio; desemprego de 5,6% é o menor em 14 anos, assim como a taxa de juros de 7,25% é a mais baixa dos últimos 20 anos; previsão do Banco Central é de queda de 15% na tarifa de energia e de 2% na de telefonia; empréstimos para empresas crescem 75% em janeiro na Caixa, apontando para investimentos produtivos; inadimplência se mantém estável; preços administrados devem subir 2,7%, dentro da meta traçada; por que esses números não são destacados pela mídia tradicional?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Jânio Nunes

essa é a forma de agir do PT em relação à imprensa, quer a todo custa calar, ainda vem os ALOPRADOS ALOÁDOS que defendem os PTralhas e faz de um tudo pra calar a imprensa, tudo para ñ divulgarem as verdades sobre a maior FACÇÃO CRIMINOSA QUE O BRASIL JÁ TEVE CHAMADA PT. é isso...

José Pereira da Silva

"Calar"

José Pereira da Silva

Viva a imprensa livre, esse discurso cansado de direita/esquerda soa como desespero dos que se elegeram com a bandeira da honestidade, e hoje são classificados como quadrilha. Cala a imprensa é abrir a porta do galinheiro para raposa. Viva a imprensa livre.

Wellington Antunes

Judith Brito, para quem não sabe é a presidente da Associação Nacional de Jornais (ANJ). Certa vez ela afirmou com todas as letras: “Obviamente, esses meios de comunicação estão fazendo de fato a posição oposicionista deste país, já que a oposição está profundamente fragilizada”Judith sabe o que diz

Wellington Antunes

"Por que tanta má vontade/" Muito simples, porque conforme dona Judith anunciou, a mídia monopolista é de oposição.



28/03


2013

Guerra à vista: Coreia direciona mísseis para EUA

Aeronaves dos EUA fazem exercício militar na Coreia do Sul (Foto: Sin Young-keun/Reuters)

Aeronaves dos EUA fazem exercício militar na Coreia do Sul (Foto: Sin Young-keun/Reuters)

O norte-coreano fez uma reunião com generais e ''julgou que é o momento de acertar as contas com os imperialistas''.

O ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-un, ordenou na noite de quinta-feira que as Forças Armadas do país fiquem em alerta a um ataque americano e pediu para que sejam apontados mísseis para os Estados Unidos e as bases militares americanas no Pacífico.

A medida foi tomada horas depois de Washington enviar dois bombardeiros B-2, que têm capacidade de levar ogivas nucleares, para os exercícios militares que faz com os sul-coreanos desde o início do mês. O secretário de Defesa americano, Chuck Hagel, disse que o envio dos aviões não é uma provocação a Pyongyang.

Segundo a agência estatal KCNA, o norte-coreano fez uma reunião com generais e ''julgou que é o momento de acertar as contas com os imperialistas''. O país comunista informa que preparará os mísseis para atacar a parte continental dos Estados Unidos e as bases militares no Pacífico, incluindo as da Coreia do Sul.

Mais cedo, Chuck Hagel disse que os Estados Unidos estava preparado para enfrentar qualquer ameaça dos norte-coreanos e que o perigo vindo do país comunista estava em aumento. ''Devemos deixar claro que essas provocações da Coreia do Norte são levadas muito a sério por nós e responderemos a isso'', disse.

Os dois B-2 Spirit partiram da Base Whiteman da Força Aérea do Estado americano do Missouri e dispararam munições artificiais contra um alvo no território sul-coreano, segundo um comunicado das forças americanas mobilizadas na Coreia do Sul.

Em comunicado, as Forças Armadas americanas disseram que o voo foi realizado no no âmbito de exercícios conjuntos organizados todos os anos entre as forças americanas e sul-coreanas, ''demonstra a capacidade dos EUA de realizar ataques a grandes distâncias, rápidos e quando quiser''.

Além da preparação das tropas para o combate, os norte-coreanos cortaram as linhas telefônicas de contato com a Coreia do Sul e romperam o armistício com Seul, vigente desde o fim dos combates da Guerra da Coreia (1950-1953). (Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

ANTONIO

eu acho que já chegou a hora dos aliados da uma lição neste ditador não pode perder a opotunidade !!!!!

ANTONIO

eu acho que jáchegou a hora dos aliados da uma lição neste ditado não pode perder a opotunidade


Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores