Faculdade de Medicina de Olinda 2

18/10


2019

Vereador bolsonarista prega golpe militar

Sargento da reserva da Polícia Militar do Rio de Janeiro, o vereador Thimóteo Cavalcanti, da bancada do PR na Câmara de Angra dos Reis, é bolsonarista desde criancinha. Apoiou o presidente em Angra na última eleição de Bolsonaro para deputado federal e ano passado para presidente.

De estilo agressivo como Bolsonaro, seu guru e ídolo, anda armado até os dentes, já brigou com Chico Buarque por causa da Lei Rouanet e agora, em entrevista ao Frente a Frente direto de Angra, defende novo golpe militar no Brasil e o fechamento do Congresso. Sua entrevista vai ao ar às 18 horas pela Rede Nordeste de Rádio, tendo como cabeça de rede a Rádio Folha, no Recife.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Detran

18/10


2019

Conselheiro da ACP questiona cobrança da Celpe

O conselheiro da Associação Comercial de Pernambuco Marlos Macedo enviou, hoje pela manhã, uma nota aos associados sobre uma cobrança feita pelas distribuidoras de energia do país aos pequenos empreendedores. Segundo ele, a cobrança é injusta e a “briga” com a Celpe é por uma boa causa. Confira a nota na íntegra:

A sociedade civil, através de suas devidas representações, necessita posicionar-se diante disso, e cobrar dos legisladores o que é de interesse da população.

As distribuidoras de energia em todos país, e no caso de Pernambuco, a CELPE, juntam-se para cobrar do empreendedor pequeno, do empreendedor familiar – bem intencionado e preocupado com o meio ambiente – uma tarifa em sua geração distribuída e no seu consumo, chegando a 33% de tudo que for injetado na rede elétrica.

Em resumo, a CELPE passa a sócia compulsória de todo e qualquer empreendimento no estado, na ordem de 1/3. É um absurdo!

Eis a antessala de uma briga boa e por uma boa razão.

Cordialmente,

Marlos Macedo - conselheiro ACP e professor da POLI/UPE


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

13° Bolsa Familia

18/10


2019

Itacuruba: professor quer envolvimento acadêmico


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Limoeiro

18/10


2019

Petrolina terá eleição estratégica

Por Ivan Maurício*

Cidade mais importante do Sertão de Pernambuco e com uma economia impulsionada pela agricultura irrigada, Petrolina possui uma população estimada em 337.683 habitantes e mais de 205 mil eleitores. Petrolina terá, pela primeira vez, uma eleição com segundo turno.

Parte significativa do processo eleitoral de Pernambuco, em 2022, passa pelas eleições municipais de Petrolina, em 2020. Daí a importância da divulgação da primeira pesquisa pelo Blog do Magno Martins, realizada pelo Instituto Opinião.

Com um ano de antecedência ao pleito e pouco envolvimento da população, os números servem de indicativos e ainda estão longe de uma avaliação precisa. A politização se dará no calor da disputa.

O futuro do grupo político do senador Fernando Bezerra Coelho - FBC, líder do governo Bolsonaro, está nas mãos de um bom desempenho do prefeito Miguel Coelho.

FBC é uma das principais lideranças da oposição ao governo Paulo Câmara, do PSB. Ele vai definir seu espaço político na política estadual a partir do resultado de Petrolina.

Miguel Coelho desde o início de sua gestão vem sendo beneficiado por recursos do Governo Federal. Conseguiu cifras expressivas no Governo Temer quando seu irmão, o deputado federal Fernando Filho, foi ministro de Minas e Energia. Agora, os recursos continuam sendo captados no governo Bolsonaro.

Miguel, que anunciou sua filiação ao MDB, tem 65% dos pesquisados que aprovam seu governo, sendo 44,4% de bom e 20,7% de ótimo, enquanto 24,2% acham regular, 4,7% ruim e 4,2% péssimo.

A forte ligação do grupo dos Coelhos com o governo Bolsonaro pode ser um atrapalho. O governo de Bolsonaro tem 42,5% de péssimo, 13,1% de ruim, 23,1% de regular, 10,9% de bom e apenas 6,2% de ótimo.

Esta ponderação é enfatizada pelo deputado Lucas Ramos, do PSB, que aparece na pesquisa com 4% de intenção de votos. No entanto, Lucas Ramos enfrenta idêntico problema com a má avaliação do governador e correligionário Paulo Câmara: 19,3% de bom, 2,7% de ótimo, 31,6% de regular, 11,3% de ruim e 18,7% de péssimo.

Se, no momento das eleições, o governo Bolsonaro estiver com avaliação muito negativa, pode, de fato, se constituir num obstáculo. Mas, é sempre bom lembrar, que mesmo um governo federal mal avaliado, é entendido, pela população que mora nos municípios, como um bom aliado. Pragmático, o eleitor municipal entende que o governo federal, em qualquer circunstância, tem mais recursos para injetar recursos, pois é o ente mais poderoso da federação.

O ex-prefeito Júlio Lóssio, do PSD, que rompeu a hegemonia dos Coelhos em Petrolina ao se reeleger prefeito da cidade vai enfrentar sua eleição municipal mais difícil. Os ventos dos recursos públicos estão soprando a favor dos Coelhos. Para quem já foi hegemônico no município, Lóssio aparece apenas com 13,3%.

O ex-prefeito e ex-deputado estadual Odacy Amorim, do PT, pode crescer se contar com a participação do ex-presidente Lula, livre e de forma mais direta em sua campanha. Mas, essa é uma hipótese que depende da Justiça. Por enquanto, Odacy aparece com apenas 13,1%.

As avaliações de segundo turno, embora reflitam as circunstâncias do momento, de pouco servem para uma projeção devido ao dinamismo de uma disputa eleitoral.

Com certeza, Petrolina é uma peça importante no xadrez da sucessão governamental de Pernambuco em 2022.

*Jornalista e analista político


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/10


2019

Padre de Angra diz que usina tem apoio da Igreja

Nordestino de Princesa Isabel, no Sertão paraibano, Frei Fernando, pároco de Angra dos Reis, mandou, há pouco, um recado à Igreja em Pernambucano, que tem se posicionado contra a instalação de uma usina nuclear em Itacuruba. Clique e ouça seus argumentos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Magno coloca pimenta folha

18/10


2019

Feitosa pede envolvendo do governador


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner de Arcoverde

18/10


2019

No túnel do tempo

A imagem é do baú de recordações do ex-senador Roberto Freire, então líder do Governo Itamar Franco. Na imagem, Itamar ladeado pelos seus dois líderes- Pedro Simom no Senado e Roberto Freire na Câmara. Se você tem uma foto histórica nos seus arquivos, envie para o meu WhatsApp (81) 9.8222-4888 ou no e-mail: [email protected].


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/10


2019

Acusado de “espertalhão”, Paulo rebate Bolsonaro

Diante de um post desrespeitoso realizado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, em sua conta no Facebook, sobre Programa 13º do Bolsa Família, o governador Paulo Câmara enviou, há pouco, esta nota à imprensa. O post realizado por Bolsonaro pode ser conferido neste link: https://www.facebook.com/211857482296579/posts/1627022810780032?sfns=mo

Nota oficial

“Fui surpreendido, agora pela manhã, com um ataque direto do presidente da República, que, de maneira desinformada, falta com o respeito ao governador e ao estado de Pernambuco.

Infelizmente, utilizarei este espaço com um debate que me parecia desnecessário, mas um posicionamento público se tornou inevitável. O tema é a paternidade do programa 13º do Bolsa Família, cuja inciativa estadual o presidente tenta, lamentavelmente, descredenciar, valendo-se de acusações falsas.

Eu acho válido que ele, um crítico ferrenho do Bolsa Família, tenha resolvido, depois de nós, também pagar mais uma parcela aos beneficiários. Mas ele precisa fazer um esforço para respeitar as pessoas e a verdade dos fatos. Vamos ao que é incontestável e dissolve a polêmica:

Em 26 de agosto de 2018, na campanha para reeleição, anunciei que todos os beneficiários do Bolsa Família em Pernambuco receberiam uma 13ª parcela, paga com recursos do tesouro estadual. Semelhante proposta foi apresentada pelo candidato Bolsonaro mais de 40 dias depois.

Em Pernambuco, o projeto – aprovado por unanimidade pela Assembleia Legislativa de Pernambuco, ainda em novembro de 2018 – foi lançado formalmente em abril de 2019. Muito antes do presidente assinar a MP que institui o pagamento no âmbito federal, o que aconteceu apenas nesta semana, ainda carecendo de aprovação no Congresso.

Em resumo: existem os programas estadual e federal, sendo o nosso anterior ao do presidente. Um detalhe que parece incomodá-lo, quando o mais importante deve ser assegurar o benefício a milhares de pessoas, que já aguardam ansiosas pelo pagamento.

A campanha eleitoral terminou. Em qualquer tempo, não faz sentido dedicar energia apenas para fabricar intrigas. É hora de governar, fomentar falsas polêmicas só gera mais atraso. O Brasil tem 12 milhões de desempregados, com aumento da informalidade. No momento, o Nordeste enfrenta uma grave crise ambiental, seria muito mais útil ao país um posicionamento do presidente sobre este tema. Com a identificação de verdadeiros criminosos, não a tentativa de criar inimigos. Vamos ao trabalho. É o que a população espera de nós. É o que fazemos em Pernambuco”.

Paulo Câmara – governador de Pernambuco pelo PSB


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Esse Paulo Câmara é muito mentiroso, desde quando ele não fomenta a intriga em PE. Esse Governadorzinho devia ter respeito aos pernambucanos, o Estado que gera o 2° pior índice de desemprego do País, as Praias acabada de piche e esse voador, que não tem liderança alguma em PE, fica o tempo todo arrumando culpado pra tudo, no Estado que ele não teve, nem tem condição de Governar, isso é um Governo fantasma, nosso estado está entregue a essa QUADRILHA do PSB que fez o estado parar a muito tempo. Infelizmente temos uma vice desgraçada que é pior que essa prática do Governador.



18/10


2019

Uma debandada injustificável

Dos seis deputados que integram a missão parlamentar de Pernambuco em visita oficial ao sistema nuclear de Angra dos Reis, três não cumpriram uma das etapas mais importantes da agenda: a visita ao hospital do sistema de saúde Angra na praia Brava, modelo que será copiado para Itacuruba, se o Estado ganhar a usina nuclear.

O deputado José Queiroz (PDT), que chegou com uma postura contra o empreendimento e saiu de cabeça feita para apoiar Itacuruba, voltou logo cedo, alegando compromissos em Caruaru. Henrique Filho (PR) foi o segundo a trocar Angra pelo Rio em agenda nesta sexta, mas não justificou a razão.

Injustificável, entretanto, foi a debandada do deputado Wanderson Florêncio (PSC) também para o Rio, porque ele é o presidente da Comissão de Meio Ambiente da Assembleia, com papel fundamental na discussão e defesa da usina em Pernambuco.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/10


2019

Hospital nunca atendeu paciente radioativo


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/10


2019

Moro acompanha ações em Paulista

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, acompanha, na próxima segunda-feira (21), o andamento do “Em Frente, Brasil”, em Paulista. Na ocasião, o ministro se reúne, às 9h30, com o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, e com o prefeito de Paulista, Júnior Matuto.

Moro também participa de reunião com o gabinete da força-tarefa do projeto. Paulista é uma das participantes do projeto-piloto de enfrentamento à criminalidade violenta coordenado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública e que conta com ações conjuntas entre União, Estados e Municípios. Desde o dia 30 de agosto, a cidade conta com reforço nas ações de segurança, um esforço conjunto entre as forças de segurança locais e federal.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/10


2019

Lóssio e Lucas acenam com acordo em Petrolina

A pesquisa do Instituto Opinião, apontando um cenário de primeiro turno em Petrolina para a reeleição do prefeito Miguel Coelho (MDB), já gerou desdobramentos. Reunidos, há pouco, o ex-prefeito Júlio Lóssio, pré-candidato pelo PSD, e o deputado Lucas Ramos, também pré-candidato pelo PSB, adversários históricos, já falam em se unir.

“Mas só no segundo turno", adverte Lóssio, que aparece com 13% das intenções de voto, empatado com Odacy Amorim, do PT, também com o mesmo percentual, enquanto o socialista está em último, com 4%.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Pádua

O acordo dos desesperados !



18/10


2019

“Bolsonaro criou problema internacional”, diz Temer

O ex-presidente Michel Temer disse que quer ser reconhecido como um reformista, alguém que tenha tido a iniciativa de apresentar ao Congresso reformas importantes, como a da Previdência, que vem sendo analisada por Câmara e Senado. "Eu peguei uma estrada esburacada e entreguei uma estrada asfaltada para o novo governo. Eu espero que a história registre que eu ajudei as reformas do país".

Em entrevista à BBC News Brasil, em Londres, Temer disse ainda que a "forma de falar" do presidente Jair Bolsonaro acabou criando um problema internacional. Ele se referia à abordagem de Bolsonaro às críticas que o governo recebeu durante as queimadas na Amazônia e Cerrado. "O estilo do presidente é mais de confronto, diferentemente do meu, que ignorava essas questões ou simplesmente agregava as pessoas. Claro que isso não é bom para a imagem do país", disse.

Temer admitiu que, enquanto ainda era vice-presidente, conversou com o ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot sobre o ex-deputado Eduardo Cunha, mas negou que tenha pedido para parar investigações.

"Ele me procurou para pedir que eu avisasse o presidente da Câmara que ele iria ser objeto, por força da atuação do procurador-geral, de um pedido de inquérito. Eu me surpreendi um pouco com aquilo e ponderei a ele: mas Dr. Janot, o senhor é procurador-geral da República, ele é presidente da Câmara, isso vai criar um problema institucional extraordinário, não há um outro caminho?"

Janot relata, em livro de memórias, que Temer e Henrique Eduardo Alves teriam pedido a ele para não investigar Cunha. No mesmo relato, o ex-PGR disse que deu uma resposta dura e usou palavrões.

"Ele (Janot) disse que me disse os maiores palavrões e saiu de lá. Imagina se ele dissesse um palavrão pra mim? Eu o punha fora de casa", afirmou Temer.

Questionado sobre o uso repetido da palavra "golpe" para se referir ao impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, Temer disse que "o impeachment aconteceu com toda naturalidade."

A entrevista, que levou cerca de 40 minutos, foi feita na residência do embaixador do Brasil em Londres na quarta-feira (16), antes da divulgação de que o juiz Marcos Vinícius Reis Bastos, da 12ª Vara Federal Criminal de Brasília, absolveu Temer da acusação de obstrução de Justiça.

Temer foi denunciado em 2017 por Janot, que viu no diálogo com Joesley Batista uma tentativa de compra do silêncio de Cunha. De acordo com o juiz, o diálogo – famoso pelo trecho "Tem que manter isso, viu?" – não indicou o cometimento de crime por Temer. Cabe recurso da decisão.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Parabéns TEMER, seus 2 ano, foi melhor muito que os 6 Dilma. Aliás, se não foce aquela gravação de Joeles Batista, seu Governo teria sido um dos melhores do Brasil, realmente você pegou um País totalmente desorganizado da QUADRILHA do PT, e entregou muito melhor.