FMO janeiro 2020

17/02


2020

O hospedeiro

Por Maciel Melo*

Me transformei num jarro para protegê-la e o seu perfume, ainda hoje, exala. Fiz do meu peito uma imensa sala e lhe pus no centro para poder vê-la. Por muito tempo consegui contê-la, mas suas raízes estouraram o jarro, se fizeram rios, e fluíram as veias do meu coração. Me fiz oceano para recebê-la, enquanto amasiava-se com seus afluentes, parindo versos cheios de metáforas, rompendo barreiras, singrando as vazantes da vida, dizendo ao mundo que a palavra foi feita para vestir a voz, e não para bradar sua vã filosofia.

Nas linhas do papel se fez riacho, jorrando rimas sobre as folhas do caderno. Cada página era uma vila, um povoado, um vilarejo; era um parágrafo onde descansavam os verbos e os motes eram pescados com os anzóis invisíveis da imaginação. Usava como isca as frases ditas pelos excluídos, pelos humildes, pelos humilhados; por aqueles que vivem à margem do tempo, cheios de dúvidas, cheios de dívidas, cheios de esperanças, sem eira nem beira, sem chão, sem teto e sem saber por que bater continência, se ser civil é ser servo, serviçal, é servir aos seus algozes carregando no ombro o peso da intolerância do poder.

Sou seu hospedeiro, ela, minha inquilina. Em mim, ela pode se achar e se perder nos labirintos da história de seu povo, de bandeira em punho, de espada em riste, sem temer a morte, sem zombar da sorte, sem bater continência, sempre alerta, mantendo a postura e mudando o jeito da posição de sentido. Ela é minha amada, amante e companheira, fonte de vida, o favo doce de uma colmeia rara.

Eu sei que vocês estão curiosos para saberem o nome dela. O nome dela é: “Poesia Flor do Livro do Livramento”.

*Cantor e compositor


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

IPTU Cabo

17/02


2020

Alceu vira mote da campanha de delegada

A lei de propriedade intelectual veda o uso político de temas musicais em campanha, a não ser com prévia autorização do autor. Pré-candidata à prefeita do Recife, a delegada Patrícia Domingos, agora no Podemos, tem autorização expressa de Alceu Valença para usar sua voz e canção em campanha antecipada pelas redes sociais como vem fazendo, conforme o vídeo aqui postado?

Só quem pode responder é o próprio artista, vacinado contra políticos. Alceu até hoje se arrepende de ter apoiado e emprestado suas músicas para a campanha de Joaquim Francisco, em 1990. No auge da sua lua de mel com os fãs ter seu nome associado a um político de direita foi um pecado imperdoável.

Seus discos em vinil viraram pó numa grande fogueira acesa pelos fãs injuriados tendo como cenário as ladeiras de Olinda, bem próximo à casa de Alceu. Numa entrevista a este blogueiro, muito tempo depois do arrependimento florar e ficar exposto como ferida incicatrizável, Alceu revelou que o episódio o infartou.

A delegada Patrícia Domingos cometeu um erro e caiu na ilegalidade ao tentar mostrar seu nome ao Recife como pré-candidata em um vídeo publicado em suas redes sociais cantarolando Alceu.

Pode até não ser má fé, apenas desconhecimento da lei de propriedade intelectual ou das tradições culturais de Pernambuco.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


17/02


2020

Compesa anuncia estratégia de abastecimento

O abastecimento nos focos de carnaval do Estado será reforçado pela Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa). Um esquema especial para garantir o fornecimento de água nas cidades com tradição carnavalesca da Região Metropolitana do Recife (RMR) e do interior do Estado, além dos municípios que também recebem um número expressivo de visitantes, entrará em ação durante os festejos de momo. Além do reforço no fornecimento de água, cerca de 200 profissionais estarão de plantão, durante todo o período do carnaval, para atender às solicitações emergenciais e assegurar a regularidade da operação dos sistemas produtores e distribuidores de água.

Em Olinda, onde é grande a concentração de foliões, os bairros do Sítio Histórico terão água diariamente. A distribuição será das 10 às 17h (Amaro Branco, Alto da Sé, Ribeira, Carmo, parte baixa do Monte, Cohab, 7RO, V8, V9, Umuarama, Santa Tereza e ilha do Maruim) e das 17h às 8h da manhã do dia consecutivo (Monte, Bultrins, Guadalupe, Bonsucesso e Varadouro). O regime especial de distribuição de água em Olinda será realizado da segunda-feira (17) até a quarta-feira de cinzas (26).

No Recife, os bairros que estão no percurso do Galo da Madrugada (São José, Santo Antônio, Bairro do Recife e Santo Amaro) terão fornecimento de água mantido 24 horas, como já ocorre. Entretanto, a Compesa disponibilizará carros-pipa para situações pontuais. Os municípios de Gravatá, Bezerros e Limoeiro (Agreste), Salgueiro (Sertão), Nazaré da Mata e Paudalho (Zona da Mata), assim como outras localidades com tradição carnavalesca, obedecerão o calendário normal de abastecimento, com reforço de carros-pipa caso seja necessário. Praias como Pau Amarelo, Maria Farinha, Conceição, Janga, Itamaracá, Pontas de Pedra, Porto de Galinhas e Tamandaré também terão carros-pipa de prontidão.

O trabalho da Compesa para garantir a eficiência dos sistemas operacionais começou bem antes do mês de fevereiro chegar. A estratégia especial começou a ser planejada em dezembro e, durante todo o mês de janeiro, várias ações foram desenvolvidas a fim de garantir um carnaval mais tranquilo possível para milhares de foliões. Entre as medidas foram realizadas vistorias nos principais corredores da folia e a manutenção preventiva dos sistemas que abastecem os focos de folia. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

acolher

17/02


2020

Unimed Petrolina realiza primeira Angioplastia de Oclusão

A Medicina do Vale do São Francisco está em perfeita sintonia com o que acontece nos centros mais avançados do mundo e o segmento de Cardiologia Intervencionista é quem mais tem contribuído com este desenvolvimento e rápida evolução. Além dos tratamentos exitosos de doenças congênitas e valvulares e um bem sucedido implante Transcater de Válvula Aórtica (TAVI), feito em dezembro do ano passado no Hospital Unimed de Petrolina, a região presenciou nesta semana mais uma conquista inédita: a realização da primeira Angioplastia de Oclusão Coronariana Crônica (CTO), procedimento via cateter para tratar doenças do coração que necessitariam, em outro momento, de cirurgia tradicional.

Realizado também no Hospital Unimed de Petrolina, sob a responsabilidade de uma equipe médica multidisciplinar liderada pelos cardiologistas intervencionistas, Bedson Sá e Sérgio Macedo, o procedimento deixou mais tranquila e aliviada a costureira Lucimar Rocha de Oliveira, de 55 anos, que sentia fortes dores no peito e falta de ar quando fazia até os mínimos esforços do dia-a-dia. Sintomas mais comuns na doença coronária obstrutiva que está entre as maiores causas de morte do mundo. Segundo o cardiologista Bedson Sá, as artérias coronárias são os vasos que levam sangue oxigenado para alimentar o músculo do coração. “Quando existe obstrução de um ou mais desses vasos, o suprimento de oxigênio e nutrientes é comprometido e o paciente sente dor e o coração não se contrai adequadamente. Se essa obstrução é completa e acontece subitamente, temos o Infarto do Miocárdio”, explicou.

Ainda de acordo com o médico intervencionista, quando o vaso está fechado há mais de 3 meses, chama-se oclusão crônica. “Esse tipo de oclusão é muito difícil de ser aberta por cateter, então geralmente os pacientes são mandados para cirurgia. Com as novas técnicas, consegue-se abrir os vasos via cateter (angioplastia), o que é feito apenas com um furo no punho e na virilha, sem abrir o peito. Com as novas técnicas a taxa de sucesso pode chegar a 90%”,concluiu Bedson Sá, que destacou ainda o aparato tecnológico do hospital com ênfase para a moderna máquina de Hemodinâmica, única neste modelo no Vale do São Francisco.

Depois de apenas um dia de internamento, apresentando um ótimo estado de saúde e com expectativa de qualidade de vida normal e livre dos sintomas, dona Lucimar Rocha de Oliveira, é só alegria e contentamento. "Foi uma cirurgia muito tranquila e bem conduzida. Me operei na segunda-feira e na quarta já saí andando do hospital sem qualquer problema. Graças a Deus, aos médicos e ao hospital, não sinto mais nada do que me incomodava antes. Minha vida hoje é outra, bem melhor", concluiu a costureira.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


17/02


2020

Haddad: “Bolsonaro sempre odiou o Nordeste”

O ex-candidato à Presidência pelo PT, Fernando Haddad, afirmou que o presidente Jair Bolsonaro “sempre odiou o Nordeste“. O comentário do ex-prefeito de São Paulo foi feito pelo Twitter, na manhã de hoje.

Haddad compartilhou uma reportagem da Folha que mostra que o impacto de cortes de bolsas da Capes feito por causa dos contingenciamentos em 2019 foi maior no Nordeste.

Proporcionalmente, a região perdeu 12% das bolsas para financiamento de pesquisa, segundo a matéria.

“Bolsonaro sempre odiou o Nordeste. Impacto de corte de bolsas de pós-graduação feito por Bolsonaro foi maior no Nordeste. Os cursos mais atingidos são das áreas de engenharia, educação e medicina”, escreveu Haddad.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Cúpula Hemisférica

17/02


2020

O amor púrpura e os tiranos vermelhos

O chefe de Estado do Vaticano recebeu em audiência o autoproclamado guru da seita vermelha, e a mundiça do cordão encarnado delirou, delirou, relata o bicho-grilo Adalbertovsky em seu castelo no alto das montanhas da Jaqueira. “A pauta do convescote foi a seguinte: 1) um mundo mais justo e fraterno, ou seja, prisão de meliantes na milésima instância; 2) o Sínodo da Amazônia, tipo as benditas palestras da Odebrecht; 3) o combate à pobreza, a saber, o coronavírus da corrupção no Brazil”.

“Qual a religião do bode rouco? Quando toma um pileque, ou seja, todo santo dia, o guru da seita vermelha chama Jesus de Genésio. O chefe do Estado do Vaticano adora um palanque, de preferência vermelho. Dia desses ele recebeu de presente do cocalero boliviano um Crucifixo na forma do símbolo comunista foice e martelo. Ficou encantado. Que lindo! Em meados dos anos 1970 e 1980 a Argentina vivenciou a brutal  ditadura militar do general Jorge Videla, sendo os cristãos perseguidos. Há relatos de omissão e também de que o cardeal salvou vidas, mas em tempo algum o cardeal globalista enfrentou a ditadura de peito aberto”.

“O amor da cor púrpura do Vaticano já confraternizou com ditadores fratricidas tipo Nicolas Maduro, o energúmeno Fidel Castro, com licença da palavra, e o cocalero Evo Morales, e agora beija as mãos do guru da seita vermelha. Agnes Dei, qui tollis peccata mundi, miserere nobis – Cordeiro de Deus que tirais os pecados do mundo, tende piedade de nós!” A crônica ecumênica do bicho-grilo Adalbertovsky está postada no Menu Opinião. Oremos!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Ramilson Correia de Carvalho

Deve ser um velho babaca que quando jovem sempre foi bajulador dos militares. Babaca! Pensa que é o dono da verdade.

Fernandes

Adalbertovsky. Não reprima seus sentimentos. Peide feliz!

Fernandes

IBOPE: FRACASSO DE BOLSONARO ARRASTA PARA BAIXO APROVAÇÃO A MILITARES. Bolsonaro está servindo a um propósito didático. Os brasileiros estão se desiludindo rapidamente com militares e com a figura de alguém autoritário, disposto a governar sem o congresso.

Alberto Costa Santos

Esse Adalbertovsky é uma mundiça do cordão Bolsonariano.

Kelson Menezes da silva

a pior coluna do blog o cara exala ódio ao pt ódio a Lula fala serio seja imparcial tremendo babaca


Prefeitura de Serra Talhada

17/02


2020

Coluna da segunda-feira

Os bastidores da escolha de Câmara

Ao longo das inúmeras entrevistas que fiz para a série “O míssil chamado Tonca”, levantei também informações, já do meu conhecimento, sobre os bastidores da escolha do candidato a governador escolhido por Eduardo Campos, em 2014. Paulo Câmara, reeleito em 2018, nunca esteve na linha de raciocínio do ex-governador, morto em acidente aéreo em agosto de 2014

Para Eduardo escolher um nome que parecesse competitivo, capaz de atrapalhar os planos de a oposição chegar ao poder com o então senador Armando Monteiro Neto (PTB), favorito nas pesquisas, ocorreu uma série de desencontros envolvendo dois personagens – a poderosa viúva Renata Campos e o prefeito do Recife, Geraldo Júlio, sob os olhares atentos do ex-governador, já com a campanha presidencial dele nas ruas.

Notícias colhidas à época e reconfirmadas agora apontam que Renata, juntamente com a filha Maria Eduarda, defendiam com unhas e dentes o nome de Tadeu Alencar para governador. Relevante salientar que Tadeu vem a ser sogro da única filha de Eduardo. Ele chegou, inclusive, a ser escolhido e anunciado internamente na família por Eduardo, em dezembro de 2013, mas conspirações palacianas, tendo Geraldo Júlio como principal articulador, derrubaram Tadeu.

Na verdade, Eduardo era muito sagaz e sabia que Geraldo atuava na tentativa de “fazer” ele próprio o candidato. Geraldo agiu pelas costas de Eduardo e de Renata, sempre com o cuidado extremo de não provocar a ira deles. Os relatos dão conta que Eduardo ficou abalado com a destruição do nome de Tadeu, junto com outras manobras muito pesadas praticadas por Geraldo. A morte da candidatura de Tadeu foi, exatamente, no dia do nascimento de Miguel, ponta de rama de Eduardo, no Hospital Santa Joana.

Vendo que Eduardo descobriu a jogada e não aceitava que abandonasse a Prefeitura, então Geraldo partiu com tudo para ter um nome escolhido que fizesse uma aliança carnal tendo ele, Geraldo, como parceiro dominante. Considerando que já estava fora do jogo, ele propôs a Eduardo para ele, Geraldo, ficar coordenando os nomes alternativos com levantamento, através de pesquisas para sondar qual o melhor perfil. Eduardo, sabidamente, concordou, mas ficou cabreiro.

CARTAS DA MESA - Vendo que havia perdido na primeira rodada, com a morte da candidatura de Tadeu, Renata passou a apostar todas as cartas no nome do seu primo-irmão Maurício Rands, que também recebeu a acolhida de Eduardo. Esse nome era tão ruim para Geraldo quanto Tadeu. Isso porque ambos são da família de Renata, gozavam da profunda admiração de Eduardo, além de serem considerados “ninjas” intelectuais e articuladores políticos. Assim, Geraldo Júlio jogou tudo e muito mais do que podia para destruir o nome de Maurício, internamente, sem aparecer, através do PSB.

SURGIMENTO DE CÂMARA - Dessa forma, dentre todas as alternativas, a que se mostrou melhor, até por eliminação, foi a de Paulo Câmara, também seu colega de trabalho no Tribunal de Contas e sempre considerado por Geraldo como uma pessoa insegura e fraca, ideal para selarem um pacto de sempre atuarem juntos, sob o controle e o domínio efetivos de Geraldo. Com medo, porque achava que não ia dar conta do recado, Paulo, fiel à sua profunda insegurança e indecisão, chegou a recusar a candidatura, mas, sob forte pressão de Geraldo, terminou sendo praticamente forçado a aceitar, no mais completo contragosto.

O PARENTESCO - De maneira bem pragmática, Geraldo focou também num parente de Eduardo, pois Paulo é casado com uma prima de Eduardo. Até o último momento, Eduardo ainda queria Maurício, mas não conseguiu conter o levante secretamente montado por Geraldo no próprio partido. Assim, Eduardo terminou por aceitar Paulo Câmara, apesar de não acreditar na sua viabilidade. Ele não via em Paulo nenhuma condição de ser governador, por ter uma personalidade extremamente precária, faltando-lhe o mínimo de fibra para liderar. Ressalte-se que Eduardo gostava muito de Paulo, sim, mas exatamente por ser uma pessoa tímida, arredia, com a máxima qualidade da obediência cega.

O DESABAFO – Mais adiante, um pouco antes da sua morte, Eduardo desabafou a diversas pessoas que andava angustiado, pois ia perder a eleição com Paulo Câmara. O candidato, segundo ele, não sabia nem olhar para as pessoas, cumprimentava com a mão mole, desligado, não criava conexões humanas nem vibrava com nada. Eduardo lamentava que houvesse feito a escolha errada e disse, mais de uma vez que, em retrospecto, o melhor nome histórico do partido teria sido o de Danilo Cabral, mas o mesmo havia sido completamente detonado por Geraldo Júlio junto a Eduardo, sob a acusação de ser uma pessoa individualista, desleal e inconfiável.

GERALDO, O DESTRUIDOR - Vem daí, portanto, a aliança carnal entre Paulo e Geraldo, pois foi o prefeito e mais ninguém que realmente “bancou” o nome de Paulo. Além de Tadeu, Maurício e Danilo, outros nomes foram cogitados por Eduardo, como Fernando Bezerra Coelho e João Lyra, mas Geraldo destruiu todos como cinzas atiradas ao ar. Geraldo não queria em nenhuma hipótese um concorrente para tomar o seu espaço de ser o número um de Eduardo.

PROMESA A LYRA - De fato, Eduardo chegou a dizer a Fernando Lyra, em pleno leito hospitalar no Instituto do Coração da USP, em São Paulo, na frente de testemunhas, que o candidato a governador pelo PSB seria o então vice-governador João Lyra Neto. Isso chegou logo a Geraldo, que entrou no mais completo pânico, partindo para destruir o rival com manobras cirúrgicas, afastando crescentemente Eduardo de João Lyra. Estamos falando ainda do início de 2013, portanto um ano antes da decisão formal.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

marluxa, tu metido a corrigir os outros com um erro de português grosseiro,a palavra correta é: PENSE, e ARRETADO. Babaca analfa metido a sabichão. Ou Alceu, que feio, logo você, um pernambucano arretada, nada que um diálogo não resolva, e você deveria emprestar sua música pra ela, seria sua contribuição, pence nisso, nós pernambucanos agradecemos. comentado em 2020-02-17 20:21:46

marcos

Imaginem vocês, U$D 249 Milhões de Dólares Americanos só no banco do Vaticano. Esse Lula é um Bilionário mesmo!

marcos

Lula o carniça vai fugir do Brasil.

marcos

Banco do Vaticano confirma conta de Lula da Silva pública jornal Italiano. Ui

Fernandes

O Bozo, com o seu oportunismo, usa a religião para se promover. Eles ainda não perceberam que ele é um falso evangélico.


Prefeitura de Limoeiro

17/02


2020

Carnaval pernambucano vira arena da guerra

As cenas de selvagerias, ontem, no desfile das virgens de Olinda, varreram os telejornais nacionais e devem ter espantado muitos turistas que estavam de malas prontas para curtir o carnaval em Pernambuco. A princípio, quando vi os vídeos, imaginei tratar-se de um grande arrastão.

Vale a pena sair de casa para brincar o momo? A violência é má conselheira e nos remete a um quadro de total insegurança, por mais que o Governo encha a boca para nos enganar, informando números inflados de policiais para atuar nos principais polos de animação.

O que se viu ontem parecia mais confronto de torcidas organizadas.  Foi um aviso de que o Carnaval pode virar uma praça de guerra em Olinda, território sem lei, terra devastada pela bandidagem e pelos vândalos incontroláveis, que desafiam o Governo, nada temem.

Se aconteceu em Olinda,  tende a se propagar em outros polos e Recife é terra cobiçada pelos baderneiros. A esta altura, os organizadores do Galo da Madrugada devem está com os nervos à flor da pele, inseguros, temerosos que o desfile se transforme também numa praça de guerra, como se viu ontem em Olinda.

Confira o vídeo aqui: Agressões entre grupos rivais e correria marcam desfile das ...


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner de Arcoverde

17/02


2020

Célia faz big brother com Flávio em Surubim

De tanto seus aliados sofrerem degola em Surubim, numa canetada azul da prefeita Ana Célia (PSB), o ex-prefeito Flávio Nóbrega, que debandou do PSB, virou motivo de galhofa na cidade e na região.

Um blog de Carpina, assinado por Elielson Lima, viralizou em Surubim por ter informado que os protegidos de Nóbrega, indicados quando ele era aliado da prefeita, estão sendo eliminados numa tamanha velocidade e exposição que mais parece o Big Brother de Surubim.

Todos os dias, cabeças são detonadas numa sanha tão mesquinha que remete a perseguição. Ana Célia se vinga com sua caneta azul, supostamente porque se sente traída, apunhalada pelo ex-prefeito.

Ganancioso, Nóbrega, que tem DNA de nobreza, fez uma composição com a prefeita na eleição passada. Indicou o filho para vice, mas o obrigou a romper e cair fora, mesmo tendo uma penca de cargos na estrutura da Prefeitura, porque botou na cabeça que é imbatível na corrida para prefeito.

Olho grande, Nóbrega enfrenta, na verdade, um drama que parece sem solução: onde se abrigar partidariamente. Já varreu o mapa das legendas no município e não encontra um partido para dominar, para gerir no seu estilo coronelesco e por ele disputar a Prefeitura para tirar os Cabral do poder.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


17/02


2020

Tabaqueiros animam “Esquenta” do carnaval de Afogados da Ingazeira

Como sempre, valorizando a tradição dos tabaqueiros, a Prefeitura de Afogados da Ingazeira realizou neste final de semana uma grande prévia do que será o carnaval na cidade, reunindo tabaqueiros, orquestra de frevo e foliões num belíssimo “esquenta” para a folia de Momo que se aproxima.

A festa começou no início da noite, quando tabaqueiros, de todas as idades, e vindos de todos os bairros, começaram a se concentrar na Praça Arruda Câmara. Já em bom número, eles percorreram as principais ruas da cidade, acompanhados da orquestra show de frevo, em direção ao polo dos tabaqueiros, na Rua Professor Vera Cruz.

No polo, os tabaqueiros fizeram suas apresentações, ao som da Orquestra Show de Frevo, homenageada do Carnaval 2020, animando o grande público presente. Com seus relhos, seus chocalhos de todos os tamanhos, mascarados e com roupas coloridas, eles encantaram o público presente. Para completar a festa, e agradar todos os públicos, apresentações do os DJ W. Rocha e WF Axé.

“Pela terceira vez promovemos o Esquenta de Carnaval. Esse é um bom termômetro de como está a animação dos nossos foliões para o para o Carnaval da tradição dos tabaqueiros de Afogados, que esse ano está incluso na programação do carnaval de Pernambuco,” destacou Edygar Santos, Secretário de Cultura, Turismo e Esportes de Afogados da Ingazeira.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha