Blog do Magno 15 Milhões de Acessos

06/03


2009

Paraibanos questionam arcebispo por punição a padre

 A decisão do arcebispo da Paraíba, Dom Aldo Pagotto, de suspender o padre deputado federal Luiz Couto(PT) por ter ele questionado o celibato e ser favorável ao uso da camisinha e contra a discriminação a homossexuais foi objeto de protesto ontem na Paraíba. Mais de 40 entidadades e movimentos sociais do Estado exigem do arcebispo explicações  sobre a sua decisão. A manifestação veio por intermédio de uma “carta ao povo paraibano”, divulgada ontem.

O documento diz que ''a gota d''água foi a perseguição ao padre e deputado federal Luiz Couto, representante legítimo do povo paraibano que, por defender questões de direitos humanos e de saúde pública, foi privado de exercer o sacerdócio por um ato arbitrário, violento e ostensivo do arcebispo''. O documento diz ainda que o padre não teve direito de defesa, e foi punido “por um ato meramente político e não de cunho religioso”.

A Arquidiocese

 

''A suspensão de Ordem [afastamento das funções como padre] deveu-se ao fato de o sacerdote dizer em entrevista e confirmado ao próprio dom Aldo ser favorável ao uso do preservativo, do homossexualismo e ao fim do celibato, provocando confusão entre os fiéis cristãos, e contrariando as orientações doutrinais, éticas e morais sustentadas pela Igreja Católica'', disse a Arquidiocese, em nota divulgada também ontem, na qual afirma que não há perseguição política ou religiosa ao padre.

(Atualizada às 05h de hoje)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Anderson Benedito

Esse padeco e falso profeta não só merecia ser expulsa da igraja, como tambem, da politica.

JOSÉ RICARDO DE SOUZA

Só falta agora Dom Aldo Pagotto excomungar os médicos do Cisam e a mãe da garota de Alagoinha pelo aborto dos gêmeos frutos do estupro da criança pelo padrasto dela! Deveriam mandar Dom José pra João Pessoa, ia dar uma dupla e tanto, ele e o Pagotto! Viva a Inquisição!!!


O Jornal do Poder

06/03


2009

D. José: "Mesmo com risco para a mãe não se deve matar"

O arcebispo de Olinda e Recife, Dom José Cardoso Sobrinho, voltou a defender ontem a resistência que impôs contra o aborto feito na menina de nove anos, engravidada pelo padrasto, caso que está tendo repercussão mundial. E foi justamente por causa dessa repercussão que Dom José veio a público justificar seu ato, afirmando que, segundo as leis da igreja “o aborto é um crime gravíssimo contra uma pessoa inocente, que não dá o direito de a vítima se defender.” Voltou a lembrar que segundo estabelece o Direito Canônico, fazer aborto é passível de excomunhão.

''Não excomunguei ninguém. Isso é uma loucura. A ordem não é fruto de um pensamento pessoal, mas de uma doutrina da Igreja. Nenhuma lei dos homens deve contrariar a lei de Deus”, disse Dom José.

 

Quanto às críticas que vem recebendo, inclusive a de ontem do ministro Temporão, o arcebispo volta a lembrar que mesmo com os médicos afirmando que a garota corria risco de vida havia chance de vida para os bebês. “Sou um religioso que obedece à Bíblia e que segue com Jesus Cristo. O que dizem são palavras soltas. Quem é cristão praticante aceitará a decisão. Acho importante a liberdade de religião, mas a lei de Deus deve estar acima de tudo'', disse Dom José, completando que

''Não se poderia optar pela morte. A lei de Deus é não matar. Não se pode fazer exceção alguma. Mesmo que a mãe corresse o risco de morrer, não se justifica matá-los''.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

alexandre jose de albuquerque silva

Arcebispo , porque o padrastro tarado e pedófilo não foi excomungado ??????????? Jesus agiria assim ?

alexandre jose de albuquerque silva

"o fato de o padrasto da menina não ter sido submetido à excomunhão mostra como a Igreja lida com a mulher. Para ela, é injusto que a pessoa que praticou a violência não receba punição enquanto que "os médicos que tentaram minimizar os danos desta violência passem por isso". Arcebispo , porque o p

alexandre jose de albuquerque silva

"o fato de o padrasto da menina não ter sido submetido à excomunhão mostra como a Igreja lida com a mulher. Para ela, é injusto que a pessoa que praticou a violência não receba punição enquanto que "os médicos que tentaram minimizar os danos desta violência passem por isso". Arcebispo , porque o

Carlos Augusto Pereira da Silva

Depois de ter afastado uma enorme quantidade de católicos de ter afastado padres e religiosos identificados com o povo pobre, o arcebispo cardoso, que segue a orientação do papa conservador, não poderia ter sido mais infeliz. A Igreja erra ao punir médicos e a família da menina. O bispo passa.

Raimundo Eleno dos Santos

Ei, Magno! O nome do ministro é TEMPORÃO e não TINHORÃO!!!!!!!!!!!!!!!!


Abreu no Zap

06/03


2009

Doaçoes ilegais a campanhas em PE notificadas pelo TSE

 Empresas e pessoas físicas de Pernambuco estão na lista dos que fizeram doações ilegais a campanhas a presidente, governador, deputado e senador. O total desses doadores no Estado é de 477 pessoas, e por todo o País chega a 18 mil, segundo lista do Tribunal Superior Eleitoral. Segundo informa o Diário de Pernambuco, o ministro Carlos Ayres Brito, presidente do TSE, enviou ofício ao TER de Pernambuco, dando conta da fraude e pedindo providências no âmbito estadual.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


06/03


2009

Garotinhos fazem as pazes com o governo

 Nada como um dia atrás do outro. E uma noite no meio. Que o diga o governo Lula, e a família Garotinho, que acaba, ao que parece, de fazer as pazes com o Planalto. Segundo o jornal O DIA, ontem a prefeita de Campos dos Goytacazes foi a Brasília e lá percorreu gabinetes de três ministros em busca de investimentos para obras de dragagem, habitações populares, turismo e até sambódromo.

Rosinha visitou os gabinetes dos ministros Dilma Roussef, Paulo Bernardo e Nelson Jobim. A Dilma ela pediu a inclusão de Campos nas obras do PAC. “Dilma foi muito cordial comigo”, disse Rosinha, para quem a ministra é sua amiga desde garotinha.  Dilma não deixou por menos: “Minha relação com a prefeita Rosinha vai além das questões políticas; é fraterna”

Ao ministro do Planejamento, Paulo Bernardo. Rosinha pleiteou 85 mil metros quadrados de terras da Marinha na área do Farol de São Thomé para construção de um complexo de turismo. Com o ministro da Defesa, Nelson Jobim, a ex-governadora tratou da possibilidade de transferência do aeroporto da cidade — atualmente administrado pela Infraero — para a prefeitura.

O blog comenta: Ponto para Rosinha. Deixou as querelas de lado, ignorou as possíveis ironias da imprensa, inclusive a nossa, e foi lá, na boca do cofre, defender os interesses de seu município.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


06/03


2009

Deixem o homem em paz

 Até a manhã de quarta-feira, alguém tinha ouvido falar na Comissão de Infraestrutura do Senado? Durante 2008, só para ficarmos no passado recente, dedicou-se a mídia a cobrir seus trabalhos? Que partido levantou polêmica em torno dos temas lá discutidos? Que senador denunciou uma irregularidade sequer na análise de projetos debatidos?

Pois é. De repente, a Comissão de Infraestrutura do Senado transforma-se no mais perigoso túnel capaz de levar seu novo presidente outra vez ao poder. Além de tornar-se monumental obstáculo para as obras do PAC. Falta de assunto ou revanchismo contra Fernando Collor?

Depois de ser afastado da presidência da República, apesar de mais tarde absolvido pelo Supremo Tribunal Federal, o ex-presidente conseguiu lentamente dar a volta por cima. Elegeu-se senador por Alagoas, ninguém ligou ou protestou. Exerce seu mandato com certa timidez e seus companheiros o tratam como um igual. Até o presidente Lula, que o esnobava, passou a dedicar-lhe as atenções devidas a um antecessor.

Não dá para entender a histeria que tomou conta de certos meios de comunicação diante da eleição de Collor para a mais desimportante das comissões do Senado. É como se o dr. Silvana ressuscitasse e estivesse prestes a dominar o planeta. Foi-lhe permitido disputar a presidência do colegiado, como antes havia sido facultado a ele concorrer a uma cadeira de senador. Agora, ruflam tambores de alerta diante de uma inexistente invasão dos bárbaros.

Há quem suponha como motivo real para essa ebulição, o fato de que o PT foi derrotado. O partido reivindicava o lugar com base no princípio da proporcionalidade, apresentou uma candidata não propriamente querida pela maioria do plenário e ela perdeu. Ponto final. O mundo não acabou. Deixem o homem em paz.

Carlos Chagas - Tribuna da Imprensa


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

lindalva coelho

Mais uma desse governo Aristocrático. Collor como pai do Pac e possível seundo candidato de Lula. Parabéns Collor, por sua volta triunfal.


Banco de Alimentos

06/03


2009

Lula digere Collor: ''''É fazer disso uma boa salada''''

 "Vivendo e aprendendo. É fazer disso uma boa salada''. Foi assim que o presidente Lula reagiu à eleição do senador Fernando Collor para uma das mais importantes comissões do Senado, a de Infraestrutura, justamente a que vai lidar com os recursos do programa Bolsa Família. Resignado, o presidente reconhece que terá de trabalhar dobrado para manter a unidade dos partidos que o apoiam.

 

A derrota da petista Ideli Salvatti para Collor convence o presidente de que ele terá de manter atenção dobrada quanto ao Senado, e a “salada” por ele entendida vale também para a própria eleição de  Sarney para a presidência da Casa.

 

Mas o presidente pega leve para com o PMDB, em detrimento de seu próprio PT: “Primeiro, o que o PMDB fez foi cumprir o acordo que tinha com o Collor e os votos que elegeram o Collor foram os votos que elegeram o Sarney. Não vejo isso com surpresa não. O PT tinha direito  se a proporcionalidade tivesse  sido respeitada desde o começo. Não foi. Vivendo e aprendendo”.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

O mundo dá muitas voltas! Ninguém deve atirar pedras no telhado dos outros. Também temos telhado! O Brasil precisa que seus filhos se unam para o bem de todos. Plante vc também uma árvore. Se usar o machado que sirva apenas para podar e não erradicar.

Pedro Batista Filho

Alguns vivem só de mentiras e safadezas, e o pior q de vez em quanto arrumam um carguinho de confiança. Ñ é Dona?

lindalva coelho

VALEU LULA, POR TER TRAZIDO COLLOR DE VOLTA AO CENÁRIO NACIONAL.



05/03


2009

Governo gasta R$ 11 milhões com portais na Internet

 Um total de R$ 11,1 milhões é quanto o governo federal vai gastar para reformular seus portais na Internet, importância essa que vai ser paga à firma que executará o serviço. A contratação é questionada pela oposição e justificada pelo governo.

Para o deputado José Aníbal, líder do PSDB na Câmara, o dinheiro envolvido na contratação  se aproxima de 10% dos R$ 130 milhões que vão ser gastos em 2009 com o PAC.

''Essa gente é de uma insensatez sem limite. Põe quase 10% nesse negócio [contratação da agência] como se tivesse no tempo da bonança. Mas paciência, é o jeito Lula de governar: não tem PAC, mas tem propaganda'', afirmou Aníbal. 

Já o representante do grupo contratado, Sérgio Motta Melo, defende o empreendimento, argumentando com sua importância justamente por causa da crise econômica. ''Essa conquista tem também uma importância estratégica única, já que coincide com um momento de crise econômica mundial, em que os países competem por mercados e investimentos. Nesse cenário, a internet tem papel fundamental'', disse Mello.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Jonas C Holanda Junior

Falta contabilizar aí a grana que vai pro bolso de Paulo Henrique Amorim, Mino Carta, Nassif e outros vendidos ao governo companheiro. Afinal de contas os caras são profissas, não é?

Ricardo Lima

Não chega nem perto de quanto Zé Pedágio (SERRA) pagou a Globo e a Editôra Abril para fazer propaganda do Governo de São Paulo. Fonte: Blog do Nassif e Paulo Henrique Amorim

S. C. B. M.

E NOS É QUE PAGARMOS A PROPAGANDA ENGANOS DESTE GOVERNO MALVADO EM MAIS UM MEIO DE COMUNICAÇÃO.ENQUANTO A SAÚDE EM TODO O PAIS CONTINUA SENDO TRATADA COM DESPREZO.AINDA TEM QUEM DEFENDA UM GOVERNO MONSTRO DESTE TIPO.


Jornao O Poder

05/03


2009

Cassação de Paulo Rubem na pauta do TSE

Está prevista para a sessão plenária do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) desta quinta-feira a continuidade do julgamento do processo que pede a decretação da perda de mandato do deputado federal Paulo Rubem Santiago (PDT-PE), por suposta infidelidade partidária. O relator do processo é o ministro Marcelo Ribeiro.

O recurso começou a ser analisado pela Corte em maio de 2008. Já votaram pela perda do mandato o relator e o ministro Felix Fischer. O julgamento deve ser retomado com o voto-vista do ministro Arnaldo Versian, segundo o site do Tribunal Superior Eleitoral - TSE.

O pedido foi feito pelo PT em novembro de 2007. De acordo com a legenda, Paulo Rubem foi eleito deputado federal, em outubro de 2006, pelo Partido dos Trabalhadores em Pernambuco, mas migrou para o Partido Democrático Trabalhista (PDT), comunicando sua desfiliação à direção nacional do seu partido de origem em setembro de 2007, após a decisão do TSE de que os mandatos referentes a cargos proporcionais pertencem aos partidos políticos.

De acordo com o Diretório Nacional do PT, Paulo Rubem Santiago foi eleito deputado federal “pelo critério de média”, e sua desfiliação foi comunicada ao partido “por meio de documento que não consigna as razões para tanto”.

O parlamentar alegou ter sido vítima de grave discriminação pelo partido e citou como exemplo “penalidade estatutária que lhe foi imposta em decorrência de descumprimento de determinação colegiada quando da votação da Reforma da Previdência”.

A agremiação afirma que o parlamentar teria assinado manifesto entregue ao diretório estadual em 21 de agosto de 2007, menos de 30 dias de sua desfiliação, pleiteando "expressamente” concorrer pelo PT ao cargo de prefeito de Jaboatão dos Guararapes (PE) nas eleições de 2008. O deputado teria colocado seu nome à disposição para concorrer ao cargo, e dito que se não houvesse deliberação do PT até certa data, "buscaria, como buscou, outros caminhos”, acrescentou o PT no pedido de decretação de perda do mandato.

Em seu parecer, a Procuradoria-Geral Eleitoral opinou pela decretação da perda do cargo eletivo pois, segundo seu entendimento, não se comprovou a grave discriminação alegada pelo deputado. Ao analisar a defesa apresentada pelo parlamentar pedetista, a PGE afirmou entender que a desfiliação de Paulo Rubem se deu “para satisfazer interesse pessoal, apenas com o propósito de procurar uma nova legenda para concorrer ao cargo de prefeito do município de Jaboatão dos Guararapes nas eleições de 2008”.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


05/03


2009

MPPE pede afastamento de prefeito de Ipojuca

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) entrou com ação por ato de improbidade administrativa contra o prefeito, secretário de segurança cidadã e nove vereadores e ex-vereadores do município de Ipojuca, Litoral Sul, pedindo liminarmente o afastamento imediato de todos eles de suas funções por um prazo de 30 dias. Todos estão sendo processados pela Promotoria de Justiça do Município por lotear cargos temporários e comissionados na administração municipal, como forma de garantir apoio político dos vereadores ao prefeito. A ação do promotor Salomão Abdo Aziz Ismail, teve como base o material apreendido em setembro do ano passado pela Polícia Federal, por ordem da Justiça Eleitoral do município. 


Os processados são o prefeito Pedro Serafim, o secretário de segurança cidadã, Maurison da Costa Gomes e os vereadores: Amaro Alves da Silva, Carlos Antônio Guedes Monteiro, Fernando Antônio de Oliveira, José Alves Bezerra Júnior, José Heleno Alves, Odimeres José da Silva, Paulo Agostinho Lins e Valter José Pimentel (todos reeleitos para o cargo nas últimas eleições), além dos ex-vereadores Gilson José Ribeiro e Elias José da Silva. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Rui Ferreira da Silva

Deseja saber algo mais sobre o atual gestor, alguns secretários e Câmara de Ipojuca, solicite uma declaração ou informações nos órgãos fiscalizadores ou jurisdicionais, tais como: Polícia Civil e Federal, TCE, TCU, MP Estadual e Federal, TJPE, TRF, entre outros.