FMO janeiro 2020

31/12


2011

DEM: Maciel, Souto e Fortes, nomes para levantar sigla

 Ilimar Franco - O Globo

Tudo ou nada - Esquálido depois do ataque especulativo do PSD, o DEM vai apostar tudo nas eleições do ano que vem. O partido tem nomes competitivos para disputar a eleição em Aracaju (SE), Campo Grande (MS), Macapá (AP), Salvador (BA), Recife (PE), Fortaleza (CE), Vila Velha (ES), Feira de Santana (BA) e Pelotas (RS). Se sobreviver às eleições municipais do próximo ano, a estratégia do partido será lançar grifes derrotadas para o Senado e para governos estaduais, como Marco Maciel (PE), Heráclito Fortes (PI) e Paulo Souto (BA), para a Câmara dos Deputados, com o intuito de puxar outros nomes e eleger uma bancada razoável.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

adalberto ribeiro

O quociente federal em 2014 ficará na faixa dos 200 mil votos. O DEM só conseguirá eleger 1,5 deputado federal. Se Marco Maciel entrar na parada, será apenas candidato a suplente de deputado federal. O tempo de MM já passou. Melhor para ele é manter as chuteiras penduradas


IPTU Cabo

31/12


2011

Salgueiro: Patriota suspende reveillon; morte na família

O deputado Gonzaga Patriota(PSB) suspendeu o jantar de confraternização que teria com a família e amigos que moram em Salgueiro, onde ainda mantém residência, devido a morte de sua cunhada Maria Etiene Soares Freire, que foi casada com Acilon Alves Freire Patriota, já falecido. Hoje pela manhã familiares e amigos acompanharam o sepultamento de Etiane, que tinha 60 anos e foi vítima de um infarto fulminante.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Governo de PE - Decimo Terceiro

31/12


2011

TCU: ministra pró-transição, Ana Arraes vai auditar obras

Ministra pró-transição, Ana Arraes vai auditar obra do São Francisco no TCU

Ana Arraes auditará obra do São Francisco no TCU - Andre Dusek/AE 

DE O ESTADO DE S.PAULO - MARTA SALOMON

Está nas mãos da ministra Ana Arraes, recentemente eleita para o Tribunal de Contas da União, avaliar o aumento do preço de contratos de obras da transposição do Rio São Francisco. Ana é mãe do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, Estado beneficiado pelo projeto. Campos foi líder do PSB na Câmara, o mesmo partido ao qual é filiado o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, seu afilhado político e responsável pela obra de R$ 6,9 bilhões.

No início da semana, Bezerra informou que negociava com o TCU um reajuste acima dos 25% do limite legal para pelo menos um dos contratos. Alegou que haveria prejuízo com a desmobilização de grandes máquinas de cavar túneis no lote 14 do eixo norte, que contabiliza avanço de apenas 27,1% no contrato.

Com Ana

Obra mais cara bancada com dinheiro dos impostos, a transposição do São Francisco prevê o desvio de parte das águas do rio por mais de 600 quilômetros de canais de concretos construídos em quatro Estados do Nordeste: Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba.

O TCU informou, por meio da assessoria, que o assunto está aos cuidados da ministra Ana Arraes, a quem coube relatar uma auditoria do tribunal sobre acréscimos de preços na obra, os chamados ''aditivos''. Ontem, o Estado não obteve resposta ao recado deixado no celular da ministra.

Ao tomar posse, em outubro, Ana Arraes fez discurso contrário à paralisação de obras sob suspeita de irregularidade. Entre as prerrogativas do tribunal está recomendar a paralisação ou mandar suspender pagamentos.

Problema$$$

Em setembro, o tribunal apontou indícios de irregularidades no eixo leste da obra. Em apenas um dos lotes, o relatório do ministro Augusto Sherman Cavalcanti encontrou prejuízo ao contribuinte de R$ 8,6 milhões. Esse mesmo lote já havia sido objeto de um acréscimo de preço de 15%.

Uma das falhas identificadas pelos auditores foi a construção de um trecho do canal de concreto em desacordo com alternação de traçado feita pelo projeto executivo da transposição. Como resultado, a obra de terraplenagem custou R$ 3 milhões a mais.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Antônio Cordeiro Valença Neto

Acobertamento da safadeza, só isso.


acolher

31/12


2011

Ouça o programa Frente a Frente de ontem

 Se você perdeu o Frente a Frente de ontem, programa que apresento em companhia de Adriano Roberto pela Rede Pernambucana de Rádio, formada por 30 emissoras, tendo como cabeça de rede a Rádio Folha 96,7 FM, no horário das 18 às 19 horas, clique aqui e ouça agora.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


31/12


2011

Coluna do sabadão

       Em alta, mas com gargalos

O governador Eduardo Campos fecha 2011, primeiro ano do seu segundo mandato, da mesma forma como encerrou 2010, último ano da primeira gestão: popularidade em alta. É o gestor melhor avaliado entre os 10 Estados pesquisados pelos mais diversos institutos. Colhe o que plantou.

O Estado vai bem com a economia em ascensão, mas os gargalos ainda perduram. Um deles é a segurança. Pernambuco corre risco de fechar o ano com a taxa de homicídios maior do que a do ano passado. É certo que a violência é estrutural, um drama nacional, nada exclusivo daqui.

Mas o problema é que o governador faz dela uma das suas bandeiras, tentando passar para o resto do País que sabe o segredo de combater a enfermidade com o discutível Pacto pela Vida, que capenga.

Na Saúde, a promessa dos três hospitais foi cumprida, mas os serviços não melhoraram, a população que depende do SUS continua sofrendo para ser atendida nas emergências. Por fim, outro grande gargalo está nas estradas.

Pernambuco tem, ainda, as piores rodovias do País e o midiático plano rodoviário de R$ 2 bilhões anda a passos de tartaruga. Anunciado há quatro meses, não chegou, por exemplo, a PE-90, uma das mais movimentadas, que interliga os municípios do polo sulanqueiro.

Nem tampouco deu sinal de vida na PE-390, a chamada rodovia da morte, que liga Serra Talhada ao município de Floresta. O governador tem, no entanto, muito chão pela frente e capacidade de enfrentar desafios.

EXISTE EXPLICAÇÃO?– Quanto ao Governo Dilma, só a estabilidade da economia pode responder a tantas indagações sobre a sua altíssima popularidade, pois 2011 foi um ano perdido. Administrou conflitos na sua base, conviveu com ministros que já sabia das suas traquinices lá atrás e foi obrigada a afastá-los por pressão da sociedade. Entra para o Livro dos Recordes como a governante que demitiu seis ministros em apenas um ano por roubalheira.

O salvador da pátria - Num artigo, o ex-deputado Osvaldo Coelho, velho desafeto do ministro Fernando Bezerra Coelho (Integração), de quem é tio, afirmou que ele (FBC) representa a grande esperança de o Nordeste ser redimido no Governo Dilma. Crítico voraz do governo petista, Osvaldão, como é conhecido, acha que Lula pecou por ter abandonado o plano de irrigação do São Francisco, que está sendo retomado por FBC.

Lóssio perde Osvaldão - Osvaldão, aliás, saiu da condição de desafeto para aliado de FBC e hoje integra um Conselho do Ministério da Integração. E por isso mesmo, o que se diz em Petrolina é que não apoiará mais a reeleição do prefeito Júlio Lóssio (PMDB), sua cria política. Tende a subir no palanque do candidato do ministro, que será o seu filho, deputado Fernando Filho, do PSB.

O pau cantou - Em Caruaru, o DEM deu todos os comerciais das inserções partidárias de 30 segundos na televisão para o casal Tony Gel e Miriam Lacerda bombardear a gestão do prefeito José Queiroz. Numa delas, Miriam ataca a saúde, afirmando que está abandonada. Na outra, Gel ataca as áreas de educação e os programas sociais. Pense numa pauleira!

Açude abandonado - Em Bom Conselho, o Açude das Nações foi duramente atingido nas cheias passadas, a ponte sobre o seu leito desabou, impedindo o acesso de carros ao centro da cidade e, estranhamente, o Governo do Estado, até o momento, não fez nada. Há uma insatisfação tremenda contra o descaso, porque o governador prometeu a ponte e silencia.

 

CURTAS

VICE TUCANO – No cenário em Petrolina de o PSDB apoiar Fernando Filho e não Lóssio, a legenda tucana, com as benções do Palácio das Princesas, indicaria o vice do candidato socialista. Recentemente, quem se filiou ao partido foi o ex-prefeito Guilherme Coelho, filho de Osvaldão.

FELIZ 2012– Agradeço, sensibilizado, a todas as mensagens carinhosas de ano novo enviadas ao blogueiro e desejo, igualmente, muito sucesso, paz e felicidade a essa imensa legião de leitores que nos acompanha aqui.

PERGUNTAR NÃO OFENDE – Quando o governador vai dar o pontapé da sucessão no Recife?

''Balança enganosa é abominação para o SENHOR, mas o peso justo é o seu prazer''. (Provérbios 11:1)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

stefano

Concordo com João Paulo Curvelo, o governador vai a todos os lados prometendo tudo e depois a culpa é só de Isaltino, Sebá não tem culpa? Afinal uma das estradas mais criticadas é a que liga a cidade que ele deseja ser prefeito a Floresta e ele nada fez. Ele não tem culpa,prestígio ou competência?

Joao Paulo Curvelo

Desejo a todos um 2012 mais feliz e menos esburacado.

Joao Paulo Curvelo

O governador não tem interesse, pelo menos por hora, de consertar as estradas. Tudo é mídia. Em Isaltino (com sua inabilidade latente) caiu bem o papel de bode expiatório ou testa de ferro. Me assusta a inteligência de Dudu Buracão.

Joao Paulo Curvelo

Na minha humilde opinião acho injusta a alcunha de "buracão" dada a Isaltino, acredito que quem a merece mais é o governador. Afinal quem pode mais é "Dudu Buracão", entra e sai secretário e as estradas do mesmo jeito. Será que pra reformar uma estrada o rei tem de pedir autorização a um secretário?

Joao Paulo Curvelo

Luciana, o governo de PE está se especializando em fazer licitação da licitação, se houvesse zelo com o bem publico (as estradas), 120 dias seria um prazo curto, na verdade acrescente em média mais 700 dias de desprezo (que é quando vão começar a pensar em tapa-buracos). Foi assim com a PE-90.


Cúpula Hemisférica

31/12


2011

Nordestino vai pagar caro pela água da Transposição

Projeto exige modificações que podem tornar preço da água um dos mais altos do País

Com dificuldades para completar as obras da transposição do Rio São Francisco, cujo custo já explodiu, o governo analisa como cobrar do consumidor do semiárido nordestino o alto preço da água. Para vencer o relevo da região, as águas desviadas do rio terão de ser bombeadas até uma altura de 300 metros. O trabalho consumirá muita energia elétrica e esse custo será repassado, pelo menos em parte, à tarifa de água, que ficará entre as mais caras do País.

Transposição do São Francisco esbarra em tarifa de água - Wilson Pedrosa/AE - 30.11.2011 Wilson Pedrosa/AE

Transposição do São Francisco esbarra em tarifa de água

Estimativas preliminares apontaram custo de R$ 0,13 por metro cúbico de água (mil litros) apenas para o bombeamento no eixo este, entre a tomada da água do São Francisco, no município de Floresta (PE), até a divisa com o a Paraíba. Nesse percurso, haverá cinco estações de bombeamento, para elevar as águas até uma altura maior do que o Empire State, em Nova York, ou do tamanho da Torre Eiffel, em Paris, ou ainda 96 metros menor do que o Pão de Açúcar, no Rio de Janeiro. O maior arranha-céu de São Paulo nem chega perto.

A estimativa de custo do bombeamento da água no eixo leste foi feita pelo Ministério da Integração Nacional e projetava o início do funcionamento dessa parte da transposição ainda em 2010. Como a obra só deve começar a operar completamente em dezembro de 2015, conforme a última previsão do ministério, o custo deverá aumentar.

Sem revisão, o valor já representa mais de seis vezes o custo médio da água no País. Novo estudo sobre o custo foi encomendado à Fundação Getúlio Vargas.

Imbróglio. Trata-se de uma equação não resolvida. O governo federal se comprometeu a bancar o custo total da obra, estimado inicialmente em R$ 5 bilhões e que deverá alcançar R$ 6,9 bilhões, mas não definiu como financiar a operação do projeto, com a manutenção dos canais e o consumo de energia para o bombeamento.

O custo da construção já inclui a estimativa de gasto de mais R$ 1,2 bilhão para concluir um saldo de obras entregues a consórcios privados que não conseguirão entregar o trabalho, como revelou o Estado na edição de ontem.

O Ministério da Integração Nacional, responsável pela obra, não se manifesta, por ora, sobre a concessão de subsídio à água a ser desviada do Rio São Francisco para abastecimento humano e também para projetos de irrigação e industriais, segundo informa o último Relato de situação do projeto da transposição.(Informações de O Estado de S.Paulo - Marta Salomon)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

suricato

e mais uma vez iremos pagar o butim proporcionado por lula e seu bando.

suricato

já em 2008 a crítica era grande poucos deram ouvido.Ciro gomes ,o mala ,é um dos que é a favor da gastança da transposição(ver o sítio : http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,ciro-gomes-e-leticia-sabatella-batem-boca-sobre-transposicao,124747,0.htm).O fato é que desgraça esta´feita

Jair Lima Lopes de Vasconcelos

Vai ser o maior elefante branco da história do Brasil. Na época, em que se discutia o projeto, uma empresa de contadoria de São Paulo levantou que o custo da água sairia por 1,53

Fabio Leite Macedo

Desde o começo que diziam da inviabilidade desse projeto, resta saber quem vai pagar esse prejuízo.

manoel

Magno parabenizo sua honestidade e sua realidade, realmente a transposição está as ruinas foi um dinheiro jogado fora os que contruiram o tempo está destruindo só no Brasil acontece essas coisas


Prefeitura de Serra Talhada

31/12


2011

Serra tem prazo tucano para decidir se disputa em SP

 Como ainda não ouviram de José Serra palavra definitiva sobre 2012, dirigentes do PSDB-SP voltarão à carga para obter, no mais tardar até meados de fevereiro, uma resposta do ex-governador tucano, líder das pesquisas de intenção de voto na capital após a eliminação da senadora Marta Suplicy (PT), informa Renata Lo Prete na sua coluna hoje na Folha de S.Paulo.

''''O partido entende que, dadas as circunstâncias da sucessão de Gilberto Kassab (PSD) -prévias do PSDB marcadas para 4 de março e Fernando Haddad (PT) em pleno processo de negociação de alianças-, Serra não poderia se permitir o luxo de 2004, quando assumiu a candidatura na undécima hora.''''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Limoeiro

31/12


2011

Caretas do filho de Jader viram piada na internet

Daniel Barbalho aprontou tanto na posse do pai que suas caretas viraram piada na internet. Depois de ser fotografado mostrando a língua na entrevista coletiva do senador Jader Barbalho, o menino de 9 anos se transformou em protagonista de um site criado com montagens dos principais fatos do ano.

Daniel aparece em cena de novela, ao lado de Neymar, na bancada do Jornal Nacional e com a Banda Mais Bonita da Cidade.

Filho_do_Jader_JN_Reproducao_400.jpg

Filho_do_Jader_Hoquei_Reproducao_400.jpg

Filho_do_Jader_Wikileaks_Reproducao_400.jpg

Filho_do_Jader_BBB_Reproducao_400.jpg

INFORMAÇÕES DE O ESTADO DE S.PAULO


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

josafa pereira de lima

ess menino de jader parece com joao das costa que aparecer a todo custo.


Banner de Arcoverde

31/12


2011

Ciro no Ministério: boato plantado pelo PT, diz PSB

 Em reserva, dirigentes do PSB comentam que os comentários sobre a ida de Ciro Gomes para o governo federal estão sendo “plantados” por petistas, uma vez que a presidente Dilma não estaria satisfeita com o desempenho do ministro dos Portos, Leônidas Cristino, indicado por Ciro e seu irmão, o governador do Ceará, Cid Gomes. Enquanto isso, Fernando Bezerra estaria entre os três auxiliares melhor avaliados pela petista.

Mas, apesar das considerações apresentadas pelos socialistas, o partido precisa administrar os planos de Ciro Gomes. Pré-candidato do PSB à Presidência da República em 2010, ele ficou profundamente irritado com a direção do partido que o obrigou a desistir da candidatura para apoiar Dilma Rousseff. Recentemente, deu uma entrevista dizendo que pretende se candidatar novamente em 2014.(Do Diario de Pernambuco - Rosália Rangel)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


31/12


2011

Serra: se sai candidato em 2014 terá sombra de Lula

 Embora seu elevado patamar de rejeição torne ainda menos atraente uma candidatura que Serra de fato nunca quis, há quem acredite que ele poderia se animar com a perspectiva de um embate de contornos nacionais com o PT.

Os mais céticos argumentam, porém, que a presença de Serra na disputa só faria estimular a participação intensiva de Lula no palanque petista.

(Renata Lo Prete - Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha