FMO - Previnir é a melhor forma de lutar

15/10


2021

Ventania causa prejuízos no município de Flores

Um rápido temporal com ventos fortes causou prejuízos no distrito de Sítio dos Nunes, no município de Flores, no Sertão pernambucano. Moradores relataram que o fenômeno, registrado na tarde de ontem, chegou rapidamente e causou danos a população.

A ventania destruiu parte de uma quadra e levou um pedaço do telhado da Estação Elevatória. Além de locais públicos, algumas casas também ficaram destelhadas.

A Prefeitura de Flores emitiu uma nota sobre o caso.

“Tomamos conhecimento, no final da tarde da quinta-feira (14) que as paredes de ambos os lados da obra da Construção da Quadra Coberta – padrão FNDE, localizada no Distrito de Sítio dos Nunes, desabaram.

Diante disto, notificamos a empresa responsável pela obra para que procedesse com o isolamento de toda a área entorno da quadra, impedindo a passagem e/ou movimentação de pessoas, e ainda reforçamos, que tal providência deve ser tomada com rapidez, e em seguida proceder com a montagem do escoramento da estrutura (coberta metálica), para posteriormente realizarmos uma análise mais profunda em toda a estrutura do referido equipamento”.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Jaboatão - regularizacao-fundiaria

15/10


2021

Bolsonaro volta a PE para entregar Ramal do Agreste

Por Houldine Nascimento, da equipe do Blog

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) estará de volta a Sertânia, no interior de Pernambuco, na próxima quinta-feira (21). Em uma ação de Governo, o chefe do Executivo vai entregar o Ramal do Agreste.

Há previsão de transbordo em Caruaru. Ele deve estar acompanhado de alguns ministros, como Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) e Gilson Machado Neto (Turismo).

No último dia 4 de setembro, Bolsonaro esteve no Agreste de Pernambuco a passeio. Na ocasião, ele participou de uma motociata, que atravessou Santa Cruz do Capibaribe, Toritama e Caruaru.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Cabo - Pavimentação e Drenagem

15/10


2021

Petrúcio Amorim no Sextou de hoje

Se você deseja ouvir o programa pela internet, clique no botão Rádio acima ou baixe o aplicativo da Rede Nordeste de Rádio na play store.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Petrolina setembro 2

15/10


2021

Secretário de Paulo Câmara é alvo de operação da PF

O secretário do Gabinete de Projetos Estratégicos do Governo de Pernambuco, Renato Thiebaut, foi alvo da operação Payback, da Polícia Federal (PF), na manhã de hoje.

Autorizada pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5), a PF cumpriu quatro mandados de buscas e apreensão na operação, que visa apurar suspeitas de corrupção por parte de funcionários do Governo de Pernambuco.

Segundo a investigação, Thiebaut e outros membros do Gabinete de Projetos Estratégicos teriam recebido vantagens indevidas em troca de favores políticos para grandes fornecedores do Governo de Pernambuco.

Em dezembro de 2020, Renato Thiebaut foi alvo de busca e apreensão na Operação Articulata, que investiga suposto direcionamento de licitações na compra de materiais médicos para o combate à Covid-19.

Segundo a PF, a análise do material apreendido na Operação Articulata em dezembro “revelou moradia gratuita e reformas em imóveis sem qualquer contraprestação por parte de um dos alvos, que, desde meados de 2018, reside em imóvel de luxo, avaliado em valor médio de R$ 1.300.000,00 (um milhão e trezentos mil reais) cuja locação seria em torno de R$ 5.000,00 (cinco mil) ao mês”.

“Também foram constatadas reformas gratuitas realizadas no mesmo imóvel e em casa de campo, feita por outro fornecedor, as quais superam a quantia de R$ 100.000,00 (cem mil reais)”, afirma a PF.

Além de buscas e apreensões, o TRF-5 determinou o bloqueio de bens dos investigados e a proibição de comunicação entre eles. Por outro lado, o tribunal negou pedidos de prisão preventiva, monitoramento eletrônico, afastamento provisório de função pública e sequestro dos imóveis supostamente envolvidos em corrupção.

Payback, o nome da operação, significa “retorno”. Segundo a PF, é uma técnica utilizada nas empresas para análise do prazo de retorno do investimento.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


15/10


2021

Inovações tecnológicas foram temas de reunião na FIEPE

Inovações tecnológicas, meio ambiente, energia elétrica e uma plataforma de empregabilidade do SENAI que vem revolucionando o processo de integração de estudantes e profissionais qualificados à indústria pernambucana. Múltiplos e diversificados assuntos movimentaram a reunião online do Conselho Empresarial da Unidade Regional do Sertão do São Francisco da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (URSF/FIEPE), ontem, em Petrolina.

Durante o encontro, a bióloga e supervisora do núcleo local de Inovação Tecnológica da Embrapa Semiárido, Daniela Campeche, abriu os trabalhos falando do equilíbrio entre alguns entes, a exemplo dos governos, entidades de classes e empresas, para o ecossistema de inovação tendo em vista principalmente as tecnologias habilitadoras 4.0.

Daniela Campeche, que também é coordenadora técnica de Plataformas Colaborativas e Inovação Tecnológica da Ad Líder Sertão do São Francisco, citou projetos de longa duração na área da Caatinga, o impacto que as startups estão imprimindo na economia e destacou tendências mundiais nos segmentos de economia circular, bioeconomia e ESG, sigla em inglês para environmental, social and governance (ambiental, social e governança), usada para mensurar as práticas de gestão em uma empresa com relação a esses temas.

Na sequência, a coordenadora do Núcleo de Avaliação do SENAI-PE, Ana Paula Vasconcelos, apresentou uma ferramenta que já cadastrou cinco mil alunos, encaminhou mais de oito mil currículos e efetivou 459 contratações. É o Via SENAI que, por meio de um cadastro gratuito (viasenai.sistemafiepe.org.br), realiza o encontro entre as indústrias ofertantes e os profissionais e estudantes da instituição interessados em conquistar uma oportunidade no mercado de trabalho.

Na última palestra da reunião, o consultor de Eficiência Energética do Instituto SENAI de Tecnologia em Materiais e Processos Produtivos, Ricardo Chalegre, chamou a atenção ao mostrar dados atualizados dos custos da energia elétrica na indústria, que perceberam um aumento médio de 22,3%. Explicando o programa Mais Energia, Menos Custos, uma iniciativa conjunta, da FIEPE, do SENAI-PE, da Neoenergia Pernambuco e do SEBRAE-PE, Chalegre mostrou que o programa pode propiciar até 30% na redução dos custos com esse insumo.

“A partir das informações de consumo da indústria, elaboramos um pré-diagnóstico gratuito no qual constará o perfil de consumo e possíveis soluções para a redução de desperdícios e a otimização do uso da energia elétrica no processo produtivo da empresa. Nossa meta é atender cinco mil indústrias em todas as partes do Estado”, explicou.

No encerramento, o 1º vice-presidente, Rafael Coelho, e o diretor regional da FIEPE, Albânio Venâncio, agradeceram às participações especiais e aos conselheiros, evidenciando que a indústria vive hoje um novo momento de mudança com a presença forte dos sindicatos, da Federação e da união com os demais setores produtivos e entidades de representação.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Sindicontas

15/10


2021

Professor convence famílias a se vacinarem

No início do ano letivo e começo da vacinação contra covid-19 na cidade de Paulista, em Pernambuco, o professor Glaucio Ramos percebeu que deveria conversar com seus alunos a respeito de notícias mentirosas. Ali, nas primeiras aulas remotas em fevereiro, ele constatou que boa parte das famílias não iriam se imunizar após lerem informações falsas.

"Os alunos estavam receosos, então discutimos durante uma aula e fiz um formulário online, um para os estudantes e outro para as famílias", conta Ramos. A maioria dos pais respondeu que não iria tomar a vacina porque não se sentia seguro com as notícias falsas lidas.

Com as informações na mão, o professor decidiu criar o projeto Fuja da Fake, Foco no Fato. "Construí um processo com seis estratégias de checagem de notícias, depois fizemos exercícios práticos e uma campanha educativa com vídeos e memes", explica o professor.

Ao longo do desenvolvimento do projeto, os estudantes conheceram o livro "Esquadrão Curioso: Caçadores de Fake News", de Marcelo Duarte. Como os alunos não conseguiam fazer a leitura do texto em PDF, Ramos conseguiu também arrecadar doações para comprar os exemplares físicos.

Depois de se aprofundarem no assunto, Ramos ensinou os estudantes a criar roteiros para vídeos. A turma então desenvolveu uma série de cards com vídeos e memes acessíveis por QR code, expostos em uma praça da cidade.

Cada card mostrava as produções dos alunos, realizadas com a ajuda das famílias. "A ideia era alcançar os pais e levar a informação, então foi interessante esse envolvimento de todos", relembra o professor.

O projeto focou nos alunos do 8º ano da Escola Municipal Cônego Costa Carvalho. Mas com o impacto positivo, a secretaria municipal de educação quer expandir para todas as escolas da rede.

"Precisamos formar nosso aluno para ele viver nesse contexto midiático. Então vamos começar com uma formação para todos os professores da rede, e depois criar um formato que possa ser replicado em todas as escolas", explica Ramos.

Ao menos 140 pessoas foram incentivadas diretamente com o trabalho do professor. “A educação não é um processo instantâneo, mas esse projeto possibilitou que a visão das famílias mudasse rapidamente. Fiquei feliz em ver a mudança acontecendo na prática, porque pra mim educação é isso, gera mudança social", disse Ramos. Clique aqui e confira a matéria do portal UOL na íntegra.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Ipojuca - Outubro

15/10


2021

Relatório da CPI deve pedir indiciamento de Bolsonaro

O relatório final da CPI da Covid, a ser apresentado pelo relator Renan Calheiros (MDB-AL) na próxima terça-feira (19), deverá pedir indiciamento do presidente Jair Bolsonaro por 11 crimes. As informações são do blog do Valdo Cruz. Veja quais:

  1. Crime de epidemia com resultado de morte
  2. Crime de infração a medidas sanitárias preventivas
  3. Crime de emprego irregular de verba pública
  4. Crime pela incitação ao crime
  5. Crime de falsificação de documentos particulares
  6. Crime de charlatanismo
  7. Crime de Prevaricação
  8. Crime de genocídio de indígenas
  9. Crime contra a humanidade
  10. Crime de responsabilidade
  11. Crime de homicídio comissivo por omissão no enfrentamento da pandemia

A CPI entra agora em seus últimos dias, depois de mais de 5 meses de funcionamento. A expectativa é que o relatório seja votado na quarta-feira (20), um dia após ser lido por Renan.

Em seguida, o texto será enviado ao Ministério Público, responsável por decidir se leva adiante ou não os pedidos de indiciamento feitos pela comissão. É ao MP que cabe apresentar uma denúncia formal ao Judiciário.

No caso de Jair Bolsonaro, o indiciamento precisa ser apresentado à Procuradoria-Geral da República (PGR) – que, pela Constituição, tem a prerrogativa de protocolar ações penais contra o presidente.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Joao

Rafael, digno de pena é você, pobre criatura do mal. Creio que você está esperando a sobra das rachadinhas da famílicia. No próximo ano, veremos Boa parte dos lambe-botas e os Zeros na cadeia.

Rafael C.Soares Quintas

João, vai pegar teu bolsa-família, tu és digno de pena, coitado, vamos ver no próximo ano o que vai acontecer kkkkkkkkk

Joao

O gado se supera, que raciocínio. Ora se nos EUA morreram 750 mil pessoas, aqui pode morrer também, qual a diferença. Realmente é muita hipocrisia É canalhice!

Rafael C.Soares Quintas

Nos EUA, país mais rico do mundo, já temos mais de 750 mil mortes pelo vírus chinês, quem é o genocida e assassino lá? Bando de hipócritas kkkkkkkkk

Joao

Circo e palhaçada é o que o Bozolóide fala ao gado todas as quintas-feiras. São mais de 600 mil mortes em consequência da covid, um terço dessas mortes poderiam ter sido evitadas, caso não tivéssemos um acéfalo conduzindo o país, rodeados de lambe-botas e charlatões religiosos.


Caruaru - Transparência em 1° Lugar

15/10


2021

Acordão geral pela impunidade de casta

Por José Nêumanne*

A ordem institucional vigente mantém alguns princípios sagrados, que são, de fato, tratados de acordo com a regra generalizada celebrada pela sabedoria popular, segundo a qual “de boas intenções os cemitérios estão cheios”. O primeiro é que “todo o poder emana do povo”, parágrafo único do artigo 1.º da Constituição dita “cidadã” (apud Ulysses Guimarães), a que sempre recorre o senador Marcos Rogério para defender absurdos autoritários do desgoverno a que serve na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid no Senado. De fato, o Poder Legislativo, instituído para representar o cidadão comum, tem atuado de forma solerte para, em nome dessa representação, fortalecer as elites partidárias, que concentram cada vez mais nos próprios bolsos recursos e pesos, deixando de lado os contrapesos, que fingem imitar da obra revolucionária dos Pais Fundadores dos Estados Unidos, no século 18. Nesse mister sinistro, recebe aval de Executivo e Judiciário.

Uma das armas empregadas no cotidiano do conluio implícito entre os três Poderes que atuam de forma harmônica, mas contra o povo, é a transformação da Câmara dos Deputados, cerne da democracia representativa, em estuário do neocoronelismo partidário que torna representantes desse povo um polvo representativo de famílias, paróquias e bandos empenhados no enriquecimento ilícito e no poder absoluto de seus sócios. Avanços inseridos no aperfeiçoamento do sistema de escolha de seus membros, caso da cláusula de barreira, exigida em lei de 2017, são desprezados em nome de um “fortalecimento dos partidos”, que, na prática, funciona como financiamento por partilha. As conquistas do combate à gatunagem no erário, celebradas em acordos internacionais de compliance, estão sendo progressivamente despejadas no lixão da república dos compadritos com cínico discurso de desprezo ao moralismo dito udenista do verdadeiro republicanismo, ou seja, submissão à coisa pública.

O terrorismo legiferante protagoniza momentos de cega negação do espírito da Carta Magna na decomposição do fortalecimento constitucional do Ministério Público como única arma da cidadania contra os desmandos dos dilapidadores de verbas e conceitos de interesse popular. É a desmoralização da Operação Lava Jato, em particular, e das forças-tarefa, em geral, no uso de “provas ilícitas e imprestáveis” (apud Marcelo Knopfelmacher em entrevista no blog do Nêumanne no portal do Estadão) por hackers. Alguns destes, impropriamente tidos como “jornalistas”, são foragidos da lei em suas praças de origem, exemplo de desfaçatez. Com base nisso, o Supremo Tribunal Federal (STF) demonizou sentenças de primeira instância, confirmadas durante cinco anos em decisões, algumas unânimes, abandonadas em obediência a vogas, mas nunca a normas. A tentativa, ora bem-sucedida, de sentenciar crimes dos governos petistas, sob o comando do líder máximo, Lula, com absolvição do réu e punição para promotores e juízes produz efeito ainda pior ao subordinar o “quarto poder” da Constituição vigente em autorização da impunidade de suspeitos, acusados, réus, apenados e disponíveis com assentos na Câmara e no Senado.

Manobras de iniciativa da direita estúpida bolsonarista, executadas pela esquerda investigada, indiciada, autuada, processada e confirmada, obtiveram maiorias espetaculares nas duas Casas do Congresso para, em nome de sua atualização, tornar inócua a Lei da Improbidade Administrativa. O projeto, debatido em audiências públicas, da lavra do deputado Roberto de Lucena, foi reescrito pelo lulista Carlos Zarattini e aprovado às pressas para “passar a boiada”, magnífica metáfora do ex-ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles, expelido da pasta pela participação em exportação ilícita de madeiras nobres, conforme denúncia da polícia norte-americana. Depois dessa ignomínia, seguiu-se outra com idêntico enfrentamento da vontade manifesta da Constituição, por projeto de autoria do também petista Paulo Teixeira, que torna o Conselho Nacional do Ministério Público mero serviçal de chefões do Parlamento. Ao reduzir a representação dos próprios procuradores e entregar cargos-chave aos politiqueiros dos plenários congressistas, a emenda constitucional entrega cadeado e chaves do galinheiro às mãos felpudas de raposas com mandato.

A ação é oposta a propostas que compõem reforma explicitada no livro Uma Nova Constituição para o Brasil, do jurista Modesto Carvalhosa. Tais como: fim do foro privilegiado; estabilidade nos cargos restrita a juízes, promotores, agentes da polícia judiciária, diplomatas e militares; criação de regime previdenciário unitário; primazia do direito público sobre o privado; e nulidade de leis aprovadas em causa própria em favor de agentes públicos, políticos e servidores, entre outras. Ou seja, tudo o que negue este golpe perpetrado no acordão geral pela impunidade total de malfeitores da política e da gestão da coisa pública, tratadas como propriedade privada de castas impostas pelos malfeitores da politicagem.

*Jornalista, poeta e escritor


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Serra Talhada 2021

15/10


2021

O ouro de Lagoa do Ouro agora virou milho

Na sua origem, pepitas de ouro foram encontradas em suas terras férteis que, com o tempo, viraram enormes campos de pasto para o gado de leite. As pepitas foram descobertas na propriedade do fazendeiro João Alves da Silva, que logo ganhou o apelido de João do Ouro. Igatauá, uma pequena vila pertencente ao município de Correntes, ganhou asas e, emancipada, passou a se chamar Lagoa do Ouro.

Sua emancipação tem 62 anos, mas o ouro sumiu. Em seu lugar, gado, de leite e de corte, visto em toda a extensão do território de Lagoa do Ouro – 198 quilômetros quadrados, distante 269 km do Recife, população em torno de 13 mil habitantes.

Nos dias atuais, graças a uma semente desenvolvida pelo IPA, o Instituto de Pesquisas Agrícolas de Pernambuco – o ouro extraído das terras de Lagoa do Ouro continua com a mesma cor, o amarelo.

Mas em forma de grãos. “O milho virou o nosso novo ouro”, comemora o prefeito Edson Cavalcante (PP), adiantando não ser novidade a produção de milho no município. “A novidade é que trocamos o destino do milho, ao invés de fazer silagem para o gado está sendo produzido em forma de grãos para abastecer o mercado estadual”, explica.

Com o tempo, Lagoa do Ouro pode se transformar no novo eldorado do milho no Nordeste. Suas terras, além de férteis, dão as condições necessárias para uma alta produtividade, chegando, em alguns casos, a 150 sacas de milho por hectare. Isso sem nenhum tipo de irrigação, nem gotejamento. Tudo graças ao plantio na hora certa, sob orientação do Ipa e da Emater, com as chuvas caindo no tempo certo e na hora certa.

O milho em grãos deu tão certo em Lagoa do Ouro que a colheita já é feita de forma mecanizada, para acelerar a entrega do produto no mercado, conforme o leitor pode conferir nas imagens postadas. São José, o santo que os agricultores do Nordeste recorrem para mandar chuvas, atendeu as preces do Agreste pernambucano para levar a experiência do milho em grãos a se transformar num case nacional.

“Este foi um ano de boas chuvas”, diz o prefeito. Segundo ele, a experiência de Lagoa do Ouro está levando outros municípios da região, ainda forte bacia leiteira do Estado, a trocar o plantio de capim para o gado por milho em grãos. “Em Terezinha, estamos copiando o modelo que deu certo em Lagoa do Ouro”, reconhece o prefeito Mateus Martins (PSB). Segundo ele, mais de 10 tradicionais criadores de gado já estão produzindo milho numa área de, aproximadamente, 400 hectares.

É o caso, por exemplo, do fazendeiro Aluízio Zumba, da fazenda Pacheco, a 5 km do centro de Terezinha. “Numa área de 140 hectares, estou conseguindo fazer uma média de 120 sacas de milho por hectare”, atesta Zumba, que está animado com o resultado econômico. “Antes mesmo da gente fazer a colheita a venda já está garantida”, afirma, animado com a experiência de trocar o capim Pangola, destinado para o rebanho leiteiro e de corte, por milho em grão. Para 2022, ele faz planos de duplicar a área de suas terras usadas para o plantio de milho.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Pousada da Paixão

15/10


2021

Bolsonaro pode agravar crise energética

Em mais um movimento populista, o presidente Jair Bolsonaro afirmou, ontem, que irá determinar ao ministro de Minas e Energia (MME), Bento Albuquerque, que revogue, já no próximo mês de novembro, a bandeira de escassez hídrica da conta de luz. As informações são do blog da Ana Flor.

A bandeira tarifária "escassez hídrica" foi criada no fim de agosto pelo governo e pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Ela é ainda mais 'grave' que a vermelha 2, que vinha sendo aplicada e adiciona R$ 14,20 às faturas para cada 100 kW/h consumidos.

O problema da fala do presidente é que dados técnicos do setor elétrico e do próprio MME demonstram que a tarifa de escassez hídrica não está sendo suficiente para arcar com os gastos extras de geração de energia térmica, para compensar a falta de chuvas.

Com a fala populista, o presidente contrata ainda mais incerteza para o setor elétrico e afasta investidores, o que pode agravar ainda mais a situação de escassez hídrica no próximo ano.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

SESC Outubro 2021

15/10


2021

Coluna da sexta-feira

O Brasil da fome

Com a crise econômica agravada pela pandemia, quase 20 milhões de brasileiros dizem passar 24 horas ou mais sem ter o que comer. Mais da metade (55%) da população brasileira sofria de algum tipo de insegurança alimentar em dezembro de 2020. Além disso, as condições econômicas do País, a redução da renda da população e o desemprego trouxeram como resultado o aumento do dobro das favelas no Brasil em 10 anos.

As informações foram divulgadas em reportagem da Folha de S. Paulo. Dados sobre insegurança alimentar fazem parte do estudo Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil da Rede Pessan (Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional). Segundo a pesquisa, 116,8 milhões de brasileiros não tinham acesso pleno e permanente a alimentos.

Desses, 43,4 milhões (20,5% da população) não contavam com alimentos em quantidade suficiente (insegurança alimentar moderada ou grave) e 19,1 milhões (9% da população) estavam passando fome (insegurança alimentar grave). Realizada em 1.662 domicílios urbanos e 518 rurais, a pesquisa coletou os dados de 5 a 24 de dezembro de 2020, antes da disparada da inflação nos últimos meses, o que provavelmente piorou o cenário de aumento da insegurança alimentar.

Uma pesquisa do PoderData divulgada em abril mostrou que 36% dos brasileiros dizem ter passado fome ou comido menos durante a pandemia. Essa é a soma do percentual dos que dizem ter deixado de fazer refeições (7%) com o dos que passaram a comer menos do que o de costume (29%) nesse período. O aumento da inflação e a crise econômica reduziram o poder de compra e a renda das famílias mais pobres e empurraram mais pessoas para a pobreza, ampliando também a insegurança alimentar.

Os preços dos alimentos foram os que mais subiram em 2020. Enquanto a inflação ficou em 4,52% no ano passado, o custo de produtos alimentícios subiu 14%. Em 2021, o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), que mede a inflação das famílias, deve fechar o ano com alta acumulada de 8,59%, segundo o Boletim Focus divulgado pelo Banco Central na última 2ª feira (11.out.2021). A inflação oficial acumulada entre o fim de 2014 e setembro de 2021 passado foi de 47,5%. Com piora em todos os anos desde 2014, a pobreza extrema no Brasil (renda domiciliar per capita inferior a R$ 261, pelo critério da FGV Social) atinge hoje 27,4 milhões de pessoas.

Aumento de favelas – Segundo dados preliminares do IBGE, o total de “aglomerados subnormais” foi de 6.329 em 323 municípios para 13.151 em 734 cidades de 2010 a 2019. O IBGE classifica os aglomerados subnormais como uma forma de ocupação irregular de terrenos de propriedade alheia, o que na prática são as favelas. A identificação dos Estados e municípios com maior proporção de domicílios em favelas sinaliza uma maior vulnerabilidade social com possíveis consequências para os serviços de saúde e assistência social no caso do alastramento da covid.

Só elege dois – Mesmo com a fusão do DEM ao PSL, não está fácil garantir o mandato de deputado federal nas eleições de 2022. Em Pernambuco, por exemplo, dos três candidatos mais competitivos – Fernando Filho e Mendonça Filho, ambos ex-DEM, e Luciano Bivar, ex-PSL, pelos cálculos de hoje em cima do coeficiente eleitoral em torno de 180 mil votos, só dois estariam com vaga garantida. Para emplacar o terceiro, o novo partido União Brasil 44 terá que ampliar bastante a cauda eleitoral, complicador que surge no horizonte em diversos outros partidos.

O deserto cearense – Estudo do projeto MapBiomas identificou que, nos últimos 35 anos, o Ceará foi o Estado nordestino com maior subtração de formações florestais, uma subdivisão do bioma caatinga. Entre 1985 e 2020, o Estado perdeu 0,34 milhões de hectares deste tipo de cobertura vegetal. Para especialistas, este retrato de degradação ameaça a fauna e a flora, além de gerar impacto direto ao ser humano. É o Ceará também o Estado com maior área desta cobertura: 37,34% dos 5,7 milhões de hectares de formações florestais mapeadas na Caatinga, em 2020, estão em território cearense.

Estados no prejuízo – Os Estados e municípios brasileiros podem perder R$ 24,1 bilhões com a mudança da base de cálculo do ICMS dos combustíveis, projeto já aprovado pela Câmara dos Deputados. O cálculo é da Febrafite, a Federação Brasileira de Associações de Fiscais de Tributos Estados. Segundo a Febrafite, os combustíveis foram responsáveis por 17,6% de toda a arrecadação do ICMS em 2019, nada menos do que R$ 89,7 bilhões de R$ 509,8 bilhões.

PT teme Ciro – Ao entrar no bate-boca de Ciro com o PT, o presidente do PDT, Carlos Lupi, saiu em defesa do aliado e afirmou que as lideranças petistas temem o seu crescimento nas pesquisas. "O PT trabalha 24 horas por dia para impedir Ciro de crescer na política. Foi assim em 2018 e querem de novo agora", reagiu, acrescentando: “Foi a mesma coisa (que em 1989). O PT tinha uma disputa muito forte conosco para ver quem iria para o segundo turno e trabalhou para a destruição do Brizola 24 horas por dia, dizendo que eles eram à esquerda e nós a direita. É um filme velho que, para mim, não cola mais", disse.

CURTAS

MAIS MÉDICOS – A Prefeitura do Jaboatão abriu seleção simplificada para contratação temporária de 35 médicos para atuar na rede municipal de saúde, com salários que variam de R$ 5,4 mil a R$ 10,9 mil. A inscrição pode ser feita na internet até o dia 22 de outubro. A carga horária varia entre 20 e 40 horas semanais, a depender do cargo pretendido. Os contratos têm duração de 12 meses, podendo ser estendidos por igual período.

A bola da vez – Pouco menos de um ano para as eleições de 2022, o PSDB está investindo na imagem da presidente estadual do partido e prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, que pode ser candidata ao Governo do Estado no pleito do ano que vem. Em uma das principais vias de Caruaru foi instalado um outdoor, com a imagem da gestora, chamando atenção por não haver nenhum outro rosto tucano na propaganda.

Perguntar não ofende: Por que nenhum deputado levanta a voz em defesa das estradas esburacadas do Estado?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Joao

Brasil comandados por demônios: o acéfalo e Paulo Guedes. Quanto mais fome e desemprego, menos direitos, por conseguinte mais dinheiro no bolso dos amigos do mercado. Verdadeira dupla do satanás!


Bandeirantes Agosto 2021

14/10


2021

Empresa pernambucana ganha prêmio Antaq 2021

A Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ) anunciou, há pouco, que a empresa pernambucana Agemar foi a vencedora do Prêmio Antaq 2021, na categoria “Conformidade Regulatória – Navegação Marítima de Cabotagem e Longo Curso”. A solenidade de premiação acontece neste momento, em Brasília, na sede da ANTAQ.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
Publicidade

Publicidade

Publicidade

TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Opinião

Publicidade
Apoiadores
Parceiros