Blog do Magno 15 Milhões de Acessos 2

27/01


2021

Coluna da quarta-feira

O pragmatismo de João

O PSB é um partido, no mínimo, estranho. De um lado, a maior autoridade do Estado, o governador Paulo Câmara, reafirma alinhamento à posição tomada pela bancada na Câmara em apoio à candidatura de Baleia Rossi (MDB-SP) à presidência da Casa, enquanto na outra ponta, o prefeito do Recife, João Campos, liderança em ascensão na seara socialista, embora não vote, como Câmara, está fechado com o candidato do Planalto, o deputado alagoano Arthur Lira (PP).

Baleia saiu do Recife, ontem, depois de um encontro com o governador, afirmando ter o sentimento de que terá a maioria dos votos da bancada. Pernambuco tem 25 votos nesse colégio eleitoral que definirá o sucessor de Rodrigo Maia (DEM-RJ). Pelos cálculos de Baleia, 13 votos estariam garantidos dos 25, sendo 12 de Lira. Já os aliados do deputado alagoano garantem que ele tem 15 votos na bancada.

Entre esses votos, contabilizam três dissidentes do PSB, os deputados Felipe Carreras, Gonzaga Patriota e Danilo Cabral, este, aliás, o próximo líder da bancada na Câmara, sucedendo a Alexandre Molon (RJ). Se o futuro líder não se dobra à decisão da executiva nacional, o que se pode dizer deste partido? Na verdade, o PSB perdeu o prumo desde a morte da sua principal liderança, o ex-governador Eduardo Campos.

Felipe, Patriota e Danilo têm lá suas razões e interesses para votar no candidato que o PSB não quer, por ser, sobretudo, alinhado ao Planalto, mas como explicar a euforia e o trabalho silencioso de João Campos, cabalando votos nos bastidores para garantir a eleição de Lira? O que se diz é que, eleito, Lira vai abrir a porta da esperança do Planalto para o prefeito, que herdou uma verdadeira massa falida de Geraldo Júlio.

Tem lógica. Como Lira iria recusar em ser a ponte formal e oficial de João com o Planalto, para Bolsonaro fazer jorrar recursos federais no Recife, capazes de viabilizar projetos produtos de tantas promessas de campanha na eleição que derrotou Marília Arraes? Como deputado, João seguiu cegamente a cartilha da esquerda e da oposição, batendo sistematicamente em Bolsonaro e no seu Governo.

Como prefeito do Recife, jamais poderia trilhar por esse mesmo caminho. Sabido igual ao pai, o que ele está fazendo, na verdade, é o exercício explícito e persistente do jogo pragmático do poder. O que está em jogo, desde que foi eleito, é a sua gestão, garantir o êxito e para isso tem que construir uma relação com o Governo Federal. Era assim que seu pai agiria se tivesse vivo. Afinal, do outro lado do balcão, o que teria Rodrigo Maia a oferecer sem o poder da caneta?

Apoio petista – Rompido da boca para fora com o Governo, o PT deu as caras, ontem, no Palácio das Princesas, para recepcionar o candidato do MDB à presidência da Câmara dos Deputados, Baleia Rossi (SP). Foi representado pelo parlamentar sertanejo Carlos Veras, aliado de primeira hora do senador Humberto Costa. A Baleia, Veras garantiu o seu voto, afirmando que segue fielmente o acordo fechado pela bancada na Casa de alinhamento ao grupo de Rodrigo Maia (DEM-RJ). Baleia não viu por lá Marília Arraes, a segunda representante do PT na bancada pernambucana.

Em quem vota? – Assessores de Baleia e ele próprio contabilizam também no PT o voto de Marília Arraes, que, na verdade, ainda não se definiu. Quando passou pelo Recife, há dez dias, o candidato do Planalto, Arthur Lira (PP-AL), teve um encontro reservado com Marilia no escritório do deputado Silvio Costa Filho. Este serve a dois senhores, em Brasília apoia Bolsonaro e em Pernambuco é, igualmente, governista, mas de linhagem vermelha, mesmo não tenho nem alma nem coração que combinem com o socialismo.

Aceno ao DEM – O deputado Arthur Lira (PP-AL), candidato a presidente da Câmara, disse, ontem, em Brasília, que espera ter maioria dos votos na bancada do DEM. Trata-se da sigla de Rodrigo Maia (DEM-RJ), atual presidente da Casa e principal articulador da campanha de Baleia Rossi (MDB-SP). Baleia disputa o cargo com Lira. “Espero ter a maioria no DEM e mais alguns partidos que não compõem ainda o nosso bloco”, declarou Lira. Ele falou depois de almoço com os deputados da bancada do Distrito Federal.

Choro de Maia – Já o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse em reunião com deputados de diversos partidos no Rio de Janeiro, que o DEM pode ser visto como “partido da boquinha”. Também demonstrou que gostaria de mais empenho do presidente da sigla, ACM Neto, na eleição da Câmara. Maia é um dos principais apoiadores da candidatura de Baleia Rossi (MDB-SP) à presidência da Câmara. Mas há mais deputados em seu partido que demonstram apoio ao adversário, Arthur Lira (PP-AL), que a Baleia.

Madeira de lei – Efetivado na Câmara na vaga aberta com a eleição de João Campos, o deputado Milton Coelho é voto contrário ao que seria dado pelo prefeito se ainda estivesse na Casa. Está trabalhando pela eleição de Baleia Rossi, a quem recebeu, ontem, nas Princesas, ao lado do governador. Histórico socialista, tendo já presidido o PSB no Estado, Coelho é da fauna rara hoje em dia, de palavra que se cumpre, jogando apenas num lado, o lado que milita desde que ingressou na vida pública, o campo da esquerda plural e democrática.

CURTAS

EM CAMPANHA – Já em campanha para deputado estadual nas eleições de 22, o ex-prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque (PT), bateu o martelo no apoio ao seu projeto com a ex-prefeita de Calumbi, Sandra da Farmácia, também petista. Ele quer sair eleito da região do Pajeú e para isso já está em plena articulação com prefeitos da região.

COM MEU PAI – Já o deputado Gonzaga Patriota voltou a usar botas de sete léguas no contato com as suas bases no Sertão e Agreste. Em apenas três dias, passou por mais de 20 municípios numa disposição de fazer inveja. Sobrou até um tempinho para bater um papo com o meu pai Gastão Cerquinha, em Afogados da Ingazeira, quando rememoraram momentos de trabalho conjunto na Rede Ferroviária Federal.

Perguntar não ofende: Com quem, afinal, o DEM está na eleição da mesa diretora da Câmara?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

O governo que gasta dois milhões de reais em chicletes é o mesmo que deixou de comprar a vacina da Pfizer por não concordar em pagar pelo soro fisiológico. Quem tá achando bom é marcos Bundeiro de camaragibe, mamador de piroca.

Fernandes

Líderes religiosos protocolam na Câmara pedido de impeachment de Bolsonaro. Documento é assinado por 380 pessoas ligadas a igrejas cristãs, incluindo católicas, anglicanas, luteranas, presbiterianas, batistas e metodistas, além de 17 movimentos cristãos. KKKKKK

Fernandes

Os últimos números da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD) sobre o desenvolvimento do investimento estrangeiro no mundo praticamente não chamaram atenção no Brasil. Mas deveriam. Eles apontam para uma perigosa inversão de tendência, que moldará a economia brasileira nos próximos anos.

Fernandes

Associação Juízes para Democracia entra com representação na PGR contra Bolsonaro. Na manhã de ontem terça-feira, 26, a Associação Juízes para a Democracia (AJD) protocolou na Procuradoria Geral da República (PGR) representação para que o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, seja processado pelos crimes tipificados nos artigos 132, 257 e 268 do Código Penal, mediante denúncia a ser apresentada ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Fernandes

Recordar é Sobreviver. Bolsonaro é eleito ‘Corrupto do Ano por consórcio internacional. O presidente Jair Bolsonaro foi eleito “Personalidade do Ano” por seu papel na promoção do crime organizado e da corrupção pelo Organized Crime and Corruption Reporting Project (OCCRP), um consórcio internacional que reúne jornalistas investigativos e centros de mídia independente.


O Jornal do Poder

26/01


2021

Milton reafirma voto em Baleia Rossi

O deputado federal Milton Coelho (PSB), que assumiu como suplente do prefeito do Recife, João Campos (PSB), uma vaga na Câmara Federal, reafirmou o seu voto no candidato do MDB à presidência da Casa, Baleia Rossi, independentemente do posicionamento de João. Confira abaixo o seu depoimento enviado ao blog:

“Reafirmo que votarei no deputado Baleia Rossi porque o PSB integra o bloco dos partidos de esquerda que definiram esse posicionamento. Considero, ainda, Baleia Rossi mais independente em relação a Bolsonaro, o que o coloca como melhor alternativa no meu ponto de vista”. – Milton Coelho (PSB)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu no Zap

26/01


2021

Gilvandro anuncia redução na folha salarial em mais de 50%

O prefeito de Belo Jardim, Gilvandro Estrela. concedeu entrevista ao programa Janela Livre, da Rádio Bitury, hoje, e fez um breve balanço das ações do seu governo. Gilvandro comemorou o pagamento do 13° dos aposentados que estava em atraso da antiga gestão, o pagamento dos servidores efetivos e anunciou que, até a sexta-feira, o pagamento  do mês de janeiro de todos os servidores municipais.

"O segredo de administrar Belo Jardim é muito simples: é ter equipe, é ter honestidade, coragem, é não ser ladrão, é não roubar o dinheiro público", disse.

Ainda segundo o prefeito, amanhã, terá uma reunião com o juiz Douglas José, para tratar de recursos do município que estão bloqueados. "Amanhã tem uma reunião marcada com ele, Doutor Douglas, com o procurador, Eduardo Danda, e com alguns secretários, e tenho a convicção de que ele vai liberar os R$ 5 milhões. Se o juiz liberar amanhã esse valor, eu vou zerar a folha salarial atrasada do município. Aí sim, a partir de fevereiro eu vou começar a pagar todo mundo iniciando sempre no dia 25 de cada mês", garantiu. 

O prefeito afirmou, ainda, que reduziu a folha salarial da Prefeitura de Belo Jardim, que chegou a R$ 14 milhões no passado, para menos de R$ 7 milhões e com o valor economizado "a população já percebe a diferença".


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


26/01


2021

Confira a entrevista de Baleia Rossi ao Frente a Frente

Em entrevista exclusiva ao Frente a Frente, programa ancorado por este blogueiro na Rede Nordeste de Rádio, tendo como cabeça de rede a Rádio Hits 103,1 FM, em Jaboatão dos Guararapes, o candidato do MDB à presidência da Câmara dos Deputados, Baleia Rossi (SP), negou que os partidos de oposição tenham colocado alguma condição básica para apoiá-lo. Baleia também comentou sobre o seu encontro com o governador Paulo Câmara e disse que sai com a certeza de que será majoritário na bancada federal. Confira!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Viva a imprensa!

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

Voltando a \"violência\" contra a imprensa. Falar que a imprensa, principalmente a \"grande\" é mentirosa é violência? Agora mesmo na UOL tem a chamada: PF diz ao STF não ter encontrado ainda indícios contra bolsonaristas em inquérito de atos antidemocráticos. O \"ainda\" foi inserido pela imprensa. Na verdade a PF encerrou o inquérito. Realmente a imprensa perdeu toda credibilidade. Quanto ao Baleia, até deputados da chamada esquerda, vão votar no Lira.



26/01


2021

Editorial analisa divergências do PSB no apoio a Baleia

No Frente a Frente de hoje, programa que ancoro pela Rede Nordeste de Rádio, o meu editorial foi sobre as divergências que existem dentro do PSB/PE com relação ao apoio do partido à candidatura de Baleia Rossi à presidência da Câmara dos Deputados. O governador Paulo Câmara ratificou o seu apoio a Rossi, enquanto o prefeito do Recife, João Campos, também do PSB, declarou apoio ao adversário, Arthur Lira (PP), e já confirmou que, se estivesse no Congresso, seu voto seria dele. Vale a pena conferir!

O Frente a Frente tem como cabeça de rede a Rádio Hits 103,1 FM, em Jaboatão dos Guararapes.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

26/01


2021

Ala ideológica trabalha por Trump e Bolsonaro

Por Renato Riella

Fiquei ausente dos bate-bocas nos últimos meses por dois motivos:

1. Muito ocupado. Peguei trabalho demais.

2. Certeza de que tudo vai se resolver por si mesmo.

Aliás, o ministro da Economia, Paulo Guedes, também desapareceu por esses mesmos motivos. Ele volta na próxima semana, cheio de novidades boas para o Brasil.

Vi tanta burrice nos últimos dias, partindo da patrulha ideológica, que resolvi escrever. Na verdade, não me contenho. Vou apontar fatos futuros (não vale falar depois).

Vamos começar pelos Estados Unidos.

Nunca vi político mais burro do que esta quase velhinha Nancy Pelosi, presidente da Câmara – eminência parda da política nos últimos anos. Ela é responsável por elevar Trump a níveis de sustentação que vão infernizar o frágil Joe Biden.

Até a estátua da Liberdade, tomando sol e neve na cabeça, sabia que a tentativa de impeachment do Donald seria um fracasso. Mas a mulherzinha, sem ouvir ninguém, aprovou um simulacro de impeachment na Câmara – que será desmoralizado no Senado.

Trump vai fazer força para não ganhar logo este processo, que mantém o nome dele na boca dos direitistas por semanas – talvez meses. Dizem que Donald Trump é o culpado pela invasão do Capitólio, com cinco mortes. Mas quem entrará na história, como líder negligente do Congresso, que não se preveniu para as arruaças, será Dona Nancy.

Só por ódio e vaidade, ela gastou milhões de dólares dos EUA para simular um impeachment de araque. Devia ser condenada a indenizar a nação por erro tão primário.

Quanto a Trump, ajudado por esse tipo de erro, vai inviabilizar a vida de Biden, fazendo ressoar os muitos erros que o atual presidente cometerá (já está cometendo, levado por insanos ideológicos).

BRASIL

Mesma coisa no Brasil.

O mal-intencionado Rodrigo Maia, do DEM, está levando o MDB para o fundo do poço. O presidente deste imenso partido (Baleia Rossi) vai pagar por isso. Hoje posso dizer, sem medo de errar, que Artur Lira, do PP, vai ganhar a eleição da Câmara Federal. E Rodrigo Pacheco, do DEM, será o futuro presidente do Senado.

O MDB perde na Câmara com o próprio Baleia, que se uniu a defensores do MST, adeptos do aborto, inimigos da fé, sabotadores da agropecuária e outros níveis de liderança, que são a cada momento mais minoria no Brasil. De quebra, Bolsonaro vai se livrar do cara que sabotou seu governo durante 24 meses e que vai acabar sem nada: o Botafogo.

Incrível e lamentável é ver o MDB perdendo poder, mesmo com amplas bancadas nas duas casas e tendo eleito a maioria dos prefeitos. Rodrigo Maia é o Rogério Ceni da política. Como escala mal! Botafogo não absorveu a filosofia dos gênios, que é a seguinte: no futebol e na política, feio é perder.

Vejo seres ingênuos lamentando que Rodrigo Maia não tenha aberto processo de impeachment. Apesar de gordo e desonesto, ele sabe fazer conta. Ao contrário da gagá Nancy Pelosi, Botafogo viu que não haveria número suficiente, nem na Câmara nem no Senado, para derrubar Bolsonaro, que ganharia com o barulho. E esta contagem contra o impeachment está mais presente do que nunca.

Me assusta ver gente inteligente e bem intencionada organizando mini-marchas a favor do impeachment. Mas o objetivo frustrado é apenas um: tentar conseguir votos para Baleia Rossi. Quanto engano!

Para fechar, mostro que a imprensa está mais comprometida do que nunca. Vejam vocês que este Rossi não tem nome de Baleia. Trata-se de apelido que carrega há muitos anos. Se ele fosse do time do Bolsonaro, já estaria brindado com memes e charges fantasiado do peixe-mamífero.

O povo pensa até hoje que Baleia é nome de batismo. Será que um padre batizaria alguém com nome tão depreciativo? No mundo, muita gente pensa que o brasileiro bota nos filhos o nome de peixe...Piranha, talvez.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

O impeachment do Bolsonaro só não cabe nas cabeças de camarão dos Direitistas.

Kelson Menezes da silva

Esse mané deveria dizer o número da mega kk?kkk sabe porra nenhuma

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

Resumiu, com precisão, o atual quadro político. Só faltou complementar que a falta de vacina nos Estados Unidos e o fechamento de 06 fábricas da Ford na Europa, desempregando mais de 12.000 trabalhadores, é culpa do Bolsonaro.



26/01


2021

Live debaterá rumo dos Eventos e do Turismo em PE

A Associação Brasileira de Empresas de Eventos – Estadual Pernambuco promove, amanhã, às 19h, uma live com Fátima Facuri, presidente nacional da ABEOC. Será uma oportunidade para os produtores de eventos do Estado conversarem com a especialista sobre como a classe fica diante da pandemia que assola o país e as restrições de eventos em vários Estados. A mediação da live será feita pelas cerimonialistas Tatiana Marques e Gisela Latache. O bate papo será no Instagram da ABEOC-PE, o @ abeocpe.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Jornao O Poder

26/01


2021

Compromisso é por análise do impeachment, diz Baleia

Em entrevista exclusiva ao Frente a Frente, o candidato do MDB à presidência da Câmara dos Deputados, Baleia Rossi (SP), negou que os partidos de oposição, especialmente o PT, tenham colocado como condição básica para apoiá-lo o seu compromisso velado pela abertura do processo de impeachment do presidente Bolsonaro, caso seja eleito na disputa contra Arthur Lira (PP-AL), nome apoiado pelo Planalto, em eleição marcada para a próxima segunda-feira.

"Assumi o compromisso de analisar, não de abrir. Fiz uma conversa franca e republicana com os partidos que formam uma frente ampla em torno da nossa candidatura. O pilar básico da minha candidatura, deixado claro publicamente em um documento, é o compromisso com a independência do parlamento", afirmou. Sobre o encontro com o governador Paulo Câmara, realizado, há pouco, disse que sai com a certeza de que será majoritário na bancada federal.

A entrevista vai ao ar ao longo do programa, que começa às 18 horas pela Rede Nordeste de Rádio, formada por mais de 40 emissoras nos Estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Bahia. Se você deseja ouvir pela internet, clique no botão Rádio acima ou baixe o aplicativo da Rede Nordeste de Rádio na play store.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

O impeachment do Bolsonaro só não cabe nas cabeças de camarão dos Direitistas.

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

Eita! Já mudou o discurso. Vai analisar? O impeachment do Bolsonaro só cabe nas cabeças de camarão dos esquerdistas. É igual a Marília que quer pautar o governo do João Campos. Realmente, o Bolsonaro deixar o PT sem roubar por dois anos, deixa a quadrilha desesperada.