FMO janeiro 2020

24/11


2021

Senado aprova piso salarial de R$ 4,7 mil para enfermeiros

O Senado aprovou, há pouco, o projeto que estabelece um piso salarial nacional de R$ 4.750 mensais para enfermeiros. A proposta segue para análise da Câmara dos Deputados. As informações são do portal G1.

O texto é de autoria do senador Fabiano Contarato (Rede-ES) e foi aprovado conforme versão sugerida pela relatora Zenaide Maia (PROS-RN). O projeto altera uma lei de 1986 que regulamenta o exercício da enfermagem no país. Atualmente a legislação não prevê piso para a categoria.

De acordo com a proposta, o piso salarial valerá para enfermeiros contratados sob o regime da Consolidação das Leis do Trabalho (os celetistas) e para servidores públicos da União, dos estados e dos municípios.

O texto também define pisos salariais para técnicos de enfermagem (R$ 3.325), auxiliares de enfermagem (R$ 2.375) e parteiras (R$ 2.375). Os valores para esses profissionais são calculados em cima do piso para enfermeiros: 70%, 50% e 50% dos R$ 4.750 previstos no projeto, respectivamente.

Conforme o texto, os pisos serão atualizados anualmente com base na inflação calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor. A proposta prevê a entrada do piso salarial em vigor imediatamente, sendo assegurada a manutenção das remunerações e salários vigentes superiores ao piso.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Jaboatão - Família Acolhedora

24/11


2021

Futura: Lula 38,6%, Bolsonaro 32,4%, Moro 11,9%

Por Houldine Nascimento, da equipe do Blog

A nova pesquisa da Futura/Modalmais aponta estagnação nos números envolvendo o ex-presidente Lula (PT) e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O petista lidera todos os cenários. No primeiro da consulta estimulada, ele aparece com 38,6%, seguido por Bolsonaro, com 32,4%. 

O ex-juiz Sergio Moro (Podemos) já aparece em terceiro, com 11,9%. Esta é a primeira pesquisa divulgada pela Futura/Modal após o anúncio da pré-candidatura de Moro. O ex-ministro Ciro Gomes surge em quarto, com 6,2%. Completam a lista: Guilherme Boulos (1,8%), do PSOL, e Eduardo Leite (1,4%), do PSDB. Brancos e nulos somam 4% e os indecisos são 3,6%.

No segundo cenário, com João Doria substituindo Leite, Lula chega a 37%. Bolsonaro chega a 30,8% e Moro soma 13,6%, enquanto Ciro vai a 7,5%. Boulos tem 2,1% e Doria possui 1,9%. Brancos e nulos são 4,1% e indecisos vão a 3%.

Outros cinco cenários foram estimulados. Em dois deles, o instituto de pesquisa testou as ausências de Lula e Bolsonaro da disputa. Moro lidera e vai de 26,9% a 29,1%, já Ciro varia de 19,4% a 20,1%. Pelo PT, o nome do ex-ministro Fernando Haddad entra na simulação, indo de 16,6% a 18,3%. Em um dos cenários, Doria soma 4,1% e, em outro, Leite vai a 3,1%.

Segundo turno: Lula favorito e Moro supera Bolsonaro

O levantamento Futura/Modal também testou projeções de segundo turno. Quando o embate é entre Lula e Bolsonaro, o petista abre quase 12 pontos: 49,2% x 37,4%. Brancos e nulos somam 12,4% e indecisos chegam a 1,1%.

Na disputa entre Lula e Moro, a frente é de 13 pontos a favor do petista: 46,6% x 33,6%. Brancos e nulos chegam a 18,3% e indecisos são 1,5%.

Em um embate envolvendo Bolsonaro e Moro, o pré-candidato do Podemos aparece numericamente à frente, com 38,8%, enquanto o presidente chega a 35,7%. Brancos e nulos são 22,7% e indecisos vão a 2,8%.

Sergio Moro também supera Ciro (38,2% x 31,2%). Há um empate técnico entre o pedetista e Bolsonaro: o presidente soma 40,9% e Ciro tem 39,9%.

Bolsonaro é o mais rejeitado

O presidente Jair Bolsonaro lidera o quesito rejeição: 47,4% dos eleitores dizem que não votariam nele em nenhuma hipótese. Lula vem na sequência, com 39,9%: A lista segue com João Doria (24,2%), Sergio Moro (19,7%), Ciro Gomes (17,1%), Eduardo Leite (14,2%) e Rodrigo Pacheco (12,7%), do PSD. 

Somente 2,2% não rejeitam nenhum dos candidatos. Rejeita todos: 1,6%. Os que não sabem somam 3,1%.

A pesquisa da Futura/Modalmais foi feita por telefone entre os dias 16 e 20 de novembro. Margem de erro de 2,2 pontos percentuais e índice de confiança de 95%.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ALEPE - Ações Sociais

24/11


2021

Salgueiro: Câmara veta empréstimo para infraestrutura

Um projeto de lei enviado pelo prefeito Marcones Sá (PSB) à Câmara Municipal de Salgueiro tinha como objetivo contrair um empréstimo de até R$ 20 milhões na Caixa Econômica Federal para obras do setor de infraestrutura, garantindo a pavimentação de 80 ruas. Além disso, a proposta visava à reconstrução da ponte Joaquim Sampaio, dar celeridade às obras dos canais da Avenida Pantaleão e investir em energia solar para diminuir os encargos com as despesas mensais com a companhia energética.

A proposição não foi sequer pautada no plenário. Apoiadores do prefeito Marcones alegam manobra da Mesa Diretora da Câmara. O Projeto de Lei do Executivo não passou pela Comissão de Justiça e Redação de Leis, presidida pelo vereador Savio Pires (DEM) e que tem o legislador André de Zé Esmeraldo (PL) como relator.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Cabo - Pavimentação e Drenagem

24/11


2021

Senado analisa instituir piso salarial para a enfermagem

O plenário do Senado Federal analisa, neste momento, o PL 2.564/2020, que cria o piso salarial dos profissionais de enfermagem. O Projeto é de autoria do senador Fabiano Contarato (Rede-ES). De acordo com a relatora, senadora Zenaide Maia (Pros-RN), a proposta é um gesto concreto de valorização desses profissionais. Acompanhe!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/11


2021

"PE tem a menor oferta de água do Brasil", diz deputado

Mais de 50% da água que é tratada em Pernambuco não chega à torneira da população, segundo levantamento do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS). Esse é apenas um de uma série de problemas enfrentados por quem depende da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa).

Essas dificuldades foram elencadas pelo deputado estadual Romero Sales Filho (PTB), hoje, durante sessão plenária da Assembleia Legislativa. O parlamentar destacou um levantamento da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), que mostra o Estado com a menor oferta do país. Infelizmente, mais da metade dos pernambucanos não têm água em casa pois falta manutenção e há inúmeros vazamentos na rede de abastecimento.

“Enquanto a Compesa prega uma política fora da realidade para aparentar ser referência nacional na qualidade da prestação de serviços de abastecimento de água e saneamento, sabemos que a verdade é outra: desserviço prestado ao povo. O retrato dessa gestão, que de positiva apenas as propagandas, construída pelas propagandas. A Companhia ocupou a quarta posição no ranking de empresas com mais reclamações registradas no Procon, em 2020, com queixas como falta de abastecimento, má qualidade da água, demora no atendimento, cobrança indevida, além dos transtornos causados por obras inacabadas”, denunciou Sales Filho.

Preocupado com a péssima qualidade dos serviços prestados à população, o parlamentar tem cobrado soluções desde que assumiu o mandato. “A questão do desabastecimento e descaso da Compesa com os pernambucanos já integra os nossos pleitos. O problema é que o Governo não busca solução. Só do meu gabinete, são mais de 40 indicações que demandam melhorias no abastecimento, na infraestrutura, no saneamento básico e a conclusão de obras que impactam de maneira direta no desperdício de água e melhoria da rede de esgoto. O Governo do PSB promete uma série de obras há anos, como a adutora do Agreste e as barragens da Mata Sul. Mas tudo fica apenas na promessa! Enquanto responsabiliza os municípios, o PSB argumenta que não recebe recursos do Governo Federal. Na verdade, recebeu, entre 2019 e 2021, só para saneamento e abastecimento, R$74,7 milhões, segundo o Portal da Transparência da União”, frisou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Petrolina outubro 2021

24/11


2021

Para bom entendedor, uma foto basta

Na corrida eleitoral do ano que vem, muita coisa ainda pode acontecer. A união entre Raquel Lyra (PSDB) e Anderson Ferreira (PL) pode ser apenas a ponta do iceberg. Após Priscila Krause (DEM) anunciar apoio ao projeto da dupla, quem sabe Marília Arraes (PT) não pode ser a próxima a rumar com o grupo oposicionista no segundo turno?

Uma costura que a princípio soa estranha, mas é preciso levar em conta o gesto de Anderson em prol de Marília na eleição à Prefeitura do Recife no ano passado. Além disso, a petista também mantém uma boa relação com Raquel.

Em Brasília, elas estiveram juntas hoje na homenagem ao ex-ministro da Justiça Fernando Lyra, in memoriam. Ao tio de Raquel, Marília Arraes concedeu a Medalha do Mérito Legislativo. Em um gesto cortês, a parlamentar ciceroneou a prefeita de Caruaru e o ex-governador João Lyra Neto, irmão do homenageado, além da viúva, Márcia Lyra.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Sindicontas

24/11


2021

FBC apresenta relatório da PEC dos Precatórios

O senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) apresentou, hoje, na Comissão de Constituição e Justiça, o relatório da PEC dos Precatórios com a destinação do espaço fiscal para o pagamento do Auxílio Brasil no valor de R$ 400,00 para 17 milhões de pessoas, além do custeio das despesas previdenciárias e dos gastos com saúde e educação determinados pela Constituição. O relatório estabelece o caráter permanente do Auxílio Brasil, assegura os recursos para o programa em 2022 e ressalta a necessidade de definição da fonte de financiamento para 2023.

“Propomos a inclusão de alguns dispositivos para deixar claro que o Auxílio Brasil terá um caráter permanente, não obstante não possamos desde logo definir suas fontes de financiamento a partir do exercício de 2023”, afirma o relator. “Inserimos comando com vistas à fixação, até 31 de dezembro de 2022, dos limites, condições e normas de acesso ao programa. A lei em tela fica dispensada da observância de limitações legais quanto à criação, expansão ou aperfeiçoamento de ação governamental que enseje aumento de despesa. Trata-se de medida salutar que deverá facilitar a aprovação de uma lei que assegure, de forma permanente, os recursos necessários ao programa de transferência de renda destinado às famílias mais carentes”, disse.

De acordo com Fernando Bezerra, ao mesmo tempo em que amplia o espaço fiscal para abrigar um novo programa social robusto, a PEC dos Precatórios preserva os fundamentos do teto de gastos, “âncora que baliza a política fiscal”. “É preciso que o gasto social se realize com respaldo em um conjunto de regras fiscais que preserve a confiança dos agentes econômicos na sustentabilidade da dívida pública, para que não aconteça um desarranjo permanente nos níveis gerais de preços, que, certamente, poria a perder toda a efetividade da política social que se busca ampliar”, afirmou.

No relatório, ele destaca que o aumento de despesa com a área social continuará computado no limite de despesas primárias do Poder Executivo e que o efeito sobre o endividamento público será pouco expressivo. Segundo dados do Ministério da Economia, sem a aprovação da PEC, a dívida pública alcançaria 80,8% do PIB em 2021 e 80% em 2022. Com a aprovação da PEC, o percentual em relação ao PIB é de 81% nos dois períodos.

“É preciso reconhecer ainda que a alteração principal da matéria em relação ao teto de gastos, concernente à alteração da sua base de correção, é plenamente justificável. É compreensível que a correção do limite total de gastos primários acompanhe o mesmo período de referência para a correção das despesas primárias associadas ao salário mínimo, como os benefícios previdenciários, o abono salarial e os benefícios assistenciais. Hoje os limites de despesas primárias são fixados antes de se conhecer com exatidão qual será o tamanho das despesas vinculadas ao salário mínimo para o exercício financeiro seguinte”, acrescentou o senador, no relatório lido na CCJ.

A PEC também destaca o crescimento das despesas da União com o pagamento de decisões judiciais. Em 2010, o governo federal pagou R$ 14,3 milhões em precatórios, o que representava 0,35% do PIB. Já em 2022, a conta com as sentenças judicias atingirá R$ 89,1 bilhões ou 0,95% do PIB. Já os precatórios do Fundef serão pagos segundo cronograma que assegura o repasse de 40% até 30 de abril, 30% até 31 de agosto e o restante até 31 de dezembro. Além disso, pelo menos 60% dos recursos devem ser repassados aos professores, inclusive aposentados e pensionistas, na forma de abono. A previsão é que o relatório de Fernando Bezerra Coelho seja votado pela CCJ na próxima terça-feira (30).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Ipojuca - Novembro

24/11


2021

Santos Cruz se filia ao Podemos amanhã

O pré-candidato do Podemos à Presidência, Sergio Moro, participa amanhã do encontro de presidentes estaduais da sigla, em Brasília, para discutir estratégias de alinhamento e fortalecimento das pautas nacionais do partido. A expectativa é de que o ex-juiz da Lava Jato, a deputada Renata Abreu (SP), que preside a legenda, e o senador Alvaro Dias deem as boas-vindas ao general da reserva Carlos Alberto dos Santos Cruz (foto) como novo filiado do partido.

A reunião tem início às 9h e o ato de filiação está previsto para as 10h30. Santos Cruz foi ministro-chefe da Secretaria de Governo na gestão Bolsonaro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Caruaru - Feira da Sulanca

24/11


2021

ACP realiza 2º edição do Energia Nordeste

Energia e sustentabilidade, uma união de sucesso diante dos novos tempos. A energia é um dos recursos mais importantes para o crescimento de qualquer país. Sem uma matriz energética estável e sustentável, que possa oferecer uma oferta crescente de energia, não teremos como sustentar o nosso crescimento. É pensando nesse debate que a Associação Comercial de Pernambuco (ACP) realiza o evento 2º Energia Nordeste edição 2021, no dia 26 de novembro, a partir das 8h, no Palácio do Comércio. Os interessados podem comprar o ingresso no site: https://www.sympla.com.br/2-energi-nordeste__1385772

A nova edição traz palestras com grandes nomes do setor, fóruns de discussão e mesas redondas sobre políticas públicas, regulação de mercado e negócios setoriais. Tudo isso para debater o futuro da energia e da sustentabilidade no Nordeste e no Brasil, avaliando as oportunidades de negócio e os desafios que precisam ser superados nos próximos anos.

“O evento é mais uma iniciativa da ACP que vem trazendo temas importantes para o desenvolvimento sustentável da região e do país. Além dos nomes de peso que conseguimos atrair para as duas plenárias, a novidade dessa edição é a presença de acadêmicos no 1º Simpósio de Energia e Desenvolvimento Sustentável da ACP. Acreditamos que a melhor forma de contribuir com o desenvolvimento é a união da iniciativa privada com a pública, somadas à participação do meio acadêmico”, celebrou Tiago Carneiro, presidente da ACP.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Arcoverde novembro 2021

24/11


2021

Anderson, a provável nova vítima de Valdemar

Por Zé de Benga*

Um tal de “desde que” jogou uma ducha de água fria nos planos do presidente estadual do PL, Anderson Ferreira. O “asterisco” imposto de goela abaixo pelo presidente nacional da legenda, Valdemar Costa Neto, azedou as pretensões do prefeito de Jaboatão dos Guararapes de exercer papel de protagonista nas eleições do próximo ano.

A maneira de VCN atuar é bastante conhecida da política brasileira. Inocêncio Oliveira, tão logo acabou a eleição de 2014, perdeu o comando do PL para o próprio Anderson Ferreira que, por sua vez, passou o bastão para Sebastião Oliveira. A hegemonia do PL nos estados está totalmente atrelada à conveniência e aos interesses de Costa Neto. O fato de ter colocado o partido na segunda posição no Estado em números de prefeitos não foi suficiente para Sebá continuar com o seu trabalho exitoso. O atual líder do Avante na Câmara dos Deputados teve o tapete puxado por Valdemar, o que evidenciou mais uma vez o modus operandi da sigla.

Pela inconfiabilidade histórica do PL, é pouco provável que o seu comando permaneça nas mãos de Anderson Ferreira. O ministro do Turismo e homem de confiança de Bolsonaro, Gilson Machado, já está de alerta ligado para assumir o posto.

*Vereador do Cedro e vice-presidente da UVP


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Eliana C de Souza

da falsidade ninguém se livre. como advogado juiz promotor mudam a verdade, se a parte prejudicada não conhece leis, são enganadas.

Joao

Homem de confiança não, lambe-botas!


Serra Talhada 2021

24/11


2021

Raquel participa de homenagem a Fernando Lyra

A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), participou, na manhã de hoje, de uma homenagem ao ex-deputado estadual e ex-ministro da Justiça, Fernando Lyra, tio da chefe do Executivo municipal. O encontro aconteceu na Câmara dos Deputados, em Brasília, e também contou com a presença de João Lyra Neto e Márcia Lyra, irmão e esposa de Fernando.

"Com muita emoção e alegria, recebemos, hoje, a Medalha Mérito Legislativo em homenagem ao meu tio Fernando Lyra, indicada pela deputada federal Marília Arraes. Tio Fernando foi um dos grandes responsáveis pela redemocratização do país. Que orgulho e que honra poder participar dessa homenagem", comentou Raquel.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

SESC - Férias de Janeiro

24/11


2021

Líder da oposição no Recife ironiza João sobre Carnaval

Por Houldine Nascimento, da equipe do Blog

Líder da oposição no Recife, o vereador Renato Antunes (PSC) criticou a gestão de João Campos (PSB) e repudiou a possibilidade de realização do Carnaval na cidade em 2022. O legislador foi irônico ao dizer que o prefeito deveria fazer a festa "pelo Zoom [aplicativo de vídeoconferência], de forma online". 

Antunes comparou a situação do festejo a de estudantes da rede municipal de ensino, que estão acompanhando as aulas em formato híbrido sob a justificativa de enfrentamento à Covid-19. “João Campos deveria realizar o Carnaval do Recife pelo Zoom, de forma online. Enquanto crianças estão proibidas de assistir às aulas na rede municipal de ensino, o prefeito do Recife vai buscar conselhos com o do Rio para encher nossas ruas durante o Carnaval. Ele precisa entender que a pandemia não acabou”, disparou.

Renato Antunes utiliza dados sobre o aumento no número de casos da Covid-19 na Europa para rechaçar a realização do Carnaval na capital pernambucana. “A Organização Mundial de Saúde está muito preocupada com o aumento no número de casos na Europa, que vive uma nova onda de infecção pelo coronavírus. O diretor-geral da OMS alertou que outras 500 mil mortes podem ocorrer até março se nada for feito. O alerta chega num momento em que vários países vivenciam recortes em taxas de infecção, alguns estão em lockdown total ou parcial”, pontuou.

O vereador do PSC também questionou a mudança de postura da Prefeitura, que antes foi categórica ao defender o isolamento social e reforçou que não tem "nada contra o Carnaval, que é uma festa de grande apelo cultural, social e econômico para a cidade". 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Joao

Esse povo do PSC só não fala do pastor Everaldo, por quê?


Bandeirantes novembro 2021

24/11


2021

Bolsonaro se reúne com presidente do Paraguai

O presidente Jair Bolsonaro se reuniu, hoje, no Palácio do Planalto com o presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez. Conforme a agenda de Bolsonaro, os ministros Carlos França (Relações Exteriores) e Bento Albuquerque (Minas Energias) também participariam da audiência. As informações são do portal G1.

Antes do encontro, Bolsonaro afirmou que o governo brasileiro tem interesse em criar tilápias no reservatório da usina hidrelétrica de Itaipu (PR), cuja administração é dividida entre os dois países. Segundo o presidente, é preciso o aval do Paraguai para que a piscicultura seja liberada no local.

"Vamos continuar conversando porque depende do parlamento deles a piscicultura no espelho d'água da represa. Se der o sinal verde do Congresso dele, acho que vai ter. Nós vamos aumentar em 40% nossa produção de pescado, criando tilápia naquela região", disse Bolsonaro.

Após a reunião, os presidentes Jair Bolsonaro e Mario Abdo Benítez participaram de uma entrevista coletiva. Na ocasião, Bolsonaro disse que foram tratados na audiência diversos temas, entre eles, as negociações para a revisão do tratado de Itaipu, a ligação entre os dois países por pontes sobre o rio Paraguai, a criação de peixes no lago da usina de Itaipu e o combate ao crime organizado.

"Esta visita de serviço vem o nobre presidente do Paraguai tratar de vários assuntos. Como, por exemplo, estaremos, se Deus quiser, concluindo a segunda ponte com o Paraguai em meados do ano que vem. Também, nos próximos dias, estaremos em Carmelo Peralta, Porto Murtinho, assinando a segunda ordem de serviço da terceira ponte com o Paraguai, veio o senhor presidente da nação amiga tratar do anexo C de Itaipu binacional, também outros assuntos tratamos, como, por exemplo, daremos mais um passo na questão de criação de tilápia no lago de Itaipu", disse Bolsonaro.

O presidente brasileiro também disse que o "intercâmbio comercial" entre o Brasil e o Paraguai "tem ido muito bem" e "vai ficar cada vez melhor". "Tratamos também da questão do crime organizado. O Paraguai tem nos ajudado e muito nessa questão. Inauguramos há pouco mais um radar lá em Ponta Porã, que basicamente toda nossa fronteira está blindada com esse radar. Então, o nosso posicionamento, o nosso intercâmbio comercial tem ido muito bem e vai ficar cada vez melhor", afirmou Bolsonaro.

Abdo também destacou a relação entre os dois países e ressaltou a importância das tratativas para assinar as ordens de serviço da construção de uma nova ponte na fronteira, desta vez, entre Porto Murtinho, em Mato Grosso do Sul, e o município paraguaio de Carmela Peralta, no departamento de Alto Paraguai.

Segundo Abdo, essa ponte fará parte da rota bioceânica, ligação terrestre entre Atlântico e Pacífico, e será importante para fortalecer as economias de Brasil e Paraguai.

Abdo também relatou, sem dar detalhes, que houve avanço nas discussões sobre a revisão do anexo C do tratado que viabilizou a construção da hidrelétrica de Itaipu, administrada em conjunto pelos dois países. O anexo C trata dos termos financeiros da hidrelétrica binacional e deve ser revisado até 2023.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Pousada da Paixão

24/11


2021

Mendonça critica descaso do PSB com a falta de vagas nas creches

O ex-ministro da Educação Mendonça Filho criticou o descaso com a primeira infância, no Recife, após a denúncia de que 3.896 crianças e adolescentes que ficaram sem vagas em creches ou escolas em 2021, possam passar mais um ano fora das instituições. "Esse é o retrato dos 20 anos de gestões PSB e do PT. Na propaganda é tudo lindo. Na vida real, Recife é a quarta capital com maior demanda por vagas de creches no país, segundo pesquisa da Fundação Maria Cecilia Vidigal," destacou.

Mendonça Filho, quando ministro da Educação, autorizou a liberação de R$ 10 milhões para a construção de seis creches no Recife. A gestão do PSB não chegou a tirar as unidades do papel e alegou não conseguir terreno. "Investir na primeira infância é fundamental para o desenvolvimento escolar do estudante por toda a vida", pontuou Mendonça.

Conselhos tutelares do Recife das oito Regiões Político Administrativas (RPAs) denunciaram o processo de matrículas para a rede municipal de ensino do Recife. Os conselheiros solicitaram uma ação do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) para priorizar o andamento da lista de espera composta, em grande parte, por famílias em vulnerabilidade social e sem acesso a equipamentos que facilitem a inscrição. A Prefeitura do Recife recorreu da sentença e a ação, agora tramita em segunda instância, que aguarda a decisão de mérito pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/11


2021

Deputado propõe lei que torna Garanhuns “terra da magia natalina”

O deputado federal Fernando Rodolfo (PL/PE) apresentou, hoje, na Câmara dos Deputados, o Projeto de Lei 4149/2021 que torna Garanhuns a “terra da magia natalina” e inclui o evento “Magia do Natal” no calendário turístico do Brasil.

No plenário da Câmara Fernando defendeu a aprovação da proposta fazendo uma explanação de como o natal de Garanhuns é diferente e atrai turistas de vários estados. “É com o peito carregado de orgulho que venho hoje falar do natal de Garanhuns. Fazemos ao longo dos últimos anos um evento que virou um espetáculo de luzes e de encanto e por isso a cidade merece o título de “terra da magia natalina”, disse o deputado que é filho da terra.

De acordo com Fernando, já foi iniciada uma articulação com o presidente Arthur Lyra para que o projeto tramite de forma rápida de maneira que antes do natal do próximo ano a lei já esteja aprovada na Câmara e no Senado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

tadeu melo

Pelo amor de Deus, ele não tem o que fazer? Vem aqui em casa q te arrumo uma trouxa de roupa para lavar!