Lavareda

23/09


2012

Fraudes e erros tiram R$ 753 milhões do SUS

DO ZERO HORA

Qual o custo de fraudes e erros na área de saúde, que acabam estourando no bolso de todos os brasileiros? Foram pelo menos R$ 753.728.076,16 nos últimos três anos. Quase R$ 688 mil por dia, gastos de forma duvidosa. É dinheiro consumido por prestadores de serviço do Sistema Único de Saúde (SUS), que o governo federal exige de volta – por equívocos no procedimento utilizado ou por falcatruas detectadas. O valor é a parte visível, já que só entre 10% e 30% dos procedimentos passam por auditorias.

Os R$ 753 milhões seriam suficientes para comprar mais de 5 mil UTIs móveis (ambulâncias sofisticadas) – serviriam para adquirir cinco desses veículos por dia. Ou para erguer três grandes shopping centers.

E quais os erros e fraudes mais comuns, constatados pelos auditores do SUS?

Há de tudo um pouco, no universo das cobranças sob suspeita. ZH checou por amostragem o resultado de auditorias realizadas no Rio Grande do Sul. Uma das constatações frequentes é cobrança por técnicas ou materiais que, na verdade, não foram utilizados pelo prestador de serviço. Um exemplo é exigência de pagamento por um procedimento cirúrgico quando, na verdade, a operação foi outra, de custo menor. Outro episódio corriqueiro é o de estabelecimentos ou profissionais conveniados que cobram dos pacientes, em dinheiro, por cirurgias que deveriam ser inteiramente custeadas pelo SUS.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ALEPE

23/09


2012

''''Já, já o Civita morre, após uma vida apodrecida''''

:

A frase é de Roberto Jefferson, insatisfeito com a reportagem deste fim de semana da revista VEJA, que sugere que ele receba o perdão judicial pela delação que fez

DO PORTAL BR247

Neste domingo, às vésperas de ter sua sentença definida pelo Supremo Tribunal Federal, Roberto Jefferson, presidente do PTB, se dedicou a postar em seu blog. Negou o papel de dedo-duro e disparou ataques contra a revista Veja, que, nesta semana, publicou reportagem sugerindo que ele poderá receber o perdão judicial, numa espécie de delação premiada. ''Já já o Civita morre, depois de ter vivido uma vida apodrecida, e, finalmente, o controle editorial da ''Veja'' muda e, quiçá, muda para melhor'', escreveu.

Leia os posts de Jefferson:

Is com pingos, alhos sem bugalhos
O STF inicia o julgamento das acusações feitas contra mim. E a mídia entendeu que tal era um sinal verde para matérias (pouco) jornalísticas nas quais sou chamado de ''delator'' do mensalão. Delator é ex-carequinha que, com o rabo entre as pernas, negocia escondido em gabinetes de promotores e faz chantagens com o que, quiçá, sabe. Não sou delator, pois não sou quadrilheiro, crime que sequer foi-me imputado. Sou quem fez uma denúncia política, a céu aberto no foro próprio, o Congresso. Delator, uma vírgula! Tudo o que eu fiz foi falar a verdade!

O que espero
Repito aqui o que tantas vezes já falei à imprensa, mas que muitas vezes tem o dom de esquecer as palavras que não quer ouvir para dizer as ilações que vendem mais: a minha denúncia foi política, no Congresso Nacional, do qual era membro e no qual sempre atuei e sempre honrei os votos que me foram confiados. O Judiciário não me pertence, como também não pertence a ninguém que não seja juiz togado com ilibado e reconhecido saber jurídico. O Judiciário tem os fatos, tem as provas, tem minhas palavras e com elas pode fazer o que achar melhor. Bem porque os fatos, as provas e as palavras não vão a lugar nenhum e não pertencem a mais ninguém, nem mesmo a mim. Agora só me cabe esperar ser julgado pelo que fiz e como o fiz. É o que deve ficar sob o olhar dos ministros do Supremo Tribunal Federal.

E por falar a verdade...
Bem que me ofereceram a delação premiada. Mas eu a recusei, porque delação é coisa de canalha. Não pedi a delação e também não a aceito. E fica a dica: se me oferecerem, recuso novamente. A mim me basta a denúncia que já fiz, a luz que eu já acendi no Brasil, pois continuo a agir desta forma, sob a luz.

E por falar a mentira... (1)
Essa semana, logo após sair do hospital em mais uma dolorosa internação em razão de meus problemas de saúde, dei um voto de confiança e recebi em minha casa um repórter da revista ''Veja'', que para lá mandou um jornalista que já era meu conhecido e por isso tinha minha confiança. A revista aproveitou-se dessa proximidade para, de novo e infelizmente, trair o voto de confiança de quem acredita que jornalistas fazem jornalismo, e produziu uma matéria pouco exata, para dizer o mínimo, e mentirosa, para dizer a verdade. O que era para ser o perfil teve metade do texto dedicado a atribuir a mim ações que não foram minhas e não existiram.

E por falar a mentira... (2)
Assim, por falar da mentira, não custa esclarecer a verdade: a revistinha diz que eu teria confessado o recebimento de R$ 4 milhões para que meu partido, o PTB, ''apoiasse o governo Lula''. Mentira! Mentira deslavada e das mais desonestas! O dinheiro que nunca neguei ter sido entregue ao partido, bem porque nunca neguei ou manipulei a verdade como é de praxe a revistinha fazer, não era nem nunca foi para comprar apoio. Era dinheiro para as campanhas eleitorais municipais que então se avizinhavam, como se avizinham a cada quatro anos. Mentira capenga e manca, porque o PTB, então, já era base de apoio do governo Lula e, por isso, não precisava ser vendido. Mentira manca, de tão curtas que são as pernas, porque o PTB nunca esteve à venda. E já que a ''Veja'' precisa corrigir suas letras, pode também explicar quais os ''muitos casos de corrupção'' que me atribuiu em mais uma frase desconexa da revista que só serve de ataque gratuito e mentiroso.

Não é questão de escolha
A verdade que existe, a verdade que eu falei no Congresso, não é, pelo visto, a verdade que a ''Veja'' quer. A revistinha, ao invés de jornalismos, quer apenas as linhas baratas, as linhas pouco verdadeiras, para impor a sua versão. Ao assim fazer, a revistinha suscita rancores e desrespeita a mim, que lhe recebi na minha casa por três longas horas, o STF, que não está a seu serviço ou a serviço de suas versões, e o leitor, que paga por jornalismo e leva versões baratas e distorcidas para casa.

Apesar de você...
Que a revistinha continue, depois de tantos anos, a não entender o que é jornalismo e como falar a verdade sem versões deturpadas, não importa. Eu continuo contra o tal controle social da mídia que o PT grita a cada notícia ruim e, mais do que isso, a favor da liberdade de imprensa e, especialmente, de expressão. Não é uma pequena revista que mudará minha crença e minha convicção, assim como não consegue, por mais que tente, mudar a verdade. Afinal, ninguém é eterno. Já já o Civita morre, depois de ter vivido uma vida apodrecida, e, finalmente, o controle editorial da ''Veja'' muda e, quiçá, muda para melhor. Assim como eu também não sou eterno. Eterno mesmo é a verdade do que eu falei, que sobreviverá às versões deturpadas, que querem mudar à força, ditatorialmente, minhas palavras e meus atos. E se a verdade é eterna, não custa repeti-la: não vendi meu partido, os R$ 4 milhões não foram para isso, eu apenas recebi dinheiro para as campanhas do PTB em âmbito municipal, nas eleições de 2004.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

adalberto ribeiro

Jeferson é um mafioso de responsa. Livrou-nos do mal, livrou-nos de dirceu. Jeferson merece admiração.


O Jornal do Poder

23/09


2012

Ibope: Daniel sobe para 24%, Geraldo tem 39% e Humberto 16%

Do portal G1

O Ibope divulgou, há pouco, a quinta pesquisa de intenção de voto para prefeito do Recife. O levantamento foi encomendado pela TV Globo e pelo jornal ''Folha de Pernambuco''.

A pesquisa estimulada mostra Geraldo Julio (PSB) ainda em primeiro lugar, com 39%. Em segundo, aparece Daniel Coelho (PSDB), com 24%. Humberto Costa (PT) está com 16% e Mendonça (DEM), tem 4%.

Veja os números do Ibope para a pesquisa estimulada:

Geraldo Julio (PSB) - 39% das intenções de voto
Daniel Coelho (PSDB) - 24%
Humberto Costa (PT) – 16%
Mendonça (DEM) - 4%
Edna Costa (
PPL) - 1%
Roberto Numeriano (
PCB) - 0%
Jair Pedro (
PSTU) - 0%
Branco/nulo - 9%
Não sabe/não respondeu - 6%

A pesquisa foi feita entre os dias 20 e 22 de setembro de 2012. Foram entrevistadas 1.106 pessoas na cidade do Recife. A margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos.

A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PE), sob o número 00139/ 2012.

A pesquisa foi registrada antes da mudança de candidatos do
PRTB.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Ramon De Oliveira Gomes

Será humilhante para Humberto, senador, ex-ministro, ex-secretário de estado, com uma longa história política ser derrotado por Geraldo Júlio (sem nenhuma história política), e por Daniel "nota fria" Coelho, que ainda por cima é do PSDB arqui rival do PT. O PT em Pernambuco acabou.

o povo da de olho

TEVE GENTE QUE FEZ UMA TREMENDA CONFUSÃO E DEPOIS POUSA DE BOM MOÇO.

o povo da de olho

PARA QUE POSSAMOS RETIRAR ESSA CAMBADA DE (ditadores,reizinhos) QUE PENSAM QUE SÃO DONOS DO MUNDO E QUEREM CRIAR IMPERIO COM A FAMILIA E PROTEGIDOS, A SOLUÇÃO É DANIEL, JOVEM, SEM VICIOS E ESTÁ NA CABEÇA DOS MAIS NOVOS. E SE O POVO ESTÁ COM ELE, ELE NÃO ESTARÁ SO. NESSA ELEIÇÃO TEVE GENTE QUE FEZ A.

Marcilio Paulino dos Santos

O guia de Humberto sangue-suga, está parecendo um cachorro que cai de cima de um caminhão fazendo uma mudança,não sabe o que fala e o que apresenta.Agora,está atacando Daniel, na próxima pesquisa, estará atrás de Mendonça e aí, tome critica a Mendonça.XÔ PTRALHAS.

Diego da Silva Araújo

Apesar da vantagem que Geraldo tem pra um segundo turno, ele precisará vencer no primeiro. Se for para o segundo, Daniel tem uma arma que Geraldo não tem: saber debater. É bom lembrar que em 2006, Mendonça tinha as pesquisas na mão, mas nos debates quem soube atrair o público foi Eduardo.


Abreu no Zap

23/09


2012

Em NY, Dilma cobrará compromisso com sustentabilidade

Ao mencionar, no discurso em Nova York, a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, Rio+20, ocorrida em junho, no Rio de Janeiro, a presidenta Dilma Rousseff deve reiterar o apelo para que todos se comprometam de forma prática e objetiva com as metas fixadas há três meses. Dilma ressaltará, na Assembleia Geral da ONU, que é fundamental haver um esforço conjunto para garantir o desenvolvimento comum.

Na Rio+20, o documento final foi considerado um avanço pelas autoridades brasileiras, mas recebeu críticas das organizações não governamentais que esperavam mais ousadia nas propostas. No seu discurso na 67ª Assembleia Geral das Nações Unidas, Dilma deve retomar o tom de cobrança e exigir que os países desenvolvidas aprovem medidas mais ambiciosas de cooperação com o desenvolvimento sustentável.(Do portal BR 247)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/09


2012

Virgílio acompanha ação sobre morte de coordenador

 O ex-senador Arthur Virgílio Neto, candidato a prefeito de Manaus, contratou um advogado para acompanhar a investigação do assassinato de Ademir Queiroz Feitoza, coordenador da campanha dele na zona leste da capital. Feitoza foi morto com cinco tiros na noite de sábado (22). Em nota oficial, a polícia civil admite as características de execução, mas ainda não sabe apontar as causas do crime.

“Nós colocamos um advogado criminalista que entrou em contato com a delegada responsável. Nós pedimos que seja feita justiça, se descubra o criminoso e que seja punido. Ele (Ademir) foi executado e eu não sei o motivo e não consigo entender a razão”, afirmou Arthur.

"Ele (Ademir) dizia ter muitos inimigos, dizia que era uma pedra no sapato de muita gente por defender a comunidade", afirmou Marcos Antonio Correia, coordenador do Centro Esportivo do Jorge Teixeira, que estava sentado ao lado da vítima no momento da execução. Ademir, que também era funcionário público municipal e líder comunitário, foi executado com cinco tiros, que atingiram a cabeça, tórax e braço.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

23/09


2012

Gravatá: distrito de Mandacaru recebe Bruno Martiniano

 O distrito de Mandacaru, localizado na zona rural de Gravatá, recebeu na noite deste sábado (22) os candidatos Popular de Gravatá, Bruno Martiniano (PTB) e Rafael Prequé (PSB), que realizaram caminhada pelo local.  

Em seu discurso, Bruno Martiniano lembrou obras realizadas pelo seu pai, Sebastião Martiniano, dando ênfase a água que abastece o distrito. “É com grande satisfação que visito Mandacaru mais uma vez. Esse distrito que me traz maravilhosas recordações de meu pai um homem que trabalhou por Gravatá e fez questão de amenizar o sofrimento desta comunidade trazendo a água encanada para Mandacaru. Outro fator que me enche de orgulho é a PE-87 que leva o nome de Sebastião Martiniano, uma estrada que trará ainda mais desenvolvimento para Mandacaru.”

 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/09


2012

Popularidade de Dilma não transfere votos

 Apesar de aprovada por 75% da população, segundo pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT), divulgada em agosto, a presidente Dilma Rousseff não tem se mostrado, pelo menos por enquanto, uma cabo eleitoral eficiente nas eleições deste ano. A sua presença no horário eleitoral trouxe pouco resultado para os candidatos em pesquisas de intenção de voto.

Dilma estreou na televisão nestas eleições no dia 10, nas campanhas dos petistas Fernando Haddad, em São Paulo, e Patrus Ananias, em Belo Horizonte. A pesquisa do Datafolha sobre a disputa pela prefeitura paulistana realizada no próprio dia 10 (antes da participação da presidente, que só ocorreu no programa da noite) e no dia 11, mostrava Haddad com 17% de intenção de voto, empatado tecnicamente, em segundo, com o tucano José Serra, que tinha 20%.(Informações de O Globo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Wlademir Lacerda de Moura

Também, com o trio Humberto, João Paulo e João da Costa, não tem Dilma, Lula... que dê jeito.

S. C. B. M.

É A PROVA Q ESTAS APROVAÇÕES SÃO PROPAGANDAS ENGANOSAS

S. C. B. M.

DESCULPE ERRO NO ENVIO.

S. C. B. M.

A FALTA DE PALAVRA PARA COM OS ELEITORES EM DIZER Q NÃO RENUNCIARIA A PREFEITURA, MAGOOU E VEIO O POUCO.O POVO DO SUL DESTE NÃO ESQUECE COMO OS DO NORDESTE; ESQUECEM COM FACILIDADE EM QUEM VOTOU.



23/09


2012

Crescendo nas pesquisas, Daniel vai a Campo Grande

 Embalado pelo bom desempenho nas últimas pesquisas, o candidato do PSDB à Prefeitura do Recife, Daniel Coelho, realizou caminhada na manhã deste domingo (23) no bairro de Campo Grande. Ao longo do percurso, Daniel conversou com populares, ouviu conselhos, sugestões e, principalmente, muitas críticas à atual gestão municipal. Entre os maiores problemas citados por moradores, as questões relativas a segurança e saúde pública.

 

Antes de iniciar a caminhada, em conversa com jornalistas, Daniel comentou sobre o atual momento da campanha, quando faltam apenas 15 dias para a realização do primeiro turno das eleições. “Nossa campanha está crescendo porque está claro para a população que nós representamos a oposição ao que está aí. E que as candidaturas do PT e do PSB são a mesma coisa, juntas representam a continuidade à atual gestão”, afirmou.

 

A caminhada durou quase duas horas e contou com a participação dos candidatos a vereador que integram a coligação Renova Recife (PSDB/PPS/PTdoB). Foi o primeiro ato de Daniel Coelho após o “Encontro da Virada”, realizado sábado (22), na avenida Boa Viagem. O evento, para Daniel, simboliza o momento atual: de reviravolta na campanha e a aproximação real do segundo turno das eleições.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

S. C. B. M.

O CHEFE DOS SANGUESSUGAS HUMBERTO BIÔNICO, LEVOU.

A verdade

Cade o dinheiro das notas frias



23/09


2012

Elias Gomes faz caminhada pelas ruas de Jardim Prazeres

 No final da manhã deste domingo (23/09) o prefeito e candidato à reeleição em Jaboatão dos Guararapes (Região Metropolitana do Recife, a 18 km da capital), Elias Gomes (PSDB), realizou caminhada nas ruas dos bairros de Jardim Prazeres, Lagoa das Garças e Vila Sotave. O evento contou com a participação da militância e dos candidatos a vereadores que apoiam Elias.

Elias Gomes falou dos avanços conseguidos por esta gestão. “Avançamos muito. Aqui em Jardim Prazeres estamos construindo uma escola de educação infantil e uma creche que são o caminho para que nossas crianças possam ter um futuro melhor. Além disso, ruas foram drenadas e pavimentadas e outras estão com projeto pronto e em poucos dias serão calçadas”, disse.

Ao longo do trajeto, Elias falou com os moradores e realizou comícios relâmpago em que apresentava à população suas propostas, como criar o Jaboatão Criança, para buscar junto a empresas do setor privado parcerias para implantar 30 novas creches no município. “Dia 10, após as eleições vou participar da marcha dos prefeitos, vou me encontrar com a presidenta Dilma e pretendo levar projetos, como os de urbanização, para que possamos conseguir ainda mais recursos para o município continuar no ritmo de crescimento acelerado”, explicou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Vitor Santos

É engraçado, elias só fala que vamos fazer, quando em 4 anos não fez nada. As obras de Jaboatão foram incentivos do PAC e cadê a Maternidade? E a Escola Técnica? E as 1000 ruas? Pelo amor de Deus Elias, jaboatão não te quer. Volta pro Cabo.

Carlos Barbosa

Como prefeito do Cabo esse homem era um deus, já como prefeito de Jaboatão faz 4 anos que não vejo a cara desse prefeito por aqui. E quando o vejo agora é com a cara totalmente renovada pelo botox. Só vota em Elias quem é doido, porque o jaboatonense em sã consciencia quer mudança e quer Cleiton 20.

suricato

Quando prefeito do Cabo Elias Gomes saia de madrugasa para conferir se a sua equipe tinha feito o dever de casa.Elias teu nome é trabalho.

milton tenorio

O povo de Jaboatão vai dizer SIM! 45 neles...

milton tenorio

O povo de Jaboatão vai dizer SIM! 45 neles...