FMO janeiro 2020

21/06


2014

Campanha de Dilma e o PT: discurso de luta de classes

 A cúpula da campanha de Dilma quer Lula em campo, para polarizar o debate com o PSDB. Não se deixe enganar pelo tom apaziguador usado na semana passada pelo ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria Geral da Presidência da República, a respeito das ofensas ouvidas pela presidente Dilma Rousseff na abertura da Copa.

O PT reforçará o discurso de luta de classes usado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em respsta às vaias a Dilma. A estratégia do comando da campanha de reeleição de Dilma é insistir no dicotomia elites versus pobres. (Felipe Patury - IstoÉ) 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernanda de Lima Oliveira Araujo

O ENGRAÇADO É QUE QUEM COLOCA AS CLASSES EM GUERRA TEM UM LADO QUE É A RIQUEZA, SÃO PODRE DE RICOS EXEMPLO O FILHO DO LULA, ACORDA BRASIL O PT NESSES ANOS SÓ FERROU O PAÍS COM MENTIRAS E CORRUPÇÕES. DILMA E LULA PESSOAS LAMENTÁVEIS.

SEBASTIAO CAVALCANTI

Esse discurso é maquiavélico: tenta confundir o povo ao não afirmar que é de fato, a elite. Se for contra o PT é elite, se estiver a favor não. Lamento pelos pobres de espírito que ainda se iludem com o discurso de um partido que deseja se perpetuar no poder a todo custo.

Francisco Eugênio Marinho de Barros

Elite e pobreza existe em todo país civilizado, este não é o problema. O problema, é o pobre que não tem oportunidade, ou o pobre, que passa para elite sem uma justificativa convincente. Lulinha, que era pobre, hoje, pertence a pobreza ou a elite?


IPTU Cabo

21/06


2014

Eleição será dura e vai a 2 turnos, diz cacique do PT

 A campanha à Presidência da República deve ser a mais difícil já enfrentada pelo PT, e é baixa a probabilidade de ser definida logo no primeiro turno, avaliou nesta sexta-feira o presidente do partido, Rui Falcão, na véspera da oficialização da candidatura da presidente Dilma Rousseff à reeleição. O PT realiza neste sábado a convenção nacional da sigla para formalização da candidatura de Dilma. Durante o evento, no qual será conhecido o slogan da campanha, importantes líderes da legenda devem dar o tom político da campanha que se aproxima e motivar a militância a se mobilizar.

“Reúne-se contra nós um bloco de forças muito poderoso, que reúne setores do grande capital especulativo, reúne partidos que têm governos estaduais importantes ... e tem há mais de ano uma bateria poderosa de pessoas que controlam os meios de comunicação, que vem investindo contra nós e funcionam como porta-voz da oposição”, afirmou.

Governos do PT versus o de FHC

Falcão adiantou que a campanha deve ser centrada nas comparações entre os 12 anos de governo do PT – do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e da presidente Dilma – e os oito anos de governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB).
“Vamos fazer a disputa de dois projetos”, disse Falcão, acrescentando que Lula terá participação “intensa” na campanha.  (Maria Carolina Marcello - Reuters)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Governo de PE - Decimo Terceiro

21/06


2014

Xuxa: sem vaias para Dilma

 Xuxa recebeu um inusitado e-mail da Secretaria de Direitos Humanos do governo na segunda-feira passada, conta Lauro Jardim, na sua coluna de Veja Online. Segundo o colunistas, o e-mail questionava se Xuxa havia vaiado ou xingado Dilma Rousseff dias antes no Itaquerão, conforme publicado em algum site.

O motivo da pergunta: o Planalto queria evitar constrangimentos, pois Xuxa é convidada especial de Dilma para ir ao Palácio do Planalto nos próximos dias, quando a presidente irá sancionar a Lei da Palmada. Constrangida ficou Xuxa, que não havia vaiado ou xingado Dilma.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

S. C. B. M.

com tudo

S. C. B. M.

Dilma esta se agarrando com tu e com todos,não interessa se a reputação é de péssima ou boa

S. C. B. M.

Dilma esta se agarrando com tu e com todos,não interessa se a reputação é de péssima ou boa


acolher

21/06


2014

Mensalão do DEM: Arruda na forca? Cassa ou não?

 Mantém-se em alta voltagem o clima político do distrito Federal. Na semana passada, Agnello Queiroz disse ao deputado Alirio Neto que tinha informações seguras que o Judiciário local cassaria a candidatura de José Roberto Arruda no início de julho. A informação é de Lauro Jardim, na Veja.

Enquanto isso José Roberto Arruda, com cara de paisagem, faz que não é com ele,  e cuida de montar sua candidatura ao governo do Distrito Federal, animado com as pesquisas que o cologam na liderança, sinal de que a memório do eleitor é mesmo curta.

E além do mais, todo mundo na capital federal sabe que o homem é uma bomba humana, por tudo que sabe dos bastidores do processo em que se envolveu. Se resolver falar tudo o que sabe, Deus nos acuda.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/06


2014

Mulher de Cachoeira nega que posará para a ''Playboy''

Informação sobre fotos com lingerie havia sido confirmada por editor da revista. Andressa Mendonça diz que recebeu pedido de entrevista, mas negou ensaio.

 A empresária Andressa Mendonça, mulher de Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, disse ao G1 na manhã desta sexta-feira (20), por meio de nota, que não posará para a revista “Playboy”. No texto, ela afirma que recebeu o convite para conceder uma entrevista à coluna “Mulheres que Amamos”, mas negou a realização “de ensaios fotográficos envolvendo qualquer tipo de nudez”. Ela ainda informou que qualquer conversação sobre o assunto para a publicação foi interrompida.

Andressa ressaltou que “por decisão familiar, decidiu interromper qualquer tipo de conversação para realizar a entrevista”. “Meu interesse maior é preservar a intimidade e a serenidade da minha família e, em especial, dos meus filhos”, destacou na nota. (Do Portal G1 Goiás)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Cúpula Hemisférica

21/06


2014

Não dá para soltar: por que esses animais ficam soltos?

 

 

 

 

 

 

 

Por que esses animais, flagrados  praticando crimes indiscutíveis, não ficam presos?

As mais recentes manifestações dos black blocs levam a uma indagação: por que esses animais, flagrados  praticando crimes indiscutíveis, não ficam presos, quando conduzidos à delegacias? Por que não processá-los, mantendo-os na cadeia pela óbvia periculosidade que representam?, indaga Carlos Chagas em um de seus artigos.

Menos de 24 horas após a depredação de uma concessionária de luxo na marginal Pinheiros, quinta-feira passada, a empresa já trabalhava no conserto dos estragos. A Caltabiano afirma que o prejuízo chega a R$ 3 milhões. Em entrevista ao R7, uma das proprietárias, Mariana Caltabiano, disse que soube do acontecimento pela mãe. O protesto terminou com 12 carros avariados. Além disso, agências bancárias e um veículo de reportagem também foram atacados.

— Fiquei bem chateada com os atos de vandalismo. Os vândalos escolheram essa loja porque era um alvo fácil e sabiam que chamariam a atenção da imprensa. Sou a favor das manifestações, mas sem vandalismo. Quando quebram alguma coisa, as pessoas perdem a razão.

O protesto do MPL (Movimento Passe Livre) já havia sido encerrado quando integrantes do Black Bloc montavam barricadas nas duas pistas da marginal Pinheiros, na altura da ponte Bernardo Goldfarb, em frente à loja. Enquanto a maioria dos manifestantes ia embora, mascarados pegavam pedaços de ferro e madeira nos fundos da própria concessionária. O vigilante não teve como impedir.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

21/06


2014

Dilma e a Espanha

reciprocidade dilma espanha 030412 aroeira humor politico A RECIPROCIDADE ENTRE BRASIL E ESPANHA

Carlos Chagas 

Dilma e a Espanha tem algo a ver. Os espanhóis chegaram ao  Brasil certos de ser os favoritos, campeões do mundo na última copa  e detentores de um fabuloso elenco. Esbanjaram empáfia e soberba. Dilma, com quatro anos na presidência da República, nadava de braçada rumo ao segundo mandato.

Pois a “fúria” acaba de ser desclassificada e a presidente cai de forma permanente nas pesquisas eleitorais.

Há outras semelhanças. Lá, o rei acaba  de abdicar. Aqui, Sua  Majestade Lula, primeiro e único,  dá   sinais de que a sucessora não vai bem, na economia e nas consultas populares, parecendo conformar-se com o segundo turno. 

Acresce que Juan  Carlos deixou o trono mas permanece alerta: caso o filho fracasse, poderá voltar, ao tempo em que o Lula mantém o apoio a Dilma, como veremos amanhã,(hoje) na convenção do PT, mas não afasta a hipótese de, à beira da perda do poder, poderem os companheiros logo  reconduzi-lo à condição de candidato.

Política e futebol desenvolvem-se por linhas tortas. Um ano atrás muita gente duvidava de que Aécio Neves e Eduardo Campos poderiam apresentar-se, sabendo previamente do malogro.  O que mais se ouvia era estarem encenando o ensaio-geral em 2014 para a apresentação da peça em 2018.  Agora, disputam lugar no segundo turno.

Montes de Iniestas, Sergios Ramos e Xavis Alonso pululavam em torno da presidente, fazendo planos para a conquista do campeonato, ou seja, de olho na composição do segundo governo e dos lugares do futuro ministério. Pouco a pouco os partidos da base de apoio de Dilma foram saltando de banda, com outros  preparando a fuga ainda não concretizada mas já idealizada.

Pergunta-se como essas mutações podem acontecer, contrariando  a lógica,  e a  resposta surge clara: a presunção, quando é demais, engole os presunçosos. Tanto nos gramados quanto nos palácios.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Limoeiro

20/06


2014

PMDB lança Roberto Requião ao Governo do Paraná
























Valor.

O PMDB decidiu, nesta sexta-feira (20), lançar candidato próprio ao Governo do Paraná. O senador Roberto Requião, que já foi governador por três vezes, foi o escolhido pelo partido para concorrer no pleito deste ano contra o governador Beto Richa (PSDB) e a senadora Gleisi Hoffmann (PT).

Até o início da convenção, que chegou a ter pancadaria, o partido estava dividido em dois grupos majoritários. Além de ter Requião como candidato, os peemedebistas avaliaram também apoiar a reeleição do governador tucano ao Palácio Iguaçu.

A decisão do PMDB acabou beneficiando a candidatura petista nacional. Com o resultado, defendido também pela executiva nacional do partido, a presidente Dilma Rousseff (PT) terá um segundo palanque.

Aos 73 anos e com três mandatos de governador, Requião tem percorrido todo o estado desde o ano passado para defender sua candidatura. Apesar das ligações entre PMDB e PT, as viagens têm sido recheadas de críticas à ex-ministra Gleisi Hoffmann, assim como ao governador tucano.

No Paraná, Requião está em segundo lugar nas pesquisas. Sua candidatura confirmada pode ajudar, neste momento, a evitar uma vitória de Richa no primeiro turno, assim como tirar Gleisi da disputa.

O PMDB integra o governo Richa desde 2011 e comanda duas secretarias no estado. O tucano ainda tinha apoio da maioria dos deputados estaduais peemedebistas.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner de Arcoverde

20/06


2014

Marina recua e valida alianças firmadas por Eduardo



























Estadão Conteúdo.

Após o PSB anunciar as alianças com o governador Geraldo Alckmin (PSDB), em São Paulo, e com o senador Lindberg Farias (PT), no Rio de Janeiro, a ex-ministra Marina Silva (PSB) afirmou, nesta sexta-feira (20), que "não há problemas" nas escolhas feitas pelo pré-candidato da legenda à Presidência da República, Eduardo Campos.

O partido, ao se alinhar à reeleição do governador paulista Geraldo Alckmin (PSDB), ganhou a prerrogativa de poder indicar o nome para a vice do tucano. No caso do Rio de Janeiro, os socialistas indicaram o nome do deputado Romário para a vaga ao Senado Federal na chapa liderada pelo senador Lindbergh Farias (PT), candidato ao Governo do Estado.

Marina afirmou que a indicação desses nomes ficará a critério de Eduardo. "Será uma decisão de Eduardo. Ele ficará o responsável pela escolha, já tínhamos acertado estes pontos", afirmou a ex-ministra em Manaus, onde participou da convenção estadual do PSB. "Não há problemas quanto às escolhas do Eduardo Campos”, reforçou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

ANTONIO JOSE DE ASSIS JUNIOR

Marina tem que engolir tudo de Dudu, senão será a próxima atropelada, principalmente pq já está claro que ela não passará os sonhados 20 milhões de votos. Quando a eleição passar e a REDE for oficializada ela poderá mandar e desmandar como sempre quis.

Wellington Antunes

O PSB no Nordeste é contra o PT e o PSDB se mostrando como novo. No Sudeste está com o PT (RJ) e o PSDB (SP). É a nova política de DUDU. KKKKKKKK

aurilio florido da paixao

em são paulo o cadidato alexandre padilha tem só 3% , isto que dizer que o PT vai mal,tambem em minas e no rio,na proxima pesquisa o volta lula vai ser geral anota ai,aprovação do seu gov. 31% e sobre a rejeição 50% ,nunca tinha visto isto, acorda

aurilio florido da paixao

não adianta colocar candidato que não seja competitivo,em são paulo Macio frança e o vice do gov eleito,e no rio romario e senador de lidebergh ,onde dilma disse que ele não era seu candidato e sim de lula,fique sabendo que no rio e são paulo não dar dilma viu

Adilson

Como é que Eduardo vai fazer campanha sem palanque no Rio e em São Paulo???? No Rio PSB rifou Miro Teixeira para apoiar o candidato do PT e em São Paulo não quis perder capilaridade e vai apoiar o PSDB. É assim que Eduardo vai por os pés no sudeste????



20/06


2014

Aécio vê com naturalidade aliança PSDB-PSB em SP
















O Globo.

O candidato do PSDB à Presidência da República, senador Aécio Neves, afirmou que vê como ''absolutamente natural'' o apoio do PSB de Eduardo Campos à reeleição do governador Geraldo Alckmin (PSDB), em São Paulo. ''É natural que aqueles que, no plano nacional participem de outra aliança, peçam votos para o seu candidato. Vejo como algo absolutamente natural e que não altera em nada as perspectivas que temos da eleição no Brasil'', afirmou o senador mineiro, no Rio de Janeiro, onde apresentou parte da equipe que vai estruturar seu programa de governo.

Ao comentar a decisão do PSB de indicar o vice na chapa de Alckmin, Aécio afirmou que não há pré-candidato em situação mais privilegiada que ele em São Paulo. ''Temos o governador Geraldo Alckmin altamente avaliado. O PSDB é um partido estruturado em todo o estado, com lideranças como Fernando Henrique, José Serra e Aloysio Nunes, só para citar alguns na condução da nossa campanha'', disse.

''Gostaria de ter em todos os estados o conforto e a força que temos em São Paulo. Eu tenho conversado com o Geraldo Alckmin permanentemente e sempre disse que, de minha parte, ia haver total compreensão e até estímulo para que o PSB participasse de sua eleição, por uma razão lógica: o governador fortalecido significa que a candidatura do PSDB estará fortalecida também em São Paulo'', completou Aécio.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

ANTONIO JOSE DE ASSIS JUNIOR

Para a oposição tudo que o governo faz é errado e tudo que eles fazem é certo.

suricato

calma petralhas , tomem maracujina que é produto natural, ralaxem e gozem. para as pessoas de bem , no tuitaço, digam #DILMA NUNCA MAIS.

suricato

de seu programa de governo, no Rio. Aécio disse que irá ao Piauí para a convenção que oficializará a chapa entre PMDB e PSDB, na próxima sexta-feira. Segundo a assessoria do senador, na segunda-feira, ele estará em São Paulo,

suricato

Petralha não gosta dessas notícias quer logo cai logo em depressão:O governador do Piauí, Zé Filho (PMDB), rompeu com a presidente Dilma e anunciou apoio à candidatura do senador Aécio ao Planalto. O anúncio foi feito nesta sexta-feira, após o candidato tucano anunciar cinco coordenadores técnicos d


Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores