Jaboatão

08/10


2006

A "proposta eleitoreira" de Mendoncinha

Ontem jornais e agências de noticias repercutiram mal a proposta do governador Mendonça Filho, de baixar o ICMS em Pernambuco nas contas de luz, em plena campanha pela reeleição. Hoje o assunto ainda continua no noticiário. Desta vez, sobrou pancada para Mendoncinha, na coluna de Claudio Humberto:

''Vale tudo"

"O governador de Pernambuco, Mendonça Filho (PFL), que disputa o segundo turno com Eduardo Campos (PSB), usou a força da caneta do cargo para reduzir o ICMS cobrado na conta de luz dos pernambucanos. "


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

REVERENDO

IRMÃSO: TODOS DEVEM TER CALMA. EM TODO LUGAR EXISTE UM IMBECIL E ESTE GUERREIRO DE CLODOVIL É UM.

Francisco Filho

"GUERREIRO DO POVO BRASILEIRO" ! ! ! ESSA FIGURA AINDA INSISTE EM ASSOMBRAR OS INTERNAUTAS DO BLOG. VAI DESCANSAR NOBRE GUERREIRO. TU PERTENCE A OUTRO PLANO, O ESPIRITUAL. REZAREMOS POR VC. SEU NETINHO TE FEZ SOFRER MUITO E AINDA USA TEU NOME EM VÃO!!!

milton tenorio pinto junior

O prazer tambem é meu Felipe,fico contente ao ver voçê e Soraya discutindo civilizadamente,é assim que deve ser.Parabéns para voçê e Soraya!!! E Eduardo Neles!!!!!!!!!!!!!!!!!

Gláucio José Araujo Vaz

Ele e muito fraco O POVO DEVE AGRADECER A EDUARDO PELO PRINCIPAL ATO DO FILHOTE COMO GOVERNADOR 40 NELES

Guerreiro do povo Brasileiro

É, desisto..acho que vc nao vai responder minha pergunta sobre FHC e LULA !


PREF DE OLINDA DESAFIOS DA PANDEMIA 21

08/10


2006

Como é dura a vida do candidato Alckmin

Da coluna de Claudio Humberto, neste domingo:

"Xô, FHC

Geraldo Alckmin já não sabe o que fazer para que FHC desapareça de sua campanha. Pesquisas indicam que o ex-presidente tira votos."


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

A enquete do Blog já aponta Lula na Dianteira.São 13hs de 08.10:Vejam:Se a eleição de segundo para presidente fosse hoje, dos candidatos abaixo em quem você votaria?1248 votos Lula 51,04% - 637 votos Alckmin - 48,96% - 611 votos

Raimundo Eleno dos Santos

Suspeitei desde o princípio. Siga-me os bons. Diria Chaves(Chapolim Colorado). Mas não adianta. Quem tem treflon mesmo é o Lula. FHC é um encosto para o Alck, nem com todas as rezadeiras da Bahia de ACM o fará desgrudar. E, se desgrudar, fiacará a inhaca.


Ipojuca 2021

08/10


2006

Morre deputado que propôs juros de 12% ao ano

Morreu neste sábado em São Paulo, aos 76 anos, o editor Fernando Gasparian, dono da editora Paz e Terra e deputado constituinte. Um dos nomes mais importantes da história recente do livro no Brasil, Gasparian foi criador, em 1972, do jornal Opinião, um dos principais focos de resistência à ditadura militar. Em 1973, comprou a editora Paz e Terra, que tinha sido fundada em 1965, do amigo Ênio Silveira, editor da Civilização Brasileira.

A Paz e Terra se transformou em referência para a intelectualidade e o meio acadêmico brasileiro nos anos 1970, tendo em seu conselho de acionistas nomes como Alceu Amoroso Lima, Barbosa Lima Sobrinho, Berta Ribeiro, Celso Furtado, Dias Gomes, Érico Verissimo, Fernando Henrique Cardoso, José Aparecido de Oliveira e Wilson Fadul. A casa também editou grandes autores nacionais e internacionais nas áreas da filosofia, da sociologia e da ciência política, transformando-se em referência para o meio acadêmico e universitário.

Nos anos 1970, Gasparian lançou, através da editora, a revista ''Argumento'', que logo teve sua circulação suspensa devido às pressões da censura. Em 1977, o editor criou em São Paulo a Livraria Argumento, cujo nome fazia alusão à extinta revista. Em 1978, a Argumento veio para o Rio de Janeiro, onde foi aberta numa pequena loja na Rua Dias Ferreira. Em 1992, a livraria mudou para uma loja maior na mesma rua. Em 1988, Gasparian foi eleito deputado federal constituinte pelo PMDB e criou a emenda constituicional que proíbe juros maiores de 12% no país.

O editor estava internado desde a última quinta-feira no Hospital Sírio-Libanês, com problemas renais. Morreu na manhã deste sábado, vítima de infecção generalizada. Seu corpo está sendo velado na Assembléia Legislativa de São Paulo e será cremado domingo. O editor deixa viúva e quatro filhos: a diplomata Helena e os livreiros Laura, Eduardo e Marcus - os três últimos à frente da Argumento. (Globo Online)

Comentário: Durante a Assembléia Nacional Constituinte, em 1988, Fernando Gasparian foi o autor da emenda que possibilitou tabelar em 12% ao ano, as taxas de juros no país. O deputado morreu sem ver esse artigo constitucional plenamente em vigor no Brasil. Ao contrário, amargou a desilusão de assistir o Senado Federal derrubá-lo, dez anos depois, a pedido dos bancos e com o apoio de senadores do PT.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Petrolina abril 2021

08/10


2006

O lado bom das campanhas políticas

Outra nota, que eu diria que é uma verdadeira constatação, da coluna ''Radar'' da revista Veja

''Tomou Doril''

''Os fazendeiros brasileiros adoram a temporada eleitoral. Como que por encanto, o MST pára de perturbar. As invasões cessam. Aliás, alguém viu a turma de Stedile por aí? Sumiu, mas é por pouco tempo. Findo o segundo turno, eles voltam.''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Essa liderança do MST, UNE e a maioria dos dindicatos , com certeza, recebém mensalão do PT.

LandRover

Lula está desesperado, pois sabe que se Alckmim ganhar as eleições toda a cúpula do seu governo e do PT estarão em maus lençóis e terão que amargar mil anos de cadeia cada um pelos rombos que causaram aos cofres da nação. Deposição do tirano Lula Já!



08/10


2006

Suape alavanca a economia, diz presidente da Fiepe

 Grandes projetos estruturais na região do porto de Suape deverão produzir reflexos positivos na modernização do parque industrial pernambucano. Jorge Corte Real, presidente da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (Fiepe), acredita que a economia pode dar uma guinada para o alto graças aos efeitos germinativos desses projetos, entre os quais se destacam uma refinaria de petróleo e um estaleiro.

Para Corte Real, a dinâmica do complexo de Suape, que desde 1970 se beneficia de estímulos à industrialização, permitirá que Pernambuco ingresse, a curto e médio prazos, em novo patamar de desenvolvimento. Na visão do empresário, “o desenvolvimento econômico, reforçado pela vontade política, é instrumento poderoso para alavancar melhorias consistentes nas áreas social, ambiental e de infra estrutura”. Veja a seguir parte da longa da entrevista que o presidente da Fiepe concedeu ao jornalista Angelo Castelo Branco, da Gazeta Mercantil.

Qual a análise que o senhor faz das atuais condições do parque industrial pernambucano?

A se concretizarem as perspectivas e oportunidades que se abrem para Pernambuco, este momento representa um ponto de partida para importantes transformações lideradas pelo setor industrial. Tendo como base a melhoria de sua infra-estrutura física, a consolidação do Complexo Industrial e Portuário de Suape e uma convergência de decisões políticas favoráveis, caminha-se para a implantação de empreendimentos germinadores, como a refinaria de petróleo, o estaleiro, os pólos têxtil e de resinas e outros projetos do ramo petroquímico. São marcos decisivos de saltos quantitativo e qualitativo, de grandes repercussões no perfil socio-econômico do Estado.

A defasagem tecnológica das unidades de produção estaria causando retração e perda de espaço nos mercados consumidores?

Corte Real Não identifico defasagem tecnológica generalizada no setor industrial. O parque pernambucano é competitivo tecnologicamente e até de primeira linha em muitos empreendimentos. Cito a produção de baterias automotivas, cimento, borracha sintética, construção civil, plásticos, bebidas, papel e embalagens e muitos outros. É importante registrar também o forte sentimento de modernidade do empresariado. Deve-se considerar, no entanto, que a integração dos novos investimentos com a indústria local implicará, em muitos casos, na necessidade de mudanças técnicas e de processos, além de treinamento empresarial e de mão-de obra. Já estamos trabalhando para possibilitar novas oportunidades aos profissionais e empresários.

Qual o grupo de produtos que Pernambuco fabrica atualmente com potencial para marcar efetiva presença nos mercados da região Nordeste e do País?

No mundo globalizado, qualidade, competitividade e responsabilidade social são mandamentos que a empresa não pode deixar de cumprir, permanentemente. Mesmo assim, existem produtos que encontram melhores condições de produção por contarem com vantagens locais, como mão de obra e insumos. Neste caso, temos a produção de baterias, embalagens, plásticos e a crescente produção de vinhos no Vale do São Francisco, que se tornou conhecido mundialmente. Outro exemplo é a produção sucro-alcooleira, que se recupera em bases competitivas e de presença mundial. Ademais, nesta fase de consolidação dos novos empreendimentos deverão surgir investimentos diversificados e competitivos. O pólo têxtil, que se anuncia, por exemplo, ensejará grandes mudanças nesse segmento produtivo, na reanimação da cultura do algodão e na ampliação da indústria de confecções, já expressiva no Estado. Outros segmentos que merecem destaque são os de gesso, metal-mecânico, pedras ornamentais, cerâmica vitrificada, pescados, suco de frutas, sorvetes, refrigerantes e cervejas.

Qual a participação da indústria no PIB pernambucano e, dentro dessa participação, qual é o peso do segmento sucroalcooleiro? Quais seriam os demais itens considerados de peso na formação do PIB estadual?

Há uma tendência histórica, mundial, de queda de participação do setor industrial na composição do PIB, apresentando-se o setor terciário (comércio e serviços) com ganhos relativos mais significativos. Essa tendência reflete-se também em Pernambuco. Nos últimos anos, a participação da indústria no PIB tem variado de 32% a 33%. Acredito, entretanto, que expansão do setor industrial, com os grandes projetos estruturadores que aqui estão se instalando, vai frear essa tendência e até melhorar a posição relativa da indústria, depois de duas décadas de desindustrialização. Mas é forte e crescente, em nosso Estado, a presença do setor terciário, com destaques para o comércio (varejo e distribuição), turismo, serviçosmédicos e hospitalares, ensino e tecnologia da informação.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Guerreiro do povo Brasileiro

Em 2004 cerca de 60% das exportações pelo porto de SUAPE, não foram de empresas pernambucanas. Já na Importação os números são inversos, apenas 35% das importações através do porto de SUAPE tem como destino empresas pernambucanas.

Guerreiro do povo Brasileiro

Tudo isso é obra do nosso atual Governo, que fez o contrato com o terminal de containers Tecon... Um dos graves problemas de Suape é a "exportação de ar", que significa a grande saida de containers vazios, sem produtos... Isso por obra e graça da tarifa alta...

Guerreiro do povo Brasileiro

Já o Porto de Suape... é o mais caro do Nordeste, levando a quase totalidade das exportações de Petrolina acontecerem pelos portos de Pecém-CE e pelo porto de Salvador, que ficam quase que equidistante a Suape.. e possuem uma tarifa bem mais barata do que Suape....

Guerreiro do povo Brasileiro

Segundo, gostaria de contestar Fernando... Nós precisamos separar PORTO DE SUAPE.. com o COMPLEXO INDUSTRIAL DE SUAPE... Quanto ao completo industrial... esse vai muito bem.. temos grandes empresas instaladas.. e é isso que Corte Real fala ao blog...

Guerreiro do povo Brasileiro

Primeiramente gostaria de "agradecer" ao Magno por ter excluido meu cadastro pela 7a vez....


ALEPE

08/10


2006

PMDB, a grande força nacional

"As urnas deixaram bem claro: o PMDB é a grande força política nacional. O partido garantiu a maior bancada da Câmara dos Deputados, elegeu quatro governadores em primeiro turno (Espírito Santo, Amazonas, Tocantins e Mato Grosso do Sul) e participou de coligações vitoriosas em seis outros estados. Além disso, seus candidatos vão disputar o segundo turno em mais seis estados, com boas chances de vitória. O desempenho foi surpreendente em todas as regiões do país - 13,580 milhões de votos para deputados federais, 1,8 milhão a mais que no pleito de 2002", avalia o presidente do Congresso, Renan Calheiros(PMDB-AL), em artigo postado neste blog. Boa leitura!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

José Rodrigues da Silva

Sofisma o "articulista" (?) Renan, faz equivocada e convenientemente a leitura do absoluto, quando sabe-se ser o PMBD abrigo de correntes não só diversas, como algumas radicalmente contrárias! Não é uma boa leitura, nada ensina e menos ainda acrescenta! Avanti Dudu! Fora Luiz!


Bandeirantes 2021

08/10


2006

Eles estão sempre de olho

A coluna ''Radar'' da revista Veja, desta semana, mostra quem são os verdadeiros interessados nas pesquisas de intenção de votos para a Presidência da República:

''Bateu o interesse

Eis uma medida do interesse do mercado financeiro nesta reta final de eleição: durante o primeiro turno, o Ibope foi contratado por seis bancos para realizar pesquisas de intenção de voto. O resto, pelo visto, achava que a fatura já estava decidida. Não valia a pena rasgar dinheiro. O jogo mudou. Na semana passada, o Ibope já fechou contratos para fazer pesquisas para outros 24 bancos.''

 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

José Rodrigues da Silva

Ibope? Você disse Ibope? Ora bolas, como diria o Mario Quintana, o Ibope não presta! Nele, reside muito pouca confiança, pelo menos naqueles que saibam o que isso seja e represente. Avanti Dudu! Fora Luiz!


Serra Talhada 2021

08/10


2006

A nova musa do Congresso Nacional

 Da coluna ''Brasil confidencial'', de ISTOÉ:

''Nem tomou posse e Manuela D’Ávila já foi escolhida a musa do Congresso Nacional. Aos 25 anos, a gaúcha se elegeu deputada federal pelo PCdoB com 272 mil votos. Dentre as mulheres, foi a mais votada do Brasil. Jornalista, Manuela era vereadora em Porto Alegre. Fez sucesso ao lançar na internet um site cor-de-rosa chamado “E aí, beleza”. O estado civil? Mora há um ano com o namorado petista.''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Ciro Bezerra

Olá, Magno. Suceso, sempre! O mais importante, independente do sexo, da cor partidária, será a defesa da ética e da justiça social para todos os brasileiros. Estamos precisando! Sucesso Manuela D´ávila!!!!! Ciro Bezerra Radialista

milton tenorio pinto junior

Transpõe barreira e tem política.Que o diga Jacilda Urquisa,Luciana em Olinda acabou de jogar a ultima pá de cal !!!!!!!!!!!!

josé arnaldo amaral

.......LUCIANA, JANDIRA, MANUELA... O PCDOB NÃO TANSPÕE BARREIRA...NEM TEM POLÍTICA...SÓ TEM MUSAS...BELAS MUSAS.. !!! ......45 NELLA$ !!!


Anuncie Aqui - Blog do Magno

08/10


2006

Collor vai migrar para o PTB

Segundo a coluna "Brasil Confidencial" da revista ISTOÉ, o novo senador alagoano está de malas prontas para ingressar no partido de Roberto Jefferson. "E o tal PRTB, pelo qual se elegeu, vai desaparecer", informa a revista.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Collor é mais um "reforço" do esquema Lulla.

LandRover

Batman e Robin - Eis os "super-herois" brasileiros, prontos, mais uma vez, para esvaziarem os cofres da nação: Lula (Batman) e Collor (Robin), a dupla perfeita, aliás, essa dupla tem a cara da justiça brasileira!

irania Olivia Benicio

A quem chamas de crétino Zé? Considero a afirmativa forte e deselegante, pois, quase não passam de tristes figuras. São pobres coitados que a vida não os dotou de discernimento, votam pela fome que os acode. Nisso somos todos nós os culpados, pela existência dos famintos e o cultivo aos inúteis.

José Rodrigues da Silva

Jefferson e agora Collor são os mais fervorosos defensores dessa "coisa" invertebrada-mental sabida por Luiz. Os estúpidos, desde sempre, são os influenciadores dos complacentes e retardados. Nenhum ditador havido no mundo se destacou pela inteligência, não precisa, os cretinos os seguem!!!

Raimundo Eleno dos Santos

Roberto Jefferson fazia parte da Tropa de Choque de Collor. Indo Collor para o PTB estará se associando aos antigos correligionários. Nada demais. De acordo com a legislação eleitoral das cláusulas de barreiras, o PRTB não a superou.Tira apenas o R de Retorno. E pronto.


Blog do Magno 15 Milhões de Acessos 2

08/10


2006

ISTOÉ sentencia o fim do "Carlismo" na Bahia

 A revista ISTOÉ desta semana informa que os resultados das eleições na Bahia sentenciam o ''fim do Carlismo'' no Estado: Leiam:

''No fim da noite de 1º de outubro, o feitiço virou contra o feiticeiro mor da política baiana. Cabisbaixo, mãos jogadas entre as pernas, a imagem do senador Antônio Carlos Magalhães, após ouvir o duro recado das urnas era o retrato mais fiel de uma derrota. Seu candidato, o governador Paulo Souto, do PFL, cotadíssimo para vencer as eleições no primeiro turno, recebeu 43,03% dos votos válidos e perdeu a principal cadeira do Palácio de Ondina para o petista Jaques Wagner, que em uma virada histórica recebeu 52,89% dos votos. Como se não bastasse, o grupo de ACM sofreu outro forte abalo ao não conseguir eleger seu representante para o Senado. O ex-governador João Durval (PDT) – apoiado por Wagner e pelo pai do prefeito de Salvador, João Henrique – foi eleito com 46,97%. Ficou na poeira o ex-ministro Rodolfo Tourinho, com 34,45%.

A golpes de votos, o velho carlismo do “coronel” ACM foi à lona. Ainda com seu mandato de senador e dono de uma bancada de 13 deputados federais recém-eleitos, ACM, ao tentar levantar-se, foi lançado às cordas da oposição. Uma missão difícil para quem estava acostumado a mandar e desmandar na máquina do Estado tal como faziam os barões do cacau. Ele e seu grupo sempre se valeram de pressupostos que pareciam ser eternos, como: Toninho “malvadeza” pode tudo e quem tem padrinho não morre pagão. Na segunda-feira 2, porém, admitiu com doses nada peculiares de humildade que seu reinado chegou ao fim. “Derrotado não fala, espera; e eu estarei esperando, amando sempre a Bahia.” No dia seguinte, fez as pazes com a arrogância e vaticinou, do alto da tribuna do Senado, que o neologismo que traduz sua influência na política não acabou: “Vocês verão o desastre que será o governo baiano e a volta triunfal do carlismo. O carlismo é uma legenda que não se apaga, queiram ou não os cronistas políticos.”

Só ACM parece acreditar nisso. O cientista político da Universidade Federal da Bahia Paulo Fábio Dantas ressaltou que mais forte do que o sepultamento é o significado da vitória de Wagner, que nem sequer foi detectada pelos institutos de pesquisas. “O carlismo foi derrotado no momento em que ele estava vivo e ativo na figura de Paulo Souto”, ressaltou.''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Ciro Bezerra

Aos poucos, mesmo que algumas mazelas ainda consigam ocupar espaços políticos, o Brasil vem mudando de cara e de atitude. Precisamos de mais. Mas, com calma e muita politização de toda sociedade chegaremos lá. A Bahia devia isso ao brasileiros! Viva a Bahia!!!!!!!! Ciro Bezerra Radialista / Reci

Raimundo Eleno dos Santos

Cantei a pedra aqui desta Tribuna.ACM, o fim de um reinado. Ao ler o Salmo 73, lembrei-me dele imediatamente.De lá para cá tenho observado que o mesmo só faz perder. Perdeu para o seu arqui-inimigo Waldir Pires e o PT. É só desolação.Lamento.Quem planta colhe, já diz o velho deitado.