FMO janeiro 2020

05/07


2020

A vice que deu certo

Por Muciolo Ferreira 

Se até hoje no Brasil existiu um vice que deu certo, certamente errou quem apostou em José Sarney (vice de Tancredo Neves), Itamar Franco (vice de Fernando Collor) ou Michel Temer (vice da presidenta Dilma). Essa personalidade tem nome  e sobrenome: Maria Martha Hacker Rocha ou simplesmente Martha Rocha. 

E pensar que Martha foi eleita Miss Brasil em 1954 numa eleição quase  indireta apenas por um Colégio Eleitoral formado por sete jurados e sem a presença dos eleitores que seriam tempos depois traduzidos em numerosas platéias que lotavam o Ginásio Maracanãzinho poderia até parecer algo inusitado. Isso se não fossem a honestidade e a lisura dos  jurados na hora de escolher a Miss Bahia como a mais bela entre as seis candidatas de outros estados. Naquele júri ninguém foi  indicado pelo Centrão. 

Manoel Bandeira (poeta), Helena Silveira (escritora), Fernando Sabino, Paulo Mendes Campos e Pompeu de Souza (jornalistas) jamais aceitariam se corromper nem receber propina para eleger outra menos competente nem bela para Embaixadora da Beleza Brasileira, mesmo sendo o Rio de Janeiro sede da competição ser o Distrito Federal e ter candidata. Daí ter sido legítima a eleição daquela que seria "A Primeira Namoradinha do Brasil". 

Uma década depois para esse título ser da atriz Regina Duarte, mas sem direito a coroa, faixa e manto. Então, qual o motivo de Martha Rocha ser "A Vice que deu certo?". Simples: Foi a partir de sua derrota no concurso Miss Universo por duas polegadas a mais no quadril que os concursos de miss em nosso País se popularizaram ao ponto de disputar a audiência no mesmo patamar de uma final da Copa do Mundo de Futebol. 

Isso até o final dos anos 60. Diferente dos outros vices que tivemos e não deram certo, Martha Rocha tinha carisma e sempre foi aplaudida nas aparições públicas. A eterna Miss Brasil nos deixou aos 87 anos. Teve uma vida de glamour. Tive o prazer de conhecê-la num evento no Recife promovido pelo coordenador do Miss Pernambuco, Miguel Braga. Ela resgatou um pouco a auto-estima do brasileiro que andava em baixa com as duas derrotas da seleção Canarinha nas Copas do Mundo de 50 e 54 e após o trágico suicídio de Getúlio Vargas. 

Teve amores e desamores. Mas isso é assunto para colunas de celebridades e de fofoca. O Blog do Magno é coisa séria. Ontem, Martha Rocha saiu de cena para entrar na história. 

*Jornalista


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Cabo de Santo Agostinho

Confira os últimos posts



03/08


2020

Izaías Régis diz que bloqueio de contas atrapalhou gestão

Após a Primeira Câmara do Tribunal de Contas do Estado (TCE) emitir um parecer prévio pela rejeição das contas do prefeito de Garanhuns, Izaías Régis (PTB), pelo exercício de 2017, o gestor emitiu uma nota em que alega que o bloqueio de contas da Prefeitura pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco, também em 2017, “impactou as execuções orçamentárias no presente ano”. Confira o documento abaixo na íntegra.

Nota oficial

Foi noticiado que as contas do prefeito de Garanhuns, relativos ao exercício de 2017, foram rejeitadas pela primeira Câmara do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE).

Foram apontados pelo TCE, para o julgamento irregular da gestão, os seguintes fatos, extrapolação da despesa com pessoal superior a 54%, previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal, e o não repasse das contribuições previdenciárias ao Instituto de Previdência dos Servidores de Garanhuns (IPSG).

Esclarecemos que, no ano de 2017, a gestão municipal foi pega de surpresa com ordem de sequestro de R$ 10.750.000,00, ordenadas pelo Egrégio Tribunal de Justiça, o qual impactaram as execuções orçamentárias no presente ano.

Tal bloqueio, inviabilizou naquele momento, o repasse integral das contribuições previdenciárias patronais ao IPSG, e bem como, aumentou o índice de despesas com pessoal relativo à Receita Corrente Líquida, o que levaria a determinações de demissões, cortes e até atrasos de folhas salariais, o que penalizaria os servidores e serviços públicos.

No entanto, foram tomados os necessários contingenciamentos de recursos, e usos destes, para garantia do pagamento das folhas salariais, o que foi feito rigorosamente em dia.

Salientamos que somente em dezembro de 2017, a então ministra presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Carmen Lúcia, determinou a suspensão do bloqueio, o que somente foi executado pelo TJPE no ano de 2018. De forma que, imediatamente, foram regularizados os repasses de contribuições ao IPSG, e também retornando a despesa de pessoal ao seu permissivo legal.

Infelizmente, em face da pandemia, tais documentos não foram submetidos ao crivo do TCE, o qual após publicação da decisão, estará a defesa interpondo os recursos cabíveis, o(s) qual(is), após a devida apreciação dos ínclitos Conselheiros, certamente modificará a decisão recorrida.

Gabinete do prefeito Izaías Régis Neto


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

03/08


2020

Mendes derruba veto de Bolsonaro sobre uso de máscaras

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), derrubou o veto do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que liberava as prisões brasileiras de adotarem o uso de máscaras. Com isso, o uso da máscara é obrigatório nas detenções e em estabelecimentos de cumprimento de medidas socioeducativas.

Mendes considerou o veto de Bolsonaro impróprio já que ele baixou a medida depois que a lei já estava publicada e, portanto, valendo. A ação foi apresentada ao Supremo pelo PDT.

Apesar do Congresso Nacional ter aprovado lei que disciplina o uso de máscaras em todo o território brasileiro, em junho, Bolsonaro interditou vários trechos dela, como em relação a órgãos e entidades públicas e em estabelecimentos comerciais, industriais, templos religiosos, instituições de ensino e demais locais fechados em que haja reunião de pessoas.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu e Lima - Prefeitura - Abreunozap

03/08


2020

Bento XVI está gravemente doente

O Papa emérito Bento XVI, de 93 anos, está gravemente doente depois de retornar ao Vaticano de uma visita à Alemanha. A informação foi divulgada nesta segunda-feira pelo jornal alemão Passauer Neuer Presse, citando o biógrafo do ex-Pontífice.

"Durante o encontro, o Papa emérito, apesar da doença, se mostrou otimista e afirmou que, se a força retornar, ele poderia pegar sua caneta novamente", afirmou seu biógrafo.

Em junho, Bento XVI visitou o irmão mais velho Georg, que estava doente, na Alemanha, em sua primeira viagem para fora da Itália desde sua inesperada renúncia em 2013. Georg Ratzinger faleceu duas semanas depois aos 96 anos. Os dois irmãos, ordenados padres no mesmo dia, em junho de 1951, eram muito próximos.

Eleito em 2005 após a morte de João Paulo II, Bento XVI foi o primeiro Papa a renunciar ao cargo em quase 600 anos em meio a vários escândalos envolvendo a cúria romana. À época, o Pontífice alegou motivos de saúde e, desde então, tem uma vida monástica no Mosteiro Mater Ecclesiae, no Vaticano. Antes de 2013, o último Papa a renunciar ao cargo havia sido Gregório XII, em 1414.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/08


2020

Onyx admite caixa 2 e faz acordo com PGR

A defesa do ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), divulgou uma nota, hoje, na qual informou que fechou um acordo com a Procuradoria Geral da República (PGR) para encerrar a investigação sobre caixa dois nas campanhas eleitorais dele em 2012 e em 2014.

O ministro admitiu o recebimento de recursos pela J&F não declarados à Justiça Eleitoral e acertou o pagamento de R$ 189 mil em compensação.

Onyx assinou o chamado "acordo de não-persecução penal", previsto na Lei Anticrime, que entrou em vigor em 23 de janeiro.

O acordo prevê que o criminoso não será punido pelo que fez. A medida é apresentada pelo Ministério Público ao investigado, desde que ele admita a prática de crime, cometido sem violência e grave ameaça, com pena mínima inferior a 4 anos. Cabe ao Supremo Tribunal Federal (STF) validar o acordo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

03/08


2020

Adelmo Duarte será o candidato de Rossine em Lajedo

Distante 194 km do Recife, Lajedo, no Agreste Meridional, já tem a chapa oficial do prefeito Rossine Blesmany (PSD) fechada. É encabeçada pelo ex-prefeito Adelmo Duarte tendo como vice o doutor Pedro Melo, médico com relevantes serviços prestados ao município e a região. Quem conhece os meandros da política de Lajedo garante que Rossine tem amplas chances de emplacar o sucessor depois de dois mandatos consecutivos bem avaliados pela população. Nas eleições passadas, Rossine foi reeleito com 55% dos votos válidos e sua gestão tem aprovação beirando os 80% nas variáveis de ótimo e bom.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

03/08


2020

CPI para investigar Madalena será aberta na sexta

Em entrevista ao Frente a Frente, a presidente da Câmara de Arcoverde, Célia Galindo (PSB), anunciou, com exclusividade, que instalará, na próxima sexta-feira, a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) destinada a investigar desvios de recursos num programa social na gestão da prefeita Madalena Brito (PSB). Segundo ela, a CPI será composta por três vereadores escolhidos de acordo com a proporcionalidade da representação partidária na Casa.

“Passei os últimos dias debruçada numa vasta documentação apresentada pela autora da CPI”, disse Galindo, referindo-se a Zirleide Monteiro, parlamentar do PTB, adversária da prefeita.  Segundo a denúncia, desde 2016 um esquema de desvio de recursos vinha sendo praticado no âmbito da Secretaria de Ação Social envolvendo recursos do BPC (Benefício de Prestação Continuada). Algumas pessoas foram utilizadas como laranjas para receber recursos através de empenhos. Em somente um caso citado no pedido de CPI, um senhor, agricultor, recebeu em sua conta bancária transferências que somam quase R$ 20 mil, além de ter recebido pagamento por ministrar cursos para a Secretaria, quando mal sabe escrever.

Segundo foi apurado, a conta teria sido aberta a pedido da senhora ‘Raquel Franklin Brito Alencar', diretora de Tesouraria da Secretaria de Assistência Social. O escândalo foi denunciado ainda em 2019 e foi pedido ao Ministério Público de Pernambuco, em Arcoverde, à época, que investigasse o caso, mas, passado mais de um ano, não se tem notícia nem mesmo do número de inquérito que teria sido aberto no MP. A entrevista pode ser acompanhada durante o programa, que começa às 18 horas pela Rede Nordeste de Rádio, tendo como cabeça de rede a Hits 103,1 FM, no Grande Recife. Em Arcoverde, pode ser ouvida pela Itapuama FM 92,7. Se você quer ouvir pela internet clique no botão Rádio acima ou baixe o aplicativo da Rede Nordeste de Rádio pelo play store.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/08


2020

Danilo Cabral propõe criação de cotas regionais

As universidades e instituições federais de ensino técnico de nível médio poderão ser obrigadas a destinar, no mínimo, 30% de suas vagas para estudantes que cursaram o ensino médio em escolas da região geográfica imediata em que será ofertado o curso. Este é o objeto do projeto de lei (PL 4010/2020) apresentado pelo deputado federal Danilo Cabral (PSB) na Câmara Federal. A ideia, segundo ele, é garantir a interiorização do conhecimento e o desenvolvimento das microrregiões.

“O processo de interiorização do ensino superior público visa garantir que o acesso dos jovens que moram no interior do Brasil às universidades e que esse acesso leve também ao desenvolvimento econômico e a inclusão das pessoas na região onde está instalada a universidade”, explica Danilo Cabral. Segundo o parlamentar, já foi constatado que a abertura dos cursos superiores no interior tem levado pessoas de outras localidades para ocuparem a maioria das vagas que deveriam ser destinadas à população local e, depois de cursarem, essas pessoas não estabelecem sua vida na região.

“Quem nasce na região onde está instalada a universidade tem tendência, pelas relações afetivas, a cursar o ensino superior e permanecer no local, promovendo o desenvolvimento pessoal e também da região”, afirma Danilo Cabral. O deputado diz que, com o advento do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), o acesso ao ensino superior foi democratizado, mas também proporcionou uma maior elitização dos cursos mais concorridos que, muitos deles, ofertados em cidades do interior, são uma realidade distante da população da região.

Danilo Cabral destaca que algumas instituições de ensino superior já tentaram adotar medidas de estímulo à ocupação de vagas para os moradores das regiões em que são ofertados os cursos. No entanto, parte dessas iniciativas foram questionadas juridicamente. É o caso da UFPE, que tinha estabelecido um bônus de 10% à nota do Enem para os candidatos residentes na Zona da Mata e no Agreste de Pernambuco. Em fevereiro deste ano, o juiz da 2ª Vara Federal de Pernambuco, Francisco Alves dos Santos Júnior, concedeu liminar estabelecendo a exclusão do bônus.

A Universidade Estadual do Amazonas (UEA) também foi questionada na justiça por ter destinado 80% das vagas para alunos sem curso superior e que cursaram o ensino médio em instituições de ensino daquela unidade federativa. Além disso, tinha destinado 60% das vagas dos cursos ministrados no município de Manaus a egressos de escolas públicas amazonenses. A UEA perdeu a ação na primeira instância e recorreu ao Supremo Tribunal Federal. O relator, ministro Marco Aurélio Mello, em seu parecer, considerou constitucional a adoção desse tipo de critério. Mas ainda falta julgar o mérito do recurso.

“As frequentes querelas jurídicas em torno das cotas regionais fragilizam esse tipo de política e causam instabilidade nos processos seletivos promovidos pelas instituições. Dessa forma, precisamos adotar um regramento legal, que dê segurança jurídica às instituições federais e consolide essas ações afirmativas como parâmetro legal”, justificou Danilo Cabral.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/08


2020

Paulo Câmara empossa Lucas Ramos como secretário

Hoje, o governador Paulo Câmara empossou o novo secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco, Lucas Ramos (PSB), em solenidade no Palácio do Campo das Princesas, transmitida on-line, através do YouTube. Sendo a primeira na história do Estado que uma cerimônia foi realizada desta forma. Ainda contou com a presença do presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco, Eriberto Medeiros (PP) e do ex-secretário da pasta, que reassume o mandato na Alepe, Aluísio Lessa (PSB).

O novo secretário destacou a importância do desenvolvimento do setor, ampliando o diálogo com diversas áreas. “Vamos fazer um pacto pelo uso e disseminação consciente da tecnologia como meio de nos aproximar de uma grande rede - setores produtivos, academia, centros de pesquisa e Governo, criando oportunidade para todos aqueles que sonham em transformar nossa sociedade para melhor através da inovação”, afirmou.

Lucas Ramos agradeceu a oportunidade e o convite feito pelo governador. “Nos sentimos honrados em fazer parte dessa equipe de secretários de Estado e confiança do poder executivo em escolher um sertanejo de Petrolina em uma pasta tão estratégica para apoiar o crescimento sustentável de Pernambuco. Seguiremos com grande disposição de fomentar o desenvolvimento do nosso Estado por igual, do Sertão ao cais”, disse.

Ao empossar Lucas Ramos, o governador reforçou o compromisso de continuar impulsionando o desenvolvimento do setor no Estado. "Pernambuco vai continuar avançando, se nós tivermos definições muito claras de onde queremos chegar. Apostar em ciência, tecnologia e inovação é apostar no futuro, nas soluções e no enfrentamento às grandes questões nacionais, e isso nós sempre fizemos", destacou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/08


2020

Buíque: Pré-candidata ignora Covid para fazer campanha

A pré-candidata a prefeita de Buíque pelo PSD, Miriam Briano, é mais uma que não está nem aí com a pandemia do novo coronavírus, apesar da idade, das restrições impostas pelos decretos estaduais e municipais de distanciamento e da obrigatoriedade do uso de máscaras.

No final de semana, a pré-candidata manteve encontros sem o uso de máscaras. Tanto ela, quanto o pré-candidato a vice, o vereador Daidson Amorim, fizeram uma sessão de fotos com várias pessoas, todas sem máscaras. Buíque já tem hoje 188 casos confirmados da Covid-19 e quatro (04) vieram a óbito devido a doença.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/08


2020

Deputado pede na justiça que Governo retome BR-232

O movimento #Retoma232, iniciativa popular que pede a retomada de gestão da BR-232 pelo governo federal no trecho entre Recife e São Caetano, ingressou com uma ação na justiça de Pernambuco para pedir o fim do convênio TT-012/2002, assinado em 2002, e que passou a responsabilidade de manutenção da estrada ao governo do estado. Segundo o deputado federal Fernando Rodolfo (PL/PE), autor da ação, a rodovia está abandonada pelo governador, por isso o povo não pode esperar até 2027, quando encerra a vigência do convênio.

“Agora nós temos três possibilidades de resolver o problema da BR. A primeira é o governador finalmente reconhecer sua incapacidade de gestão e ele mesmo devolver a rodovia. A segunda é o governo federal ter a iniciativa de fazer a retomada da gestão e a terceira é a Justiça determinar o cancelamento do convênio. De algum jeito essa questão será resolvida. O que não vai dar é para esperar até 2027”, argumentou.

Fernando Rodolfo é o único parlamentar de Pernambuco a fazer parte do movimento e levantar a bandeira #Retoma232. O deputado participou, inclusive, de uma ação nos postos de combustíveis ao longo da BR para divulgar o movimento. Além da distribuição de adesivos ele também falou com motoristas sobre a importância de assinar a petição eletrônica que será entregue ao ministro da infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas.

Para fazer parte do movimento #Retoma232, basta acessar o site oficial www.retoma232.com.br. Lá, preencher o formulário eletrônico da petição com seus dados pessoais. Na página você também encontra a íntegra do documento que será entregue ao ministro em Brasília. Segundo o deputado, idealizador do movimento, são muitos buracos, falta de sinalização, ondulações por toda parte, o que provoca um alto número de acidentes.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/08


2020

Aulão Online para o Enem atrai estudantes de todo País

Eleita pelo sétimo ano consecutivo o 1° lugar no Enem em Petrolina, a equipe do Plenus Colégio e Curso se reuniu, no último sábado, para realizar gratuitamente o 1° Aulão Online da escola.

Inspirados pelo tema #VaiPassar e muito à vontade diante das câmeras de TV, os professores usaram de bom humor e criatividade para ministrar os conteúdos recorrentes em vestibulares nas áreas de Física (Nivaldo Moreira), Biologia (Ricardo), História (Reginho da Bahia), Química (Luciano), Redação (Diego Alcântara) e Geografia (Elves Alves).

Espalhados por todo Vale do São Francisco e em várias cidades do País, os estudantes participavam com comentários sobre as abordagens das quatro áreas do conhecimento e concorreram a vários brindes. Os feras também foram surpreendidos com uma série de depoimentos de ex-alunos do Plenus e hoje universitários que enviaram vídeos de encorajamento e desejos de boa sorte.

Apresentado pelos professores Leiliane Aline e Marcos Freire e entrecortado pela música da banda Terceira Margem e da aluna Cecília Miranda, o evento atingiu seus objetivos, segundo a diretora Pedagógica da escola, Sílvia Santos. "Obedecendo todas as recomendações de segurança e saúde e divulgando também os cuidados com a pandemia, realizamos com pleno êxito o nosso 1° Aulão Online", ressaltou.

A diretora acrescentou ainda que o Plenus está entre as 15 melhores escolas de Pernambuco e a melhor de todo interior do Estado. "A única escola de Petrolina citada no ranking do site Top 1000 Brasil", concluiu.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/08


2020

André emplaca aliado fiel no Governo Bolsonaro

Embora não seja bolsonarista histórico nem tampouco convicto, o presidente estadual do PSD, deputado federal André de Paula, emplacou o primeiro integrante do seu grupo num cargo federal: Francisco Papaléo. Foi nomeado em ato assinado hoje pelo presidente Jair Bolsonaro superintendente da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), órgão ligado ao Ministério da Saúde

O engraçado é que o PSD, donatário do Ministério das Comunicações, não era considerado por André como partido da base do Governo no Congresso. O ministro Fábio Farias, das Comunicações, foi escolha pessoal de Bolsonaro, segundo o próprio André declarou na época.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/08


2020

Marco Aurélio: “Bolsonaro tá fazendo mais que Geraldo”

O deputado estadual Marco Aurélio, pré-candidato à Prefeitura do Recife pelo PRTB, saiu mais uma vez em defesa do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao parabenizar obras do Governo Federal que estão sendo realizadas em morros do Recife.

“Apesar do silêncio da Prefeitura em pelo menos agradecer, meu presidente Bolsonaro está contribuindo com os morros da zona Norte e fazendo pelos que mais precisam. Bolsonaro tá fazendo pelo Recife em dois anos o que Geraldo não fez em oito”, disse Marco Aurélio.

O comentário do deputado é referente a execução de obras de contenção de encostas e drenagem no Córrego do Euclides, no valor de R$ 956.533,19, além de obras na Rua Áurea, no Córrego do Tiro (R$ 158.499,01). Os serviços tiveram início no dia 22 de julho e tem previsão de término para dezembro deste ano.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/08


2020

Advogados formalizam ação popular contra delegada

Os advogados Piero Monteiro Sial e Lucas Carvalho Machado, juntamente com Rudolph San do Rego Silva, apresentaram uma ação popular contra a delegada Patrícia Domingos, pré-candidata à Prefeitura do Recife pelo Podemos.

No documento, apresentado ao juiz da 6ª Vara da Fazenda Pública da Capital, os requerentes acusam a delegada de fazer campanha política durante a pandemia, enquanto alegava não poder trabalhar no seu cargo de delegada por ser paciente cardíaca e, por tanto, população de risco para Covid-19.

A ação alega que “todo ato lesivo ao patrimônio público agride a moralidade administrativa”. Clique aqui e confira o documento na íntegra.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/08


2020

Ex-prefeito de Palmeirina sofre acidente

O ex-prefeito de Palmeirina Eudson Catão (MDB) escapou da morte ontem. Após sair de um almoço com políticos aliados, que apoiam a sua pré-candidatura à Prefeitura da qual já foi gestor, Catão cochilou ao volante e capotou com o carro, uma caminhonete modelo Hilux, diversas vezes na pista. Ele foi socorrido por policiais que passavam pelo local e sofreu pequenas escoriações. O ex-prefeito e pré-candidato está vindo para capital com o objetivo de realizar exames na cabeça.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/08


2020

Os sinais do “novo normal” na política pernambucana

Por Felipe Ferreira Lima*

Norberto Bobbio, na emblemática obra “O Futuro da Democracia”, já apontava que viver num regime democrático é estar em permanente estado de crise. Crise de ideias, de visões ideológicas e dos movimentos políticos, todas naturais em razão da pluralidade de embates entre crenças, fatos e interesses que envolvem as aspirações das sociedades modernas.

Por isso, o bom observador do cenário democrático é sempre aquele que consegue extrair os sinais necessários a partir dos principais ‘players’ dos duelos eleitorais nos grandes centros urbanos para, enfim, compreender os verdadeiros anseios daquela que é a ‘senhora’ de todas as democracias: a maioria.

Tradicionalmente, no cenário pré-eleitoral de Pernambuco, os duelos municipais no Recife e em Caruaru ditam o sentimento político que acaba determinando os anseios do eleitorado nos anos seguintes. Nesses campos de batalha, o primeiro sinal de tendência da vontade da maioria está por entre as movimentações para definição dos candidatos. É na dança dos postulantes que confirmamos o ritmo das preferências.

No Recife, nota-se, no seio do duelo, um embate entre os modelos tradicionais e modernos de se fazer política. Os primos João Campos e Marília Arraes, embora momentaneamente afastados, emplacam candidaturas que carregam a tradicional combinação da força familiar e o peso da máquina ou estrutura partidária, até agora, infalíveis nos últimos pleitos eleitorais pernambucanos. Mas é na oposição que se nota um movimento diferente, especialmente nas candidaturas de Mendonça Filho e da delegada Patrícia Domingos.

O ex-ministro da Educação tem um arsenal de serviços prestados ao Recife e a Pernambuco no período em que esteve à frente do MEC. Embora não tenha máquinas na mão, tem o nome ‘fresco’ na memória do recifense que, diga-se de passagem, lhe deu volumosa votação em 2018, quando postulou uma vaga ao Senado. Assim, Mendonça revela-se ao eleitor como uma opção segura para uma possível mudança.

Mas a novidade mesmo desponta na figura de Patrícia Domingos. Sem padrinhos ou histórico político, a delegada foi catapultada pelo discurso anti-corrupção, cujo canhão foi seu período à frente da extinta Delegacia de Combate à Corrupção. Surfando na onda de rejeição à classe política, que marcou a ascensão do ‘lavajatismo’, a delegada se engajou nas redes sociais para lançar críticas contundentes ao governo Geraldo Júlio, fortemente atingido pelas recentes operações da Polícia Federal envolvendo a Prefeitura.

Em Caruaru, a mesma combinação ‘força familiar x peso da máquina’ é o motor propulsor da candidatura da prefeita Raquel Lyra que, na prática, não conseguiu imprimir o discurso que a elegeu em 2016. A bandeira do ‘novo’ (ou da ‘mudança’) não conseguiu mais do que a eleger, e ao passar do mandato acabou se igualando administrativa e eleitoralmente ao estilo dos antigos adversários, Tony Gel e Zé Queiroz, ambos com consideráveis restrições para ir à campo neste ‘duelo pandêmico’.

Isso fez com que o modelo moderno de fazer política em Caruaru ficasse na oposição e, coincidentemente, também na figura de um delegado, o hoje deputado estadual Erick Lessa. Com um mandato recheado de ações legislativas de destaque, o Delegado Lessa despontou em 2016 através de um discurso fincado na segurança pública, que o fez beirar o segundo turno, emplacando a 3ª colocação, numa campanha escassa em recursos, infinitamente menos custosa que os demais adversários, que o impulsionou direto para a Alepe em 2018.

Erick e Patrícia são os sinais das mudanças no estilo de fazer política e no sentimento do eleitorado pernambucano. É preciso compreender e interpretar o novo movimento que foi a chegada de ambos como principais ‘players’ no xadrez das políticas locais. Os seus respectivos resultados eleitorais, muito mais do que números, representarão o possível ‘novo normal’ do futuro da política pernambucana.

*Mestre em Ciências Jurídico-Políticas pela Universidade de Lisboa, advogado, professor universitário e presidente do Instituto Egídio Ferreira Lima


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha