FMO janeiro 2020

28/02


2020

Irmã de milicianos assinou cheques para Flávio Bolsonaro

O Globo

Além de ter empregado em seu gabinete na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) a mãe e a mulher do chefe do grupo de milicianos conhecido como Escritório do Crime, o senador e ex-deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) entregou suas contas de campanha para o Senado à irmã de outros dois criminosos. Valdenice de Oliveira Meliga, que era lotada no gabinete de Flávio na Alerj, assinou cheques de despesas de campanha em nome dele, segundo reportagem publicada pela revista "Isto É". Ela é irmã de Alan e Alex Rodrigues de Oliveira, presos, em agosto do ano passado, na operação Quarto Elemento, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e do Ministério Público do Rio de Janeiro.

A revista teve acesso a dois cheques assinados por Valdenice, em nome da campanha de Flávio: um de R$ 3,5 mil e outro de R$ 5 mil. Dona de uma produtora de eventos, a Me Liga Produções e Eventos, Valdenice foi uma das pessoas a quem Flávio deu procuração para administrar os gastos de campanha, de acordo com documento enviado à Justiça Eleitoral.

Os irmãos, Alan e Alex, chegaram a participar de atos de campanha do senador, antes da prisão. Em foto publicada no perfil de Flávio no Instagram, em outubro de 2017, o então deputado estadual aparece ao lado dos irmãos Alan, Valdenice e Alex, e do pai, Jair Bolsonaro, com a seguinte mensagem: "Parabéns Alan e Alex pelo aniversário. Essa família é nota mil!!!"

Logo após a prisão de Alan e Alex, Flávio enviou uma nota ao jornal "O Estado de S.Paulo" em que afirmava que: "Eles são irmãos da Valdenice, que é um dos pilares do nosso trabalho de política aqui no Rio. Mas os irmãos dela não trabalham comigo. De vez em quando aparecem (nas agendas), mas não têm vínculo nenhum comigo”.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Globo Anuncia O Funeral Político De Bolsonaro. Editorial dos Marinho desta sexta-feira, é emblemático. Com o dólar acordando já enfezado, a R$ 4,50, com sinal de que, novamente, a receita econômica do bolo dos neoliberais, solou, pelo menos para o setor produtivo e 99% dos brasileiros, o Globo, pombo-correio do mercado, culpa Bolsonaro por mais um fracasso do neoliberalismo. FODA-SE!


Detra maio 2020 CRLV

Confira os últimos posts



27/05


2020

Pandemia e a economia em pauta no Ponto a Ponto

Muitas incertezas no âmbito da economia do país. E no programa Ponto a Ponto de hoje, a jornalista Mônica Bergamo e o cientista político Antonio Lavareda vão conversar com o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, sobre pandemia e a economia. O semanal vai ao ar às 21h30 pela BandNews.

Pesquisa da XP Investimentos-Ipespe, realizada entre os dias 16 e 18 de maio, perguntou ao brasileiro sobre o caminho da economia no momento. Para 57%, o país segue na direção errada. Enquanto para 28%, o Brasil está no caminho certo.

Questionados pelo Instituto Ipsos, em pesquisa global em 16 países, feita entre 7 a 10 de maio, se está confortável ou não em voltar ao local de trabalho nas próximas semanas, a população da Coreia do Sul, com 82%, respondeu que sim. Na Itália, o percentual que torcem pelo retorno foi de 54%. No Brasil, apenas 32% dos entrevistados responderam positivamente.

Já sobre a maior preocupação em relação ao coronavírus, 55% dos brasileiros afirmaram ser o risco de se contaminar ou contaminar alguém da sua família. Outros 23% disseram ser a crise econômica que atinge o país e a população. Foi o que mostrou a XP Investimentos-Ipespe.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu e Lima

27/05


2020

Barroso deve pautar ação que pede cassação de Bolsonaro

Por Isadora Peron – Valor Econômico

O novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, afirmou que deve pautar, nas próximas semanas, ações que pedem a cassação dos mandatos do presidente Jair Bolsonaro e do vice, Hamilton Mourão.

“Hoje [terça-feira] terei uma reunião com os ministros, uma reunião preparatória, mas a regra geral é seguirmos a ordem cronológica dos pedidos de liberação pelos relatores. Uma que já teve início, por um pedido de vista do ministro Luiz Edson Fachin, provavelmente nas próximas semanas, uma, duas, três [semanas], essa ação deve estar voltando”, disse durante entrevista coletiva realizada por videoconferência.

Duas ações, que foram apresentadas pelos então candidatos à Presidência Guilherme Boulos e Marina Silva, estavam com Fachin e foram liberadas para a pauta. Os processos tratam do grupo, criado no Facebook, “Mulheres Unidas contra Bolsonaro”, que sofreu um ataque hacker na época da eleição e passou a se chamar “Mulheres com Bolsonaro #17”.

Barroso disse ainda que “uma outra, que o ministro relator já pediu pauta, em poucas semanas vai ser julgado”. O caso é relatado pelo ministro Og Fernandes. “O TSE tem uma tradição de correção, de imparcialidade, aqui ninguém é perseguido nem protegido, a gente faz o que é certo”, disse.

Barroso também afirmou ver “sem simpatia” as recentes manifestações de militares da reserva contra integrantes do STF. O ministro, porém, disse que a cúpula das Forças Armadas tem adotado uma postura adequada diante dos atritos entre os Poderes.

“Vejo também sem simpatia quando começa a surgir nota de clubes militares, de militares na reserva. As Forças Armadas não podem se juntar ao varejo da política”, disse.

No fim de semana, um grupo de 90 oficiais da reserva do Exército divulgou uma nota de apoio ao ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, com ataques ao Supremo, à imprensa e falando em "guerra civil".

O texto foi divulgado após Heleno criticar um despacho do decano Celso de Mello, que enviou à Procuradoria-Geral da República (PGR) pedidos para apreender o celular do presidente Jair Bolsonaro. Segundo o chefe do GSI, isso poderia trazer "consequências imprevisíveis para a estabilidade nacional".

Segundo Barroso, quando houve uma manifestação na porta do QG das Forças Armadas, em que se pedia intervenção militar e o fechamento do Congresso e do STF, ele ficou “em alerta”. Ele afirmou que, “embora tenha acendido aqui e ali uma luz amarela”, as autoridades das Forças Armadas têm se portado adequadamente.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura do Ipojuca

27/05


2020

“Feitosa tem necessidade de aparecer”, diz Isaltino

“É lamentável o papel que o deputado estadual Alberto Feitosa cumpre na defesa das teses infundadas do presidente Jair Bolsonaro. A última do parlamentar, que se coloca como prefeiturável no Recife, demonstra toda sua falta de humanidade e incorrigível necessidade de aparecer”, afirmou o líder do governo na Alepe, deputado Isaltino Nascimento (PSB).

Segundo Isaltino, ingressar na Justiça para cobrar contraprova de um exame e o suposto receituário de alguém diagnosticado com a Covid-19 beira a insanidade. “O governador Paulo Câmara tem atuado de forma exemplar no combate ao novo coronavírus no estado, sempre colocando a vida da nossa população em primeiro lugar. A divulgação do seu teste positivo para doença só reforça a sua transparência e o seu compromisso com a verdade dos fatos”, disse.

“Algo falta no ‘campo bolsomion’, que se alimenta de ódio e intrigas. Ao contrário do que tenta promover Feitosa, o Brasil e Pernambuco precisam de unidade e trabalho em conjunto. Desse caminho, não vamos nos desviar”, concluiu Isaltino.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/05


2020

Médico defende cloroquina: Covid não é bicho-papão

Médico e violonista clássico, sócio fundador e idealizador da empresa BioLogicus, especialista em pesquisa em probióticos, o pernambucano Djalma Marques assume com coragem a sua opinião favorável à prescrição da hidroxicloroquina no combate à Covid-19. E ao longo do vídeo afirma que a doença que já matou milhares de pessoas no mundo inteiro não é bicho-papão.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

27/05


2020

Projeto regulamenta cooperação de governos

Agência Câmara

O Projeto de Lei Complementar (PLP) 114/20 regulamenta a cooperação entre a União e os entes federativos (estados, Distrito Federal e municípios) no combate a epidemias declaradas como Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (Espin). O texto tramita na Câmara dos Deputados.

A proposta é de autoria do deputado Wolney Queiroz (PDT-PE). Segundo ele, a pandemia da Covid-19 evidenciou a falta de regulamentação clara sobre o papel de cada esfera administrativa (federal, estadual e municipal) na definição e execução das ações. O projeto visa resolver essa situação, estabelecendo objetivos comuns e específicos para os governos.

Entre os objetivos comuns estão a proteção da vida e o cuidado da saúde pública, especialmente com relação à vigilância e ao controle sanitários e epidemiológicos em situação declarada como emergência em saúde pública. Os governos também deverão assegurar a uniformidade da política de saúde pública para o enfrentamento da Espin, respeitadas as peculiaridades regionais e locais.

A cooperação entre os governos se dará por meio da Comissão de Enfrentamento a Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (Cespin), foro consultivo prévio e obrigatório para tomada de decisões. A comissão, por exemplo, terá que ser ouvida antes da definição dos serviços e atividades considerados essenciais.

STF e Ministério Público

O colegiado será formado pelo ministro da Saúde e representantes dos secretários estaduais e municipais. Queiroz incluiu ainda no Cespin dois parlamentares do Congresso Nacional, um ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e um procurador da República, escolhido entre seus pares.

O texto em análise na Câmara estabelece o papel de cada ente durante a Espin. Por exemplo, a União se encarregará de fixar diretrizes para o enfrentamento de situação epidemiológica, além de planejar e monitorar as medidas a serem empregadas pelos entes federativos. Também manterá os dados públicos sobre a evolução da doença.

Caberá aos demais entes adotar as medidas práticas, como decretar isolamento, quarentena até o lockdown (confinamento). Todos os entes da federação poderão determinar a realização compulsória de exames, requisitar bens e serviços e definir os serviços públicos e atividades essenciais.

O projeto deixa claro que todas as ações serão determinadas com base em evidências científicas, devendo ser limitadas, no tempo e no espaço, ao enfrentamento da situação de emergência.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

27/05


2020

Fundaj investiga municípios não contaminados pela Covid

Isolamento geográfico e menor densidade populacional são fatores importantes no controle da expansão do novo coronavírus. Após mais de dois meses da pandemia em Pernambuco, pesquisadores do Centro Integrado de Estudos Georreferenciados para a Pesquisa Social (Cieg) da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj) mapearam e realizaram rápida pesquisa junto aos 20 municípios que ainda não apresentam casos confirmados da Covid-19. Como objetivo, eles buscaram identificar as causas desse sucesso no combate à doença no estado.

“Como mostra o Painel Analítico da Fundaj sobre a Covid-19 em Pernambuco, em 26 de maio, a pandemia está presente em 165 dos 185 municípios do estado. A partir da constatação desse rápido avanço, fizemos um mapa e analisamos os municípios que ainda não se contaminaram. Para isso, coletamos os dados junto aos sites das prefeituras desses municípios e nos Informes Epidemiológicos da Secretaria de Saúde do estado, tomando o período de 21 a 23 de maio como base da pesquisa”, afirmou o pesquisador do Cieg da Fundaj e coordenador responsável pelo Painel, Neison Freire.

Analisando inicialmente o mapa desses municípios sem Covid-19, observa-se que a primeira possível causa desse atraso na contaminação pode estar relacionado ao fato de que a maioria não está conectada ou próxima a alguma rodovia federal de grande tráfego. “Existe exceção no caso de Belém do São Francisco (BR-316) e Exu (BR-122). Porém, em ambos, há pouco fluxo de veículos se comparados, por exemplo, a BR-101 ou BR-232”, pontuou Neison.

Ao considerar a população dos municípios sem contaminação, constatou-se também que a maioria é de pequeno porte. Cerca de 80% desses municípios estão abaixo de 20 mil habitantes. Nesse grupo, a cidade de Ingazeira é a menor, com 4.548 habitantes. Enquanto Iati é a maior, com 19.197 habitantes. Logo, a densidade populacional e o distanciamento geográfico são fatores determinantes na evolução da disseminação da pandemia.

A investigação levantou as possíveis causas do atraso na expansão da pandemia, a fim de ajudar na elaboração de estratégias de prevenção em uma provável segunda onda de contaminação. Além do mapeamento, os pesquisadores elaboraram um questionário com quatro perguntas a respeito das possíveis causas desse atraso. Para se ter uma contra-prova, foram investigados dois grupos: os municípios sem casos confirmados (20) e aqueles com casos confirmados (20). Esses últimos foram selecionados a partir dos que apresentaram maior variação percentual nos últimos 15 dias.

Comparando os dois grupos pesquisados, observa-se alguns resultados que diferem a maneira como as cidades reagiram à pandemia. Ao ser pesquisado se no município a prefeitura havia decretado alguma medida de isolamento social ou fechamento do comércio, 16 das 20 cidades sem Covid-19 (80%) responderam que “sim”, permanecendo há aproximadamente 65 dias nessa situação. Já o grupo dos municípios que tiveram maior crescimento na variação percentual de contaminação, 11 de 20 municípios responderam sim (55%), e com média de dias nessa condição inferior ao outro grupo: 52 dias. “Parece pouco, mas se tratando de uma pandemia com alto grau e rapidez de contágio essa diferença pode ser determinante”, destacou Neison.

Analisando o confinamento social, a pesquisa também avaliou, nos dois grupos, se o comércio não essencial estava fechado. No grupo “sem” Covid-19, 11 municípios responderam que “sim”, situação que já dura há aproximadamente 58 dias em média. Já no grupo dos “com” Covid-19, 15 dos 20 municípios estão há aproximadamente 48 dias com o comércio não essencial fechado. Outra questão analisada diz respeito ao fechamento de escolas. No grupo dos “não” contaminados, 17 responderam que as escolas estão fechadas há cerca de 64 dias. Já no dos “contaminados”, 18 responderam que estão com as escolas fechadas desde 18 de março, seguindo o decreto do Governo do Estado. Logo, para ambos os grupos, o fechamento de escolas foi quase que simultâneo e geral.

Por fim, a última questão levantada na pesquisa está associada à instalação de barreiras sanitárias nas entradas das cidades. No grupo dos “não contaminados”, 9 responderam que instalaram barreiras e que, em média, elas existem há cerca de 20 dias, embora exista casos com maior tempo. Um exemplo disso é Angelim (desde 30 de março – 51 dias) e Santa Filomena (desde 01 de abril – 39 dias). Nas cidades com casos confirmados e maior variação percentual de contaminação nos últimos 15 dias, 6 dos 20 municípios pesquisados instalaram barreiras sanitárias. Em média, há apenas 13 dias. Logo, as barreiras sanitárias indicam ser uma provável maneira eficaz de evitar a introdução da pandemia no núcleo urbano desses grupos, embora não seja uma medida tomada universalmente.

Conclui-se, a princípio, que o isolamento geográfico, a menor densidade populacional e algumas medidas referentes à instalação de barreiras sanitárias são fatores importantes no controle da expansão da pandemia. Outro elemento importante é o fato de que os municípios que estão há mais tempo em isolamento social e com atividades não essenciais de comércio fechadas também apresentaram melhores taxas de sucesso no combate à pandemia.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

27/05


2020

Marco Aurélio: Recifenses estão entregues à própria sorte

O deputado estadual Marco Aurélio Meu Amigo (PRTB), líder da oposição na Alepe e pré-candidato à Prefeitura do Recife, voltou a criticar o atual prefeito Geraldo Julio (PSB), após vídeo que mostra um respirador da mesma empresa que firmou contrato com a Prefeitura do Recife, sendo testado em um porco.

“É um absurdo o que estamos testemunhando no Recife, milhões gastos e os recifenses estão entregues à própria sorte. Geraldo comprou respiradores sem certificado da Anvisa e que nunca foram testados em humanos, apenas em porcos”, lamentou o parlamentar.

Os processos que envolviam a compra dos equipamentos chegavam a R$ 11 milhões. Marco Aurélio destacou que o contrato assinado com a empresa e a Prefeitura tem data de 30 de março, que coincidem com os primeiros equipamentos que saíram da linha de produção, e que dos 50 ventiladores pulmonares entregues, pelo menos 15 apresentaram problemas.

“É mais um escândalo envolvendo a gestão durante a pandemia, respiradores recém-criados foram comprados pela Prefeitura, inclusive apresentando defeitos dos primeiros entregues”, afirmou Marco Aurélio.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Shopping Aragão

27/05


2020

Quanta falta faz Marco Maciel


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Mauro Guerra

Eu trabalhava ali na Estrada da Batalha, acho que 2020. e o \"honesto\" citado mandou fechar a avenida para que os convidados do casamento da filha não sofrer no transito. Ficamos por cerca de umas 04 horas na parado dos onibus só vendo os carrões passarem. No dia seguinte o meliante disse que não teve nada haver com o ocorrido. Hoje se vc pesquisar não encontra nada na internet. Sumiram.



27/05


2020

Morte de Genival Lacerda é fake

No jornalismo, o princípio básico é a checagem da notícia. Soube, há pouco, que jornalistas postaram que o cantor Genival Lacerda morreu. É fake, minha gente. Vou reproduzir mais uma vez o vídeo que postamos por ele enviado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/05


2020

Empreendedorismo e Artesanato conectados com o digital

Daqui a pouco, às 15h, o Grupo Mulheres do Brasil promove uma Webinar, uma conferência online com intuito educacional, sobre "Empreendedorismo e Artesanato conectados com o Digital”. A videoconferência contará com a participação da presidente do Conselho do Magazine Luíza e do Grupo Mulheres do Brasil, Luíza Trajano, e o diretor-superintendente do Sebrae-PE, Francisco Saboya.

O evento on-line tem como objetivo ressaltar a importância da parceria do Sebrae em Pernambuco com o Núcleo Recife do Grupo Mulheres do Brasil para promover o projeto on-line “Elas Fazem, Elas vendem”, criado durante a crise causada pelo coronavírus, a pedido das mulheres que passaram a enfrentar desafios nunca imagináveis.

As inscrições podem ser feitas pelo link: https://loja.pe.sebrae.com.br/loja/evento/10112989


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/05


2020

Oposição acerta estratégia contra escalada autoritária de Bolsonaro

Época

Terminou agora uma reunião com todos os líderes dos partidos da oposição na Câmara e no Senado, em que foi acertada uma estratégia contra a 'escalada autoritária' do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Na próxima segunda-feira, haverá um ato com a Associação Brasileira de Imprensa (ABI) em defesa da liberdade de imprensa, como primeiro ponto a ser defendido pelos partidos.

Foi a primeira vez que todos se reuniram desde o começo da atual legislatura, em fevereiro de 2019. As rusgas entre PT e PDT eram um dos principais impeditivos para o encontro, mas hoje foram deixadas de lado em nome de enfrentarem Bolsonaro, adversário comum a todos.

Os encontros passarão a ser semanais.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/05


2020

Feitosa pede intervenção federal na saúde de PE

O deputado estadual Alberto Feitosa (PSC) enviou ao presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), um pedido de intervenção na saúde pública de Pernambuco. No documento, o parlamentar alega que o Estado se encontra em situação caótica no sistema de saúde e é incapaz de lidar com o crescente número de casos de pessoas infectadas e mortes pelo novo coronavírus.

O pedido de intervenção, assinado também pelo advogado Rubem Brito, do grupo Bolsonaro PE, é justificado “pôr termo a grave comprometimento da ordem pública”, prevista no Art.34, inciso III, da Constituição Federal. Feitosa apresenta também no pedido outros motivos que o levaram a tal decisão, como irregularidades na compra de respiradores, falta de profissionais de saúde, que estão aparecendo como o maior índice de contaminados no Brasil; UTI’s e escassez de leitos nos hospitais, com os de campanha funcionando com apenas 40% da sua capacidade. Uma indicação para a intervenção também foi feita para ser analisada na Assembleia Legislativa.

“A intervenção federal neste momento pode ser a melhor alternativa para que não percamos mais vidas no Estado. O que estamos acompanhando é a falta de planejamento e medidas adotadas pelo Governo do Estado e pela Prefeitura do Recife que se mostraram inteiramente ineficientes. O sistema de saúde está sucateado, faltam profissionais de saúde nos hospitais, esses profissionais aparecendo como o maior índice de contaminação no Brasil; medicamentos, leitos de UTI’s e os que existem já com 98% de taxa de ocupação. Os hospitais de campanha apenas com 40% da sua capacidade em funcionamento, pessoas na fila de espera para serem colocadas em Unidades de Terapia Intensiva. A última irresponsabilidade foi a compra dos respirados a uma empresa de Pet Shop, feita pela Prefeitura do Recife, onde o único teste realizado foi feito em porcos e somente após 30 dias da aquisição pela gestão municipal. Isso é um absurdo!”, diz o parlamentar.

No documento, o deputado ainda apresenta a informação que Pernambuco hoje figura como o segundo estado com mais casos na Região Nordeste, saindo na frente, inclusive, de países como Coreia do Sul, Argentina, Grécia e Bolívia.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/05


2020

Boas notícias de Genival Lacerda

O quadro de saúde do cantor e compositor Genival Lacerda, 89 anos, que sofreu um AVC isquêmico na última segunda-feira, é dos melhores e continua evoluindo bem, segundo familiares. Hoje, no final da tarde, ele vai se submeter a vários exames, entre os quais uma ressonância. Doutor Ronaldo, médico que o acompanha, acha que se ele permanecer evoluindo satisfatoriamente, como vem desde ontem, poderá assinar a alta na próxima sexta-feira. Há pouco, Fred Campos, produtor de Genival, me enviou este vídeo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/05


2020

A versão da Prefeitura de Belo Jardim

Nota de esclarecimento

A Prefeitura Municipal de Belo Jardim vem, por meio desta, esclarecer que há um equívoco na informação do vereador Bruno Galvão, veiculada pela imprensa, no que se refere aos valores e quantidades do gás de cozinha adquiridos pela Secretaria de Educação e Tecnologia, senão vejamos:

Conforme informação do Portal da Transparência, em fevereiro/2020 houve pagamento do fornecimento de gás do mês de dezembro/2019. Em março, o pagamento do gás fornecido em fevereiro, e, por último, em abril o pagamento de março.
Com efeito, é de se pontuar que a compra de gás sempre seguiu os mesmos padrões de regularidade. Além disso, não houve novas compras após a suspensão das aulas, ocorrida em março, tão somente o pagamento do que já fora adquirido até aquele momento. Desse modo, com as compras realizadas até então há estoque tanto no depósito como nas unidades escolares, que estão abastecidas para o retorno das atividades.

Em todo caso, a documentação que comprova o conteúdo desta nota está disponível para consulta em meio físico bem como no Portal da Transparência.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/05


2020

Investigados dão sua versão após operação da PF

Do G1

A Polícia Federal realizou buscas e apreensões, na manhã de hoje, no âmbito do inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF) que apura produção de informações falsas e ameaças à Corte – conhecido como "inquérito das fake news".

Entre os alvos estão o ex-deputado federal Roberto Jefferson; o empresário Luciano Hang, dono da Havan; os blogueiros Allan dos Santos e Winston Lima. Eles são aliados do presidente Jair Bolsonaro.

As medidas foram autorizadas pelo ministro Alexandre de Moraes, relator do caso. Confira abaixo a versão de alguns investigados.

Allan Santos

À TV Globo, Allan Santos disse: "É incrível, não tem nenhum trabalho sendo feito com membros do PCC, com membros do MST, com jornalistas que criticam ministros do STF, sobretudo nesse inquérito inconstitucional. Inquérito esse que meus advogados até agora não têm acesso aos autos. [...] Hoje sou eu, amanhã são vocês, jornalistas. [...] Vai ser patético para a Suprema Corte inteira. Vão revirar todos os documentos do Imprensa Livre. Vão ver que a gente vive de todos os produtos que a gente vende".

Douglas Garcia (PSL-SP)

Em uma rede social, Garcia disse que operação é tem o "intuito de criminalizar a liberdade de expressão e a atividade parlamentar".

Luciano Hang

Em nota, Luciano Hang disse que tem a consciência tranquila de que jamais atentou contra os ministros do STF ou contra a instituição. "Nada tenho a esconder, uma vez que tudo o que falo está nas minhas redes sociais e é de conhecimento público."

Reynaldo Bianchi Júnior

Em uma rede social, Biannchi divulgou um vídeo mostrando a presença dos agentes da PF na sua residência. "Querem me calar? Não sou o Lula e não tenho medo de policiais, sou homem honesto e Íntegro", escreveu.

"Sem vitimização, acabei de operar a próstata e ainda estou com sonda urinária, mas caguei pra isso! Se estão usando a PF pra me calar, quer dizer que eles estão com medo! Eu estou com DEUS! Obrigado pela força de TODOS!", adicionou.

Roberto Jefferson

Pelas redes sociais, o ex-deputado federal se manifestou chamando de "atitude soez, covarde, canalha e intimidatória" os mandados de busca e apreensão expedidos por Moraes.

"TRIBUNAL DO REICH. Instituído por Hitler, após o incêndio do Parlamento, aquele tribunal escreveu as páginas mais negras da justiça alemã, perseguindo os adversários do nazismo. Hoje o STF, no Brasil, repete aquela horripilante história. Acordei às 6 horas com a PF em meu lar", escreveu Roberto Jefferson.

Rodrigo Barbosa Ribeiro

Em transmissão ao vivo em uma rede social, Ribeiro disse: "Foi constrangedor receber a PF enquanto ainda estava deitado, minha irmã ficou constrangida. Ninguém espera, ainda mais quando é de alguém que não deve nada. Fico triste ao saber que minhas opiniões foram motivo de intervenção. É triste saber que você não pode ter uma opinião que desagrade o ministro do STF. [...] Essas pessoas que foram vítimas de mandados de busca e apreensão, que eu conheço, a maioria delas estão lutando por uma coisa, pela sua liberdade, pelo seu direito como cidadão".

Sara Winter

Em uma rede social, Sara Winter disse que a polícia levou seu celular e seu notebook. "Meus advogados já chegaram, vamos pra cima! O Brasil não será uma ditadura. Hoje, Alexandre de Moraes comprovou que está a serviço de uma ditadura do judiciário. [...] Estou praticamente incomunicável! Moraes, seu covarde, você não vai me calar", escreveu.

Winston Lima

Em uma rede social, Winston Lima afirmou que recebeu "visita da Polícia Federal, que procedeu uma busca e apreensão de computadores e celulares" em sua casa, mas que não foi informado do motivo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/05


2020

Marília defende mais investimento social no pós-pandemia

Em live com o professor Michel Zaidan, na noite de ontem, a deputada federal Marília Arraes debateu os desafios do pós-pandemia no Brasil e em Pernambuco. Para Marília e Zaidan, esta fase de pandemia pela qual estamos passando tem demonstrado que para o futuro é importante uma inversão de prioridades por parte de quem governa, com mais investimentos no social e combate às desigualdades.

Na live, Marília avaliou que as injustiças sociais, tão evidenciadas neste período de pandemia, são acima de tudo o resultado de governos omissos que não investem em políticas públicas para combater a falta de oportunidades entre as pessoas.

Marília lembra que é função do Estado promover mais igualdade social através de investimentos em áreas fundamentais como Educação e Saúde, temas que são dois dos cinco pilares do Recife Cidade Inteligente. Os outros são: Combate às desigualdades, Mobilidade, Cultura, arte e lazer.  “Não são gastos improdutivos. São investimentos para transformar a realidade de todos. No Recife, infelizmente, não é o que temos visto", afirma.

Para Michel Zaidan, o debate sobre o pós-pandemia tem relação direta com a forma como os investimentos públicos serão utilizados durante esse período de crise sanitária. "Não podemos nos acomodar e ser pessimistas. O que produzirá desenvolvimento e salvará a vida da população não são os cortes nos gastos. O Estado tem obrigação de proporcionar e investir nas atividades básicas", afirma.

Ambos também reforçaram que, em função do que vem acontecendo, também é preciso um olhar atento ao funcionamento das instituições e da democracia. "Mais do que nunca é momento de se investir na sociedade, nas pessoas, e no pleno funcionamento da democracia. Um Estado que não faz esse tipo de investimento é um estado que não se desenvolve", finalizou Marília.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores