FMO janeiro 2020

09/12


2019

Chega ao fim o portal do grupo Opinião

EXCLUSIVO

Canal de notícias do Grupo Opinião, que detém no Estado o controle da TV Clube e algumas emissoras no Nordeste, o OP9 – Portal de Notícias do Nordeste – em operação há dois anos, está dando adeus às suas atividades. Além dos funcionários do Portal, foram demitidos jornalistas da TV. Do site, cinco jornalistas, entre os quais Rebeca Silva, que trabalhou neste blog como repórter, e Daniel Cabral, diretor geral de Jornalismo, Produção e Programação da TV Clube.

Além dos já citados, também foram demitidos:

Tarcio Fonseca – Gerente de jornalismo OP9

Geraldo Ricarte – Diretor de operações

Renato Mota – OP9

André Duarte – OP9

Juliana Aragão – OP9

Paulo Goethe – OP9

Barbara Lessa – TV Clube

Alissa Farias – TV Clube

Monica Ermírio – TV Clube

Adaira – OP9

Daniele – TV Clube

Henrique – OP9


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Governo de PE - Redução nos Homicídios

Confira os últimos posts



29/01


2020

AGU: juiz de garantias não traz impacto financeiro nem viola Constituição

Advogado-geral da União, André Mendonça. Foto: Estevão/Ascom AGU

 

Estadão Conteúdo

Em manifestação encaminhada ao Supremo Tribunal Federal (STF), a Advocacia-Geral da União (AGU) defendeu a criação do juiz de garantias, medida prevista na lei anticrime. Na avaliação da AGU, a medida “prestigia a imparcialidade” do julgador, não viola a Constituição nem traz impacto financeiro e orçamentário.

Na última quarta-feira, o vice-presidente do STF, ministro Luiz Fux, impôs uma derrota ao Congresso, ao presidente Jair Bolsonaro e ao presidente da Corte, Dias Toffoli, ao suspender, sem prazo definido, a criação do juiz de garantias. A medida prevê dividir entre dois magistrados a análise de processos criminais.

Atualmente, o juiz que analisa pedidos da polícia e do Ministério Público na investigação é o mesmo que pode condenar ou absolver o réu. A nova regra, agora suspensa por Fux, prevê que o juiz de garantias deverá conduzir a investigação criminal e tomar medidas necessárias para o andamento do caso, como autorizar busca e apreensão e quebra de sigilo telefônico e bancário, até o momento em que a denúncia é recebida. A partir daí, outro magistrado vai acompanhar o caso e dar a sentença.

“O juiz das garantias converge com o ordenamento constitucional, garantidos os direitos individuais do investigado e a legalidade da investigação criminal”, sustenta a AGU.

Para o órgão, a medida é um “aprimoramento” do sistema processual brasileiro, que já vem sendo discutido no Congresso há bastante tempo.

“O ‘juiz das garantias’ prestigia a imparcialidade do julgador, afastando-o de possíveis fatores de contaminação subjetiva. Assim, foi preservado o distanciamento do julgador dos elementos colhidos durante a investigação criminal. Destarte, não há que se falar em violação ao juiz natural, uma vez que tanto este como o ‘juiz das garantias’ têm por objetivo assegurar a imparcialidade do julgador”, afirma a manifestação da AGU.

De acordo com a Advocacia-Geral da União, não houve violação à Constituição com o dispositivo por “não haver impacto financeiro e orçamentário” com a proposta. “Também não merece acolhimento a alegação de pouco tempo para a entrada em vigor da norma, pois não há violação à Constituição Federal. A crítica destina-se tão somente no plano prático de implementação do ‘juiz das garantias’, não havendo qualquer violação normativa”, conclui a AGU.

Pressão

Um dos receios no STF é o de que Fux “segure” os processos em seu gabinete por anos, como fez com a liminar que autorizou o pagamento de auxílio-moradia a magistrados, a um custo bilionário aos cofres públicos. Não há previsão de quando o ministro vai liberar o caso para a análise do plenário.

Integrantes da Corte já pressionam publicamente o colega para liberar o mais breve possível para julgamento as ações que contestam a lei anticrime.

Para o ministro Marco Aurélio, a medida de Fux – que derrubou uma decisão do presidente do STF, ministro Dias Toffoli – é um “descalabro”, “desgasta barbaramente” o STF e “só gera insegurança jurídica”. Ricardo Lewandowski, por sua vez, disse que não cabe à Corte avaliar a conveniência do dispositivo e cobrou o julgamento do tema com rapidez.

Conforme revelou o jornal O Estado de S. Paulo no mês passado, a maioria do STF é a favor da implantação do juiz de garantias.

Ao suspender por tempo indeterminado a medida, Fux apontou “vícios de inconstitucionalidade” na lei, ausência de recursos previstos para a implantação da medida e a falta de estudos sobre o impacto dela no combate à criminalidade.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

acolher

29/01


2020

Moro se encontrou com Bretas e diretor da Polícia Federal

Encontro Moro com Bretas é visto como demonstração de apoio ao trabalho do Magistrado.

Por Estadão Conteúdo

Em visita ao Rio ontem,  o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, visitou o juiz titular da 7ª Vara Federal Criminal, Marcelo Bretas, responsável pela Lava Jato no Estado, e a Superintendência da Polícia Federal. Entre os dois compromissos, o ex-magistrado almoçou com o ex-colega e o diretor-geral da PF, Maurício Valeixo, em um restaurante especializado em carnes argentinas, na Marina da Glória. Mais cedo, Moro participou de um evento do Departamento Antidrogas dos Estados Unidos, onde fez o discurso de abertura.

"Temos muito claro que, sem a cooperação internacional entre as polícias e entre as Justiças, é impossível enfrentar o problema do tráfico de drogas e as organizações criminosas transnacionais", discursou Moro, no primeiro compromisso do dia, no hotel JW Marriot, na praia de Copacabana, na zona sul do Rio.

A visita do ministro, com paradas no gabinete de um juiz-símbolo da Lava Jato e na sede da Polícia Federal no Estado, aconteceu na semana seguinte a uma crise que ele viveu com o presidente Jair Bolsonaro. A possível cisão de sua pasta em duas - Justiça e Segurança Pública -, cogitada por Bolsonaro-, tiraria poderes de Moro. Ele perderia, por exemplo, o controle da PF. O movimento gerou forte reação negativa entre apoiadores do ministro, um possível presidenciável em 2022, e no campo do bolsonarismo. Diante delas, Bolsonaro recuou - pelo menos por enquanto.

O encontro com Bretas na 7ª Vara foi divulgado como demonstração de apoio ao trabalho do magistrado. Moro também conheceu a equipe do juiz, o mais famoso da operação desde que Moro deixou a Justiça Federal para se integrar ao governo Bolsonaro. Sobre a visita à PF, a assessoria do Ministério da Justiça informou apenas ser para "acompanhar os trabalhos". Durante toda a visita, o ministro não falou com os repórteres que acompanhavam a comitiva.

O almoço com Bretas, Valeixo e mais uma pessoa não identificada foi no restaurante Corrientes 348, na Marina da Glória, na zona sul. Eles foram para uma sala privativa e exploraram o cardápio. Pediram, de entrada, empanadas mistas de carne e queijo; para o prato principal, bife ancho, chorizo, farofa de ovos, polenta com queijo e uma batata especial da casa. Beberam água, refrigerante e café, segundo apurou a reportagem. O bife ancho de 600 gramas custa R$ 148.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

29/01


2020

Reforma da Previdência: relator defende que Congresso vote texto único

Foto: Divulgação / Câmara dos Deputados

Por Estadão Conteúdo

O relator da reforma tributária da Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), afirmou que está trabalhando para que haja um texto único sobre o tema, unindo as propostas em tramitação no Congresso, e que esse resultado seja votado pela Câmara e Senado até junho.

A ideia, como ele já havia dito anteriormente, é que os deputados aprovem a reforma até abril, restando dois meses para o texto ser aprovado pelo Senado. Se ficar para o segundo semestre, há o risco da não aprovação da medida, já que as eleições municipais deste ano devem esvaziar o parlamento.

O Congresso deve criar uma comissão mista para que deputados e senadores tratem ao mesmo tempo sobre a reforma. Segundo Ribeiro, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), aguarda a chegada do seu par no Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), para os dois tratarem dos prazos de criação desse colegiado. “A comissão mista deve ter um prazo rápido”, disse. “Instalada, vamos correr”, afirmou.

Ribeiro participou nesta tarde de uma reunião na casa de Maia com outros deputados e o economista Bernard Appy.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


28/01


2020

PT deixa para abril decisão de apoio a Marília Arraes

Não foi desta vez que o PT decidiu pela candidatura própria no Recife. Reunida em São Paulo, por mais de três horas, com a cúpula do partido em Pernambuco, a executiva nacional adiou para abril a decisão de apoiar Marília Arraes em faixa própria. Durante o encontro, no entanto, os principais líderes nacionais se posicionaram pelo apoio a Marília, enquanto o senador Humberto Costa e sua trupe bateram de frente, rejeitando a tese de candidatura própria. Em postagem nas redes sociais, a presidente do partido, Gleisi Hoffmann, comunicou o adiamento da decisão.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Limoeiro

28/01


2020

Morre o jornalista Antônio Martins

O jornalista Antônio Martins de Vasconcelos morreu, na tarde de ontem, devido a complicações Esclerose Lateral Amiotrófica. Segundo o também jornalista Orlando Brito, colega de trabalho de muitos anos, Antônio Martins teria contraído a doença há aproximadamente oito meses.

“Ele recebeu todos os cuidados médicos, mas foi perdendo os movimentos e, infelizmente não resistiu a três paradas cardíacas”, contou o jornalista.

Emocionado, o secretário de Cultura do Distrito Federal, Bartolomeu Rodrigues, que também foi colega de trabalho de Antônio Martins disse que estava “muito abalado” com a morte do jornalista. “Era um amigo e irmão para mim”, afirmou.

Nascido no Ceará, Antônio Martins formou-se padre, abandonou a batina e decidiu ser jornalista. Em Recife, ele trabalhou nos principais jornais da cidade de depois se mudou para Brasília, para trabalhar na redação do Jornal O Globo.

Na época, ele cobriu assuntos da política nacional e se tornou amigo dos políticos do momento, como José Sarney e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Mais tarde, Antônio Martins foi presidente da antiga Radiobrás – hoje Empresa Brasil Comunicação (EBC). O jornalista também fundou a empresa de produção radiofônica Som e Letras. “Foi um grande jornalista, era respeitado por todos”, lembra o colega Orlando Brito.

Martins foi velado e enterrado hoje, no Campo da Esperança. O jornalista deixa cinco filhos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner de Arcoverde

28/01


2020

Prefeito de Fortaleza fala ao blog

Acabei de sair do gabinete do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), que me concedeu uma longa entrevista. Falou de tudo, da sua gestão à política nacional e também da sua sucessão. Sobre o Governo Bolsonaro, teceu críticas, mas disse que só parte para o enfrentamento quando Fortaleza é contrariada. Quanto ao candidato que apoiará, antecipou que será escolhido consensualmente com o governador Camilo Santana, do PT. Mas o PT já lançou a ex-prefeita e deputada federal Luizianne Lins, seguindo diretriz da executiva nacional, de ter candidaturas próprias nas capitais. Aí onde está o nó do imbróglio, que ele não adianta como irá resolver. A íntegra da entrevista será postada amanhã logo cedo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


28/01


2020

Sociedade de Artistas de Olinda sedia roda de conversa

Amanhã, às 14h, o Estúdio Sarasá, empresa responsável pela execução da conservação e restauro da fachada Sociedade Beneficente de Artistas e Operários de Olinda – SBAOO, abre as portas do imóvel secular para a apresentação do andamento dos trabalhos de conservação, a conclusão dos serviços no sobrado e encaminhamentos da obra na casa térrea.

Na ocasião, moradores da cidade alta e integrantes da SBAOO realizarão uma roda de conversa sobre as memórias do casarão no imaginário olindense. O imóvel fica localizado na Rua Bernardo Vieira de Melo, 127 – Carmo. A entrada é gratuita.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


28/01


2020

Fundaj inaugura escritório do FNDE em março

A inauguração do escritório do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), no Nordeste, está marcada para acontecer na primeira semana de Março. O período foi definido hoje, em Brasília, pelo presidente da Fundação Joaquim Nabuco, Antônio Campos – que cumpre agenda – e pela presidente do FNDE, Karine Silva dos Santos.

"A importância dessa cooperação, pensada como um braço operacional de atendimento e formação de gestores, é uma forma de impulsionar o Nordeste. O acordo prevê o desenvolvimento de pesquisas para auxiliar na correta aplicação dos recursos dentro de dois segmentos de trabalho: formação técnica e pesquisa”, afirma o presidente da Fundaj, Antônio Campos.

O escritório do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação será instalado no campus Derby da Fundaj. Dentro das atribuições do FNDE, está a priorização de demandas conforme dados estatísticos e a elaboração de relatórios, considerando as informações repassadas pela Fundação. Isso, com o objetivo de ter subsídio para decisões administrativas e ações estratégicas. Já a Fundaj será responsável por disponibilizar equipe técnica para atuar no atendimento técnico-institucional, além de controlar a qualidade do serviço prestado. As duas partes estão comprometidas a se reunirem no intuito de organizar iniciativas para fiel cumprimento do acordo.

Em dezembro do ano passado as duas instituições, ligadas ao Ministério da Educação (MEC), assinaram um Acordo de Cooperação Técnica (ACT). O documento visa articular ações conjuntas de apoio ao atendimento-institucional permanente dos gestores da região Nordeste responsáveis por executar, controlar e prestar contas das políticas públicas educacionais do FNDE. Além disso, prevê a elaboração de pesquisas de avaliação de ações da autarquia, realizadas pela Fundaj.

Com prazo de duração de 60 meses, o acordo deu-se por aspectos como a excelente qualificação acadêmica e profissional do quadro de pesquisadores da Fundaj no campo das ciências sociais. Também, pelo entendimento da relevância de intercâmbio de informações entre as instituições.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


28/01


2020

Ipojuca é selecionado em programa de Meio Ambiente

Ipojuca, no Litoral Sul de Pernambuco, foi um dos seis municípios da costa brasileira selecionados pela Agência de Proteção Ambiental da Suécia e a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Públicas e Resíduos Sólidos (ABRELPE) para participar de um programa internacional de Meio Ambiente.

A Prefeitura do Ipojuca, através da Secretaria de Meio Ambiente e Controle Urbano, pleiteou a vaga e foi selecionada, entre outros critérios pelo seu litoral possuir unidades de conservação; ter áreas de interesse turístico; e bancos de dados ambientais.

O “Programa de Prevenção e combate às fontes de poluição marinha causada por resíduos sólidos” visa identificar as fontes de poluição na região e promover ações para combatê-las. Todos os recursos para viabilização do projeto serão custeados pela Agência Sueca, que tem acordo de cooperação com o Ministério do Meio Ambiente do Brasil.

“Foi com muita alegria que recebemos a resposta da aprovação, pois sabemos da importância da preservação do Meio Ambiente e do quanto será bom para o município receber técnicos internacionais para realizar este estudo no nosso litoral, que é o maior do estado, com praias mundialmente conhecidas como Porto de Galinhas, Maracaípe e Serrambi”, afirmou a prefeita Célia Sales.

O secretário de Meio Ambiente do Ipojuca, Erivelto Lacerda, explicou que a primeira visita técnica está agendada para o início de março. Toda a equipe receberá treinamento para colaborar com os estudos e estará à disposição para compartilhar os dados do município.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


28/01


2020

Podemos lança Delson Lustosa em Santa Terezinha

De olho nas eleições municipais, o Podemos Pernambuco segue ampliando seus quadros para a disputa. Na manhã de hoje, em seu escritório político no Recife, o deputado federal Ricardo Teobaldo acertou os detalhes para a filiação do ex-prefeito Delson Lustosa ao Podemos. Delson vai disputar novamente a cadeira do executivo em Santa Terezinha, no Sertão pernambucano. O deputado estadual Gustavo Gouveia também participou do encontro.

O deputado Ricardo Teobaldo ressaltou a importância da entrada de Delson na legenda. “Temos agregado grandes quadros da política pernambucana ao Podemos em todas as regiões do estado. Delson é um desses. É um político preparado, tem experiência e já mostrou que sabe governar. Ele é o nome do Podemos para vencer as eleições no município”, destacou.

A chegada de Delson Lustosa ao Podemos reforça o projeto do Podemos de ter o maior número de candidaturas próprias em Pernambuco.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


28/01


2020

Avante filia ex-prefeito de São Benedito do Sul

José Baiano, ex-prefeito de São Benedito do Sul, município localizado na Mata Sul pernambucana, é o mais novo quadro do partido Avante, em Pernambuco.

O ato de filiação aconteceu ontem e foi acompanhado por Sebastião Oliveira e Rogério Leão, deputados federal e estadual, respectivamente, pelo atual prefeito Júnior Amorim, além do vice-prefeito Betanio Marcelino, que preside a sigla na cidade.

“O Avante comemora a chegada de José Baiano, que possui importantes serviços prestados a São Benedito do Sul. Trata-se de uma cidade prioritária para os planos do partido e estamos montando um time forte e competente para reeleger Júnior Amorim”, destacou o  presidente do Avante pernambucano, Waldemar Oliveira.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


28/01


2020

Partidos lançam mais nomes nas eleições municipais

O Globo

A disputa municipal de 2020 terá número recorde de candidaturas, de acordo com a previsão de presidentes de partidos e analistas. Com o fim das coligações para as câmaras municipais a partir deste ano, cada legenda terá de apresentar uma lista fechada de candidatos a vereador e a tendência é lançar nomes próprios a prefeito para puxar votos para o Legislativo.

A intenção da nova regra é diminuir o total de partidos no país – hoje há 33 legendas registradas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) –, mas esse efeito só deve ser atingido em eleições seguintes. Os critérios para acesso ao fundo partidário e tempo de TV são baseados nos votos para a Câmara dos Deputados, mas a nova regra pode reduzir o espaço nos legislativos municipais dos partidos menores, que não poderão se coligar com siglas maiores, herdando seus votos.

No MDB, partido com o maior número de prefeituras, a intenção é aumentar a representatividade. Dirigentes estaduais sabem que devem lançar o maior número de candidatos possível para eleger vereadores, diz Baleia Rossi (SP), presidente do MDB.

“Esse foi o ponto mais positivo da reforma que votamos”, diz Baleia Rossi, acrescentando: “Incentiva o partido a lançar candidatura, a ter ideologia, ter propostas, ter presença efetiva nas cidades. Vai acabar com os partidos de um dono só”.

Para o cientista político Carlos Pereira (FGV), a oferta maior de candidatos é um efeito colateral da nova regra que pode ser positivo:

“Pode confundir o eleitor. O eleitor tem dificuldade em diferenciar os partidos, mas a gente tem que esperar para ver se vai haver uma identidade partidária maior pelo fato de os candidatos não pertencerem às coligações”, disse. Clique aqui para ler a matéria na íntegra.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


28/01


2020

Conselho de Ética adverte Weintraub

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, foi advertido, hoje, pelo Conselho de Ética da Presidência por ter comparado os ex-presidentes Lula e Dilma a droga no contexto da apreensão dos 39 quilos de cocaína em avião presidencial de apoio à comitiva de Jair Bolsonaro em viagem à Espanha, em junho do ano passado.

A provocação foi assim: “Tranquilizo os ‘guerreiros’ do PT e de seus acepipes (sic): o responsável pelos 39 kg de cocaína NADA tem a ver com o Governo Bolsonaro. Ele irá para a cadeia e ninguém de nosso lado defenderá o criminoso. Vocês continuam com a exclusividade de serem amigos de traficantes como as FARC”, afirmava Weintraub em uma das publicações. “No passado o avião presidencial já transportou drogas em maior quantidade. Alguém sabe o peso do Lula ou da Dilma?”, escreveu ele em outra.

Para o conselheiro Erick Vidigal, não se espera de um ministro da Educação o “papel” de uma autoridade “impulsiva, destemperada, que ofende que quer que critique” e que usa “o cargo público lhe dá para ampliar a divisão existente atualmente na sociedade brasileira, incitar o ódio, a agressividade, a desarmonia”.

As punições impostas pela Comissão de Ética têm caráter administrativo, como advertência e censura ética. Dependendo da gravidade, é possível sugerir a demissão do cargo. As recomendações, porém, não precisam ser acatadas pelo governo, informa o Estadão.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


28/01


2020

Prefeito itinerante é proibido, mas lançar parente pode

Por Diana Câmara*

Não é incomum vermos uma família se perpetuar no poder em uma região e administrar várias cidades ao mesmo tempo ou sair migrando pelos municípios limítrofes sempre que o mandato está chegando ao fim. A Constituição Federal veda o terceiro mandato a fim de evitar a perpetuação de uma mesma pessoa no poder. Por isso, é certo que um prefeito só pode tentar uma reeleição seguida no seu município e está impedido de disputar eleição para chefe do executivo de cidades vizinhas. E como a Justiça encara esse impedimento em relação aos parentes? Existe inelegibilidade reflexa? Um prefeito reeleito pode lançar sua esposa ou filho para ser candidato a prefeita (o) no município vizinho onde exerce forte poder político?

A CF/88, em seu artigo 14, § 7º, diz que a são inelegíveis, no território de jurisdição do titular, o cônjuge e os parentes consangüíneos ou afins, até o segundo grau ou por adoção, de mandatário do poder executivo ou de quem os haja substituído dentro dos seis meses anteriores ao pleito, salvo se já é titular de mandato eletivo e candidato à reeleição. Ou seja, a limitação trazida pela Carta Magna se restringe ao território onde é exercido o cargo e, por isso, não permite uma interpretação mais larga no que tange aos parentes do chefe do executivo. A lei permite e a jurisprudência é amplamente pacífica quanto a isso. Assim, nas Eleições de 2020 é possível que os parentes de atuais prefeitos disputem o cargo de prefeito em municípios vizinhos sem o menor constrangimento ou impedimento legal.

O STF, sob o regime da repercussão geral, firmou o entendimento de que o art. 14 , § 5º da Constituição deve ser interpretado no sentido de que a proibição da segunda reeleição torna inelegível para o cargo de chefe do Poder Executivo o cidadão que já exerceu dois mandatos consecutivos em cargo da mesma natureza, ainda que em ente da federação diverso. Conforme o entendimento da Suprema Corte, tal interpretação seria necessária, à luz do princípio republicano, para impedir a perpetuação de uma mesma pessoa no poder, criando a figura do "prefeito itinerante". Todavia, o entendimento do STF a respeito da inelegibilidade do "prefeito itinerante" não pode ser aplicado, automaticamente, ao caso de inelegibilidade reflexa. Especialmente porque este entendimento conferiu interpretação ao art. 14, § 5º, da CF/88, que trata do próprio mandatário do poder executivo e não dos seus parentes, objeto do art. 14, § 7º, da CF/88.

Assim, em síntese, quanto ao próprio prefeito é vedado concorrer em município limítrofe o que configuraria “prefeito itinerante” ou até mesmo concorrer como vice-prefeito, pois seria enquadrado como “terceiro mandato”, já quem tem possibilidade de assumir o poder no caso de impedimento do titular. Quanto aos parentes, estes só não podem vir candidatos no próprio quintal, mas estão livres, leves e soltos para disputar cargos nas cidades vizinhas.   

*Advogada especialista em Direito Eleitoral, presidente da Comissão de Direito Eleitoral da OAB/PE, membro fundadora e ex-presidente do Instituto de Direito Eleitoral e Público de Pernambuco (IDEPPE), membro fundadora da Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político (ABRADEP) e autora de livros.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


28/01


2020

Belo Jardim: Evento reúne artesanato, música e gastronomia

O distrito de Serra do Ventos, localizado a 15 quilômetros de Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco, vai sediar, nos próximos dias 1 e 2 de fevereiro, o Arte em Serra do Vento. O evento, vai reunir, no mesmo local, feira de artesanato, gastronomia, apresentações culturais e shows.

O projeto, realizado pela Fundação Bitury e patrocinado pelo Sebrae e Baterias Moura, reúne parceiros e apoiadores da cidade e região e vai oferecer uma programação com exposição e venda de peças artesanais de Belo Jardim e de cidades vizinhas, alimentos regionais, cadastro no Credi Amigo e Agro Amigo do Banco do Nordeste, palestras, oficinas e shows com músicos da terra.

A abertura do evento está prevista para 14h, no dia 01, com apresentação de orquestra de frevo, Ballet Popular de Sanharó, os Caiporas de pesqueira e o show de Gilberto e Banda. No domingo, dia 2 a animação fica por conta do encontro de Sanfoneiros, apresentação de bacamarteiros e shows de Andreza Almeida e Ramon Pegada Top. 

A iniciativa é apoiada pelo Instituto Conceição Moura, Instituto Federal de Belo Jardim, Rádio Bitury, Jornal Enfoco, Portal BJ1, Plantex, Placsport, Rádio Liberdade, Rádio Vale, Sesc Ler Belo Jardim, Prefeitura Municipal de Sanharó, Prefeitura Municipal de Pesqueira e Prefeitura Municipal de São Bento do Una.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores