FMO janeiro 2020

16/11


2019

Tem até outdoor

O I Curso de Capacitação para Candidatos em 2020, na próxima segunda-feira, no Centro de Convenções, se reveste de tal magnitude que ganhou até propaganda em outdoors. 

Tenho a honra de ser um dos palestrantes. Falo sobre a nova mídia e como o político deve se relacionar com a Imprensa. Se você ainda não fez a sua inscrição, corra. 

O link está disponível no meu blog e no site do IDEPPE.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

Confira os últimos posts



04/07


2020

Na PE 418, condutor morre ao colidir com areia na pista

A péssima qualidade das rodovias pernambucanas tira a paciência e, em alguns casos, a vida das pessoas. Em Serra Talhada, no último domingo, um morador da cidade, de 48 anos, morreu ao colidir a sua motocicleta numa montanha de areia na PE-418, que liga o município ao distrito de Santa Rita.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a colisão aconteceu na altura do KM-34. A vítima teve ferimentos na face e no crânio e não resistiu. Havia montes de terra espalhados na rodovia, como é possível ver na foto, que teriam sido despejados na pista pelo Departamento de Estradas de Rodagem de Pernambuco (DER), conforme atestou a líder comunitária Rita Inácio. A informação está disponível no blog Farol de Notícias.

BURACOS NA DIVISA PE/PB - Outra situação que tem prejudicado motoristas ocorre nas proximidades de São José do Egito, na divisa com a Paraíba. Em vídeo, um leitor faz um comparativo entre os trechos paraibano – bem conservado – e pernambucano, que conta com diversos buracos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

04/07


2020

Rádio de Bonito volta a transmitir Frente a Frente na segunda

Mais uma emissora integrante da Rede Nordeste de Rádio: a Verdade FM 98,7, em Bonito, no Agreste pernambucano, volta a retransmitir o Frente a Frente, programa que ancoro das 18 às 19 horas, de segunda à sexta-feira, tendo como cabeça de rede a Hits 103,1 FM, no Grande Recife. Volta na próxima segunda-feira como principal destaque da nova grade da emissora, líder de audiência em Bonito e 20 municípios próximos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


04/07


2020

Irregularidades tiram prefeito de Maraial do cargo

Em sessão que durou mais de oito horas, realizada, ontem, na Câmara Municipal de Maraial, sete dos nove vereadores decidiram pela cassação do mandato do prefeito Marquinhos Moura (PTB). A maioria dos vereadores entendeu que, o agora ex-prefeito, cometeu improbidade administrativa.

Pesaram contra ele duas acusações: não ter repassado os recursos obrigatórios para a área de saúde e ter gasto R$ 1,3 milhão sem que a despesa tenha sido empenhada. Votaram pela cassação os vereadores Everaldo do Queijo, Edson Professor, Roni de Laerte, Irmão Eraldo, Mano Pantanal, Val do Gás e Carlos Alexandre.

Com a decisão de ontem, Marquinhos Moura seguiu o mesmo caminho do seu pai e ex-prefeito, Antônio Carlos Moura, que, em 1989, também por decisão do Poder Legislativo Municipal, foi obrigado a se afastar do cargo. Quem assume o comando da cidade é o vice-prefeito Dr. Márcio.

“Acredito que desta vez Maraial encerrou de vez a trajetória política da família Moura. É dever dos vereadores, que foram eleitos pelo povo, fiscalizar o trabalho do prefeito. E assim fizemos. É preciso seguir adiante e reerguer a nossa cidade”, avalia Carlos Alexandre, um dos vereadores que votaram a favor da cassação.

Confira a decisão da Câmara neste link.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


04/07


2020

Gilson toca Asa Branca em resposta a netos de Gonzaga

O presidente da Embratur, Gilson Machado Neto, falou com exclusividade ao blog sobre as críticas que netos de Luiz Gonzaga fizeram sobre o uso da música "Riacho do navio" em live com o presidente Jair Bolsonaro na última quinta-feira (2). Na ocasião, Gilson chegou a tocá-la. Em resposta à reclamação, decidiu interpretar "Asa branca" na sanfona.

Gilson Machado também explicou que continuará admirando o Rei do Baião. "Nada vai mudar meu respeito e idolatria por Luiz Gonzaga, um exemplo para o nordestino e para minha carreira! Sempre toco músicas do Rei em todas as minhas apresentações. A chama do verdadeiro forró nunca pode se apagar. Deveria ser obrigatório, em todo evento junino no Nordeste, os artistas tocarem músicas de Luiz Gonzaga. Tenho orgulho de ser discípulo dele, nada nem ninguém vai mudar meu sentimento e respeito pelo Rei do Baião", ressaltou.

Em um texto publicado nas redes sociais, Amora Pêra, Nanan Gonzaga e Daniel Gonzaga, filhos de Gonzaguinha, declararam que não autorizam o governo federal a utilizar canções assinadas por pessoas da família.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


04/07


2020

Princesa do Pajeú

Afogados da Ingazeira, minha terra natal, ficou imortalizada nos versos de uma conterrânea: a saudosa cantora e compositora Maria da Paz, a Paizinha. "A Princesinha da Ingazeira" virou um hino extraoficial da cidade, que completou 111 anos de emancipação política na última quarta-feira (1º).

Deixo aqui mais uma homenagem a minha Afogados, nobre princesa do Pajeú.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


04/07


2020

Mel de Serra Talhada em plena expansão

Farol de Notícias

A Casa do Mel de Serra Talhada, fundada em 2008, já com o objetivo de atender Pernambuco desde o início, travou uma batalha em busca da aprovação do selo que permite a venda em todo o Estado. A princípio, contou com um investimento da Codevasf e hoje já conta com a parceria da Prefeitura, do Sindicato dos Trabalhadores, da Adagro e do Banco do Nordeste, através do Projeto de Desenvolvimento Territorial na Apicultura.

Mais de 40 trabalhadores sobrevivem da atividade que vem se destacando pela importância ambiental, uma vez que os apicultores devem seguir uma série de protocolos de cuidados com a natureza. Quarenta são apicultores, ainda há agrônomo e zootecnista que prestam serviços à Casa do Mel. A maioria dos apicultores são moradores de assentamentos e de comunidades rurais de agricultura familiar.

Segundo Cícero Aldo, presidente da Casa do Mel, a produção anual é de 30 toneladas, de acordo com a produção do ano. Devido às propriedades nutricionais e imunológicas do mel, neste contexto de pandemia, a procura pelo produto teve um aumento correspondente a um percentual de 20% a 30%.

Após 12 anos de espera, finalmente o selo é liberado e a Casa do Mel pode fazer uma mega venda para Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper). Há novas vendas previstas, uma delas é para a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), que está apenas aguardando sair o edital. Também conseguiu a DAP jurídica, documento que facilita na comercialização do produto.

“A gente recebeu, no final do ano passado, a certificação do Estado, o Selo de Inspeção Estadual (SIE). Hoje podemos vender para todo o estado de Pernambuco. É uma novidade a gente poder oferecer o mel de Serra Talhada par toda região do Estado. Fizemos uma venda recentemente para a Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper). Foram 1.500 kg, R$ 25 mil. Concorremos a um edital e ganhamos”, disse o presidente da Casa do Mel.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


04/07


2020

Sem repasse, rede privada recusa usuários do Sassepe

Houldine Nascimento, da equipe do blog

Sob a alegação de falta de pagamento, hospitais da rede privada conveniados com o governo de Pernambuco estão suspendendo o atendimento a usuários do Sistema de Assistência à Saúde dos Servidores do Estado (Sassepe). A razão apontada é de que a gestão de Paulo Câmara não repassa recursos há pelo menos cinco meses.

Um exemplo é o Memorial Hospital de Goiana, que contempla dez municípios da Mata Norte. Lá, os atendimentos a usuários do Sassepe foram cancelados há alguns dias, conforme atesta uma fonte que preferiu não se identificar.

De forma contraditória, em maio, o Instituto de Recursos Humanos (IRH), responsável pelo Sassepe e vinculado à Secretaria de Administração de Pernambuco, chegou a anunciar a ampliação da rede credenciada para os servidores públicos.

Nossa reportagem entrou em contato com a assessoria do IRH, mas não obteve resposta até o fechamento desta matéria.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


04/07


2020

Miguel comemora entrega da nova Porta do Rio

Numa parceria com a iniciativa privada, a Prefeitura de Petrolina fez a revitalização da Porta do Rio, uma área de lazer às margens do Rio São Francisco. No espaço, projetado para ser mais inclusivo, há parque infantil com brinquedos educativos, ambiente para animais de estimação e área para esportes radicais. Além disso, a nova Porta do Rio traz pista de cooper e quadra poliesportiva.

O prefeito Miguel Coelho (MDB) comemorou a entrega do equipamento, como é possível ver no vídeo. "É um verdadeiro parque multiuso às margens de nosso maior patrimônio, o Rio São Francisco. Infelizmente, hoje, os tempos não permitem grandes aglomerações. Mas tenho certeza que tudo isso vai passar e todos os petrolinenses poderão curtir esse novo presente que a cidade ganhou e deixou a nossa orla ainda mais bonita", destaca.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


04/07


2020

Sem máscara, Bolsonaro festeja Independência do EUA

G1

O presidente Jair Bolsonaro, ministros do governo e o filho dele, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), comemoram o dia da independência dos Estados Unidos em um almoço neste sábado (4), em Brasília, com o embaixador norte-americano, Todd Chapmann. Bolsonaro, os ministros e Eduardo apareceram em fotos, divulgadas pelo próprio presidente, sem usar máscaras de proteção contra a covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Entre os ministros que acompanharam Bolsonaro no almoço estavam: Braga Netto (Casa Civil), Ernesto Araújo (Relações Internacionais), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) e Fernando Azevedo (Defesa).

Em Brasília, decreto do governo distrital obriga o uso de máscara em locais públicos, o que não era o caso do almoço deste sábado.

A matéria completa está no G1.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


04/07


2020

Gonzaga Patriota celebra prorrogação de auxílio

O deputado federal Gonzaga Patriota (PSB-PE) foi às redes sociais celebrar a prorrogação do auxílio emergencial de R$ 600 para trabalhadores informais e desempregados por mais dois meses. "Foi uma luta muito grande para a gente conseguir esses R$ 600. Esse auxílio para mais de 64 milhões de pessoas carentes chegam no comércio, na indústria e servem como distribuição de renda nas pequenas cidades", comentou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


04/07


2020

As lives dos artistas, taxas do Ecad e direitos autorais

A partir da próxima semana, as lives deste blog passam a ser realizadas às segundas e quartas-feiras, mantendo o mesmo horário das 19 horas. Nesta segunda, resolvi entrar numa grande polêmica: as crescentes lives das estrelas musicais do Brasil, seus direitos autorais e como está sendo feito o monitoramento e as cobranças de taxas por parte do Ecad, o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição dos Direitos Autorais. Minha convidada é a superintendente-executiva da instituição, Isabel Amorim, do Rio de Janeiro, sede do órgão.

O Ecad é um escritório privado brasileiro responsável pela arrecadação e distribuição dos direitos autorais das músicas aos seus autores. É uma instituição privada criada pela Lei nº 5.988/73 e mantida pela Lei Federal nº 9.610/98.  Em 2012, foram mais de R$ 625 milhões arrecadados pela empresa e no mesmo ano os cantores com maior rendimento foram Sorocaba (da dupla Fernando & Sorocaba), Victor Chaves (da dupla Victor & Leo), Roberto Carlos e Paula Fernandes. 

Chefona do Ecad, Isabel Amorim tem experiência em negócios e em comunicação. É formada em Administração de Empresas, pós-graduada em Comunicação pela USP e possui um MBA pela Business School de São Paulo e Rotman School em Toronto. Cursou em 2013 uma pós na IE Madrid em Gerenciamento Global e foi bolsista de Stanford, onde estudou Ciências Políticas entre 2016 e 2018. 

Além disso, é membro do Conselho da WAN - Associação Mundial de Jornais. Desde novembro de 2019, ela é superintendente executiva do Ecad. A executiva iniciou a carreira na Editora Abril em 1988 e, desde então, trabalhou em grandes empresas de mídia. Entre os anos de 2001 e 2013, dirigiu o The New York Times Syndicate na América Latina. 

Em 2013, lançou a versão digital do jornal El País no Brasil, acumulando responsabilidade pela área de direitos autorais do grupo Prisa. Em 2016, voltou para a Abril para dirigir a área Digital e Comercial. Em 2019, foi responsável pela área de comunicação da Prefeitura de São Paulo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


04/07


2020

Em Arcoverde, vale tudo para anunciar sucessor

Em Arcoverde, a prefeita Madalena Britto (PSB) vai de encontro às determinações de isolamento social do governador Paulo Câmara, seu correligionário, e do próprio município para apresentar o pré-candidato de seu grupo político à Prefeitura, o empresário Wellington Maciel (MDB). As 22 mortes por Covid-19 na cidade não foram suficientes para evitar aglomerações e queima de fogos, além das filas duplas de veículos nas proximidades da Praça da Bandeira.

No vale-tudo para fazer um sucessor, o desrespeito à lei prevaleceu, ontem, e a Arcotrans, autarquia responsável por fiscalizar a mobilidade em Arcoverde, fez vistas grossas aos abusos. No entorno de uma emissora rádio, onde ocorreu a divulgação do pré-candidato abençoado pela prefeita, é que ocorreu a gritaria e o disparo de fogos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


04/07


2020

Sobral Pinto deixa lição à Lava Jato

Por Marcelo Tognozzi

Alberto Barth, suíço e comerciante, encantou-se com o Rio. Chegou jovem, montou um pequeno comércio de importação e exportação na Rua do Hospício 43, hoje rua Buenos Aires, entre a Avenida Rio Branco e a Rua da Quitanda. Barth era metódico e protestante. Conforme prosperava, devolveu uma parte aos cariocas investindo na cidade. Fez muita coisa boa. Em 1906, já um senhor encanecido, uniu-se ao então prefeito do Rio, o baiano Marcelino de Souza Aguiar, e financiou a construção de uma escola.

Souza Aguiar ergueu o prédio no número 124 da atual avenida Oswaldo Cruz, no bairro do Flamengo. Mandou botar o nome de Alberto Barth na escola, homenageando o suíço gente boa que amava o Rio. A escola funcionou durante 23 anos. Em novembro de 1936, homens que diziam lutar contra a esquerda comunista, a direita integralista e corruptos em geral ocuparam a escola e ali instalaram o TSN (Tribunal de Segurança Nacional), tudo abençoado pelo ministro da Justiça do Estado Novo, o doutor Vicente Ráo.

O professor Reynaldo Pompeu de Campos, com quem aprendi muito sobre esse período, estudou profundamente essa corte de exceção. Lembro das suas aulas e é impossível não relacionar aquele passado de 84 anos atrás no Rio de Janeiro com o presente da República de Curitiba. Ráo tinha a mesma fome punitivista de Sergio Moro ou Deltan Dallagnol. A diferença é que Ráo, um tipo magro, empertigado, sempre metido num jaquetão bem cortado, cabelo gomalinado e abotoaduras de ouro, era um paulista rico, refinado e extremamente culto, fundador da USP.

Da caneta de Ráo, como a cumplicidade de Felinto Muller, o chefe da polícia de Getúlio Vargas, saíram os nomes dos integrantes do Tribunal presidido por Frederico de Barros Barreto, depois ministro e presidente do STF, com Honorato Himalaya Vergolino na cadeira de procurador, autor da denúncia contra os líderes da Intentona Comunista de 1935 e do requerimento de 23 de março de 1946 pedindo o cancelamento do registro do Partido Comunista do Brasil (PCB).

A turma do TSN era duríssima. Tão famosa neste quesito quanto a de Curitiba. Se Ráo era um Moro refinado, Himalaya Vergolino era um Deltan Dallagnol com jeito e nome de cangaceiro. Não tinham o menor apreço pelo Estado de Direito e faziam dos processos um vale-tudo, numa época ainda órfã da Declaração Universal dos Direitos do Homem.

Naquele tribunal sinistro, repleto de açougueiros do Direito, uma luzinha brilhava na pessoa do advogado Heráclito de Fontoura Sobral Pinto. Católico, conservador, anticomunista, defendeu Luiz Carlos Prestes o réu mais famoso do TSN, líder da revolta comunista de 1935. Prestes e seu companheiro Harry Berger foram encarcerados em condições tão precárias, que Sobral fez uma petição delatando os maus tratos e apelando para a aplicação da Lei de Proteção aos Animais. “Me expus durante 8 anos para restaurar a dignidade de 2 homens”, declarou numa longa entrevista. As crianças voltariam para a escola Alberto Barth somente em 1946.

Quem hoje passa pela avenida Oswaldo Cruz não imagina a luta travada ali pelo do doutor Sobral, um homem miúdo, nascido na mineira em Barbacena em 1893, que conheci na campanha das Diretas Já e vi de perto discursar no comício da Candelária diante de 1 milhão de pessoas.

Sua mais marcante característica era não ter medo nem ter ódio. Fé e convicções pairavam acima de quaisquer interesses, tinha a exata e precisa noção de que a garantia da liberdade é o Direito, jamais a força. Numa entrevista ao repórter Luiz Eduardo Lobo, o Lobinho, doutor Sobral deu uma lição perfeita para estes tempos de Lava Jato: “Os moços de hoje acham que é a violência quem comanda. Isso é uma tradição funesta e perigosa. (…) O Direito deve voltar a governar os homens. É preciso trabalhar através da palavra e do conhecimento no sentido de convencer”. O repórter Lobinho morreria dias depois, em 28 de junho de 1984, vítima de um acidente aéreo no qual perderam a vida 18 pessoas, a maioria jornalistas, a caminho de uma plataforma da Petrobras.

O doutor Sobral viveu 98 anos e foi embora em novembro 1991. Nestes tempos onde combate à corrupção e política se misturaram como nos idos do Estado Novo, nunca é demais lembrar que o Brasil já teve outra cara, outra ética e outra moral, com gente capaz de ganhar o jogo sem burlar as regras do Estado de Direito, como fez o doutor Sobral.

Morador na rua Pereira da Silva, em Laranjeiras, uma ladeira, ele andava a pé, terno preto e guarda-chuva. Com 75 anos, foi preso em Goiânia por criticar o AI-5. Não entregou os pontos e nem deixou de ser católico, conservador e anticomunista. Apoiara a tomada de poder pelos militares em 1964, porque “acreditava que os comunistas estavam tomando o governo”. Mas bastaram os primeiros sinais de ataque à democracia para que pulasse do barco e denunciasse o arbítrio.

Neste Brasil que deu uma marcha à ré de 80 e tantos anos, misturando justiça, política e malandragem, de vez em quando a gente precisa mandar rezar uma missa para pessoas como o doutor Sobral Pinto. Um extraordinário homem de princípios, algo tão singelo e humano e ao mesmo tempo tão raro nos dias de hoje.

Na escola que virou tribunal político, a lição de Sobral Pinto foi imortalizada no samba de João Nogueira:

Vovô Sobral
Pra quem não conhece é um grande homem
Tornou-se jurista de renome
Patrono de todo tribunal

Vovô Sobral
No alto dos seus 90 anos
Reclama por direitos humanos
Nas praças de cada capital

Pagou geral
Ele hoje é a razão que guia o povo
Pois sendo o mais velho
Hoje é o mais novo
Herói da justiça nacional

*Marcelo Tognozzi é jornalista. Artigo escrito originalmente para o Poder 360.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


04/07


2020

Jaboatão doa cestas básicas a comerciantes e guias

A Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes distribuiu, hoje, 265 cestas básicas entre comerciantes da orla e guias turísticos, que desde março estão sem exercer suas atividades devido à pandemia da Covid-19. Esta foi a segunda entrega de alimentos para quem trabalha nas praias e faz parte do apoio da gestão municipal às categorias de trabalhadores que perderam renda neste período. A distribuição aconteceu na sede da Regional 6, no bairro de Piedade.

O prefeito Anderson Ferreira fala sobre o significado da ação. “Está sendo um momento difícil para os trabalhadores e esses comerciantes da orla e os guias turísticos estão entre os principais prejudicados. Ao Poder Público cabe cumprir as normas sanitárias para evitar uma maior disseminação da Covid-19, mas também nos preocupa a situação em que se encontram. Por isso fizemos essa segunda entrega de cestas básicas como forma de ajudá-los a superar a falta de renda e garantir refeição de qualidade”, destaca.

Carla Suzarte (foto), guia turística há cinco anos, nunca imaginava passar por uma situação como essa. “A gente vinha trabalhando normalmente e de repente tudo parou. Estamos sem renda e sem condições de fazer a feira. Essa cesta básica que a Prefeitura está distribuindo é muito importante pra gente. Só tenho a agradecer”, ressalta.

A comerciante Maria de Oliveira também lamenta que esteja impedida de trabalhar por causa da pandemia e diz não vê a hora de tudo voltar ao normal. “Queremos voltar a trabalhar com tudo organizado para voltarmos a ter renda. Mas, enquanto esse dia não chega, ainda bem que tem essa ajuda da Prefeitura de Jaboatão. Essa cesta está bem sortida e vai durar um bom tempo”, pontua.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


04/07


2020

Edir Macedo adquire controle do Banco Renner

Valor Econômico

O chefe da igreja Universal do Reino de Deus, Edir Macedo Bezerra, que já tinha uma fatia de 49% no Banco Renner, adquiriu o controle da instituição, após receber recentemente o aval do Banco Central.

O Banco A. J. Renner foi criado em 1981 pela família Renner, em Porto Alegre, e o nome faz alusão a Antônio Jacob Renner, o patriarca da família e fundador também das Lojas Renner, varejista de moda que hoje em dia não tem mais nenhuma ligação com a instituição financeira nem com a família Renner.

Em 2009, Edir Macedo anunciou a intenção de comprar uma fatia de 40% na instituição, mas a operação só saiu em 2013, quando ele e a esposa Ester adquiriram uma fatia de 49%. Eles foram considerados pelo Banco Central como investidores estrangeiros, por terem domicílio no exterior, e, assim, a compra precisou de um decreto da presidente Dilma Rousseff considerando o investimento como de interesse do governo brasileiro.

Em 2018, já no governo Michel Temer, foi editado novo decreto com a possibilidade de a fatia estrangeira no capital ser elevada para até 80%. Na ocasião, o colunista Lauro Jardim, de O Globo, publicou que Edir Macedo vinha pressionando o governo para conseguir aumentar sua participação no banco, mas que esbarrava em objeções da área técnica do Banco Central.

A matéria completa está disponível no Valor Econômico.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha