ArcoVerde

08/11


2018

Saiu da equipe de transição: brigou com um Bolsonaro

Dois dias depois de ser nomeado para a equipe de transição do governo de Jair Bolsonaro (PSL), o empresário Marcos Aurélio Carvalho anunciou que deixará o grupo. É a primeira baixa na equipe recém-criada para planejar o novo modelo de gestão da União.

Marcos Carvalho é sócio da AM4 Brasil Inteligência Digital, maior fornecedora da campanha do PSL, e uma das empresas envolvidas nos disparos em massa de mensagens falsas pelo Whatsapp que beneficiaram a campanha de Jair Bolsonaro. A empresa recebeu R$ 650 mil para conduzir a campanha do então presidenciável na internet. Esses valores podem ser ainda maiores porque o prazo final para a prestação de contas de quem disputou o segundo turno termina no dia 17 de novembro.

Segundo reportagem do jornal O Globo, a saída do empresário da equipe se deu após ele ser criticado pelo vereador Carlos Bolsonaro (PSL-RJ) por uma entrevista que o empresário concedeu ao Globo. "As declarações de Carvalho ao GLOBO provocaram desconforto no núcleo duro do presidente eleito e irritaram Carlos Bolsonaro, filho de Jair e vereador no Rio de Janeiro. Ele usou o perfil no Twitter para compartilhar a reportagem e atacar Carvalho", diz a reportagem.(BR 247)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

JBS confirmou eu dei 100 milhões ao deputado Onix Lorenzetti, ao ministro do bolsonaro. Vamos passar o Brasil a limpo. KKKK

marcos

200 Milhões de propinas, eita Cotó Ladrão da Doença do Rato

Fernandes

Poderia unificar o Ministério do Trabalho com o da Agricultura, assim, facilitaria o controle do gado.

Fernandes

A chuva de bosta tá vindo e o eleitor do Bolsonaro já esta de boca aberta pra engolir dizendo que é strogonoff !!!

Fernandes

O governo do presibosta vai ser assim, um saco de gatos.


Paulista Conectada

Confira os últimos posts



18/03


2019

Leilão dos aeroportos vai diminuir bloqueio de gastos do governo

Do G1

O leilão dos aeroportos, feito na última sexta-feira, terá impacto no corte no Orçamento que o governo deve anunciar no final desta semana. Os R$ 2,377 bilhões obtidos, à vista, com as concessões no setor aeroportuário demandarão um bloqueio menor nos gastos neste começo de ano, já que a previsão inicial de receita era de apenas R$ 220 milhões.

Contingenciamentos, em geral, são feitos no primeiro semestre do ano. A equipe econômica os formata para adequar a previsão de receita às despesas e, dessa forma, cumprir a meta fiscal.

Embora o governo tenha comemorado, porque ganhou "pouco mais de R$ 2 bilhões", o corte no Orçamento deve ficar acima dos R$ 10 bilhões. Isso porque o Ministério da Economia não conta com os recursos de capitalização da Eletrobras, de cerca de R$ 12 bilhões, que devem ficar apenas para 2020.

O fundo da Lava Jato, de cerca de R$ 2,5 bilhões, também poderia contribuir para que o contingenciamento fosse menor, caso tivesse sido transferido para a Conta Única do Tesouro. Ocorre que os valores estão congelados por decisão do Supremo Tribunal Federal, tomada pelo ministro Alexandre de Moraes na última sexta-feira.

A despesa primária total deste ano, aprovada na Lei Orçamentária Anual (LOA), é de R$ 1,43 trilhão. Desse total, o contingenciamento recai sobre os R$ 129,38 bilhões, que são os valores destinados a investimento, já que não se pode mexer nas despesas obrigatórias (previdência, pessoal, o mínimo de gastos com saúde etc.). No ano passado, o investimento foi de R$ 53 bilhões de um total da despesa de R$ 1.351,75 bilhões – ou seja, o investimento foi apenas 3,9% da despesa primária.

No passado, eram mais comuns os contingenciamentos porque o Orçamento acabava saindo do Congresso inflado. Com o teto dos gastos, aprovado em 2017, isso mudou. Os bloqueios, agora, são menores que nos anos anteriores porque o Orçamento está ajustado à regra - em 2018, a despesa discricionária do governo central voltou ao mesmo valor real de 2010. "Mas como já cortamos muito da despesa discricionária, qualquer contingenciamento de R$ 1 é bem doloroso", declarou um técnico da Economia.

O problema da despesa do governo central é o crescimento das despesas obrigatórias e, em especial, pessoal e previdência, que são dois terços (67%) da despesa primária (que não leva em consideração o pagamento de juros). Ao longo do ano, o contingenciamento pode ser revisto se a receita ajudar. Mas, para isso, o crescimento não pode continuar decepcionando, alegou o técnico da Economia.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Asfaltos

18/03


2019

Petrolina vai sediar Fenagri 2020

A Prefeitura de Petrolina já iniciou o planejamento para a 28ª edição da Feira Nacional da Agricultura Irrigada (FENAGRI). O assunto foi pauta da reunião com a Valexport, associação que está encarregada de organizar a Fenagri. Em 2020, a feira será sediada na capital sertaneja.

“No próximo ano, a Fenagri completa 30 anos e com o apoio da Prefeitura de Petrolina, vamos fortalecer a agricultura irrigada trazendo oportunidades de bons negócios e avanços para a região”, anuncia o secretário executivo de Desenvolvimento Econômico, Thiago Brito.

Além de rodadas de negociação, a Fenagri traz novas tecnologias de produção e logística, além de cursos de capacitação para o segmento do agronegócio. O evento é realizado a cada dois anos, alternando entre as cidades-irmãs de Petrolina (PE) e Juazeiro (BA).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/03


2019

Deputadas homenageiam Marielle Franco no "Março de Lutas"

A convite da presidente da comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, Gleide Ângelo, a deputada estadual Fabíola Cabral participou do “Março de Lutas”, na Assembleia Legislativa de Pernambuco, durante sessão do Grande Expediente Especial. A reunião foi para debater temas como o feminicídio, violência doméstica e familiar, tendo como gancho o primeiro ano do assassinato da vereadora Marielle Franco.

O encontro reuniu deputadas, vereadoras, secretárias, delegadas e advogadas que, num gesto representativo, seguravam girassóis. Todas se uniram numa homenagem às mulheres e, em especial a Marielle Franco. Entre outros nomes presentes, as deputadas Roberta Arraes, Simone Santana e Kátia Cunha, representante do Juntas, além da secretária da Mulher do Estado, Sílvia Cordeiro, a vice-presidente do Instituto Maria da Penha, Regina Célia e a advogada, Dani Portela. “Apesar de sermos muitas e a maioria da população, ainda nos encontramos em situação de desigualdade na sociedade. No entanto, venho aqui para reiterar a minha força e o meu compromisso em lutar contra a opressão e em defesa da equidade dos nossos direitos”, afirmou a deputada Fabíola Cabral.

Durante o encontro as representantes do sexo feminino enfatizaram a importância de interiorizar os debates ligados ao respeito e dignidade da mulher, afinal a zona rural, por exemplo, não tem tanto acesso. O discurso deve ser levado para todo o Estado. Segundo a advogada Dani Portela, o que foi discutido na tribuna tem que ecoar fora daquele espaço. “A tribuna deve ser um anúncio popular em busca de uma luta pela garantia dos nossos direitos. Não vamos nos calar”, afirmou Portela.

Além disso, as participantes relembraram as conquistas e as lutas históricas das mulheres, como por exemplo, o direito ao voto em 1932. “Apesar de um cenário um tanto desolador, temos que concordar que já ultrapassamos muitas barreiras e demos grandes saltos. As Leis de Feminicídio, da Violência Doméstica, Maria da Penha e da Importunação Sexual são alguns dos exemplos desses nossos avanços”, pontuou a deputada Fabíola.

O ponto alto do encontro foi o momento sobre as investigações da Operação Lume. “Esse sentimento de impunidade se estende a diversos outros casos que continuam impunes. Quantas Marielles, Renatas, Marias, Joanas e Danielas ainda ficarão à mercê da violência? Quantas de nós mulheres vamos virar números e estatísticas? Não podemos depender da sorte. Isso precisa ter um basta!”, afirmou Fabíola. Na ocasião, as mulheres presentes reforçaram que quem matou a vereadora foi a sociedade patriarcal, a cultura machista e o preconceito. “Ficaremos aqui, de olhos abertos, atentos e não descansaremos enquanto Marielles, Renatas, Marias, Joanas e Danielas não puderem andar pelas ruas ou simplesmente irem para suas casas. Faremos nosso papel, de cidadã e de parlamentar. Estou aqui presente”, reforçou Fabíola Cabral.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/03


2019

Malafaia sugere que Eduardo Bolsonaro pare de “falar asneira”

A fala do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro, de que brasileiros em situação ilegal são uma “vergonha” irritou até os apoiadores. O pastor Silas Malafaia publicou no Twitter críticas ao “03”.

“O filho do presidente, Eduardo Bolsonaro, ajudaria muito mais ao governo do seu pai, parando de falar asneira”, escreveu o pastor na noite de domingo, 17. “Poderia ter ficado de boca fechada na questão dos imigrantes ilegais brasileiros. Não conhece a realidade da questão. A maioria, quase que absoluta, vai para trabalhar”.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/03


2019

Deputado avalia ações para o município de Solidão

O deputado estadual Diogo Moraes (PSB), cumpriu, neste fim de semana, uma agenda de visitas e encontros com lideranças políticas no Sertão pernambucano. Na manhã de ontem, o parlamentar esteve na cidade de Solidão. Acompanhado da vereadora Edileuza Godê, do ex-vice-prefeito Raimundo, do ex-vereador Rogério Barros, do suplente Antônio Marcos e de lideranças políticas da região, o deputado realizou visitas a feira livre do município, ao Santuário Nossa Senhora de Lurdes e a Barragem de Manoel Moço. 

Na ocasião, Diogo Moraes teve a oportunidade de retribuir o carinho da população e agradecer os votos que recebeu no município. O parlamentar foi o segundo deputado estadual mais votado na cidade. "Hoje, eu tive o prazer de visitar a cidade de Solidão, onde pude retribuir o carinho das pessoas e agradecer a confiança que depositaram em meu trabalho. Ao lado da vereadora Edileuza, tenho certeza que vamos realizar um grande trabalho pelo município", pontuou o parlamentar. 

A vereadora de Solidão, Edileuza Godê, destacou a importância da visita de Diogo, já que ele foi um dos únicos deputados a ir na cidade agradecer os votos que recebeu durante a eleição. Edileuza também se mostrou otimista com a parceria firmada com o parlamentar. "Diogo tem muito a contribuir com a nossa cidade, acompanho o trabalho dele e sei que ele é atuante nas outras cidades. Diogo é uma pessoa maravilhosa e eu sei que ele vai fazer um bom trabalho, porque ele tem vontade de trabalhar", disse a vereadora.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/03


2019

Bolsonaro visita CIA

A comitiva brasileira nos EUA fará, na manhã de hoje, em Washington, uma visita à CIA. A informação foi divulgada há pouco no Twitter pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que acompanha o pai, o presidente Jair Bolsonaro, na viagem. A visita não estava prevista na agenda oficial divulgada pelo Planalto.

“Indo agora com o presidente Jair Bolsonaro e ministros para a CIA, uma das agências de inteligência mais respeitadas do mundo. Será uma excelente oportunidade de conversar sobre temas internacionais da região com técnicos e peritos do mais alto gabarito”, escreveu o deputado na rede social.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/03


2019

Alegrai-vos, corações auriverdes!

O Brazil vivencia traços de pobreza medieval, tipo os lixões, sem as luzes culturais do Renascimento. Ao contrário, existem sombras de obscurantismo cultural. Este é o mote da cantoria do Profeta Adalbertovsky do alto das montanhas da Jaqueira. Tu jura? “Imaginem uma cena: a bordo de um Smarthphone inteligente 4G uma criatura cata comida num lixão. Ou cata sonhos de infância no meio dos urubus.

“A gente somos medievais na era digital. Os lixões e os urubus são brasileiros da gema. Os celulares e os telefones com residência fixa, criados por Graham Bell, são estrangeiros de nascença. Amigos da natureza, os urubus são mais brasileiros que muitos pavões que desfilam em nossas passarelas. Meninos malvados jogam pedras nos inocentes urubus. Deviam jogar pedras nos prefeitos malvados donos de lixões e na mundiça que joga lixo nos canais e nas galerias. Os urubus são amigos da natureza. Viva os urubus”!

“Os vampiros, zumbis, escorpiões, carcarás, lombrigas, comunistas e outros insetos estão armados até o tutano contra o Capitão Marvel, contra a reforma da Previdência, contra os ministros, contra o hino, contra a mãe de pantanha. Todíssimas as coisas que o Capitão Marvel fizer ou deixar de fazer serão desmerecidas e desqualificadas, chamado de bronco e pateta. O antagonista vermelho ilumina a mente dos sábios das universidades e dos analfabetos de nascença, segundo seus devotos”.

“Ainda estamos na travessia do Oceano Vermelho. Alegrai-vos, corações auriverdes!” A cantoria do bicho-grilo Profeta Adalbertovsky está postada no Menu Opinião. Metam os peitos!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Wellington Antunes

Ele deveria também aprender com o Vandeck Santiago

azevedo

Por onde anda Amin Stepple? Ze Adalberto Ribeiro deveria aprender a escrever com ele...


BM4 Marketing

18/03


2019

Aceno a quem?

Em meio à crise que se arrasta no Ministério da Educação, Leonardo Leão, que atuou na gestão de Mendonça Filho (DEM-PE) na pasta, deverá ser nomeado diretor no FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação). Internamente, a indicação foi atrelada ao partido.

O fato de Bolsonaro ter convidado 15 ministros para o almoço que inicialmente contemplaria apenas as cúpulas dos três poderes dividiu interpretações.

Um grupo acha que o presidente levou seus auxiliares para evitar conversa mais incisiva sobre a articulação no Congresso. Outro, vê no gesto tentativa de abrir a gestão à política.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), só serviu vinhos da cidade de Bento Gonçalves (RS) no almoço com Bolsonaro no sábado (16). Recentemente, ele fez uma peregrinação por vinícolas do município e voltou propagandeando a qualidade da produção nacional. (Painel - FSP)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/03


2019

Fugitivo da Lava Jato leva vida de alto padrão em Portugal

O Globo

A Operação Lava Jato completa, neste domingo (17), cinco anos. Até agora, foram recuperados mais de R$ 40 bilhões. Só no Rio e no Paraná, a Justiça condenou 195 pessoas. Um dos personagens desses cinco anos fugiu do Brasil antes de ter a prisão decretada.

É o empresário José Carlos Lavouras, apontado como chefe de um esquema multimilionário de corrupção, que, segundo o Ministério Público Federal, tinha a participação dos ex-governadores do Rio Sérgio Cabral e Luiz Fernando Pezão.

O Fantástico localizou este empresário. Ele está em Portugal, numa vida de alto padrão, como mostram, com exclusividade, os repórteres Pedro Bassan, Arthur Guimarães e André Maciel.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/03


2019

Reforma da Previdência só com troco a líderes aliados

Para aliados, dirigentes têm a chave da reforma

Coluna do Estadão

Jair Bolsonaro indicou a Alberto Fraga que pode conversar com o presidente do DEM, ACM Neto, quando voltar dos EUA. O encontro foi solicitado pelo ex-deputado em reunião no Planalto semana passada. Eles integram, com Davi Alcolumbre e Tereza Cristina, time que tenta convencer o presidente de que, enquanto ele não se acertar com os dirigentes partidários, as portas não se abrirão para a reforma da Previdência.

Segundo esses aliados, essas tratativas devem ser individuais: se vencer em bloco, o Centrão dará a impressão de ter dobrado Bolsonaro. Bolsonaro vinha dizendo, desde a campanha, que usaria a interlocução no Congresso com as frentes temáticas. Mas, na semana passada, já reuniu líderes no Alvorada.

Enquanto Bolsonaro não os recebe, Rodrigo Maia tem reunião prevista com alguns presidentes de partido amanhã. Esses dirigentes partidários autorizaram o presidente da Câmara a ajudar a construir pontes.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/03


2019

OAB: juízes podem distribuir dinheiro das multas da Lava Jato?

O conselho federal da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) se reúne nesta segunda (18) para discutir uma ação no STF que impeça juízes de distribuírem dinheiro de multas da Operação Lava Jato. Para a entidade, magistrados não têm delegação para alocar recursos públicos. Um dos juízes citados como exemplo é Marcelo Bretas, do Rio: ele atendeu a um pedido do Banco Central e destinou R$ 2,2 milhões para o desenvolvimento de um sistema eletrônico de comunicação entre o Judiciário e as instituições financeiras.

Em outro precedente, a juíza Gabriela Hardt, do Paraná, homologou o já célebre acordo dos procuradores da Lava Jato no Paraná para criar um fundo de R$ 2,5 bilhões com dinheiro de multas da Petrobras. Questionado até pela PGR (Procuradoria-Geral da República), ele acabou sendo suspenso.  (Mônica Bergamo – Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/03


2019

Receita pode fornecer dados ao MP

STF discutirá se Receita pode fornecer dados ao Ministério Público

Mônica Bergamo – Folha de S.Paulo

Assunto voltou à baila após episódio envolvendo o ministro da corte Gilmar Mendes. O STF (Supremo Tribunal Federal) discutirá na quinta (21) se a Receita Federal pode compartilhar com o Ministério Público Federal dados bancários e fiscais do contribuinte de forma ampla e detalhada. O tema foi pautado pelo próprio presidente do tribunal, Dias Toffoli. O assunto voltou à baila depois que dados do ministro Gilmar Mendes, do STF, vieram a público de forma ilegal.

O fato jogou luz sobre a atuação de uma força-tarefa do fisco que investiga 134 pessoas.

O Supremo já autorizou o compartilhamento de dados da Receita com órgãos de investigação. O que se discutirá agora é se isso pode ser feito de forma irrestrita. Ou se a Receita poderia divulgar apenas dados globais, caso mostrassem movimentação financeira incompatível com o patrimônio da pessoa fiscalizada.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/03


2019

Linha editorial

Folha vai alterar a composição do seu Conselho Editorial. Entram Ana Estela de Sousa Pinto, Cláudia Collucci, Cleusa Turra, Hélio Schwartsman, Heloisa Helvécia, Mônica Bergamo, Patrícia Campos Mello, Sérgio Dávila, Suzana Singer e Vinicius Mota.

Deixam o colegiado, cuja função é aconselhar o jornal em sua linha editorial, Celso Pinto e Janio de Freitas.  (Painel)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/03


2019

Espeto de pau

Segunda maior central do país, a Força Sindical atrasou os salários de seus funcionários.

A decisão do governo Jair Bolsonaro de fixar novas regras para o pagamento da contribuição sindical foi considerada pela direção da entidade um tiro para “matar o funcionamento”.As centrais querem usar emendas à medida provisória do governo para reestabelecer a cobrança da contribuição.

Já há articulação nesse sentido com o provável relator da proposta, Hugo Motta (PRB-PB).        (FSP)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/03


2019

Restos não querem

Deputados que receberam a lista de cargos do governo federal disponíveis em cada estado ficaram frustrados e devolveram o documento sem indicar ninguém.

Os postos relevantes, dizem, já foram preenchidos.

Enquato isso, as críticas de uma ala da sociedade ao inquérito aberto pelo Supremo para apurar fake news não deve fazer a corte retroceder. Movimentos incisivos para dar início ao caso são esperados já nesta semana.

Uma prioridade do STF é descobrir se há financiamento de notícias falsas nas redes e, em caso positivo, quem está por trás das ações. (FSP – Painel)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha