ArcoVerde

08/11


2018

Saiu da equipe de transição: brigou com um Bolsonaro

Dois dias depois de ser nomeado para a equipe de transição do governo de Jair Bolsonaro (PSL), o empresário Marcos Aurélio Carvalho anunciou que deixará o grupo. É a primeira baixa na equipe recém-criada para planejar o novo modelo de gestão da União.

Marcos Carvalho é sócio da AM4 Brasil Inteligência Digital, maior fornecedora da campanha do PSL, e uma das empresas envolvidas nos disparos em massa de mensagens falsas pelo Whatsapp que beneficiaram a campanha de Jair Bolsonaro. A empresa recebeu R$ 650 mil para conduzir a campanha do então presidenciável na internet. Esses valores podem ser ainda maiores porque o prazo final para a prestação de contas de quem disputou o segundo turno termina no dia 17 de novembro.

Segundo reportagem do jornal O Globo, a saída do empresário da equipe se deu após ele ser criticado pelo vereador Carlos Bolsonaro (PSL-RJ) por uma entrevista que o empresário concedeu ao Globo. "As declarações de Carvalho ao GLOBO provocaram desconforto no núcleo duro do presidente eleito e irritaram Carlos Bolsonaro, filho de Jair e vereador no Rio de Janeiro. Ele usou o perfil no Twitter para compartilhar a reportagem e atacar Carvalho", diz a reportagem.(BR 247)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

JBS confirmou eu dei 100 milhões ao deputado Onix Lorenzetti, ao ministro do bolsonaro. Vamos passar o Brasil a limpo. KKKK

marcos

200 Milhões de propinas, eita Cotó Ladrão da Doença do Rato

Fernandes

Poderia unificar o Ministério do Trabalho com o da Agricultura, assim, facilitaria o controle do gado.

Fernandes

A chuva de bosta tá vindo e o eleitor do Bolsonaro já esta de boca aberta pra engolir dizendo que é strogonoff !!!

Fernandes

O governo do presibosta vai ser assim, um saco de gatos.


Paulista Conectada

Confira os últimos posts



20/03


2019

Presidente do Senado do Chile recusa convite para almoço com Bolsonaro

O presidente do Senado do Chile, Jaime Quintana, afirmou, hoje, que recusou um convite do presidente do país, Sebastián Piñera, para participar do almoço que será oferecido ao presidente Jair Bolsonaro.

Quintana, do Partido pela Democracia, de centro-esquerda, assumiu o comando do Senado na semana passada. Ele afirmou que participará, amanhã, dos atos envolvendo a visita do presidente da Colômbia, Iván Duque, mas que não estará em nenhum evento da programação de Bolsonaro em solo chileno.

"Não estarei sábado em La Moneda (palácio presidencial), por convicção política e também porque tenho uma agenda regional já confirmada", disse Quintana, em entrevista publicada no site do jornal "La Tercera".

Numa conta em rede social, Quintana esclareceu melhor sua posição: "Em uma visita oficial (não de Estado), o Senado não tem obrigação de participar. O presidente Piñera nos convidou para almoçar em homenagem a Bolsonaro e como Mesa (que comanda o Senado) decidimos não ir. Minha convicção não me permite homenagear aqueles que se manifestam contra minorias sexuais, mulheres e indígenas", escreveu.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Asfaltos

20/03


2019

PSOL ciclo de debates sobre a reforma da previdência

O Diretório Municipal do PSOL-Recife promove, hoje, às 19h, em sua sede localizada na Rua Bispo Cardoso Ayres, 83, Soledade, um debate sobre a reforma da previdência proposta pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL).

A atividade marca o início de um ciclo de debates que pretende abordar o tema de maneira descentralizada. Batizada de PSOL Periférico, a iniciativa pretende dialogar com os maiores atingidos pelo projeto de reforma da previdência apresentado. O ex-deputado federal Paulo Rubem e o vice-presidente do Sinpol, Rafael Cavalcanti, são os debatedores convidados.

Para o presidente da sigla, Thiago Carvalho, essa atividade inicia um processo de desconstrução dos argumentos apresentados para justificar essa absurda reforma. “É uma oportunidade de alertar o povo sobre as estratégias que o governo tem usado para tornar inacessível a aposentadoria pública a quem não é político ou membro do judiciário", avalia.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


20/03


2019

Prefeito de São Lourenço assegura moradia para 1,4 mil famílias

A Prefeitura de São Lourenço da Mata contabiliza o número de novas moradias que reduzirão o déficit habitacional na cidade. Com a entrega dos residenciais Dona Lindu I e II, e do São Lourenço I, II e III, serão contempladas 1.476 famílias de baixa renda no município. Desse total, 900 apartamentos pertencem ao São Lourenço e outros 576 ao Dona Lindu.

O prefeito Bruno Pereira, que viajou à Brasília diversas vezes para destravar recursos para os empreendimentos, comentou sobre as futuras entregas. “As obras do residencial Dona Lindu, tanto a primeira quanto a segunda etapa, serão entregues no final do primeiro semestre deste ano. Já o residencial São Lourenço, a primeira etapa será concluída até o final do segundo semestre, também deste ano. Por fim, as etapas II e III ficarão para o próximo ano”, pontuou Bruno.

O gestor ainda comentou sobre a parceria com o Governo Federal. “Com os recursos federais garantimos empreendimentos que são construções diferenciadas, modernas, pré-moldadas de grande qualidade. Eles são formados por apartamentos com sala, cozinha, banheiro e dois quartos, que fazem parte do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’. Os interessados ainda podem procurar a Secretaria de Assistência Social do nosso município, e se preencherem os requisitos legais, poderão ter oportunidade de adquirirem o acesso à moradia regular, e saírem da situação de vulnerabilidade social, alcançando assim, sua efetiva inclusão na sociedade”, disse Bruno.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


20/03


2019

Bolsonaro discute Previdência dos militares

O presidente Jair Bolsonaro discute neste momento os ajustes finais da proposta de Previdência dos militares, que deve ser encaminhada ao Congresso ainda nesta quarta-feira, 20, segundo previsão do governo. Estão na reunião com Bolsonaro no Palácio da Alvorada na manhã de hoje o vice, Hamilton Mourão, o ministro da Defesa, Fernando Azevedo, e o líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo.

Bolsonaro recebeu o texto antes de embarcar de volta ao País e passou parte da viagem analisando duas versões do texto. A ideia é que ele bata o martelo sobre o assunto até o início da tarde para que o projeto seja protocolado por volta de 14h30, informou o Broadcast Político.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


20/03


2019

“Bolsonaro deixa o Brasil em posição subserviente”, critica Humberto

Marcada pela entrega do Brasil sem qualquer contrapartida e repleta de declarações controversas – até mesmo contra brasileiros –, a viagem de Jair Bolsonaro aos Estados Unidos se tornou, na avaliação do líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), uma vergonha mundial que colocou o Brasil numa posição subserviente e faz lembrar o complexo de vira-lata, cunhado por Nelson Rodrigues. 

Para o senador, a passagem do presidente pelos EUA está se mostrando lamentável sob todos os aspectos, principalmente pela fácil entrega do patrimônio do Brasil aos americanos, como a base militar de Alcântara e a isenção do visto para que venham para cá, sem qualquer reciprocidade. 

“Depois de falarem tanta besteira e que adoram jeans, Coca-Cola e a Disneylândia, Bolsonaro e sua equipe deveriam passar em Orlando para bater uma selfie com o Pateta, porque essa viagem e as declarações deles são uma vergonha ao Brasil”, declarou. 

O senador disse que Bolsonaro foi até a maior potência mundial levando um Brasil apequenado no bolso, subserviente, com base numa política externa errática e tresloucada, que anda a reboque da política americana. Segundo Humberto, o presidente não tem a menor compreensão do papel que o Brasil tem no mundo.

“Eles ganharam a nossa base e a isenção no visto, mas não nos deram nada, a não ser um bonezinho de Trump de 2022. Isso realmente nos deixa em situação vexatória perante o mundo”, disse. 

Humberto lembrou que Bolsonaro começou a viagem agredindo os próprios brasileiros que moram ilegalmente nos EUA – e são perseguidos. O capitão reformado disse que “a grande maioria dos imigrantes em potencial não tem boas intenções nem quer o melhor ou fazer bem ao povo americano”. “Que declaração contra os seus compatriotas”, comentou. 

O parlamentar também questionou duramente a visita que Bolsonaro e sua comitiva fizeram à CIA, agência central de inteligência americana. De acordo com ele, a ida envergonha não só o Brasil e a cidadania brasileira como também a democracia e a América Latina.

“O presidente foi até a agência que espiona o Brasil há décadas e foi responsável pela ditadura mais sanguinária da América Latina, que foi a de Pinochet, no Chile. É algo profundamente lamentável. E só soubemos dessa visita da comitiva graças à empolgação do filho de Bolsonaro, que posta tudo. Seria uma agenda secreta. Inacreditável!”, disparou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


20/03


2019

Maia impaciente com demora do governo

Principal avalista da reforma da Previdência hoje, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), tem adotado tom mais impaciente com a demora do governo de montar sua articulação política e menos otimista quanto aos prazos de aprovação da proposta, relata reportagem de hoje da Folha de SP.

Maia reuniu as bancadas que apoiaram sua reeleição em almoço. A exceção foi o PSL de Jair Bolsonaro. O deputado se irritou com o fato de, depois de alerta franco que fez ao presidente sobre as dificuldades políticas do governo na Câmara, Bolsonaro ter usado uma videoconferência na semana passada para dizer que sofre “pressões enormes” da velha política. Em seminário nesta semana já disse que a Câmara não tem “320 liberais”, e que o governo precisa trabalhar.

Se perder o apoio mais firme do presidente da Câmara, aí sim Bolsonaro estará em maus lençóis não só para a reforma, mas para a governabilidade com o Legislativo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


20/03


2019

Danilo Cabral diz que Reforma da Previdência é inconstitucional

No primeiro dia de atividade da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara Federal após sua instalação, ontem, o deputado Danilo Cabral (PSB/PE) antecipou sua posição sobre a constitucionalidade da Reforma da Previdência. O parlamentar afirmou que a proposta fere a Constituição Federal no mínimo em dois aspectos.

Segundo o Danilo Cabral, que é membro titular da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados, ao prever o sistema de capitalização, a proposição desrespeita a cláusula pétrea de solidariedade que deve orientar o regime. “O próprio STF já tem decisões sobre isso. O ministro Luiz Fux também já se manifestou sobre essa agressão a dispositivos da Constituição Federal. Além disso, a progressividade de alíquotas, podendo chegar a 22%, se reveste de confisco de renda do trabalhador. Desta forma, não há como aprovar na CCJ”, explicou. 

O vice-presidente do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, afirmou que como princípios que representam cláusulas pétreas, elas não podem ser modificadas pelo poder constituinte derivado, e esse poder é que vai ser exercido por meio de uma emenda constitucional. O ministro também reforçou que “o STF vai enfrentar a Reforma da Previdência com postura ‘consequencialista’”.

Danilo Cabral também observa que a proposta do governo prejudica diretamente os trabalhadores rurais. "Dentre muitos prejudicados com a reforma, destaco também os agricultores, especialmente do Nordeste. É preciso levar em conta as diferenças regionais e as especificidades de cada categoria profissional. Da forma como o governo propõe, a população mais carente está sendo penalizada”, criticou. 

Cabe à CCJ analisar a admissibilidade da proposta da Reforma da Previdência, considerando os aspectos constitucionais do texto enviado pelo governo Bolsonaro para o Congresso Nacional. Só depois de tramitar neste colegiado, as mudanças no sistema previdenciário passam a ser analisadas por uma comissão especial. 

Governistas esperam que a votação da proposta na CCJ ocorra na primeira semana de abril, mas parlamentares da oposição defendem a realização de um amplo debate com a sociedade e prometem usar todos os dispositivos para que a discussão aconteça sem açodamento.

Mais cedo, pela manhã, Danilo Cabral participou do Seminário “Previdência e bem-estar social: Construindo um Brasil mais justo”, promovido pela Fundação João Mangabeira e a Executiva Nacional do PSB. No evento, os socialistas analisaram os pontos da Reforma da Previdência. O partido deve deliberar sobre sua posição a respeito do tema ainda neste mês.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

bm4 Marketing 3

20/03


2019

Mourão: não a apoio logístico a intervenção dos EUA na Venezuela

O Globo - Daniel Gullino e Reuters

O presidente em exercício, Hamilton Mourão, classificou a visita do presidente Jair Bolsonaro ao Estados Unidos como um "sucesso". Mourão, que está ocupando a Presidência interinamente durante a viagem, disse que Bolsonaro foi bem recebido pelo presidente Donald Trump e que isso é importante porque os Estados Unidos são a maior potência do planeta. 

Ao ser perguntado sobre a resposta vaga que o presidente Bolsonaro deu sobre a Venezuela na Casa Branca, Mourão descartou apoio logístico do Brasil a uma eventual intervenção militar dos Estados Unidos.

— O que você chama de apoio logístico? Vou te explicar o que é logística: suprimentos de saúde, manutenção e transportes — disse Mourão, ao fim de rápida entrevista coletiva na saída do seu gabinete da Vice-Presidência.

Desde que a Casa Branca anunciou a visita de Bolsonaro aos EUA, a Venezuela apareceu como um dos principais pontos da reunião entre os dois presidentes :


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


20/03


2019

Nos Estados Unidos: quem é Bolsonaro?

Mônica Bergamo – Folha de S.Paulo

As buscas no Google feitas nos EUA sobre o presidente Jair Bolsonaro saltaram 18% entre o domingo (17) e a terça (19), quando ele se encontrou com o presidente americano Donald Trump.

Uma das perguntas mais buscadas era “quem é Bolsonaro?”.

Houve interesse também em saber qual é o índice de aprovação do brasileiro, como ele é descrito, o percentual da população pobre no Brasil e programas sociais desenvolvidos pelo PT e pelo atual presidente.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


20/03


2019

Tucanato quer fazer faxina no seu quintal

A terceira prisão do ex-governador Beto Richa (PSDB-PR) em cerca de seis meses ampliou a convicção de uma ala do tucanato de que, assim que houver troca de guarda na direção nacional do partido, é preciso rever a permanência na legenda de filiados que são alvo de acusações graves.

Depois de terem coletado assinaturas na Assembleia de SP para investigar Paulo Preto, o ex-diretor da Dersa, o PT e o PSL podem ter novo alvo comum. Integrantes das duas siglas são contra a PPP dos presídios, uma promessa do governador João Doria (PSDB).  (Painel)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


20/03


2019

PR vai investigar ministro por improbidade

Ricardo Vélez Rodríguez terá de responder sobre envio de cartas às escolas do País com slogan de campanha de Jair Bolsonaro

O Estado de S.Paulo

A Procuradoria da República no Distrito Federal abriu uma investigação para apurar possível improbidade administrativa do ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, no envio de cartas às escolas de todo Brasil com slogan da campanha do presidente Jair Bolsonaro. A abertura da investigação foi revelada pelo jornal O Globo e confirmada pelo Estado.

No e-mail enviado pelo ministro às escolas, o ministério pedia que as crianças fossem perfiladas para cantar o Hino Nacional e que o momento fosse gravado em vídeo e enviado para o governo. O e-mail solicitava ainda que fosse lida para elas uma carta do ministro que terminava com o slogan da campanha de Bolsonaro: “Brasil acima de tudo. Deus acima de todos.” A existência da mensagem foi revelada pelo Estado.A investigação contra Vélez foi instaurada como um procedimento preparatório pela procuradora da República Eliana Pires Rocha.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


20/03


2019

Bolsonaristas e o “achacador”

No encontro com líderes partidários nesta terça-feira (19), o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), demonstrou profundo incômodo com a artilharia digital da qual foi vítima. Chamado de “achacador” por bolsonaristas, disse que esse tipo ativismo não ajuda o governo.

Apesar dos indícios de que o inquérito aberto pelo STF na semana passada para apurar fake news e ofensas contra membros da corte pode alcançar auditores fiscais, Marcos Cintra, secretário da Receita, crê que seu órgão, “como instituição, não será alvo” de devassa.  (Folha)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


20/03


2019

Centrão com a faca nos dentes

O estado de espírito de deputados, porém, segue indócil. Líderes dos principais partidos do centrão se juntaram à oposição e articulam aprovar nas comissões de Desenvolvimento Econômico e Relações Exteriores convocações dos ministros Paulo Guedes (Economia) e Ernesto Araújo (Itamaraty).

O presidente da Comissão de Relações Exteriores é Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que retorna de viagem aos EUA nesta quarta (20).  (Painel – FSP)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


20/03


2019

Há satanização da política diz governo, cercando o Congresso

Daniela Lima - Painel - Folha de S.Paulo

Às vésperas de levar à Câmara o projeto que muda a aposentadoria dos militares, disparando o gatilho para a tramitação da reforma da Previdência, o secretário especial da área, Rogério Marinho, faz aceno explícito ao Congresso. “Está havendo uma satanização da política. A política com ‘P’ maiúsculo precisa voltar ao centro do debate”, diz

 “Não há problema em o parlamentar buscar recursos para o seu estado, para a sua cidade. A emenda está na lei, é assim em qualquer lugar do mundo.”

A fala de Marinho integra esforço de alas do governo para melhorar as relações da administração Jair Bolsonaro com o Parlamento e viabilizar a formação de uma base, facilitando o debate sobre a reforma.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


20/03


2019

Bolsonaro com "telefone pessoal" de Trump

Em seu último compromisso nos EUA, o jantar com o conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca, John Bolton, o presidente Jair Bolsonaro revelou aos convidados que ganhou um número de telefone especial na sua agenda.

O presidente Donald Trump lhe passou seu contato pessoal para que Bolsonaro “lhe ligue quando quiser”, segundo O Globo.

Logo depois do jantar, Bolsonaro embarcou de volta ao Brasil.  (Estadão - BR 18)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha