ArcoVerde

05/11


2018

A Casa Civil de Bolsonaro

Pasta é bem maior que biografia de Onyx Lorenzoni. Deputado terá de surpreender no cargo

Leandro Colon - Folha de S.Paulo

O governo Bolsonaro começa a atuar oficialmente nesta segunda-feira (5) em Brasília com a nomeação do deputado Onyx Lorenzoni como ministro extraordinário para coordenar o processo de transição.

Filiado ao DEM do RS, o futuro chefe da Casa Civil é figura conhecida no Congresso há mais de uma década. Ganhou visibilidade inicial em 2005, logo no primeiro mandato, quando dividiu com os então deputados ACM Neto e Eduardo Paes o palanque da gritaria oposicionista da CPI dos Correios, que investigou o mensalão no governo Lula.

 “O que diferencia as pessoas é se elas são corruptas ou não são corruptas, se são éticas ou não são éticas. Se têm padrões morais sérios ou se não têm padrões morais”, disse Onyx em sessão daquela comissão.

Doze anos depois, ele admitiu ter recebido R$ 100 mil em caixa dois da JBS na campanha de 2014 (a empresa, em delação, mencionou R$ 200 mil).

Mesmo tendo liderado a bancada do partido por um período, Onyx nunca foi um personagem do primeiro escalão de comando do DEM. Alijado do pelotão de frente, construiu o próprio caminho na Câmara.

Foi até aqui um parlamentar secundário no campo de decisões do Congresso, embora sua atuação não tenha sido desprezível. Relatou, por exemplo, o projeto de medidas anticorrupção aprovado pela Câmara em 2016.

Protagonizou um embate com Renan Calheiros (PMDB-AL) sobre a proposta, parada no Senado. “Parece nome de chuveiro, mas não é nome de chuveiro”, provocou o senador alagoano ao falar do deputado.

Como futuro ministro de Bolsonaro, Onyx anunciou o corte de 25 mil cargos de confiança no primeiro dia de gestão. Voltou atrás quando revelou-se que existem 23 mil no total.

O chefe da Casa Civil costuma ser o todo poderoso de um governo ao lado de quem comanda a economia. Onyx já foi desautorizado por Paulo Guedes ao dar pitaco na área. E não tem a estatura de Sergio Moro, o superministro da Justiça. Assumirá uma pasta bem maior que a própria biografia. Terá de surpreender.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Não esquecer a JBS, e a propina recebida.


Asfaltos

Confira os últimos posts



12/11


2018

Levy no BNDES injeta ironia na gestão Bolsonaro

A escolha de Joaquim Levy para ocupar a presidência do poderoso BNDES é o cúmulo da ironia. Ministro da Fazenda no governo Dilma Roiusseff, Levy pediu demissão porque foi impedido de colocar em pé uma política de austeridade fiscal. Com sua saída, acentuaram-se os problemas que, junto com a corrupção, fizeram ferver o caldeirão do impeachment: gastos públicos desmedidos, negligência com o controle da inflação e malabarismos contábeis.

Apoiadores de Bolsonaro torceram o nariz para a escolha de Joaquim Levy. Alegaram que não faria sentido convidar um ex-ministro de Dilma para integrar o governo do capitão. Tolice. Pode-se detestar Levy. Mas é preciso encontrar outra razão. Sob Dilma, o personagem foi um ministro ornamental, figurativo. Sua principal serventia era a de saco de pancadas do Planalto e do PT.

Levy volta à cena como frentista do Posto Ipiranga Paulo Guedes no BNDES, sob a presidência de Jair Bolsonaro. Logo Bolsonaro, personagem que foi catapultado do baixo clero da Câmara para o Planalto pela maior força política da temporada eleitoral de 2018: o antipetismo.

A ironia só não será completa porque o eleitor de Minas Gerais sonegou um mandato de senadora para Dilma Rousseff. Seria divertido assistir à ex-presidente inquirindo numa comissão qualquer do Congresso o novo comandante do BNDES, o ex-auxiliar que ela não permitiu que retirasse seu governo do atoleiro fiscal.  (Josias de Souza)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


12/11


2018

Onyx: Vamos estreitar diálogo com a Câmara

Após o recado logo cedo do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), de que o novo governo precisa dialogar, o futuro chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), correu para acalmar o colega de partido.

 Onyx fez foi à casa de Rodrigo Maia, em Brasília, e disse que a equipe do governo não vai interferir na escolha dos cargos de presidente da Câmara. "Todo governo que forçou a mão e fez intervenção se deu mal com isso. O que conversamos com o presidente da Câmara é no sentido de estreitar nosso diálogo. A relação será de absoluto respeito. Foi esse recado que fomos levar", relatou Lorenzoni. Rodrigo Maia está costurando sua reeleição com presidente da Câmara. Para tanto, ele quer o apoio de Jair Bolsonaro.  


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


12/11


2018

Maia critica ausência de Bolsonaro

O atual presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), se queixou (hoje pela manhã) a membros do mercado financeiro a ausência de interlocutores do governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL-RJ). 

“O futuro governo não lançou ainda nenhum sinal do que deseja. Não vou pautar uma matéria, porque eu li no jornal”, ressaltou Maia. Amanhã (terça) estava previsto um encontro entre Bolsonaro e Maia. No entanto, o presidente eleito retirou da agenda a reunião.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


12/11


2018

Lula: Quero que o governo dê certo

Após visita ao ex-presidente Lula na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, o filósofo Leonardo Boff disse que Lula estava bem, que riram bastante no final da conversa e afirmou que o ex-presidente desejou que o governo [de Bolsonaro] dê certo. “Eu quero que tenha um futuro bom neste Brasil, eu quero que o governo dê certo. Só não quero que acrescente sofrimento a quem já está sofrendo”, relatou Boff sobre as palavras de Lula.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


12/11


2018

Sérgio Moro não ficará com o CADE

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) e a Secretaria de Direito Econômico não ficarão sob a tutela do juiz Sérgio Moro, isto é, no Ministério da Justiça. O CADE e a SDE ficarão no Ministério da fazenda, com o economista Paulo Guedes.

A decisão de manter os dois órgãos na Fazenda foi do próprio Guedes. O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), concordou.  


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


12/11


2018

Twitter ao TSE: Bolsonaro não impulsionou publicações

O Twitter encaminhou, hoje, ofício ao Tribunal Superior Eleitoral, afirmando que os perfis do presidente eleito, Jair Bolsonaro, e de seu partido, o PSL, não contrataram serviço de disseminação de mensagens na plataforma, o chamado impulsionamento de conteúdo.

A empresa diz não permitir anúncios de campanha eleitoral no Brasil e em outros três países —Marrocos, Paquistão e Coreia do Sul—, mas, mesmo assim, "averiguou internamente. A resposta foi dada ao ministro Luís Roberto Barroso, relator no TSE da prestação de contas da campanha de Bolsonaro. Ele determinou na última quinta ao WhatsApp, Facebook, Twitter, Instagram e Google que respondessem, em um prazo de três dias, se também houve contratação de disparos em massa a favor do candidato, durante as eleições, seja por ele ou por qualquer outra pessoa. Há pouco, o Facebook também encaminhou um comunicado na mesma linha do Twitter.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


12/11


2018

“Se não abrir caixa-preta, Levy está fora”

Jair Bolsonaro aceitou a indicação de Paulo Guedes em indicar Joaquim Levy para a presidência do Banco Nacional de Desenvolvimento Social e Econômico (BNDES) e ainda acrescentou: “A caixa-preta [do BNDES] será aberta na primeira semana. Não tenho dúvida disso. Se não abrir a caixa-preta, ele [Levy] está fora. Isso será tratado dessa maneira”, destacou Bolsonaro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Bm4 Marketing 2

12/11


2018

Lula dará depoimento à substituta de Moro quarta

Nesta quarta-feira (14), o ex-presidente Lula dará um depoimento para a juíza Gabriela Hardt, substituta do juiz Sérgio Moro. O depoimento refere-se ao processo do sítio de Atibaia, próximo inquérito a que o ex-presidente terá que se defender.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, os três ex-executivos da OAS e mais nove investigados são réus no processo que apura se Lula recebeu propina de empreiteiras por meio de reformas e decoração em um sítio em Atibaia, em troca de favorecimento em contratos com a Petrobras.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


12/11


2018

Ex-procurador comprou casa com dinheiro vivo

O ex-procurador-geral de Justiça do Rio Cláudio Lopes declarou, em depoimento, que pagou uma parcela de uma casa em Búzios, litoral do Rio, com R$ 200 mil em dinheiro vivo (a casa custou R$ 500 mil). Cláudio Lopes foi preso na última quinta, em casa, acusado de participar do esquema de propinas liderado pelo ex-governador Sérgio Cabral (MDB).

O ex-procurador-geral de Justiça contou que os R$ 200 mil eram fruto de uma ‘atividade que exercia, desde 1991, no magistério, especificamente na área de cursos preparatórios para concursos’. A vendedora do imóvel em Búzios também prestou depoimento. Ela contou que ‘estranhou o fato de o comprador desejar pagar parte da casa em dinheiro’. Lopes chefiou a instituição no Estado do Rio entre 2009 e 2012.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


12/11


2018

Guedes confirma Joaquim Levy no BNDES

O ex-ministro da Fazenda do governo Dilma, Joaquim Levy, aceitou o pedido do economista Paulo Guedes para presidir o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Joaquim Levy será responsável por fazer um mapeamento em contratos do banco com empresas que, possivelmente, foram citadas na Lava Jato. A equipe do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), suspeita de que haja atrasos em pagamento em vários contratos. O banco estatal rechaça a suspeita. Levy foi desligado por Dilma Rousseff em 2015, após pressão do PT. Atualmente, Levy mora nos Estados Unidos e trabalha como diretor financeiro no Banco Mundial.   


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


12/11


2018

BRASÍLIA: STJ manda soltar Joesley e Ricardo Saud

O ministro Nefi Cordeiro do Superior Tribunal de Justiça, determinou há pouco a soltura de Joesley Bastista , Ricardo saud e outros colaboradores do Grupo  J&F presos  na semana passada pela Polícia federal, na Operação Capitu. O ministro atendeu a um pedido dos advogados de defesa dos empresários.

O ministro também pediu a liberdade dos ex-executivos do grupo Demilton Castro e Florisvaldo Oliveira. Na decisão, Nefi Cordeiro diz que "os fatos atribuídos aos delatores são antigos e não justificam as prisões". 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


12/11


2018

Suíça amplia investigação sobre Lava Jato

O Ministério Público da Suíça transferiu ao Brasil mais um inquérito por lavagem de dinheiro envolvendo a Petrobras, num sinal de que a apuração sobre a dimensão do esquema de corrupção não terminou no país europeu. Na documentação, o brasileiro Paulo Cesar Chafic Haddad é suspeito por "lavagem de dinheiro agravado e corrupção de agentes públicos estrangeiros". Haddad foi funcionário da Noroil Empresa de Navegação, empresa ligada a grupos noruegueses e que manteria negócios com a Petrobras.


O caso, segundo o Estadão, demonstra que os suíços não deram por terminado os inquéritos relativas à Operação Lava Jato. As investigações relativas aos escândalos de corrupção no Brasil completaram quatro anos em setembro, acumulando mais de mil contas bloqueadas e ativos de mais de US$ 1,1 bilhão.

 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


12/11


2018

Lula terá que devolver dinheiro usado na campanha

Candidaturas impugnadas nas eleições 2018 receberam um total de R$ 38,7 milhões do fundo eleitoral e de doações oficiais. O valor, pelas regras da Justiça Eleitoral, terá de ser devolvido. A campanha do ex-presidente Lula, que teve sua candidatura barrada pelo Tribunal Superior Eleitoral, foi responsável por R$ 20 milhões do total.

Os valores foram arrecadados antes da confirmação de Fernando Haddad na cabeça da chapa presidencial. A campanha de Lula declarou ter gastado R$ 19,7 milhões dos valores recebidos. Os dados foram organizados pela ONG Movimento Transparência Partidária, com base nas informações publicadas pelo TSE na internet.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Sou um político... Pela primeira vez, Sérgio Moro fala a verdade, no Fantástico.



12/11


2018

“Moro vai fechar a torneira da corrupção”

Um dos filhos de Jair Bolsonaro, o depitado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), disse ao Estadão que seu pai não tem ciúme de Sergio Moro: “Ele não se preocupa com vaidade. Se preocupa com o que é melhor para o Brasil. E o Moro tem, além do simbolismo, ele tem total competência para pôr em prática o combate á corrupção, que é o que minha geração mais abomina. O Moro vai fechar a torneira da corrupção. Ele falou em retomar as dez medidas de combate à corrupção. Vai haver um esforço grande no próximo ano para aprovar isso", afirmou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Sou um político... Pela primeira vez, Sérgio Moro fala a verdade, no Fantástico.

Fernandes

Dizem por aí que, 50% das pessoas que eram contra o aborto, mudaram de ideias depois que conheceram o Bolsonaro.

Fernandes

A PIADA DO DIA: Bolsonaro se alia a o DEM de Rodrigo Maia,a o PP de Maluf e o PTB de Roberto Jeferson, no combate à corrupção.



12/11


2018

Zumbis vermelhos vão baixar a crista

Os radicais de todas as cores e os zumbis vermelhos estão pintados para a guerra nos pontos e nos horizontes cardeais, eis o sermão do Profeta Adalbertovsky aos seus discípulos do alto das montanhas da Jaqueira. “Os lobos e os cordeiros se digladiam. Todos se transformam em feras, pois “o homem que nesta terra miserável/ mora entre feras sente inevitável/ necessidade de também ser fera”, no dizer do abençoado poeta Augusto dos Anjos, dos arcanjos e dos pecadores.     

“Os zumbis vermelhos, os vikings, os novos bárbaros, lobisomens e serpentes destilam venenos. Chora, menino pra comer pitomba! Vai começar a entressafra das pitombas vermelhas. Os zumbis roubaram as pitombas e barbarizaram nossos jardins. Agora rebelam-se contra a vitória do Capitão Marvel e prometem resistência nas ruas, nas universidades, nos movimentos sociais. Vão além, prometem sabotar o governo. Aí já muda de patamar.

“Os bezerros serão desmamados das glândulas mamárias de ONGs chapas brancas, de sinecuras governamentais, da Lei Rouanet, de estatais e fundos de previdência. Mais que transição de um governo, será a transição de um ciclo de 16 anos do mar vermelho, de corrupção e patifarias.

“As universidades são autônomas para garantir a liberdade de pensamento. Mas, não são repúblicas independentes da República Federativa do Brazil. Promover vandalismos e depredações não se enquadra no capítulo da liberdade de pensamento. A casa caiu, a fonte secou. Os bezerros desmamados vão ter que baixar a crista. Alvíssaras, Capitão!” A cantoria do Profeta Adalbertovsky está postada no Menu Opinião.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Ninguém quer saber de jovem com senso crítico...Bostejou Bostanaro, após a vitória...

Fernandes

Eita povo apaixonado pelo Lula , não esquece o maior presidente da história do país

Fernandes

Nossa, que bosta! Tinha ser que um admirador do mito fake.