Ipojuca

14/02


2018

Mais de 20 nomes querem disputar o Planalto

Desde 1989 não há tantos nomes colocados para a disputa pela Presidência

Número de pré-candidatos ao Planalto alcança marca histórica

O Globo – Juliana Castro

A oito meses das eleições presidenciais, mais de duas dezenas de pré-candidatos já colocaram o bloco na rua sonhando com o Palácio do Planalto. O desfile de nomes é variado, retrato de um cenário de indefinição semelhante à disputa de 1989, quando 22 candidatos participaram da corrida eleitoral. O pleito de outubro pode ter nas urnas representantes dos mais variados estilos: além dos políticos tradicionais, estão se mobilizando apresentadores de TV, banqueiros, um líder sem-teto, um cabo bombeiro e até um cirurgião plástico exótico.

O bloco dos novatos, formado por aqueles que nunca concorreram ao Executivo, tem como mais inusitado representante o médico Dr. Robert Rey, mais conhecido como Dr. Hollywood devido às cirurgias plásticas que já fez em diversas celebridades. Ele anunciou a intenção de ser candidato caso consiga refundar o Prona, partido que lançou o folclórico Enéas Carneiro à Presidência nos anos 1990. Na semana passada, Rey gravou vídeo na página oficial da legenda pregando um Brasil “mais conservador”.

Sua página no Facebook mistura dicas para dar fim às olheiras e à calvície com ideias, sem qualquer detalhamento programático, para “trazer o sistema americano para escolas brasileiras”. Rey também já defendeu, em entrevista, que o hino nacional toque todo dia de manhã em cadeia nacional de rádio e TV.

Convites à espera de resposta

Propostas excêntricas também estão nos discursos de outros novatos. Repleto de menções a Deus, o discurso do deputado federal Cabo Daciolo, pré-candidato pelo Avante, sai frequentemente em defesa da intervenção militar como uma solução para o país. No ano passado, o bombeiro chegou a defender o fechamento do Congresso Nacional, onde “só tem corruptos”.

 

Já a ex-apresentadora de televisão Valéria Monteiro (PMN) tem pregado medidas como licença maternidade de três anos e isenção de Imposto de Renda para quem ganha menos de R$ 3.700. O impacto fiscal das ideias, contudo, não foi calculado pela pré-candidata.

— Esses candidatos não têm visibilidade eleitoral, mas acabam aparecendo com suas atividades um tanto folclóricas. As eleições de 1989 e a de 2018 têm uma relação no que se refere à possibilidade de muitas candidaturas, mas a conjuntura política é muito diferente. No final dos anos 1980, a esperança era muito grande. Agora, há o pessimismo generalizado, as pessoas estão desencantadas com o sistema político — diz o cientista político Paulo Baía, da UFRJ.

Ao contrário de Rey, Daciolo e Valéria, apoiados por partidos nanicos, há ainda os novatos com maior relevância, que permanecem com o futuro indefinido. Caso do apresentador Luciano Huck e do ex-presidente Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa, cortejados pelo PPS e PSB, respectivamente. Embora Huck tenha conversas periódicas com economistas liberais, seu discurso de forte apelo social tem potencial de crescimento em segmentos lulistas, apontam institutos de pesquisa. Já Barbosa mantém-se em silêncio sobre o que seriam seus projetos presidenciais, mas sua plataforma, apontam os socialistas, estaria focada na sua trajetória pública de combate à corrupção.

Guilherme Boulos, que estuda a filiação ao PSOL, fecha a lista de novatos em dúvida. Embora não admita, a candidatura do líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) está diretamente relacionada ao futuro político do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Boulos dividiria votos da esquerda com a deputada estadual no Rio Grande do Sul Manuela D’Ávila (PCdoB).

— Não tem um candidato competitivo no cenário eleitoral, e isso estimula o lançamento de várias pré-candidaturas. Quando existe este nome, os partidos menores tendem a ser atraídos pela coalizão. Tem que ter tempo de TV para haver um bom desempenho — explica Fernando Antonio Azevedo, cientista político da Universidade Federal de São Carlos (Ufscar).

O bloco dos indefinidos também contempla nomes da base do governo, como o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD), o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), e o presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro (PSC). Os três sonham em ser o nome que unificaria o centro político para acabar com a polarização entre Lula e o deputado Jair Bolsonaro, em negociações para migrar para o PSL. No mesmo espectro político, também apresentam-se João Amoêdo (Novo), com carreira ligada ao mercado financeiro, e o senador Álvaro Dias (Podemos).

Estão no páreo ainda os veteranos que já concorreram à Presidência em outras ocasiões: a ex-senadora Marina Silva (Rede), que disputou pelo PV em 2010 e pelo PSB em 2014; o governador Geraldo Alckmin, candidato em 2006 pelo PSDB; o ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT), que concorreu em 1998 e 2002; e o senador Cristovam Buarque, que disputou em 2006.

A campanha também terá velhos conhecidos do eleitorado como Eymael (PSDC), dono do jingle chiclete “Ey-Ey-Eymael, um democrata cristão”, e Levy Fidelix, autor do controverso projeto do “aerotrem”. Sem contar o ex-presidente Fernando Collor (PTC), que, em discurso na semana passada, disse estar “diante da retomada de uma missão”. Slogan esse que, aliás, já aparece na foto de capa de sua página no Facebook. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Gravatá

Confira os últimos posts



19/08


2018

Candidato e mago das finanças

Ascânio Seleme – O Globo

O candidato do MDB a presidente da República é mesmo um mago das finanças. Em 2002, quando se elegeu deputado federal, Henrique Meirelles declarou patrimônio de R$ 45 milhões. Ele vinha de uma grande temporada dirigindo o BankBoston.

Agora, ao registrar sua candidatura, o patrimônio declarado pulou para R$ 377 milhões. Desde 2002, Meirelles dirigiu o Banco Central por oito anos no governo Lula, teve cargo no Comitê Público Olímpico na gestão de Dilma e foi ministro da Fazenda por dois anos sob Temer.

No resto do tempo, esteve no Banco Original dos irmãos Batista, na KKR, uma gigante americana do setor de investimentos, e no banco americano Lazard.

Só pode ter sido aí, na iniciativa privada, que ele multiplicou por oito seu patrimônio.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ArcoVerde

19/08


2018

Errar é humano

Carlos Brickmann

Engano parecido com o da equipe de Lula ocorreu na declaração de bens da presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, que se candidata a deputada. No caso, o valor de seus bens declarados em 2014 foi diluído pela falta de zeros. Gleisi informa que seu patrimônio total é de R$ 34 mil, incluindo um apartamento de R$ 111,00 e outro de R$ 24.550,00. Um deles, de acordo com a declaração antiga, é avaliado em R$ 1.110.113,16; o outro é de R$ 245.000,00. Errar é humano. E, quando isso contribui para que o patrimônio pareça pequeno, pode até

Metade dos eleitores acha que Lula, condenado em segunda instância e preso, deveria ser proibido de concorrer. E 44% são favoráveis a que ele concorra, apesar da expressa proibição da Lei da Ficha Limpa. Por incrível que pareça, têm a mesma posição de Eduardo Cunha, deputado federal que perdeu o mandato e os direitos políticos e está também preso em Curitiba: declarou que Lula deveria poder concorrer (o que, claro, seria usado pelos  advogados de Cunha para pedir que fosse liberado, por equidade).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Asfaltos

19/08


2018

Romário, o Porsche e a arte de enganar os bobos

Ricardo Miranda – Blog Os Divergentes

O peixe – apelido do senador do Podemos, Romário, anda cheirando mal. Nos gramados, onde mostrava serviço e ganhava taças, isso era relevado. Era só o cracaço marrento, que colecionava gols, namoradas e filhos – e que chegou a ser preso por não pagar pensão alimentícia a uma delas. Agora na política, rumo ao infinito e além, o contrassenso entre suas glórias com a camisa 11 e sua prática como cidadão é tão flagrante que merece uma reflexão. Por que votamos, quase no piloto automático, em ídolos – do esporte, da música, das artes – como se eles pudessem reproduzir na política seus talentos e glórias?  O pavor de “políticos profissionais”, que criou a bancada dos famosos que prometem muito e não entregam nada, talvez explique isso. É o caso de Romário, o Tiririca do futebol, que pode até ser o próximo governador do Rio – ele lidera as intenções de voto seguido de perto por Eduardo Paes e Anthony Garotinho -, mas, se a campanha chegar a um segundo turno, como tudo indica, ele periga chegar de Uber para sua posse.
 

Colecionador de carros de luxo, o ex-craque da seleção e tremendo perna-de-pau na política, está vendo encolher, dia a dia, o milionário patrimônio que guarda em sua garagem, o último deles um Porsche Macan avaliado em R$ 350 mil, encontrado no condomínio de luxo onde o senador mora, na orla da Barra da Tijuca. A apreensão aconteceu na última terça, 14. O veículo, como fazem os espertalhões, está registrado em nome de Zoraidi de Souza Faria, irmã do senador. A Justiça, no entanto, sabe que o Porsche pertence de fato a Romário e que a documentação em nome da irmã é apenas uma conhecida artimanha para evitar perder bens para pagar dívidas com credores. No mês passado, outros dois carros já haviam sido apreendidos: um Audi RS6 Avant e um Peugeot Allure, avaliados em R$ 500 mil. A Justiça ainda busca um Hyundai Elantra, em nome de Zoraidi, e um Range Rover, registrado – pasmem – em nome da mãe do senador. Todos os veículos já estão penhorados, e a tendência é que os carros que já foram apreendidos sejam leiloados para amortizar o passivo com credores do senador – esta dívida gira em tomo de R$ 20 milhões, de acordo com documentos do processo.

Além dos carros, uma casa que Romário comprou por R$ 6,4 milhões, na Barra, também foi penhorada. O imóvel , fica em um condomínio de luxo na Barra da Tijuca. Também foram penhorados R$ 4,8 milhões que Zoraidi de Souza Faria, irmã do senador e também ré no processo, mantém em um plano de previdência privada no Banco do Brasil. Neste mesmo processo, a Justiça também já penhorou uma lancha e levou dois apartamentos a leilão. Os imóveis foram comprados por R$ 2,8 milhões, e os recursos foram usados para abater a dívida do senador. É incrível como Romário acumulou patrimônio na mesma proporção em que fez dívidas, como se lei alguma importasse, e o negócio fosse levar vantagem em tudo – certo?

Como governador, o endividado Romário teria que lidar com questões como a renegociação da dívida do estado com a União, porque o atual indexador, baseado principalmente na taxa básica de juros, a Selic, é elevado. Outra medida necessária, que precisará ser negociada com o atual governo, é política de incentivos fiscais. Você vê Romário capaz de lidar com isso?

Romário declarou à Justiça Eleitoral ter um patrimônio de R$ 5,58 milhões. O valor é mais de quatro vezes maior que o R$ 1,31 milhão que ele informou na campanha de 2014, uma variação de 325%.  Ainda assim, é ridículo para quem conhece as posses do ex-jogador. Romário tem dito, quando perguntado, que tem dívidas “como qualquer outro cidadão” e que elas vêm sendo quitadas ao longo dos anos. Romário, Romário, você não entende nada mesmo do povo brasileiro, especialmente dos 60 milhões inscritos no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) por não conseguir pagar a geladeira parcelada, a moto ou o sofá que compraram no crédito acreditando nesse país. Muitos deles estão desempregados. Nenhum deles tem imóveis de luxo e Porsches, peixe.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Romário pelo menos ainda foi jogador (craque ) e Senador. Imaginem Lulinha ( filho do presidiário cotó ) que nunca foi porra nenhuma e tem um Jato Falcon no valor de U$D 50 milhões!



19/08


2018

Há demofobia nos ataques a Ciro Gomes

Elio Gaspari – Folha de S.Paulo

Desde o mês passado, quando Ciro Gomes anunciou que, se eleito, trabalharia para limpar a lista de devedores da Serasa ele tem apanhado mais que boi ladrão. Protetor de caloteiros, irresponsável, demagogo. Se um sistema de crédito tem 63 milhões de consumidores na lista negra, algo de grave está acontecendo na economia. O total dessa dívida é de R$ 225 bilhões e o espeto médio do caloteiro da Serasa é de R$ 1.200.

No último grande calote do mercado financeiro, a Sete Brasil acertou pagar só R$ 2 bilhões aos grandes bancos que lhe emprestaram R$ 18 bilhões. Ganha um fim de semana em Miami quem conhecer um diretor de banco que emprestou à Sete acreditando que a empresa recriaria um setor da construção naval que já quebrara duas vezes. Por trás da Sete estaria a Petrobras e, atrás dela, a Viúva.

O inadimplente médio da Serasa comprou um iPhone, pretendia pagá-lo e a loja que o vendeu achava que receberia. São necessários 13 milhões de caloteiros da Serasa para produzir um rombo comparável ao da Sete.

Pouco se ouviu falar do calote da Sete. Já a proposta de Ciro pareceu um prenúncio do fim do mundo. O restabelecimento do crédito de milhões de pessoas é coisa necessária e factível. Como alivia o andar de baixo, provocou muxoxos. Foi assim com a jornada de oito horas no século passado, com o Bolsa Família e com as cotas nas universidades públicas.

Pode-se reclamar da má qualidade dos candidatos à Presidência ou do nível de empulhação de suas propostas, mas quando aparece algo que merece ser discutido, como é o caso da proposta de Ciro, deve-se controlar a demofobia.

Essa cautela é útil porque numa eleição presidencial prevalece a opinião dos sujeitos que se apertam para pagar uma dívida de R$ 1.200. A renda domiciliar de sete em cada dez eleitores e de menos de três salários mínimos. A turma que foi capaz de emprestar R$ 16 bilhões à Sete Brasil só elege o síndico do próprio edifício.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


19/08


2018

PT quer Bolsonaro no segundo turno – e não Alckmin

Helena Chagas - Blog Os Divergentes 

Fernando Haddad está fora dos debates – e, portanto, também dos ataques dos adversários. Como vice registrado na chapa de Lula, está rodando o país naquela condição de meio-candidato que, a princípio, parecia muito ruim mas que, ao fim e ao cabo, não parece ser tanto assim. Pelo menos é o que mostrou a rodada XP/Ipespe da semana passada, que lhe deu mais 4p.p. no cenário em que susbtitui Lula sem a informação de que é apoiado por ele e o coloca num segundo lugar, com 15%, quando é ungido pelo ex-presidente.

Dentro do PT, cresce a confiança de que seu candidato estará no segundo turno, de preferência contra Jair Bolsonaro, o que pode lhe abrir o caminho para a vitória. O que pode dar errado para Fernando Haddad?

Muita coisa, é óbvio, mas a principal delas seria o crescimento de Geraldo Alckmin a bordo do latifúndio televisivo que o tucano terá a partir do dia 31. Na visão dos estrategistas do PT, o adversário ideal para pegar no segundo turno é o deputado-capitão, que permitiria a Haddad agregar as forças de centro em torno de seu nome.

Nesse sentido, a declaração do ex-presidente Fernando Henrique esta semana sobre a possibilidade de uma aliança PSDB-PT no segundo turno foi comemorada nos bastidores petistas. Apesar das reações de outros tucanos, é certo que, numa situação assim, a maioria do PSDB não ficaria com Bolsonaro.

Mas a grande incógnita desse jogo é a capacidade de Geraldo desconstruir Bolsonaro e tomar dele a vaga no segundo turno. O PSDB vai jogar pesadamente contra o candidato do PSL na TV porque sabe que sabe qie agora é tudo ou nada, ou Geraldo ou Bolsonaro.

Um segundo turno PSDB x PT, como muita gente prevê, seria talvez um cenário menos aterrorizante para o país – até porque o radicalismo que o discurso petista exibe hoje não combina muito com a figura de Haddad – mas teria grandes chances de jogar as forças de centro no colo de Alckmin, dando-lhe a vitória.

Não ë só Alckmin que teria condições de atrair o centro num segundo turno contra o PT ou Bolsonaro. Ciro Gones trabalha para isso, imaginando que, se o ex-governador de SP não decolar, poderá ser esse personagem. Mas é difícil porque tem pouco tempo de TV, mesmo caso de Marina Silva, outra que teria condições de encarar o desafio.

A hipótese de um segundo turno entre Bolsonaro e Alckmin, também considerada, é hoje a mais remota. Para crescer, o tucano teria que tirar votos do deputado-capitão, numa equação em que aparece um ou outro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Vejam as Sete barbaridades do ex prefeito Fernando Haddad, que lhe deram o Pior desmpenho dos prefeitos de capital. 1 A criação das piores ciclovias do mundo. ............. 2 . A implantação de faixas exclusivas de ônibus fora dos grandes corredores de tráfego. ..........3. A invasão recorde de terrenos municipais. .........4. O abandono das ações para recolhimento de mendigos, sem-teto e \"nóias\" das ruas. ..........5. A suspensão do Controlar e a ocupação de áreas de mananciais. ...........6. A desvalorização do patrimônio histórico. .......7. A deterioração da Vila Madalena. Isso tudo sem falar no KIT GAY. Pense num administrador CAGÃO.

marcos

Você votaria em um candidato Corrupto e Ladrão, que quer que as crianças aprendam a ser Gays nas escolas com cartilhas (kit gay) do governo?

marcos

HADDAD CRIOU o KIT GAY. Você quer que seu filho aprenda a ser Gay na Escola?

Fernandes

Segundo o jornal O Globo, o Ministério Público Federal estuda abrir uma nova investigação contra o candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, por suspeita de improbidade administrativa envolvendo a contratação de sua ex-secretária parlamentar Walderice Santos da Conceição, flagrada pelo jornal Folha de S. Paulo vendendo açaí no litoral fluminense, durante o horário de expediente.

Fernandes

Haddad começa a encostar no Bolsonaro.


bm4 Marketing 3

19/08


2018

Candidatos: os mais ricos, os do meio e os mais pobres

Carlos Brickmann

Os mais ricos

De acordo com a declaração de bens de cada um, o candidato mais rico é o engenheiro (e ex-executivo de bancos) João Amoêdo, do Partido Novo. Seus bens somam R$ 425.066.485,46. O segundo é o engenheiro (e ex-executivo de bancos) Henrique Meirelles, do MDB, até recentemente ministro da Fazenda do presidente Michel Temer. Patrimônio declarado de Henrique Meirelles: R$ 377.496.700,70.

Curiosidade: os vices dos dois candidatos mais ricos estão longe de ser pobres, mas seu patrimônio é de cerca de 1% do valor dos bens dos cabeças de chapa.

Os do meio

Seguem-se os outros candidatos, pela ordem de bens declarados: o terceiro mais rico é o escritor João Goulart Filho (PPL), filho do ex-presidente João Goulart, com R$ 8.591.035,79; Lula  (PT), que aponta como ocupação “torneiro mecânico”, é o quarto candidato mais rico, com R$ R$ 7.987.921,57 – ver na nota Me engana que eu gosto os números de declaração anterior, pela qual seria o terceiro mais rico; quinto, Eymael (DC), empresário, com R$ 6.135.114,71; sexto, Álvaro Dias (Pode), R$ 2.889.933,32; sétimo, Jair Bolsonaro (PSL), que apresenta como ocupação declarada “membro das Forças Armadas”, com R$ 2.286.779,48; oitavo, Geraldo Alckmin (PSDB), que se apresenta como médico, com R$ 1.379.131,70; Ciro Gomes (PDT), advogado, R$ 1.695.203,15, é o nono; décimo, Marina Silva (Rede), historiadora, R$ 118.835,13.

Os mais pobres

A décima-primeira é Vera Lúcia (PSTU), ocupação declarada “outros”, R$ 20.000,00; décimo-segundo, Guilherme Boulos (PSOL), historiador, R$ 15.416,00; décimo-terceiro, deputado Cabo Daciolo (Patriota), nada.

O patrimônio declarado de cada candidato nada tem a ver com posição nas pesquisas. Se tivesse, Meirelles e Amoêdo estariam ambos no páreo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


19/08


2018

Onda amarela invade Carnaíba

Governador Paulo Câmara e sua chapa majoritária caminharam, no sábado (18), pelo município, espalhando animação e esperança.

As ruas carnaibenses se vestiram do amarelo para abraçar a passagem da Caravana da Vitória comandada pelo governador e candidato à reeleição, Paulo Câmara (PSB). Ao lado de seus companheiros da chapa da Frente Popular, Luciana Santos (PCdoB), vice, Humberto Costa (PT) e Jarbas Vasconcelos (MDB), senadores, do prefeito Anchieta Patriota (PSB), várias lideranças políticas e de um povo muito animado, o socialista caminhou pelo município, espalhando a certeza de que Pernambuco seguirá andando para frente.

Enquanto andava por Carnaíba, Paulo recebia, abraços, gritos de incentivos e muitos "xêros". O socialista, empolgado, afirmou que essa animação tomará conta da população de todo o Estado, que já sabe o caminho a ser escolhido nas eleições deste ano. "Vamos vencer com a força do povo! É por essa gente, que sabe o que é melhor para Pernambuco, que nós seguiremos com muita energia levando a nossa mensagem", afirmou o governador.

Durante comício em praça pública, Paulo Câmara lembrou que tem trabalhado com muita determinação para vencer as dificuldades. O socialista ressaltou, na sequência, que o atual pleito colocará dois lados completamente opostos como opções para a população. "A gente sabe o lado que o povo vai escolher, e não será o lado da Turma do Temer, que vem acabando com o Brasil. O lado que vai vencer é o lado do presidente Lula (PT), o lado das transformações iniciadas por Eduardo Campos. É o nosso lado", destacou.

O prefeito Anchieta Patriota frisou que a Frente Popular vai conquistar uma "vitória fechada", porque o time de Paulo é reconhecidamente mais preparado e comprometido com os pernambucanos. "Vamos eleger Jarbas e Humberto para o Senado, conquistando uma vitória marcante. Será uma caminhada dura, mas com o povo ao nosso lado", frisou o gestor municipal. 

Também estiveram presentes na caminhada e no comício os deputados federais Danilo Cabral (PSB) e Gonzaga Patriota (PSB), o deputado estadual Lucas Ramos (PSB) e dezenas de prefeitos e ex-prefeitos da região, além de vereadores de Carnaíba e de municípios do entorno.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Não vamos desistir de Pernambuco, Marília governadora ... kkkk ... Jair Presidente.



19/08


2018

Serra Talhada: Luciano Duque apoia Silvio Costa

Fortalecendo a agenda de debates na campanha ao Senado pela coligação O Pernambuco Que Você Quer, o deputado federal Silvio Costa (Avante) esteve, neste sábado (18), em Serra Talhada, onde recebeu o apoio do prefeito Luciano Duque (PT), referência de gestão pública e líderança político no Sertão de Pernambuco, juntamente com dez vereadores e suplentes do município.

Em seu discurso, em um hotel da cidade, o prefeito Luciano Duque convocou seus aliados para marcharem juntos e empenhados  no palanque do candidato, no Sertão do Pajeú. “Aqui estamos com o nosso futuro senador por Pernambuco, Silvio Costa, que merece o nosso total apoio e voto, em Serra Talhada e região. Vamos levantar a bandeira da vitória para quem é leal, ético e corajoso”, ressaltou.

“Meu amigo pessoal, prefeito Luciano Duque, será o timoneiro da nossa campanha no Sertão do Pajeú. O apoio de Luciano é um dos principais catalisadores da nossa caminhada”, destaca Silvio Costa


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


19/08


2018

Tony Gel e Raul Henry anunciam dobradinha em Caruaru

No sábado (18), o vice-governador Raul Henry ganhou um apoio de peso em sua corrida por uma vaga à Câmara Federal, em Brasília. Em evento realizado no município de Caruaru, no Agreste, o deputado estadual Tony Gel, candidato à reeleição, declarou que apoiará Raul neste pleito, com o apoio do povo da cidade. O anúncio aconteceu durante a manhã, na casa de recepção Finsess, localizada no bairro Universitário.

Cercado de amigos, militantes e familiares, entre eles a ex-deputada Miriam Lacerda e seu filho Tonynho, Tony Gel falou da importância da continuidade do trabalho desenvolvido pelo governador Paulo Câmara, por Raul Henry e por Jarbas Vasconcelos, candidato ao Senado, para o Estado.

“Definimos que serei candidato à reeleição a deputado estadual e vamos fazer a dobradinha em Caruaru apoiando o candidato a deputado federal Raul Henry. Contamos com o apoio de todos. Raul é um dos mais preparados políticos deste país, pessoa séria e que vai obviamente trabalhar pela nossa capital do Agreste”, anunciou.

Raul demonstrou gratidão às palavras de Tony Gel e a Tonynho, que abriu mão da disputa a deputado federal para apoiá-lo, e disse estar pronto para honrar a confiança do povo da cidade. “Eu estou muito honrado e feliz em estar aqui hoje. Essa atitude de Tony Gel, de Tonynho, de Miriam e de todos vocês não é só um gesto de confiança em relação a minha pessoa. É mais do que isso. É um gesto de reciprocidade. Um gesto de quem compreende a vida como uma estrada de mão dupla”, disse Raul, que foi bastante ovacionado durante seu discurso. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


19/08


2018

Agreste Meridional: Armando ouve as demandas do povo

Itaíba e Buíque

Armando: “É preciso ouvir as pessoas e corrigir os erros do governo”

A melhor maneira de ouvir as pessoas é ir aonde elas estão, olhando no olho de cada uma. Foi assim, escutando as demandas do povo, nas feiras livres de Buique e Itaíba, no Agreste Meridional, que o candidato ao governo do Estado pela coligação Pernambuco Vai Mudar, senador Armando Monteiro (PTB), começou este sábado 18, durante giro que faz por 11 cidades. "Quem ouve mais erra menos. Vamos corrigir os erros que o governo cometeu, concluir as obras paradas e mudar o que precisa ser mudado", resumiu Armando, que ainda percorrerá outros cinco municípios na agenda: Tupanatinga, Iati, Águas Belas, Paranatama e Garanhuns.

 No contato com a população nas feiras, Armando pôde ouvir as queixas e demandas do povo em relação à falta de atitude do governo do Estado em áreas como saúde, segurança e infraestrutura.  
 
“Esse rapaz não estava pronto para ser governador. Não tenho nada contra a pessoa dele, mas o povo de Pernambuco está pagando pela sua inexperiência. A justa homenagem que foi feita ao ex-governador Eduardo Campos se transformou em decepção”, comentou Armando, que também lamentou o péssimo estado de conservação da PE-270.

Em Buíque, Armando também se encontrou com lideranças locais. 

“Nessa caminhada rumo ao Governo do Estado, fiz questão de voltar a Buíque nos primeiros momentos e reafirmar meu compromisso com essa terra, que além da capacidade agropecuária tem um enorme potencial turístico”, destacou Armando.

Também estiveram nas duas cidades com Armando o candidato a vice-governador da coligação Pernambuco Vai Mudar, vereador Fred Ferreira (PSC), os candidatos ao Senado Mendonça Filho (DEM) e Bruno Araújo (PSDB), e o deputado federal Zeca Cavalcanti (PTB).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


19/08


2018

Empresário oferece avião para a campanha de Bolsonaro

O andar de cima

Dono de rede de artigos esportivos oferece jatinho para Bolsonaro usar na campanha.

Foto: Leo Martins | Agência O Globo

O Globo - Por Ancelmo Gois

 

Veja como uma parte do PIB tem se encantado com Jair Bolsonaro. 

O empresário Sebastião Bomfim Filho, mineiro, 64 anos, dono da rede de artigos esportivos Centauro, chegou a oferecer um jatinho para o capitão se deslocar durante a campanha presidencial.

Bolsonaro recusou, mas sugeriu que ele gastasse as solas de seus tênis esportivos fazendo campanha por ele.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Você quer que seu filho seja GAY? ........ /// .... O CANDIDATO DO KIT GAY. ........//////.....“Kit gay” preparado pela gestão de FERNANDO HADDAD na educação foi o primeiro a propor “transgêneras” em banheiro feminino. Esse rapaz sempre dando boas idéias… Lembram-se do material preparado pelo Ministério da Educação, sob o comando de Fernando Haddad, para ser veiculado nas escolas? Um deles fazia a apologia da bissexualidade: dizia que um bissexual tem 50% a mais de chance de ter com quem sair no fim de semana já que gosta de meninas e meninos. Por Reinaldo Azevedo

marcos

VOCÊ CIDADÃO HONESTO QUER QUE A CORRUPÇÃO CONTINUE NO BRASIL? ..........Ricardo Pessoa, da UTC afirma que deu ao tesoureiro do PT, João Vaccari Neto. o valor de R$ 3 milhões, para pagamentos do Ex Prefeito FERNANDO HADDAD. De acordo com o promotor Luiz Henrique Dal Poz, o pedido de contribuição foi renegociado para R$ 2,6 milhões. Mas será que não tem um Político Limpo e Honesto no PT? Você quer votar em um LADRÃO?

Fernandes

Segundo o jornal O Globo, o Ministério Público Federal estuda abrir uma nova investigação contra o candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, por suspeita de improbidade administrativa envolvendo a contratação de sua ex-secretária parlamentar Walderice Santos da Conceição, flagrada pelo jornal Folha de S. Paulo vendendo açaí no litoral fluminense, durante o horário de expediente.

Fernandes

Haddad começa a encostar no Bolsonaro..



19/08


2018

Zeca inicia campanha à reeleição ao lado de Armando

O deputado federal Zeca Cavalcanti (PTB) inicio oficialmente sua campanha à reeleição em sua cidade natal, Arcoverde, ao lado do candidato ao governo de Pernambuco, Armando Monteiro (PTB).

Com o clube Democrático superlotado, o deputado federal Zeca Cavalcanti (PTB) abriu oficialmente sua campanha à reeleição em sua cidade natal, Arcoverde, com um discurso forte e em defesa da mudança no Estado ao lado do candidato a governador Armando Monteiro (PTB) e dos candidatos ao senado Mendonça Filho (DEM) e Bruno Araújo (PSDB). Presente também o candidato a vice na chapa de Armando, Fred Ferreira (PSC).

“Pernambuco nos últimos anos vem levando poeira de outros estados. O desemprego cresce, a insegurança bate na porta dos pais de família, a saúde capenga e perdemos a liderança que sempre marcou a garra dos pernambucanos. Chegou a hora de darmos um basta a tudo isso que está, a um governo que não tem governador e colocar na cadeira do Palácio do Campo das Princesas um governador de verdade, que governe e tenha liderança para fazer as mudanças que Pernambuco tanto anseia. O que não presta vamos mandar embora”, disse o deputado Zeca Cavalcanti.

O evento que mobilizou lideranças de todas a regiões do estado, atraiu para Arcoverde prefeitos, vice-prefeitos, ex-prefeitos, vereadores e lideranças de cidades como Aliança, Buíque, Pedra, Tupanatinga, Itaíba, Itapetim, Afogados da Ingazeira, Santa Maria da Boa Vista, Pesqueira, Garanhuns, Petrolândia, Ibimirim, Sertânia, Custódia, entre outras.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


19/08


2018

Propostas inusitadas dos candidatos aos governos estaduais

Foto: Jornal fato - Carlos Manato (PSL) disputa o governo do Espírito Santo.

O Estado de S. Paulo - Coluna do Estadão
Por Andreza Matais


Candidatos aos governos estaduais têm propostas para resolver os mais diversos problemas. Carlos Manato (PSL) (foto), que disputa o governo do Espírito Santo, registrou no TRE a promessa de, se eleito, custear sua própria alimentação servida na residência oficial. “Os funcionários que servem receberão tíquetes. Só será permitida a compra de material de higiene, limpeza e reparos”, diz. Outra ideia do capixaba é instalar um ponto eletrônico digital no Palácio Anchieta e na residência oficial para que o governador registre seu horário de trabalho.

Manato (PSL) promete criar uma comissão com as Polícias Civil e Militar, além de Ministério Público, para “retirar toda a comida da residência oficial da Praia da Costa e transferir para o Palácio Anchieta”.

Outro aliado de Jair Bolsonaro, Antonio Denarium, candidato ao governo de RR pelo PSL, promete criar um botão do pânico. A ideia é oferecer um aplicativo para a população ter acesso a socorro rápido. Ao clicar no APP, a polícia será acionada e atenderá a vítima via GPS.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


19/08


2018

Mendonça Filho garante apoio aos pequenos produtores

Mendonça Filho caminha na feira de Buíque e Itaíba e garante atenção aos pequenos produtores.

Após caminhadas nas feiras de Buíque e Itaíba, na manhã deste sábado (18/07), o candidato ao Senado pela coligação Pernambuco Vai Mudar, Mendonça Filho, defendeu os pequenos produtores que não recebem atenção por parte do Governo Estadual. “Se ele produz leite e queijo, o queijo é preso nas estradas, porque o Estado age para punir os pequenos. Se o trabalhador tem uma moto, o estado vem em cima, aumenta as taxas, dificulta o pagamento, persegue e prende as motos. Isso vai mudar”, garantiu.

Após a caminhada na feira de Itaíba, Mendonça Filho e os candidatos ao governo, Armando Monteiro, a vice, Fred Ferreira, e a Senado, Bruno Araújo, seguiram para a casa da prefeita do município, Regina Cunha, que garantiu trabalho e dedicação para eleger a chapa para ver a mudança de Pernambuco.

Mendonça Filho destacou que foi muito bom poder ser recebido com carinho pelos comerciantes e o sentimento da mudança está presente em todo canto por onde a comitiva passa. “Tem muito político que não tem credibilidade de olhar no olho do povo, que não pode andar na rua. Aqui temos homens decentes e que representam a verdadeira mudança”, declarou.

Armando Monteiro destacou que tem muito a fazer, pela segurança, saúde, educação. "Eu ofereço a minha experiência, experiência de quem aprendeu com acerto e erros e de quem ama Pernambuco e que quer ver nosso Estado voltar a crescer".


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


19/08


2018

Paulista, pela terceira vez recebe Governo Presente

A estrada da Jaguarana ficou pequena, na manhã deste sábado, para as mais de duas mil pessoas que acessaram os serviços públicos disponibilizados pela Ação da Cidadania, na Escola Municipal Susi Regis, em Paulista. O programa Governo Presente, para garantir direitos e mais cidadania à população, disponibilizou emissão de documentação civil e atendimento comercial em unidades móveis, com a parceria da Prefeitura Municipal e parceiros privados.

Presente na ação o projeto Defensoria Pública Amiga da Comunidade fez renovação de certidões, habilitação para casamento entre outras orientações jurídicas.

Na ocasião, estiveram na escola Cloves Benevides, secretário estadual de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, e Júnior Matuto, prefeito de Paulista. “Sabemos que o fardo é pesado, mas ao dividimos essa tarefa com o Governo do Estado,  conseguimos contemplar mais pessoas. O melhor de estar aqui é perceber no semblante de cada um presente na ação, que agora estamos chegando junto e cuidando mais deles”, disse o prefeito.

Segundo Cloves, mais de 200 mil atendimentos foram realizados, ao longo deste ano, pelo Governo do Estado em parceria com as prefeituras. “Precisamos olhar para necessidades das pessoas, porque a população é o ativo mais importante para a Ação da Cidadania”, disse Benevides. Esta é a terceira vez que a ação ocorre em Paulista, onde foram realizados, somente no município, um total de 16.224 atendimentos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores