ArcoVerde

14/02


2018

Mais de 20 nomes querem disputar o Planalto

Desde 1989 não há tantos nomes colocados para a disputa pela Presidência

Número de pré-candidatos ao Planalto alcança marca histórica

O Globo – Juliana Castro

A oito meses das eleições presidenciais, mais de duas dezenas de pré-candidatos já colocaram o bloco na rua sonhando com o Palácio do Planalto. O desfile de nomes é variado, retrato de um cenário de indefinição semelhante à disputa de 1989, quando 22 candidatos participaram da corrida eleitoral. O pleito de outubro pode ter nas urnas representantes dos mais variados estilos: além dos políticos tradicionais, estão se mobilizando apresentadores de TV, banqueiros, um líder sem-teto, um cabo bombeiro e até um cirurgião plástico exótico.

O bloco dos novatos, formado por aqueles que nunca concorreram ao Executivo, tem como mais inusitado representante o médico Dr. Robert Rey, mais conhecido como Dr. Hollywood devido às cirurgias plásticas que já fez em diversas celebridades. Ele anunciou a intenção de ser candidato caso consiga refundar o Prona, partido que lançou o folclórico Enéas Carneiro à Presidência nos anos 1990. Na semana passada, Rey gravou vídeo na página oficial da legenda pregando um Brasil “mais conservador”.

Sua página no Facebook mistura dicas para dar fim às olheiras e à calvície com ideias, sem qualquer detalhamento programático, para “trazer o sistema americano para escolas brasileiras”. Rey também já defendeu, em entrevista, que o hino nacional toque todo dia de manhã em cadeia nacional de rádio e TV.

Convites à espera de resposta

Propostas excêntricas também estão nos discursos de outros novatos. Repleto de menções a Deus, o discurso do deputado federal Cabo Daciolo, pré-candidato pelo Avante, sai frequentemente em defesa da intervenção militar como uma solução para o país. No ano passado, o bombeiro chegou a defender o fechamento do Congresso Nacional, onde “só tem corruptos”.

 

Já a ex-apresentadora de televisão Valéria Monteiro (PMN) tem pregado medidas como licença maternidade de três anos e isenção de Imposto de Renda para quem ganha menos de R$ 3.700. O impacto fiscal das ideias, contudo, não foi calculado pela pré-candidata.

— Esses candidatos não têm visibilidade eleitoral, mas acabam aparecendo com suas atividades um tanto folclóricas. As eleições de 1989 e a de 2018 têm uma relação no que se refere à possibilidade de muitas candidaturas, mas a conjuntura política é muito diferente. No final dos anos 1980, a esperança era muito grande. Agora, há o pessimismo generalizado, as pessoas estão desencantadas com o sistema político — diz o cientista político Paulo Baía, da UFRJ.

Ao contrário de Rey, Daciolo e Valéria, apoiados por partidos nanicos, há ainda os novatos com maior relevância, que permanecem com o futuro indefinido. Caso do apresentador Luciano Huck e do ex-presidente Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa, cortejados pelo PPS e PSB, respectivamente. Embora Huck tenha conversas periódicas com economistas liberais, seu discurso de forte apelo social tem potencial de crescimento em segmentos lulistas, apontam institutos de pesquisa. Já Barbosa mantém-se em silêncio sobre o que seriam seus projetos presidenciais, mas sua plataforma, apontam os socialistas, estaria focada na sua trajetória pública de combate à corrupção.

Guilherme Boulos, que estuda a filiação ao PSOL, fecha a lista de novatos em dúvida. Embora não admita, a candidatura do líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) está diretamente relacionada ao futuro político do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Boulos dividiria votos da esquerda com a deputada estadual no Rio Grande do Sul Manuela D’Ávila (PCdoB).

— Não tem um candidato competitivo no cenário eleitoral, e isso estimula o lançamento de várias pré-candidaturas. Quando existe este nome, os partidos menores tendem a ser atraídos pela coalizão. Tem que ter tempo de TV para haver um bom desempenho — explica Fernando Antonio Azevedo, cientista político da Universidade Federal de São Carlos (Ufscar).

O bloco dos indefinidos também contempla nomes da base do governo, como o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD), o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), e o presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro (PSC). Os três sonham em ser o nome que unificaria o centro político para acabar com a polarização entre Lula e o deputado Jair Bolsonaro, em negociações para migrar para o PSL. No mesmo espectro político, também apresentam-se João Amoêdo (Novo), com carreira ligada ao mercado financeiro, e o senador Álvaro Dias (Podemos).

Estão no páreo ainda os veteranos que já concorreram à Presidência em outras ocasiões: a ex-senadora Marina Silva (Rede), que disputou pelo PV em 2010 e pelo PSB em 2014; o governador Geraldo Alckmin, candidato em 2006 pelo PSDB; o ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT), que concorreu em 1998 e 2002; e o senador Cristovam Buarque, que disputou em 2006.

A campanha também terá velhos conhecidos do eleitorado como Eymael (PSDC), dono do jingle chiclete “Ey-Ey-Eymael, um democrata cristão”, e Levy Fidelix, autor do controverso projeto do “aerotrem”. Sem contar o ex-presidente Fernando Collor (PTC), que, em discurso na semana passada, disse estar “diante da retomada de uma missão”. Slogan esse que, aliás, já aparece na foto de capa de sua página no Facebook. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Asfaltos

Confira os últimos posts



18/02


2019

Meira: “Vou processar todos que estão contra mim”

EXCLUSIVO

Por Arthur Cunha – especial para o blog

Bombardeado por todos os lados, o prefeito de Camaragibe, Demóstenes Meira (PTB), prometeu partir para cima de quem está contra ele. “Vou processar todos eles que estão levantando calúnia, difamação contra mim, contra a gestão pública, contra a minha noiva”, cravou o petebista, em entrevista à Rádio Camará FM na manhã de hoje. Sobrou até para a blogueira Noelia Brito. “Ela vai ter que me pedir desculpa”, disse.

O gestor garante não ter cometido nenhum crime pelo fato de ter ordenado que os comissionados da Prefeitura fossem ao bloco onde sua noiva, Taty Dantas, cantaria. Meira afirmou que vai se defender em qualquer tribunal ou procuradoria. Também reforçou o que disse nos famigerados áudios, de que cargo comissionado é para estar disponível em qualquer horário. “Independente de religião, todos os cargos comissionados, que eram os meus amigos, teriam que ir”, retrucou, quando questionado sobre insatisfação de alguns evangélicos comissionados. Confira abaixo os tópicos da entrevista.

“Não cometi crime”

Eu não cometi nenhum crime. Era bom que vocês ouvissem o áudio por completo, eu apenas convoco os comissionados, até porque você sabe que tem umas 50 pessoas do ex-prefeito (Jorge Alexandre), que estavam fazendo ameaça pelas redes sociais que iriam jogar ovo em mim, laranja podres, tomate. Eles não são a população, são partes das íntimas pessoas que eu posso recorrer na hora que eu precisar. Eu não disse que iria demitir ninguém, no áudio não tem dizendo: ‘se não for, vai ser demitido, não’. Coloquei que iria fazer um cordão de isolamento e pedi que todos os cargos comissionados me apoiassem, até porque a Prefeitura estava participando. Estava colocando ambulâncias, a guarda municipal fez serviço de segurança pública junto com a política militar. A Prefeitura precisava apoiar o evento.

Noiva não foi paga

Outra coisa, minha noiva não recebeu dinheiro nenhum público. Eu provo em qualquer Tribunal de Justiça, de Pernambuco, do Brasil e do mundo. Ela não recebeu nenhum dinheiro para cantar. Cantou porque ela quis ajudar, mostrar a marca dela em Pernambuco, começando pela cidade de Camaragibe; cidade do noivo dela. Eu sou prefeito, sou noivo dela. Eu não cometi crime nenhum. Foi dito pelo presidente da OAB que o prefeito tem direito de ampla defesa e ao contraditório. Eu não estou dizendo que ele cometeu o crime, em outras palavras, ele disse: Vamos investigar.

Investigação

Cabe ao Ministério Público investigar qualquer denúncia. Estou tranquilo, quero dizer ao povo de Camaragibe que há uma meia dúzia de pessoas que perderam a eleição, e que não admitem que perderam a eleição, querendo criar constrangimento. Por que não vão olhar os 14 quilômetros de canal que eu abri? Por que não vão ver a folha que reduzi de 70% para 50%, atendendo a determinação do Tribunal do Estado de Contas de Pernambuco? Por que eles não mostram a Ponte de Primavera? Quarenta e oito anos o povo pedindo a ponte; e agora a ponte saiu. Por que não mostra as grandes avenidas que eu já construí, inclusive, ligando o Santana para João Paulo II. As grandes obras que estamos fazendo para melhorar a qualidade de vida do nosso povo; as escadarias que eu vou começar a fazer para tratar bem o povo do morro. Criticar é fácil, eu estou muito tranquilo, não cometi nenhum crime.

Patrocínio da prefeitura

O patrocínio é apoio! Nós colocamos a Guarda Municipal inteira para apoiar o bloco; ambulâncias, paramédicos, para que pudéssemos ter o início do nosso carnaval com muita tranquilidade. Todo mundo sabe que o Canário Elétrico é o Galo da Madrugada de Camaragibe; o maior bloco de Camaragibe. E a prefeitura tem que apoiar. Eu era vereador. Eu trouxe Timbalada, Loira do Tchan, Araketu, Bell Marques; eu trouxe várias bandas. Nunca eu peguei um centavo de Prefeitura. Eu nunca pedi nenhum centavo a prefeito de Camaragibe quando eu era vereador para patrocinar micareta. Quem patrocinava era Pitú, Antártica, Brahma, e outras empresas. Eu não preciso de dinheiro público para fazer festa e a minha noiva não recebeu um centavo.

Processos

Inclusive, eu estou processando aquela blogueira Noélia, de Aldeia, por crime de calúnia, difamação e injúria. E vou processar todos aqueles que me acusarem que eu cometi crime. Minha noiva publicou a portaria que eu nomeei com consciência, tranquilo. Todo mundo sabe que, no Brasil inteiro, eu diria 99% das prefeituras, quem cuida da ação social é a mulher do prefeito. Nada mais justo que ela, minha noiva, cuidar da ação social. Nada contra o outro secretário. Mas chegou ao ponto que eu vi era necessário fazer a mudança.

Filmagem

Ela fez um show belíssimo! O povo amou e, quando saímos, o povo gritou e elogiou ela. Isso não me traz nenhuma preocupação, eu não exonerei nenhum cargo comissionado, eu apenas disse que era para ir. Estava convocando, ia ser filmado, até para saber quem são os meus amigos e quem não são. Eu não exigi, eu pedi para que fossem. Se você pedir o áudio por completo, você vai entender o que eu estou falando. Não cometi nenhum crime, tenho tranquilidade. Vou a qualquer tribunal, a qualquer juiz, e estou com conhecimento sobre todos os áudios.

Evangélicos

Independente de religião, todos os cargos comissionados, que eram os meus amigos, teriam que ir. Se eu tenho alguns evangélicos nomeados, eles não precisam pular o carnaval, ele vai para qualquer lugar. Eu pedi aos meus amigos, que eram cargos comissionados evangélicos, que fossem para dar apoio. Os meus inimigos estavam me ameaçando. Não é o povo de Camaragibe que está fazendo isso; é uma minoria ligada ao ex-prefeito, ex-candidatos a prefeito; frustrados, despreparados, desqualificados. Vou processar todos eles, que estão levantando calúnia, difamação contra mim, contra a gestão pública, contra a minha noiva.

Comissionados

Cargo comissionado é de confiança, de inteira confiança do chefe do Poder Executivo. Cargo comissionado não é funcionário público; cargo comissionado não é contratado. Eu não convoquei nem contrato, nem funcionário público. Eu convoquei cargo comissionado, que é da minha inteira confiança. São meus amigos, pessoas que estavam comigo. São pessoas íntimas, amigas minhas. Infelizmente, alguém vazou o áudio. Mas eu estou tranquilo porque sei o que eu gravei no áudio. Essa oposição vazia e irresponsável tem que voltar para a escola, para a universidade; são ignorantes. Eles não sabem o que é cargo comissionado. Eles não sabem diferenciar funcionário público e contrato de cargo comissionado. Estou tranquilo para responder em qualquer tribunal e em qualquer promotoria de justiça.

Cordão do isolamento

Eu não cometi nenhum crime, apenas convidei os meus amigos para compartilhar. Eu disse que iria fazer cordão de isolamento e que a gente iria filmar. Eu queria ver cada um dos cargos comissionados lá. Eu não disse que estava obrigado a ir. Eu convidei os cargos comissionados. Convidar não é obrigado. O evento iria ser filmado e eu queria ver os meus amigos me ajudando. Fui vaiado pelos inimigos, mas meus amigos, os cargos comissionados, estavam lá para me apoiar.

Não é porque sou evangélico que eu não posso ir em uma convocação do prefeito. Você não soube participar da campanha? Você não soube ser cargo comissionado? Você é amigo, é pessoa íntima do prefeito. Então, na hora que o prefeito chama, não estou obrigando. Não ameaço ninguém. É minha obrigação ver quem está do meu lado, quem respeita a gestão. Não obriguei, nem demiti, não puni ninguém. Quem me ligou, os cargos comissionados, foram liberados.

“Autêntico”

Eu sou um homem autêntico. Eu não tenho medo de ninguém e nem de nada. Eu vou para o enfrentamento. A oposição me provocou demais; agora ela vai ver o que é um prefeito de fato. Eles vão ver o que é trabalhar para uma cidade. Se eu já estava trabalhando, agora vou trabalhar muito mais. Eles vão me ver, agora, nos quatro cantos da cidade. Na limpeza urbana, na limpeza do canal, na Ponte da Primavera, na escadaria. Em todas as obras do município eles vão me ver. Eu vou fazer um enfrentamento pessoal porque eu não tenho medo da oposição.  Eu sou responsável; eu sei o que falo e não vou falar besteira pata me prejudicar. Eu sei o que é uma gestão pública. Eu sei o que presta e sei o que não presta. Eu estou disposto a responder ao ministério público, juiz, tribunais, porque eu não cometi nenhum crime.

Noélia

Eu vou processar essa jornalista Noelia; ela vai ter que me pedir desculpas. Eu não cometi nenhum crime e não saiu nenhum dinheiro da prefeitura pra pagar o Canário Elétrico. Ela não sabe com quem ela mexeu, vai ser processada e vai ter que responder.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/02


2019

Cirurgia de Bolsonaro será paga pela União

A conta pela cirurgia e pelos 17 dias em que o presidente Jair Bolsonaro esteve internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, será paga pela União. Será a primeira vez que o Hospital das Forças Armadas (HFA), que é mantido pelo governo federal, terá que despender recursos para custear o tratamento de um presidente em uma instituição externa.

Isso porque o Planalto possui contrato com o HFA, que tem sede em Brasília, para a prestação de assistência médico-hospitalar a integrantes da Presidência da República. O HFA informou à Folha que “não foi possível encontrar algum registro de que o HFA tenha sido demandado para atender alguma despesa desse gênero pela Presidência da República. Esta é a primeira vez”, afirma, em nota.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/02


2019

OAB pede investigação do prefeito de Camaragibe por convocação de servidores para Carnaval

O presidente da OAB-PE, Bruno Baptista, encaminhou, hoje, ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE), um pedido de investigação contra o prefeito de Camaragibe, Demóstenes Meira (PTB), por áudios enviados por Whatsapp convocando servidores comissionados do município a participarem de um bloco de Carnaval que teve como uma das atrações a noiva do gestor, a cantora Taty Dantas, que também é secretária municipal da Ação Social. 

O bloco Canário Elétrico, que contou com a participação da noiva do prefeito, é organizado pelo secretário de Educação de Camaragibe, Denivaldo Freire. A contratação de Taty Dantas, segundo informação do próprio secretário, foi feita a partir de um pedido do prefeito Demóstenes Meira.

O anúncio do pedido de investigação foi feito por Bruno Baptista, ontem, tão logo chegou ao seu conhecimento os áudios do prefeito. Neles, Demóstenes Meira afirma que o evento seria gravado e que ele verificaria a presença dos funcionários, ficando, subliminarmente, uma ameaça de exoneração dos ocupantes de cargos de livre nomeação que não comparecessem ao ato. À imprensa, o gestor reconheceu o teor dos áudios, mas alegou que não se tratava de uma convocação, mas de um convite para fortalecer uma ação de gestão.

Além do pedido de investigação pela convocação dos servidores, o presidente da OAB-PE vai pedir investigação para saber se houve uso dinheiro público para custear a apresentação da noiva do prefeito. 
Organizadores do bloco, em entrevista à imprensa, negaram ter recebido recursos do município, apenas apoio logístico. Em matéria veiculada no telejornal Bom Dia Pernambuco, o prefeito aparece abrindo o Carnaval da cidade e apresentando a noiva como uma das apresentações do dia.

“Em tese, pode caracterizar desde improbidade administrativa por um assédio moral, porque tem uma ameaça de exoneração para quem não comparecer. Claro que precisa-se assegurar ao prefeito o direito ao contraditório e ampla defesa. Mas é necessária uma investigação aprofundada do caso. Nós vamos pedir isso ao Ministério Público e acompanhar o desenrolar do caso”, informa Bruno Baptista.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/02


2019

Presidente do IPA e deputada entregam caminhão baú refrigerado em Rajada

O presidente do IPA, Odacy Amorim, e a deputada estadual Dulcicleide Amorim, entregaram, ontem, um caminhão baú refrigerado a Associação de Desenvolvimento Comunitário de Rajada – ADESCOR. A solenidade foi bastante prestigiada, contando com a presença de diversas lideranças e mais de 25 presidentes de associações.

“Fico feliz por continuar contribuindo com o desenvolvimento do distrito que nasci e iniciei a minha trajetória política. Esse equipamento será de grande importância para a comunidade, pois permitirá o transporte correto dos caprinos e ovinos abatidos no matadouro local”, disse Odacy.

O abatedouro de Rajada é o único em funcionamento em todo o município de Petrolina, razão pela qual a entrega do caminhão se mostra tão importante.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/02


2019

Após denúncia do Blog, MPPE finalmente vai investigar prefeito de Camaragibe

Por Arthur Cunhaespecial para o blog

Um dia depois deste blog ter denunciado, em primeira mão, que o prefeito de Camaragibe, Demostenes Meira, mandou áudios para um grupo de WhatsApp coagindo cargos comissionados da gestão a irem para um show da sua noiva, Taty Dantas, em um bloco de Carnaval, o Ministério Público de Pernambuco finalmente vai agir. 

Uma nota enviada pelo órgão explica que o procurador-geral de Justiça, Francisco Dirceu Barros, determinou a abertura de procedimento investigativo para apurar se Meira cometeu crimes de improbidade administrativa e peculato, que é o uso indevido de recursos públicos para patrocinar fins privados e pessoais – na condição de prefeito, ele só pode ser responsabilizado pelo próprio procurador-geral, se comprovadas as irregularidades.

No áudios, Meira manda que seus comissionados assistam o show da sua futura esposa no bloco Canário Baleado, organizado pelo secretário de Educação, Denivaldo Freire, que, segundo o prefeito, recebeu recursos públicos. O evento foi ontem. Para fiscalizar os comissionados, o prefeito disse que iria gravar a agremiação. Ele também direcionou todo o efetivo da guarda para o bloco, o que fez com que outros equipamentos públicos, como um hospital, ficassem descobertos. 

Até um cemitério o prefeito mandou fechar temporariamente com o objetivo de mandar os comissionados que lá trabalham acompanhar o show de Taty Dantas, nomeada pelo noivo secretária de Assistência Social na semana passada, o que causou um racha no grupo político do prefeito.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/02


2019

Bolsonaro de volta ao Planalto

O presidente Jair Bolsonaro já está no Palácio do Planalto, após passar metade da última semana despachando do Alvorada, residência oficial da Presidência. Na agenda de hoje, o presidente fará apenas despachos internos, a partir das 9h, informou o Broadcast Político.

Pela manhã, Bolsonaro recebeu o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, no Alvorada. A reunião, que não constava na agenda do presidente, durou pouco mais de 30 minutos. Ainda é esperada para hoje a exoneração de Gustavo Bebianno do cargo de ministro da Secretaria-Geral Geral da Presidência.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/02


2019

Viva a intelijumência!

Se a inteligência brasileira até hoje não deu certo em 519 anos de história, viva a burrice, viva a intelijumência! Eis a proclamação do Profeta Adalbertovsky do alto das montanhas da Jaqueira. “No Brazil existe uma vastidão de sábios, gênios e iluminados na economia, na administração pública, nos bancos, mineradoras, nas mesas dos bares, em todos os cantos onde canta o carcará e onde cantava o sabiá”.

“Vou escrever a seguinte tese de doutorado: sem vulcões, sem neve, sem tsunamis, com tantos sábios e gênios, o Brazil jamais será um País desenvolvido. Minha tese é revolucionária. Eu mereço um prêmio, quando nada um título de Doutor Honoris Causa, pois existem tantos analfabetos doutores na USP, eu ao menos fiz o curso do Mobral, modéstia à parte. As universidades são um paiol de gênios adoradores de um guru semianalfabeto de uma seita vermelha”. 

“Uma loba da máfia financeira revelou, em delação espontânea, que o banco X, a maior arapuca financeira do Brazil, obteve um lucro de 18,7 bilhões de reais em nove meses do ano passado. A delação foi feita em plena luz do dia, diante de senhoras e crianças, e seu ninguém foi preso. Os bancos estatais criaram centenas de diretorias e sinecuras com salários de mais de 50 mil reais. A farra continua”. 

“O presidente da República da Mineradora Vale é um assassino de rios, montanhas, da flora, da fauna e de centenas de famílias em Minas Gerais. O serial killer chama os assassinatos de “acidentes”. Foi chamado de bandido assassino em sessão no Congresso Nacional e se manteve impávido feito uma montanha de granito”. A cantoria do bicho-grilo Adalbertovsky está postada no Menu Opinião. Metam os peitos!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

BM4 Marketing

18/02


2019

Paulo Câmara a Maia: Previdência vai preservar mais pobres

 e pente fino nas pensões

No seu giro pelo Nordeste, Rodrigo Maia disse a Paulo Câmara, governador de Pernambuco, que a reforma da Previdência vai preservar os mais pobres e propor um pente-fino nas pensões

 Há grande expectativa na equipe econômica de Paulo Guedes e também na Casa Civil sobre possíveis efeitos no Congresso da crise que culminou com a queda de Gustavo Bebianno da Secretaria-Geral da Presidência.

  Até a última sexta-feira, a avaliação era de que ela não havia respingado no Legislativo. Mas o imbróglio se arrastou no final, a lavação de roupa suja não parou nos bastidores e a atenção será redobrada a partir de hoje. (Coluna do Estadão)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/02


2019

Filho alucinado fortalece generais, Moro e Guedes

Flávio, Carlos e Eduardo Bolsonaro não têm nada a oferecer agora à estabilidade do governo

Vinicius Mota - Folha de S.Paulo

A democracia, descobriram os gregos há 2.500 anos, precisa enfraquecer os laços tribais e familiares para frutificar. Ainda assim, dinastias persistem na política.

O primeiro-ministro galã do Canadá, Justin Trudeau, é filho do ex-premiê Pierre. Logo ao sul, os clãs Kennedy e Bush mostram que não há monopólio partidário na coisa.

Nas nações emergentes, despontam os Nehru-Gandhi, na Índia, e os Park, na Coreia do Sul. No Brasil, o fenômeno parece mais regional, apesar de uma rede de parentescos e casamentos conectar Getúlio Vargas, João Goulart, Tancredo e Aécio Neves.

A eleição para deputado federal do jovem João Campos, em Pernambuco, renovou o impulso de uma oligarquia de 300 anos, que batiza o famoso Souza Leão, bolo típico. Há quem tenha começado mais tarde, como os Calheiros em Alagoas.

Os Bolsonaros destoam desses padrões não apenas pela origem italiana do nome. Plantavam a semente de uma dinastia regional e periférica, excêntrica mesmo no contexto do Rio, quando de repente o patriarca foi alçado ao Planalto.

Os efeitos secundários desse salto quântico, que queimou as etapas usuais do acúmulo de capital político, começam a surgir.

É natural e inevitável que os três filhos do presidente procurem influenciar a tomada de decisões palacianas. Nessa movimentação, chocam-se com outras forças e grupos igualmente bem posicionados, imbuídos do mesmo objetivo.

Mas os filhos, convertidos à paranoia de que uma trama pretoriana ameaça o cargo e a vida de Jair, não carecem apenas de expertise e sangue frio para atuar com eficiência nesse certame. Eles nada têm a oferecer agora à estabilidade da gestão.

Quanto mais os filhos intervierem, mais o governo do pai dependerá dos generais, de Sergio Moro e de Paulo Guedes, nessa ordem. Os meninos alucinados acabam por fortalecer alguns daqueles que têm por adversários.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Laranjal do Bolsonaro

Nem todo mundo que votou no Bolsonaro é ruim. Mas todo mundo que é ruim votou no Bolsonaro.



18/02


2019

Fora de governo Bolsonaro, Bebianno volta a advogar

E não descarta vida política

Jussara Soares - O Globo

Fora do governo do presidente Jair Bolsonaro, o ministro Gustavo Bebianno , da Secretaria-Geral da Presidência, já definiu que pretende voltar a advogar no primeiro momento. Entretanto, ele avalia seguir carreira política. O empresárioPaulo Marinho , um dos principais aliados de Bebianno, afirmou que ele pode até mesmo entrar na disputa eleitoral no Rio em 2020, mas nega que ele fará uma oposição ao governo, do qual trabalhou para eleger.

— Ele (Bebianno) vai ter que voltar às origens, conforme  o capitão falou. E vai cuidar da vida dele e vai voltar a advogar. Porém, ele pretende permancer na política, vai buscar um espaço na política para militar — disse Marinho, que é suplente do senador Flávio Bolsonaro, primogênito do presidente.

Nos últimos dias, o empresário foi convocado por Bebianno para estar ao lado dele durante o desenrolar da crise. Viajou duas vezes do Rio a Brasília e não descarta voltar para a capital federal novamente nesta segunda-feira. Marinho é um  dos principais conselheiros de Bebianno.

Segundo o empresário, Bebianno não pretende fazer oposição ao governo de Jair Bolsonaro, mas, ao deixar o cargo, se empenhará em responder os ataques do vereador Carlos Bolsonaro. 

— Tenho certeza que Bebianno vai se comportar de uma maneira muito digna e correta. A única coisa que ele vai fazer, com justa razão, é explicar essas versões que foram postas na imprensa pelo Carlos Bolsonaro sobre ele — diz Marinho.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/02


2019

Lixo desarmamentista

O general Santos Cruz recebeu representantes do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Instituto Sou da Paz e Instituto Igarapé na quinta-feira.

A foto que ele postou nas redes sociais foi alvo de duras críticas de seus seguidores, chamando o encontro de “terrível” e os membros das ONGs de “lixo desarmamentista”.  (Coluna do Estadão)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/02


2019

Bebianno agente infltrado?

Pessoas próximas a Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) replicaram em redes bolsonaristas texto de uma simpatizante do escrito Olavo de Carvalho contra Gustavo Bebianno.

A versão, que circulou neste fim de semana, insinua que Bebianno era um agente infiltrado que agia contra os interesses do governo.

Teria conspirando contra os filhos do presidente e vazando informações sensíveis à imprensa.  (Folha)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/02


2019

Centrais articulam contra reforma da Previdência

Sindicalistas estão montando uma estratégia para tentar mudar o texto da reforma da Previdência na Câmara.

A partir da próxima semana, assim que o projeto chegar na Casa, eles farão uma incursão nos gabinetes dos deputados para convencê-los a incluir emendas na proposta do Planalto.

Já está certo que ao menos dois pontos serão defendidos pelo grupo: a diminuição da idade mínima, fixada por Jair Bolsonaro em 65 anos para homens e 62 para mulheres, e um prazo maior para a transição. (Daniela Lima – Folha Painel)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/02


2019

Família Bolsonaro cogita criar novo partido

Seria uma reedição da UDN. Está sendo homologado

Site Poder 360 Graus

A informação foi publicada pelo jornal O Estado de S.Paulo e confirmada pelo Poder360. No entanto, essa operação não deve ser concluída no meio do processo de tramitação da reforma da Previdência, pois poderia atrapalhar a necessidade de aprovar o projeto. A UDN era 1 partido de centro-direita, anti-getulista, que apoiou o golpe de 1964, mas foi extinto durante o regime militar.

A nova sigla seria responsável pelo projeto político de aglutinar lideranças da direita nacional que se identificam com o liberalismo econômico e com a pauta nacionalista e conservadora, defendida pelos Bolsonaros.

Nas eleições de 2018, a UDN, ainda em formação e sem registro no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), foi 1 dos partidos sondados por interlocutores de Jair Bolsonaro para a disputa pela Presidência. De acordo com o TSE, o novo partido é 1 dos 75 em fase de criação e está em processo de homologação


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Laranjal do Bolsonaro

4 fascistas.



18/02


2019

Moro e a visita à Taurus: nada a declarar

Elio Gaspari - Folha de S.Paulo

Em Brasília, o ministro Sergio Moro foi do noviciado ao folclore em menos de dois meses.

Quando lhe perguntaram se, dias antes da edição do decreto que facilitou a posse de armas, encontrou-se com hierarcas da indústria Taurus, deu a seguinte resposta:

"O direito à privacidade, no sentido estrito, conduz à pretensão do indivíduo de não ser foco de observação de terceiros, de não ter os seus assuntos, informações pessoais e características expostas a terceiros ou ao público em geral".

Madame Natasha intrigou-se com a vontade de Moro de ficar fora das vistas do "público em geral". Mandava melhor Armando Falcão, seu antecessor de 1974 a 1979, com o famoso bordão "nada a declarar".


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha