Versão Sertão Central

09/02


2018

Cresce na Câmara a bancada dos presos

Do Blog do Noblat

Não tem a bancada da bala na Câmara dos Deputados? Bancada dos ruralistas, dos empresários, dos evangélicos, dos filhos de políticos, disso e daquilo outro?

A bancada dos deputados presos ganhou um novo reforço. O deputado João Rodrigues (PSD-SC), condenado por fraude e dispensa de licitação, foi recolhido ao xilindró. No caso dele, em Santa Catarina.

Por ora ainda pequena, a bancada dos presos já conta com três nomes – além de Rodrigues, Paulo Maluf (PP-SP) e Celso Jacob (MDB-RJ), ambos recolhidos à Penitenciária da Papuda, em Brasília.

Manda a Constituição que deputado ou senador que sofrer condenação criminal com sentença transitada em julgado perderá o cargo. Não há sinais até agora de que os três perderão tão cedo. A Câmara está muda.

Quanto à bancada dos deputados e senadores suspeitos por corrupção e outros crimes, essa permanece ativa, votando livremente e a salvo da Justiça, uma vez que a Justiça não é só lenta, também é cega.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Quentura

Marcos Antonio Villa. Por que Bolsonaro não aceita o desafio ? O Debate vai ser sobre honestidade , não era o tema preferido do Deputado ?

Quentura

Cérebro de bolsoamebas fica no intestino, né, e ninguém pode negar.... ninguém pode negar....ninguém pode nega

marcos

Lula é Ladrão e ninguém pode negar.... ninguém pode negar....ninguém pode negar

Quentura

Cérebro de bolsoamebas fica no intestino, né?

Quentura

MARCO ANTÔNIO VILLA AFIRMA QUE JAIR BOLSONARO E SEUS ELEITORES SÃO NAZISTAS. Eita!

marcos

Urgente: MPF pede 7 anos de cadeia para Geddel por obstrução de Justiça.............. Em alegações finais, o Ministério Público Federal pediu pena de sete anos de reclusão para Geddel Vieira Lima, ex-ministro dos governos de Lula e Michel Temer. Sempre é a chapa Corrupta PT/PMDB.

marcos

O bom é Lula, Condenado em segunda instância por Lavagem, Roubo, Formação de quadrilha, Corrupção e Sonegação.

Quentura

Cérebro de bolsoamebas fica no intestino, né?

marcos

Lula boca de esgoto hoje a tarde em São Bernardo do Campo, Porra cumpanheiro eu tou fudido, vou ser preso alguém faça alguma coisa. Vai mandar o MPF enfiar os teus processos no CU!

Quentura

O que será que passa na mente de um pobre de direita quando ver alguém distribuindo sopa a mendigos?

Quentura

Todos os comunistas no CU de sonia a velha de 64, só eu tenho 23 centimentro de piroca , vou rascar as pregas se ela ainda tiver, alcoólatra, carente vive caindo pelas calçadas. Quero desmoralizá-la essa direitista sem-vergonha, bandida.

Quentura

Lula um abençoado por Deus.

Quentura

Cérebro de bolsoamebas fica no intestino, né?

sonia

Parabéns Ministro.

sonia

URGENTE Edson Fachin acaba de negar pedido de liminar no habeas corpus preventivo da defesa de Lula. O ministro decidiu submeter a análise do mérito sobre o caso ao plenário do STF, como O Antagonista previu.

sonia

A defesa de Fernando Bittar encurralou os advogados de Lula na ação penal do sítio de Atibaia. Bittar, dono formal de um dos imóveis que compõe o “Sítio Santa Bárbara”, alega que comprou o sítio, mas tem qualquer relação com a reforma – paga por Odebrecht, OAS e Bumlai. Parece que a relação dos Lula da Silva com os Bittar está azedando. O Antagonista.

sonia

A meia laranja de Fernando Bittar;

sonia

Uma cidade mais próximo a sua residência ??? Deixa eu ver ....Hum... Mossoró !!! A última residência oficial dele foi Garanhuns. Presídio federal mais próximo é o de Mossoró. RN. Fica pertinho.

sonia

PT acha que ladrão do PT pode até ser condenado, mas não pode ser preso. Irmão de Dirceu teve sentença confirmada pelo TRF4, que mandou Moro prendê-lo. Com Lula, ocorrerá a mesma coisa.

sonia

Primeiramente, Curitiba. Uma vez julgado o recurso de Lula no TRF-4 e expedida a ordem de prisão por Sérgio Moro, o ex-presidente será levado à carceragem da Polícia Federal em Curitiba. Só após requerimento dos advogados à Vara de Execuções Penais, ele poderá ser transferido para outro presídio mais próximo de sua residência.

sonia

Artigo, Augusto Nunes, Veja - Gleisi é muito mais cara do que qualquer juiz. Tem um Dito popular que diz:\"O macaco senta sobre rabo e fica olhando o rabo dos outros\".


Versão Mata Sul

Confira os últimos posts

21/02


2018

Temer "já é candidato", diz marqueteiro

Bernardo Mello Franco - O Globo

O Planalto quer usar a intervenção federal no Rio para ressuscitar a imagem de Michel Temer e alavancar uma candidatura à reeleição. É o que diz o marqueteiro Elsinho Mouco, responsável pela propaganda presidencial.

O homem está animado. Considera que o chefe ganhou uma “grande chance” para sonhar com um novo mandato. “Ele já é candidato”, anima-se Elsinho. “A vela está sendo esticada. Agora começou a bater um ventinho”, comemora.

Em outubro, Temer se tornou o presidente mais detestado desde o fim da ditadura militar, em 1985. O índice de reprovação a seu governo chegou a 73%, de acordo com o Datafolha.

Para o marqueteiro, a operação militar ajudará o peemedebista a “se recolocar no tabuleiro”. “Viramos a agenda. Agora o momento é outro”, diz Elsinho. “Neste momento, o presidente precisa resgatar sua biografia. A eleição é só em outubro. Ainda está muito longe”, acrescenta.

Antes de assinar o decreto, Temer recebeu pesquisas que encorajaram um gesto de impacto contra a violência. “Hoje a maior preocupação do brasileiro é com a segurança pública”, diz o publicitário.

Ele define a medida como um “all-in”, lance do pôquer em que o jogador aposta tudo de uma vez. “O Temer jogou todas as fichas na intervenção”, resume.

Na avaliação do Planalto, o primeiro objetivo já foi alcançado. O presidente arrancou a principal bandeira de Jair Bolsonaro, que tem prometido usar as Forças Armadas para combater o crime.

O deputado atacou a intervenção, mas recuou ao ser cobrado por eleitores. Na segunda-feira, ele votou a favor do decreto. “O Bolsonaro se enrolou. Errou feio, como o Ciro Gomes em 2002”, festeja Elsinho.

A pedido do governo, o Ibope fará uma pesquisa telefônica na sexta para medir a aceitação do decreto. Temer também planeja um novo pronunciamento em cadeia de rádio e TV, a pretexto de explicar a criação do Ministério da Segurança Pública.

A ideia é deixar os escândalos de corrupção para trás e vender o presidente como um político “corajoso”. Para o marqueteiro, o sucesso da ação militar pode operar milagres. “Se der certo, até o vampirão da Tuiuti pode virar um atributo positivo”, sonha Elsinho. “Vampirar pode passar a ser transformar, revolucionar...”, empolga-se.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Versão Agreste Meridional

21/02


2018

Invulnerabilidade de Lula revelou-se uma fantasia

Josias de Souza

Desde que a Lava Jato chegou aos calcanhares de vidro de Lula, o PT cultiva a fantasia da invulnerabilidade do seu grande líder. O partido perdeu todas as apostas. Lula não seria denunciado. Foi. Nove vezes. As denúncias não virariam ação penal. Viraram. Por ora, meia dúzia. A Justiça não ousaria condenar Lula. Ousou. Na primeira e na segunda instância. Lula não será preso, eis a penúltima aposta que o PT está prestes a perder. Terminou nesta terça-feira o prazo para a defesa de Lula apresentar recurso contra a condenação do TRF-4.

O recurso se chama embargo de declaração. Não muda a sentença. Serve apenas para esclarecer pontos que a defesa considere obscuros na decisão dos desembargadores de Porto Alegre. A condenação de Lula a 12 anos e 1 mês de cadeia será mantida no TRF-4. É certo como o nascer do Sol a cada manhã.

O tribunal costuma levar menos de 40 para deliberar sobre esse tipo de recurso. Ou seja: até o final de março, o TRF-4 pode liberar Sergio Moro para expedir o mandado de prisão contra Lula. A defesa pressiona o STF para pautar o julgamento de um pedido de habeas corpus, cuja liminar já foi negada. Por ora, nada.

Inelegível e sem agenda, Lula aprisionou-se no discurso da perseguição. Nos próximos dias, vai retomar o velho hábito de fazer pose de vítima diante de plateias amigas, cada vez menores. A voz das ruas clamando por seu retorno revelou-se mais uma aposta errada do PT. Vem aí um espetáculo novo. Ele pode ser encenado atrás das grades.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

Eita, a Manoela, aquela comunista gaúcha bonitinha vem lançar sua candidatura a Presidente aqui no Recife. Deveria trazer o Lularápio junto. Seu parceiro de falcatruas. Querer se descolar dos petralhas, não dá mais. Esses defensores dos pobres que visam somente seus bolsos quando estão no puder não enganam mais.


Versão Sertão de Itaparica

21/02


2018

TSE: militar fora do serviço ao registrar candidatura

O Globo

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu, nesta terça-feira, que militares que quiserem disputar as eleições deste ano deverão ser afastados do serviço ativo no momento em que registrarem sua candidatura.

A decisão da corte foi tomada em resposta a uma consulta apresentada pelo deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), pré-candidato à Presidência e militar da reserva.

O parlamentar queria saber se o afastamento deveria ocorrer somente quando a candidatura fosse deferida ou no momento do registro, para esclarecer se os militares podem participar de toda a campanha eleitoral.

O relator do processo, ministro Napoleão Nunes Maia Filho, considerou que o afastamento após o deferimento seria prejudicial aos militares. Os outros ministros concordaram com ele.

— A igualdade de chance dos candidatos é entendida pelo TSE como necessária à concorrência livre e equilibrada entre os partícipes da vida política, sem a qual fica comprometida a própria essência do processo democrático — opinou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/02


2018

Temer 2018 arrebatou o troféu Dilma 2013

Temer está na cadeira da doutora e peregrina com gambás na cartola 

Elio Gaspari – Folha de S.Paulo

Michel Temer já viu governo derretendo. Em 2013, quando o monstro da opinião pública estava nas ruas, a presidente Dilma Rousseff tirou um gambá da cartola e propôs uma Constituinte exclusiva para fazer a reforma política. Um telefonema de seu vice (ele) ajudou-a a perceber que aquilo era pura maluquice. Passaram-se cinco anos, Temer está na cadeira da doutora e peregrina com gambás na cartola.

No primeiro dia útil depois do decreto de intervenção federal, horas antes da aprovação da medida pelo Congresso, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, informou:

"Algumas medidas talvez sejam necessárias, como a realização do que se chama mandado coletivo de busca e apreensão."

E explicou:

"Na realidade urbanística do Rio de Janeiro, você muitas vezes sai com a busca e apreensão numa casa, numa comunidade, e o bandido se desloca. Então você precisa ter algo como o mandado de busca e apreensão e de captura coletivo para uma melhor eficácia do trabalho a ser desenvolvido."

A geografia a que o doutor se referiu é a dos bairros pobres da cidade, onde, salvo os bandidos, ninguém foi para lá porque encantou-se com o lugar. Por trás da ideia dos mandados coletivos está a noção demófoba, segundo a qual quem mora nesses bairros, e não no Leblon, tem algo a esconder. É gente constrangida pelos bandidos, achacada pelos milicianos e abandonada pelo poder público, mas não se confia nela.

No segundo trecho da fala de Jungmann havia um erro, a referência ao "mandado (...) de captura coletivo". Nunca houve coisa parecida, nem durante a vigência do Ato Institucional nº 5. (Noves fora a ação militar no Araguaia, onde fizeram-se prisões em massa e queimaram-se casas de roceiros). Horas depois, o ministro corrigiu-se, dizendo que a referência às capturas foi um "mal-entendido". Foi um erro, muito bem entendido.

Passou-se uma noite, e ontem o governo foi convencido de que a ideia do mandado coletivo de busca e apreensão era uma girafa. Temer 2018 arrebatou o troféu Dilma 2013.

Dilma poderia ter telefonado para Temer antes de tirar o gambá da cartola. Temer poderia ter telefonado para algum advogado amigo (ele os tem) antes de patrocinar a nova mágica.

Improvisada e demófoba, a intervenção na segurança do Rio começou da pior maneira possível. É isso que acontece quando o governo faz a opção preferencial pela marquetagem. (Viva Pezão, a batata quente da segurança do Rio foi para o colo de Temer.)

As forças da ordem não precisam entrar nesses bairros vestidas como Coelhinhos de Páscoa, mas também não precisam de protofonias cinematográficas.

Para Michel Temer e para a torcida do Flamengo, tudo iria melhor se ninguém pudesse falar em nome da operação do general Braga Netto. Falariam o general, quando achasse necessário, e seu porta-voz autorizado. Só.

Em operações recentes o Exército usou esse sistema, com sucesso. Está na mesa a encrenca em que se meteu o chefe da Polícia Federal, Fernando Segovia, por falar demais. Depois de anos de silêncio de seu antecessor, ele se revelou um adorador de holofotes. Deu no que deu. Se blá-blá-blá resolvesse problema, o Rio seria o que já foi.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

É isso aí, quem votou 13, votou Dilma/Temer. Eu não carrego esse fardo nos meus ombros. ...... Fora Temer.....Lula e Dilma Jumenta na Cadeia.

marcos

Dilma Jumenta a Pior e mais incompetente presidente e Lula o político Mais Ladrão que já existiu na história do Brasil. Fonte blog 247.

Quentura

Cruzamento da Lista de Furnas e Lava Jato frita Aécio e Bolsonaro. Aécio Neves, Eduardo Cunha, Jair Bolsonaro, José Serra e Geraldo Alckmin, entre outros, constam nas denúncias que constam em processo da Lista de Furnas reaberto no STF

Quentura

Michel Temer recebia 50% da propina no Porto de Santos, indica processo. A denúncia foi revelada em 2001, quando Veja publicou uma reportagem sobre corrupção no Porto de Santos. Pelas licitações e concessões arranjadas, Temer recebia, geralmente, o dobro da propina destinada indicam os documentos. No caso da concessão dos terminais 34/35 do Porto de Santos para a empresa Libra, diz o processo, R$ 640 mil. constando, ainda uma doação para a campanha de Michel Temer de mais de R$ 200 mil, aponta o documento , em agosto de 1999.


Sindifisco

21/02


2018

Odebrecht e as visitas: só amigos do circuito

Marcelo Odebrecht foi orientado por sua defesa a não incluir amigos de fora do círculo profissional entre as pessoas que poderiam visitá-lo em prisão domiciliar.

A intenção foi evitar expor pessoas que não têm ligação com a Operação Lava Jato.

Na lista que ele enviou à Justiça, estão apenas oito delatores da empreiteira que leva o nome de sua família.

Marcelo diz também que havia incluído os nomes do atual presidente do grupo, Luciano Nitrini Guidolin, e da chefe do departamento de conformidade, Olga de Mello Pontes, porque poderia colaborar com o acordo de leniência da empresa. O Ministério Público Federal foi contra a inclusão dos executivos.(Mônica Bergamo – Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura do Ipojuca

21/02


2018

No banco de réus: juiz, desembargadores, conselheiros

Falsidade ideológica, peculato, lesão corporal decorrente de violência doméstica e corrupção passiva qualificada

O STJ (Superior Tribunal de Justiça) decidirá nesta quarta-feira (21) se recebe ou não denúncias contra desembargadores e conselheiros de tribunais de contas de quatro estados brasileiros: Sergipe, Roraima, Paraná e Bahia.

Entre as acusações estão falsidade ideológica, peculato, lesão corporal decorrente de violência doméstica e corrupção passiva qualificada.

Além da análise do recebimento das quatro denúncias, os ministros julgarão o mérito da ação penal contra Cícero Amélio da Silva, conselheiro afastado do Tribunal de Contas de Alagoas.

Ele é acusado de prevaricação e falsificação de documento.  (Mônica Bergamo - FSP)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/02


2018

Ciro Gomes e Haddad procuram se acertar. Lula sabe?

Ciro diz que, sem Lula candidato, a chapa ideal teria ele na cabeça e Haddad como vice

Mônica Bergamo – Folha de S.Paulo

Ciro Gomes (PDT-CE) e Fernando Haddad (PT-SP) tinham um jantar marcado para a noite desta terça (20) em São Paulo.

É a primeira conversa pessoal entre eles desde a condenação de Lula.

Ciro, que com a possível saída de Lula do páreo eleitoral tenta se firmar como opção à esquerda, repete onde vai que a chapa ideal para a Presidência da República, sem Lula no páreo, seria a que tivesse ele na cabeça e Haddad como vice.

Apesar do diálogo, a costura em torno desta hipótese é complexa.

Petistas como Haddad seguem afirmando que o ex-presidente será o candidato do partido e que não existe plano B.

Além disso, Ciro tem feito críticas a Lula que o PT não engole.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

CIRO ENTERRA O CONDENADO LULA....////.....Ciro Gomes, presidenciável do PDT, resolveu enterrar Lula. Ele disse em um evento que o Condenado petista não pode deixar a nação “refém dessa estratégia” de “chicanas processuais”. “Lula tem que compreender que o seu papel não é de repartir a sociedade brasileira em ódios e rancores, como ele faz, mas convidar a sociedade a se reunir a uma pauta nacional.”

marcos

Ciro e Fernando pra variar dois Ladrões para uma nova chapa Corrupta, PDT/PT. Depois não digam que eu não avisei.

Quentura

Ao se defrontar com um moralista, segure sua carteira. Quem alardeia a moralidade dificilmente a pratica. Bolsonaro tem 19 imóveis , mas recebe R$ 3.083 da Câmara. de auxílio-moradia, e critica quem recebe R$ 78,00 de bolsa família. Convenhamos é um falso moralista sem vergonha


Supranor 1

21/02


2018

Ex-juiz do caso Eike condenado a 52 anos de prisão

Procuradoria acusou magistrado de desviar dinheiro da venda de carro de traficante

Folha de S.Paulo

O juiz Flávio Roberto de Souza, que foi flagrado dirigindo um Porsche apreendido do empresário Eike Batista, foi condenado pela Justiça Federal do Rio de Janeiro a 52 anos de prisão por peculato e lavagem de dinheiro. O juiz Gustavo Pontes Mazzocchi, da 2ª Vara Federal Criminal do Rio, determinou ainda que Flávio Roberto perca o cargo de magistrado e que restitua recursos desviados da Justiça. Ele ainda pode recorrer.

Folha ainda não conseguiu contato com a defesa de Flávio Roberto. No processo, seus advogados dizem que ele sofre de problemas mentais. As penas não têm relação com o caso de Eike Batista. Flávio Roberto respondia a outros dois processos sobre desvio de recursos da Justiça.

Em um deles, o Ministério Público Federal acusa o juiz de desviar R$ 106.125,15 obtidos com a venda de um veículo do traficante espanhol Oliver Ortiz de Zarate Martin, que foi preso em operação da Polícia Federal.

No outro, diz que ele desviou R$ 290.521 de conta da Justiça Federal, usando documentos e informações falsas. Ele também teria se apropriado de US$ 105.617 mil e € 108.170. De acordo com a Procuradoria, os recursos desviados nos dois casos foram usados para comprar dois veículos —um deles para a filha do juiz— e um apartamento na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. Em cada um dos processos, a pena estabelecida foi de 26 anos. Um deles pede a devolução de R$ 240.521 —parte será abatida com a venda do carro comprado. Flávio Roberto já havia devolvido R$ 599.000.

"Como membro do Poder Judiciário, cumpria ao réu, acima de tudo, zelar pela escorreita aplicação da lei, pela defesa da regularidade dos procedimentos e pelo combate ao crime e a quem os pratica. Não foi o que fez", escreveu o juiz Mazzocchi, em uma das decisões.

"Descambando para a ilegalidade, usou das facilidades e do poder hierárquico sobre servidores para obter vantagem de caráter patrimonial, subtraindo, escancaradamente e sem pudor, valores que não lhe pertenciam", completou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/02


2018

Petebistas: cara feia e ameaça. Jefferson vai ter troco

Na reunião do PTB em que impôs o nome do interino Helton Youmura como novo titular do Ministério do Trabalho, Roberto Jefferson ameaçou cortar os recursos de campanha de deputados que insistiam em indicar outra pessoa para o posto.

A conversa foi pesada.

Desencadeou uma rebelião na bancada petebista.

O ex-ministro Ronaldo Nogueira e o deputado Alex Canziani (PR) lideram o grupo dos insatisfeitos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Mobi Brasil 4

21/02


2018

O $uporte de Meirelle$ vai pe$ar no PMDB

Manifestações recentes de apoio de deputados e prefeitos do MDB à filiação do ministro Henrique Meirelles (Fazenda) à sigla têm motivo.

Fosse ele o candidato ao Planalto, poderia financiar sozinho a campanha.

 O fundo eleitoral ficaria livre para outros pleitos.

Enquanto isso, o Palácio do Planalto não descartou o uso de mandados coletivos em buscas no Rio.

Vai defender que o instrumento seja usado, sim, pela polícia do Estado, sob a supervisão do interventor federal.  (Painel - Folha)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Asfaltos

21/02


2018

Só quem fala é ele

Para não misturar as estações, o presidente Michel Temer e o ministro Moreira Franco (Secretaria de Governo) acordaram que toda a comunicação da intervenção federal no Rio ficará a cargo do general Braga Netto.

Ele deverá nomear nos próximos dias um porta-voz alinhado ao Exército.

Onde eles querem chegar? - Já o Planalto recebeu com estranheza e desconfiança as últimas críticas de Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Eunício Oliveira (MDB-CE) à maneira como o governo conduziu a pauta econômica.

Aliados de Temer dizem que ninguém entende onde é que eles pretendem chegar.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Bm4 Marketing 7

21/02


2018

Partidos: ou pagam ou descem

O senador Lasier Martins (PSD-RS) apresentou nesta terça (20) projeto que obriga os partidos políticos a quitarem as suas dívidas com o INSS ou com a Fazenda Nacional.

Sob pena de não poderem acessar recursos dos fundos partidário e eleitoral.

O maior atingido pela proposta é o PT, que concentra 63% dos débitos das legendas com o INSS: R$ 8,1 milhões de um total de R$ 13 milhões.

O partido lidera a lista dos devedores por causa do diretório gaúcho, que tem um débito de R$ 7,1 milhões.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

Eu. O Lularápio bandido condenado e chefe da maior quadrilha do mundo. Mais honesto que ele somente Deus. kkkkkkkk

marcos

Alguém aqui conhece um político Honesto filiado ao PT? Eu nunca vi.


ArcoVerde

21/02


2018

Lula não aparenta abatimento

Defesa vê embargos sem desfecho até o fim de março

Todo tempo é pouco - A defesa de Lula acredita que os embargos de declaração entregues nesta terça (20) ao TRF-4 dificilmente serão julgados até o fim de março. Sem uma reversão no quadro atual, o petista poderá ser preso após a apreciação deste recurso. O ex-presidente não passa recibo sobre o quadro e faz ironia. Mesmo nas conversas internas, trata o possível encarceramento como ato político e diz que, “se fosse eles, também mandaria prender”. “É o único jeito de ganharem a eleição”, conclui.

Caso os desembargadores não tratem de todos os aspectos questionados no recurso, a defesa do ex-presidente não descarta apresentar novos embargos de declaração ao TRF-4.

Integrantes da tribunal apostam que o caso de Lula deve ser pautado no fim de março, quando a composição original da turma que julgou o petista em janeiro estará completa –neste momento, dois juízes estão de férias.

Mais novo integrante da defesa do petista, Sepúlveda Pertence intensificou a movimentação pelo Supremo Tribunal Federal–corte na qual atuou por anos. Ele marcou encontros com diversos ministros.  (Painel - Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

Quem já viu bandido ficar abatido com suas roubalheiras enquanto solto? Quero ver quando for preso.

marcos

CIRO ENTERRA O CONDENADO LULA....////.....Ciro Gomes, presidenciável do PDT, resolveu enterrar Lula. Ele disse em um evento que o Condenado petista não pode deixar a nação “refém dessa estratégia” de “chicanas processuais”. “Lula tem que compreender que o seu papel não é de repartir a sociedade brasileira em ódios e rancores, como ele faz, mas convidar a sociedade a se reunir a uma pauta nacional.”

marcos

Lula o Alcoólatra que rouba Crucifixo e faz piadas com o nome de Deus.



21/02


2018

Casca grossa

Pezão, à prova de moscas azuis e de ambições pessoais

Ruy Castro – Folha de S.Paulo

Minutos depois de decretada a intervenção federal no Estado do Rio, o governador Luiz Fernando Pezão disse uma frase que poucos ouviram, menos ainda registraram e, como todas de sua autoria, não ficará para a história: "Eu vou sair. Já saí". Referia-se ao governo do Estado, significando talvez que, sob intervenção, sua presença se tornará irrelevante. Modéstia de Pezão —a dúvida não se refere a ele ficar ou sair, mas sobre se, um dia, terá entrado.

Para os de fora do Rio, que só conhecem Pezão de nome, eis alguns dados. Foi prefeito de Piraí, simpática cidade de 28.222 habitantes perto de Volta Redonda, da qual Sérgio Cabral o alçou em 2007 para ser seu secretário de Obras e, em 2010, vice-governador. Com a renúncia de Cabral em 2014, Pezão assumiu o posto e, pouco depois, foi eleito ele próprio. Como era impossível trabalhar com Cabral sem ser respingado, Pezão também tem problemas com a Lava Jato. Seu mandato, por exemplo, está cassado e ele governa por liminar.

Mas Pezão não é Sérgio Cabral. Rega-bofes parisienses com guardanapos na cabeça, hotéis de luxo, joias, relógios e ternos de grife não são com ele. Talvez mande fazer sapatos sob medida, mas você também mandaria se calçasse 48. E o mote da campanha que o elegeu em 2014 foi apresentá-lo, não como administrador, mas —acredite— como filho amantíssimo.

Então, o que Pezão foi fazer no Palácio Guanabara? O mesmo que Dilma Rousseff no Planalto —esquentar o banquinho. Assim como Lula elegeu Dilma para guardar seu lugar, Cabral elegeu Pezão, não porque quisesse voltar ao governo do Estado, mas para conservar seu poder na máquina do PMDB no Rio quando alçasse voos mais altos.

A mosca azul mordeu Dilma e ela puxou o tapete de Lula. Já Cabral sabia que Pezão tinha a casca grossa, à prova de moscas.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/02


2018

O preço do crime

Carlos Brickmann

É provável que não houvesse alternativa à intervenção federal: Pezão, o governador, já havia demonstrado sua incapacidade para combater os narcotraficantes e a tragédia da insegurança no Rio tornava-se intolerável. Mas o presidente Temer mostrou que até quando faz o certo o faz de modo errado. A improvisação foi tamanha que até agora não se sabe de onde vai sair o dinheiro para pagar as despesas da intervenção – o que inclui desde a alimentação dos soldados até o custo operacional.

O comandante do Exército, general Villas Bôas, quis saber de onde sairia a verba; o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que não é mágico e que o dinheiro da intervenção terá de sair do corte de outras despesas. Mas como saber quanto será necessário, se o interventor, general Braga Netto, ainda não apresentou seu plano? Braga Netto foi apanhado de surpresa pela escolha, e só a aceitou porque, militar de brio, não rejeita missão. Mas o secretário da Segurança do Rio pediu demissão e Braga Netto não tinha o substituto.

A reforma da Previdência daria fôlego aos cofres oficiais, mas a própria intervenção impede que reformas sejam implantadas em sua vigência. E há desentendimentos: o Conselho Nacional de Direitos Humanos manifestou seu repúdio à intervenção. Tudo bem – se o Conselho não fizesse parte do Governo. O problema, portanto, não é concordar ou não com a intervenção: é saber que, mantida essa bagunça, não há nada que possa dar certo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores