Mobi Brasil 2

02/01


2017

Ex-prefeita de Floresta deixa mais de R$ 9 mi em caixa

Durante a cerimônia de posse do executivo e legislativo, realizada ontem, no município de Floresta, a ex-prefeita Rorró Maniçoba, em seu discurso, além de fazer uma prestação de contas de todas as ações desenvolvidas nos seus oito anos de gestão, deixou registrado o montante de recursos que fica disponível para esta nova administração.

No total, ficam disponíveis para atual administração municipal, mais de R$ 9 milhões para serem utilizados em infraestrutura, educação e saúde. Recursos capitados por Rorró Maniçoba, mas que só foram liberados neste fim de mandato.

“É preciso investir mais, não há dúvidas sobre isso. Mas, certamente, com todo esse dinheiro garantido, é possível, desde já, fazer uma boa administração”, ressaltou Rorró Maniçoba.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

FMO

Confira os últimos posts

22/06


2007

Eduardo não fala de CPI da Celpe nem responde a Jarbas

 O governador Eduardo Campos (PSB) adotou a postura do silêncio, ontem, ao ser questionado sobre as declarações do arquiinimigo, o ex-governador Jarbas Vasconcelos (PMDB). Em entrevista à Rádio CBN/JC, na quarta-feira utilizou as palavras “farsa” e “fraude” para definir a CPI da Celpe, em que a oposição perdeu a relatoria após uma manobra da bancada governista na Assembléia Legislativa.

“Acho que o líder do Governo já respondeu (às críticas do ex-governador) e não tenho nada a acrescentar além do que foi dito pelo deputado Isaltino (Nascimento - PT)”, enfatizou o governador, após sancionar o projeto de lei que ampliou para 180 dias a licença-maternidade das servidoras públicas.

Segundo Eduardo Campos , a CPI da Celpe diz respeito apenas à Assembléia Legislativa, e não cabe a ele qualquer opinião sobre os trabalhos da investigação. “Isso não é uma questão do Governo do Estado. O Governo não faz CPI, quem faz CPI é a Assembléia”, frisou ele.

(Da Folha de Pernambuco)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

enio pedro f de santana

esses caras do governo são um graça , principalmente boneco de olinda q é isaltino só polemizar da resultados concretos e de futuro para o estado nada , acorda e vai trabalhar .


Volta às Aulas - Governo PE

22/06


2007

Mesmo distante da eleição tucanos já se desentendem

 

 Os debates eleitorais estão esquentando o cenário político local. Ontem, a deputada estadual Terezinha Nunes (PSDB) colocou em dúvida a força do partido do qual faz parte. Durante entrevista à Rádio Folha FM 96,7 , ela alegou que a sigla tucana estaria “muito frágil” para conquistar a vitória nas próximas eleições no Recife e que, por isso, deveria se aliar a outros partidos da antiga aliança a fim de obter êxito. As declarações contrariam a posição da maior liderança do PSDB no Estado, o senador Sérgio Guerra, cuja defesa prioriza o lançamento de candidatura própria na capital pernambucana ao contrário de apoiar postulantes de outras legendas.

“Hoje, o PSDB não tem condições de ganhar uma eleição majoritária como a do Recife. O partido está muito frágil. Nós devemos nos juntar com outro da aliança para tentar ganhar. Essa é a tese que eu defendo”, ressaltou. Segundo Terezinha Nunes, no primeiro turno, há possibilidade de aliança com o PPS e com o PMDB. “Pode ser com cada um ou com os dois juntos”, adiantou. Ela  argumentou ainda a probabilidade de apoio à candidatura de Raul Henry, pelo PMDB. “O PSDB, tendo que escolher, opta por Raul, pois ideologicamente é o partido mais próximo ao nosso”. A deputada estadual assegurou também que, no segundo turno, esses partidos iriam estar juntos. “Disso eu não tenho a menor dúvida”, confirmou.

Já o senador Sérgio Guerra foi procurado pela reportagem para comentar as declarações da deputada estadual, mas informou, por meio de sua assessoria, que não gostaria de polemizar sobre o assunto. Nos bastidores tucanos, no entanto, comenta-se que Terezinha Nunes vem criando um clima de animosidade dentro da sigla para que possa migrar, sem muito alarde, para o PMDB - partido do senador Jarbas Vasconcelos, seu principal cabo eleitoral.

(Da Folha de Pernambuco)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fabíola Tiné Brasileiro

xxx

guilherme alves

Mais sempre foi assim. Aonde ele é arroxado?

milton tenorio pinto junior

Terezinha dessa vez fez uma leitura correta.O PSDB está muito frágil mesmo!


Supranor 1

22/06


2007

Aeronáutica disposta a jogar duro com controladores

 Depois de mais uma semana marcada por transtornos nos aeroportos do país, o Comando da Aeronáutica já arquiteta uma dura reação à operação-padrão dos controladores de vôo do Cindacta 1, em Brasília , principal foco de resistência. Em reunião com auxiliares, nesta quinta-feira, o comandante da Força Aérea Brasileira, Juniti Saito, determinou que fosse preparado um plano para minar o movimento dos controladores.

Na noite de ontem, o comandante do Cindacta 1, coronel Eduardo dos Santos Raulino, reteve os cerca de 60 sargentos que estavam de serviço para uma reunião com o Comando da Aeronáutica, provavelmente para anunciar essas medidas. Segundo fontes, na reunião, Raulino disse que colocaria ordem na casa, que estava sob pressão e que não admitiria qualquer tipo de desmando. Ele ainda acusou controladores pelo caos desta semana. (Informações do Globo Online)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

Quem fez a "Reserva de Mercado" foi Sarney.

Raimundo Eleno dos Santos

O Brasil não tem acompanhado o ritimo de crscimento com o desenvolvimento. Cresce em população, em necessidades mas a infra-estrutura ainda é atrasada.Dez anos de "reserva de mercado da informática" também serviu para esse cáos.Quem se lembra?



21/06


2007

FAB tem carta-branca para normalizar tráfego aéreo

 O G1 apurou nesta quinta-feira (21) que Lula está convencido de que os controladores estão fazendo operação padrão, alegando problemas técnicos nos equipamentos que não foram confirmados pela perícia técnica. E autorizou o comandante da Aeronáutica, Juniti Saito, a tomar as providências que ele considerar necessárias para normalizar o fluxo e garantir a segurança do tráfego aéreo.

Fontes da Aeronáutica confirmaram a existência de um plano de contingência para o caso de um motim de contoladores. Os controladores que trabalham no departamento de Defesa Aérea seriam chamados a assumir postos eventualmente vagos no centro de controle. Esse plano impediria a paralisação do tráfego aéreo brasileiro e, ao mesmo tempo, os batalhões de infantaria da aeronáutica estão de prontidão para prender eventuais oficiais controladores que deixarem de atender ordens superiores. A Aeronáutica não revela o número de militares do Departamento de Defesa Aérea que poderiam ser acionados.

As mesmas fontes confirmaram que já está no Planalto uma proposta de gratificação de R$ 500 a R$ 600 aos controladores e técnicos que trabalham diretamente com o controle de tráfego aéreo. Essa proposta gerou resistência no meio militar por ser considerada internamente uma “gratificação por insubordinação”.   (Informações do Portal G1)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner - Hapvida

21/06


2007

Reforma política: de ruim para pior

 A Câmara conseguiu piorar o que já era ruim. O novo projeto de reforma política, a ser votado na semana que vem, cria o financiamento público de campanhas políticas, mas não especifica quanto isso vai custar ao erário. Na proposta anterior, superada por um acordo de líderes, previa-se que cada voto custaria ao contribuinte R$ 7,00. Agora, caberá ao próprio Congresso fixar o valor antes de cada eleição.

 

Para quebrar a resistência dos deputados à chamada lista fechada, que obrigava o eleitor a votar no partido, não no candidato, a nova proposta prevê a adoção de um sistema híbrido. O eleitor continuaria obrigado a votar na legenda. Mas, se desejasse, poderia também indicar quais os candidatos a deputado federal, estadual e a vereador de sua preferência.

 

Apurados os votos, seriam eleitos os candidatos mais bem-postos na lista de cada partido e também os que obtivessem votos individualmente. Nos dois casos, as campanhas seriam bancadas com recursos públicos. Relator do projeto que instituía a lista fechada, o deputado Ronaldo Caiado (DEM-GO), considera uma temeridade o hibridismo instituído pelo novo modelo.

 

Para Caiado, ao permitir as campanhas individuais, o projeto mantém o estímulo à busca de recursos privados. Candidatos excluídos das listas de seus partidos ou acomodados em posições inferiores seriam preteridos na propaganda oficial de suas respectivas legendas. E, para dar visibilidade às suas campanhas -dotando-as de santinhos e carros de som, por exemplo-, esses candidatos seriam compelidos a continuar batendo à porta das empresas. O caixa dois, que se pretendia eliminar, ganharia sobrevida.

 

Para complicar, retirou-se do novo projeto o limite de gastos de R$ 7,00 por voto. Antes, sabia-se que, a cada quatro anos, o Tesouro injetaria nas eleições –gerais e municipais—R 1,7 bilhão. Agora, prevê-se que o valor ficaria em aberto. Seria estipulado pelo próprio Congresso, antes de cada eleição, mediante consultas à Justiça Eleitoral. Ao governo restaria vetar o orçamento das eleições, caso o considerasse excessivo.

 

O presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), planeja submeter a nova proposta à apreciação do plenário na próxima semana. Estão fechados com o texto os líderes do PMDB, do PT e do DEM. Para atrair o apoio de legendas menores –PSB, PV e PC do B—retirou-se do projeto a chamada cláusula de barreira.

 

Caiado já havia atenuado as exigências para que os partidos tivessem pleno funcionamento parlamentar. Em vez de um percentual mínimo de 5% dos votos na eleição para a Câmara, previra 2%. Prevalecendo o novo projeto, nem esse percentual será mais exigido. Facilita-se a vida dos partidos sem-voto. E manda-se ao lixo o esforço para enxugar o quadro partidário brasileiro, hoje inchado com um total de 28 legendas.

 

O que norteia a reforma política não é propriamente o interesse público, mas o instituto de sobrevivência dos congressistas envolvidos na sua elaboração. Esse espírito fica bastante explícito num artigo incluído no projeto de Caiado e mantido no novo modelo: os atuais deputados que quiserem concorrer à reeleição terão preferência na elaboração das listas partidárias. Para o líder do PDT, Miro Teixeira (RJ), arma-se na Câmara um ''golpe parlamentar''. O deputado vai apresentar uma emenda sugerindo que a reforma seja submetida a um plebiscito. As chances de aprovação são próximas de zero.

(Do blog de Josias de Souza)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

SERTANEJO SIM SENHOR

Não seria mais simples uma eleição que fossem eleitos os candidartos mais votados, sem essa de coligação e quocinete eleitoral, como é para o cargo de executivo. E acabar também o mandato de oito para o senador e suplente. Bem simpes. Mas o congresso gosta mesmo é de complicar...

Paulo Kigrer

E Marco Maciel, ainda senador? Que ausência, não? De quais coisas públicas trata o Maciel? Este senador tem o maior predicado circense jamais havido em artista qualquer das artes do desaparecimento... é o próprio fatasma destas nossa óperas-bufas...



21/06


2007

PT e PSDB tentam solução sensata do caso Renan

 O PSDB e o PT começaram a se articular para reorganizar o Conselho de Ética e dar um desfecho ao processo aberto contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) por quebra de decoro parlamentar. Depois de constatar que seria impossível arquivar o processo a toque de caixa, como desejava Renan, senadores do PT procuraram os tucanos. A líder do PT, senadora Ideli Salvatti (SC), e o senador Aloizio Mercadante (PT-SP) conversaram separadamente com o senador Sérgio Guerra (PSDB-PE), o primeiro a denunciar a crise que atinge o próprio Conselho.

Ele se queixou da desorganização e do despreparo do Conselho, que já adiou três vezes a votação e deparou com a renúncia de dois relatores. Isso abriu margem para o início das conversas políticas entre os aliados de Renan com senadores de oposição.

A idéia que surgiu nesta quinta-feira é a nomeação de uma trinca de senadores - Renato Casagrande (PSB-ES), Leomar Quintanilha (PMDB-TO) e Marconi Perillo (PSDB-GO) - já que individualmente ninguém deseja assumir o posto. Mas, nem isso, o presidente do Conselho, senador Siba Machado (PT-AC), conseguiu fechar.

''Precisamos nomear um relator que tenha condições de trabalho e que proponha a investigação certa'', afirmou Sergio Guerra. Por enquanto, os principais líderes políticos do Senado entendem que é necessário resolver os problemas internos do Conselho e, só depois disso, decidir quando e como Renan poderá comparecer para prestar depoimento aos conselheiros. (Informações do portal G1)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

irania Olivia Benicio

Seriam "trepadores-astronautas" nossos políticos?

guilherme alves

anos exilada na Espanha como um filho do FHC. A revista Caros Amigos,em edição no ano 2000 enfocou o assunto como outras independentes edições Porém, nas rodas politicas e sociais do eixo São Paulo/Rio/Brasília era comentada a mancheias o fato.Caso análogo em tudo ao de Renam. Só com outro desfecho

guilherme alves

Dez entre dez colunistas politicos sabem, os jornalões e revistas semanais idem uma fato que ao ler nota do blog hoje sobre Renam ameaçar pares, inclusive FHC, viesse a tona, ou seja, a história da jornalista da Globo Miriam Leitão( a Monica de FHC na década de 90) vivendo muito bem há 12 anos

Paulo Kigrer

Em qual cartório senhores políticos registro o meu nojo e asco em protesto de serem os deputados,senadores, prefeitos, vereadores e gorvernadores àquilo que há de mais baixo e ralé que é existente na sociedade brasileira? Qual!?


ArcoVerde

21/06


2007

Inocêncio investiga acusações feitas na Operação Navalha

 As investigações sobre o suposto envolvimento de deputados nas irregularidades em licitações de obras públicas pode ter continuidade na Câmara, apesar de a CPI da Navalha não ter obtido número para ser instaurada. É que o corregedor-geral da Casa, Inocêncio Oliveira (PR-PE), já recebeu a ação contra o deputado Paulo Magalhães (DEM-BA) --sobrinho do senador Antonio Carlos Magalhães (DEM-BA)-- e aguarda outros dois casos.

Nos próximos dias, a Mesa Diretora da Câmara enviará as representações contra os deputados Maurício Quintella Lessa (PR-AL) --sobrinho do ex-governador de Alagoas Ronaldo Lessa (PSB)-- e Olavo Calheiros (PMDB-AL) --irmão do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), alvo de investigações no Conselho de Ética por supostamente ter recebido dinheiro de lobistas para pagar despesas pessoais.

Inocêncio não tem prazo para concluir as análises sobre os três casos. Ele pode demorar o tempo que considerar necessário para fazer uma apreciação conclusiva. Se concluir que há indícios de irregularidades, o corregedor dará cinco dias para que cada um possa explicar-se.
Caso as explicações não o satisfaçam, o corregedor opta pela abertura de processo, enviando o caso para o comando da Câmara que depois remete para o Conselho de Ética da Casa. Porém, se Inocêncio avaliar que não há motivos para abertura de processo, define pelo arquivamento.

Magalhães, Quintella e Olavo Calheiros são citados nas investigações da Operação Navalha, deflagrada pela Polícia Federal para investigar fraudes em licitações públicas. As investigações também estão no Ministério Público.

Balanço

Na Corregedoria Geral da Câmara há mais três deputados sendo investigados. O deputado Clodovil Hernández (PTC-SP) é denunciado em duas ações por agressão às mulheres, em uma delas por ter ofendido a deputada Cida Diogo (PT-RJ). Clodovil conversou com o corregedor e prometeu enviar sua defesa, mas como teve um derrame cerebral e ficou internado, o caso aguarda a resposta do deputado.

A deputada Marina Maggessi (PPS-RJ), cuja ação foi remetida pela Mesa Diretora da Câmara, é denunciada por suposto envolvimento com a máfia do jogo do bicho no Rio. Ela negou as informações. Mas a ação aguarda análise de Inocêncio.

Já o deputado Ronaldo Caiado (DEM-GO) foi denunciado pelo PR, que se sentiu agredido com um comentário do parlamentar, em plenário, referindo-se ao aumento expressivo da bancada. A Folha Online apurou que este caso deve ser arquivado. (Informações da Folha Online)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Serratalhadense

Como é? Inocêncio Julgar alguem? ele não tem moral para tal.

monica dantas

Sem Comentários, mas apenas 1: "Raposa não pode guardar galinheiro". Pobre Brasil e PE.

milton tenorio pinto junior

Clodovil só chamou da dep. Cida de feia,que crime tem isso?Mentir ele não mentiu. Todos esses casos não vai dar em nada

roberto lima

é piada..... de mau gosto

Raimundo Eleno dos Santos

Pergunta: Inocêncio é o quê da Câmara dos Deputados? Ouça: - Ele é o corregedor-geral da Casa! - O quê! Eu não acredito! - Pois é. Acredite se quiser. - Pense, como esse mundo é muito louco! Raposa não pode guardar galinheiro. Já diz o velho deitado.


Naipes

21/06


2007

Renan diz que é ''''esquizofrênica'''' crise que está vivendo

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), chamou nesta quinta-feira de "esquizofrênica" a crise política que enfrenta desde que surgiram denúncias de que teria utilizado recursos da empreiteira Mendes Júnior para o pagamento de despesas pessoais. Renan reiterou que não pretende renunciar à presidência do Senado ao afirmar que não "arreda o pé" do cargo.

Cercado por jornalistas ao chegar ao Senado na tarde de hoje, Renan disse que não vai permitir que as denúncias contra ele "afundem" o Senado em uma crise institucional. "Eu não vou permitir que devassem a vida de senadores. Eu fiz questão de fazer as minhas provas, expus as minhas vísceras, mas as minhas, as dos senadores, eu não vou permitir. O Conselho de Ética não tem poderes para isso."

Apesar de nos bastidores se queixar da falta de apoio de integrantes do governo federal depois que a crise se agravou --incluindo o presidente Luiz Inácio Lula da Silva--, Renan negou que esteja abandonado. "Pelo contrário. O apoio que tenho recebido tem trazido muito conforto. As pessoas me telefonam, me procuram, falam da tribuna e sabem com convicção que eu não vou deixar o Senado numa crise institucional."

Chantagem

Renan também negou as especulações de que, nos bastidores, estaria chantageando parlamentares em troca de apoio. Parlamentares afirmaram que o presidente da Casa ameaçava revelar uma série de denúncias contra senadores que adotassem uma postura contrária à sua defesa.

"Ameaças, insinuações não fazem parte da minha personalidade. Quem me conhece, convive comigo, sabe muito bem disso", enfatizou.

Apontado como um dos supostos "alvos" da chantagem de Renan, o senador Demóstenes Torres (DEM-GO) disse que aqueles que "partem para a truculência têm mais chances de afundar".

Demóstenes tem sido, no Conselho de Ética, um dos adversários mais ferrenhos de Renan ao defender maiores investigações sobre o presidente da Casa. "Se ele realmente partiu para este caminho, tem o risco de afundar. Melhor esquecer o cangaço e se portar como presidente do Senado", disse. (Informações da Folha Online)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

milton tenorio pinto junior

É jogo de cena.Renan não tem mais força em permitir isso ou aquilo.A situação é feia.Deveria ter se afastado,agora Maria préa tá morta.

roberto lima

Um cara de pau com cartas na manga, manobrando 90% do corrupto senado.



21/06


2007

Renan diz que é ''''esquizofênica'''' a crise que está vivendo

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), chamou nesta quinta-feira de "esquizofrênica" a crise política que enfrenta desde que surgiram denúncias de que teria utilizado recursos da empreiteira Mendes Júnior para o pagamento de despesas pessoais. Renan reiterou que não pretende renunciar à presidência do Senado ao afirmar que não "arreda o pé" do cargo.

Cercado por jornalistas ao chegar ao Senado na tarde de hoje, Renan disse que não vai permitir que as denúncias contra ele "afundem" o Senado em uma crise institucional. "Eu não vou permitir que devassem a vida de senadores. Eu fiz questão de fazer as minhas provas, expus as minhas vísceras, mas as minhas, as dos senadores, eu não vou permitir. O Conselho de Ética não tem poderes para isso."

Apesar de nos bastidores se queixar da falta de apoio de integrantes do governo federal depois que a crise se agravou --incluindo o presidente Luiz Inácio Lula da Silva--, Renan negou que esteja abandonado. "Pelo contrário. O apoio que tenho recebido tem trazido muito conforto. As pessoas me telefonam, me procuram, falam da tribuna e sabem com convicção que eu não vou deixar o Senado numa crise institucional."

 Ele disse que não está "preocupado" com o adiamento da votação do relatório no Conselho de Ética que o absolve das denúncias envolvendo a Mendes Júnior. Aliados de Renan temem que o adiamento piore a situação política do senador com a possibilidade de surgirem novas denúncias no caso.

Chantagem

Renan também negou as especulações de que, nos bastidores, estaria chantageando parlamentares em troca de apoio. Parlamentares afirmaram que o presidente da Casa ameaçava revelar uma série de denúncias contra senadores que adotassem uma postura contrária à sua defesa.

"Ameaças, insinuações não fazem parte da minha personalidade. Quem me conhece, convive comigo, sabe muito bem disso", enfatizou.

Apontado como um dos supostos "alvos" da chantagem de Renan, o senador Demóstenes Torres (DEM-GO) disse que aqueles que "partem para a truculência têm mais chances de afundar".

Demóstenes tem sido, no Conselho de Ética, um dos adversários mais ferrenhos de Renan ao defender maiores investigações sobre o presidente da Casa. "Se ele realmente partiu para este caminho, tem o risco de afundar. Melhor esquecer o cangaço e se portar como presidente do Senado", disse. (Informações da Folha Online)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/06


2007

Lula vem em agosto iniciar obras da refinaria de Suape

 O presidente Lula deve vir a Pernambuco na primeira semana de agosto para dar início às obras da Refinaria Abreu e Lima, em Suape. A informação foi dada pelo governador Eduardo Campos (PSB), que manteve conversa com o presidente ontem (21). “O presidente quer dar o pontapé inicial à obra, que é a terraplenagem do terreno onde será edificada a refinaria”, disse Eduardo, ao final da audiência com o presidente, um dos três compromissos oficiais do governador durante sua rápida viagem a Brasília.

 

De acordo com a assessoria de imprensa do Governo de Pernambuco, durante a conversa, Lula e o governador trocaram informações sobre o andamento dos grandes projetos que estão sendo implantados em Pernambuco, como o estaleiro, as fábricas de PTA e POY e a refinaria. “O presidente está muito satisfeito com o fato de todos os projetos estarem caminhando exatamente de acordo com os cronogramas traçados”, acrescentou Eduardo.(Informações da Agência Nordeste)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

monica dantas

Isso é tudo onda, as eleições para prefeito e vereadores está próximo por isso se fala em refinária, continuo chamando para aposta de q essa refinária é eleitoreira e ela ñ começa nesse desgoverno do pt. Pobre Brasil e PE.

milton tenorio pinto junior

Finalmente seremos socios da PDVSA ou será a Petrobras sozinha?



21/06


2007

Guerra diz que Conselho de Ética não foi levado a sério

 O senador Sérgio Guerra (PSDB-PE) acentuou hoje, em entrevista à Rádio Folha 96.7 FM, as críticas feitas ontem ao Conselho de Ética do Senado. O discurso no Plenário apontou que “as reuniões do Conselho são improdutivas” e “um exemplo completo de desordem”. Já a entrevista de hoje foi mais contundente: “O que afeta o processo de investigação é o encaminhamento desastroso dado até agora pelo Conselho de Ética, que é incapaz de provar qualquer coisa ou inocentar qualquer um”, disparou o senador. Segundo ele, não há investigação porque os relatores são “precários”.

 

“O chamado Conselho de Ética não tem nem regulamento. Até hoje não tem sequer um Regimento Interno”, criticou o parlamentar. O erro, segundo ele, foi coletivo. “O Senado não levou o Conselho de Ética com a responsabilidade que devia”. Como solução, o tucano defendeu uma “reconstrução” do processo, a fim de tornar a investigação sobre as denúncias contra o presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), tranqüila.

 

Guerra também descartou a hipótese de Renan ser acoitado pelo corporativismo. “Não há nenhuma confusão de investigar Renan porque ele é presidente. Esse é um falso problema. Isso não interfere no processo de decisão”, dirimiu o tucano. “Porque ele é presidente e porque somos senadores, não há nenhum constrangimento”.

(Da Agência Nordeste)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

milton tenorio pinto junior

Conselho de Ética.Desde quando existe ética no meio dessas figuras.

VILLA QUESTIONADOR

Êsse Conselho de "ARAQUE", é refém, dos reféns, em cadeia. Excetuando-se QUATRO ou CINCO Senadores, o resto tem "Rabo Prêso". Quando não pela mesma falta de decôro do "Mor", envolvimento com Empreiteiras e/ou Empréstimos Bancários fraudulentos. Se o Concgresso fôsse "FECHADO", seria um favor...


Bm4 Marketing 2

21/06


2007

Senado: plano é ''''cozinhar o galo'''' por alguns meses

(Do blog dos blogs)

 Voltei do Senado agora. Por lá, a estratégia passou mesmo a ser a de cozinhar o galo. Ou seja, o adiamento da reunião do subconselhinho de ética que ia traçar o cronograma, a falta de relator e, sobretudo, a falta de pressa em nomear um e o quase consenso entre os senadores de que a PF deverá ter entre 60 e 120 dias para investigar o caso deixam isso claro. Sobretudo porque Renan vai esperar tudo isso entrincheirado na presidência do Senado, de onde diz que não sai e ninguém o tira.

Donde se conclui que foi extremamente bem-sucedida a operação Robespierre. Os recados do homem-bomba Renan chegaram onde deveriam. E o fato é um só: a não ser por raras exceções, ninguém quer cassar o presidente do Senado e explodir o quarteirão do Senado. Mas ninguém, excluídas também as raras e conhecidas, também quis comprar uma briga com a TV Globo defendendo o arquivamento sumário do caso ontem ao vivo e em cores.

Os rumos do caso vão depender agora da força dessas pressões contrárias. O clima na presidência do Senado hoje é de tranquilidade.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/06


2007

Lula vem ao Recife em agosto iniciar obras da refinaria

O presidente deve vir a Pernambuco na primeira semana de agosto para dar início às obras da Refinaria Abreu e Lima, em Suape. A informação foi dada pelo governador Eduardo Campos (PSB), que manteve conversa com o presidente ontem (21). “O presidente quer dar o pontapé inicial à obra, que é a terraplenagem do terreno onde será edificada a refinaria”, disse Eduardo, ao final da audiência com o presidente, um dos três compromissos oficiais do governador durante sua rápida viagem a Brasília.

 

De acordo com a assessoria de imprensa do Governo de Pernambuco, durante a conversa, Lula e o governador trocaram informações sobre o andamento dos grandes projetos que estão sendo implantados em Pernambuco, como o estaleiro, as fábricas de PTA e POY e a refinaria. “O presidente está muito satisfeito com o fato de todos os projetos estarem caminhando exatamente de acordo com os cronogramas traçados”, acrescentou Eduardo.(Da Agência Nordeste)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/06


2007

Ministro lamenta em Caruaru ''derrapada verbal'' de Marta

 O ministro da Previdência, Luís Marinho, lamentou, agora há pouco, em Caruaru,  a ‘’derrapada verbal’’ dada pela ministra Marta Suplicy, quando disse a turistas e passageiros em atraso nos vôos em São Paulo a frase “relaxa e goza’’. Para Marinho, foi não só uma frase infeliz, mas também um ato falho.  Marinho veio a Caruaru, a 132 quilômetros do Recife, para inaugurar o call center do INSS, mantido pela Previdência, gerando de imediato 1,5 mil empregos.

 

Sobre a crise política no Congresso, envolvendo o presidente do Senado, Renan Calheiros, o ministro evitou comentários. Alegou que é assunto da alçada específica do Senado. “Não vou entrar nisso. Você está querendo me criar problemas”, brincou o ministro.

 

Luís Marinho anunciou que o Ministério da Previdência deflagrou vários processos de investigação nos estados, relacionados a desvios de recursos da Previdência. Citou como exemplo as prisões, ontem, em Belo Horizonte, de pessoas que fraudavam o sistema previdenciário, entre os presos um bispo.

 

Sobre o Call Center  de Caruaru, o ministro informou que a unidade inaugurada hoje se integra, num trabalho nacional, aos três outros que existem  em Salvador, Brasília e São Paulo, cobrindo 75% do território nacional, em atendimento ao previdenciário pelo telefone.

 

O vice-governador João Lyra Neto(PDT) representou o governador Eduardo Campos, que se ausentou, segundo Lyra, por ter chegado de Brasília às 3h, quando o evento estava marcado para 10h30 em Caruaru. Só que o ministro atrasou sua chegada, tendo a inauguração começado por volta do meio-dia.

 

O prefeito de Caruaru, Tony Gel,  e o vice-governador João Lyra Neto, comemoraram, nos seus discursos, a inauguração do Call Center, como dos mais importantes acontecimentos de Caruaru nos últimos 40 anos. Da mesma forma se pronunciaram os deputados Maurício Rands(PT) e Wolney Queiroz(PDT), que também discursaram.

 

O presidente do grupo, João Luiz Perez, montou a Central de Atendimento em tempo recorde, com computadores ultramodernos, dotados  de tecnologia de ponta, porque o sistema  atenderá a todo o país.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

roberto lima

d. marta poderia propor as empresas aéreas um desconto na passagem de 42 reais para que os passageiros comprem uma caixinha de "cialis" para relaxar e gozar nos wc dos aeroportos. (a caixa so tem 2 comprimidos )

severino melo

O danado é que a Ministra vem para Caruaru, mas no pátio do forró, dificilmente vai conseguir relaxar e gozar. É o que dá uma sexóloga no turismo.

VILLA QUESTIONADOR

DERRAPADA ????? derrapada, foi do "Maninho", do "Compadre" e do "Filhote. Êsse, é o retrado dos poderosos PTralhas. O resto, é pura encenação e/ou frases de efeito. Êsse sério "p-a-r-t-i-d-o", que de ingênuo, não tem é nada. Rico mesmo, é o "Brasil". Desde o ano 1500 que é "ROUBADO" e não quebra...

LandRover

Eu sonhei que estava relaxando e gozando com a Loira Burra de Lula em uma Praia deserta do PT, nas Ilhas Cayman.



21/06


2007

Aeroporto do Recife duramente atingido pela crise aérea

 O Aeroporto Internacional dos Guararapes permanece com um alto índice de atraso nos vôos. Segundo a assessoria de imprensa da Infraero, da 0h às 11h40 desta quinta-feira (21), foram registrados 15 atrasos acima de uma hora, o que representa 71,4% do movimento no período, que tinha 21 vôos marcados.

A partida 1728 da empresa Gol, que iria para Campinas, em São Paulo, foi cancelado às 0h30. O maior atraso registrado até agora é a chegada do vôo 3890 da TAM, vindo de Salvador, que tinha o horário inicial de 5h05, e agora tem previsão de aterrissagem no Recife às 13h.

A passageira Melissa Souza está no Aeroporto do Recife esperando o embarque para Fortaleza. Ela está passando este dia 21 de junho, seu aniversário, com muita paciência devido aos atrasos de vôos de todo o país. “Eu estou voltando de férias, mas acho que já vou precisar de outras. Mas dessa vez, irei viajar de navio”, afirmou a turista.

A Infraero recomenda que as pessoas liguem para suas companhias ou para o aeroporto e saibam a situação do seu avião antes de saírem de casa. Para esta tarde, estão previstas a chegada de 46 vôos, e a partida de 46, sem informações de atraso até o momento.  (Informações  do pe360graus)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

VILLA QUESTIONADOR

Os PTralhas incompetentes, com à sua "CORJA" Organizada, põem o "BRASIL" de refém, de aproximadamente, 300 pessoas. Quanta fragilidade. Quem já viu, outro absurdo dêsses, em qualquer um outro governo ??? Desculpem: "DESGOVERNO"

Paulin de Caruaru.

Eu como só ando de jegue tô nem aí,não preciso relaxar e muito menos gozar.

milton tenorio pinto junior

E Lula disse que iria resolver pessoalmente.Não resolveu nada.

Super faturamentos fizeram da Infraero uma empresa mediocre. O negócio é relaxar e gozar.


Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores