FMO janeiro 2020

02/12


2016

Lágrimas e charutos

Bernardo Mello Franco – Folha de S.Paulo

A noite de quarta-feira, 30 de novembro, foi daquelas que ficarão da memória. Em Medellín, na Colômbia, um estádio lotou sem nenhum time em campo. A torcida estava lá para homenagear as 71 vítimas da queda do avião da Chapecoense, a maior tragédia do esporte brasileiro. A cerimônia emocionou milhões de pessoas nos dois países.

Enquanto a multidão chorava, um grupo de 52 pessoas confraternizava animadamente em Brasília. Eram senadores reunidos na casa do líder do PMDB, Eunício Oliveira. No fim da noite, a festa ganhou o reforço do presidente Michel Temer, que distribuiu gracejos e degustou um legítimo havana oferecido pelo anfitrião.

O contraste entre lágrimas e charutos resume a distância crescente entre o mundo político e as ruas. O fosso se ampliou nesta semana, quando o Congresso afrontou a sociedade ao aprovar medidas de arrocho e costurar amarras para conter o Ministério Público e o Judiciário.

Na terça, o Legislativo aproveitou o luto nacional para acelerar votações impopulares. O Senado aprovou, em primeiro turno, a emenda que congelará gastos sociais nos próximos 20 anos. Do lado de fora, a polícia reprimia os descontentes com bombas de gás e balas de borracha.

Poucas horas depois, a Câmara desfigurou as chamadas dez medidas contra a corrupção. O pacote incluía ideias reprováveis, como a validação de provas obtidas de forma ilegal, mas sua mutilação foi uma mera revanche de políticos na mira da lei.

O desprezo pela opinião pública não tem sido exclusividade dos congressistas. No início da semana, Temer chamou de "fatozinho" o escândalo que acaba de derrubar mais dois ministros de seu governo. Ele ainda deve explicações convincentes sobre o caso, em que é acusado de pressionar um auxiliar para favorecer interesses particulares de outro.

No coquetel dos senadores, a preocupação do presidente era outra: não ser filmado ou fotografado enquanto dava suas alegres baforadas. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Ramilson Correia de Carvalho

Tão chorando é? Chora não nenê, agora é Temer no poder. Tiraram Dilma sem ter cometido nenhum crime e colocaram um tirano no lugar. Agora aguenta. Cadê os idiotas que bateram panelas? Cadê os movimentos de ruas?


Banco de Alimentos

Confira os últimos posts



18/10


2011

Eduardo faz reunião de emergência para tratar de lixo hospitalar

O governador Eduardo Campos tem reunião, às 14 horas, com autoridades sanitárias, policiais e as lideranças empresariais do Polo de Confecções do Agreste, para avaliar as providências já tomadas e as que possam vir a ser adotadas para assegurar que o setor não sofra prejuízos diante do noticiário negativo envolvendo tecido de lixo hospitalar enviado pelos Estados Unidos.

A reunião será coordenada pelo secretário da Casa Civil, Tadeu Alencar, e contará com a participação de representantes da Policia Federal, Receita Federal e das secretarias de Saúde e Defesa Social. A mídia nacional, sobretudo a TV-Globo, tem feito reportagens apontando comerciantes que teriam usado tecidos contaminados por hospitais americanos na produção de roupas.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

milton tenorio

É o que dá apostar no lucro fácil..Uma pergunta: Será que os amigos desses maus comerciantes não tinham conhecimento desse lixo? Se tinham a omissão tem seu preço...


O Jornal do Poder

18/10


2011

Sérgio Guerra pede saída imediata de Orlando Silva

O PSDB agiu rápido ao tomar conhecimento do teor das denúncias de corrupção contra o ministro do Esporte e por meio de suas lideranças no Congresso, ingressou com várias ações na Justiça exigindo explicações. O presidente nacional do partido, deputado Sérgio Guerra (PE), defendeu a saída imediata do ministro Orlando Silva do cargo para que a apuração das denúncias não seja contaminada. Guerra está preocupado com a evolução da crise -a quinta em dez meses de governo- e seu impacto na organização da Copa do Mundo de 2014.

Segundo ele, “o PSDB vai cobrar diretamente do ministro as explicações sobre as denúncias. Ele terá de explicar, por exemplo, porque ignorou as recomendações do Tribunal de Contas da União quanto às irregularidades encontradas em programas do ministério”. Com a pressão da oposição, o ministro Orlando Silva decidiu comparecer nesta terça-feira, 18, à audiência conjunta das comissões de Fiscalização e Controle e de Turismo e Deporto, da Câmara dos Deputados. O PSDB conta com dez deputados nas duas comissões.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Oráculo de Delfos

Por que caíram Pedro Novais, Wagner Rossi e Alfredo Nascimento e Orlandinho tem que ficar? Ministério é cargo de confiança, ora pois...Para se cassar a vontade popular o processo tem que ser bem mais lento e rigoroso.

Oráculo de Delfos

Eita, a LuciAnta continua apostando na confusão para jogar poeira nos olhos da verdade... O tempo político de um Ministro, que não foi eleito pelo povo, é bem menor que de qualquer mandatário popular. Misturar alhos com bugalhos é obtusidade...

Oráculo de Delfos

É impressionante. Se todos sabem, por que ninguém denuncia? Cadê a cautela dos petistas? E o tal Princípio da Presunção de Inocência só vale pro Orlandinho? Todo petista é um aleijão moral...

LUCIANA ALVES

Maior operador de PE, todo mundo sabe disso. Aliás, porque ele não pede a saíde d governador de São Paulo em função do comércio de emendas. Tem moral o deputado para cobrança desse jaez?

pedro bezerra de araujo

esse anao nao tem moral para falar de corrupcao



18/10


2011

Augusto César lança Fonseca em Serra Talhada
















Rivânia Queiroz, repórter especial

Nem Luciano Duque (PT), nem tampouco Sebastião Oliveira (PR). Em Serra Talhada, o deputado Augusto César (PTB) avisou que tem candidatura própria a prefeito. Em entrevista ao blog, informou que está lançando o médico Fonseca Carvalho. “Temos um quadro bom e competitivo. Estamos vivos. Não declaramos apoio a nenhuma outra candidatura. Nossa vice está aberta para negociação", disse.

Augusto ressaltou que o problema hoje de Serra não está do lado do seu grupo, e sim, em torno dos aliados do prefeito Carlos Evandro, “que estão se digladiando”. “A oposição somos nós. Estamos tranquilos e coesos”. Confiante no seu pré-candidato, foi mais além: “Quando ninguém acreditava que eu fosse me eleger, ganhei as eleições. Da mesma forma aconteceu com o meu filho, também eleito”. Serra, segundo ele, passa a ter três candidaturas: Sebastião, apoiado pelo governador e o deputado Inocêncio Oliveira; Duque, pelo prefeito e Fonseca, pela oposição.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/10


2011

Corrupção generalizada do PCdoB na pasta dos Esportes

* Maurílio Ferreira Lima

O Brasil está horrorizado com os pequenos meliantes e marginais que organizaram uma quadrilha em torno do PCdoB de Brasília para roubar a nação e o governo do Distrito Federal. Vamos aos fatos: o ex-ministro dos Esportes, Agnelo Queiroz, tinha a seu lado um marginal da PM, que foi candidato a deputado federal pelo PCdoB e organizou uma ONG fajuta para conseguir milhões do Ministério do Esporte a título de preparar crianças para o esporte. A polícia federal chegou a prendê-lo por roubo do dinheiro público e o atual ministro solicitou a devolução do dinheiro roubado.

O PM ladrão João Dias Ferreira abriu o berreiro e disse que o Ministério dos Esportes era dirigido por um ladrão, Orlando Silva, a quem entregava na garagem do ministério dinheiro em espécie para dividir com o partido. O ministro diz que tudo é mentira e que só assinou os convênios com a ONG fajuta do PM criminoso a pedido do governador de Brasília, Agnelo Queiroz. Cada um acusa o outro de ladrão e a conclusão que tiramos é que todos têm razão. Todos são ladrões do dinheiro público. Demissão sumária no ministério dos esportes e limpeza com creolina e ácido.

* Maurílio Ferreira Lima é ex-deputado federal


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

antonio lopes coutinho

MAURILIO O SENHOR É MUITO INTELIGENTE, EM AFIRMAR QUE OS DOIS LADOS ESTÃO CERTO, O PIOR É SENTIR SAUDADE DO PASSADO; SÓ NOS FALTA PRENDER OS HONESTOS...

bruno da silva ferreira barbosa

comecou a patrulha petista na internet

LUCIANA ALVES

Sabe muito bem o DR Maurilio que o PCdoB é fichinha na frente do seu PMDB, e no outrora PFL quando estava no poder. O resto é um leroro hipócrita imaginando que os brasileiros são burros.

hbony bituraldo da silva

eita como fica agora roberto freiro que diz que seu partido nao tem corupçao??

EDSON COSTA DE SIQUEIRA

Pois é, Dr. Maurílio, não foi para isso que lutamos tanto no passado. Esse modelo de “democracia à brasileira” é pior do que qualquer ditadura e tem que ser extinta.



18/10


2011

13º da Câmara de Caruaru sai na primeira semana de novembro

Wagner Gil, direto de Caruaru

Depois de passar por um período tenebroso e marcado por uma série de irregularidades na utilização de verba pública, a Câmara de Vereadores de Caruaru vem conquistando a credibilidade junto a opinião pública e esta semana mais uma iniciativa vem melhorar a imagem daquela casa. O atual presidente, Licius Cavalcanti (PC do B), informou com exclusividade que o dinheiro referente ao pagamento do 13º salário deste ano e obrigações como férias e indenizações já está garantido com as economias que foram realizadas.

A expectativa é que o pagamento seja liberado ainda na primeira semana de novembro, o que poderá tornar o legislativo caruaruense a ser o primeiro no Estado liberar o décimo. A folha gira em torno de R$ 500 mil. Cavalcanti também informou que as economias deste ano possibilitaram a reserva para uma grande reforma na Casa Jornalista José Carlos Florêncio, que a partir de 2013, passará a ter 23 vereadores (hoje são 15). "Nossa ideia é iniciar a reforma ainda este ano. Vamos realizá-la em duas etapas: a primeira deve começar ainda este ano e a segunda, até março do ano que vem. Vamos ampliar a quantidade de gabinetes e ainda vamos adquirir mais um carro novo para Câmara", disse Licius Cavalcanti.

A reconquista da credibilidade do legislativo caruaruense junto a população, começou em 2009 na gestão de Rogério Meneses (PT). O vereador e violeiro acabou com a verba indenizatória e só no primeiro ano de sua gestão, devolveu R$ 1 milhão aos cofres municipais. Rogério ainda acabou com a reeleição para a Mesa Diretora e no segundo ano de sua gestão como presidente, devolveu mais de R$ 700 mil. Já Licius, como não teve apoio do prefeito para se eleger presidente, disse que não devolveria a verba e investiria na modernidade da Câmara.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

fabiano marques

magno,a camara de petrolandia sim,ja pagou desde junho o decimo terceiro dos seus funcionarios,sendo assim,a primeira no estado!



18/10


2011

Agrestina: oposição cria comissão para fiscalizar a Prefeitura

Wagner Gil, direto de Caruaru

A Câmara de Vereadores de Agrestina escolheu uma Comissão Especial para fiscalizar as creches, escolas e postos de saúde do município. Segundo a oposição, com a chegada da Controladoria Geral da União, a prefeitura não ‘poupou tempo e nem dinheiro’ para equipar esses equipamentos. Computadores, cadeiras, estantes, armários, birôs e material didático, além de dois veículos que começaram a circular recentemente na cidade, foram alguns dos itens comprados pela administração municipal de última hora, segundo os vereadores da Oposição.

Os vereadores emitiram nota oficial através de emails à Imprensa afirmando que a comissão tem o objetivo de mostrar transparência e colaborar com o trabalho da CGU, mas este ano nenhuma comissão foi formada nesse sentido. Lá a disputa será intensa entre a prefeita Carmem Mirian (PT) e o atual vice, Tiago Nunes (PDT). Os dois candidatos estão na base do Governo Eduardo Campos, mas lá dificilmente o governador vai encontrar um consenso entre as duas partes. Em Agrestina, a política é como água e óleo. Não tem mistura.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Jefferson

Tenho certeza que Agrestina há de respirar ares melhores em 2013!!!

Jefferson

Discutir política com analfabetos e cegos é o mesmo que dar um tiro no claro e não saber em quem pegou, rsrsrs. Outra coisa: MEU NOME É JEFFERSON mesmo. Não sou covarde a ponto de criar um [nick] com o perfil ''Agrestina''.

Jefferson

Minha tia? Amigo, vc sabe com quem está falando? Acho que não, pois não tenho nenhuma tia empregada na prefeitura, a não ser uma boca-preta contratada, que é cozinheira na zona rural. Vc deve estar me confundindo com alguém, rapaz! Para mais esclarecimento sobre minha identidade, identifique-se!

Jefferson

Zito da Barra teve suas contas rejeitadas pelo TCE? Kkkkkkkk, que inocente você! Não é de seu conhecimento, mas já foram regularizadas. Procura saber se ele não será candidato a reeleição em 2012! Se ele não for, provavelmente deve ser por isso.

Agrestina

Eita, esse cidadão JERFERSON SABE MUITO BEM DO QUE ESTOU FALANDO POIS TEVE SUA TIA PRESA NA OPERAÇÃO ALCAIDES NA GESTÃO DO EX-PREFEITO JOSUE MENDES POR FRAUDE EM LICITAÇÃO!!!



18/10


2011

Justiça adia decisão sobre construção de Belo Monte

Lia Rodrigues, correspondente em Brasília

O julgamento da construção da usina de Belo Monte foi interrompido, nesta segunda-feira, depois da relatora do caso, Selene Maria Almeida, votar pela paralisação das obras. A relatora, da 5ª turma do Tribunal Regional Federal (TRF), entendeu que as comunidades indígenas da região do Xingu, no Pará, deveriam ser consultadas.

''Essa oitiva não ocorreu e o Congresso Nacional, que deveria autorizar e fazer a oitiva das comunidades indígenas, autorizou [a obra] num tempo recorde de 15 dias. Passou na Câmara e no Senado e foi votado sem nenhum indígena ser ouvido'', reclamou o procurador da república no Pará Felício Pontes.

A pressa na aprovação do decreto que autorizou a construção levou ao licenciamento por parte de órgão de meio ambiente do governo também numa rapidez incomum. O julgamento deve ser retomado em 15 dias, segundo o ministro Fagundes de Deus, autor do pedido de vista. A usina de Belo Monte será a segunda maior hidrelétrica do país, atrás somente da binacional Itaipu, e a terceira maior do mundo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/10


2011

Marcha contra a corrupção em Bom Conselho

Pegando carona nas manifestações que aconteceram em todo o país, o município de Bom Conselho, no Agreste pernambucano, realiza no dia 15 de novembro a sua 1ª Marcha Contra a Corrupção. Os manifestantes se reúnem na Praça Pedro II, no centro da cidade, para lavar a praça e a escadaria da Matriz da Sagrada Família em prol do voto distrital.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/10


2011

13º da Câmara de Caruaru sai na primeira semana de novembro



















Wagner Gil, direto de Caruaru

Depois de passar por um período tenebroso e marcado por uma série de irregularidades na utilização de verba pública, a Câmara de Vereadores de Caruaru vem conquistando a credibilidade junto a opinião pública e esta semana mais uma iniciativa vem melhorar a imagem daquela casa. O atual presidente, Licius Cavalcanti (PC do B), informou com exclusividade que o dinheiro referente ao pagamento do 13º salário deste ano e obrigações como férias e indenizações já está garantido com as economias que foram realizadas.

A expectativa é que o pagamento seja liberado ainda na primeira semana de novembro, o que poderá tornar o legislativo caruaruense a ser o primeiro no Estado liberar o décimo. A folha gira em torno de R$ 500 mil. Cavalcanti também informou que as economias deste ano possibilitaram a reserva para uma grande reforma na Casa Jornalista José Carlos Florêncio, que a partir de 2013, passará a ter 23 vereadores (hoje são 15). "Nossa ideia é iniciar a reforma ainda este ano. Vamos realizá-la em duas etapas: a primeira deve começar ainda este ano e a segunda, até março do ano que vem. Vamos ampliar a quantidade de gabinetes e ainda vamos adquirir mais um carro novo para Câmara", disse Licius Cavalcanti.

A reconquista da credibilidade do legislativo caruaruense junto a população, começou em 2009 na gestão de Rogério Meneses (PT). O vereador e violeiro acabou com a verba indenizatória e só no primeiro ano de sua gestão, devolveu R$ 1 milhão aos cofres municipais. Rogério ainda acabou com a reeleição para a Mesa Diretora e no segundo ano de sua gestão como presidente, devolveu mais de R$ 700 mil. Já Licius, como não teve apoio do prefeito para se eleger presidente, disse que não devolveria a verba e investiria na modernidade da Câmara.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/10


2011

A charge do dia

 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/10


2011

Coluna da terça-feira

           Armando começa a reagir

No mesmo dia em que o presidente do PT, Pedro Eugênio, acertou com o senador Armando Monteiro Neto (PTB) a busca de uma trégua em cima das chafurdações na sucessão municipal, o presidente trabalhista reafirmou a decisão de lançar o deputado Izaías Régis para disputar a Prefeitura de Garanhuns.

Não se trata de um gesto corriqueiro. Garanhuns reage de forma enérgica a uma imposição do governador Eduardo Campos, que para ali exportou um velho aliado, o prefeito de Lajedo, Antônio João Dourado, para disputar a Prefeitura.

Garanhuns deu a Armando como deputado federal, inicialmente, e depois senador, votações majoritárias graças a dobradinha com Régis, ignorado e rifado pelo Palácio, que impõe a candidatura de um forasteiro.

Com Izaías Régis, aliado incondicional e que só aos olhos do PSB não é encarado como candidato natural da Frente Popular, Armando vai enfrentar o poderio do governador, que tirou Dourado do PDT e o abrigou no PSB, para, claro, tentar derrotar uma legenda aliada e um correligionário leal.

Isso não causa surpresa a ninguém, entretanto, com o vento soprado das redondezas do Palácio das Princesas, porque Pernambuco vive, hoje, uma situação inusitada, onde o governador, por achar que faz uma gestão bem avaliada, age com viés extremamente autoritário. Acha que pode tudo, inclusive impor candidaturas em searas alheias ao PSB.

NEM PRECISAVA – O presidente do PT, Pedro Eugênio, saiu, ontem, do encontro com o senador Armando Monteiro Neto afirmando que o deputado Sílvio Costa não tem o respaldo nem o aval do PTB para fomentar a ideia de que a Frente Popular acabou no Recife. O próprio Armando reiterou essa posição ao petista. Mas nem precisava. Na entrevista ao DP, Sílvio, que colocou o cenário com bastante propriedade, disse que a sua opinião era pessoal e não falava em nome do PTB.

Projeto sangria - Na pressão, a oposição pediu, ontem, a demissão do ministro de Esportes, Orlando Silva. Se a presidente demorar a reagir, o seu Governo tende a sangrar e, sangrando, paralisará a tramitação dos projetos no Congresso, entre os quais a definição do rateamento dos royalties entre os Estados não produtores de petróleo.

 

 

PTB abre diálogo - Em Serra Talhada, o deputado Augusto César, do PTB, tem mais chances de fechar uma aliança em apoio à candidatura do deputado Sebastião Oliveira, que disputa à Prefeitura pelo PR, do que com o PT, que abrigou em seus quadros o vice-prefeito Luciano Duque. Numa conversa recente com o prefeito de Serra, Carlos Evandro, no Recife, César disse não a um entendimento.

Sem definição - O deputado Fernando Bezerra Filho informa que vem trabalhando para assumir a liderança do partido na Câmara, mas não é certo ainda que seja o escolhido, conforme já foi noticiado. “Estou em campanha e tenho interesse, mas isso não será decidido agora”, afirmou, adiantando que com a saída da deputada Ana Arraes assume a liderança a deputada Sandra Rosado (RN), até fevereiro próximo.

Defesa da sulanca - O uso de tecido americano de lixo hospitalar na confecção de sulanca em Santa Cruz do Capibaribe é algo isolado por parte de um comerciante, mas isso precisa ficar mais claro. Os deputados José Augusto Maia e Edson Vieira, representantes do município, irão à tribuna da Câmara e da Assembleia, hoje, respectivamente, defender o polo e esclarecer a situação.

 

CURTAS -

DILMA NA POSSE – A presidente Dilma confirmou, ontem, presença na posse da deputada Ana Arraes como ministra do Tribunal de Contas da União. A solenidade está marcada para a próxima quarta-feira, pela manhã. Com Ana no TCU, Pernambuco passa a ter três ministros naquela corte.

SOMANDO APOIOS – Em Petrolina, o deputado Odacy Amorim, pré-candidato a prefeito pelo PT, já tem o apoio de uma deputada – Isabel Cristina – e pode contar com mais um parlamentar – Adalberto Cavalcanti (PHS). Os três, juntos, tiveram mais de 60 mil votos no município.

PERGUNTAR NÃO OFENDE – Até quando vai durar a trégua na base governista que o PT está tentando no Recife?

''Da soberba só provém a contenda, mas com os que se aconselham se acha a sabedoria''. (Provérbios 13:10)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

isabela

Ainda bem que Magno não mudou. Continua sendo imparcial e nunca foi áulico de ninguém.

isabela

É Magno, tem até PM com cargo de Oficial a defender O Governador com tanta enfase..É falta do que fazer, meu caro Jornalista? Pois até parece que a Segurança no Agreste está resolvida..rsrss

milton tenorio

Altamir, eu sou homem de opinião,não maria vai com as outras..Vc que não responde minha pergunta: E a ciclovia do Capitão Temudo? Pompeia e João da Costa esqueceram, foi?!KKKKKKK

ery lira leite

O TEMPO MUDA, ALGUNS POLÍTICOS MUDAM, MAS, MAGNO CONTINUA O MESMO, CONTRA EDUARDO, HE !!! A INVEJA MATA.KKKKKKKKKK

Oráculo de Delfos

Ministros caem sem precisar de processos, basta que percam a confiança. Já políticos eleitos tem que ser condenados, seja pelo judiciário ou por seus pares (cassação e impeachment). Misturar alhos com bugalhos é manobra diversionista e denota uma obtusidade flagrante.



18/10


2011

Fase do ''''temor reverencial'''' a Eduardo está passando

De Marisa Gobson, no Diario Político de hoje:

Não é preciso esperar 2012 nem 2014, para se concluir que está passando a fase do temor reverencial em relação ao governador Eduardo Campos. Até 2010, por exemplo, ninguém da Frente Popular ousava confrontar o PSB. Tudo era aceito e, consequentemente, nada era contestado: o projeto de Eduardo era o projeto de todos. Hoje, se vê com clareza que PT e PTB buscam ampliar suas bases para a construção de projetos políticos próprios. Ontem, ao afirmar que “é preciso garantir espaços de convivência política e democrática no interior da Frente, e que há espaços que são de cada um”, o senador Armando Monteiro Neto, presidente estadual do PTB, deu a dimensão da sua disposição de fazer valer as metas do seu partido nas eleições de 2012.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

MBS

A Frente esteva unida por uma questão programática. Eduardo foi legitimado para conduzí-la bem. E, ninguém conduz bem só com belo discurso. Alguém já disse uma vez que o critério da verdade é a prática e, não dá pra esperar que o Trator da Dinastia atropele o Trem da Democracia.

Marcos Antonio da Silva Néri

Muito bem Senador Armando Monteiro. Mostre a força do PTB a esse governador ditador.

Roberto Adriano

Ja esta mais do que na hora deste Hitler, descer do pedestal!



18/10


2011

Líderes avaliam incêndio na base de Eduardo

DO DIARIO DE PERNAMBUCO - CLÁUDIA ELOI

Depois de convocar o deputado estadual Izaías Regis (PTB) para disputar a prefeitura de Garanhuns, cuja candidatura está ameaçada pela presença de um candidato do PSB no município (o presidente da Amupe e prefeito de Lajedo, Antônio João Dourado), o senador Armando Monteiro Neto (PTB) disse que é preciso preservar o espaço de cada um. “Deve-se garantir espaços de convivência política e democrática no interior da frente. Há espaços que são de cada um”, destacou. A “advertência” do senador foi dada ontem com a concordância do presidente estadual do PT, Pedro Eugênio. Os dois participaram de uma reunião para tentar aparar as arestas na Frente Popular.

“Vamos buscar o entendimento. Se não for possível construir uma composição vamos para a disputa. O mundo não vai se acabar se não tiver jeito de composição”, afirmou Armando. Ao ser questionado se o PSB estaria fora do mapeamento, o senador disse que não. “Quem quiser iniciar o exercício será bem-vindo. A análise será exaustiva”, disse o petebista. Segundo seus cálculos, PT e PTB juntos contam com 120 pré-candidatos para a eleição de prefeitos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/10


2011

Corda e caneca

Formando juntos a maior bancada na Câmara dos Deputados, o PSB e o PSD se articulam para as votações polêmicas no Congresso, mas sem tirar os olhos das eleições municipais de 2012. No jantar que tiveram, na sexta-feira, o governador Eduardo Campos, presidente nacional do PSB, e o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, presidente nacional do PSD, acertaram os ponterios para eliminar qualquer conflito entre as duas legendas em todos os municípios onde os dois partidos podem disputar prefeituras. O negócio é eleger o maior número de prefeitos, também.(Marisa Gibson - Coluna Diario Político)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

José Cláudio Soares de Oliveira

Tá vendo ele aí gente, abraçado com a ARENA, PDS, PFL, e, consequentemente, o DEM? Ele è muito perigoso nas articulações para chegar ao poder. Ele só pensa naquilo, a presidencia da república.

Marcos Antonio da Silva Néri

E cobra engolindo cobra. Depois que passar essa fase de lua de mel, voces vão ver um querendo engolir o outro. E o povo que se...

milton tenorio

Diego, vc lembrou bem..Sábado passei pela PE que liga Escada a Vitória de Santo Antão.Um horror!

Diego Neto Silva

Mágno, não sei porque vc esqueceu de Isaltino Buracão, mais diga a essa pessoa e ao governador, que passem pelos distritos do DER e vejam o estado lastimável, máquinas quebradas, prédios destiorado e os funcionários insatisfeitos. Eita diretoria do DER incompetente.

Diego Neto Silva

Duas serpentes juntas, vai acontecer o seguinte, uma vai começar a comer a outra, ai desaparece as duas. Tomara que aconteça com esses dois, o Brasil iria respirar melhor.



18/10


2011

Orlando começou a cair com ajuda da Fifa e CBF

 Revela Renata Lo Prete na sua coluna de hoje na Folha de S.Paulo: o entorno de Dilma acredita que as denúncias contra Orlando Silva tenham sido ressuscitadas com ajuda de atores externos -- leia-se CBF e Fifa. O pano de fundo seria a tentativa de interferência na discussão da Lei Geral da Copa, que começa a tramitar no Congresso e é objeto de polêmica.

Orlando Silva começou a cair em desgraça com a cúpula da CBF desde que passou a se portar em relação à entidade da maneira como Dilma desejava que seus dirigentes fossem tratados. O clima azedou de vez quando Pelé foi escolhido ''embaixador'' da Copa. No governo Lula, a relação do ministro do Esporte com os cartolas do futebol era estreita.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Oráculo de Delfos

O pior é ver o velhinhos da FIFA e o Ricardo Teixeira posando de bons moços...Eis o que os comunistas do Brasil nos legaram. São todos uns escroques...hehehe

Oráculo de Delfos

Com certeza, quem infiltrou o soldado nas hostes do PC do B tornando-o milionário foi a mídia e a Fifa....kkkk...O mundo dos áulicos é um delírio só. pense numa viagem!

LUCIANA ALVES

Faltou aduzir o nome da Globo, como citado em outras fontes da mídia, e esquecida pela Ranata La Prete - of course.

LAURO SOUSA

Briga de quadrilhas...



18/10


2011

Infiltrado da ditadura é sustentado por empresários

José Anselmo dos Santos, o cabo Anselmo, disse nesta segunda-feira, 17, ser sustentado por empresários. A declaração foi dada em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura. Anselmo ficou conhecido no período da ditadura militar, quando atuou como agente infiltrado da repressão, levando à prisão de diversos militantes de esquerda – na mesma entrevista, ele admitiu que podem ser entre 100 e 200, entre eles, a própria namorada, Soledad Barret Viedma. Criticou a proposta da Comissão da Verdade. “Tem que ter gente da esquerda e da direita”. Disse não se incomodar de entrar para a história como traidor: “O que eu posso fazer quanto a isso?”

Mais de 20 anos depois do fim da ditadura, Anselmo ainda está em situação de clandestinidade. Ele pleiteia o reconhecimento de sua identidade e ainda, o pagamento de uma pensão – a exemplo do que acontece com vários militantes de esquerda. Na entrevista, afirmou que se pudesse votar, teria votado em José Serra. Antes da ditadura, Anselmo liderou um movimento de marinheiros que acabou precipitando o golpe militar de 1964.(Blog Radar Político)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

LUCIANA ALVES

O pior não está no cabo, mas no esquecimento e na fraude da informação da mídia. A Soledad não era namorada do cabo ANselmo, e sim sua mulher e estava grávida e esperando um filho do mesmo. Ontem, no programa, ele disse que passava as informações, porém não imaginava que a SOledad seria morta.

roberto lima

O "Roda Viva" ,na nova fase que começou ontem, pareceu-me entrar com o pé esquerdo. Havia algo de "anormal" (oportunismo ou doença) no comportamento do cabo. Será que se pode dar crédito ao que ele afirmou? Segundo ele, aqui no Recife, frequentava a casa de um industrial do ramo do cimento.