Principal
Entrevistas
Regras
Fale com Magno
Coluna da Folha
Coluna do Fatorama
Coluna do Blog
Opinião
Endereço do Blog




Destaques

>> Deputada é empossada no último dia de trabalho

>> Aécio diz que Graça mentiu ao falar em CPI

>> Os números da legislatura na Alepe

>> Mandatos de eleitos ainda podem ser contestados

>> Doleiro declara ter apartamento de R$ 42,5 mil

>> PF nega proteção para ex-gerente da Petrobras

>> "Tem que saber perder", diz Dilma sobre impeachment

>> Julio Delgado faz campanha no Recife

>> Prefeito de Serra Talhada traça metas para 2015

>> Oposição quer Venina em nova CPI da Petrobras





O futuro de Dilma - Adriano Oliveira


Cadastre-se para relizar seus comentários e receber notícias do Blog em seu e-mail




Conheça mais sobre Magno Martins


  


22/12/2014
Deputada é empossada no último dia de trabalho

Diante de um plenário vazio, a Câmara dos Deputados empossou nesta segunda-feira uma deputada federal no último dia de trabalho antes do início do recesso parlamentar. A nova deputada pelo PV, a administradora de empresas Rosy de Sousa, será deputada por 41 dias, com direito a receber no período cerca de R$ 35 mil em salários, além de verba para nomeação de assessores para o gabinete, auxílio-moradia e recursos para despesas com passagens, telefone, consultoria, transporte e auxílio alimentação.

Oficialmente, o Congresso realiza hoje sua última sessão legislativa, mesmo sem ter aprovado até o momento o Orçamento de 2015, uma das exigências para os parlamentares entrarem em férias. A Casa Legislativa só retornará aos trabalhos em fevereiro, já com a nova composição da Câmara e de parte do Senado.

A nova deputada assumiu a cadeira aberta pelo seu colega de partido Paulo Vagner, aposentado por invalidez com salário integral de R$ 26.723,13 até morrer. No rápido discurso de posse, Rosy de Sousa destacou a coincidência de assumir o mandato exatamente 16 anos depois que seu pai, Carlos Alberto (PSDB-PV), morreu sem completar o mandato de deputado federal.

A parlamentar - que não concorreu a cargo eletivo em outubro - afirmou que pretende aproveitar sua passagem pela Câmara para fazer pedidos em defesa de portadores de necessidades especiais. Ela disse que quer apresentar sugestões de projetos nessa área para serem encampados por colegas do partido na próxima legislatura.

Rosy de Sousa, contudo, terá uma atuação limitada. Pelas normas do Congresso, durante o recesso funciona apenas uma comissão representativa formada por deputados e senadores. Esse colegiado se reúne eventualmente para analisar, entre outros pedidos, projetos que prorrogam a vigência de determinadas leis. A deputada negou se sentir constrangida por assumir o mandato na véspera do recesso. "De mãos atadas estou, mas constrangida não", afirmou.



Escrito por Magno Martins, às 19h33

Comentários (0) | Enviar essa matéria por e-mail | Imprimir | Topo

22/12/2014
Aécio diz que Graça mentiu ao falar em CPI

Um dia depois de a ex-gerente da Petrobras Venina Velosa da Fonseca afirmar que a presidente da Petrobras tinha conhecimento dos esquemas de corrupção na empresa, o presidente do PSDB, senador Aécio Neves, afirmou nesta segunda-feira que Graça Foster “mentiu” no Congresso Nacional.

Em depoimentos às comissões parlamentares de inquérito que investigam o escândalo de corrupção na Petrobras, Graça Foster disse que não tinha conhecimento de irregularidades na estatal.

“A presidente Graça Foster esteve no Congresso Nacional e disse que não tinha conhecimento em relação a qualquer tipo de irregularidades e desvios na Petrobras. O que nós estamos vendo é que a presidente Graça Foster mentiu ao Congresso Nacional”, afirmou Aécio Neves, no Rio de Janeiro.



Escrito por Magno Martins, às 19h02

Comentários (0) | Enviar essa matéria por e-mail | Imprimir | Topo

22/12/2014
Os números da legislatura na Alepe

Do Blog da Folha

Durante a sessão de encerramento das atividades da Assembléia Legislativa de Pernambuco, o presidente Guilherme Uchoa (PDT) ressaltou o seu trabalho em defesa da Casa. Candidato pela quarta vez à reeleição, o parlamentar fez questão de contabilizar as matérias apresentadas ao longo dos últimos quatro anos.

Segundo Uchoa, a atual legislatura contabilizou 202 reuniões plenárias. “Nelas, foram aprovados 307 projetos de Lei. 67% deles foram elaborados pelos parlamentares”, citou. Além disso, o presidente também registrou 2175 proposições apresentadas, sendo 1359 delas aprovadas.



Escrito por Magno Martins, às 18h35

Comentários (0) | Enviar essa matéria por e-mail | Imprimir | Topo

22/12/2014
Mandatos de eleitos ainda podem ser contestados

Com a diplomação dos candidatos eleitos em outubro, os prazos para contestação dos mandatos na Justiça Eleitoral começam a ser contados. Desde sexta-feira,  o Ministério Público e candidatos derrotados podem denunciar irregularidades cometidas pelos eleitos. Se as denúncias forem comprovadas, os candidatos vencedores poderão ter mandatos cassados. No entanto, as ações não impedem a posse, no dia 1º de janeiro.

Os recursos na Justiça Eleitoral podem ser feitos por meio do Recurso contra a Expedição de Diploma (Rced) e por Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (Aime). O prazo para essas ações é de três e 15 dias, respectivamente, após a diplomação. A Aime serve para impugnar os mandatos eletivos, com base em acusações relacionadas a abuso de poder econômico ou corrupção. O Rced é baseado em alegações sobre falta de condição de elegibilidade.

Semana passada, antes da cerimônia de diplomação da presidenta Dilma Rousseff e do vice, Michel Temer, o PSDB entrou com ação no TSE para cassar o mandato da presidenta. O partido alega que Dilma cometeu irregularidades, como uso da máquina administrativa e abuso econômico, e não poderia assumir o mandato.

Durante seu discurso, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Dias Toffoli, disse que "não haverá terceiro turno" das eleições presidenciais. Segundo ele, as eleições de 2014 são página virada para a Justiça Eleitoral.



Escrito por Magno Martins, às 18h03

Comentários (0) | Enviar essa matéria por e-mail | Imprimir | Topo

22/12/2014
Doleiro declara ter apartamento de R$ 42,5 mil

Um dos milionários presos na Operação Lava Jato, o doleiro Alberto Youssef era, aos olhos da Receita Federal, um modesto empresário. No fim de outubro deste ano, Youssef concordou, como parte da delação premiada que fez, devolver uma fortuna de R$ 55 milhões aos cofres públicos, valor que representa apenas uma parte do total por ele movimentado no grande esquema de corrupção na Petrobrás.

Em duas declarações de imposto de renda – pessoa física -, que estão em posse da Justiça Federal, ele se revelou um cidadão de poucas posses. Informou rendimentos anuais de R$ 507.196,00, em 2010, e R$ 818.781,22, em 2012. Nessa ocasião, ele já era alvo da Lava Jato e ostentava poder, influência e padrão de vida sofisticado.

Formalmente, porém, perante a Receita, a evolução patrimonial de bens e direitos do doleiro em quatro anos foi nula. Em 31 de dezembro de 2009, 2010, 2011 e 2012, Youssef afirmou possuir o mesmo valor em bens: R$ 381.226,45. O doleiro declarou ao Fisco um apartamento financiado pela Caixa Econômica Federal, no valor de R$ 42.500, terreno, quotas de capital de empresa e um jazigo no Cemitério Parque das Oliveiras, em Londrina, interior do Paraná, no valor de R$ 1.900. O doleiro afirmou ainda ter contribuído com a Previdência Social. Há dois anos, ele declarou ter pago R$ 9.078,36 e há quatro, R$ 2.406,96.



Escrito por Magno Martins, às 17h30

Comentários (0) | Enviar essa matéria por e-mail | Imprimir | Topo

22/12/2014
PF nega proteção para ex-gerente da Petrobras

A Polícia Federal (PF) negou pedido da Câmara dos Deputados para dar proteção policial à ex-gerente da Petrobras Venina Velosa da Fonseca, que afirma ter alertado a presidente da estatal, Graça Foster, sobre desvios na empresa. Segundo a liderança do DEM – partido que sugeriu a medida à direção do Legislativo –, a solicitação foi negada no mesmo em que foi protocolada na PF, em 12 de dezembro. No entanto, a legenda só divulgou nesta segunda-feira que a reivindicação havia sido rejeitada.

Em ofício enviado pelo Ministério da Justiça à Câmara, o diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello, justificou que caberia à própria Venina requisitar proteção para não “caracterizar abuso de autoridade ou constrangimento ilegal”.

A proteção foi pedida pelo DEM após reportagem do jornal “Valor Econômico” revelar que Venina advertiu diretores da estatal da existência de irregularidades em contratos e licitações. Ela era subordinada ao ex-diretor de Refino e Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, um dos alvos da Operação Lava Jato, da PF. Ele está em prisão domiciliar no Rio.

No pedido de proteção policial para Venina, o líder da Minoria no Congresso Nacional, deputado Ronaldo Caiado (DEM-GO), alegou que a segurança da ex-gerente estava em risco por conta da gravidade das denúncias que ela havia feito. Caiado destacou no documento que ela teria relatado ter recebido ameaças por e-mail.



Escrito por Magno Martins, às 17h00

Comentários (2) | Enviar essa matéria por e-mail | Imprimir | Topo

22/12/2014
"Tem que saber perder", diz Dilma sobre impeachment

A presidente Dilma Rousseff criticou os pedidos de impeachment protagonizados por setores da oposição e em movimentos realizados nas ruas do país. “Tem que saber perder. Essa história de quer pedir impeachment a cada virada do ponteiro do relógio é algo ultrapassado”, protestou. “É algo do Brasil da década de 80, não dessa década”, arrematou.

Dilma não quis opinar sobre as eleições para as presidências da Câmara e do Senado, alegando que os poderes têm de ser independentes e harmônicos. Reclamou que seu governo foi muito atacado, especialmente durante a Copa do Mundo. “Poucos presidentes sofreram um ataque tão grosseiro quanto eu, no jogo de abertura da Copa. Não digo em escala mundial, porque, lá fora, algumas vezes se matam presidentes”, ironizou.

Ao ser questionada pelos jornalistas se era teimosa, Dilma parafraseou Guimarães Rosa em Grande Sertão Veredas. “A vida é perigosa. Se não teimar, você não sobrevive”.



Escrito por Magno Martins, às 16h30

Comentários (2) | Enviar essa matéria por e-mail | Imprimir | Topo

22/12/2014
Julio Delgado faz campanha no Recife



Do Blog da Folha

O candidato à presidência da Câmara Federal Júlio Delgado (PSB-MG) fará reunião em Pernambuco nesta segunda-feira. Ele se reunirá com o governador eleito, Paulo Câmara, o prefeito do Recife, Geraldo Julio, e os futuros deputados federais em uma casa de eventos em Boa Viagem, às 17h.

Todos os parlamentares foram convidados, independentemente de apoiarem ou não a postulação do socialista. O senador e deputado federal eleito Jarbas Vasconcelos (PMDB), por exemplo, já anunciou publicamente que votará no candidato do PMDB, Eduardo Cunha (RJ).

Júlio Delgado também aproveitou a passagem por Recife para fazer uma visita à viúva do ex-governador Eduardo Campos (PSB), Renata. A visita ocorreu no início da tarde e ele estava acompanhado pelo prefeito Geraldo Julio.



Escrito por Magno Martins, às 16h14

Comentários (0) | Enviar essa matéria por e-mail | Imprimir | Topo

22/12/2014
Prefeito de Serra Talhada traça metas para 2015


O prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque (PT), reuniu todo o seu secretariado nesta segunda-feira, para traçar os planos de ações do seu governo no ano de 2015. Para Duque, "existe a hora de plantar e a hora de colher", disse o prefeito referindo-se a tudo que foi estruturado nos dois primeiros anos de governo e que agora, a partir de 2015, começaram a ser entregues a população.
 
A reunião, onde cada secretário apresentou um breve balanço das atividades das suas pastas, continua ainda no decorrer da tarde desta segunda-feira, e serve para planejar cada passo das secretarias municipais, "uma visão futura do governo", disse Luciano Duque, que tem marcado sua administração com o foco do planejamento.
 
"Quem quer construir tem que ser diferente. Queremos pessoas que tenham compromisso com Serra Talhada", disse o prefeito logo na abertura dos trabalhos, destacando sempre o trabalho em equipe e transversalidade entre as secretarias, segundo ele a fórmula mais eficaz para enfrentar a crise financeira que tem abalado os municípios.
 
O encontro com os secretários está acontecendo na AESET (Autarquia Educacional de Serra Talhada) e segundo previsões do secretário de Governo, Josembergues Melo, deve se estender até as primeiras horas da noite.


Escrito por Magno Martins, às 16h00

Comentários (0) | Enviar essa matéria por e-mail | Imprimir | Topo

22/12/2014
Oposição quer Venina em nova CPI da Petrobras

Líderes do PSDB, DEM e PPS, partidos da oposição na Câmara dos Deputados, afirmaram nesta segunda-feira que vão defender que a ex-gerente da Petrobras Venina Velosa da Fonseca seja uma das primeiras testemunhas a depor na nova CPI a ser instalada no ano que vem para investigar o esquema de corrupção na estatal.

Em entrevista exclusiva à repórter Glória Maria exibida na noite desde domingo no Fantástico, Venina contou que informou pessoalmente à presidente da empresa, Graça Foster, sobre irregularidades em contratos de diversos setores da companhia.

“Venina vai ser testemunha-chave. Sem dúvida que iremos querer ouvi-la”, disse o líder do DEM, deputado Mendonça Filho. A oposição trabalha na coleta de assinaturas para instalar uma nova comissão mista em 2015 para aprofundar as investigações sobre a estatal. O Congresso entra em recesso a partir desta segunda e só retomará os trabalhos em fevereiro.

“A ex-gerente vai ser uma figura de ponta e com grande peso nessa nova CPI”, afirmou Mendonça, que avalia que os fatos narrados por Venina colocam em xeque a credibilidade de Graça Foster para ser mantida no comando da estatal.



Escrito por Magno Martins, às 15h30

Comentários (0) | Enviar essa matéria por e-mail | Imprimir | Topo

22/12/2014
Dilma: Governo adotará medidas drásticas na área fiscal

Em meio a especulações sobre a dimensão do ajuste fiscal para o próximo ano, a presidente Dilma Rousseff disse na manhã desta segunda-feira que o governo terá de adotar algumas medidas "mais drásticas" sem cortar programas sociais, mas evitou antecipar se impostos serão aumentados ou que tipos de despesas serão eliminadas.

"Vamos organizar mais a casa e preparar para a retomada (da economia)", disse Dilma, que conversou com jornalistas durante o tradicional café da manhã de fim de ano no Palácio do Planalto.

"Temos de fazer algumas medidas mais drásticas. Isso não significa, em hipótese alguma, que vamos reduzir os programas sociais. É compatível no Brasil o que nós estamos fazendo e os programas sociais. Nós teremos de ter um controle maior sobre outros gastos e teremos de fazer algumas reformas, algumas são minirreformas", comentou a presidente, destacando como exemplo o Programa de Sustentação do Investimento (PSI).

Questionada por jornalistas se o ajuste fiscal para 2015 poderia ficar na casa de R$ 100 bilhões, Dilma respondeu: "Fui apresentada a esse número pela imprensa. Esse número não foi discutido com a presidenta. Ninguém fez essa conta, R$ 100 bi é um chute."

Diante da insistência de jornalistas pelo número, a presidente brincou: "Então vocês aguardem. Não pode ter muita pressa."



Escrito por Magno Martins, às 15h00

Comentários (0) | Enviar essa matéria por e-mail | Imprimir | Topo

22/12/2014
Últimas sessões nos legislativos

Da Folha de Pernambuco

O último dia de reuniões na Câmara do Recife e na Assembleia Legislativa de Pernambuco, que encerram suas atividades deste ano hoje, não traz grandes expectativas para a bancada de oposição em ambas as casas. Nos dois casos, a oposição reconhece a força do Executivo em aprovar seus projetos de lei sem muita dificuldade, de modo que afirmam que poucas pautas de relevância para o Governo do Estado e Prefeitura do Recife ficarão para ser votadas no próximo ano.

A deputada estadual Teresa Leitão (PT) disse que a única discussão mais controversa deste final de ano, o Projeto de Lei que prevê a volta de bebidas alcoólicas nos estádios, de autoria do deputado Antônio Moraes (PSDB), não poderá ser votada na atual legislatura, mas que além disso não há nada de grande importância para o próximo ano. “Não vai ficar muita coisa para o ano que vem. Se algum projeto for à pauta amanhã (hoje) será em última discussão. Via de regra esta última sessão é feit mais para avaliações políticas, despedidas e pouca votações. O ano eleitoral é sempre conturbado pelas agendas e disputas, mas não conseguiu alterar o calendário da Casa. Foi um ano atípico onde quem era governo migrou para a oposição”, avaliou.

Por sua vez, o vereador André Regis (PSDB) se queixou da falta de comunicação da Casa para com a bancada de oposição. O tucano disse que a demora em disponibilizar a pauta das reuniões é um modo de favorecer os projetos de lei do Executivo.



Escrito por Magno Martins, às 14h30

Comentários (0) | Enviar essa matéria por e-mail | Imprimir | Topo

22/12/2014
Eleitor pode justificar ausência no 2º turno até sexta

Termina na próxima sexta-feira o prazo para para quem não votou e nem justificou a ausência no segundo turno das eleições deste ano regularizar a situação perante a Justiça Eleitoral. O eleitor nesta situação deve procurar o cartório eleitoral mais próximo e apresentar o formulário de Requerimento de Justificativa Eleitoral preenchido, acompanhado de documento que comprove a impossibilidade de comparecimento ao pleito (um atestado médico, por exemplo). A justificativa também pode ser enviada pelos Correios ao juiz da Zona Eleitoral onde o eleitor está inscrito.

O Requerimento de Justificativa Eleitoral, disponível para o eleitor em todos os cartórios eleitorais, também pode ser impresso pelo site do TRE. O preenchimento deve ser feito com bastante atenção, já que, caso haja algum dado incorreto ou que não permita a identificação do eleitor, a justificativa não será considerada válida. É importante lembrar que a justificativa vale apenas para um turno e o prazo para justificar a ausência ao primeiro turno – 5 de outubro – terminou no dia 5 de dezembro.

Além do formulário preenchido e do documento que justifique a ausência, o eleitor também deve levar ao cartório eleitoral um documento oficial com foto. Aquele que não estiver quite com a Justiça Eleitoral sofre algumas limitações, como a impossibilidade de emissão de documentos e de posse em cargo público. O eleitor que não votou, não justificou e nem pagou as multas referentes a três turnos consecutivos pode ter o seu título cancelado.



Escrito por Magno Martins, às 14h00

Comentários (0) | Enviar essa matéria por e-mail | Imprimir | Topo

22/12/2014
SD e PSB patrocinam blocão para candidatura em 2018

Por Leandro Mazzini, do Blog Coluna Esplanada

Um Blocão para 2018.

O PPS, PSB, Solidariedade e o PV lançaram uma frente suprapartidária. Em nível federal, estadual e municipal.

No âmbito da Câmara aglutina 67 deputados. E cerca de 10 mil vereadores espalhados pelo Brasil.

Segundo o deputado federal Paulinho da Força Sindical (SDD), o idealizador, a ideia é definir o nome do bloco para disputar o Planalto em 2018.

Para ele, há vácuo a ser preenchido: ‘54 milhões votaram em Dilma, 51 milhões votaram em Aécio e 3 milhões não votaram em ninguém’.

Consta no bloco o PSB, que disputou com Marina Silva neste 2014. Mas daqui a quatro anos muita coisa pode mudar. No plano federal, diz o vice-presidente do PSB, deputado Beto Albuquerque (RS), o partido continuará independente para decidir 'que rumo tomar em 2018'.



Escrito por Magno Martins, às 13h30

Comentários (0) | Enviar essa matéria por e-mail | Imprimir | Topo

22/12/2014
Graça Foster deve ser chamada a depor no MP

Do Blog do Josias

O depoimento da ex-gerente da Petrobras Venina Velosa da Fonseca ao Ministério Público Federal produzirá consequências. Novos inquéritos serão abertos para apurar desvios na estatal. E a presidente da companhia, Graça Foster, deve ser convocada a prestar depoimento. Os procuradores que cuidam da Operação Lava Jato querem ouvir também José Carlos Cosenza, que sucedeu o delator Paulo Roberto Costa no comando da diretoria de Abastecimento.

Deve-se a informação aos repórteres Juliano Basile e André Guilherme Vieira. Sob proteção policial, Venina foi interrogada por quase cinco horas, em Curitiba, na última sexta-feira. Falou sobre as irregularidades que reportou aos seus superiores durante cinco anos. Inclusive a Graça e a Cosenza. Repassou aos procuradores seu computador e documentos que atestariam a veracidade de suas afirmações.

Parte do papelório refere-se à refinaria de Abreu e Lima, assentada em Pernambuco. Trata-se daquela obra que, superfaturada, saltou de US$ 4 bilhões para US$ 18 bilhões. Um dos documentos repassados à Procuradoria revelam que Venina elaborou, a pedido de Paulo Roberto Costa, um plano para acelerar a execução das obras. Coisa de 8 de março de 2007.

Venina argumentou que o pedido de Paulo Roberto resultaria numa elevação de US$ 328,7 milhões nos custos do empreendimento. Ela diz que o plano foi submetido à diretoria da Petrobras e, depois, ao Conselho de Administração da estatal, presidido à época pela então ministra Dilma Rousseff (Casa Civil).



Escrito por Magno Martins, às 13h00

Comentários (2) | Enviar essa matéria por e-mail | Imprimir | Topo

22/12/2014
"Demissão de Graça Foster não é necessária", diz Dilma

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta segunda-feira em café da manhã com jornalistas no Palácio do Planalto que a situação da presidente da Petrobras, Graça Foster, “não é fácil”, por causa da pressão sobre a estatal, mas defendeu a executiva das denúncias de corrupção na empresa e disse que não vê necessidade de que Foster saia do cargo.

Em entrevista exclusiva à repórter Glória Maria, exibida no Fantástico deste domingo, a ex-gerente da Petrobras Venina Velosa da Fonseca afirmou que que “percebeu que havia irregularidades” na estatal em 2008 e que, desde então, reportou problemas aos superiores, entre eles o gerente-executivo, diretores e a atual presidente, Graça Foster.

“Ela [Graça Foster] disse que, diante de toda essa exposição, se a Petrobras for prejudicada de alguma forma – ou o governo – ela, então, coloca o cargo à disposição sem o menor constrangimento. Eu falei para ela que, do meu ponto de vista, isso não é necessário”, disse a presidente.

“A situação dela não é uma situação fácil. Ela recebe todos os dias uma pressão que poucas pessoas seguram - e ela segura, pelos compromissos que ela tem com a Petrobras. Acho que criou-se um clima sem apontar sequer uma falha dela. Mas só porque o clima está muito difícil para ela eu preciso tirá-la? Eu penalizo ela por algo que não é responsabilidade dela? A quem interessa tirar a Graça Foster? O que tem por trás disso? ”, complementou.



Escrito por Magno Martins, às 12h30

Comentários (1) | Enviar essa matéria por e-mail | Imprimir | Topo

22/12/2014
No túnel do tempo



A foto da década de 70, enviada pelo leitor Willian Deyvson, registra o momento que o então governador Marco Maciel lançava a obra de abastecimento hídrico da cidade de Lajedo, no Agreste Meridional. Na ordem: o prefeito Lídio Cosme, o então deputado federal José Tinoco (de bigode) e o também então deputado Josias Leite, além do próprio Maciel.
Se você tem uma foto histórica nos mande para postagem neste quadro pelo magno@blogdomagno.com.br



Escrito por Magno Martins, às 12h00

Comentários (1) | Enviar essa matéria por e-mail | Imprimir | Topo

22/12/2014
Vital do Rêgo toma posse como ministro do TCU



Acontece na manhã desta segunda-feira a posse de Vital do Rêgo (PMDB-PB) como ministro do Tribunal de Contas da União (TCU). A solenidade, que será presidida pelo presidente do tribunal, Augusto Nardes, acontece no próprio TCU, segundo a assessoria de Vital.

A nomeação do senador para assumir uma vaga de ministro do TCU foi publicada na edição de sexta-feira do Diário Oficial da União. O decreto foi assinado pela presidente da República, Dilma Rousseff (PT).

Com apoio do PMDB, Vital foi indicado pelo Senado para ocupar a vaga do ministro José Jorge, que se aposentou compulsoriamente e deixou o tribunal. Jorge completou 70 anos e, pela lei, atingiu a idade máxima para magistrados.

O nome dele para o cargo foi aprovado em votações no Senado e na Câmara dos Deputados. No Senado, o placar favorável foi de 63 votos a 1. Já na Câmara, a indicação teve 313 votos favoráveis, 8 contrários e 8 abstenções. Um deputado decidiu obstruir,  quando a sua presença não é computada para quórum.

Vital tem mandato de senador até 2019 e ocupa atualmente a presidência de duas comissões parlamentares de inquérito instauradas para apurar denúncias contra a Petrobras.



Escrito por Magno Martins, às 11h30

Comentários (0) | Enviar essa matéria por e-mail | Imprimir | Topo

22/12/2014
Felipe Carreras rebate João Lyra

Da Folha de Pernambuco

O futuro secretário de Turismo do governador eleito, Paulo Câmara (PSB), Felipe Carreras (PSB), rebateu, ontem, as declarações do atual governador, João Lyra (PSB), que, em entrevista à Folha de Pernambuco, disse que não há líder de peso estadual no PSB pernambucano, a despeito da vitória eleitoral da sigla para o Governo do Estado e Senado. De acordo com Carreras, Câmara demonstrou espírito de liderança por ocasião da escolha do secretariado estadual.

“Eu acredito que Paulo é, de fato, um líder do partido. Ele não foi escolhido à toa dentre tantos quadros preparados. Ultimamente, acredito que ele já tenha dado sinais de forte espírito de liderança no processo da escolha dos secretários de seu governo”, afirmou.

Carreras também rebateu as críticas feitas por Lyra ao ex-governador Eduardo Campos (PSB), morto em acidente aéreo em agosto deste ano, sobre a forma como Eduardo escolheu o candidato ao Governo do Estado. Lyra queixou-se de não ter sido consultado sobre os nomes que poderiam ser lançados pelo PSB para a disputa.

“Tenho muito respeito por João Lyra, mas vou ter que discordar dele. Eduardo não cometeu nenhum erro político na escolha do nome de Paulo Câmara, pelo contrário, ele conversou com deputados e outras lideranças do PSB para escolher o melhor quadro possível para o pleito. Não é a toa que conseguimos hoje ter o prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), como o mais bem avaliado do Brasil. Também temos a maior bancada de deputados federais de Pernambuco da nossa história enquanto o PT estadual não terá ninguém na Câmara dos Deputados no próximo ano”, afirmou.



Escrito por Magno Martins, às 11h00

Comentários (2) | Enviar essa matéria por e-mail | Imprimir | Topo

22/12/2014
Minha cidade é linda


Junqueiro, no Agreste alagoano, a 118 km de Maceió, é destacada neste quadro de hoje em foto feita por este blogueiro durante a primeira etapa da viagem que percorreu os ‘Santuários do Bolsa-Família’ no Nordeste.

As principais atividades econômicas do município são: agricultura e agropecuária, com destaque para o cultivo da cana-de-açúcar.

Contam os mais antigos que, no tronco do ingazeiro foi encontrada uma cruz com um pequeno desenho da Divina Pastora em um dos braços. Neste local, anos depois, foi levantada a igreja que tem como padroeira a Divina Pastora, no município.

Entre os festejos do município, destacam-se a festa da padroeira, Divina Pastora, e a da Emancipação Política do município.

Faça uma foto bonita da sua cidade e nos envie para postagem neste quatro pelo magno@blogdomagno.com.br



Escrito por Magno Martins, às 10h31

Comentários (0) | Enviar essa matéria por e-mail | Imprimir | Topo



Copyright Magno Martins. 2006. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.