Coluna da segunda-feira

          Ruim para João da Costa

Apesar da forte presença na mídia, do noticiário positivo do Carnaval e do bombardeio publicitário, o prefeito João da Costa (PT) não melhorou sua performance eleitoral em busca de consolidar a reeleição no Recife. Pelo menos na pesquisa do Instituto Maurício de Nassau publicada ontem no JC. 

Apesar de aparecer ainda na liderança em todos os cenários, os números são amplamente desfavoráveis ao petista. No confronto com Mendonça Filho (DEM), o candidato mais competitivo da oposição, aparece empatado tecnicamente – 21% a 17%, respectivamente.

Como a pesquisa é analítica, as notícias são as piores para o prefeito. Um percentual altíssimo – 73% contra 75% na sondagem anterior – diz que ele não merece ser reeleito.  Na pergunta sobre qual o político que o eleitor tem medo que seja eleito, João da Costa oscilou negativo, de 34% para 42%.

O prefeito melhorou em alguns pontos, mas a sua gestão continua com uma rejeição altíssima – 45% contra 52% da pesquisa anterior.  Para sorte do prefeito, a oposição continua mais perdida do que cego em tiroteio, sem projeto para a cidade e sem um candidato capaz de unir o bloco.

Mendonça não se entender com Henry, este não avança uma aliança com Daniel Coelho porque brigou com Sérgio Guerra e Jungmann não agrega. A tese de Jarbas, de que as oposições deveriam ter dois candidatos, é lógica e sensata, mas os fatos vão mostrando que ninguém está querendo abrir mão da disputa e isso favorece João da Costa.

SEM ACORDO– Apesar do gesto de ir à festa dos 80 anos do ex-deputado Cintra Galvão, sábado passado em Belo Jardim, Mendonça Filho (DEM) não conseguirá selar um entendimento com o velho cacique, que divergiu a vida inteira do seu pai, o ex-deputado Mendonção, falecido ano passado. O elo do acordo seria a candidatura de Andrea, irmã de Mendonça, mas Cintra vai apostar na divisão do Democrata e tentar se eleger prefeito, para encerrar sua carreira. A divisão veio com o racha provocado pelo ex-prefeito João Mendonça.

O troco no Cabo - O senador Armando Monteiro Neto (PTB) não descarta a possibilidade de apoiar a candidatura do tucano Betinho Gomes a prefeito do Cabo. O líder trabalhista já superou as divergências com o deputado Sérgio Guerra nas eleições passadas e subir no palanque de Betinho, que lidera as pesquisas, seria a melhor alternativa para dar o troco ao prefeito Lula Cabral, que deixou o PTB.

Emancipação é bola murcha - Uma ducha fria aos deputados pernambucanos que insistem em emancipar distritos sem vocação econômica no Estado: 80% das cidades brasileiras não se sustentam e dependem de receitas da União para sobreviver, segundo estudo inédito da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro. Das 500 cidades com pior gestão fiscal em 2010, 75% estão no Nordeste.

Fiel da balança - O ex-prefeito de Araripina, Valdeir Batista, que também foi à festa de Cintra Galvão, disse ao blog que ainda não se definiu pelo apoio à reeleição do prefeito Alexandre Arraes (PSB), que assumiu o poder municipal com o afastamento do ex-prefeito Lula Sampaio (PTB). Empresário bem sucedido, Valdeir decide a eleição em Araripina para onde pender, por ser o fiel da balança.

O gesto de Lyra - O vice-governador João Lyra Neto (PDT), apesar de estar se recuperando ainda da cirurgia cardíaca a que se submeteu em São Paulo, fez um esforço sábado passado para dar um abraço no amigo Cintra Galvão, em Belo Jardim. Ao invés de ir à festa dos 80 anos do cacique, Lyra optou por uma prosa na casa do aniversariante. O Pavão misterioso adorou o gesto.

 

CURTAS

ABAIXO A LEI SECA– Se a Fifa exigiu e o Governo brasileiro terá que se dobrar às leis gerais da Copa, inclusive a liberação de bebida nos estádios, não teria sentido manter a Lei Seca durante o certame mundial. Afinal, como fazer blitz nas imediações dos estádios se a ordem geral é a bebedeira?

ALÔ, CONDADO!– Amanhã, retomo as minhas palestras sobre a internet na era da informação, voltada exclusivamente para estudantes, pelo município de Condado, na Zona da Mata pernambucana. O roteiro inclui também a Região Metropolitana e na próxima semana o Agreste Meridional.

PERGUNTAR NÃO OFENDE – Qual vai ser a reação do PT de Humberto Costa diante da pesquisa da Maurício de Nassau no Recife?

''As riquezas granjeiam muitos amigos, mas ao pobre, o seu próprio amigo o deixa''. (Provérbios 19:4)

Publicado em: 19/03/2012