Gastos: tesoura de Dilma apavora equipe de governo

 Dilma Rousseff cruzou o final de semana em encontros preparatórios para a reunião ministerial desta segunda-feira (23). Na conversa mais espinhosa, discutiram-se a crise internacional e os cortes no recém-sancionado Orçamento da União para 2012. Ficou entendido que Dilma deseja excluir dos cortes os gastos com programas sociais e os investimentos. Entre os programas que classificou de intocáveis estão o PAC e o Minha Casa Minha Vida. Juntos, somam R$ 36,7 bilhões. No mais, tudo está sujeito à faca.(Do blog de Josias de Souza)

Publicado em: 23/01/2012