Coluna da segunda-feira

       João Paulo errou

A pesquisa do Instituto Maurício de Nassau sobre a sucessão no Recife serviu para três constatações: 1) João Paulo errou ao ter permanecido no PT. Com o capital político que detém seria eleito em qualquer partido.

No PT, corre o risco de se eternizar na geladeira. 2) João da Costa, embora com percentual de rejeição altíssimo, tem chances, sim, de ser reeleito. Depende da forma como o principal artífice do processo, o governador Eduardo Campos, atuará na montagem do tabuleiro.

3) Entre os candidatos no campo da oposição, o democrata Mendonça Filho é, ainda, o mais competitivo, aparecendo empatado com João da Costa no cenário em que João Paulo não é considerado. Seu grande desafio é agregar, unir forças.

Deveria insistir numa composição com o PMDB. Pré-candidato pela legenda peemedebista, Raul Henry, além de ter metade das intenções de voto do democrata, anda extremamente desanimado. Poderia se transformar no vice de Mendonça, formando uma chapa competentíssima.

Cenário este perseguido também pelo pós-comunista Raul Jungmann, que é o segundo melhor avaliado na pesquisa, bem acima do tucano Daniel Coelho, que, a princípio, levaria a vantagem de ter potencial de crescimento pelo fato de ser, entre os nomes postos, a cara nova.

Dependendo da estratégia de campanha que venha a adotar e de uma repaginada no visual, o que parece urgente, Daniel abre perspectivas de se transformar no chamado fato novo da sucessão no Recife.

O problema é que ele não tem como ampliar, mesmo problema de Mendonça e Jungmann. Aliás, os três pré-candidatos da oposição exercitam o diálogo dos mudos.

PODER PARALELO – Em tese, a defesa de múltiplas candidaturas no Recife seria compreensível face às dificuldades que o prefeito encontra para unir o PT. O que o governador identificou, entretanto, é que por trás disso há um jogo para viabilizar a candidatura de João Paulo. Num cenário com João de volta ao poder municipal, provavelmente com a anuência do PTB, Humberto e Armando Monteiro falariam mais grosso em 2014. Tudo que Eduardo não quer.

Compesa relapsa - Há seis meses, a população do bairro Dom Hélder Câmara, em Chã Grande, paga R$ 80 por carro-pipa para não ficar sem água, simplesmente porque a Compesa não concluiu a tubulação que resolverá definitivamente o drama do racionamento na área. Acredite: faltam apenas dois tubos de ferro na saída do reservatório.

Falta sensibilidade - Não dá para entender a falta de sensibilidade da Prefeitura do Recife com o único banco local, o Gerador, que tem 100 lojas da Rede Banorte. A direção já fez de tudo e não consegue vender o cartão Banorte aos servidores nem receber impostos na rede, o que aumentaria a arrecadação e facilitaria a população de baixa renda pagar IPTU. Enquanto isso, os bancos de fora operam cartão de servidores e recebem IPTU. Bem diferente do tratamento do Governo do Estado dado ao Gerador, consciente da sua importância para economia local.

Receio de divisão - O prefeito de Arcoverde, Zeca Cavalcanti (PTB), mandou e-mail ao blog negando que já tenha escolhido a sua vice Madalena Brito (PTB) para disputar a sua sucessão. A pressa do trabalhista em negar o óbvio tem como único objetivo evitar divisão na sua base. Isso, no entanto, será impossível. Qualquer que seja o nome não contará com o apoio do vereador Luciano Pacheco (PSD).

Plano B em Caruaru - Corre nos bastidores a versão de que a secretária de Políticas Sociais, Laura Gomes, sairia na reforma do secretariado que o governador promove forçado pelos ajustes eleitorais. O afastamento seria apenas com a intenção de o PSB ter uma alternativa para disputar a Prefeitura de Caruaru, caso o cenário se complicasse para o lado do prefeito José Queiroz.

CURTAS

CALOTE – O prefeito de Cortês, José Genivaldo (PSB), ainda não pagou o 14º salário dos professores, lei municipal, nem tampouco os 50% dos retroativos relativos à diferença salarial gerada pelo atraso na implantação do piso nacional da categoria, no exercício de 2011.

HOMENAGEM – O presidente do PDT estadual, José Queiroz, preside, hoje, às 18 horas, na sede do partido, no Recife, a cerimônia de aposição do quadro com a foto de Leonel Brizola em homenagem ao velho guerreiro, que se estivesse vivo completaria 90 anos.

PERGUNTAR NÃO OFENDE – Quando a TIM vai criar vergonha e restabelecer o sinal em Tabira, Triunfo e outras cidades do Sertão?

''O homem mau, o homem iníquo tem a boca pervertida''. (Provérbios 6:12)

Publicado em: 23/01/2012