Legalidade de prefeitos itinerantes julgada pelo STF

 O julgamento do Supremo Tribunal Federal sobre a legalidade da candidatura de prefeitos já reeleitos a novos mandatos em cidades vizinhas, aguarda apenas voto do ministro Gilmar Mendes para voltar à sessão plenária. A decisão em ação cautelar proposta por Sidônio Trindade Gonçalves (PHS), prefeito afastado de Tefé (AM), por estar exercendo seu quarto mandato consecutivo, foi suspensa sexta-feira, com o pedido de vista do ministro.

Publicado em: 30/08/2011