PT suspeito de negociar vídeo contra Serra

Após mais um notável trabalho de investigação no Mato Grosso, a Polícia Federal  abordou Paulo Roberto Dalcol Trevisan ontem, pelas 23h, quando tentava embarcar  para São Paulo levando o material que compromete o candidato tucano ao governo paulista, José Serra, com a máfia das ambulâncias.

Esse material (fita de vídeo, DVD e fotografias realizadas na sede da Planam) estava sendo negociado por R$ 2 milhões com Valderan Padilha, em São Paulo, com quem a PF apreendeu R$ 1.715.800,00 em dinheiro vivo, confirmando que a negociação estava mesmo em curso. A Polícia suspeita que Padilha é ligado ao PT. As infõrmações são do site de Cláudio Humberto.

Publicado em: 15/09/2006