Preso na BA pernambucano que fraudava licitações

Foi preso hoje, pela manhã, em Salvador, Antônio José de Souza, mais conhecido como Toinho de Lula, um dos principais líderes da quadrilha formada com o objetivo de fraudar licitações em Pernambuco e nos estados da Bahia e de Alagoas.

A prisão foi efetuada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) do Ministério Público da Bahia numa parceria com o Núcleo Integrado de Repressão à Criminalidade Organizada (Nirco) do Ministério Público de Pernambuco. A ação foi articulada pelo Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNCOC) do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais (CNPG).

Antônio José de Souza está recolhido na Polinter/Salvador (Polícia Interestadual), onde aguardará sua transferência para a Cadeia Pública de Garanhuns, local em que ficará preso preventivamente. Dono da empresa Souza Assessoria Municipal (SAM), que prestava serviço de contabilidade para as prefeituras e montava os simulacros de processos licitatórios, Antônio Souza estava foragido e responde à ação penal formulada em setembro do ano passado pelo MPPE em decorrência da Operação Suíça, responsável por desbaratar a mesma quadrilha.

Sua prisão foi decretada no mesmo mês. Ele responde pelos crimes de formação de quadrilha, fraudes em licitações, falsidade ideológica e crimes contra a administração pública.

No último dia 5, sua filha Dayana Dark´s Ramos de Souza Carneiro e seu genro Marcos Antônio Carneiro de Freitas foram condenados a oito e 11 anos de prisão, respectivamente. A sentença incluía ainda outros cinco integrantes da quadrilha que fraudava reiteradamente licitações públicas e que também praticava, em atividade que denominavam de assessoria contábil ou jurídica, crimes como falsificação de documento público e falsidade ideológica. As informações são do site do MPPE.

Publicado em: 15/09/2006